REPLICAÇÃO DO ADN 
Essencial para a continuidade genética 
sempre que a célula se divide 
Prof. Ana Rita Rainho
Modelos possíveis
Meselson e Stahl 
100% cadeia 
“pesada” (15N) 
100% peso 
intermédio (cadeia 
híbrida) 
50% peso 
intermédio + 50% 
“leve”...
Replicação semiconservativa do ADN 
V1 
V2
BIOSSÍNTESE DE 
PROTEÍNAS 
Expressão da informação genética
Perspetiva Geral 
Transcrição 
Tradução
1. Transcrição • “Cópia” da informação genética 
da molécula de ADN para uma 
molécula de ARN
2. Processamento • Remoção dos intrões e 
preparação do RNA para 
migrar para o núcleo
3. Tradução 
• Síntese de proteínas a partir 
da informação trazida pelo 
RNA mensageiro 
V1 
Iniciação 
1. Ligação da sub...
Alongamento 
1. O tRNA que corresponde ao 
codão seguinte liga-se ao 
mRNA no espaço adjacente 
ao tRNA anterior. 
2. Os d...
Finalização 
1. O codão de finalização não tem 
um tRNA correspondente com 
ligação a nenhum 
aminoácido. Chama-se por 
is...
Mais material disponível em 
www.biogeolearning.com
Replicação do ADN e Síntese Proteica
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Replicação do ADN e Síntese Proteica

3.303 visualizações

Publicada em

Modelos de replicação de DNA. As experiências de Meselsohn e Stahl. Mecanismo de síntese proteica.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.303
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
71
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Replicação do ADN e Síntese Proteica

  1. 1. REPLICAÇÃO DO ADN Essencial para a continuidade genética sempre que a célula se divide Prof. Ana Rita Rainho
  2. 2. Modelos possíveis
  3. 3. Meselson e Stahl 100% cadeia “pesada” (15N) 100% peso intermédio (cadeia híbrida) 50% peso intermédio + 50% “leve” (14N) 25% peso intermédio + 75% “leve” (14N)
  4. 4. Replicação semiconservativa do ADN V1 V2
  5. 5. BIOSSÍNTESE DE PROTEÍNAS Expressão da informação genética
  6. 6. Perspetiva Geral Transcrição Tradução
  7. 7. 1. Transcrição • “Cópia” da informação genética da molécula de ADN para uma molécula de ARN
  8. 8. 2. Processamento • Remoção dos intrões e preparação do RNA para migrar para o núcleo
  9. 9. 3. Tradução • Síntese de proteínas a partir da informação trazida pelo RNA mensageiro V1 Iniciação 1. Ligação da subunidade menor do ribossoma ao mRNA 2. O tRNA que corresponde ao codão de iniciação liga-se ao mRNA no local respetivo. 3. Ligação da subunidade maior do ribossoma.
  10. 10. Alongamento 1. O tRNA que corresponde ao codão seguinte liga-se ao mRNA no espaço adjacente ao tRNA anterior. 2. Os dois aminoácidos estabelecem uma ligação peptídica entre eles. 3. O aminoácido do tRNA inicial solta-se do tRNA que o transportava e a cadeia peptídica fica ligada apenas ao último tRNA a ligar-se 4. O ribossoma desloca-se na direcção do codão seguinte. O tRNA “vazio” é libertado. Fica de novo o espaço de ligação vazio para um novo tRNA.
  11. 11. Finalização 1. O codão de finalização não tem um tRNA correspondente com ligação a nenhum aminoácido. Chama-se por isso fator de libertação. 2. Como não há mais nenhum aa a ligar-se à cadeia peptídica, quer a cadeia quer o último tRNA que transportava um aa libertam-se do ribossoma. 3. Dá-se a separação final das subunidades constituintes do ribossoma
  12. 12. Mais material disponível em www.biogeolearning.com

×