Digestão

1.449 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.449
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
355
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
33
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Digestão

  1. 1. Margarida Barbosa Teixeira DIGESTÃO
  2. 2. Sistema endomembranar 2  A membrana plasmática encontra-se em contacto com o retículo endoplasmático (RE), o complexo de Golgi (CG) e o invólucro nuclear, formando um sistema de membranas denominado sistema endomembranar
  3. 3. Sistema endomembranar 3  As vesículas do RE contendo substâncias, separam- se do RE e integram-se no CG.  As vesículas destacam-se dos sáculos do CG.  As vesículas do CG podem ser lisossomas ou originar vesículas de secreção.  Os lisossomas contém enzimas hidrolíticas que catalisam a hidrólise de macromoléculas, estruturas celulares, microorganismos ... Digestão intracelular  A permanência das hidrolases em organelos fechados evita a destruição dos componentes moleculares constituintes da célula.
  4. 4. Digestão intracelular 4  A digestão intracelular ocorre em vacúolos digestivos, resultantes da fusão de vesículas com lisossomas; estas vesículas podem:  ser endocíticas;  conter organitos não funcionais.  As enzimas dos lisossomas catalisam a hidrólise de macromoléculas existentes nos vacúolos em moléculas mais simples.  Estas moléculas podem transpor a membrana dos vacúolos digestivos para o hialoplasma (por osmose, difusão ou transporte activo).  Os resíduos alimentares são expulsos para o meio exterior por exocitose.
  5. 5. Digestão intracelular 5 Resíduos alimentares expulsos por exocitose Complexo de Golgi Complexo de Golgi As enzimas são transferidas para as vesículas que se destacam do C.G. LisossomasLisossomasLisossomasLisossomas Fusão de vesículas endocíticas com lisossomas Decomposição em moléculas simples, pelas enzimas digestivas dos lisossomas Moléculas simples passam para o hialoplasma Reticulo Endoplasmático Reticulo Endoplasmático Síntese de enzimas incorporadas em vesículas do RE que se destacam e passam para CG Vacúolos digestivosVacúolos digestivos
  6. 6. Digestão intracelular 6 Digestão intracelular ocorre no interior das células, em vacúolos digestivos Autofagia digestão dos próprios organitos celulares em vacúolos autofágicos (lisossomas + vesícula com organito não funcional). Heterofagia digestão de substâncias, captadas por endocitose, em vacúolos digestivos (lisossomas + vesícula endocítica). Ex. seres unicelulares heterotróficos, como a amiba.
  7. 7. Digestão intracelular 7
  8. 8. Ingestão, digestão e absorção 8 Os alimentos selecionados pelos seres vivos heterotróficos necessitam de passar por vários processos até poderem ser utilizados a nível celular Ingestão introdução dos alimentos no organismo Digestão processo de transformação das moléculas complexas dos alimentos, como proteínas, lípidos ou polissacarídeos, em moléculas mais simples (aminoácidos, ácidos gordos e monossacarídeos) por reacções de hidrólise catalisadas por enzimas, para poderem ser integradas no organismo Absorção processo de passagem das substâncias resultantes da digestão para o meio interno.
  9. 9. Digestão extracelular 9 Digestão Extracelular Ocorre fora das células Representa vantagem evolutiva para os organismos podem ingerir maior quantidade de alimento em cada refeição, que é armazenado e vai sendo digerido Extracorporal Ocorre no exterior do corpo do organismo, através de enzimas digestivas por ele lançadas para o exterior. Ex: fungos Intracorporal Ocorre no interior do organismo em cavidades ou órgãos especializados. Ex: animais Tubo digestivo incompleto tem apenas uma abertura que funciona simultaneamente como boca e ânus. Ex: hidra e planária Tubo digestivo completo tem duas aberturas independentes, uma para a entrada de alimentos (boca) e outra por onde saem os resíduos (ânus). Ex: minhoca e homem
  10. 10. Digestão extracorporal 10  A digestão corre no exterior do corpo do organismo, através de enzimas digestivas por ele lançadas para o exterior.  Posteriormente, as hifas, absorvem as micromoléculas digeridas. Cogumelos
  11. 11. Digestão intracorporal intracelular e extracelular 11  Tubo digestivo incompleto (com uma só abertura).  Digestão extracelular na cavidade gastrovascular - são lançadas enzimas que actuam sobre os alimentos hidrolisando as macromoléculas, em moléculas mais simples.  Fagocitose das partículas parcialmente digeridas continuando a digestão dentro de vacúolos digestivos – digestão intracelular.  Difusão das moléculas simples para as restantes células do organismo.  Exocitose dos resíduos para a cavidade gastrovascular  Por contracção da parede do corpo do animal, os resíduos são expulsos para o exterior juntamente com a água. Hidra e Planária
  12. 12. Digestão intracorporal intracelular e extracelular 12 Vantagens evolutivas da planária A cavidade digestiva possui uma certa diferenciação: - faringe que se projecta para fora da boca, permitindo ao animal captar os animais de que se alimenta; - cavidade gastrovascular muito ramificada . Aumento da área de digestão . Aumento da área de absorção distribuição eficaz dos nutrientes por todas as células. Hidra e Planária
  13. 13. Digestão intracorporal e extracelular 13 Minhoca  Tubo digestivo completo (boca e ânus).  O alimento entra pela boca faringeesófago papo  No papo é acumulado e humidificado.  Na moela é triturado - digestão mecânica  No intestino:  digestão química por acção de enzimas;  absorção das substâncias mais simples.  A absorção é eficiente devido a uma prega intestinal – tiflosole - que aumenta a superfície interna.  Os resíduos alimentares são eliminados pelo ânus.
  14. 14. Digestão no Homem (intracorporal e extracelular) 14  O sistema digestivo humano é constituído por um tubo digestivo (completo) e pelos órgãos anexos (dentes, glândulas salivares, fígado e pâncreas).  O alimento ingerido sobre digestão mecânica e química ao longo do tubo digestivo (completo).  Na boca - dentes e saliva – digestão mecânica e química.  No estômago e intestino delgado - digestão mecânica e química.
  15. 15. Digestão no Homem 15  Na boca ocorre digestão mecânica por ação dos dentes;   A partir do esófago, ocorre digestão mecânica  ao longo de todo o tubo digestivo por ação dos movimentos peristálticos das paredes musculosas do tubo.  A bílis, produzida pelo fígado, armazenada na vesícula biliar e lançada no início do intestino delgado (duodeno) é responsável pela emulsão (digestão mecânica) das gorduras.  Digestão mecânica
  16. 16. Digestão no Homem 16 A digestão química ocorre devido à ação catalisadora das enzimas: • da saliva, • do suco gástrico, • do suco pancreático (lançado no duodeno) • do suco intestinal, que promovem a hidrólise dos polímeros em monómeros.  Digestão química
  17. 17. Digestão no Homem 17
  18. 18. Digestão no Homem 18  Água, minerais e vitaminas são monómeros e, como tal, não sofrem hidrólise.  A celulose não é hidrolisada devido à inexistência de enzimas que catalisem a reação.  Na boca, apenas o amido é hidrolisado no dissacarídeo maltose.  No estômago apenas ocorre a hidrólise de algumas proteínas em polipeptídeos.  A bílis emulsiona (digestão mecânica) as gorduras, para posteriormente serem hidrolisadas.  A maior parte da hidrólise ocorre no intestino delgado, devido ás enzimas dos sucos pancreático e intestinal.  No intestino delgado, terminada a digestão, ocorre a absorção.  O material não digerido e o não absorvido segue para o intestino grosso, para ser eliminado. 
  19. 19. Digestão no Homem 19  Absorção
  20. 20. Digestão no Homem 20  Absorção  No intestino delgado ocorre a absorção dos monómeros digeridos (aminoácidos, monossacarídeos, ácidos gordos e glicerol) e da água, vitaminas e minerais.  Por difusão ou por transporte ativo, os diferentes nutrientes atravessam a parede intestinal, sendo absorvidos pela corrente sanguínea (aminoácidos, glicose, água, sais minerais e vitaminas hidrossolúveis) ou pela corrente linfática (ácidos gordos, glicerol e vitaminas lipossolúveis).
  21. 21. Digestão no Homem 21  Absorção  A absorção no intestino delgado, é facilitada pela existência de pregas, as válvulas coniventes, recobertas por milhões de projeções vascularizadas da superfície intestinal - vilosidades intestinais.  As células superficiais das vilosidades possuem, nas membranas voltadas para o lúmen intestinal, numerosas microvilosidades.  As válvulas coniventes, as vilosidades intestinais e as microvilosidades aumentam significativamente a área interna do intestino, facilitando a absorção intestinal, ou seja, a passagem dos nutrientes para os capilares sanguíneos e os capilares linfáticos.  Os resíduos alimentares acumulam-se no intestino grosso, onde, antes de serem eliminados através do ânus, se dá a reabsorção de água.
  22. 22. Digestão intracorporal e extracelular 22 Vantagens evolutivas do tubo digestivo completo Os alimentos deslocam-se num único sentido digestão e absorção sequenciais maior e mais eficaz aproveitamento dos alimentos A digestão pode ocorrer em vários órgãos as moléculas sofrem diferente tratamento mecânico e químico Maior capacidade de absorção, uma vez que esta pode ocorrer em diferentes zonas ao longo do tubo. Eficiente eliminação dos resíduos não absorvidos, através do ânus.
  23. 23. 23 Intracelular ( ocorre no interior das células) Extracelular (ocorre fora das células ) Autofagia – ocorre a digestão dos próprios organitos celulares em vacúolos autofágicos (lisossomas + vesícula com organito não funcional). Extracorporal – ocorre no exterior do corpo do organismo, através de enzimas digestivas por ele lançadas para o exterior. Ex: fungos Intracorporal – ocorre no interior do organismo em cavidades ou órgãos especializados. Ex: animais Heterofagia – ocorre a digestão de substâncias, captadas por endocitose, em vacúolos digestivos (lisossomas + vesícula endocítica). Ex: seres unicelulares heterotróficos Tubo digestivo incompleto tem apenas uma abertura que funciona simultaneamente como boca e ânus. Ex: hidra e planária Tubo digestivo completo tem duas aberturas independentes, uma para a entrada de alimentos (boca) e outra por onde saem os resíduos (ânus). Ex: minhoca e homem Digestão Síntese

×