Biologia 11 ciclos de vida

32.429 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
11 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
32.429
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
759
Comentários
0
Gostaram
11
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Biologia 11 ciclos de vida

  1. 1. Biologia
  2. 2. 2 Ciclo de Vida Sequência de etapas por que passa umorganismo desde a formação do ovo até ao momento em que ele próprio se reproduz. Nuno Correia 2011/12
  3. 3. 3Meiose e Fecundação – dois fenómenos complementares Nuno Correia 2011/12
  4. 4. 4Diplofase/Haplofase Diplofase (2n)Fecundação Meiose Haplofase (n) Nuno Correia 2011/12
  5. 5. 5 Alternância de fases nuclearesNum ciclo de vida uma fase haplóide (entidade com núcleo haplóide) alterna com uma fase diplóide (entidade com núcleo diplóide). Nuno Correia 2011/12
  6. 6. 6 Os ciclos de vida distinguem-se pelomomento do ciclo em que ocorre a meiose. Nuno Correia 2011/12
  7. 7. 7 Tipos de ciclos de vida Meiose pós- zigótica – ocorre após a formação do zigoto.Localização Meiose pré-espórica – ocorre na formação de esporos. da Meiose Meiose pré- gamética – ocorre na formação dos gâmetas. Nuno Correia 2011/12
  8. 8. 8 Justifique a designação atribuída a cada um dos ciclos. Identifique as estruturas e os fenómenos comuns aos três ciclos. Refira o nome das estruturas pertencentes à geração gametófita, no ciclo B. Identifique o fenómeno responsável por:a) reduzir a metade o número de cromossomas;b) repor a diploidia. Nuno Correia 2011/12
  9. 9. 9 Comente a afirmação seguinte.«Em qualquer dos ciclos representados, os descendentes serãonecessariamente diferentes entre si e diferentes dos seusprogenitores.»Procure uma explicação plausível que justifique que os indivíduoscom mais sucesso evolutivo tendam a ter, nos seus ciclos de vida,fases diplóides prolongadas. Nuno Correia 2011/12
  10. 10. 10 Ciclo de vida haplonte Neste ciclo de vida, a meiose ocorre imediatamente após a formação do ovo - meiose pós-zigótica. Isto faz com que a diplofase esteja limitada a uma célula - o ovo - e que todas as outras estruturas, incluindo o organismo adulto, pertençam à haplofase . Nuno Correia 2011/12
  11. 11. 11 Ciclo de vida diplonte Neste ciclo, a meiose ocorre antes da formação dos gâmetas - meiose pré-gamética. Este acontecimento determina que os gâmetas sejam as únicas células da haplofase e que todas as outras estruturas, incluindo o organismo adulto, pertençam à diplofase Nuno Correia 2011/12
  12. 12. 12 Ciclo de vida haplodiplonte Neste ciclo de vida, a meiose ocorre antes da formação dos esporos - meiose pré- espórica. A haplofase inicia-se com os esporos que, através de mitoses sucessivas, originam estruturas pluricelulares, os gametófitos, onde se formarão os gâmetas. Após a fecundação, o zigoto inicia a diplofase e origina uma entidade pluricelular diplóide que na maioria das plantas é a planta adulta. Esta entidade constitui o esporófito que irá produzir, por divisão meiótica, os esporos. Neste ciclo de vida, além de um; alternância de fases nucleares (haplofase e diplofase) existe também uma alternância de gerações, a geração gametófita e a geração esporófita. Nuno Correia 2011/12
  13. 13. 13ESTRUTURA PRODUTORA DE ESTRUTURA PRODUTORA DE GÂMETAS ESPOROS GAMETÓFITO ESPORÓFITO Nuno Correia 2011/12
  14. 14. 14SERES VIVOS CARACTERÍSTICAS GÂMETAS Os gâmetas produzidos são Isogâmicos Isogâmetas morfologicamente idênticos Os gâmetas produzidos sãoAnisogâmicos morfologicamente diferentes Anisogâmetas Um Gâmeta é menor que oOogâmicos Oogâmetas outro Nuno Correia 2011/12
  15. 15. 15 SERES VIVOS CARACTERÍSTICAS ESPOROS Os esporos são Isospóricos Isósporos morfologicamente iguaisHeterospóricos Os esporos são Heterosporos ou morfologicamente (mácrosporos e anisospóricos diferentes micrósporos) Nuno Correia 2011/12
  16. 16. 16Ciclo de Vida do Ulothrix Nuno Correia 2011/12
  17. 17. 17 Nuno Correia 2011/12
  18. 18. 18 Características Meiose pós-zigótica – ciclo de vida Haplonte. Alternância de fases nucleares. Não há alternância de gerações. Isogâmia morfológica. Anisogâmia funcional. Ultherix – Haplonte. Nuno Correia 2011/12
  19. 19. 19Ciclo de Vida da Espirogira Nuno Correia 2011/12
  20. 20. 20 Formação de 4 núcleos (n)Gametófito Tubo de Plasmogamia Cariogamia feminino conjugação Três núcleosGametófito degenerammasculino Zigoto (2n) (n) Nuno Correia 2011/12
  21. 21. 21 Características Meiose pós-zigótica – ciclo de vida Haplonte. Alternância de fases nucleares. Não há alternância de gerações. Isogâmia morfológica. Anisogâmia funcional. Ultherix – Haplonte. Nuno Correia 2011/12
  22. 22. 22Ciclo de Vida deChlamydomonasAlga verde unicelular e biflagelada. Nuno Correia 2011/12
  23. 23. Meiose Pós-Zigótica 23Ciclo Haplonte Externa eFecundação dependente da água Quando os níveis de azoto são baixos ou quando as condições de luminosidade são adversas, opta pela reprodução sexuada. Nuno Correia 2011/12
  24. 24. 24Sabendo que a Chlamydomonas é um dos seres vivos que podemoptar pela reprodução sexuada ou pela reprodução sexuada,responda às questões: Enumere vantagens, para esta alga, do recurso à reprodução:  Assexuada  Sexuada Nuno Correia 2011/12
  25. 25. 25Refira uma vantagem da ausência de fecundação entregâmetas provenientes da mesma célula vegetativa. Nuno Correia 2011/12
  26. 26. 26Ciclo de Vida de Fucos vesiculosus (Bodelha) Nuno Correia 2011/12
  27. 27. Gametófito Gametófito feminino masculino Oogónio Anterídeo anterozóide Oosfera Zigoto27 Nuno Correia 2011/12
  28. 28. 28 Características Meiose pré-gamética – ciclo de vida Diplonte. Alternância de fases nucleares. Não há alternância de gerações. Anisogâmia morfológica e funcional. Bodelha – Diplonte (esporófito – produz órgãos sexuais). Nuno Correia 2011/12
  29. 29. 29«O Fucus é uma alga castanha que cresce nas praias rochosas. Assuas características especiais permitem-lhe viver em meios comluminosidade variável, podendo sobreviver fora de água duranteperíodos consideráveis. A alga adulta, diplóide, apresenta locaisespecíficos — os conceptáculos — onde se produzem anterozóidese oosferas. Estes são libertados na água. Os anterozóides, pequenose flagelados, deslocam-se até à oosfera, maior e imóvel,consumando a fecundação. O zigoto fixa-se numa rocha ecompleta o ciclo de vida.»1. Seleccione a opção que permite preencher os espaços de modo a obter uma afirmação correcta. Os conceptáculos são os (...) do Fucus, e nestes ocorre (...).a) gametângios [...] mitoseb) esporângios [...] mitosec) gametângios [...] meiosed) esporângios [...] meiose Nuno Correia 2011/12
  30. 30. 30Ciclo de Vida do Homem Nuno Correia 2011/12
  31. 31. 31 Nuno Correia 2011/12
  32. 32. 32Ciclo de Vida da Ulva Nuno Correia 2011/12
  33. 33. 33 Nuno Correia 2011/12
  34. 34. 34 Características Meiose pré-espórica – ciclo de vida Haplodiplonte. Alternância de fases nucleares. Há alternância de gerações. Esporófito por meiose origina zoósporos. Ulva – Haplonte. Ciclo de Vida – Haplodiplonte. Nuno Correia 2011/12
  35. 35. 35Observe atentamente as imagens seguintes e responda às questões Nuno Correia 2011/12
  36. 36. 36 Faça as legendas dos elementos assinalados com os números de 1 a 5. Identifique as fases X e Y. Nuno Correia 2011/12
  37. 37. 37 Identifique o modo de divisão celular responsável pelo processo Z. Seleccione a opção que completa correctamente a frase. As estruturas l distinguem-se das estruturas 3...a) ... pelo número de cromossomas.b) ... pelo tipo de cromossomas.c) ... pela autonomia na germinação.d) ... pelo cariótipo. Nuno Correia 2011/12
  38. 38. 38Seleccione a opção que completa correctamente a frase. O ciclorepresentado na figura é...a) ... haplonte.b) ... haplodiplonte.c) ...diplonte.d) …nenhuma das opções anteriores. Nuno Correia 2011/12
  39. 39. Em B e C estão representadas fases de determinados processos de divisão celular do mesmo indivíduo. Analise as afirmações e seleccione a opção que melhor as define. A. Todas as afirmações são verdadeiras. B. Todas as afirmações são falsas. C. Apenas as afirmações l e 2 são verdadeiras. D. Apenas as afirmações 2 e 3 são verdadeiras. AFIRMAÇÕES I. B pode ser observada durante a produção das estruturas 1. II. C foi observada durante o processo Z. III. C foi observada durante a formação da estrutura 3.39 Nuno Correia 2011/12
  40. 40. 40Evolução das Plantas Nuno Correia 2011/12
  41. 41. 41Ciclo de Vida da Funária Nuno Correia 2011/12
  42. 42. 42Ciclo de vida da FunáriaA Funária (Funaria hygrometrica) é uma planta não vascular,pertencente à Divisão Bryophyta, e à Classe Musci (musgos).É uma planta terrestre, que vive em ambientes húmidos.Tem cerca de dois centímetros de altura e o seu corpo divide-se emrizóides, caulóides e filóides (ou filídeos). Os rizóides servem,essencialmente, para a fixação da planta ao substrato. Os filóidespossuem células com cloroplastos e dispõem--se em torno docaulóide, que tem funções de suporte. Nuno Correia 2011/12
  43. 43. 43A Funária reproduz-se sexuadamente e assexuadamente. Quando ascondições do meio são favoráveis, a funária reproduz-seassexuadamente por fragmentação.Quando as condições são desfavoráveis, ocorre reproduçãosexuada.A planta adulta é um gametófito monóico (os dois sexos encontram-se na mesma planta), onde existem gametângios pluricelulares,protegidos por células estéreis. Os gametângios femininos(arquegónios) só produzem um gâmeta, por meiose (a oosfera). Osanterozóides são os gâmetas masculinos, produzidos por meiose nosanterídeos. Os anterozóides nadam até ao arquegónio, ondefecundam a oosfera. Nuno Correia 2011/12
  44. 44. 44 1. Compare o ciclo de vida da funária com o do polipódio, tendo em conta os seguintes pontos:  tipo de gâmetas;  momento de ocorrência da meiose;  alternância de gerações. Nuno Correia 2011/12
  45. 45. 45 Meiose Pré-espórica Geração Gametófita dominante Características Temporária da geração Heterotrófica não dependente dominante Interna e Fecundação dependente da água Nuno Correia 2011/12
  46. 46. 46 Nuno Correia 2011/12
  47. 47. 47Que características distinguem as plantas vasculares ? Nuno Correia 2011/12
  48. 48. 48 Nuno Correia 2011/12
  49. 49. 49 Nuno Correia 2011/12
  50. 50. 50 Nuno Correia 2011/12
  51. 51. 51As primeiras plantas vasculares não apresentavam folhas. Nuno Correia 2011/12
  52. 52. 52 Nuno Correia 2011/12Reconstituição de uma floresta do Carbónico
  53. 53. 53 Conclusão? Nuno Correia 2011/12
  54. 54. 54A heterosporia surgiu entre as plantas vasculares. Nuno Correia 2011/12
  55. 55. 55Ciclo de Vida do Polipódio Nuno Correia 2011/12
  56. 56. 56
  57. 57. 1. Copie o diagrama representado em lI complete-o com base nos dados do esquema l, identificando as estruturas assinaladas com as letras A, B, C e D.57
  58. 58. 2. Localize os momentos da fecundação e da meiose. 3. Compare o desenvolvimento da fase haplóide com o da fase diplóide. 4. Refira a fase em que se inclui o organismo adulto.58
  59. 59. 59 Meiose Pré-Espórica Ciclo Haplodiplonte Dependente da Fecundação água Nuno Correia 2011/12
  60. 60. 60Evolução das plantas com semente Nuno Correia 2011/12
  61. 61. 61 Nuno Correia 2011/12
  62. 62. 62 Nuno Correia 2011/12
  63. 63. 63 Nuno Correia 2011/12
  64. 64. 64Ciclo de vida do Pinheiro Nuno Correia 2011/12
  65. 65. 65 Nuno Correia 2011/12
  66. 66. 66 Nuno Correia 2011/12
  67. 67. 67 Nuno Correia 2011/12
  68. 68. 68 Nuno Correia 2011/12
  69. 69. 69Indique a principal característica reprodutiva existente nopinheiro ausente em plantas como a funária e o polipódio. Nuno Correia 2011/12
  70. 70. 702. De que forma a existência de semente constitui uma adaptação aambientes terrestres?3. Indique outra adaptação reprodutiva existente no pinheiro quefavoreça a sua adaptação a ambientes terrestres. Nuno Correia 2011/12
  71. 71. 71Ciclo de Vida da Açucena Nuno Correia 2011/12
  72. 72. 72 Nuno Correia 2011/12
  73. 73. 73 Nuno Correia 2011/12
  74. 74. 74 Nuno Correia 2011/12
  75. 75. 75 Nuno Correia 2011/12
  76. 76. 76 Nuno Correia 2011/12
  77. 77. 77 Nuno Correia 2011/12
  78. 78. 78 Nuno Correia 2011/12
  79. 79. 79 Nuno Correia 2011/12
  80. 80. 80 Nuno Correia 2011/12

×