SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 55
Gestão Sustentável


 Ricardo Mendes Junior
      Maio de 2012


                         1
O QUE É GESTÃO OU GERENCIAMENTO?
A ação de reunir pessoas para atingirem juntos
um objetivo comum desejado e suas metas
utilizando recursos com eficiência e eficácia.
Compreende
Planejar, Organizar, Liderar, Agir, Monitorar e
Controlar.



                                                  2
RECURSOS
 Financeiros
  Humanos
  Materiais
Tecnológicos
   Naturais



               3
O QUE É SUSTENTABILIDADE?
O que é
sustentável, defensável, suportável, capaz de
ser mantido.
Um processo contínuo, que no longo prazo, se
sustenta, impedindo a ruína de algo.
Deve ser avaliada internamente (agentes
interno) e no impacto de todos os envolvidos
(agentes externos)

                                                4
http://www.jagostinho.com.br/wp-content/uploads/2012/01/COUTO-PEREIRA.jpg   5
http://www.jogoslimpos.org.br/wp-content/uploads/2011/10/arena-baixada-noite.jpg




                                                                                   6
Sustentabilidade é um relacionamento entre sistemas
econômicos dinâmicos e sistemas ecológicos maiores
e também dinâmicos, embora de mudança mais
lenta, em que:
a) a vida humana pode continuar indefinidamente;
b) os indivíduos podem prosperar;
c) as culturas humanas podem desenvolver-se;
d) os resultados das atividades humanas obedecem
    a limites para não destruir a diversidade, a
    complexidade e a função do sistema ecológico de
    apoio à vida

                                                      7
MODELO DE
DESENVOLVIMENTO
VIGENTE
A partir da produção em
massa (Taylor/Ford no
início do Séc. XX) o
processo de
industrialização se
desenvolveu com a
produção em larga escala,
com o consumo excessivo
de energia, água e
matérias-primas, além da
utilização intensiva de mão-
de-obra barata.

                               8
O QUE SUSTENTA ESTE
MODELO?
O consumo massivo, ou
consumismo.
Pois novos consumidores
precisam ter acesso ao
que deve ser produzido. E
os atuais consumidores
devem consumir mais
produtos (sejam bens ou
serviços).

                            9
É eficaz utilizar 1.000 kg de materiais para
                                        transportar 1,2 pessoas em média?




Solução tecnológica: carros menores

Solução com mudança de paradigma:
carro como serviço e não como um bem,
paga-se pelo que se usa.


                                        http://www.triciclopompeo.com.br/
                                                                                       10
11
http://www.projectcartoon.com/cartoon/611


                                            12
http://www.projectcartoon.com/cartoon/611


                                            13
http://www.projectcartoon.com/cartoon/611


                                            14
http://www.projectcartoon.com/cartoon/611

                                            15
O desenvolvimento tecnológico (revolução
digital) nivelou por cima a qualidade de
produção nas empresas de classe mundial
iniciando no Séc. XXI a busca de
competitividade no conhecimento agregado
aos produtos (Era do Conhecimento) e serviços
associados a estes.



                                            16
http://imgs.obviousmag.org/archives/uploads/2008/08031301_blog.uncovering.org_china.jpg


Como consequência, a produção em larga escala com
mão-de-obra barata foi transferida para países fora do
sistema central, os ditos países emergentes (Ásia
principalmente).
                                                                                                  17
O QUE DIZER DOS IMPACTOS?
Os impactos sociais e ambientais são altamente
questionados e já considerados indesejados
por grande parte da população.




                                             18
Destaque para a poluição ambiental de diversas ordens
(atmosférica, visual, sonora), a produção excessiva de
lixo, precarização das condições de trabalho, especialmente
nos países ditos emergentes.
Solução para os resíduos sólidos: tecnológica - reutilizar e
reciclar; mudança de paradigma – não produzir resíduos.
                                                               19
SUSTENTABILIDADE SISTÊMICA
Assim, o termo sustentabilidade deve ser
compreendido de forma mais ampla, ou
sistêmica, relacionado com a continuidade dos
aspectos econômicos, sociais, culturais e
ambientais da sociedade humana.



                                            20
GERAÇÕES FUTURAS
O que se aceita hoje é que a sustentabilidade
deve objetivar o atendimento das necessidades
presentes na
sociedade, sem, contudo, comprometer a
possibilidade de gerações futuras satisfazerem
suas próprias necessidades.
Embora não se conheça exatamente quais
serão estas necessidades.

                                             21
A produção impacta integralmente a
sustentabilidade. Na forma de explorar os
recursos naturais, na forma de produzir, na
forma de entregar, na forma de servir, na forma
de consumir.
Há que se resolver o conflito
CONSUMISMO X NECESSIDADE


                                              22
NÍVEIS DE ENVOLVIMENTO
Há vários níveis de envolvimento com a
questão da sustentabilidade:
• SER VIVO
• SER HUMANO
• CIDADÃO POLÍTICO
• JOVENS
• EMPREENDEDOR
• ENGENHEIRO

                                         23
DIMENSÕES DA SUSTENTABILIDADE*:
• Sócio-Cultural
• Econômica
• Ecológica
• Espacial
• Técnica
• Política
• Institucional

               * SACHS (1998), p. 57-58 e COLOMBO (2004), p. 71
                                                             24
SUSTENTABILIDADE SÓCIO-CULTURAL
Construir uma civilização com maior equidade
na distribuição de renda, de modo a melhorar
substancialmente os direitos e as condições de
amplas massas da população e a reduzir a
distância entre os diversos padrões de vida.
Respeito às especificidades de cada
ecossistema, de cada cultura e de cada local.



                                             25
SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA
Locação e gestão mais eficientes dos recursos e
por um fluxo regular do investimento público e
privado. Envolve principalmente as barreiras
protecionistas e as limitações de acesso à
ciência e a tecnologia.
Uma nova eficiência econômica macro-social.
Economia como meio e não como finalidade.
ECONOMIA SOLIDÁRIA

                                              26
SUSTENTABILIDADE ECOLÓGICA
Aumento da capacidade de carga da Terra, uso
de recursos potenciais de vários ecossistemas,
redução do volume de resíduos e de poluição,
redução do consumo material (uma nova
economia).
Capital natural na entrada dos processos
Capacidade de absorção de resíduos


                                                 27
MODELO DO PROCESSO DE TRANSFORMAÇÃO


RECURSOS A SEREM
 TRANSFORMADOS                                                BENS E SERVIÇOS

                               PROCESSOS DE
   Entradas                   TRANFORMAÇÃO                      Saídas

  RECURSOS DE
TRANSFORMAÇÃO                                                    RESÍDUOS



                   Capital natural na entrada dos processos
                   Inclui os resíduos
                   Capacidade de absorção de resíduos                       28
SUSTENTABILIDADE ESPACIAL
Uma nova configuração rural-urbana mais
equilibrada e uma melhor distribuição
TERRITORIAL de assentamentos humanos e
atividades econômicos. Novo modelo de
industrialização descentralizada. Controle
populacional discutido com a sociedade
(DEMOGRÁFICA)


                                             29
SUSTENTABILIDADE POLÍTICA
Construção de
cidadania, democratização, fortalecimento das
organizações comunitárias, redistribuição de
recursos, divulgação das informações.
Cultura da COLABORAÇÃO
ECONOMIA SOLIDÁRIA


                                            30
SUSTENTABILIDADE INSTITUCIONAL
Sistema institucional que modifique suas
bases, levando a sério a questão
socioambiental.




                                           31
Para que o conceito de desenvolvimento
sustentável seja durável, ele precisa ser:
ecologicamente correto, economicamente
viável, socialmente justo e culturalmente
aceito. O grande desafio é manter esse modelo
equilibrado e trabalhar o maior número de
dimensões da sustentabilidade.




                                            32
DIMENSÃO ECONÔMICA




DIMENSÃO AMBIENTAL                        DIMENSÃO SOCIAL




 Norma voluntária                          Norma voluntária
    ISO 14000                                 ISO 26000
   Certificação                            RSC Certificação   33
IMPACTO CAUSADOS PELA GESTÃO
Em geral tais impactos ocorrem por falha no
planejamento e controle mais tradicional
(PRAZO, CUSTOS, ESCOPO, RISCO e
QUALIDADE) e em aspectos ligadas à
SUSTENTABILIDADE.



                                              34
O que há é que ainda negligenciamos a
dimensão sustentabilidade na maioria das
organizações e projetos.




                                           35
Estratégia     É no nível de processos de
     de Negócios     negócios e metodologias que essa
                     lacuna mais se manifesta



Processos de negócio /
    Metodologias




Atividades do negócio /
Operações


                Carvalho e Rabechini Jr (2011), p. 300
                                                   36
DIMENSÃO ECONÔMICA EM PROJETOS*
• Estudos de impacto de custo contínuo para
  apoiar decisões (ROI, trade-off de custo x
  benefício);
• Relacionamento com os envolvidos e
  consumidores no processo;
• Busca contínua pela excelência e melhor
  qualidade;
• Gestão ágil com rápida tomada de decisão;
• Prioridade da fase de projeto conceitual.
                           Carvalho e Rabechini Jr (2011), p. 305
                                                            37
DIMENSÃO SOCIAL EM PROJETOS*
• Rede de gestão de conhecimento;
• Reuniões de consenso no processo de
  decisão e de reflexão para aprendizado com
  experiência e erros;
• Líder para ensinar e obter
  comprometimentos e disciplina efetiva;
• Valores, princípios e crenças compartilhados
  pelos integrantes da organização;
• Controle visual do monitoramento e
  controle.
                           Carvalho e Rabechini Jr (2011), p. 305
                                                            38
DIMENSÃO AMBIENTAL EM PROJETOS*
• Análises de desmontagem (disassembly);
• Rastreamento pós-venda (Logística inversa);
• Aplicacão e reuso de tecnologias
  consolidadas;
• Redução do consumo de energia no CICLO
  DE VIDA DO PROJETO E DO PRODUTO;
• Uso de matéria-prima 3Rs
  (REUSO, REMANUFATURA e
  RECICLAGEM), priorizando recursos naturais
  abundantes e renováveis.
                           Carvalho e Rabechini Jr (2011), p. 305
                                                            39
INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE
Têm sido responsáveis pela solução dos
grandes problemas quando estes pareciam
insolúveis.
No passado, foram usadas para criar novas
tecnologias, novos produtos e descobrir novos
materiais.
E no futuro? Precisamos inventar mais? Ou
criar e inovar nas tecnologias sociais

                                                40
TECNOLOGIA SOCIAL
Produto, método ou técnica, criado para
solucionar algum tipo de problema social e que
seja simples, de baixo custo, facilmente
reaplicável e tenha impacto social.
Cada vez mais grupos consideram ser a solução
para os problemas dos recursos
naturais, alimentos, educação e saúde e sua
melhor distribuição.

                                             41
Cisterna de placas
                                    pré-moldadas



Moeda social. Banco Palmas
microcrédito e economia solidária




                                                         42
VISÃO MECANICISTA DO ENGENHEIRO*
A Engenharia transforma produtos naturais em
bens e serviços
O Engenheiro entende bem o comportamento
da matéria, mas não a natureza humana –
transformada pelo uso dos produtos da
engenharia

                               FERRAZ (1983), p. 71-72

                                                     43
Isto acaba por criar uma realidade externa a si
mesma – baseada em observações
quantitativas dos fatos.
Relegando a segundo plano a determinação das
causas e de seus efeitos e a correta
interpretação dos fenômenos sociais, que
constituem as verdadeiras bases de sua
intervenção.



                                             44
OS FUNDAMENTOS DA ATUAÇÃO DO
ENGENHEIRO
Ao cliente: ESTABILIDADE, ESTÉTICA E
FUNCIONALIDADE
E para a sociedade?
QUALIDADE DE VIDA? BUSCA DOS IDEAIS DO
SER HUMANO?


                                         45
Wikipedia - http://pt.wikipedia.org/wiki/Ponte_Oct%C3%A1vio_Frias_de_Oliveira




                                                                                46
Divulgação IPPUC http://www.parana-online.com.br/media/uploads/2012/maio/30-05-12/cid2300512.jpg   47
48
http://www.guiadacarreira.com.br/wp-content/uploads/2011/04/mapa-hidreletrica-belo-monte.png
Sítio Belo Monte http://www.blogbelomonte.com.br/wp-content/uploads/2011/11/sitio_belo_monte.jpg




                           http://www.blogbelomonte.com.br/


                                                                                             49
http://www.comunidadeobrasustentavel.com.
        br/




http://www.comunidadeobrasustentavel.com.br/




                                                    50
OBRIGADO!

          mendesjr@ufpr.br
               CESEC
GRUPO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E
  COMUNICAÇÃO NA CONSTRUÇÃO CIVIL
             3361-3448


                                      51
REFERÊNCIAS
Carvalho, M. M. de; Rabechini Jr, R. Fundamentos em gestão de
projetos: construindo competências para gerenciar projetos. 3.
ed. – São Paulo: Atlas, 2011.
Colombo, C. R. Princípios teórico-práticos para formação de
engenheiros civil: em perspectiva de uma construção civil
voltada à sustentabilidade. Tese de doutorado. Programa de
Pós-graduação em Engenharia de Produção e
Sistemas, UFSC, 2004.
Ferraz, H. A formação do Engenheiro: um questionamento
humanístico. São Paulo: Ática, 1983.
Sachs, I. Debates. In: VIEIRA, P. F. et al. Desenvolvimento e meio
ambiente no Brasil: a contribuição de Ignacy Sachs. Porto
Alegre: Pallotti; Florianópolis: APED, 1998.

                                                                 52
BIBLIOGRAFIA
Amato Neto, J. (org.) Sustentabilidade & produção: teoria e
prática para uma gestão sustentável. São Paulo: Atlas, 2011.
Capra, F. A teia da vida: uma nova concepção científica dos
sistemas vivos. Trad. Álvaro Cabral, 15. ed. São Paulo: Cultrix,
1996.
Capra, F. Conexões ocultas. São Paulo: Cultrix, 2002
Trigueiro, A. Mundo sustentável 2: novos rumos para um
planeta em crise. São Paulo: Globo, 2012.
Dias, G. F. Pegada ecológica e sustentabilidade humana. São
Paulo:Gaia, 2002.
Fialho, F. A. P.; Montibeller Fo, G.; Macedo, M.; Mitidieri, T. C.
Gestão da sustentabilidade na era do conhecimento.
Florianópolis: Visual Books, 2008.

                                                                     53
SITES
http://www.triciclopompeo.com.br/
http://www.blogbelomonte.com.br/
http://www.comunidadeobrasustentavel.com.br/
http://www.mundosustentavel.com.br/
http://www.ciclovivo.com.br/




                                               54
IMAGENS
Slide 8
http://papodeobra.blogspot.com.br/:
http://3.bp.blogspot.com/_X2q8loiC3Xg/SRotEp8YubI/AAAAAAAABvg/kkEh8ftjd1U/s400/sistema%2520de%2520producao%2
520industrial1.jpg
http://colunistas.ig.com.br/guilhermebarros/files/2010/07/carros-no-porto-300x192.jpg
http://www.mundoeducacao.com.br/upload/conteudo/a%20robotizacao.jpg
http://www.kalinesia.com/a2k501/DSCN9720.jpg
http://www.kalinesia.com/a2k501/DSCN9713.jpg
http://www.kalinesia.com/a2k501/DSCN9719.jpg
http://blog.empregos.com.br/wp-content/uploads/2009/09/cars.jpg
Slide 9
http://consunaca.blogspot.com.br/:
http://bp2.blogger.com/_j32DK6urnGc/SEoHOx1L5SI/AAAAAAAAABc/PWxsLVK81Xw/S760/sem+t%C3%ADtulo.bmp
http://almanaquedegeociencias.blogspot.com.br/:
http://2.bp.blogspot.com/_FelQlJvzfv4/Se4LN7MOT1I/AAAAAAAAABg/lsMvso_2XbY/s1600-h/jeongmee-yoon-blue-
project.jpg
http://queroficarrico.com/blog/2010/09/09/cuidados-para-nao-se-tornar-um-consumista-exagerado/
Slide 10
http://cariritecnologia.webnode.com.br/images/200000494-9a2d19b27f/fiat-mio.jpg
http://www.triciclopompeo.com.br/fotosgaleria/091001193054.jpg
Slide 19
http://sustentavelsheylaalencar.blogspot.com.br/ :
http://2.bp.blogspot.com/-MEOSoOYSzvU/TbzXeyd7IvI/AAAAAAAAAFs/Fx_ZusFPMNM/s1600/residuos-solidos.jpg
http://static.minilua.com/wp-content/uploads/2010/12/china_is_sinking_640_03-600x399.jpg
Slide 42
http://www.bancopalmas.org.br/oktiva.net/anexo/58983
http://www.fazfacil.com.br/images/ref_cisterna.gif




                                                                                                         55

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sustentabilidade e meio ambiente
Sustentabilidade e meio ambienteSustentabilidade e meio ambiente
Sustentabilidade e meio ambienteEMEFEzequiel
 
Aula de Gestão Ambiental - UMC
Aula de Gestão Ambiental - UMCAula de Gestão Ambiental - UMC
Aula de Gestão Ambiental - UMCproftstsergioetm
 
Aula de Legislação Ambiental no Brasil e nas empresas
Aula de Legislação Ambiental no Brasil e nas empresasAula de Legislação Ambiental no Brasil e nas empresas
Aula de Legislação Ambiental no Brasil e nas empresasIsabela Espíndola
 
Aula 3 gestao ambiental
Aula 3 gestao ambiental Aula 3 gestao ambiental
Aula 3 gestao ambiental sionara14
 
GestãO Ambiental
GestãO AmbientalGestãO Ambiental
GestãO Ambientalphsouto
 
Turismo e desenvolvimento sustentável
Turismo e desenvolvimento sustentávelTurismo e desenvolvimento sustentável
Turismo e desenvolvimento sustentávelCarlosAlbertoMaio
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade-
 
Aula 1 desenvolvimento sustentável
Aula 1 desenvolvimento sustentávelAula 1 desenvolvimento sustentável
Aula 1 desenvolvimento sustentávelCarlos Priante
 
Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelDesenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelMariana Pinto
 
Desenvolvimento sustentável (abordagem panorâmica).
Desenvolvimento sustentável (abordagem panorâmica).Desenvolvimento sustentável (abordagem panorâmica).
Desenvolvimento sustentável (abordagem panorâmica).Jacqueline Matilde
 
Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelDesenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelMariana Cordeiro
 
Educação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidadeEducação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidadeSilmara Vedoveli
 
Cooperativismo e Associativismo.pdf
Cooperativismo e Associativismo.pdfCooperativismo e Associativismo.pdf
Cooperativismo e Associativismo.pdfAdm.Geisiane Soares
 
Extensionista agricultura familiar balde cheio
Extensionista agricultura familiar balde cheioExtensionista agricultura familiar balde cheio
Extensionista agricultura familiar balde cheioEvangela Gielow
 

Mais procurados (20)

Economia verde
Economia verdeEconomia verde
Economia verde
 
Sustentabilidade Empresarial
Sustentabilidade EmpresarialSustentabilidade Empresarial
Sustentabilidade Empresarial
 
Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelDesenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento Sustentável
 
Sustentabilidade e meio ambiente
Sustentabilidade e meio ambienteSustentabilidade e meio ambiente
Sustentabilidade e meio ambiente
 
Aula de Gestão Ambiental - UMC
Aula de Gestão Ambiental - UMCAula de Gestão Ambiental - UMC
Aula de Gestão Ambiental - UMC
 
Aula de Legislação Ambiental no Brasil e nas empresas
Aula de Legislação Ambiental no Brasil e nas empresasAula de Legislação Ambiental no Brasil e nas empresas
Aula de Legislação Ambiental no Brasil e nas empresas
 
Aula 3 gestao ambiental
Aula 3 gestao ambiental Aula 3 gestao ambiental
Aula 3 gestao ambiental
 
GestãO Ambiental
GestãO AmbientalGestãO Ambiental
GestãO Ambiental
 
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVelDesenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
 
Turismo e desenvolvimento sustentável
Turismo e desenvolvimento sustentávelTurismo e desenvolvimento sustentável
Turismo e desenvolvimento sustentável
 
Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 
Aula 1 desenvolvimento sustentável
Aula 1 desenvolvimento sustentávelAula 1 desenvolvimento sustentável
Aula 1 desenvolvimento sustentável
 
Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelDesenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento Sustentável
 
Desenvolvimento sustentável (abordagem panorâmica).
Desenvolvimento sustentável (abordagem panorâmica).Desenvolvimento sustentável (abordagem panorâmica).
Desenvolvimento sustentável (abordagem panorâmica).
 
Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelDesenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento Sustentável
 
Agenda 2030 e os ODS
Agenda 2030 e os ODSAgenda 2030 e os ODS
Agenda 2030 e os ODS
 
Educação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidadeEducação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidade
 
Cooperativismo e Associativismo.pdf
Cooperativismo e Associativismo.pdfCooperativismo e Associativismo.pdf
Cooperativismo e Associativismo.pdf
 
Extensionista agricultura familiar balde cheio
Extensionista agricultura familiar balde cheioExtensionista agricultura familiar balde cheio
Extensionista agricultura familiar balde cheio
 

Semelhante a Gestao sustentavel

2ª apostila 2ª série 3º bi
2ª apostila 2ª série 3º bi2ª apostila 2ª série 3º bi
2ª apostila 2ª série 3º biNicholas Muraro
 
geografiaderondoniajg.blogspot.com
geografiaderondoniajg.blogspot.comgeografiaderondoniajg.blogspot.com
geografiaderondoniajg.blogspot.comprofsimone2010
 
AULA 1- AUDITORIA.pdf
AULA 1- AUDITORIA.pdfAULA 1- AUDITORIA.pdf
AULA 1- AUDITORIA.pdfClaudiaSiano
 
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...IDIS
 
ECCC : Economia Circular, Compartilhada e Criativa
ECCC : Economia Circular, Compartilhada e CriativaECCC : Economia Circular, Compartilhada e Criativa
ECCC : Economia Circular, Compartilhada e CriativaBiotera
 
Painel2 - Avaliação da Sustentabilidade – uma ferramenta para a tomada de dec...
Painel2 - Avaliação da Sustentabilidade – uma ferramenta para a tomada de dec...Painel2 - Avaliação da Sustentabilidade – uma ferramenta para a tomada de dec...
Painel2 - Avaliação da Sustentabilidade – uma ferramenta para a tomada de dec...CIDAADS
 
O impacto das tecnologias no comportamento e estilo de vida nas cidades intel...
O impacto das tecnologias no comportamento e estilo de vida nas cidades intel...O impacto das tecnologias no comportamento e estilo de vida nas cidades intel...
O impacto das tecnologias no comportamento e estilo de vida nas cidades intel...CPqD
 
Palestra cidades inteligentes
Palestra cidades inteligentesPalestra cidades inteligentes
Palestra cidades inteligentesCPqD
 
1º trabalho analise matriz swot empreendedorismo 2
1º trabalho analise matriz swot empreendedorismo 21º trabalho analise matriz swot empreendedorismo 2
1º trabalho analise matriz swot empreendedorismo 2Ana Genesy
 
Rs e sustentabilidade
Rs e sustentabilidadeRs e sustentabilidade
Rs e sustentabilidadePaulo Simões
 
Apresentação Jorge Arbache Rio +20
Apresentação Jorge Arbache Rio +20Apresentação Jorge Arbache Rio +20
Apresentação Jorge Arbache Rio +20farbache
 
Acoes colaborativas entre empresas em Responsabilidade Social Corporativa
Acoes colaborativas entre empresas em Responsabilidade Social CorporativaAcoes colaborativas entre empresas em Responsabilidade Social Corporativa
Acoes colaborativas entre empresas em Responsabilidade Social CorporativaRicardo Mutuzoc
 
EDUCACAO_AMBIENTAL_E_ECONOMIA_CIRCULAR_UMA_BREVE_R.pdf
EDUCACAO_AMBIENTAL_E_ECONOMIA_CIRCULAR_UMA_BREVE_R.pdfEDUCACAO_AMBIENTAL_E_ECONOMIA_CIRCULAR_UMA_BREVE_R.pdf
EDUCACAO_AMBIENTAL_E_ECONOMIA_CIRCULAR_UMA_BREVE_R.pdfSilvia Azevedo
 
SUSTENTABILIDADE e PLANEJAMENTO EMPRESARIAL.ppt
SUSTENTABILIDADE e PLANEJAMENTO EMPRESARIAL.pptSUSTENTABILIDADE e PLANEJAMENTO EMPRESARIAL.ppt
SUSTENTABILIDADE e PLANEJAMENTO EMPRESARIAL.pptRafael Parish
 
Gestão ambiental e administração
Gestão ambiental e administraçãoGestão ambiental e administração
Gestão ambiental e administraçãoe-Tec
 
SUSTENTABILIDADE-EMPRESARIAL-..............01.ppt
SUSTENTABILIDADE-EMPRESARIAL-..............01.pptSUSTENTABILIDADE-EMPRESARIAL-..............01.ppt
SUSTENTABILIDADE-EMPRESARIAL-..............01.pptandreferreira289855
 

Semelhante a Gestao sustentavel (20)

2ª apostila 2ª série 3º bi
2ª apostila 2ª série 3º bi2ª apostila 2ª série 3º bi
2ª apostila 2ª série 3º bi
 
geografiaderondoniajg.blogspot.com
geografiaderondoniajg.blogspot.comgeografiaderondoniajg.blogspot.com
geografiaderondoniajg.blogspot.com
 
AULA 1- AUDITORIA.pdf
AULA 1- AUDITORIA.pdfAULA 1- AUDITORIA.pdf
AULA 1- AUDITORIA.pdf
 
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...
 
Aprsentação RL Higiene
Aprsentação RL HigieneAprsentação RL Higiene
Aprsentação RL Higiene
 
ECCC : Economia Circular, Compartilhada e Criativa
ECCC : Economia Circular, Compartilhada e CriativaECCC : Economia Circular, Compartilhada e Criativa
ECCC : Economia Circular, Compartilhada e Criativa
 
Painel2 - Avaliação da Sustentabilidade – uma ferramenta para a tomada de dec...
Painel2 - Avaliação da Sustentabilidade – uma ferramenta para a tomada de dec...Painel2 - Avaliação da Sustentabilidade – uma ferramenta para a tomada de dec...
Painel2 - Avaliação da Sustentabilidade – uma ferramenta para a tomada de dec...
 
O impacto das tecnologias no comportamento e estilo de vida nas cidades intel...
O impacto das tecnologias no comportamento e estilo de vida nas cidades intel...O impacto das tecnologias no comportamento e estilo de vida nas cidades intel...
O impacto das tecnologias no comportamento e estilo de vida nas cidades intel...
 
Palestra cidades inteligentes
Palestra cidades inteligentesPalestra cidades inteligentes
Palestra cidades inteligentes
 
1º trabalho analise matriz swot empreendedorismo 2
1º trabalho analise matriz swot empreendedorismo 21º trabalho analise matriz swot empreendedorismo 2
1º trabalho analise matriz swot empreendedorismo 2
 
Rs e sustentabilidade
Rs e sustentabilidadeRs e sustentabilidade
Rs e sustentabilidade
 
Apresentação Jorge Arbache Rio +20
Apresentação Jorge Arbache Rio +20Apresentação Jorge Arbache Rio +20
Apresentação Jorge Arbache Rio +20
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 
Acoes colaborativas entre empresas em Responsabilidade Social Corporativa
Acoes colaborativas entre empresas em Responsabilidade Social CorporativaAcoes colaborativas entre empresas em Responsabilidade Social Corporativa
Acoes colaborativas entre empresas em Responsabilidade Social Corporativa
 
EDUCACAO_AMBIENTAL_E_ECONOMIA_CIRCULAR_UMA_BREVE_R.pdf
EDUCACAO_AMBIENTAL_E_ECONOMIA_CIRCULAR_UMA_BREVE_R.pdfEDUCACAO_AMBIENTAL_E_ECONOMIA_CIRCULAR_UMA_BREVE_R.pdf
EDUCACAO_AMBIENTAL_E_ECONOMIA_CIRCULAR_UMA_BREVE_R.pdf
 
SUSTENTABILIDADE e PLANEJAMENTO EMPRESARIAL.ppt
SUSTENTABILIDADE e PLANEJAMENTO EMPRESARIAL.pptSUSTENTABILIDADE e PLANEJAMENTO EMPRESARIAL.ppt
SUSTENTABILIDADE e PLANEJAMENTO EMPRESARIAL.ppt
 
Sustentabilidade o que_e
Sustentabilidade o que_eSustentabilidade o que_e
Sustentabilidade o que_e
 
Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelDesenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento Sustentável
 
Gestão ambiental e administração
Gestão ambiental e administraçãoGestão ambiental e administração
Gestão ambiental e administração
 
SUSTENTABILIDADE-EMPRESARIAL-..............01.ppt
SUSTENTABILIDADE-EMPRESARIAL-..............01.pptSUSTENTABILIDADE-EMPRESARIAL-..............01.ppt
SUSTENTABILIDADE-EMPRESARIAL-..............01.ppt
 

Mais de Ricardo Mendes Jr

Planejamento com Linha de Balanceamento Cenário 3.pdf
Planejamento com Linha de Balanceamento Cenário 3.pdfPlanejamento com Linha de Balanceamento Cenário 3.pdf
Planejamento com Linha de Balanceamento Cenário 3.pdfRicardo Mendes Jr
 
Planejamento_com_Linha_de_Balanceamento_Cenario_3.pdf
Planejamento_com_Linha_de_Balanceamento_Cenario_3.pdfPlanejamento_com_Linha_de_Balanceamento_Cenario_3.pdf
Planejamento_com_Linha_de_Balanceamento_Cenario_3.pdfRicardo Mendes Jr
 
City information model Faculdade Estácio Curitiba 2021
City information model Faculdade Estácio Curitiba 2021City information model Faculdade Estácio Curitiba 2021
City information model Faculdade Estácio Curitiba 2021Ricardo Mendes Jr
 
Debate Smart City Business 2018 SP
Debate Smart City Business 2018 SPDebate Smart City Business 2018 SP
Debate Smart City Business 2018 SPRicardo Mendes Jr
 
Interfaces entre pandemia por Covid-19 e as tecnologias
Interfaces entre pandemia por Covid-19 e as tecnologiasInterfaces entre pandemia por Covid-19 e as tecnologias
Interfaces entre pandemia por Covid-19 e as tecnologiasRicardo Mendes Jr
 
Planejamento e controle da produção na construção
Planejamento e controle da produção na construçãoPlanejamento e controle da produção na construção
Planejamento e controle da produção na construçãoRicardo Mendes Jr
 
PPGGI Ricardo Mendes Jr 2018
PPGGI Ricardo Mendes Jr 2018PPGGI Ricardo Mendes Jr 2018
PPGGI Ricardo Mendes Jr 2018Ricardo Mendes Jr
 
Gerenciamento de projetos treinamento PET Civil UFPR 2016
Gerenciamento de projetos treinamento PET Civil UFPR 2016Gerenciamento de projetos treinamento PET Civil UFPR 2016
Gerenciamento de projetos treinamento PET Civil UFPR 2016Ricardo Mendes Jr
 
Gerenciamento de projetos 2016
Gerenciamento de projetos 2016Gerenciamento de projetos 2016
Gerenciamento de projetos 2016Ricardo Mendes Jr
 
Gerenciamento de projetos - aula 1 2015
Gerenciamento de projetos - aula 1 2015Gerenciamento de projetos - aula 1 2015
Gerenciamento de projetos - aula 1 2015Ricardo Mendes Jr
 
Sugestao 2013 ricardo mendes jr
Sugestao 2013 ricardo mendes jrSugestao 2013 ricardo mendes jr
Sugestao 2013 ricardo mendes jrRicardo Mendes Jr
 
Midias sociais na educação 2011v2
Midias sociais na educação 2011v2Midias sociais na educação 2011v2
Midias sociais na educação 2011v2Ricardo Mendes Jr
 

Mais de Ricardo Mendes Jr (19)

Planejamento com Linha de Balanceamento Cenário 3.pdf
Planejamento com Linha de Balanceamento Cenário 3.pdfPlanejamento com Linha de Balanceamento Cenário 3.pdf
Planejamento com Linha de Balanceamento Cenário 3.pdf
 
Planejamento_com_Linha_de_Balanceamento_Cenario_3.pdf
Planejamento_com_Linha_de_Balanceamento_Cenario_3.pdfPlanejamento_com_Linha_de_Balanceamento_Cenario_3.pdf
Planejamento_com_Linha_de_Balanceamento_Cenario_3.pdf
 
City information model Faculdade Estácio Curitiba 2021
City information model Faculdade Estácio Curitiba 2021City information model Faculdade Estácio Curitiba 2021
City information model Faculdade Estácio Curitiba 2021
 
Debate Smart City Business 2018 SP
Debate Smart City Business 2018 SPDebate Smart City Business 2018 SP
Debate Smart City Business 2018 SP
 
Carona solidaria 2012
Carona solidaria 2012Carona solidaria 2012
Carona solidaria 2012
 
Interfaces entre pandemia por Covid-19 e as tecnologias
Interfaces entre pandemia por Covid-19 e as tecnologiasInterfaces entre pandemia por Covid-19 e as tecnologias
Interfaces entre pandemia por Covid-19 e as tecnologias
 
Aula uniopet 27 05-2019
Aula uniopet 27 05-2019Aula uniopet 27 05-2019
Aula uniopet 27 05-2019
 
Aula Uniopet 21 05-2019
Aula Uniopet 21 05-2019Aula Uniopet 21 05-2019
Aula Uniopet 21 05-2019
 
Planejamento e controle da produção na construção
Planejamento e controle da produção na construçãoPlanejamento e controle da produção na construção
Planejamento e controle da produção na construção
 
PPGGI Ricardo Mendes Jr 2018
PPGGI Ricardo Mendes Jr 2018PPGGI Ricardo Mendes Jr 2018
PPGGI Ricardo Mendes Jr 2018
 
Gerenciamento de projetos treinamento PET Civil UFPR 2016
Gerenciamento de projetos treinamento PET Civil UFPR 2016Gerenciamento de projetos treinamento PET Civil UFPR 2016
Gerenciamento de projetos treinamento PET Civil UFPR 2016
 
Gerenciamento de projetos 2016
Gerenciamento de projetos 2016Gerenciamento de projetos 2016
Gerenciamento de projetos 2016
 
O que é projeto (2015)
O que é projeto (2015)O que é projeto (2015)
O que é projeto (2015)
 
Gerenciamento de projetos - aula 1 2015
Gerenciamento de projetos - aula 1 2015Gerenciamento de projetos - aula 1 2015
Gerenciamento de projetos - aula 1 2015
 
Sugestao 2013 ricardo mendes jr
Sugestao 2013 ricardo mendes jrSugestao 2013 ricardo mendes jr
Sugestao 2013 ricardo mendes jr
 
Gestão de projetos
Gestão de projetosGestão de projetos
Gestão de projetos
 
Calendário UFPR pós greve
Calendário UFPR pós greveCalendário UFPR pós greve
Calendário UFPR pós greve
 
Midias sociais na educação 2011v2
Midias sociais na educação 2011v2Midias sociais na educação 2011v2
Midias sociais na educação 2011v2
 
2collab Intro
2collab Intro2collab Intro
2collab Intro
 

Último

APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - FalamansaMary Alvarenga
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Trabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e Senegal
Trabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e SenegalTrabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e Senegal
Trabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e SenegalErikOliveira40
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdfDiálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdfEversonFerreira20
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasSlide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasnarayaskara215
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 

Último (20)

APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Trabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e Senegal
Trabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e SenegalTrabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e Senegal
Trabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e Senegal
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdfDiálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasSlide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 

Gestao sustentavel