Desenvolvimento SustentáVel

27.309 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios

Desenvolvimento SustentáVel

  1. 1. Desenvolvimento sustentável
  2. 2. Desenvolvimento sustentável é o desenvolvimento capaz de suprir as necessidades atuais da população, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações . Ou seja, a idéia é crescer sem destruir o ambiente e esgotar os recursos naturais.
  3. 3. Sustentabilidade <ul><li>Para entender o que é sustentabilidade, pode-se partir da imagem de um tripé que contempla três aspectos diferenciados, mas influentes uns sobre os outros, que são os aspectos econômicos, ambientais e sociais. </li></ul>Esse tripé pode ser chamado de PPL (Pessoas, Planeta e Lucro).
  4. 4. Pessoas Refere-se ao aspecto social; é a perna humana do tripé; o capital humano de uma empresa ou sociedade. Uma empresa dentro dos parâmetros de sustentabilidade precisa estar adequada à legislação trabalhista, oferecer salários justos e compatíveis. Proporcionar bem estar aos funcionários, estendendo às suas famílias, além de oferecer um ambiente de trabalho agradável. Precisa também estar atenta à comunidade em que está inserida, preocupando-se se sua atividade econômica (produção) não está interferindo de forma negativa no ambiente, causando problemas à comunidade ou deixando de prestar certos atendimentos à vizinhança afetada, e aqui, pode-se citar itens como educação, saúde, violência e até mesmo lazer .
  5. 5. Planeta Refere-se ao aspecto ambiental ou natural (capital natural). A perna ambiental do tripé. Praticamente toda atividade econômica tem influência negativa no ambiente. Por isso, além de estar adequada também à legislação ambiental e ao Protocolo de Kyoto (se for o caso), deve estar atenta às condições para amenizar os impactos negativos que oferece ao ambiente natural, visando diminuir as agressões e compensar tudo o que não for possível amenizar, excluindo ou diminuindo o uso de determinadas matérias-primas e /ou criar formas de reposição dos recursos naturais explorados.
  6. 6. Lucro A terceira perna do tripé refere-se ao aspecto econômico, ao lucro propriamente dito, da empresa. Os resultados positivos devem levar em conta também os outros dois aspectos anteriores, por exemplo, pois não adianta nada obter lucro financeiro , através de devastações.
  7. 7. <ul><li>Para manter este tripé deve-se pensar em desenvolvimento sustentável através de outros aspectos também, como os políticos e culturais, mais subjetivos, mas igualmente importantes. </li></ul><ul><li>Nos aspectos políticos, é preciso que haja interação e coerência entre a prática da empresa/sociedade e o que se espera do desenvolvimento sustentável, como flexibilidade de negociação entre empresa e funcionários e respeito à legislação ambiental. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Nos aspectos culturais, que devem estar presentes permanentemente, conhecendo a comunidade em que se encontra inserida, valorizando a cultura desta sociedade, reconhecendo e sabendo aproveitar os limites e vantagens que a mesma oferece, proporcionando um relacionamento harmonioso, podendo também desta forma, entender melhor até mesmo a dinâmica da biodiversidade local. </li></ul>
  9. 9. O que é preciso fazer para alcançar o desenvolvimento sustentável?
  10. 10. Para ser alcançado, o desenvolvimento sustentável depende de planejamento e do reconhecimento de que os recursos naturais são finitos. Esse conceito representou uma nova forma de desenvolvimento econômico, que leva em conta o meio ambiente. Muitas vezes, desenvolvimento é confundido com crescimento econômico, que depende do consumo crescente de energia e recursos naturais. Esse tipo de desenvolvimento tende a ser insustentável, pois leva ao esgotamento dos recursos naturais dos quais a humanidade depende. Atividades econômicas podem ser encorajadas em detrimento da base de recursos naturais dos países. Desses recursos depende não só a existência humana e a diversidade biológica, como o próprio crescimento econômico. O desenvolvimento sustentável sugere, de fato, qualidade em vez de quantidade, com a redução do uso de matérias-primas e produtos e o aumento da reutilização e da reciclagem. Fonte:http://ambiente.hsw.uol.com.br/search.php

×