SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Baixar para ler offline
O meu bem-estar e o teu:
O respeito...
começa em mim!
P
UBLICADO PO
R
2017
Web We Want e ENABLE –
Unindo esforços contra o bullying
Apoiado pelo Programa Daphne da União Europeia. O conteúdo desta
publicação é da inteira responsabilidade do consórcio ENABLE e dos seus
parceiros e não pode, de forma alguma, ser interpretado como refletindo
as opiniões da Comissão Europeia.
Título: O meu bem-estar e o teu: O respeito... começa em mim!
Web We Want e ENABLE – Unindo esforços contra o bullying
Respeita-te a ti próprio(a) e os outros
respeitar-te-ão.
1
(Ciber)bullying
O bullying constitui qualquer comportamento que
faça alguém sentir-se constantemente perturbado,
desconfortável e/ou inseguro. É normalmente
intencional e pode assumir diversas formas desde
verbais, indiretas e físicas.
O Ciberbullying ocorre quando esse
comportamento se manifesta através das
tecnologias.
Inspira-te no recurso ENABLE SEL L7R1 disponível em www.enable.eun.org/implementing_enable e põe-te à prova noutras situações.
O BULLYING
e marca a diferença!
Exercício 1
Examina as diferentes situações abaixo. Pode isto ser considerado bullying?
Porquê ou porque não? Quando decidires, debate as imagens com um(a) amigo(a) próximo(a) para
saber o que ele(a) pensa. Obtiveste as mesmas respostas? Por que razão há pessoas que veem as
situações de uma forma diferente dos outros? Seleciona um dos personagens em cada imagem e
fala da forma como terias reagido. Como teriam reagido os teus amigos na mesma situação?
A definição de bullying
não é o que vemos
nos filmes de Hollywood.
L’uboš, 18 anos de idade
DEFENDE
os teus direitos
e os dos
outros!
3
Exercício 2
Responde ao questionário seguinte, mas não mostres as tuas respostas a ninguém. Adiciona
os teus pontos e a seguir confere o símbolo que representa as tuas respostas. Pede aos teus
amigos que façam o mesmo, mas sem mostrarem as respostas uns aos outros. Agora adivinhem
o símbolo uns dos outros e apresentem as razões da vossa escolha. Acertaste? Agora confere
com outros colegas à tua volta. A que ponto se conhecem verdadeiramente uns aos outros e que
coisas novas aprenderam?
Nunca = 1 Raramente = 2 Por vezes = 3 Frequentemente = 4 Sempre = 5
Usa a pontuação seguinte:
És um(a) sonhador(a)
e por vezes não
reparas no que se
passa porque estás
com a cabeça nas
nuvens.
Embora sejas por vezes
um pouco tímido(a) em
grupo, estás sempre
pronto(a) a ajudar os
amigos se te disserem
que precisam de ti.
Tens imensa energia,
mas por vezes
precisas do incentivo
dos teus amigos para
defenderes os teus
direitos e os deles.
Conheces-te a
ti mesmo(a) e
valorizas muito a tua
independência.
Tens plena consciência
dos teus pontos fortes
e fracos e estás sempre
à espreita de novas
oportunidades.
Questão Nunca Raramente Por vezes Frequente-
mente
Sempre
Sou uma pessoa positiva e acredito que
tudo vai correr bem na minha vida.
Gosto de mim mesmo(a).
Quando acontecem coisas, falo sobre
como me sinto.
Sei como as minhas ações fazem os
outros sentir-se.
Normalmente acalmo-me depressa depois
de me zangar com alguém.
Se vir alguém a ser vítima de bullying,
tenho de intervir.
Quando sinto inveja de alguém, não deixo
que isso afete a minha atitude para com
essa pessoa.
Quando discordo de alguém, não me
importo nada de lhe dizer porquê.
TOTAL
Fonte dos ícones: freepik.com
Confere o teu resultado:
8-15 pontos = 16-20 pontos = 21-25 pontos = 26-32 pontos = 33-40 pontos =
O que significam os símbolos?
*Se quiseres verificar as tuas respostas a mais questões, vai para o questionário ENABLE L1 SEL e confere o formulário de feedback via L9 R2, disponível
em www.enable.eun.org/implementing_enable/.
4
Exercício 3
Elabora uma lista de 20-30 palavras relacionadas com sentimentos/emoções. Trabalha com
um parceiro para inserir as palavras nas caixas no sítio onde te parece que pertencem.
Compara os teus resultados com os de outro grupo e discute as diferenças. Descobriste
que as pessoas por vezes compreendem coisas diferentes a partir da mesma palavra? Dá
exemplos de quando usarias uma ou duas palavras de cada grupo.
Exercício 4
Agora escolhe cinco dessas palavras para criar os teus
próprios emoticons. Onde e quando podes usar estes
emoticons? Os emoticons evocam sentimentos diferentes
das palavras? Porquê? Inspira-te nos emoticons do
Facebook e nos emojis #BeStrong da Vodafone e vai para:
http://www.vodafone.com/content/digital-parenting/
advice/be-strong-online-emojis.html.
Discursos de ódio
discursos que atacam, ameaçam
ou insultam uma pessoa ou grupo
com base na origem nacional, etnia,
cor, religião, género, identidade
de género, orientação sexual ou
deficiência.
Sentimentos positivos
Sentimentos negativos
Alta energia
Baixa energia
felicidade, amor, calma
ansiedade, tristeza, raiva
excitado, eufórico
cansado, deprimido, confuso
O ciberbullying assume uma
dimensão maior do que o bullying
offline, porque a Internet não
esquece nada. O que acontece na
Internet é real, pelo que devemos
ter cuidado com as nossas pegadas
digitais!
Loris, 18 anos de idade
5
Radicalização
o ato ou processo de levar alguém a
adotar posições radicais sobre questões
políticas ou sociais.
BULLYING?
Sê inteligente,
não comeces!
Exercício 5
O que significa influência? Quem ou o que te influencia e a forma como ages? Em que medida
as tuas escolhas são influenciadas, por exemplo, a nível do que vestes, da música que ouves e
dos dispositivos tecnológicos que desejas? Preenche os balões apresentados e toma as tuas
próprias opções. Como se comparam as tuas respostas com as dos teus colegas?
Exercício 6
Escala de influências: Examina as diferentes escalas
abaixo e indica o nível de influência que exerces
sobre os outros e que os outros exercem sobre ti.
TUMúsica Roupa
• Na maneira como me visto
• Na música que ouço
• Nas aplicações que descarrego
• Nas coisas de que gosto
• Na minha maneira de ser
Sou um(a) influenciador(a) Sou influenciado(a)
Deixamo-nos facilmente influenciar
pelos outros, nem sempre de
maneira positiva.
É importante mantermo-nos fiéis a
nós mesmos e sermos quem somos!
Solène, 10 anos de idadeFaz parte da natureza
humana procurar
integrar-se!
Camille, 11 anos de idade
6
7
Arte de rua viva - das ideias às formas2
Exercício 1
Olha para a arte de rua (imagens 1 a 6): O que está o artista a tentar dizer-nos? O que te
faz sentir? De que forma provocou o artista esses sentimentos? O que podemos fazer para
levar as pessoas a sentir o que queremos que elas sintam?
Privacidade, regulamento sobre
proteção de dados, etc. Já ouviste
falar destes conceitos? O que sig-
nificam para ti? Cria a tua própria
nuvem de palavras.
Fonte: 1
Grafite "CCTV" de Banksy em Londres. Londres, Reino Unido - 8 de abril de 2015; 2
Beit Sahour, territórios palestinianos ocupados - 18 de
junho: um mural da autoria do artista de rua Banksy cobre uma parede na aldeia de Beit Sahour, na Cisjordânia, 18 de junho de 2014.
* O Paradoxo Banksy: 7 facetas do artista de rua mais notório do mundo, 19 de julho de 2007.
Banksy
é um pintor de grafites, ativista político
e cineasta britânico de identidade não
verificada. A sua arte de rua satírica e
epigramas subversivos combinam o humor
negro com grafites executados numa técnica
distintiva de estêncil. As suas obras de crítica
política e social têm sido apresentadas em
ruas, paredes e pontes de cidades em todo o
mundo.*
A partilha de histórias
emotivas pode afetar
positivamente muitas pessoas
e, com sorte, levá-las a erguer
a voz contra o bullying.
Ida, 16 anos de idade
1
2
8
3
6
4
5
Exercício 2
Escolhe agora algumas imagens de ti próprio
(ou melhor ainda, cria-as) e pede a um(a)
amigo(a) que te diga o que elas o(a) fazem
sentir. Os teus sentimentos são os mesmos?
Analisa e elabora uma lista das coisas que
"mexem" com as tuas emoções.
Fonte: 3,4
Arte de rua na cidade de Bruxelas, outubro de 2016. 5
Shutterstock: rua decorada com guarda-chuvas coloridos, Madrid, Getafe, Espanha.
6
Arte de rua na cidade de Bruxelas, novembro de 2016*.
*Mais informações sobre o artista: https://www.instagram.com/yarnbombingbruxelles/?hl=en e https://www.facebook.com/groups/1089525507776947/.
9
Exercício 1
Construir empatia: colocar-se "na pele dos outros".
Verifica as imagens 1 e 2 na página seguinte.
Consegues imaginar como seria a vida deles?
Empatia
é a capacidade para compreender ou sentir
o que outra pessoa está a vivenciar, ou seja, a
capacidade para nos colocarmos no lugar de
outra pessoa. Empatia é ver com os olhos do
outro, ouvir com os ouvidos do outro e sentir com
o coração do outro*.
Temos de contar com a empatia
e a humanidade das pessoas
para combater as ameaças
online.
Noelia, 18 anos de idade
De regresso a Darwin - "Sobrevivência dos
mais aptos"
3
“Sobrevivência dos mais aptos”
é uma frase proveniente da teoria da evolução de Darwin para descrever
o mecanismo da seleção natural. O que sabes sobre Darwin e a teoria da
evolução? O que significa para ti a sobrevivência dos mais aptos?
As pessoas que têm mais dinheiro e poder
podem ser definidas como as mais aptas?
Por vezes os menos aptos tentam compensar;
são estes realmente os vulneráveis?
Incentivar,
capacitar,
envolver!
*Bellet, Paul S.; Michael J. Maloney (1991) “A importância da empatia como uma competência de entrevista em medicina”. JAMA. 226
(13): 1831–1832.
10
Examina agora os dois cenários abaixo e de-
bate com os teus amigos o impacto (grande ou
pequeno) que têm sobre ti. O que te fazem sentir
estas situações?
Telemóvel partido
Perder a carteira
3
4
A inclusão da diversidade
é essencial para contrariar
sentimentos negativos como
o ódio ou o racismo.
João, 19 anos de idade
Fonte: 1,2,3,4
Shutterstock
2
1
Trabalhar numa fábrica
Como te sentirias se estivesses
na pele dela?
Cenário: A fábrica vai fechar daqui a um mês e
ainda não tens um novo emprego. Precisas do
dinheiro porque tens de sustentar a tua família.
Que tipo de emprego
gostarias de ter ou
preferias não ter?
Agricultura sazonal
Como te sentirias se estivesses
na pele deles?
Cenário: Terminou a época das colheitas, o inverno
está a chegar. És um trabalhador imigrante e tens
de regressar ao teu país até ao início da próxima
estação.
11
Exercício 2
O que significa ser um cidadão digital? Anota
as tuas ideias no balão de texto abaixo. Em
seguida, pede a dois amigos que as equacionem.
Exercício 3
Anota a tua própria lista pessoal de palavras ou atos, que
ajudam a aumentar a tua autoestima!
Muda alguma
coisa, começa
já!
Coisas de que gosto em mim:
- Nunca fales mal de ti mesmo(a)!
- Deixa de dizer: não consigo!
-
-
-
-
-
-
Participar na sociedade
Ser criativo
Ter acesso à informação
Créditos:
Criado pela European Schoolnet numa colaboração conjunta entre os projetos EN-
ABLE e Web We Want.
Design: Iddi Fix
Um agradecimento especial a: Ida, Camille, Solène, Loris, João, Ľuboš, Noelia e
às quatro escolas da Bélgica-Flandres, França, Finlândia e Suécia. Estas fazem
parte do projeto Erasmus+ KA2 “DIG_IT” que contribuiu para testar e desenvolver
este capítulo.
Direitos de autor:
Título: O meu bem-estar e o teu: O respeito... começa em mim!
Direitos de autor: Esta obra é licenciada ao abrigo de uma Licença da Creative
Commons Atribuição - Partilha nos mesmos termos 4.0 (CC BY SA 4.0). Para
ver a cópia desta licença, visitar:
http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/.
Mais exercícios interativos para jovens,
disponíveis em 12 línguas!
Inicie o debate sobre segurança digital na sua sala
de aula e descubra planos de aula e fichas de tra-
balho criativas, disponíveis em 11 línguas!
Podes encontrar mais ideias, atividades, ferramentas e processos em www.webwewant.eu.
Exercicios sobre bullying
Exercicios sobre bullying

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Palavras do jogo Soletrando - 6º e 7º ano
Palavras do jogo Soletrando - 6º e 7º anoPalavras do jogo Soletrando - 6º e 7º ano
Palavras do jogo Soletrando - 6º e 7º anoTainá Almada
 
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada PortuguêsJosias Santiago
 
LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP06)
LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP06)LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP06)
LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP06)GernciadeProduodeMat
 
Avaliação diagnóstica de arte setimo ano
Avaliação diagnóstica de arte  setimo anoAvaliação diagnóstica de arte  setimo ano
Avaliação diagnóstica de arte setimo anoAndreza Andrade
 
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC (EM13LGG101)
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC  (EM13LGG101) LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC  (EM13LGG101)
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC (EM13LGG101) GoisBemnoEnem
 
Prova Artes 6° ano
Prova Artes 6° anoProva Artes 6° ano
Prova Artes 6° anoGeo Honório
 
FICHA - ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO - Gabarito.docx
FICHA - ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO - Gabarito.docxFICHA - ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO - Gabarito.docx
FICHA - ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO - Gabarito.docxNatália Moura
 
Descritores spaece - língua portuguesa
Descritores   spaece - língua portuguesaDescritores   spaece - língua portuguesa
Descritores spaece - língua portuguesaPacatubaLei
 
Atividades sobre paisagens
Atividades sobre paisagensAtividades sobre paisagens
Atividades sobre paisagensAndrea Alves
 
ARTE - Acróstico - DIA DO TRÂNSITO
ARTE - Acróstico - DIA DO  TRÂNSITOARTE - Acróstico - DIA DO  TRÂNSITO
ARTE - Acróstico - DIA DO TRÂNSITOMary Alvarenga
 
Contos de terror proposta de redação
Contos de terror   proposta de redaçãoContos de terror   proposta de redação
Contos de terror proposta de redaçãoKugera_tatsuki
 
Folha de-redação-enem
Folha de-redação-enemFolha de-redação-enem
Folha de-redação-enemMayra Souza
 
Avaliação diagnóstica arte 6 e 7 anos 2013
Avaliação diagnóstica arte 6 e 7 anos 2013Avaliação diagnóstica arte 6 e 7 anos 2013
Avaliação diagnóstica arte 6 e 7 anos 2013Fabiola Oliveira
 
Parnasianismo teoria e exercícios
Parnasianismo   teoria e exercíciosParnasianismo   teoria e exercícios
Parnasianismo teoria e exercíciosVilmar Vilaça
 
Sugestões atividades oralidade
Sugestões atividades oralidadeSugestões atividades oralidade
Sugestões atividades oralidadeDyone Andrade
 
Atividade sobre o genero textual relato
Atividade sobre o genero textual relatoAtividade sobre o genero textual relato
Atividade sobre o genero textual relatoMarilza Fuentes
 

Mais procurados (20)

Palavras do jogo Soletrando - 6º e 7º ano
Palavras do jogo Soletrando - 6º e 7º anoPalavras do jogo Soletrando - 6º e 7º ano
Palavras do jogo Soletrando - 6º e 7º ano
 
atividade-literatura-de-cordel-celpe
atividade-literatura-de-cordel-celpeatividade-literatura-de-cordel-celpe
atividade-literatura-de-cordel-celpe
 
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português
 
LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP06)
LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP06)LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP06)
LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP06)
 
Avaliação diagnóstica de arte setimo ano
Avaliação diagnóstica de arte  setimo anoAvaliação diagnóstica de arte  setimo ano
Avaliação diagnóstica de arte setimo ano
 
AVALIAÇÃO DE ARTES: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL I - 2º CICLO
AVALIAÇÃO DE ARTES: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL I - 2º CICLOAVALIAÇÃO DE ARTES: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL I - 2º CICLO
AVALIAÇÃO DE ARTES: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL I - 2º CICLO
 
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC (EM13LGG101)
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC  (EM13LGG101) LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC  (EM13LGG101)
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC (EM13LGG101)
 
Prova Artes 6° ano
Prova Artes 6° anoProva Artes 6° ano
Prova Artes 6° ano
 
FICHA - ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO - Gabarito.docx
FICHA - ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO - Gabarito.docxFICHA - ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO - Gabarito.docx
FICHA - ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO - Gabarito.docx
 
Descritores spaece - língua portuguesa
Descritores   spaece - língua portuguesaDescritores   spaece - língua portuguesa
Descritores spaece - língua portuguesa
 
Atividades sobre paisagens
Atividades sobre paisagensAtividades sobre paisagens
Atividades sobre paisagens
 
Word: Atividade de Português – conto de aventura – 6º ano – Modelo editável
Word: Atividade de Português – conto de aventura – 6º ano – Modelo editávelWord: Atividade de Português – conto de aventura – 6º ano – Modelo editável
Word: Atividade de Português – conto de aventura – 6º ano – Modelo editável
 
ARTE - Acróstico - DIA DO TRÂNSITO
ARTE - Acróstico - DIA DO  TRÂNSITOARTE - Acróstico - DIA DO  TRÂNSITO
ARTE - Acróstico - DIA DO TRÂNSITO
 
Contos de terror proposta de redação
Contos de terror   proposta de redaçãoContos de terror   proposta de redação
Contos de terror proposta de redação
 
Folha de-redação-enem
Folha de-redação-enemFolha de-redação-enem
Folha de-redação-enem
 
Avaliação diagnóstica arte 6 e 7 anos 2013
Avaliação diagnóstica arte 6 e 7 anos 2013Avaliação diagnóstica arte 6 e 7 anos 2013
Avaliação diagnóstica arte 6 e 7 anos 2013
 
Prova de arte 4b 8 ano
Prova de arte 4b 8 anoProva de arte 4b 8 ano
Prova de arte 4b 8 ano
 
Parnasianismo teoria e exercícios
Parnasianismo   teoria e exercíciosParnasianismo   teoria e exercícios
Parnasianismo teoria e exercícios
 
Sugestões atividades oralidade
Sugestões atividades oralidadeSugestões atividades oralidade
Sugestões atividades oralidade
 
Atividade sobre o genero textual relato
Atividade sobre o genero textual relatoAtividade sobre o genero textual relato
Atividade sobre o genero textual relato
 

Semelhante a Exercicios sobre bullying

Dinamica de grupo ii
Dinamica de grupo  iiDinamica de grupo  ii
Dinamica de grupo iiSilvana
 
Como comunicar em público
Como comunicar em públicoComo comunicar em público
Como comunicar em públicoAna Campelos
 
Comunicação Não Violenta: Roda de Conversa
Comunicação Não Violenta: Roda de ConversaComunicação Não Violenta: Roda de Conversa
Comunicação Não Violenta: Roda de ConversaAlessandro Almeida
 
Eu sei o que você está pensando!
Eu sei o que você está pensando!Eu sei o que você está pensando!
Eu sei o que você está pensando!Douglas Ramos
 
Aula 12 comuncação empresarial animada
Aula 12   comuncação empresarial animadaAula 12   comuncação empresarial animada
Aula 12 comuncação empresarial animadaLuiz Siles
 
Práticas restaurativas no ambiente.pptx2
Práticas restaurativas no ambiente.pptx2Práticas restaurativas no ambiente.pptx2
Práticas restaurativas no ambiente.pptx2Beth2819
 
Diversidade na sala de aula
Diversidade na sala de aulaDiversidade na sala de aula
Diversidade na sala de aulaLuci Bonini
 
Workshop de Design Thinking - Chico Adelano
Workshop de Design Thinking - Chico AdelanoWorkshop de Design Thinking - Chico Adelano
Workshop de Design Thinking - Chico AdelanoChico Adelano
 
Descola ebook comunicacao-nao-violenta
Descola ebook comunicacao-nao-violentaDescola ebook comunicacao-nao-violenta
Descola ebook comunicacao-nao-violentaJussara Ribeiro
 
Maracy atual 09 10 13
Maracy atual 09 10 13Maracy atual 09 10 13
Maracy atual 09 10 13Betty Casadei
 
4_3ciclo_contra_a_corrupcao.pdf
4_3ciclo_contra_a_corrupcao.pdf4_3ciclo_contra_a_corrupcao.pdf
4_3ciclo_contra_a_corrupcao.pdfBeacarol
 

Semelhante a Exercicios sobre bullying (20)

Dinamica de grupo ii
Dinamica de grupo  iiDinamica de grupo  ii
Dinamica de grupo ii
 
Como comunicar em público
Como comunicar em públicoComo comunicar em público
Como comunicar em público
 
Comunicação Não Violenta: Roda de Conversa
Comunicação Não Violenta: Roda de ConversaComunicação Não Violenta: Roda de Conversa
Comunicação Não Violenta: Roda de Conversa
 
Negociação
NegociaçãoNegociação
Negociação
 
Negociação
NegociaçãoNegociação
Negociação
 
PPT Mód. II - Atendimento
PPT Mód. II - AtendimentoPPT Mód. II - Atendimento
PPT Mód. II - Atendimento
 
Eu sei o que você está pensando!
Eu sei o que você está pensando!Eu sei o que você está pensando!
Eu sei o que você está pensando!
 
Aula 12 comuncação empresarial animada
Aula 12   comuncação empresarial animadaAula 12   comuncação empresarial animada
Aula 12 comuncação empresarial animada
 
Práticas restaurativas no ambiente.pptx2
Práticas restaurativas no ambiente.pptx2Práticas restaurativas no ambiente.pptx2
Práticas restaurativas no ambiente.pptx2
 
Diversidade na sala de aula
Diversidade na sala de aulaDiversidade na sala de aula
Diversidade na sala de aula
 
RELAÇÕES INTERPESSOAIS.pdf
RELAÇÕES INTERPESSOAIS.pdfRELAÇÕES INTERPESSOAIS.pdf
RELAÇÕES INTERPESSOAIS.pdf
 
Workshop de Design Thinking - Chico Adelano
Workshop de Design Thinking - Chico AdelanoWorkshop de Design Thinking - Chico Adelano
Workshop de Design Thinking - Chico Adelano
 
Nivea
NiveaNivea
Nivea
 
Descola ebook comunicacao-nao-violenta
Descola ebook comunicacao-nao-violentaDescola ebook comunicacao-nao-violenta
Descola ebook comunicacao-nao-violenta
 
Maracy atual 09 10 13
Maracy atual 09 10 13Maracy atual 09 10 13
Maracy atual 09 10 13
 
PREVENIR .pdf
PREVENIR .pdfPREVENIR .pdf
PREVENIR .pdf
 
Anjos da guarda
Anjos da guardaAnjos da guarda
Anjos da guarda
 
Aula 1 Gestão da Comunicação
Aula 1 Gestão da ComunicaçãoAula 1 Gestão da Comunicação
Aula 1 Gestão da Comunicação
 
4_3ciclo_contra_a_corrupcao.pdf
4_3ciclo_contra_a_corrupcao.pdf4_3ciclo_contra_a_corrupcao.pdf
4_3ciclo_contra_a_corrupcao.pdf
 
4 3ciclo contra_a_corrupcao
4 3ciclo contra_a_corrupcao4 3ciclo contra_a_corrupcao
4 3ciclo contra_a_corrupcao
 

Último

Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADOcarolinacespedes23
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.keislayyovera123
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfmirandadudu08
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasRosalina Simão Nunes
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniCassio Meira Jr.
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 

Último (20)

Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdf
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 

Exercicios sobre bullying

  • 1. O meu bem-estar e o teu: O respeito... começa em mim! P UBLICADO PO R 2017 Web We Want e ENABLE – Unindo esforços contra o bullying Apoiado pelo Programa Daphne da União Europeia. O conteúdo desta publicação é da inteira responsabilidade do consórcio ENABLE e dos seus parceiros e não pode, de forma alguma, ser interpretado como refletindo as opiniões da Comissão Europeia.
  • 2. Título: O meu bem-estar e o teu: O respeito... começa em mim! Web We Want e ENABLE – Unindo esforços contra o bullying
  • 3. Respeita-te a ti próprio(a) e os outros respeitar-te-ão. 1 (Ciber)bullying O bullying constitui qualquer comportamento que faça alguém sentir-se constantemente perturbado, desconfortável e/ou inseguro. É normalmente intencional e pode assumir diversas formas desde verbais, indiretas e físicas. O Ciberbullying ocorre quando esse comportamento se manifesta através das tecnologias. Inspira-te no recurso ENABLE SEL L7R1 disponível em www.enable.eun.org/implementing_enable e põe-te à prova noutras situações. O BULLYING e marca a diferença! Exercício 1 Examina as diferentes situações abaixo. Pode isto ser considerado bullying? Porquê ou porque não? Quando decidires, debate as imagens com um(a) amigo(a) próximo(a) para saber o que ele(a) pensa. Obtiveste as mesmas respostas? Por que razão há pessoas que veem as situações de uma forma diferente dos outros? Seleciona um dos personagens em cada imagem e fala da forma como terias reagido. Como teriam reagido os teus amigos na mesma situação? A definição de bullying não é o que vemos nos filmes de Hollywood. L’uboš, 18 anos de idade DEFENDE os teus direitos e os dos outros! 3
  • 4. Exercício 2 Responde ao questionário seguinte, mas não mostres as tuas respostas a ninguém. Adiciona os teus pontos e a seguir confere o símbolo que representa as tuas respostas. Pede aos teus amigos que façam o mesmo, mas sem mostrarem as respostas uns aos outros. Agora adivinhem o símbolo uns dos outros e apresentem as razões da vossa escolha. Acertaste? Agora confere com outros colegas à tua volta. A que ponto se conhecem verdadeiramente uns aos outros e que coisas novas aprenderam? Nunca = 1 Raramente = 2 Por vezes = 3 Frequentemente = 4 Sempre = 5 Usa a pontuação seguinte: És um(a) sonhador(a) e por vezes não reparas no que se passa porque estás com a cabeça nas nuvens. Embora sejas por vezes um pouco tímido(a) em grupo, estás sempre pronto(a) a ajudar os amigos se te disserem que precisam de ti. Tens imensa energia, mas por vezes precisas do incentivo dos teus amigos para defenderes os teus direitos e os deles. Conheces-te a ti mesmo(a) e valorizas muito a tua independência. Tens plena consciência dos teus pontos fortes e fracos e estás sempre à espreita de novas oportunidades. Questão Nunca Raramente Por vezes Frequente- mente Sempre Sou uma pessoa positiva e acredito que tudo vai correr bem na minha vida. Gosto de mim mesmo(a). Quando acontecem coisas, falo sobre como me sinto. Sei como as minhas ações fazem os outros sentir-se. Normalmente acalmo-me depressa depois de me zangar com alguém. Se vir alguém a ser vítima de bullying, tenho de intervir. Quando sinto inveja de alguém, não deixo que isso afete a minha atitude para com essa pessoa. Quando discordo de alguém, não me importo nada de lhe dizer porquê. TOTAL Fonte dos ícones: freepik.com Confere o teu resultado: 8-15 pontos = 16-20 pontos = 21-25 pontos = 26-32 pontos = 33-40 pontos = O que significam os símbolos? *Se quiseres verificar as tuas respostas a mais questões, vai para o questionário ENABLE L1 SEL e confere o formulário de feedback via L9 R2, disponível em www.enable.eun.org/implementing_enable/. 4
  • 5. Exercício 3 Elabora uma lista de 20-30 palavras relacionadas com sentimentos/emoções. Trabalha com um parceiro para inserir as palavras nas caixas no sítio onde te parece que pertencem. Compara os teus resultados com os de outro grupo e discute as diferenças. Descobriste que as pessoas por vezes compreendem coisas diferentes a partir da mesma palavra? Dá exemplos de quando usarias uma ou duas palavras de cada grupo. Exercício 4 Agora escolhe cinco dessas palavras para criar os teus próprios emoticons. Onde e quando podes usar estes emoticons? Os emoticons evocam sentimentos diferentes das palavras? Porquê? Inspira-te nos emoticons do Facebook e nos emojis #BeStrong da Vodafone e vai para: http://www.vodafone.com/content/digital-parenting/ advice/be-strong-online-emojis.html. Discursos de ódio discursos que atacam, ameaçam ou insultam uma pessoa ou grupo com base na origem nacional, etnia, cor, religião, género, identidade de género, orientação sexual ou deficiência. Sentimentos positivos Sentimentos negativos Alta energia Baixa energia felicidade, amor, calma ansiedade, tristeza, raiva excitado, eufórico cansado, deprimido, confuso O ciberbullying assume uma dimensão maior do que o bullying offline, porque a Internet não esquece nada. O que acontece na Internet é real, pelo que devemos ter cuidado com as nossas pegadas digitais! Loris, 18 anos de idade 5
  • 6. Radicalização o ato ou processo de levar alguém a adotar posições radicais sobre questões políticas ou sociais. BULLYING? Sê inteligente, não comeces! Exercício 5 O que significa influência? Quem ou o que te influencia e a forma como ages? Em que medida as tuas escolhas são influenciadas, por exemplo, a nível do que vestes, da música que ouves e dos dispositivos tecnológicos que desejas? Preenche os balões apresentados e toma as tuas próprias opções. Como se comparam as tuas respostas com as dos teus colegas? Exercício 6 Escala de influências: Examina as diferentes escalas abaixo e indica o nível de influência que exerces sobre os outros e que os outros exercem sobre ti. TUMúsica Roupa • Na maneira como me visto • Na música que ouço • Nas aplicações que descarrego • Nas coisas de que gosto • Na minha maneira de ser Sou um(a) influenciador(a) Sou influenciado(a) Deixamo-nos facilmente influenciar pelos outros, nem sempre de maneira positiva. É importante mantermo-nos fiéis a nós mesmos e sermos quem somos! Solène, 10 anos de idadeFaz parte da natureza humana procurar integrar-se! Camille, 11 anos de idade 6
  • 7. 7 Arte de rua viva - das ideias às formas2 Exercício 1 Olha para a arte de rua (imagens 1 a 6): O que está o artista a tentar dizer-nos? O que te faz sentir? De que forma provocou o artista esses sentimentos? O que podemos fazer para levar as pessoas a sentir o que queremos que elas sintam? Privacidade, regulamento sobre proteção de dados, etc. Já ouviste falar destes conceitos? O que sig- nificam para ti? Cria a tua própria nuvem de palavras. Fonte: 1 Grafite "CCTV" de Banksy em Londres. Londres, Reino Unido - 8 de abril de 2015; 2 Beit Sahour, territórios palestinianos ocupados - 18 de junho: um mural da autoria do artista de rua Banksy cobre uma parede na aldeia de Beit Sahour, na Cisjordânia, 18 de junho de 2014. * O Paradoxo Banksy: 7 facetas do artista de rua mais notório do mundo, 19 de julho de 2007. Banksy é um pintor de grafites, ativista político e cineasta britânico de identidade não verificada. A sua arte de rua satírica e epigramas subversivos combinam o humor negro com grafites executados numa técnica distintiva de estêncil. As suas obras de crítica política e social têm sido apresentadas em ruas, paredes e pontes de cidades em todo o mundo.* A partilha de histórias emotivas pode afetar positivamente muitas pessoas e, com sorte, levá-las a erguer a voz contra o bullying. Ida, 16 anos de idade 1 2
  • 8. 8 3 6 4 5 Exercício 2 Escolhe agora algumas imagens de ti próprio (ou melhor ainda, cria-as) e pede a um(a) amigo(a) que te diga o que elas o(a) fazem sentir. Os teus sentimentos são os mesmos? Analisa e elabora uma lista das coisas que "mexem" com as tuas emoções. Fonte: 3,4 Arte de rua na cidade de Bruxelas, outubro de 2016. 5 Shutterstock: rua decorada com guarda-chuvas coloridos, Madrid, Getafe, Espanha. 6 Arte de rua na cidade de Bruxelas, novembro de 2016*. *Mais informações sobre o artista: https://www.instagram.com/yarnbombingbruxelles/?hl=en e https://www.facebook.com/groups/1089525507776947/.
  • 9. 9 Exercício 1 Construir empatia: colocar-se "na pele dos outros". Verifica as imagens 1 e 2 na página seguinte. Consegues imaginar como seria a vida deles? Empatia é a capacidade para compreender ou sentir o que outra pessoa está a vivenciar, ou seja, a capacidade para nos colocarmos no lugar de outra pessoa. Empatia é ver com os olhos do outro, ouvir com os ouvidos do outro e sentir com o coração do outro*. Temos de contar com a empatia e a humanidade das pessoas para combater as ameaças online. Noelia, 18 anos de idade De regresso a Darwin - "Sobrevivência dos mais aptos" 3 “Sobrevivência dos mais aptos” é uma frase proveniente da teoria da evolução de Darwin para descrever o mecanismo da seleção natural. O que sabes sobre Darwin e a teoria da evolução? O que significa para ti a sobrevivência dos mais aptos? As pessoas que têm mais dinheiro e poder podem ser definidas como as mais aptas? Por vezes os menos aptos tentam compensar; são estes realmente os vulneráveis? Incentivar, capacitar, envolver! *Bellet, Paul S.; Michael J. Maloney (1991) “A importância da empatia como uma competência de entrevista em medicina”. JAMA. 226 (13): 1831–1832.
  • 10. 10 Examina agora os dois cenários abaixo e de- bate com os teus amigos o impacto (grande ou pequeno) que têm sobre ti. O que te fazem sentir estas situações? Telemóvel partido Perder a carteira 3 4 A inclusão da diversidade é essencial para contrariar sentimentos negativos como o ódio ou o racismo. João, 19 anos de idade Fonte: 1,2,3,4 Shutterstock 2 1 Trabalhar numa fábrica Como te sentirias se estivesses na pele dela? Cenário: A fábrica vai fechar daqui a um mês e ainda não tens um novo emprego. Precisas do dinheiro porque tens de sustentar a tua família. Que tipo de emprego gostarias de ter ou preferias não ter? Agricultura sazonal Como te sentirias se estivesses na pele deles? Cenário: Terminou a época das colheitas, o inverno está a chegar. És um trabalhador imigrante e tens de regressar ao teu país até ao início da próxima estação.
  • 11. 11 Exercício 2 O que significa ser um cidadão digital? Anota as tuas ideias no balão de texto abaixo. Em seguida, pede a dois amigos que as equacionem. Exercício 3 Anota a tua própria lista pessoal de palavras ou atos, que ajudam a aumentar a tua autoestima! Muda alguma coisa, começa já! Coisas de que gosto em mim: - Nunca fales mal de ti mesmo(a)! - Deixa de dizer: não consigo! - - - - - - Participar na sociedade Ser criativo Ter acesso à informação
  • 12. Créditos: Criado pela European Schoolnet numa colaboração conjunta entre os projetos EN- ABLE e Web We Want. Design: Iddi Fix Um agradecimento especial a: Ida, Camille, Solène, Loris, João, Ľuboš, Noelia e às quatro escolas da Bélgica-Flandres, França, Finlândia e Suécia. Estas fazem parte do projeto Erasmus+ KA2 “DIG_IT” que contribuiu para testar e desenvolver este capítulo. Direitos de autor: Título: O meu bem-estar e o teu: O respeito... começa em mim! Direitos de autor: Esta obra é licenciada ao abrigo de uma Licença da Creative Commons Atribuição - Partilha nos mesmos termos 4.0 (CC BY SA 4.0). Para ver a cópia desta licença, visitar: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/. Mais exercícios interativos para jovens, disponíveis em 12 línguas! Inicie o debate sobre segurança digital na sua sala de aula e descubra planos de aula e fichas de tra- balho criativas, disponíveis em 11 línguas! Podes encontrar mais ideias, atividades, ferramentas e processos em www.webwewant.eu.