Inovação pedagógica e tecnologias no Ensino Superior: um framework

996 visualizações

Publicada em

Apresentação de um framework para análise, desenvolvimento e avaliação de práticas inovadoras no domínio da utilização das tecnologias no ensino superior

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
996
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Inovação pedagógica e tecnologias no Ensino Superior: um framework

  1. 1. Práticas inovadoras no domínio da utilização das tecnologias no ensino superior: framework de avaliação Neuza Pedro, IE-ULisboa
  2. 2. Inovação didática no domínio do e-learning e tecnologias digitais no Ensino Superior Idea, projeto ou medida que se revela nova e/ou promotora de mudança para a organização que a adopta e que tira partido das tecnologias e ambientes digitais com vista a melhorar do processo educativo. Implica uma dimensão transformativa para o contexto; tem um carácter intencional (é deliberadamente assumida); perspetiva as tecnologias enquando solução incremental; visa produzir melhorias na aprendizagem.
  3. 3. Design curricular Metodologias e Atividades Conteúdos/ Materiais Avaliação Sistemas de suporte Áreas
  4. 4. Flexibilidade Personalização Interatividade Acessibilidade Sustentabilidade Princípios
  5. 5. Flexibilidade
  6. 6. Flexibilidade Abordagens pedagógicas flexíveis e metodologias de ensino- aprendizagem variadas são mobilizadas com vista a responder à diversidade de características dos estudantes e a potencializar as suas igualmente diferentes competências. Uma lógica flexivel impera igualmente na forma de entender o tempo, os meios, formatos e espaços de aprendizagem
  7. 7. Interatividade
  8. 8. Interatividade O principio envolve mutuamente a promoção de situações que se estimule a interação entre agentes e a propriedade de definir acções em reciprocidade. Envolve a promoção da interacção entre estudantes, entre docentes, entre estudantes e docentes, entre estudantes e conteúdos, entre estudantes e interfaces, entre docentes e conteúdos, entre docentes e interface, numa lógica tanto local como global.
  9. 9. Personalização
  10. 10. Personalização Os processos pedagógicos são desenvolvidos com vista a criar oportunidades de aprendizagem cientificamente coerentes mas individualmente significativas para cada estudante. Garante-se a promoção de um papel ativo, crítico e criativo do estudante na gestão da sua formação
  11. 11. Acessibilidade
  12. 12. Acessibilidade Preconiza-se a equidade no acesso às experiências formativas, pela seleção de ambientes, conteúdos e serviços acessíveis a qualquer estudante e em diferentes contextos. Acomoda-se assim o processo de ensino- aprendizagem à diversidade de condições e necessidades de cada estudante, respeitando quaisquer limitações físicas, estatuto económico-social, localização geográfica, estilo de aprendizagem e/ou condições tecnológicas disponíveis.
  13. 13. Sustentabilidade
  14. 14. Sustentabilidade Os processos de ensino-aprendizagem envolvem soluções cujo impacto favorável, tanto no desempenho académico atual dos estudantes como na sua futura empregabilidade, revela-se socioeconomicamente suportável e de viabilidade futura.
  15. 15. Flexibilidade Interatividade Personalização Acessibilidade Sustentabilidade Design curricular A integração das tecnologias digitais e a utilização de ambientes online estabelece-se de forma transversal ao programa do curso/disciplina/unidades temáticas, expandindo-o/a, promovendo a sua renovação, ao mesmo tempo que potenciam o envolvimento dos estudantes no próprio curriculo. Metodologias e Atividades A utilização de tecnologias digitais e ambientes online no suporte às metodologias de trabalho permite a personalização do processo de aprendizagem; as atividades e projetos acolhem diferentes estilos cognitivos dos estudantes, os quais são entendidos como agentes ativos e co-produtores do seu percurso formativo, ao mesmo tempo que abrem espaço ao desenvolvimento de múltiplas e amplas competências Conteúdos / Materiais As tecnologias digitais e ambientes de aprendizagem digitais são mobilizados para a construção de conteúdos e materiais de aprendizagem com vista a agilizar a sua modernização, adaptabilidade, dinamismo e interactividade, e simultaneamente promover o acesso e partilha expansiva do conhecimento cientifico a qualquer agente, em qualquer momento e em qualquer lugar Avaliação As tecnologias e ambientes online de aprendizagem são adoptados de forma pedagogicamente inovadora, justa e não-linear, com vista a amplificar o processo de avaliação, nas suas finalidades, momentos, formatos e objetos. A função reguladora, certificadora e valorativa releva-se proativamente organizada em função dos vários agentes e da organização Sistemas de Suporte Serviços e soluções tecnológicas de suporte ao processo de ensino-aprendizagem relevam elevada qualidade e encontram-se estabelecidos com vista a potenciar i) as aprendizagens dos estudantes, independentemente da sua localização, ii) a qualidade profissional dos docentes, iii) o acesso a conteúdos de outra forma inacessíveis, e iv) o envolvimento estreito de todos os stakeholders de relevo.
  16. 16. Matriz de Avaliação Práticas Inovadoras no domínio da Utilização das Tecnologias
  17. 17. Design curricular A. Metodologias e Atividades B. Conteúdos/ Materiais C. Avaliação D. Sistemas de suporte E. 1. Flexibilidade 1.A. 1.B. 1.C. 1.D. 1.E. 2. Interatividade 2.A. 2.B. 2.C. 2.D. 2.E. 3. Personalização 3.A. 3.B. 3.C. 3.D. 3.E. 4. Acessibilidade 4.A. 4.B. 4.C. 4.D. 4.E. 5. Sustentabilidade 5.A. 5.B. 5.C. 5.D. 5.E.
  18. 18. Escala 1. Não existente 2. 3. 4. 5. Totalmente optimizado
  19. 19. Relatório F= 4 I=4,2 P=3,2 A=1,2 S=1,8 Design curricular Metod. e Atividades Conteúdos/Materiais AvaliaçãoSist. de suporte
  20. 20. Lógica do framework Modular e agregativa Dinâmica Auto-referente Extensível Auto-correctiva
  21. 21. Obrigado pela atenção e pela futura utilização! http://iptel-el.ie.ulisboa.pt/framework/

×