Aprendizagens Essenciais TIC: transversalidade como solução e problema

2.499 visualizações

Publicada em

Apresentação realizada no Encontro sobre Aprendizagens Essenciais na Disciplina de TIC, 16 setembro 2017, Escola Secundária Dom Dinis

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Aprendizagens Essenciais TIC: transversalidade como solução e problema

  1. 1. Encontro Aprendizagens Essenciais na Disciplina de TIC no âmbito do Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular Neuza Pedro Instituto de Educação – Univ. Lisboa A disciplina de TIC: a transversalidade como solução e problema!
  2. 2. Transversalidade / Transdisciplinaridade como solução
  3. 3. Permite reconhecer as TIC:  numa vertente multidisciplinar, ie, transversalmente, na gestão disciplinar do currículo  Especificamente como disciplina  Globalmente no suporte a (projetos de) escola Transversalidade / Transdisciplinaridade: as potencialidades
  4. 4. Atualização dos currículos como reação ao mundo real Novas competências (21st century skills ) Necessidade de profissionais em IT + basic IT skills em multiplas outras profissões Porque é importante o aumento de representatividade das TIC?
  5. 5. Complexificação dos sistemas (que precisam ser criticamente compreendidos) TIC e a ampliação das capacidades humanas Ciência & Tecnologia (entender a tecnologia como a linguagem da ciência) Porque é importante o aumento de representatividade das TIC?
  6. 6. Assim é importante investir em integrar no currículo não só TIC mas Competências de Literacia digital, de Programação e de Ciência da Computação!
  7. 7. Transversalidade / Transdisciplinaridade como problema
  8. 8. Ao longo dos anos a presença/ausência das TIC no currículo tem sido incoerentemente instável
  9. 9. Muito porque se entendeu que as TIC deveriam ser transversalmente trabalhadas em várias disciplinas do currículo
  10. 10. 0 2001 2004 2010 20122007 Metas de Aprendizagem TIC Metas curriculares 7º e 8º ano Timeline da(s) Disciplina(s) TIC … 9º/10º ano iTIC PTE Programação 1º ciclo + TIC 5º ao 9º = Disciplina da TIC no âmbito Flexibilidade curricular (pode existir´no 1º 2ºe 3º ciclos, se as escolas assim o entenderem) 2006 9º ano Secund. iTI (opcional) …
  11. 11. Esvaziamento do currículo Ingerência Visão excessivamente instrumental das TIC Transversalidade / Transdisciplinaridade: os riscos ?
  12. 12. Aprendizagens essenciais na disciplina de TIC, nos 5.º e 7.º: como?
  13. 13. Aprendizagens essenciais na disciplina de TIC, nos 5.º e 7.º: como? Em articulação curricular com outras disciplinas. Através de trabalho colaborativo entre professores.
  14. 14. O professor de TIC pode olhar para as ‘Aprendizagens Essenciais’ das restantes disciplinas e identificar onde as TIC podem ser uma mais-valia!
  15. 15.  Utilizar modelos geométricos e outros materiais manipuláveis, e instrumentos variados incluindo os de tecnologia digital, na exploração de propriedades de figuras no plano e de sólidos geométricos  Identificar e desenhar planificações de sólidos geométricos e reconhecer um sólido a partir da sua planificação.  Calcular perímetros e áreas de polígonos regulares e irregulares, recorrendo a fórmulas, por enquadramento, ou por decomposição e composição de figuras planas. Ex: Matemática (5º Ano)
  16. 16.  Planificação e escrita coletiva de textos  Elaboração de mapas de ideias, de esquemas, de listas de palavras integrada em pequenos projetos de estudo e de pesquisa  Revisão e Reescrita  planificar a escrita por meio do registo de ideias e da sua hierarquização; descrever pessoas, objetos e paisagens em função de diferentes finalidades e géneros textuais; Ex: Português (5º ano)
  17. 17.  Identificar e localizar os elementos geométricos da esfera terrestre numa rede cartográfica;  Interpretar diferentes tipos de mapas utilizando os elementos de um mapa: rosa-dos-ventos, título, legenda e escala;  Utilizar representações cartográficas (em suporte físico ou digital) na localização dos elementos físicos do território e na definição de itinerários; Ex: História e Geografia de Portugal
  18. 18. Transversalidade do Professor
  19. 19. 7ºA Reunião 200 210PTE 7ºF Reunião 200.02 220 7ºB Reunião 200.02 214 7ºD Reunião 210 5º E Reunião 210 5ºB Reunião 210 5ºA Reunião 210 5ºD Reunião 210 5ºD Reunião 210 5ºC Reunião 200.02 210 7ºC Reunião 210 7ºE Reunião 210
  20. 20. 35 horas 24 horas de componente letiva 11 horas de componente não letiva 7 horas de trabalho individual 2 horas de trabalho de escola 2 horas para reuniões
  21. 21. 35 horas 11 horas de componente letiva 24 horas de componente não letiva 7 horas para trabalho colaborativo 7 para gestão de projetos 7 horas de CPD (1 + n) 3 horas de reuniões
  22. 22. Precisamos de novas formas de organizar o tempo dos professores, se efetivamente concebemos que o papel do professor hoje é outro!
  23. 23. A Transversalidade onde? na planificação na realização na avaliação
  24. 24. As mudanças nas competências a promover, nas metodologias de ensino e nas propostas de atividades de Aprendizagem vão requerer mudanças na avaliação (processo e produto)
  25. 25. Testes online Apresentações orais Produção de vídeos/Stop motion Podcasts Posters / Murais / Books (Relatórios de Imagens) Mapas Mentais Frisos cronológicos Infográficos Projetos Websites Criação de Produtos (ex. apps) Sugestões de produtos
  26. 26. Como avaliar a complexidade de competências (conhecimentos, capacidades, atitudes) ?
  27. 27. Procuremos instrumentos de medida já validados para avaliar esses construtos tão complexos.
  28. 28. Elemento -novidade  originalidade  ‘germinalidade’  Nivel de transformação Solução  adequação  Nivel de ajustamento  Utilidade  valor  lógica Elaboração  bem-executado  atractivo  expressivo  complexidade  elegânia  Unicidade (Besemer & O’Quin, 1987) Ex. Escala para Criatividade
  29. 29.  Trabalhar por projeto e em torno de grandes temas  Estimular e garantir a colaboração e o bom relacionamento interpessoal entre docents (conselhos de turma)  Mudar a avaliação  Encontrar o numero ótimo de projetos  Valorizar as TIC enquanto domínio científico Em tom conclusivo, algumas sugestões
  30. 30. Na historicidade das TIC no Currículo Nacional nunca se viveu uma oportunidade tão grande. Aproveitemo-la!
  31. 31. “With great power comes great responsibility” (U. Ben, 1962)
  32. 32. Neuza Pedro (desenvolvida com o apoio de João Piedade, Nuno Dorotea, João F. Matos, Ana Pedro) A disciplina de TIC: a transversalidade como solução e problema!

×