SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Plano de Trabalho – Avaliação – Sociologia 
Nome do Professor Cursista: Noe Assunção 
Série: 
3ª 
Bimestre: 
4º 
Tema: 
Formas de violência e criminalidade e seu 
enfrentamento 
Título do Plano de trabalho: 
Contra a violência, eu mostro a minha cara 
Habilidades e Competências: 
- Compreender, pelo ponto de vista sociológico, as diversas formas de manifestação da 
violência. 
- Distinguir as diferentes formas em que se manifesta a violência no meio urbano e 
identificar o processo de criminalização da pobreza e dos movimentos sociais. 
Metodologia: 
Aula teórica, Exposição dialogada, discussão de tema, debate, atividades. 
Recursos: 
Cartazes, vídeo, data show, quadro branco, quadro de giz, papel manilha ou cartolina, 
canetas coloridas, 
Tempo de aplicação 
Duração em minutos: 
400 minutos 
Duração em tempos de aula: 
4 aulas de 2 tempos 
Período de aplicação: 
13/11/2014 à 03/12/2014
Detalhamento do Plano de Trabalho: 
- Aula 1: 
Utilizar a dissertação de Mestrado : Enfrentamento da violência doméstica por um 
grupo de mulheres após a denúncia - Eriza de Oliveira Parente - UNIFOR como 
suporte para as discussões. 
http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-026X2009000200008&script=sci_arttext 
- Introdução do projeto "Contra a violência eu mostro a minha cara", destacando as 
etapas das atividades, cronograma, temas norteadores e processos avaliativos. 
http://pt.slideshare.net/noeassuncao1/contra-a-violncia-eu-mostro-a-minha-cara 
- Iniciar a discussão sobre o conceito de violência a partir do senso comum dos 
cursistas, recorrendo a exemplos do cotidiano e principalmente a banalização do 
conceito pelas mídias de massa. Destacar o conceito de violência prescrito pela OMS 
- Organização Mundial de Saúde, Pierre Bourdieu, Simone de Beauvoir e outros 
autores que se debruçam sobre a temática. 
- Exibir o clipe da música "try" da cantora Pink, que faz uma abordagem de maneira 
artística os conflitos entre um homem e uma mulher, enfatizando a violência física e 
simbólica. O clipe sugere várias frentes para um debate coletivo. 
https://www.youtube.com/watch?v=HfKFaeS4Jfg
- Aula 2: 
- Exibição do documentário "Canto de Cicatriz" de Laís Chaffe que aborda um tema 
difícil, cercado de tabus e pactos de silêncio: a Violência Sexual contra Meninas. O 
Documentário tem como foco as duas principais formas de violência: o Abuso e a 
Exploração Sexual Comercial. 
https://www.youtube.com/watch?v=DHYt-a5say8 
RODADA DE DISCUSSÃO 
Organizar a turma em grupos. É interessante deixar os cursistas se organizarem de 
acordo com as suas afinidades. Determinar aproximadamente 15 minutos para que os 
pares discutam entre si estabelecendo um consenso sobre os questionamentos abaixo 
descritos: 
- Será que culpar a vítima tem alguma relação com a nossa sociedade machista? 
- Educação pode modificar essa realidade? Como? 
- Por que tantas mulheres ainda não denunciam os seus agressores? 
- Qual a importância da lei Maria da Penha para o contexto da violência contra 
as mulheres? Só a lei basta? 
- “Ela não reclama por que gosta”. Esse discurso machista contribui para a 
perpetuação e legitimação da violência contra a mulher? 
- Em vários depoimentos, vimos que a vergonha é um grande obstáculo, para 
que vítimas de violência sejam identificadas e assistidas. Por que dessa 
vergonha? 
Após esse momento de organização das ideias , abrir para o debate coletivo. O 
professor(a) deverá mediar o debate estabelecendo uma controvérsia controlada , ou 
seja, utilizando as diferentes opiniões na direção do consenso. 
Uma atividade optativa que poderá constituir-se em avaliação somativa é solicitar que 
cada grupo elabore um texto dissertativo acerca das propostas estabelecidas para o 
debate.
- Aula 3: 
Construção das imagens "Contra a violência, eu mostro a minha cara". 
Diante do exposto, vimos que a violência contra as mulheres se manifesta de várias 
maneiras e muitas vezes a vítima não denuncia o seu agressor por vários motivos. 
Organizar a turma em grupos. É interessante dar a liberdade para que os cursistas 
possam se organizar de acordo com as suas afinidades. Elaborar uma maneira de 
manifestar contra esse tipo de violência através de uma foto de um componente do 
grupo. O escolhido deverá ser produzido com maquiagem, tintas, adereços, roupas ou 
outros acessórios que deixe claro através da imagem a repulsa do grupo contra esse 
tipo de violência contra as mulheres. 
É importante que fique claro que a imagem deverá "denunciar" e não legitimar a 
violência. Ex: A foto não poderá apenas representar uma mulher com o olho roxo e 
sendo agredida, ela deverá ter elementos que representam a repulsa do grupo contra a 
violência doméstica. 
Use e abuse da criatividade. 
O professor (a) deverá fotografar o integrante escolhido com todos os elementos 
produzidos pelo grupo e envolver o grupo na elaboração da foto, como: melhor ângulo, 
distância, posição das mãos e etc. 
Modelo de foto. Cursista Sara do Colégio Estadual Roselândia - Barra Mansa - RJ 
(Na foto podemos observar a maquiagem da agressão, mas também é possível perceber 
a mão de repulsa e o cartaz da denúncia).
- Aula 4: 
Previamente o professor(a) deverá ter organizado as imagens produzidas em sala de 
aula pelos grupos em forma de slides. Sugerimos que inclua as imagens no final dos 
slides utilizados na aula 1 que foram utilizados para a exposição teórica do projeto 
"Contra a violência, eu mostro a minha cara". 
Cada grupo fará a abordagem e defesa da imagem produzida. Nesse momento o 
professor(a) poderá intervir nas apresentações, recorrendo aos conceitos de violência 
discutidos anteriormente (aula 1), autores(as). Por experiência própria essas 
apresentações são bastante frutíferas, não necessitando de outras atividades para 
complementar essa aula. 
http://pt.slideshare.net/noeassuncao1/contra-a-violncia-eu-mostro-a-minha-cara 
-Aula5: 
Avaliação somativa envolvendo o tema da violência doméstica e contra as mulheres. 
Esse momento poderá ser feito individualmente, em duplas ou em grupos, afinal essa 
atividade é constituída de vários fragmentos de textos, envolvendo situações de 
violência do cotidiano, sugerindo várias frentes de discussão. 
http://pt.slideshare.net/noeassuncao1/atividade-violncia-domstica-prof-no-assuno 
Atividades de Avaliação: 
Aula1 e 2: A exposição oral através de slides, abordando o conceito de violência sob a 
ótica da OMS - Organização Mundial de Saúde, Simone de Beauvoir , Bourdieu e a 
dissertação da profa. Eriza Parente servirão de subsídios para a compreensão sob o 
ponto de vista sociológico, as diversas formas de manifestação da violência. 
Aula3 e 4- A oficina de imagens constituirá em atividade prática que possibilitará os 
cursistas a distinguirem as diferentes formas em que se manifesta a violência 
doméstica, identificando as causas do silêncio das agredidas e de que maneira poderá se 
fazer o enfrentamento do problema. 
Aula5- Atividade somativa que pretende promover a assimilação e consolidação dos 
conhecimentos , reconstruídos ao longo do projeto "Contra a violência eu mostro a 
minha cara". 
Avaliação da execução do Plano de Trabalho: 
- A receptividade do projeto "Contra a violência eu mostro a minha cara" foi muito 
boa, principalmente pelo fato de que a atividade envolveu música, clipe, oficina de 
imagens e fotografia. É importante considerar que a violência está presente 
cotidianamente na vida da maioria dos cursistas que participaram desse projeto, por isso 
lançar um olhar crítico sobre o tema , utilizando instrumentos pedagógicos mais 
agradáveis como foi feito neste projeto, o trabalho tende a fluir mais tranquilamente, 
além de promover um processo de ensino e aprendizagem dos conteúdos mais eficaz. 
Referências bibliográficas:
PARENTE, Eriza de Oliveira. Enfrentamento da violência doméstica por um 
grupo de mulheres após a denúncia. 2007.Dissertação(Mestrado saúde coletiva)- 
Universidade de Fortaleza- UNIFOR, Fortaleza.2007. 
Disponível: http://www.unisc.br/portal/upload/com_arquivo/1349810800.pdf 
BEAUVOIR, Simone. O segundo sexo.4ed.São Paulo:Difusão Europeia do 
livro,1970. 
Disponível: http://brasil.indymedia.org/media/2008/01/409660.pdf 
Observações 
· Prezado professor utilize sempre Times New Roman 12 no preenchimento e 
espaço 1, 5 entre linhas; 
· O Plano de Trabalho deverá ser elaborado para ser aplicado em cinco 
semanas. 
· Apague as observações em vermelho e preencha o formulário. As caixas não 
são limitações de espaço. Mesmo no desenvolvimento você define o espaço 
do seu plano na medida em que define os conteúdos e a apresentação da sua 
síntese.
PARENTE, Eriza de Oliveira. Enfrentamento da violência doméstica por um 
grupo de mulheres após a denúncia. 2007.Dissertação(Mestrado saúde coletiva)- 
Universidade de Fortaleza- UNIFOR, Fortaleza.2007. 
Disponível: http://www.unisc.br/portal/upload/com_arquivo/1349810800.pdf 
BEAUVOIR, Simone. O segundo sexo.4ed.São Paulo:Difusão Europeia do 
livro,1970. 
Disponível: http://brasil.indymedia.org/media/2008/01/409660.pdf 
Observações 
· Prezado professor utilize sempre Times New Roman 12 no preenchimento e 
espaço 1, 5 entre linhas; 
· O Plano de Trabalho deverá ser elaborado para ser aplicado em cinco 
semanas. 
· Apague as observações em vermelho e preencha o formulário. As caixas não 
são limitações de espaço. Mesmo no desenvolvimento você define o espaço 
do seu plano na medida em que define os conteúdos e a apresentação da sua 
síntese.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividades referente ao filme; Extraordinário
Atividades referente ao filme; ExtraordinárioAtividades referente ao filme; Extraordinário
Atividades referente ao filme; ExtraordinárioFrancilene Barbbosa
 
Aulas Projeto de Vida 6º ao 9º ano EF 1º bimestre.pdf
Aulas Projeto de Vida  6º ao 9º ano EF 1º bimestre.pdfAulas Projeto de Vida  6º ao 9º ano EF 1º bimestre.pdf
Aulas Projeto de Vida 6º ao 9º ano EF 1º bimestre.pdfDirceGrein
 
Plano de aula quilombolas- francisca roseane
 Plano de aula quilombolas- francisca roseane Plano de aula quilombolas- francisca roseane
Plano de aula quilombolas- francisca roseaneRoseane Ribeiro
 
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docxPrograma-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docxMaxLuisEspinosa
 
Atividade avaliativa sobre o filme Mãos Talentosas
Atividade avaliativa sobre o filme Mãos TalentosasAtividade avaliativa sobre o filme Mãos Talentosas
Atividade avaliativa sobre o filme Mãos TalentosasAlex Santos
 
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...Atividades Diversas Cláudia
 
Atividade de Ciências - Coleta seletiva
Atividade de Ciências  - Coleta seletivaAtividade de Ciências  - Coleta seletiva
Atividade de Ciências - Coleta seletivaMary Alvarenga
 
Gabarito+20+questões (1)
Gabarito+20+questões (1)Gabarito+20+questões (1)
Gabarito+20+questões (1)Inttermed
 
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amarelo
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amareloAtividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amarelo
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amareloMaria de Lourdes Lourenço
 
Atividades de sociologia interpretação de textos e charges
Atividades de sociologia interpretação de textos e chargesAtividades de sociologia interpretação de textos e charges
Atividades de sociologia interpretação de textos e chargesAtividades Diversas Cláudia
 
Prova filosofia 1º ano / I bimestre
Prova filosofia 1º ano /  I bimestreProva filosofia 1º ano /  I bimestre
Prova filosofia 1º ano / I bimestreMary Alvarenga
 
Atividade do filme tempos modernos - Prof. Ms. Noe Assunção
Atividade do filme tempos modernos - Prof. Ms. Noe AssunçãoAtividade do filme tempos modernos - Prof. Ms. Noe Assunção
Atividade do filme tempos modernos - Prof. Ms. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
Poluição - Texto e atividade de Ciências
Poluição  - Texto e atividade de Ciências Poluição  - Texto e atividade de Ciências
Poluição - Texto e atividade de Ciências Mary Alvarenga
 
7 ano atividades complementares 4 semana
7 ano atividades complementares 4 semana7 ano atividades complementares 4 semana
7 ano atividades complementares 4 semanaWashington Rocha
 

Mais procurados (20)

Atividades referente ao filme; Extraordinário
Atividades referente ao filme; ExtraordinárioAtividades referente ao filme; Extraordinário
Atividades referente ao filme; Extraordinário
 
Aulas Projeto de Vida 6º ao 9º ano EF 1º bimestre.pdf
Aulas Projeto de Vida  6º ao 9º ano EF 1º bimestre.pdfAulas Projeto de Vida  6º ao 9º ano EF 1º bimestre.pdf
Aulas Projeto de Vida 6º ao 9º ano EF 1º bimestre.pdf
 
Plano de aula quilombolas- francisca roseane
 Plano de aula quilombolas- francisca roseane Plano de aula quilombolas- francisca roseane
Plano de aula quilombolas- francisca roseane
 
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docxPrograma-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
 
Atividade avaliativa sobre o filme Mãos Talentosas
Atividade avaliativa sobre o filme Mãos TalentosasAtividade avaliativa sobre o filme Mãos Talentosas
Atividade avaliativa sobre o filme Mãos Talentosas
 
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
 
Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2
 
At cidadania-pav
At cidadania-pavAt cidadania-pav
At cidadania-pav
 
Atividade de Ciências - Coleta seletiva
Atividade de Ciências  - Coleta seletivaAtividade de Ciências  - Coleta seletiva
Atividade de Ciências - Coleta seletiva
 
AVALIAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLOAVALIAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
 
Gabarito+20+questões (1)
Gabarito+20+questões (1)Gabarito+20+questões (1)
Gabarito+20+questões (1)
 
Atividades senso cumum topico 1 e 2 sociologia
Atividades senso cumum   topico 1 e 2 sociologiaAtividades senso cumum   topico 1 e 2 sociologia
Atividades senso cumum topico 1 e 2 sociologia
 
Projeto de vida
Projeto de vidaProjeto de vida
Projeto de vida
 
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amarelo
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amareloAtividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amarelo
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amarelo
 
Atividades de sociologia interpretação de textos e charges
Atividades de sociologia interpretação de textos e chargesAtividades de sociologia interpretação de textos e charges
Atividades de sociologia interpretação de textos e charges
 
Prova filosofia 1º ano / I bimestre
Prova filosofia 1º ano /  I bimestreProva filosofia 1º ano /  I bimestre
Prova filosofia 1º ano / I bimestre
 
Atividade do filme tempos modernos - Prof. Ms. Noe Assunção
Atividade do filme tempos modernos - Prof. Ms. Noe AssunçãoAtividade do filme tempos modernos - Prof. Ms. Noe Assunção
Atividade do filme tempos modernos - Prof. Ms. Noe Assunção
 
Poluição - Texto e atividade de Ciências
Poluição  - Texto e atividade de Ciências Poluição  - Texto e atividade de Ciências
Poluição - Texto e atividade de Ciências
 
7 ano atividades complementares 4 semana
7 ano atividades complementares 4 semana7 ano atividades complementares 4 semana
7 ano atividades complementares 4 semana
 
Projeto de vida
Projeto de vidaProjeto de vida
Projeto de vida
 

Semelhante a Contra a Violência

Sequência didática módulo ii- a arte de argumentar corrigida
Sequência didática  módulo ii- a arte de argumentar corrigidaSequência didática  módulo ii- a arte de argumentar corrigida
Sequência didática módulo ii- a arte de argumentar corrigidaRenally Arruda
 
Unidade3 atividade 3_planodeaula_franciscamarques
Unidade3 atividade 3_planodeaula_franciscamarquesUnidade3 atividade 3_planodeaula_franciscamarques
Unidade3 atividade 3_planodeaula_franciscamarquesfranciscamarques
 
Campanha educativa bullying
Campanha educativa bullyingCampanha educativa bullying
Campanha educativa bullyingLiliane Machado
 
Projeto "Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças"
Projeto "Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças"Projeto "Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças"
Projeto "Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças"Viviane De Carvalho Teixeira
 
Violência na Escola Elci_Elciene
Violência na Escola   Elci_ElcieneViolência na Escola   Elci_Elciene
Violência na Escola Elci_ElcieneElciene Oliveira
 
"Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças."
"Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças.""Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças."
"Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças."Viviane De Carvalho Teixeira
 
Projeto Escola que Protege
Projeto Escola que ProtegeProjeto Escola que Protege
Projeto Escola que ProtegeAdson Nunes
 
Projeto escola que protege
Projeto escola que protegeProjeto escola que protege
Projeto escola que protegeAdson Nunes
 
Projeto mitos da_sexualidade_2016 _ leonor alves
Projeto mitos da_sexualidade_2016 _ leonor alvesProjeto mitos da_sexualidade_2016 _ leonor alves
Projeto mitos da_sexualidade_2016 _ leonor alvesLeonor Alves
 
Orientação de atividades pedagógicas
Orientação de atividades pedagógicasOrientação de atividades pedagógicas
Orientação de atividades pedagógicasVictor Santos
 
Bullying: a brincadeira que não tem graça
Bullying: a brincadeira que não tem graçaBullying: a brincadeira que não tem graça
Bullying: a brincadeira que não tem graçaJC Costa
 
Aula com material digital
Aula com material digitalAula com material digital
Aula com material digitalfrancisleide
 
2º BIMESTRE - BLOCO 1 - 10-05-2021 A 02-06-2021 - 9º ANO A.pdf
2º BIMESTRE - BLOCO 1 - 10-05-2021 A 02-06-2021 - 9º ANO A.pdf2º BIMESTRE - BLOCO 1 - 10-05-2021 A 02-06-2021 - 9º ANO A.pdf
2º BIMESTRE - BLOCO 1 - 10-05-2021 A 02-06-2021 - 9º ANO A.pdfKeliane Oliveira
 
Projeto Nilvea E Mari
Projeto Nilvea E MariProjeto Nilvea E Mari
Projeto Nilvea E Marifabmolon0303
 
Bullying não tem graça, tem consequência..pdf
Bullying não tem graça, tem consequência..pdfBullying não tem graça, tem consequência..pdf
Bullying não tem graça, tem consequência..pdfJOCELI MARIA ZANDONAI
 
Como envolver o aluno surdo em uma sequência didática sobre artigo de opinião.
Como envolver o aluno surdo em uma sequência didática sobre artigo de opinião.Como envolver o aluno surdo em uma sequência didática sobre artigo de opinião.
Como envolver o aluno surdo em uma sequência didática sobre artigo de opinião.Mônica Almeida Neves
 

Semelhante a Contra a Violência (20)

Sequência didática módulo ii- a arte de argumentar corrigida
Sequência didática  módulo ii- a arte de argumentar corrigidaSequência didática  módulo ii- a arte de argumentar corrigida
Sequência didática módulo ii- a arte de argumentar corrigida
 
Unidade3 atividade 3_planodeaula_franciscamarques
Unidade3 atividade 3_planodeaula_franciscamarquesUnidade3 atividade 3_planodeaula_franciscamarques
Unidade3 atividade 3_planodeaula_franciscamarques
 
Franciscamarques
FranciscamarquesFranciscamarques
Franciscamarques
 
Campanha educativa bullying
Campanha educativa bullyingCampanha educativa bullying
Campanha educativa bullying
 
Campanha educativa bullying
Campanha educativa bullyingCampanha educativa bullying
Campanha educativa bullying
 
Projeto "Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças"
Projeto "Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças"Projeto "Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças"
Projeto "Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças"
 
Violência na Escola Elci_Elciene
Violência na Escola   Elci_ElcieneViolência na Escola   Elci_Elciene
Violência na Escola Elci_Elciene
 
"Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças."
"Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças.""Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças."
"Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças."
 
Projeto Escola que Protege
Projeto Escola que ProtegeProjeto Escola que Protege
Projeto Escola que Protege
 
Projeto escola que protege
Projeto escola que protegeProjeto escola que protege
Projeto escola que protege
 
Projeto mitos da_sexualidade_2016 _ leonor alves
Projeto mitos da_sexualidade_2016 _ leonor alvesProjeto mitos da_sexualidade_2016 _ leonor alves
Projeto mitos da_sexualidade_2016 _ leonor alves
 
Atividade 3.3
Atividade 3.3Atividade 3.3
Atividade 3.3
 
Ativ3 3 lucileidegarcia
Ativ3 3 lucileidegarciaAtiv3 3 lucileidegarcia
Ativ3 3 lucileidegarcia
 
Orientação de atividades pedagógicas
Orientação de atividades pedagógicasOrientação de atividades pedagógicas
Orientação de atividades pedagógicas
 
Bullying: a brincadeira que não tem graça
Bullying: a brincadeira que não tem graçaBullying: a brincadeira que não tem graça
Bullying: a brincadeira que não tem graça
 
Aula com material digital
Aula com material digitalAula com material digital
Aula com material digital
 
2º BIMESTRE - BLOCO 1 - 10-05-2021 A 02-06-2021 - 9º ANO A.pdf
2º BIMESTRE - BLOCO 1 - 10-05-2021 A 02-06-2021 - 9º ANO A.pdf2º BIMESTRE - BLOCO 1 - 10-05-2021 A 02-06-2021 - 9º ANO A.pdf
2º BIMESTRE - BLOCO 1 - 10-05-2021 A 02-06-2021 - 9º ANO A.pdf
 
Projeto Nilvea E Mari
Projeto Nilvea E MariProjeto Nilvea E Mari
Projeto Nilvea E Mari
 
Bullying não tem graça, tem consequência..pdf
Bullying não tem graça, tem consequência..pdfBullying não tem graça, tem consequência..pdf
Bullying não tem graça, tem consequência..pdf
 
Como envolver o aluno surdo em uma sequência didática sobre artigo de opinião.
Como envolver o aluno surdo em uma sequência didática sobre artigo de opinião.Como envolver o aluno surdo em uma sequência didática sobre artigo de opinião.
Como envolver o aluno surdo em uma sequência didática sobre artigo de opinião.
 

Mais de Prof. Noe Assunção

ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe AssunçãoATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe AssunçãoCHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe AssunçãoESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe AssunçãoESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe AssunçãoAULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe AssunçãoATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe AssunçãoAULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docxATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docxProf. Noe Assunção
 
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docxFILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docxProf. Noe Assunção
 
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docxAVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docxProf. Noe Assunção
 
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe AssunçãoQueimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.Prof. Noe Assunção
 
Material impresso filosofia 3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia  3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia  3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
Material impresso filosofia 1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia   1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia   1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
Material impresso filosofia 2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia   2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia   2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe AssunçãoAtividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
Documentario clandestinas debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
Documentario clandestinas  debate filosofico - Prof. Ms. Noe AssunçãoDocumentario clandestinas  debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
Documentario clandestinas debate filosofico - Prof. Ms. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 

Mais de Prof. Noe Assunção (20)

ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe AssunçãoATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
 
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe AssunçãoCHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
 
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe AssunçãoESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
 
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe AssunçãoESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
 
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe AssunçãoAULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
 
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe AssunçãoATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
 
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe AssunçãoAULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
 
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docxATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
 
AULA O LIBERALISMO.docx
AULA O LIBERALISMO.docxAULA O LIBERALISMO.docx
AULA O LIBERALISMO.docx
 
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docxFILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
 
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docxAVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
 
AVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docx
AVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docxAVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docx
AVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docx
 
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe AssunçãoQueimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
 
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
 
Material impresso filosofia 3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia  3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia  3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
 
Material impresso filosofia 1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia   1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia   1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
 
Material impresso filosofia 2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia   2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia   2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe Assunção
 
Atividade clandestinas1
Atividade clandestinas1Atividade clandestinas1
Atividade clandestinas1
 
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe AssunçãoAtividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
 
Documentario clandestinas debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
Documentario clandestinas  debate filosofico - Prof. Ms. Noe AssunçãoDocumentario clandestinas  debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
Documentario clandestinas debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
 

Último

Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 

Contra a Violência

  • 1. Plano de Trabalho – Avaliação – Sociologia Nome do Professor Cursista: Noe Assunção Série: 3ª Bimestre: 4º Tema: Formas de violência e criminalidade e seu enfrentamento Título do Plano de trabalho: Contra a violência, eu mostro a minha cara Habilidades e Competências: - Compreender, pelo ponto de vista sociológico, as diversas formas de manifestação da violência. - Distinguir as diferentes formas em que se manifesta a violência no meio urbano e identificar o processo de criminalização da pobreza e dos movimentos sociais. Metodologia: Aula teórica, Exposição dialogada, discussão de tema, debate, atividades. Recursos: Cartazes, vídeo, data show, quadro branco, quadro de giz, papel manilha ou cartolina, canetas coloridas, Tempo de aplicação Duração em minutos: 400 minutos Duração em tempos de aula: 4 aulas de 2 tempos Período de aplicação: 13/11/2014 à 03/12/2014
  • 2. Detalhamento do Plano de Trabalho: - Aula 1: Utilizar a dissertação de Mestrado : Enfrentamento da violência doméstica por um grupo de mulheres após a denúncia - Eriza de Oliveira Parente - UNIFOR como suporte para as discussões. http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-026X2009000200008&script=sci_arttext - Introdução do projeto "Contra a violência eu mostro a minha cara", destacando as etapas das atividades, cronograma, temas norteadores e processos avaliativos. http://pt.slideshare.net/noeassuncao1/contra-a-violncia-eu-mostro-a-minha-cara - Iniciar a discussão sobre o conceito de violência a partir do senso comum dos cursistas, recorrendo a exemplos do cotidiano e principalmente a banalização do conceito pelas mídias de massa. Destacar o conceito de violência prescrito pela OMS - Organização Mundial de Saúde, Pierre Bourdieu, Simone de Beauvoir e outros autores que se debruçam sobre a temática. - Exibir o clipe da música "try" da cantora Pink, que faz uma abordagem de maneira artística os conflitos entre um homem e uma mulher, enfatizando a violência física e simbólica. O clipe sugere várias frentes para um debate coletivo. https://www.youtube.com/watch?v=HfKFaeS4Jfg
  • 3. - Aula 2: - Exibição do documentário "Canto de Cicatriz" de Laís Chaffe que aborda um tema difícil, cercado de tabus e pactos de silêncio: a Violência Sexual contra Meninas. O Documentário tem como foco as duas principais formas de violência: o Abuso e a Exploração Sexual Comercial. https://www.youtube.com/watch?v=DHYt-a5say8 RODADA DE DISCUSSÃO Organizar a turma em grupos. É interessante deixar os cursistas se organizarem de acordo com as suas afinidades. Determinar aproximadamente 15 minutos para que os pares discutam entre si estabelecendo um consenso sobre os questionamentos abaixo descritos: - Será que culpar a vítima tem alguma relação com a nossa sociedade machista? - Educação pode modificar essa realidade? Como? - Por que tantas mulheres ainda não denunciam os seus agressores? - Qual a importância da lei Maria da Penha para o contexto da violência contra as mulheres? Só a lei basta? - “Ela não reclama por que gosta”. Esse discurso machista contribui para a perpetuação e legitimação da violência contra a mulher? - Em vários depoimentos, vimos que a vergonha é um grande obstáculo, para que vítimas de violência sejam identificadas e assistidas. Por que dessa vergonha? Após esse momento de organização das ideias , abrir para o debate coletivo. O professor(a) deverá mediar o debate estabelecendo uma controvérsia controlada , ou seja, utilizando as diferentes opiniões na direção do consenso. Uma atividade optativa que poderá constituir-se em avaliação somativa é solicitar que cada grupo elabore um texto dissertativo acerca das propostas estabelecidas para o debate.
  • 4. - Aula 3: Construção das imagens "Contra a violência, eu mostro a minha cara". Diante do exposto, vimos que a violência contra as mulheres se manifesta de várias maneiras e muitas vezes a vítima não denuncia o seu agressor por vários motivos. Organizar a turma em grupos. É interessante dar a liberdade para que os cursistas possam se organizar de acordo com as suas afinidades. Elaborar uma maneira de manifestar contra esse tipo de violência através de uma foto de um componente do grupo. O escolhido deverá ser produzido com maquiagem, tintas, adereços, roupas ou outros acessórios que deixe claro através da imagem a repulsa do grupo contra esse tipo de violência contra as mulheres. É importante que fique claro que a imagem deverá "denunciar" e não legitimar a violência. Ex: A foto não poderá apenas representar uma mulher com o olho roxo e sendo agredida, ela deverá ter elementos que representam a repulsa do grupo contra a violência doméstica. Use e abuse da criatividade. O professor (a) deverá fotografar o integrante escolhido com todos os elementos produzidos pelo grupo e envolver o grupo na elaboração da foto, como: melhor ângulo, distância, posição das mãos e etc. Modelo de foto. Cursista Sara do Colégio Estadual Roselândia - Barra Mansa - RJ (Na foto podemos observar a maquiagem da agressão, mas também é possível perceber a mão de repulsa e o cartaz da denúncia).
  • 5. - Aula 4: Previamente o professor(a) deverá ter organizado as imagens produzidas em sala de aula pelos grupos em forma de slides. Sugerimos que inclua as imagens no final dos slides utilizados na aula 1 que foram utilizados para a exposição teórica do projeto "Contra a violência, eu mostro a minha cara". Cada grupo fará a abordagem e defesa da imagem produzida. Nesse momento o professor(a) poderá intervir nas apresentações, recorrendo aos conceitos de violência discutidos anteriormente (aula 1), autores(as). Por experiência própria essas apresentações são bastante frutíferas, não necessitando de outras atividades para complementar essa aula. http://pt.slideshare.net/noeassuncao1/contra-a-violncia-eu-mostro-a-minha-cara -Aula5: Avaliação somativa envolvendo o tema da violência doméstica e contra as mulheres. Esse momento poderá ser feito individualmente, em duplas ou em grupos, afinal essa atividade é constituída de vários fragmentos de textos, envolvendo situações de violência do cotidiano, sugerindo várias frentes de discussão. http://pt.slideshare.net/noeassuncao1/atividade-violncia-domstica-prof-no-assuno Atividades de Avaliação: Aula1 e 2: A exposição oral através de slides, abordando o conceito de violência sob a ótica da OMS - Organização Mundial de Saúde, Simone de Beauvoir , Bourdieu e a dissertação da profa. Eriza Parente servirão de subsídios para a compreensão sob o ponto de vista sociológico, as diversas formas de manifestação da violência. Aula3 e 4- A oficina de imagens constituirá em atividade prática que possibilitará os cursistas a distinguirem as diferentes formas em que se manifesta a violência doméstica, identificando as causas do silêncio das agredidas e de que maneira poderá se fazer o enfrentamento do problema. Aula5- Atividade somativa que pretende promover a assimilação e consolidação dos conhecimentos , reconstruídos ao longo do projeto "Contra a violência eu mostro a minha cara". Avaliação da execução do Plano de Trabalho: - A receptividade do projeto "Contra a violência eu mostro a minha cara" foi muito boa, principalmente pelo fato de que a atividade envolveu música, clipe, oficina de imagens e fotografia. É importante considerar que a violência está presente cotidianamente na vida da maioria dos cursistas que participaram desse projeto, por isso lançar um olhar crítico sobre o tema , utilizando instrumentos pedagógicos mais agradáveis como foi feito neste projeto, o trabalho tende a fluir mais tranquilamente, além de promover um processo de ensino e aprendizagem dos conteúdos mais eficaz. Referências bibliográficas:
  • 6. PARENTE, Eriza de Oliveira. Enfrentamento da violência doméstica por um grupo de mulheres após a denúncia. 2007.Dissertação(Mestrado saúde coletiva)- Universidade de Fortaleza- UNIFOR, Fortaleza.2007. Disponível: http://www.unisc.br/portal/upload/com_arquivo/1349810800.pdf BEAUVOIR, Simone. O segundo sexo.4ed.São Paulo:Difusão Europeia do livro,1970. Disponível: http://brasil.indymedia.org/media/2008/01/409660.pdf Observações · Prezado professor utilize sempre Times New Roman 12 no preenchimento e espaço 1, 5 entre linhas; · O Plano de Trabalho deverá ser elaborado para ser aplicado em cinco semanas. · Apague as observações em vermelho e preencha o formulário. As caixas não são limitações de espaço. Mesmo no desenvolvimento você define o espaço do seu plano na medida em que define os conteúdos e a apresentação da sua síntese.
  • 7. PARENTE, Eriza de Oliveira. Enfrentamento da violência doméstica por um grupo de mulheres após a denúncia. 2007.Dissertação(Mestrado saúde coletiva)- Universidade de Fortaleza- UNIFOR, Fortaleza.2007. Disponível: http://www.unisc.br/portal/upload/com_arquivo/1349810800.pdf BEAUVOIR, Simone. O segundo sexo.4ed.São Paulo:Difusão Europeia do livro,1970. Disponível: http://brasil.indymedia.org/media/2008/01/409660.pdf Observações · Prezado professor utilize sempre Times New Roman 12 no preenchimento e espaço 1, 5 entre linhas; · O Plano de Trabalho deverá ser elaborado para ser aplicado em cinco semanas. · Apague as observações em vermelho e preencha o formulário. As caixas não são limitações de espaço. Mesmo no desenvolvimento você define o espaço do seu plano na medida em que define os conteúdos e a apresentação da sua síntese.