SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO – SEEDUC-RJ
COLÉGIO ESTADUAL ROSELÂNDIA
MATERIAL IMPRESSO – 2020
Disciplina Curso Bimestre Série
FILOSOFIA Ensino Médio 3ºe 4º 2º
HABILIDADES E COMPETÊNCIAS
Filosofia e Ciência
Problematizando a razão
- Relacionar os diversos tipos de conhecimento
- Situar a especificidade da Filosofia em relação à Ciência
- Analisar e discutir o problema da questão do método em Filosofia e Ciência.
- Situar e refletir os limites da noção de razão na modernidade
- Reconhecer as diferenças entre ciência e cientificismo.
- Identificar e analisar as finalidades da escola enquanto espaço de democratização do
saber e de construção do conhecimento..
TEXTO – CONHECIMENTO DA FILOSOFIA E DA CIÊNCIA
Agora que já estudamos alguns tipos de conhecimento, vamos aprender o que é próprio
da filosofia e o que é próprio da ciência. Assim, logo veremos que o termo "ciência"
nem sempre foi entendido da mesma maneira e, ainda hoje, existem divergências sobre o
que deve, ou não, ser considerado científico.
Tanto a Filosofia, tanto quanto as outras ciências, se preocupam com a satisfação das
necessidades concretas do ser humano. A grande diferença está no momento em que
essa preocupação se manifesta: para a ciência a satisfação é imediata; para a Filosofia a
manifestação depende da corrente filosófica em questão.
Ciência é conhecimento sistematizado, baseado na experiência, e metódico, que utiliza
raciocínios, provas e demonstrações para obter conclusões rigorosas acerca do
funcionamento da natureza. A Ciência usa processos metodológicos próprios para
explicar os fenômenos naturais ou sociais. Pretende formular leis e teorias explicativas
que permitam conhecer e controlar a natureza. É uma construção racional (razão) com
base na análise metódica e objetiva dos fenômenos, onde ela explica de forma precisa,
rigorosa e operacional tais fenômenos.
TEXTO - CIÊNCIAE CIENTIFICISMO
Caro aluno, nesta atividade, iremos conhecer um pouco mais da filosofia e sua relação com a
ciência. O título é ciência e cientificismo. Vamos estudar?
Ciência é um dos modos pelo qual o homem tenta explicar a realidade a sua volta, "um
sistema de adquirir conhecimento baseado no método científico, assim como ao corpo organizado
de conhecimento conseguido através de tal pesquisa". Esse método científico geralmente é
rigoroso e sempre se baseia em dados empíricos e falseáveis, isto é, dados adquiridos de
experimentações, e que podem ser comprovados por esses experimentos.
Já o cientificismo é a valorização exagerada do conhecimento científico, visto como o único
conhecimento perfeito. Porque se preocupa reduzir tudo o que existe à ciência. Será que a ciência
pode abarcar todo o conhecimento? Será que todas as explicações são científicas? Será que não
existe nada além da ciência?
Então, qual deverá ser o papel do filósofo diante da ciência? É importante pensar! Assim, é
muito bom discutir os conceitos que são usados, da validade dos métodos, do valor das
conclusões, bem como da concepção de homem subjacente a cada ciência, estabelecer a
interdisciplinaridade dos diversos campos do saber, refletir, investigar e analisar as condições em
que se realizam as pesquisadas e as consequências das técnicas utilizadas.
Assim, por exemplo, os filósofos apontam para certo risco do cientificismo, pois tal conceito é
a crença de que o único discurso capaz de trazer a verdade sobre o mundo, que o único discurso
"correto" é o científico. É acreditar que toda a realidade humana pode ser descrita pela ciência, e
somente por ela.
Nada mais falso, já que a ciência é limitada pelo método que utiliza, que enfoca a realidade
apenas em uma de suas facetas, além de que outros discursos, como o da Filosofia e das Artes,
por exemplo, também podem abordar satisfatoriamente muitos aspectos da realidade. E muitas
vezes de maneira bem mais profunda do que a ciência.
Por isso, aluno não deixe de estudar e de refletir sobre o verdadeiro papel da ciência em
nossas vidas.
TEXTO – A QUESTÃO DO MÉTODO NA FILOSOFIA E NA CIÊNCIA
Caro aluno, depois de analisarmos os vários tipos de conhecimentos e de compreender
as características próprias da filosofia e da ciência, vamos estudar mais um assunto
bem interessante na filosofia e também na ciência: é a questão do método.
Você sabe o que significa método? Você possui algum método nas suas atividades
cotidianas como, por exemplo, um método de estudo? Será mesmo necessário um
método? A filosofia possui um método? E a ciência, também possui? Essas e outras
perguntas serão o seu desafio a partir de agora.
A questão do método é uma discussão existente desde a época do pensamento grego.
Você se lembra de Sócrates, mestre de Platão? Ele já utilizava um método para filosofia.
Era a maiêutica que significa “dar à luz”, “parto das ideias”, pois Sócrates defendia a
ideia que o próprio discípulo (aluno) “descobriria” o conhecimento pelo seu esforço
próprio. Mas foi na modernidade que esse assunto do método adquiriu maior importância.
Nesse momento, vamos pedir auxílio a um famoso filósofo francês que marcou fortemente
o pensamento moderno e até hoje suas ideias são intensamentediscutidas. Ele também
era matemático e você já deve ter ouvido falar dele. Esse filósofo se chama Descartes.
A Idade Moderna é marcada por uma série de transformações tanto na área cultural,
religiosa, política e social quanto na área econômica. Tais transformações possibilitaram
um novo modo do homem europeu conceber o mundo. O período moderno da história do
pensamento filosófico marca uma reviravolta, tanto na maneira de se produzir o
conhecimento e as técnicas, quanto na maneira de as nações se organizarem comercial e
socialmente. Com a dúvida metódica, Descartes, em o “Discurso do Método”, procura
estabelecer os princípios de um método, de análise e de desenvolvimento do
conhecimento, que não esteja apoiado nas orientações flutuantes dos sentidos, mas que
se apoiem no uso ordenado da razão, no ato de cogitar.
Assim, as regras do método são:
1° regra da evidência: “jamais admitir coisa alguma como verdadeira se não reconheço
evidentemente como tal”; a não ser que se imponha a mim como evidente, de modo claro
e distinto, não me permitindo a possibilidade de dúvida. Em outras palavras, precisamos
evitar toda precipitação e todos os preconceitos. Só devo aceitar o que for evidente, quer
dizer, aquilo do qual não posso duvidar.
2° regra da análise: “dividir cada uma das dificuldades em tantas parcelas quantas forem
possíveis”.
3° regra da síntese: “concluir por ordem meus pensamentos, começando pelos objetos
mais simples e mais fáceis de serem conhecidos para, aos poucos, como que por
degraus, chegar aos mais complexos”.
4° regra da revisão: “Para cada caso, fazer enumerações as mais exatas possíveis... a
ponto de estar certo de nada ter omitido” (Cf. Discurso do Método, II Parte).
Outro pensador importante que já havia antecipado também algumas discussões relativas
ao método para se fazer ciência foi Francis Bacon que postulava leis universais com base
em casos observados na experiência, os quais apresentam regularidade.
ATIVIDADE AVALIATIVA DE FILOSOFIA
2º ANO
Professor: NOE ASSUNÇÃO AVALIAÇÃO – VALOR: 4,0 pontos
Aluno (a): Nota:
MODELO SIMPLES DE COMO ORGANIZAR OU ELABORAR O MÉTODO CIENTÍFICO
ACERCA DE ALGUM PROBLEMA
1. Observe umproblema que te incomoda. Uma dica é buscar um problema local, não
muito extenso (Ex: a fome no mundo).
2. Busque três causas para esse problema.
3. Como você vai provar que este problema existe? Quais tipos de instrumentos ou
provas você utilizará para confirmar para as pessoas que esse problema é real. Enumere
todas as provas.
4. Depois de todo o material recolhido, é hora de verificar se o problema existe na
realidade ou fruto mda sua imaginação. Se as causas que você relacionou no início da sua
pesquisa se são realmente causas do seu problema.
5. A pesquisa científica ou método científico é uma INVESTIGAÇÃO acerca de um
problema que te incomoda e que cause em vocêd vontade de pesquisa-lo.
VAMOS PRATICAR A PESQUISAE O MÉTODO CIENTÍFICO
1. Escolha um PROBLEMA que você observa no seu dia a dia. Pode ser qualquer
PROBLEMA. Lembre-se que deve ser um problema local, preferencialmente do lugar onde você
mora.
__________________________________________________________________________
2. Por que esse fato que você escolheu é um PROBLEMA para a sociedade?
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
3. Quais as CAUSAS desse PROBLEMA? O que provoca esse problema. No mínimo 3
causas
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
4. Quais as conseqüências desse PROBLEMA, para a Sociedade? O que esse problema
provoca nas pessoas ou na sociedade?
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
5. Quais os lugares você poderia estar indo para buscar informações sobre esse
PROBLEMA? Como provar que esse problema existe. Quais serão seus instrumentos de provas
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
Governodo Riode Janeiro
Secretariade Estadode Educação
ColégioEstadual Roselândia
6. Quais as soluções para esse PROBLEMA?
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
7. Depois dos estudos sobre o PROBLEMA escolhido, quais os lugares poderiam ser
divulgados os resultados da sua PESQUISA?
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
Leia e reflita sobre o “TEXTO - CIÊNCIAE CIENTIFICISMO” disponível no início dessa
apostila e responda as questões a seguir:
Leia com atenção e responda as questões que se seguem.
8. “Para concluir, acho que só há um caminho para a ciência – ou para a filosofia: encontrar
um problema, ver a sua beleza e apaixonarmo-nos por ele; casarmo-nos com ele, até que a
morte nos separe – a não ser que encontremos outro problema ainda mais fascinante, ou a
não ser que obtenhamos uma solução. Mas ainda que encontremos uma solução,
poderemos descobrir, para nossa satisfação, a existência de toda uma família de
encantadores, se bem que talvez difíceis, problemas-filhos, para cujo bem-estar poderemos
trabalhar, com uma finalidade em vista, até ao fim dos nossos dias.” (POPPER, Karl. O Realismo e
o objetivo da ciência. Trad. de Nuno Ferreira da Fonseca. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1997. p. 42.)
Com base no texto e nas, assinale a alternativa correta.
A) Para a ciência e a filosofia, a solução dos problemas que elas mesmas propõem é um objetivo
inatingível.
B) Os problemas, filosóficos ou científicos, são prejudiciais à investigação.
C) Para a investigação científica, ou filosófica, é irrelevante a existência de problemas.
D) A ciência e a filosofia investigam problemas que constituem para elas o elemento motivador de
suas próprias atividades.
E) A ciência e a filosofia investigam problemas que não têm relação com a realidade.
9. A filosofia, no que tem de realidade, concentra-se na vida humana e deve ser referida
sempre a esta para ser plenamente compreendida, pois somente nela e em função dela
adquire seu ser efetivo. VITA, Luís Washington. Introdução à Filosofia, 1964, p. 20.
Sobre esse aspecto do conhecimento filosófico, é CORRETO afirmar que
a) a consciência filosófica impossibilita o distanciamento para avaliar os fundamentos dos atos
humanos e dos fins aos quais eles se destinam.
b) um dos pontos fundamentais da filosofia é o desejo de conhecer as raízes da realidade,
investigando-lhe o sentido, o valor e a finalidade.
c) a filosofia é o estudo parcial de tudo aquilo que é objeto do conhecimento particular.
d) o conhecimento filosófico é trabalho intelectual, de caráter assistemático, pois se contenta com
as respostas para as questões colocadas.
e) a filosofia é a consciência intuitiva sensível que busca a compreensão da realidade por meio de
certos princípios estabelecidos pela religião.
10. “Primeiro foi o espanto, depois o despertar crítico e a decepção. O ser humano queria
uma explicação para o mundo, uma ordem para o caos. Ele queria, enfim, a verdade. Essa
busca da verdade tornou-se cada vez mais exigente com o conhecimento que adquiria e
transmitia. Ambicioso, o homem sentia uma necessidade crescente de entender e explicar
de maneira clara, coerente e precisa. Essa busca do saber fez nascer a filosofia.”
Assinale a alternativa que caracteriza corretamente a atitude filosófica.
a) O conhecimento filosófico é uma conquista recente da humanidade: no pensamento grego
antigo, filosofia era o mesmo que mito.
b) A atitude filosófica caracteriza-se pela passagem do senso comum para o bom senso: enquanto
o senso comum é conhecimento acrítico e fragmentário da realidade, o bom senso trata de
organizá-lo criticamente em um todo coerente, o qual podemos chamar de filosofia de vida.
c) A dúvida e a incerteza do pensamento caracterizam exemplarmente a atitude filosófica: “Só sei
que nada sei” é, desde Sócrates, a proposição que expressa o método, por excelência, da
filosofia.
d) As indagações filosóficas se realizam de modo não sistemático, são perguntas sobre a
capacidade e a finalidade humanas para conhecer e agir.
e) A exigência de rigor, clareza e crítica é própria da atitude filosófica. Em seu exercício ordinário,
a filosofia é essencialmente teórica, mas isso não significa que ela esteja à margem do real (do
mundo).
11. Sobre o conceito de ciência e cientificismo marque a alternativa que melhor explica
esse conceito:
a) A ciência é uma ferramenta para adquirir conhecimento, ou simplesmente, o único meio
legítimo para se obter a verdade. Dentro dessa idéia há também o conceito de que o progresso
sem parar da ciência seria absolutamente positivo para a sociedade.
b) A ciência é uma ferramenta para adquirir incertezas, ou simplesmente, o único meio legítimo
para se obter imprecisões. Dentro dessa idéia há também o conceito de que o progresso é pouco
positivo para a sociedade.
c) A ciência é uma ferramenta atualmente desgastada para adquirir conhecimento, ou
simplesmente, o único meio legítimo para se obter a verdade. Dentro dessa idéia há também
outras que se confundem umas com as outras.
d) A ciência aparenta conhecer a verdade quando na realidade a verdade não existe. Entretanto, o
único modo de conhecer a verdade é retomar ao mito grego. O mito, a seu modo, revelaria muito
mais verdades que a ciência.
12. Para você o que deve ser mais importante para um cientista: sua criatividade ou
consciência ética? Explique sua resposta.
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
13. A Sociologia é uma ciência moderna que surge e se desenvolve juntamente com o
avanço do capitalismo. Nesse sentido, reflete suas principais transformações e procura
desvendar os dilemas sociais por ele produzidos. Sobre a emergência da sociologia,
considere "V" para as alternativas verdadeiras e "F" para as falsas:
( ) A Sociologia tem como principal referência a explicação teológica sobre os problemas
sociais decorrentes da industrialização, tais como a pobreza, a desigualdade social e a
concentração populacional nos centros urbanos.
( ) A Sociologia é a ciência que pretende refletir sobre a transformação de formas tradicionais
de existência social e as mudanças decorrentes da urbanização e da industrialização.
( ) A emergência da Sociologia só pode ser compreendida se for observada sua
correspondência com o cientificismo europeu e com a crença no poder da razão e da observação,
enquanto recursos de produção do conhecimento.
( ) A Sociologia surge como uma tentativa de analisar os problemas sociais decorrentes de
uma sociedade capitalista.
Leia e reflita sobre o “TEXTO – CONHECIMENTO DAFILOSOFIAE DACIÊNCIA” disponível
no início dessa apostila, a fim de garantir o processo de ensino e aprendizagem dos
conteúdos a seguir:
14. Na relação entre Filosofia e Ciência é correto afirmar que:
(A) a melhor maneira de definir ciência é, evitando a perspectiva filosófica, basear-se em estudos
sistemáticos e racionais.
(B) a busca de respostas de caráter religioso e mítico tem maior probabilidade de se constituir em
método mais adequado de descoberta.
(C) o termo "ciência" nem sempre foi entendido da mesma maneira e, ainda hoje, existem
divergências sobre o que deve, ou não, ser considerado científico.
(D) desde o surgimento da filosofia moderna, a definição rigorosa e consensual de ciência passou
a ser algo mais fácil de ser estabelecido.
15. Você estudou que a Filosofia tem como objetivo principal o pensamento racional.
Assinale a alternativa que melhor se identifica com esse pensamento:
(A) A crença religiosa, pois nesta, a verdade nos é apresentada através da revelação divina.
(B) O êxtase místico, que nos impulsiona ao espírito crítico. As emoções, que nos auxiliam nessa
busca do raciocínio.
(C) O conhecimento das ciências, entendido como dotado de progresso, de continuidade.
(D) O pensamento religioso orienta o desenvolvimento da linha de raciocínio da Filosofia.
16. "Uma multidão de franceses acompanhava o cortejo de Jean Paul Sartre, sob o sol
primaveril de Paris. Homens, mulheres, jovens e idosos choravam e lamentavam a morte do
seu maior filósofo, dramaturgo e escritor dos últimos tempos..." "Certa vez perguntaram a
um filósofo: "para que serve a filosofia?" E ele respondeu: "Para não darmos nossa
aceitação imediata às coisas, sem maiores considerações."" As duas frases acima
demonstram que a filosofia, além de fazer parte do cotidiano das pessoas pode ser:
(A) usada livremente, porém com restrições a determinados povos e períodos da história.
(B) aplicada no dia a dia, pois ela torna o homem mais aberto a novas opiniões e permite o
desenvolvimento do senso crítico.
(C) problemática, porque torna o conhecimento sobre as relações humanas mais complicadas.
(D) praticada apenas por professores e estudantes da área, pois sua popularização é
algoimpraticável.
17.. “Vivemos em um mundo que valoriza as aplicações imediatistas do conhecimento. O
senso comum aplaude a pesquisa científica que visa à cura do câncer ou da AIDS (...)
diante disso não é raro que alguém indague: Para que estudar filosofia se não vou precisar
dela na minha vida profissional?”(ARRUDA ARANHA). Após ler a afirmação anterior, assinale a
opção que menos se harmoniza com a reflexão sobre a utilidade da Filosofia:
(A) Independente de não se perceber uma utilidade prática imediata da Filosofia, pode-se dizer
que ela é necessária para estimular o indivíduo a pensar com a própria cabeça; a não ser um
mero reprodutor de informações pensadas por outros e entregues a ele como verdade.
(B) O estudo da Filosofia leva em conta o fato de o homem não ter apenas necessidades
materiais. Encara o homem como um ser que precisa de necessidades que vão além do mundo
concreto.
(C) A Filosofia, como as outras ciências, preocupa-se com a satisfação das necessidades
concretas do ser humano. A grande diferença está no momento em que essa preocupação se
manifesta: para a ciência a satisfação é imediata; para a Filosofia a manifestação depende da
corrente filosófica em questão.
(D) A Filosofia é necessária para possibilitar um olhar diferente daquele predominante e assim
viabiliza outra dimensão da realidade, além das necessidades imediatas nas quais o indivíduo
encontra-se mergulhado.
18. Para a filosofia, conhecer significa:
(A) Trazer a verdade à luz, mesmo que ela seja limitada.
(B) Acreditar em Deus como a única verdade e não procurar outra verdade.
(C) Ignorar as descobertas científicas porque elas não provam nada, e aceitar tudo o que dizem
os livros sagrados.
(D) É um ato impossível do ser humano. Não somos capazes de conhecer as coisas.
19. A filosofia é uma disciplina, ou uma área de estudos, que envolve a investigação,
análise, discussão, formação e reflexão de idéias em uma situação geral, abstrata ou
fundamental, porém para que se utiliza todas estas qualidade acima mencionadas?
a) Para continuar uma vida de alienação e superstição
b) Adquiri um senso crítico e visão de mundo
c) Não precisar mais estudar
d) Para acreditar em todas as coisas sem questionamento
20. A Filosofia não nos torna milionários, não nos ergue às dignidades do Estado; é até
bastante descuidada destas coisas. Pode, ate não nos fazer subir a altos postos, ou
responder todas as nossas perguntas. Mas, então, para que serve a Filosofia?
a) É o instrumento pelo qual se procura da verdade, não a sua posse, sem se preocupar se vai
achá-la ou não.
b) É a procura da verdade absoluta sendo que se acha a dona da mesma
c) Para que se tenha uma vaga idéia do mundo grego
d) É o meio de mistificar o homem através de suas crenças e medos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHAATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHAProf. Noe Assunção
 
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores   A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores Mary Alvarenga
 
Avaliação de filosofia 2 b
Avaliação de filosofia 2 bAvaliação de filosofia 2 b
Avaliação de filosofia 2 bMarcia Oliveira
 
Cruzadinha de filosofia (Ética e moral – O problema da ação e dos valores)
Cruzadinha de filosofia  (Ética e moral – O problema da ação e dos valores)Cruzadinha de filosofia  (Ética e moral – O problema da ação e dos valores)
Cruzadinha de filosofia (Ética e moral – O problema da ação e dos valores)Mary Alvarenga
 
Aula 3 a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
Aula 3   a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe AssunçãoAula 3   a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
Aula 3 a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe AssunçãoATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
Avaliação de filosofia 1º ano 2º bimetre
Avaliação de filosofia   1º ano    2º bimetreAvaliação de filosofia   1º ano    2º bimetre
Avaliação de filosofia 1º ano 2º bimetreananiasdoamaral
 
Plano Bimestral de Filosofia 1º, 2º e 3º ano
Plano   Bimestral de Filosofia 1º, 2º e 3º ano Plano   Bimestral de Filosofia 1º, 2º e 3º ano
Plano Bimestral de Filosofia 1º, 2º e 3º ano Mary Alvarenga
 
Apostila de filosofia 3º ano
Apostila de filosofia 3º anoApostila de filosofia 3º ano
Apostila de filosofia 3º anoDuzg
 
Filosofia II bimestre- 2º ano
Filosofia  II bimestre- 2º anoFilosofia  II bimestre- 2º ano
Filosofia II bimestre- 2º anoMary Alvarenga
 
Simulado de Filosofia 3º ano / 2015
Simulado de Filosofia  3º ano  / 2015Simulado de Filosofia  3º ano  / 2015
Simulado de Filosofia 3º ano / 2015Mary Alvarenga
 
Exercicio de filosofia
Exercicio de filosofiaExercicio de filosofia
Exercicio de filosofiaMarcio
 
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaDarlan Campos
 

Mais procurados (20)

ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHAATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
 
Atividades filosofia mito
Atividades filosofia mitoAtividades filosofia mito
Atividades filosofia mito
 
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores   A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
 
Avaliação de filosofia 2 b
Avaliação de filosofia 2 bAvaliação de filosofia 2 b
Avaliação de filosofia 2 b
 
Cruzadinha de filosofia (Ética e moral – O problema da ação e dos valores)
Cruzadinha de filosofia  (Ética e moral – O problema da ação e dos valores)Cruzadinha de filosofia  (Ética e moral – O problema da ação e dos valores)
Cruzadinha de filosofia (Ética e moral – O problema da ação e dos valores)
 
Aula 3 a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
Aula 3   a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe AssunçãoAula 3   a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
Aula 3 a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
 
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe AssunçãoATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
 
Filosofia 8 ano
Filosofia  8 anoFilosofia  8 ano
Filosofia 8 ano
 
Avaliação diagnostica filosofia
Avaliação diagnostica filosofiaAvaliação diagnostica filosofia
Avaliação diagnostica filosofia
 
A lenda da filosofia
A lenda da filosofia   A lenda da filosofia
A lenda da filosofia
 
Avaliação de filosofia 1º ano 2º bimetre
Avaliação de filosofia   1º ano    2º bimetreAvaliação de filosofia   1º ano    2º bimetre
Avaliação de filosofia 1º ano 2º bimetre
 
Atividade diagnostica historia da filosofia 1
Atividade diagnostica historia da filosofia 1Atividade diagnostica historia da filosofia 1
Atividade diagnostica historia da filosofia 1
 
Plano Bimestral de Filosofia 1º, 2º e 3º ano
Plano   Bimestral de Filosofia 1º, 2º e 3º ano Plano   Bimestral de Filosofia 1º, 2º e 3º ano
Plano Bimestral de Filosofia 1º, 2º e 3º ano
 
Apostila de filosofia 3º ano
Apostila de filosofia 3º anoApostila de filosofia 3º ano
Apostila de filosofia 3º ano
 
Filosofia II bimestre- 2º ano
Filosofia  II bimestre- 2º anoFilosofia  II bimestre- 2º ano
Filosofia II bimestre- 2º ano
 
Ética e Moral
Ética e Moral   Ética e Moral
Ética e Moral
 
Simulado de Filosofia 3º ano / 2015
Simulado de Filosofia  3º ano  / 2015Simulado de Filosofia  3º ano  / 2015
Simulado de Filosofia 3º ano / 2015
 
Atitudes filosóficas
Atitudes filosóficasAtitudes filosóficas
Atitudes filosóficas
 
Exercicio de filosofia
Exercicio de filosofiaExercicio de filosofia
Exercicio de filosofia
 
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
 

Semelhante a Ensino Médio discute método científico e relação Filosofia-Ciência

Metodologia Científica na Publicação de Artigos no Brasil
Metodologia Científica na Publicação de Artigos no BrasilMetodologia Científica na Publicação de Artigos no Brasil
Metodologia Científica na Publicação de Artigos no BrasilGisele Finatti Baraglio
 
MIC-Métodos-2021.pptx
MIC-Métodos-2021.pptxMIC-Métodos-2021.pptx
MIC-Métodos-2021.pptxVenncioCorreia
 
Métodologia Científica
Métodologia Científica Métodologia Científica
Métodologia Científica Pedro Felipe
 
Introdução a Metafísica
Introdução a MetafísicaIntrodução a Metafísica
Introdução a MetafísicaCursoDeFerias
 
Slides texto geraldo_tadeu_conhecimento_e_pesquisa
Slides texto geraldo_tadeu_conhecimento_e_pesquisaSlides texto geraldo_tadeu_conhecimento_e_pesquisa
Slides texto geraldo_tadeu_conhecimento_e_pesquisaDaniele Moura
 
Trabalho metodologia
Trabalho metodologiaTrabalho metodologia
Trabalho metodologiaAlcione Luiza
 
( Espiritismo) # - andre henrique - a revolucao do espirito # perspectivas ...
( Espiritismo)   # - andre henrique - a revolucao do espirito # perspectivas ...( Espiritismo)   # - andre henrique - a revolucao do espirito # perspectivas ...
( Espiritismo) # - andre henrique - a revolucao do espirito # perspectivas ...Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
( Espiritismo) # - andre henrique - a revolucao do espirito # perspectivas ...
( Espiritismo)   # - andre henrique - a revolucao do espirito # perspectivas ...( Espiritismo)   # - andre henrique - a revolucao do espirito # perspectivas ...
( Espiritismo) # - andre henrique - a revolucao do espirito # perspectivas ...Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
perspectivas epidemiologicas tradicionais
perspectivas epidemiologicas tradicionaisperspectivas epidemiologicas tradicionais
perspectivas epidemiologicas tradicionaisthemis dovera
 
Apostila do projeto integrador i
Apostila do projeto integrador iApostila do projeto integrador i
Apostila do projeto integrador iElizabete Dias
 
O que e filosofia
O que e filosofiaO que e filosofia
O que e filosofiaJoao Carlos
 
AULA 01 - CONHECIMENTOS E PESQUISA CIENTÍFICA.pptx
AULA 01 - CONHECIMENTOS E PESQUISA CIENTÍFICA.pptxAULA 01 - CONHECIMENTOS E PESQUISA CIENTÍFICA.pptx
AULA 01 - CONHECIMENTOS E PESQUISA CIENTÍFICA.pptxAntnioNeto744703
 
DIFERENTES FORMAS CONHECIMENTO CIENTIFICO.pdf
DIFERENTES FORMAS CONHECIMENTO CIENTIFICO.pdfDIFERENTES FORMAS CONHECIMENTO CIENTIFICO.pdf
DIFERENTES FORMAS CONHECIMENTO CIENTIFICO.pdfAteliAryPersonalizad
 
Metodocientifico
MetodocientificoMetodocientifico
MetodocientificoMaicon Luiz
 
Apostila de metodologia científica
Apostila de metodologia científicaApostila de metodologia científica
Apostila de metodologia científicaProjovem Urbano
 
Introdução a Metodologia Científica.pdf
Introdução a Metodologia Científica.pdfIntrodução a Metodologia Científica.pdf
Introdução a Metodologia Científica.pdfGabrielDominguesRoch
 

Semelhante a Ensino Médio discute método científico e relação Filosofia-Ciência (20)

Metodologia Científica na Publicação de Artigos no Brasil
Metodologia Científica na Publicação de Artigos no BrasilMetodologia Científica na Publicação de Artigos no Brasil
Metodologia Científica na Publicação de Artigos no Brasil
 
MIC-Métodos-2021.pptx
MIC-Métodos-2021.pptxMIC-Métodos-2021.pptx
MIC-Métodos-2021.pptx
 
Métodologia Científica
Métodologia Científica Métodologia Científica
Métodologia Científica
 
Bom introdução metodologia
Bom introdução metodologiaBom introdução metodologia
Bom introdução metodologia
 
Aula 01 e 02
Aula 01 e 02Aula 01 e 02
Aula 01 e 02
 
Introdução à Metodologia
Introdução à MetodologiaIntrodução à Metodologia
Introdução à Metodologia
 
Introdução a Metafísica
Introdução a MetafísicaIntrodução a Metafísica
Introdução a Metafísica
 
Slides texto geraldo_tadeu_conhecimento_e_pesquisa
Slides texto geraldo_tadeu_conhecimento_e_pesquisaSlides texto geraldo_tadeu_conhecimento_e_pesquisa
Slides texto geraldo_tadeu_conhecimento_e_pesquisa
 
Trabalho metodologia
Trabalho metodologiaTrabalho metodologia
Trabalho metodologia
 
( Espiritismo) # - andre henrique - a revolucao do espirito # perspectivas ...
( Espiritismo)   # - andre henrique - a revolucao do espirito # perspectivas ...( Espiritismo)   # - andre henrique - a revolucao do espirito # perspectivas ...
( Espiritismo) # - andre henrique - a revolucao do espirito # perspectivas ...
 
( Espiritismo) # - andre henrique - a revolucao do espirito # perspectivas ...
( Espiritismo)   # - andre henrique - a revolucao do espirito # perspectivas ...( Espiritismo)   # - andre henrique - a revolucao do espirito # perspectivas ...
( Espiritismo) # - andre henrique - a revolucao do espirito # perspectivas ...
 
perspectivas epidemiologicas tradicionais
perspectivas epidemiologicas tradicionaisperspectivas epidemiologicas tradicionais
perspectivas epidemiologicas tradicionais
 
Apostila do projeto integrador i
Apostila do projeto integrador iApostila do projeto integrador i
Apostila do projeto integrador i
 
O que e filosofia
O que e filosofiaO que e filosofia
O que e filosofia
 
AULA 01 - CONHECIMENTOS E PESQUISA CIENTÍFICA.pptx
AULA 01 - CONHECIMENTOS E PESQUISA CIENTÍFICA.pptxAULA 01 - CONHECIMENTOS E PESQUISA CIENTÍFICA.pptx
AULA 01 - CONHECIMENTOS E PESQUISA CIENTÍFICA.pptx
 
DIFERENTES FORMAS CONHECIMENTO CIENTIFICO.pdf
DIFERENTES FORMAS CONHECIMENTO CIENTIFICO.pdfDIFERENTES FORMAS CONHECIMENTO CIENTIFICO.pdf
DIFERENTES FORMAS CONHECIMENTO CIENTIFICO.pdf
 
Metodocientifico
MetodocientificoMetodocientifico
Metodocientifico
 
Apostila de metodologia científica
Apostila de metodologia científicaApostila de metodologia científica
Apostila de metodologia científica
 
Introdução a Metodologia Científica.pdf
Introdução a Metodologia Científica.pdfIntrodução a Metodologia Científica.pdf
Introdução a Metodologia Científica.pdf
 
A01 +metodologia+cientifica
A01 +metodologia+cientificaA01 +metodologia+cientifica
A01 +metodologia+cientifica
 

Mais de Prof. Noe Assunção

ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe AssunçãoATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe AssunçãoCHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe AssunçãoESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe AssunçãoESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe AssunçãoAULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe AssunçãoATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe AssunçãoAULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docxATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docxProf. Noe Assunção
 
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docxFILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docxProf. Noe Assunção
 
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docxAVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docxProf. Noe Assunção
 
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe AssunçãoQueimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.Prof. Noe Assunção
 
Material impresso filosofia 3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia  3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia  3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
Material impresso filosofia 1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia   1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia   1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe AssunçãoAtividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
Documentario clandestinas debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
Documentario clandestinas  debate filosofico - Prof. Ms. Noe AssunçãoDocumentario clandestinas  debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
Documentario clandestinas debate filosofico - Prof. Ms. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
Atividade do filme tempos modernos - Prof. Ms. Noe Assunção
Atividade do filme tempos modernos - Prof. Ms. Noe AssunçãoAtividade do filme tempos modernos - Prof. Ms. Noe Assunção
Atividade do filme tempos modernos - Prof. Ms. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 

Mais de Prof. Noe Assunção (20)

ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe AssunçãoATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
 
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe AssunçãoCHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
 
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe AssunçãoESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
 
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe AssunçãoESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
 
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe AssunçãoAULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
 
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe AssunçãoATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
 
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe AssunçãoAULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
 
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docxATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
 
AULA O LIBERALISMO.docx
AULA O LIBERALISMO.docxAULA O LIBERALISMO.docx
AULA O LIBERALISMO.docx
 
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docxFILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
 
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docxAVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
 
AVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docx
AVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docxAVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docx
AVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docx
 
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe AssunçãoQueimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
 
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
 
Material impresso filosofia 3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia  3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia  3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
 
Material impresso filosofia 1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia   1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia   1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
 
Atividade clandestinas1
Atividade clandestinas1Atividade clandestinas1
Atividade clandestinas1
 
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe AssunçãoAtividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
 
Documentario clandestinas debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
Documentario clandestinas  debate filosofico - Prof. Ms. Noe AssunçãoDocumentario clandestinas  debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
Documentario clandestinas debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
 
Atividade do filme tempos modernos - Prof. Ms. Noe Assunção
Atividade do filme tempos modernos - Prof. Ms. Noe AssunçãoAtividade do filme tempos modernos - Prof. Ms. Noe Assunção
Atividade do filme tempos modernos - Prof. Ms. Noe Assunção
 

Último

ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...LizanSantos1
 
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Susana Stoffel
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 

Último (20)

ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
 
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 

Ensino Médio discute método científico e relação Filosofia-Ciência

  • 1. GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO – SEEDUC-RJ COLÉGIO ESTADUAL ROSELÂNDIA MATERIAL IMPRESSO – 2020 Disciplina Curso Bimestre Série FILOSOFIA Ensino Médio 3ºe 4º 2º HABILIDADES E COMPETÊNCIAS Filosofia e Ciência Problematizando a razão - Relacionar os diversos tipos de conhecimento - Situar a especificidade da Filosofia em relação à Ciência - Analisar e discutir o problema da questão do método em Filosofia e Ciência. - Situar e refletir os limites da noção de razão na modernidade - Reconhecer as diferenças entre ciência e cientificismo. - Identificar e analisar as finalidades da escola enquanto espaço de democratização do saber e de construção do conhecimento..
  • 2. TEXTO – CONHECIMENTO DA FILOSOFIA E DA CIÊNCIA Agora que já estudamos alguns tipos de conhecimento, vamos aprender o que é próprio da filosofia e o que é próprio da ciência. Assim, logo veremos que o termo "ciência" nem sempre foi entendido da mesma maneira e, ainda hoje, existem divergências sobre o que deve, ou não, ser considerado científico. Tanto a Filosofia, tanto quanto as outras ciências, se preocupam com a satisfação das necessidades concretas do ser humano. A grande diferença está no momento em que essa preocupação se manifesta: para a ciência a satisfação é imediata; para a Filosofia a manifestação depende da corrente filosófica em questão. Ciência é conhecimento sistematizado, baseado na experiência, e metódico, que utiliza raciocínios, provas e demonstrações para obter conclusões rigorosas acerca do funcionamento da natureza. A Ciência usa processos metodológicos próprios para explicar os fenômenos naturais ou sociais. Pretende formular leis e teorias explicativas que permitam conhecer e controlar a natureza. É uma construção racional (razão) com base na análise metódica e objetiva dos fenômenos, onde ela explica de forma precisa, rigorosa e operacional tais fenômenos. TEXTO - CIÊNCIAE CIENTIFICISMO Caro aluno, nesta atividade, iremos conhecer um pouco mais da filosofia e sua relação com a ciência. O título é ciência e cientificismo. Vamos estudar? Ciência é um dos modos pelo qual o homem tenta explicar a realidade a sua volta, "um sistema de adquirir conhecimento baseado no método científico, assim como ao corpo organizado de conhecimento conseguido através de tal pesquisa". Esse método científico geralmente é rigoroso e sempre se baseia em dados empíricos e falseáveis, isto é, dados adquiridos de experimentações, e que podem ser comprovados por esses experimentos. Já o cientificismo é a valorização exagerada do conhecimento científico, visto como o único conhecimento perfeito. Porque se preocupa reduzir tudo o que existe à ciência. Será que a ciência pode abarcar todo o conhecimento? Será que todas as explicações são científicas? Será que não existe nada além da ciência? Então, qual deverá ser o papel do filósofo diante da ciência? É importante pensar! Assim, é muito bom discutir os conceitos que são usados, da validade dos métodos, do valor das conclusões, bem como da concepção de homem subjacente a cada ciência, estabelecer a interdisciplinaridade dos diversos campos do saber, refletir, investigar e analisar as condições em que se realizam as pesquisadas e as consequências das técnicas utilizadas. Assim, por exemplo, os filósofos apontam para certo risco do cientificismo, pois tal conceito é a crença de que o único discurso capaz de trazer a verdade sobre o mundo, que o único discurso "correto" é o científico. É acreditar que toda a realidade humana pode ser descrita pela ciência, e somente por ela. Nada mais falso, já que a ciência é limitada pelo método que utiliza, que enfoca a realidade apenas em uma de suas facetas, além de que outros discursos, como o da Filosofia e das Artes, por exemplo, também podem abordar satisfatoriamente muitos aspectos da realidade. E muitas vezes de maneira bem mais profunda do que a ciência. Por isso, aluno não deixe de estudar e de refletir sobre o verdadeiro papel da ciência em nossas vidas.
  • 3. TEXTO – A QUESTÃO DO MÉTODO NA FILOSOFIA E NA CIÊNCIA Caro aluno, depois de analisarmos os vários tipos de conhecimentos e de compreender as características próprias da filosofia e da ciência, vamos estudar mais um assunto bem interessante na filosofia e também na ciência: é a questão do método. Você sabe o que significa método? Você possui algum método nas suas atividades cotidianas como, por exemplo, um método de estudo? Será mesmo necessário um método? A filosofia possui um método? E a ciência, também possui? Essas e outras perguntas serão o seu desafio a partir de agora. A questão do método é uma discussão existente desde a época do pensamento grego. Você se lembra de Sócrates, mestre de Platão? Ele já utilizava um método para filosofia. Era a maiêutica que significa “dar à luz”, “parto das ideias”, pois Sócrates defendia a ideia que o próprio discípulo (aluno) “descobriria” o conhecimento pelo seu esforço próprio. Mas foi na modernidade que esse assunto do método adquiriu maior importância. Nesse momento, vamos pedir auxílio a um famoso filósofo francês que marcou fortemente o pensamento moderno e até hoje suas ideias são intensamentediscutidas. Ele também era matemático e você já deve ter ouvido falar dele. Esse filósofo se chama Descartes. A Idade Moderna é marcada por uma série de transformações tanto na área cultural, religiosa, política e social quanto na área econômica. Tais transformações possibilitaram um novo modo do homem europeu conceber o mundo. O período moderno da história do pensamento filosófico marca uma reviravolta, tanto na maneira de se produzir o conhecimento e as técnicas, quanto na maneira de as nações se organizarem comercial e socialmente. Com a dúvida metódica, Descartes, em o “Discurso do Método”, procura estabelecer os princípios de um método, de análise e de desenvolvimento do conhecimento, que não esteja apoiado nas orientações flutuantes dos sentidos, mas que se apoiem no uso ordenado da razão, no ato de cogitar. Assim, as regras do método são: 1° regra da evidência: “jamais admitir coisa alguma como verdadeira se não reconheço evidentemente como tal”; a não ser que se imponha a mim como evidente, de modo claro e distinto, não me permitindo a possibilidade de dúvida. Em outras palavras, precisamos evitar toda precipitação e todos os preconceitos. Só devo aceitar o que for evidente, quer dizer, aquilo do qual não posso duvidar. 2° regra da análise: “dividir cada uma das dificuldades em tantas parcelas quantas forem possíveis”. 3° regra da síntese: “concluir por ordem meus pensamentos, começando pelos objetos mais simples e mais fáceis de serem conhecidos para, aos poucos, como que por degraus, chegar aos mais complexos”. 4° regra da revisão: “Para cada caso, fazer enumerações as mais exatas possíveis... a ponto de estar certo de nada ter omitido” (Cf. Discurso do Método, II Parte). Outro pensador importante que já havia antecipado também algumas discussões relativas ao método para se fazer ciência foi Francis Bacon que postulava leis universais com base em casos observados na experiência, os quais apresentam regularidade.
  • 4. ATIVIDADE AVALIATIVA DE FILOSOFIA 2º ANO Professor: NOE ASSUNÇÃO AVALIAÇÃO – VALOR: 4,0 pontos Aluno (a): Nota: MODELO SIMPLES DE COMO ORGANIZAR OU ELABORAR O MÉTODO CIENTÍFICO ACERCA DE ALGUM PROBLEMA 1. Observe umproblema que te incomoda. Uma dica é buscar um problema local, não muito extenso (Ex: a fome no mundo). 2. Busque três causas para esse problema. 3. Como você vai provar que este problema existe? Quais tipos de instrumentos ou provas você utilizará para confirmar para as pessoas que esse problema é real. Enumere todas as provas. 4. Depois de todo o material recolhido, é hora de verificar se o problema existe na realidade ou fruto mda sua imaginação. Se as causas que você relacionou no início da sua pesquisa se são realmente causas do seu problema. 5. A pesquisa científica ou método científico é uma INVESTIGAÇÃO acerca de um problema que te incomoda e que cause em vocêd vontade de pesquisa-lo. VAMOS PRATICAR A PESQUISAE O MÉTODO CIENTÍFICO 1. Escolha um PROBLEMA que você observa no seu dia a dia. Pode ser qualquer PROBLEMA. Lembre-se que deve ser um problema local, preferencialmente do lugar onde você mora. __________________________________________________________________________ 2. Por que esse fato que você escolheu é um PROBLEMA para a sociedade? ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________ 3. Quais as CAUSAS desse PROBLEMA? O que provoca esse problema. No mínimo 3 causas ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________ 4. Quais as conseqüências desse PROBLEMA, para a Sociedade? O que esse problema provoca nas pessoas ou na sociedade? ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________ 5. Quais os lugares você poderia estar indo para buscar informações sobre esse PROBLEMA? Como provar que esse problema existe. Quais serão seus instrumentos de provas ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ Governodo Riode Janeiro Secretariade Estadode Educação ColégioEstadual Roselândia
  • 5. 6. Quais as soluções para esse PROBLEMA? ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ 7. Depois dos estudos sobre o PROBLEMA escolhido, quais os lugares poderiam ser divulgados os resultados da sua PESQUISA? ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________ Leia e reflita sobre o “TEXTO - CIÊNCIAE CIENTIFICISMO” disponível no início dessa apostila e responda as questões a seguir: Leia com atenção e responda as questões que se seguem. 8. “Para concluir, acho que só há um caminho para a ciência – ou para a filosofia: encontrar um problema, ver a sua beleza e apaixonarmo-nos por ele; casarmo-nos com ele, até que a morte nos separe – a não ser que encontremos outro problema ainda mais fascinante, ou a não ser que obtenhamos uma solução. Mas ainda que encontremos uma solução, poderemos descobrir, para nossa satisfação, a existência de toda uma família de encantadores, se bem que talvez difíceis, problemas-filhos, para cujo bem-estar poderemos trabalhar, com uma finalidade em vista, até ao fim dos nossos dias.” (POPPER, Karl. O Realismo e o objetivo da ciência. Trad. de Nuno Ferreira da Fonseca. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1997. p. 42.) Com base no texto e nas, assinale a alternativa correta. A) Para a ciência e a filosofia, a solução dos problemas que elas mesmas propõem é um objetivo inatingível. B) Os problemas, filosóficos ou científicos, são prejudiciais à investigação. C) Para a investigação científica, ou filosófica, é irrelevante a existência de problemas. D) A ciência e a filosofia investigam problemas que constituem para elas o elemento motivador de suas próprias atividades. E) A ciência e a filosofia investigam problemas que não têm relação com a realidade. 9. A filosofia, no que tem de realidade, concentra-se na vida humana e deve ser referida sempre a esta para ser plenamente compreendida, pois somente nela e em função dela adquire seu ser efetivo. VITA, Luís Washington. Introdução à Filosofia, 1964, p. 20. Sobre esse aspecto do conhecimento filosófico, é CORRETO afirmar que a) a consciência filosófica impossibilita o distanciamento para avaliar os fundamentos dos atos humanos e dos fins aos quais eles se destinam. b) um dos pontos fundamentais da filosofia é o desejo de conhecer as raízes da realidade, investigando-lhe o sentido, o valor e a finalidade. c) a filosofia é o estudo parcial de tudo aquilo que é objeto do conhecimento particular. d) o conhecimento filosófico é trabalho intelectual, de caráter assistemático, pois se contenta com as respostas para as questões colocadas. e) a filosofia é a consciência intuitiva sensível que busca a compreensão da realidade por meio de certos princípios estabelecidos pela religião. 10. “Primeiro foi o espanto, depois o despertar crítico e a decepção. O ser humano queria uma explicação para o mundo, uma ordem para o caos. Ele queria, enfim, a verdade. Essa busca da verdade tornou-se cada vez mais exigente com o conhecimento que adquiria e transmitia. Ambicioso, o homem sentia uma necessidade crescente de entender e explicar de maneira clara, coerente e precisa. Essa busca do saber fez nascer a filosofia.” Assinale a alternativa que caracteriza corretamente a atitude filosófica.
  • 6. a) O conhecimento filosófico é uma conquista recente da humanidade: no pensamento grego antigo, filosofia era o mesmo que mito. b) A atitude filosófica caracteriza-se pela passagem do senso comum para o bom senso: enquanto o senso comum é conhecimento acrítico e fragmentário da realidade, o bom senso trata de organizá-lo criticamente em um todo coerente, o qual podemos chamar de filosofia de vida. c) A dúvida e a incerteza do pensamento caracterizam exemplarmente a atitude filosófica: “Só sei que nada sei” é, desde Sócrates, a proposição que expressa o método, por excelência, da filosofia. d) As indagações filosóficas se realizam de modo não sistemático, são perguntas sobre a capacidade e a finalidade humanas para conhecer e agir. e) A exigência de rigor, clareza e crítica é própria da atitude filosófica. Em seu exercício ordinário, a filosofia é essencialmente teórica, mas isso não significa que ela esteja à margem do real (do mundo). 11. Sobre o conceito de ciência e cientificismo marque a alternativa que melhor explica esse conceito: a) A ciência é uma ferramenta para adquirir conhecimento, ou simplesmente, o único meio legítimo para se obter a verdade. Dentro dessa idéia há também o conceito de que o progresso sem parar da ciência seria absolutamente positivo para a sociedade. b) A ciência é uma ferramenta para adquirir incertezas, ou simplesmente, o único meio legítimo para se obter imprecisões. Dentro dessa idéia há também o conceito de que o progresso é pouco positivo para a sociedade. c) A ciência é uma ferramenta atualmente desgastada para adquirir conhecimento, ou simplesmente, o único meio legítimo para se obter a verdade. Dentro dessa idéia há também outras que se confundem umas com as outras. d) A ciência aparenta conhecer a verdade quando na realidade a verdade não existe. Entretanto, o único modo de conhecer a verdade é retomar ao mito grego. O mito, a seu modo, revelaria muito mais verdades que a ciência. 12. Para você o que deve ser mais importante para um cientista: sua criatividade ou consciência ética? Explique sua resposta. ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________ 13. A Sociologia é uma ciência moderna que surge e se desenvolve juntamente com o avanço do capitalismo. Nesse sentido, reflete suas principais transformações e procura desvendar os dilemas sociais por ele produzidos. Sobre a emergência da sociologia, considere "V" para as alternativas verdadeiras e "F" para as falsas: ( ) A Sociologia tem como principal referência a explicação teológica sobre os problemas sociais decorrentes da industrialização, tais como a pobreza, a desigualdade social e a concentração populacional nos centros urbanos. ( ) A Sociologia é a ciência que pretende refletir sobre a transformação de formas tradicionais de existência social e as mudanças decorrentes da urbanização e da industrialização. ( ) A emergência da Sociologia só pode ser compreendida se for observada sua correspondência com o cientificismo europeu e com a crença no poder da razão e da observação, enquanto recursos de produção do conhecimento. ( ) A Sociologia surge como uma tentativa de analisar os problemas sociais decorrentes de uma sociedade capitalista. Leia e reflita sobre o “TEXTO – CONHECIMENTO DAFILOSOFIAE DACIÊNCIA” disponível no início dessa apostila, a fim de garantir o processo de ensino e aprendizagem dos conteúdos a seguir:
  • 7. 14. Na relação entre Filosofia e Ciência é correto afirmar que: (A) a melhor maneira de definir ciência é, evitando a perspectiva filosófica, basear-se em estudos sistemáticos e racionais. (B) a busca de respostas de caráter religioso e mítico tem maior probabilidade de se constituir em método mais adequado de descoberta. (C) o termo "ciência" nem sempre foi entendido da mesma maneira e, ainda hoje, existem divergências sobre o que deve, ou não, ser considerado científico. (D) desde o surgimento da filosofia moderna, a definição rigorosa e consensual de ciência passou a ser algo mais fácil de ser estabelecido. 15. Você estudou que a Filosofia tem como objetivo principal o pensamento racional. Assinale a alternativa que melhor se identifica com esse pensamento: (A) A crença religiosa, pois nesta, a verdade nos é apresentada através da revelação divina. (B) O êxtase místico, que nos impulsiona ao espírito crítico. As emoções, que nos auxiliam nessa busca do raciocínio. (C) O conhecimento das ciências, entendido como dotado de progresso, de continuidade. (D) O pensamento religioso orienta o desenvolvimento da linha de raciocínio da Filosofia. 16. "Uma multidão de franceses acompanhava o cortejo de Jean Paul Sartre, sob o sol primaveril de Paris. Homens, mulheres, jovens e idosos choravam e lamentavam a morte do seu maior filósofo, dramaturgo e escritor dos últimos tempos..." "Certa vez perguntaram a um filósofo: "para que serve a filosofia?" E ele respondeu: "Para não darmos nossa aceitação imediata às coisas, sem maiores considerações."" As duas frases acima demonstram que a filosofia, além de fazer parte do cotidiano das pessoas pode ser: (A) usada livremente, porém com restrições a determinados povos e períodos da história. (B) aplicada no dia a dia, pois ela torna o homem mais aberto a novas opiniões e permite o desenvolvimento do senso crítico. (C) problemática, porque torna o conhecimento sobre as relações humanas mais complicadas. (D) praticada apenas por professores e estudantes da área, pois sua popularização é algoimpraticável. 17.. “Vivemos em um mundo que valoriza as aplicações imediatistas do conhecimento. O senso comum aplaude a pesquisa científica que visa à cura do câncer ou da AIDS (...) diante disso não é raro que alguém indague: Para que estudar filosofia se não vou precisar dela na minha vida profissional?”(ARRUDA ARANHA). Após ler a afirmação anterior, assinale a opção que menos se harmoniza com a reflexão sobre a utilidade da Filosofia: (A) Independente de não se perceber uma utilidade prática imediata da Filosofia, pode-se dizer que ela é necessária para estimular o indivíduo a pensar com a própria cabeça; a não ser um mero reprodutor de informações pensadas por outros e entregues a ele como verdade. (B) O estudo da Filosofia leva em conta o fato de o homem não ter apenas necessidades materiais. Encara o homem como um ser que precisa de necessidades que vão além do mundo concreto. (C) A Filosofia, como as outras ciências, preocupa-se com a satisfação das necessidades concretas do ser humano. A grande diferença está no momento em que essa preocupação se manifesta: para a ciência a satisfação é imediata; para a Filosofia a manifestação depende da corrente filosófica em questão. (D) A Filosofia é necessária para possibilitar um olhar diferente daquele predominante e assim viabiliza outra dimensão da realidade, além das necessidades imediatas nas quais o indivíduo encontra-se mergulhado.
  • 8. 18. Para a filosofia, conhecer significa: (A) Trazer a verdade à luz, mesmo que ela seja limitada. (B) Acreditar em Deus como a única verdade e não procurar outra verdade. (C) Ignorar as descobertas científicas porque elas não provam nada, e aceitar tudo o que dizem os livros sagrados. (D) É um ato impossível do ser humano. Não somos capazes de conhecer as coisas. 19. A filosofia é uma disciplina, ou uma área de estudos, que envolve a investigação, análise, discussão, formação e reflexão de idéias em uma situação geral, abstrata ou fundamental, porém para que se utiliza todas estas qualidade acima mencionadas? a) Para continuar uma vida de alienação e superstição b) Adquiri um senso crítico e visão de mundo c) Não precisar mais estudar d) Para acreditar em todas as coisas sem questionamento 20. A Filosofia não nos torna milionários, não nos ergue às dignidades do Estado; é até bastante descuidada destas coisas. Pode, ate não nos fazer subir a altos postos, ou responder todas as nossas perguntas. Mas, então, para que serve a Filosofia? a) É o instrumento pelo qual se procura da verdade, não a sua posse, sem se preocupar se vai achá-la ou não. b) É a procura da verdade absoluta sendo que se acha a dona da mesma c) Para que se tenha uma vaga idéia do mundo grego d) É o meio de mistificar o homem através de suas crenças e medos.