Informalidade na compra de medicamentos

1.739 visualizações

Publicada em

Informalidade na compra de medicamentos

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.739
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
32
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Informalidade na compra de medicamentos

  1. 1. A INFORMALIDADE NA COMPRA DE MEDICAMENTOS PRESCRITOS
  2. 2. Objetivos, Metodologia e AmostraObjetivo: Conhecer a percepção e principais hábitos do brasileiro em relação à compra de medicamentos.Técnica de coleta: pesquisas pessoais, domiciliares.Público-alvo: população em geral, com 16 anos ou mais.Abrangência geográfica: Pesquisa nacional – amostra totalmente proporcionalAmostra: 2002 entrevistasData de campo De 15 a 19 de setembro de 2011Seleção da amostra Probabilística nos estágios iniciais, e cotas no último estágio (setor)Margem de erro 2 pontos percentuais, com índice de confiança de 95% 3
  3. 3. Prescrição formal XCompra informal
  4. 4. A maioria procura o médico, mas muitos buscam orientação informal Um em cada dez procura o balconista na farmácia Médico/ Hospital/ Posto de Saúde 87 Familiares 17 Farmacêutico da farmácia 16 Cidades até 20 mil hab.: 21% Balconista da farmácia 8 Amigos 6 Pesquisa na internet 4Barracas de remédios naturais (raizeiros) 1 Programas de TV 1 Nenhum (Esp.) 1 Base: Amostra (2002) P01) De acordo com este cartão, quais meios você procura quando precisa de orientação sobre algum problema de saúde? Mais algum meio que não esteja neste cartão? 5
  5. 5. Compra em camelôs triplica na região Norte Farmácia / Drogaria 99 Em camelôs ou barracas de rua 6 Região Norte: 18% Farmácia / Drogaria pela internet 2Pela internet, mas em outros locais 1diferentes de Farmácias e DrogariasBase: Amostra (2002) P02) Vou citar alguns lugares, e gostaria que me indicasse, para cada um deles, se já comprou ou não medicamentos: 6
  6. 6. Compra de medicamento sem receita Já comprou sem antes ir ao médico? Sim Região 18 Nordeste: 24% 82 Capitais: 24% NãoBase: Amostra (2002) P03) Você já comprou alguma vez medicamentos de tarja vermelha ou preta sem a apresentação da receita médica? P04) Você já procurou diretamente a farmácia | drogaria para compra de algum medicamento de tarja vermelha ou preta, sem passar antes pelo médico? 7
  7. 7. Como procedeu quando comprou sem receita Informou os sintomas ao atendente 72% Procurou pelo farmacêutico 69% Pediu recomendações de medicamentos 62%Base: já comprou medicamento sem receita ou sem passar pelo médico (403) P05) Quando você foi a farmácia | drogaria comprar seus medicamentos sem receita, você... 8
  8. 8. Farmacêutico recomendouespontaneamente medicamento diferente do prescrito para mais de um terço Sim Capitais: 45% 37 Não 59 NS/NR 22 Nunca comprou remédios com receita Base: Amostra (2002) P06) Alguma vez o atendente da farmácia lhe recomendou um medicamento diferente daquele que estava escrito na receita médica, mesmo sem você pedir? 9
  9. 9. Na maioria dos casos o atendente oferece um genérico (nove em cada dez) Mesmo sem você pedir, o atendente da farmácia/ drogaria ofereceu um medicamento genérico 10 Aconteceu Destes, 80% aceitaram a oferta. (27% de todos os entrevistados) Não aconteceu 90 P07) Eu vou ler duas situações que podem ter acontecido quando você foi à farmácia | drogaria comprar medicamentos com receita. Para cada uma delas eu gostaria que você me dissesse se aconteceu com você ou não: E alguma vez você aceitou esta recomendação do atendente ou não? 10
  10. 10. Muitos atendentes sugerem também marcas diferentes (sete em cada dez)Mesmo sem você pedir, o atendente da farmácia/ drogaria recomendou um medicamento com uma marca diferente da que estava escrito na receita 31 Aconteceu Destes, 59% aceitaram a Não aconteceu recomendação. 68 (15% de todos os entrevistados) Base: somente para quem recebeu recomendação diferente da receita (747)P07) Eu vou ler duas situações que podem ter acontecido quando você foi à farmácia | drogaria comprarmedicamentos com receita. Para cada uma delas eu gostaria que você me dissesse se aconteceu com você ou não: Ealguma vez você aceitou esta recomendação do atendente ou não? 11
  11. 11. Quando a iniciativa pela troca do medicamento é do consumidor Já perguntou sobre alternativas mais baratas? Já perguntou 30 a 39 anos: 77% 68 Ensino Superior: 74% Sul: 75% Nunca perguntou 32Base: somente para quem não aceitou a recomendação ou não lembra (1969) P08) Quando você vai comprar medicamentos com receita médica, você costuma perguntar se existe um remédio mais barato mas que tenha o mesmo efeito do remédio receitado? P09) E quando você pergunta por um medicamento mais barato para o atendente, quais destas situações que eu vou ler já aconteceram com você: 12
  12. 12. Quase sempre a sugestão foi por um genérico. Em metade dos casos, foi sugerida uma marca diferente Qual foi a sugestão? O atendente ofereceu um medicamento genérico 94 6 O Atendente ofereceu um medicamento que tinha uma marca 48 49 2 diferente do que estava escrito na receita Sim Não NS/NRBase: somente para quem já perguntou se existia remédio mais barato que o indicado (1347) P08) Quando você vai comprar medicamentos com receita médica, você costuma perguntar se existe um remédio mais barato mas que tenha o mesmo efeito do remédio receitado? P09) E quando você pergunta por um medicamento mais barato para o atendente, quais destas situações que eu vou ler já aconteceram com você: 13
  13. 13. Um terço não confere a validade Confere a validade antes da compra? 30 Costuma conferir quando compra Não costuma conferir 70 Confere a validade antes do uso? Homens: 30% Costuma conferir 24 16 a 24 anos: 31% quando usa Classe D/E: 31% Não costuma conferir 76Base: Amostra (2002) P10) Quando você compra um medicamento, você costuma conferir o prazo de validade? P11) Quando você precisa usar algum medicamento que já tem em casa, você costuma conferir o prazo de validade antes de consumi-lo? 14
  14. 14. Metade nunca tomou conhecimento do selo de segurança (“raspadinha”) Selo de segurança 53 Já ouviu falar Nunca ouviu falar 47 Menos escolarizados: 62% Classe D/E: 60% Base: Amostra (2002) P12) Você já ouviu falar sobre um selo de segurança que existe na caixa dos medicamentos, que é como uma raspadinha, e que deve ser raspado para que as pessoas possam conferir se o medicamento é original ou não? 15
  15. 15. Obrigado!

×