Embriologia - Anomalias Congênitas

5.524 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.524
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
335
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Embriologia - Anomalias Congênitas

  1. 1. Fonte: Google Imagens
  2. 2. http: www.infoescola.com
  3. 3. Fatores Genéticos Anomalias Causadas por Genes Anomalias Causadas por Fatores Cromossômicos Anomalias Cromossômicas Numéricas Anomalias Cromossômicas Estruturais
  4. 4. Fatores Ambientais ou Agentes Teratogênicos: • • • • • • • Agentes Infecciosos; Infecções Parasitárias; Radiações; Agentes Químicos; Antibióticos; Anticoagulantes; Hormônios.
  5. 5. Fonte: Google Imagens
  6. 6. Fonte: Google Imagens
  7. 7. Fonte: Google Imagens
  8. 8. Fonte: Google Imagens
  9. 9. Fonte: Google Imagens
  10. 10. Fonte: Google Imagens
  11. 11. Fonte: Google Imagens
  12. 12. Fonte: Google Imagens
  13. 13. SIAMESES SENDO QUEIMADOS NA IDADE MÉDIA POR QUE O TERMO ''GÊMEOS SIAMESES'' ? Fonte: Google Imagens
  14. 14. Cefalópagos Craniotoracópagos Fonte: Google Imagens
  15. 15. Cariópago Dicéfalos Fonte: Google Imagens
  16. 16. Iscópagos Onfalópago Fonte: Google Imagens
  17. 17. Parápagos Picópagos Toracópagos Fonte: Google Imagens
  18. 18. Características o Cabeça pequena; o Face larga e achatada; o Olhos oblíquos puxadinhos para cima; o As vezes as pálpebras tem uma dobra de pele a mais; o Prega palmar única; o Mãos curtas e largas; o Discreta flacidez muscular. Fonte: Google Imagens
  19. 19. • • • • • • • • • Baixa estatura; Membros curtos com limitação da extensão dos cotovelos; Dedos das mãos dispostos em tridente(separação entre o 3º e 4º dedos); Macrocefalia; Fronte ampla e proeminente; Tronco largo e estreito; Cifose e lordose acentuadas; Braquidactilia; Problemas dentários (mau posicionamento das arcadas superior e inferior).
  20. 20. Fonte: Google Imagens
  21. 21. • Malformação rara do tubo neural; • Ausência parcial do encéfalo e da calota craniana. Wikipedia.org
  22. 22. Cienciahoje.uol.com.br
  23. 23. Blogspot.com
  24. 24. • Fatores de risco; • Prevenção • Sintomas e Sinais
  25. 25. Qual a sua opinião ???
  26. 26. Marcela de Jesus, caso raro e polêmico de diagnóstico de anencefalia que teve 20 meses de vida extra-uterina.
  27. 27.  E um fluído formado nos ventrículos ou do espaço subaracnóideo, que circula através do sistema ventricular e é absorvido para a corrente sanguínea. O problema surge quando há um desequilíbrio entre a quantidade produzida desse líquido e a quantidade que é absorvida.
  28. 28. Esta doença pode congênita, sendo elas principalmente a três causas: ter causa relacionadas  Genética (hereditário);  Espinha bífida  Recém-nascidos prematuros.
  29. 29. Já nos casos de hidrocefalia adquirida, as causas podem ser:  Infecções (caxumba, citomegalovírus, hepatite, toxoplasmos e, poliomielite, entre outras);  Hemorragia intraventricular;  Meningite;  Traumatismos;  Tumores;  Cistos;  Estenose do Aqueduto Sylvius.
  30. 30. Como se trata? Utilizam-se medidas para fazer o escoamento desse excesso de líquido ventricular com a adoção de válvulas para drenagem deste líquido para o peritônio; ou para o átrio.
  31. 31. Classifica-se a hidrocefalia de acordo com sua causa:  Obstrutiva ou não-comunicante  Não-obstrutiva ou comunicante  Pressão normal
  32. 32. Fonte: Google Imagens

×