Trabalho elaborado por: Iva Leão.
9ºG. Nº9.
Professora: .
Disciplina: História.
 Introdução…………………………………………………………………….…diap. 3;
 O Papel da Mulher durante a Guerra…………………….………diap. 4;
 Movimentos fem...
 O trabalho que vou
apresentar tem como tema
“A Emancipação Feminina”,
tema esse que escolhi pois
acho que é um tema que
...
 A mais significativa transformação social decorrente
da guerra diz respeito ao papel social da mulher.
Durante o conflit...
 Na década de 20, o feminismo assume contornos
diversos, muito influenciado pela Primeira Guerra
Mundial. As mulheres, pa...
 Nos “loucos anos 20”, a sociedade tornou-se mais livre e
agradável. A convivência entre os sexos, outrora corrigida por
...
 Livre dos espartilhos, usados até o final
do século XIX, a mulher começava a
ter mais liberdade, podendo já usar
vestido...
 Após a conclusão deste trabalho, posso afirmar que as
mulheres ao longo dos séculos conseguiram conquistar os
seus direi...
http://criticanarede.com/teses/lopespraca.pdf;
http://anos-
20.blogspot.pt/2009/02/mudanca-da-
mulher-no-vestuario.html;
h...
A emancipação feminina   trabalho para história- iva leão, 9ºg, nº9.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A emancipação feminina trabalho para história- iva leão, 9ºg, nº9.

2.005 visualizações

Publicada em

O século XX foi a época de ouro para as mulheres. Graças à 1ª Guerra Mundial, as mulheres conseguiram provar à sociedade conservadora da época que eram capazes de sustentar as suas famílias.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.005
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A emancipação feminina trabalho para história- iva leão, 9ºg, nº9.

  1. 1. Trabalho elaborado por: Iva Leão. 9ºG. Nº9. Professora: . Disciplina: História.
  2. 2.  Introdução…………………………………………………………………….…diap. 3;  O Papel da Mulher durante a Guerra…………………….………diap. 4;  Movimentos feministas…………………………………………………….diap. 5;  Os Loucos Anos 20……… ………………………………...……………..diap. 6;  A Mudança no Vestuário feminino dos anos 20……………………………………………………………………………………diap. 7/8;  Conclusão…………………...……………………………………………………diap. 9;  Bibliografia…………………………………………………..…………….…diap. 10.
  3. 3.  O trabalho que vou apresentar tem como tema “A Emancipação Feminina”, tema esse que escolhi pois acho que é um tema que deve ser abordado, devido à sua extrema importância.  Espero ser clara e breve nesta minha apresentação, salientando os aspetos mais importantes e dando a conhecer à turma a emancipação feminina que ocorreu nos anos 20, que foi bastante importante e decisiva para a História. Fig.1 – Estilo anos 20.
  4. 4.  A mais significativa transformação social decorrente da guerra diz respeito ao papel social da mulher. Durante o conflito, as mulheres substituíram os homens (mobilizados para o combate) em muitas profissões e atividades. Intensificou-se assim o processo de emancipação que há anos era exigido pelos movimentos feministas.  As defensoras do feminismo, muito ativas na Inglaterra e nos Estados Unidos, proclamavam, através de manifestações e de outras formas de propaganda, o direito à igualdade das mulheres em relação aos homens. Nos anos 20, esse direito começou a ser de facto conquistado. Cresceu o número de mulheres que desempenhavam atividades profissionais, nomeadamente no setor terciário. Apesar de não gozarem ainda de igualdade económica em relação aos homens, as mulheres começavam a poder libertar-se da dependência dos pais e dos maridos. O direito ao divórcio foi-lhes reconhecido. Em muitos países alcançaram mesmo o direito de voto.  O progresso do feminismo tornou-se também evidente no novo aspeto social que apresentava a mulher emancipada dos anos 20, bem como nos seus novos hábitos de vida. Fig. 2 – O trabalho feminino durante a primeira guerra mundial.
  5. 5.  Na década de 20, o feminismo assume contornos diversos, muito influenciado pela Primeira Guerra Mundial. As mulheres, particularmente as das classes médias e alta (mais instruídas e, por isso, mais permeáveis à mudança), ocupam os lugares deixados vagos pelos homens, que partem para a guerra, e descobrem um novo mundo de liberdade e de oportunidades. Podiam ser vistas a trabalhar em quase todos os setores da atividade económica e social, desde os trabalhos pesados nas fábricas até à gestão e direção de empresas. Terminado o conflito, não querem retornar à dependência económica, ou seja, à menorização social anterior.  O movimento feminista organizado remonta ao século XIX quando as mulheres reivindicavam direitos jurídicos iguais aos homens (gestão do património, valorização do trabalho, direito à educação).  No início do séc. XX, reivindicam o direito de participação na vida política (direito de voto). São as sufragistas que, sobretudo, na Grã-Bretanha desenvolvem uma intensa campanha pelo voto. Neste movimento, tornaram-se célebres duas sufragistas inglesas:  - Emmeline Pankhurst, que, entre 1908 e 1914, foi presa e libertada várias vezes por se ter manifestado, em todas as ocasiões possíveis, pela obtenção do direito de voto;  - Emily Davison, que, em 1913, durante uma corrida de cavalos, se lançou para a frente do cavalo do rei, vindo a morrer alguns dias depois.  Outro exemplo é também o de Carolina Beatriz Ângelo, que foi a primeira mulher portuguesa a votar. Fig. 3 - Emmeline Pankhurst Fig. 5 - Emily Davison Fig. 4 – Carolina Beatriz Ângelo, primeira mulher portuguesa a votar.
  6. 6.  Nos “loucos anos 20”, a sociedade tornou-se mais livre e agradável. A convivência entre os sexos, outrora corrigida por rígidas convenções sociais torna-se mais livre e ousada, facto que pode ser explicado pelo impacto da psicanálise que revelou o lado irracional da natureza humana, afetando, desta forma, os comportamentos, favorecendo a quebra das convenções sociais que marcou indelevelmente os anos 20. Sobretudo após o primeiro conflito mundial, a mulher adquire visibilidade: sai para ir às compras nos grandes armazéns, para tomar chá e refrescos, para ir à praia, para dançar num clube noturno, deixa de estar enclausurada em casa à espera do marido e a cuidar dos filhos (ambos os sexos começam a participar nas tarefas domésticas) e passa a ter outras atividades, incluindo as saídas à noite para clubes noturnos, onde dança até altas horas da madrugada (sem necessitar de companhia masculina) ao som rítmico do charleston e passa, também ela, a fumar e a adquirir certos comportamentos iguais aos dos homens. Começam também a surgir as primeiras mulheres que enveredaram por uma carreira profissional: como é o caso de Suzanne Lenglen, tenista profissional; as portuguesas Guilhermina Suggia, violoncelista e Carolina Beatriz Ângelo, médica e primeira cirurgiã portuguesa e a norte-americana Amélia Earhart, considerada a ás das aviadoras. Fig. 6 – Guilhermina Suggia, primeira violoncelista a abrir as pernas para poder tocar sem aleijar o seu corpo.
  7. 7.  Livre dos espartilhos, usados até o final do século XIX, a mulher começava a ter mais liberdade, podendo já usar vestidos mais curtos e descontraídos que mostrassem as pernas e o peito;  A boca era pintada para parecer um arco de cupido ou um coração;  Os olhos eram bem marcados, as sobrancelhas eram, em algumas mulheres, retiradas e delineadas a lápis;  A pele era branca, o que acentuava os tons escuros da maquilhagem.  A moda vê-se afetada pela guerra e manifesta-se uma tendência para a simplificação dos vestidos: começaram a aparecer os primeiros soutiens, a imagem da rapariga de saia curta, com corte de cabelo à “la garçonne”, ostentando longos colares, vulgarizou- se e marcou os “loucos anos 20”;  O uso diurno de chapéu e luvas era obrigatório: toda a mulher que se prezasse nunca dispensava destes dois acessórios. Fig. 7 – Em cima: Damas do séc. XIX e mulher dos anos 20; Em baixo: Família do
  8. 8.  Após a conclusão deste trabalho, posso afirmar que as mulheres ao longo dos séculos conseguiram conquistar os seus direitos, iguais aos dos homens. O século XX foi a época de ouro para as mulheres. Graças à 1ª Guerra Mundial, as mulheres conseguiram provar à sociedade conservadora da época que eram capazes de sustentar as suas famílias e que eram também independentes dos homens. Os anos 20 revelaram-se importantíssimos para todo este processo que foi a emancipação feminina.  Com este trabalho espero ter conseguido mostrar como é que as mulheres conseguiram adquirir a sua independência e libertação face à figura masculina.  Em suma, gostei muito de trabalhar este tema e aprendi muitas coisas relacionadas com a emancipação feminina.
  9. 9. http://criticanarede.com/teses/lopespraca.pdf; http://anos- 20.blogspot.pt/2009/02/mudanca-da- mulher-no-vestuario.html; http://idadecontemporaneamul her.blogspot.pt/; http://www.efamilyblog.com/blog.php?user=jrb dantas&note=5549;

×