SlideShare uma empresa Scribd logo

As estratégias para o brasil enfrentar a crise econômic atual

1 de 4
Baixar para ler offline
1
AS ESTRATÉGIAS NECESSÁRIAS PARA O BRASIL ENFRENTAR A CRISE
ECONÔMICA ATUAL
Fernando Alcoforado*
Estratégia é conceituada como a metodologia que leva à conquista dos objetivos
estratégicos estabelecidos por organizações públicas e privadas. Na conjuntura atual, o
governo brasileiro deveria perseguir objetivos estratégicos que contribuam para eliminar
os problemas econômicos, sociais e ambientais atuais, neutralizar as ameaças
econômicas existentes e potenciais, reforçar os pontos fortes de sua economia e
aproveitar as oportunidades econômicas existentes e potenciais. Para alcançar estes
objetivos nos próximos anos urge, portanto, a elaboração de um plano estratégico de
desenvolvimento para o Brasil.
Para eliminar os problemas econômicos atuais, as estratégias do governo brasileiro
deveriam estar voltadas para a superação: 1) das desigualdades regionais do Brasil que
concentra na região Sudeste 60% do PIB do País; 2) do declínio no crescimento
econômico com tendência à estagflação cujo PIB do Brasil não crescerá mais do que
2,5% em 2013 e já ocorre queda nos níveis de emprego e na renda média do trabalhador
pela primeira vez em dez anos em nove regiões metropolitanas do País; 3) da
elevadíssima carga tributária que o Brasil apresenta estando entre as 30 nações com as
maiores cargas tributárias do mundo (35% do PIB); 4) do endividamento crescente da
máquina pública cuja relação Dívida Pública/PIB atingiu 59% em janeiro de 2013
graças à sua ineficiência e às elevadas taxas de juros Selic (8% ao ano atualmente); 5)
da precariedade da infraestrutura de transporte e gargalo logístico que contribuem
para o aumento do Custo Brasil que faz com que os preços dos produtos da indústria de
transformação no Brasil fiquem 30% mais caros do que os fabricados em outros países;
6) da ineficiência e ineficácia da estrutura organizacional governamental que
contribuem para a geração de desperdícios de recursos públicos; e, 7) do alto nível de
corrupção cujo custo anual no Brasil gira em torno de 41,5 e 69,1 bilhões de reais.
A superação dos problemas econômicos atuais requer a adoção das estratégias
seguintes: 1) implementar a política de incentivos fiscais e financeiros para
desconcentrar a economia brasileira promovendo investimentos em todas as regiões do
Brasil, especialmente nas regiões Norte e Nordeste; 2) incentivar o aumento da
poupança privada para investimento, reduzir os custos do aparelho de estado para gerar
superavit e consequente poupança pública para investimento e renegociar a dívida
pública para o governo dispor de recursos públicos para investimento; 3) promover o
crescimento econômico adotando a política de substituição de importações com ênfase
na expansão do mercado interno; 4) reduzir drasticamente a carga tributária diminuindo
os gastos de custeio do governo e os encargos com a dívida pública com a redução dos
juros Selic e realizar uma profunda reforma do estado e da administração pública no
Brasil; 5) reduzir drasticamente a dívida pública com a diminuição das taxas de juros
Selic; 6) eliminar o gargalo logístico com incentivos aos investimentos públicos e
privados na infraestrutura de energia, transporte e comunicações; 7) implantar estrutura
organizacional em rede no estado brasileiro para elevar os níveis de eficiência e eficácia
da administração pública no Brasil; e, 8) combater a corrupção com a realização de uma
reforma política e uma reforma do estado e da administração pública através de uma
Assembleia Constituinte exclusiva.
2
Para eliminar os problemas sociais atuais, as estratégias do governo brasileiro deveriam
estar voltadas para a superação da: 1) má distribuição da renda demonstrada no fato de
20% da população mais rica do Brasil ser detentora de 67% da renda nacional e 20% da
mais pobre possuir apenas 2% da renda nacional; 2) precariedade dos serviços públicos
de educação, saúde, transporte público e moradia em que o Brasil se posiciona no
último lugar no mundo como provedor desses serviços públicos de baixa qualidade à
população; e, 3) elevada criminalidade em que o Brasil apresenta os maiores índices
em todo o mundo com uma taxa anual de aproximadamente 22 homicídios a cada
100.000 habitantes enquanto os Estados Unidos e a França, considerados exemplos,
registram 6 e 0,7 assassinatos, respectivamente.
A superação dos problemas sociais atuais requer a adoção das estratégias seguintes: 1)
fortalecer as organizações da sociedade civil a fim de que possam pressionar os
detentores do poder econômico e o governo para fazerem concessões de natureza social
que se traduzam na melhoria da distribuição de renda do Brasil, contemplando, também,
sua participação no delineamento de políticas governamentais de desenvolvimento
nacional; 2) investir na melhoria da infraestrutura de educação e saúde e do sistema de
transporte público e elevar a oferta de moradias populares para atender as demandas da
sociedade; e, 3) adotar a política de prevenção e combate à criminalidade provendo a
maioria da população brasileira dos meios mínimos de sobrevivência como emprego,
educação, saúde e moradia, bem como reestruturando a polícia e a justiça para
exercerem o combate ao crime sem o uso desproporcional da violência.
Para eliminar os problemas ambientais atuais relativos à poluição do ar, rios, lagos,
mares e oceanos, poluição do solo provocada por contaminação e descarte incorreto de
lixo, queimadas em matas e florestas como forma de ampliar áreas para pasto ou
agricultura, desmatamento com o corte ilegal de árvores para comercialização de
madeira e destinação do lixo, entre outros, devem ser adotadas estratégias que
contemplem medidas capazes de prevenir e mitigar as diversas formas de agressão ao
meio ambiente em todo o território nacional.
Para neutralizar as ameaças econômicas existentes e potenciais, as estratégias do
governo brasileiro deveriam estar voltadas para evitar: 1) a precarização da
infraestrutura de energia que ameaça o desabastecimento de combustíveis líquidos e
de eletricidade do País que ainda não ocorreu graças ao pífio crescimento econômico
que vem se registrando no Brasil; 2) o aumento das taxas de inflação que se registra no
momento (5,8% em 2013 acima da meta de inflação de 4,5% ao ano); 3) a
desindustrialização do Brasil demonstrada pela queda na participação da indústria no
PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro que recuou em 2011 aos níveis de 1956; 4) a
desvalorização da moeda brasileira que foi a moeda que mais perdeu no mundo frente
ao dólar em 2012 e apresenta em 2013 uma desvalorização de 14,3%; e, 5) a queda
vertiginosa no saldo da balança comercial que apresentou o maior déficit da história de
janeiro a julho de US$ 4,98 bilhões ao contrário de 2012 cuja balança teve um superávit
de US$ 9,92 bilhões.
A neutralização das ameaças existentes e potenciais requer a adoção das estratégias
seguintes: 1) Ampliar a infraestrutura de energia incentivando o investimento público e
privado na expansão da capacidade de produção de combustível líquido (petróleo e
derivados, álcool e biodiesel) e de geração de eletricidade (hidrelétricas, usinas eólicas,
centrais solares, cogeração, etc.) para atenderem a demanda nacional; 2) Combater a
inflação incentivando o investimento público e privado no aumento da produção de
3
bens e serviços no Brasil em condições de atender a demanda e adotar o câmbio fixo
para evitar a inflação com a importação de matérias primas, insumos e produtos; 3)
evitar a desindustrialização do Brasil com o aumento da competitividade, a adoção do
câmbio fixo e a proteção da indústria nacional contra produtos importados; 4) evitar a
desvalorização da moeda brasileira com a adoção do câmbio fixo; e, 5) reduzir ou
eliminar déficits na balança comercial com incentivos às exportações, a adoção de
políticas de substituição de importações e o estabelecimento do câmbio fixo.
Para reforçar os pontos fortes existentes na economia do Brasil, as estratégias do
governo brasileiro deveriam estar voltadas para o fortalecimento de seus setores de
produção agropecuária, mineral e industrial, sua infraestrutura de energia,
transporte e comunicações e seus polos de crescimento e desenvolvimento nacional
onde estão localizadas as principais estruturas econômicas do Brasil. O reforço dos
pontos fortes existentes no Brasil requer a adoção das estratégias seguintes: 1) incentivo
aos investimentos no aumento da produtividade e no aumento da produção
agropecuária, mineral e industrial abrangendo todas as regiões do País; 2) incentivo aos
investimentos para o fortalecimento da infraestrutura de energia, transporte e
comunicações existentes abrangendo todas as regiões do País para atender as
necessidades do Brasil; e, 3) estruturar os eixos de desenvolvimento integrando
economicamente entre si os polos de crescimento e desenvolvimento nacional.
Para aproveitar as oportunidades econômicas existentes e potenciais, as estratégias do
governo brasileiro deveriam estar voltadas para o aproveitamento de seus imensos
recursos naturais (recursos hídricos, recursos minerais, áreas agricultáveis, fontes de
energia renovável solar e eólica, petróleo off-shore em águas profundas). Estas
oportunidades devem ser identificadas e avaliadas suas viabilidades de aproveitamento
para, em seguida, elaborar planos de investimento visando o desenvolvimento
econômico e social do Brasil. Neste sentido, as estratégias necessárias contemplariam a
elaboração de planos de investimentos abrangendo todas as regiões do País para
aproveitamento dos recursos naturais existentes nos campos energético (hidrelétricas,
usinas eólicas, usinas solares, biomassa, pré-sal), mineral, agropecuário e industrial.
Para ser bem sucedido na execução dessas estratégias, é importante que o estado
brasileiro se estruture em rede que é um tipo de macroestrutura organizacional que
funciona segundo uma lógica de organograma circular ou em forma de estrela, no centro
da qual está a organização principal. Em torno desta organização principal (governo
federal) estão diversas outras entidades (governos dos estados, prefeituras municipais e
empresas estatais e públicas) que se articulariam com a primeira. O funcionamento
deste tipo de organização se apoia geralmente em modernos sistemas informáticos e de
telecomunicações que permitem a centralização da gestão e o controle de todos os
processos.
A adoção da estrutura em rede se impõe no Brasil porque as estruturas organizacionais
do governo em todos os seus níveis estão superadas. É inadmissível que estruturas do
governo federal, estadual e municipal superponham esforços, como ainda ocorre hoje
em muitos setores, exaurindo os parcos recursos colocados à sua disposição. Para
solucionar esse problema, seria necessário fazer com que os governos federal e
estaduais assumissem funções normativas e de planejamento global, regional e setorial
em bases integradas, enquanto as prefeituras municipais, órgãos de desenvolvimento
regional e empresas estatais fariam a parte executiva também de forma articulada.
4
Ressalte-se que o Estado no Brasil é ineficiente e ineficaz devido à falta de integração
dos governos federal, estadual e municipal na promoção do desenvolvimento nacional,
regional e local. Associe-se a esse fato a existência de estruturas organizacionais
inadequadas em cada um dos níveis federal, estadual e municipal que inviabilizam o
esforço integrativo nessas instâncias de governo. A falta de integração das diversas
instâncias do Estado é, portanto, total, fazendo com que a ação do poder público se
torne caótica no seu conjunto, gerando, em consequência, deseconomias de toda ordem.
Competiria, portanto, às prefeituras municipais, aos organismos de desenvolvimento
regional e às empresas estatais a grande responsabilidade de colocar em prática todos os
planos de desenvolvimento global, regional, estadual, municipal e setorial elaborados
em conjunto pelas diversas instâncias de governo após auscultar os parlamentos nos
seus níveis federal, estadual e municipal, bem como a sociedade civil. Esse modelo de
gestão integrada do setor público no Brasil se contraporia ao que prevalece na
atualidade, no qual os governos federal, estadual e municipal são autônomos nas suas
deliberações e ações, e politicamente reativos à ideia de integração.
*Fernando Alcoforado, 73, engenheiro e doutor em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Regional
pela Universidade de Barcelona, professor universitário e consultor nas áreas de planejamento estratégico,
planejamento empresarial, planejamento regional e planejamento de sistemas energéticos, é autor dos
livros Globalização (Editora Nobel, São Paulo, 1997), De Collor a FHC- O Brasil e a Nova (Des)ordem
Mundial (Editora Nobel, São Paulo, 1998), Um Projeto para o Brasil (Editora Nobel, São Paulo, 2000),
Os condicionantes do desenvolvimento do Estado da Bahia (Tese de doutorado. Universidade de
Barcelona, http://www.tesisenred.net/handle/10803/1944, 2003), Globalização e Desenvolvimento
(Editora Nobel, São Paulo, 2006), Bahia- Desenvolvimento do Século XVI ao Século XX e Objetivos
Estratégicos na Era Contemporânea (EGBA, Salvador, 2008), The Necessary Conditions of the
Economic and Social Development- The Case of the State of Bahia (VDM Verlag Dr. Müller
Aktiengesellschaft & Co. KG, Saarbrücken, Germany, 2010), Aquecimento Global e Catástrofe
Planetária (P&A Gráfica e Editora, Salvador, 2010), Amazônia Sustentável- Para o progresso do Brasil e
combate ao aquecimento global (Viena- Editora e Gráfica, Santa Cruz do Rio Pardo, São Paulo, 2011) e
Os Fatores Condicionantes do Desenvolvimento Econômico e Social (Editora CRV, Curitiba, 2012), entre
outros.S

Recomendados

A falta de visão estratégica sobre o futuro do país dos candidatos à presidên...
A falta de visão estratégica sobre o futuro do país dos candidatos à presidên...A falta de visão estratégica sobre o futuro do país dos candidatos à presidên...
A falta de visão estratégica sobre o futuro do país dos candidatos à presidên...Fernando Alcoforado
 
Como reativar a economia do brasil
Como reativar a economia do brasilComo reativar a economia do brasil
Como reativar a economia do brasilFernando Alcoforado
 
O futuro do brasil pós impeachment de dilma rousseff
O futuro do brasil pós impeachment de dilma rousseffO futuro do brasil pós impeachment de dilma rousseff
O futuro do brasil pós impeachment de dilma rousseffFernando Alcoforado
 
Pec 241 do governo michel temer ameaça o futuro do brasil
Pec 241 do governo michel temer ameaça o futuro do brasilPec 241 do governo michel temer ameaça o futuro do brasil
Pec 241 do governo michel temer ameaça o futuro do brasilFernando Alcoforado
 
Como retomar o desenvolvimento econômico do brasil
Como retomar o desenvolvimento econômico do brasilComo retomar o desenvolvimento econômico do brasil
Como retomar o desenvolvimento econômico do brasilFernando Alcoforado
 
O fiasco econômico do governo temer
O fiasco econômico do governo temerO fiasco econômico do governo temer
O fiasco econômico do governo temerFernando Alcoforado
 
O brasil falido com o governo neoliberal de michel temer
O brasil falido com o governo neoliberal de michel temer O brasil falido com o governo neoliberal de michel temer
O brasil falido com o governo neoliberal de michel temer Fernando Alcoforado
 
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseffComo reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseffFernando Alcoforado
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Governabilidade e economia ameaçadas no brasil
Governabilidade e economia ameaçadas no brasilGovernabilidade e economia ameaçadas no brasil
Governabilidade e economia ameaçadas no brasilFernando Alcoforado
 
Economia brasileira ameaçada pelo ajuste fiscal do governo michel temer
Economia brasileira ameaçada pelo ajuste fiscal do governo michel temerEconomia brasileira ameaçada pelo ajuste fiscal do governo michel temer
Economia brasileira ameaçada pelo ajuste fiscal do governo michel temerFernando Alcoforado
 
Pec 241 ameaça o desenvolvimento do brasil
Pec 241 ameaça o desenvolvimento do brasilPec 241 ameaça o desenvolvimento do brasil
Pec 241 ameaça o desenvolvimento do brasilFernando Alcoforado
 
Taller para la mejora del sistema de planificación regional y sectorial en Ho...
Taller para la mejora del sistema de planificación regional y sectorial en Ho...Taller para la mejora del sistema de planificación regional y sectorial en Ho...
Taller para la mejora del sistema de planificación regional y sectorial en Ho...EUROsociAL II
 
Como mudar os rumos da economia do brasil
Como mudar os rumos da economia do brasilComo mudar os rumos da economia do brasil
Como mudar os rumos da economia do brasilFernando Alcoforado
 
Em defesa de um novo modelo econômico nacional desenvolvimentista para supera...
Em defesa de um novo modelo econômico nacional desenvolvimentista para supera...Em defesa de um novo modelo econômico nacional desenvolvimentista para supera...
Em defesa de um novo modelo econômico nacional desenvolvimentista para supera...Fernando Alcoforado
 
A falência dos sistemas político e econômico do brasil
A falência dos sistemas político e econômico do brasilA falência dos sistemas político e econômico do brasil
A falência dos sistemas político e econômico do brasilFernando Alcoforado
 
A pilhagem dos cofres públicos pelos poderes da república agrava as contas pú...
A pilhagem dos cofres públicos pelos poderes da república agrava as contas pú...A pilhagem dos cofres públicos pelos poderes da república agrava as contas pú...
A pilhagem dos cofres públicos pelos poderes da república agrava as contas pú...Fernando Alcoforado
 
Os impasses econômicos e políticos do brasil
Os impasses econômicos e políticos do brasilOs impasses econômicos e políticos do brasil
Os impasses econômicos e políticos do brasilFernando Alcoforado
 
Rombo fiscal nas contas públicas leva à bancarrota a economia brasileira
Rombo fiscal nas contas públicas leva à bancarrota a economia brasileiraRombo fiscal nas contas públicas leva à bancarrota a economia brasileira
Rombo fiscal nas contas públicas leva à bancarrota a economia brasileiraFernando Alcoforado
 
20 anos do estatuto da criança e do adolescente
20 anos do estatuto da criança e do adolescente20 anos do estatuto da criança e do adolescente
20 anos do estatuto da criança e do adolescenteDeputado Paulo Rubem - PDT
 
Os cenários do futuro governo do brasil de michel temer
Os cenários do futuro governo do brasil de michel temerOs cenários do futuro governo do brasil de michel temer
Os cenários do futuro governo do brasil de michel temerFernando Alcoforado
 
Estado economia e o financiamento do pne 24 04 2018
Estado economia e o financiamento do pne 24 04 2018Estado economia e o financiamento do pne 24 04 2018
Estado economia e o financiamento do pne 24 04 2018Deputado Paulo Rubem - PDT
 
Programa de governo de Dilma Rousseff (PT)
Programa de governo de Dilma Rousseff (PT)Programa de governo de Dilma Rousseff (PT)
Programa de governo de Dilma Rousseff (PT)Portal Canal Rural
 
Plano Popular de Emergência
Plano Popular de EmergênciaPlano Popular de Emergência
Plano Popular de EmergênciaSINTE Regional
 

Mais procurados (18)

Governabilidade e economia ameaçadas no brasil
Governabilidade e economia ameaçadas no brasilGovernabilidade e economia ameaçadas no brasil
Governabilidade e economia ameaçadas no brasil
 
O brasil sem rumo
O brasil sem rumoO brasil sem rumo
O brasil sem rumo
 
Economia brasileira ameaçada pelo ajuste fiscal do governo michel temer
Economia brasileira ameaçada pelo ajuste fiscal do governo michel temerEconomia brasileira ameaçada pelo ajuste fiscal do governo michel temer
Economia brasileira ameaçada pelo ajuste fiscal do governo michel temer
 
Pec 241 ameaça o desenvolvimento do brasil
Pec 241 ameaça o desenvolvimento do brasilPec 241 ameaça o desenvolvimento do brasil
Pec 241 ameaça o desenvolvimento do brasil
 
Taller para la mejora del sistema de planificación regional y sectorial en Ho...
Taller para la mejora del sistema de planificación regional y sectorial en Ho...Taller para la mejora del sistema de planificación regional y sectorial en Ho...
Taller para la mejora del sistema de planificación regional y sectorial en Ho...
 
Como mudar os rumos da economia do brasil
Como mudar os rumos da economia do brasilComo mudar os rumos da economia do brasil
Como mudar os rumos da economia do brasil
 
Em defesa de um novo modelo econômico nacional desenvolvimentista para supera...
Em defesa de um novo modelo econômico nacional desenvolvimentista para supera...Em defesa de um novo modelo econômico nacional desenvolvimentista para supera...
Em defesa de um novo modelo econômico nacional desenvolvimentista para supera...
 
A falência dos sistemas político e econômico do brasil
A falência dos sistemas político e econômico do brasilA falência dos sistemas político e econômico do brasil
A falência dos sistemas político e econômico do brasil
 
A pilhagem dos cofres públicos pelos poderes da república agrava as contas pú...
A pilhagem dos cofres públicos pelos poderes da república agrava as contas pú...A pilhagem dos cofres públicos pelos poderes da república agrava as contas pú...
A pilhagem dos cofres públicos pelos poderes da república agrava as contas pú...
 
Os impasses econômicos e políticos do brasil
Os impasses econômicos e políticos do brasilOs impasses econômicos e políticos do brasil
Os impasses econômicos e políticos do brasil
 
Rombo fiscal nas contas públicas leva à bancarrota a economia brasileira
Rombo fiscal nas contas públicas leva à bancarrota a economia brasileiraRombo fiscal nas contas públicas leva à bancarrota a economia brasileira
Rombo fiscal nas contas públicas leva à bancarrota a economia brasileira
 
Futuros cenários para o brasil
Futuros cenários para o brasilFuturos cenários para o brasil
Futuros cenários para o brasil
 
Como inventar um novo brasil
Como inventar um novo brasilComo inventar um novo brasil
Como inventar um novo brasil
 
20 anos do estatuto da criança e do adolescente
20 anos do estatuto da criança e do adolescente20 anos do estatuto da criança e do adolescente
20 anos do estatuto da criança e do adolescente
 
Os cenários do futuro governo do brasil de michel temer
Os cenários do futuro governo do brasil de michel temerOs cenários do futuro governo do brasil de michel temer
Os cenários do futuro governo do brasil de michel temer
 
Estado economia e o financiamento do pne 24 04 2018
Estado economia e o financiamento do pne 24 04 2018Estado economia e o financiamento do pne 24 04 2018
Estado economia e o financiamento do pne 24 04 2018
 
Programa de governo de Dilma Rousseff (PT)
Programa de governo de Dilma Rousseff (PT)Programa de governo de Dilma Rousseff (PT)
Programa de governo de Dilma Rousseff (PT)
 
Plano Popular de Emergência
Plano Popular de EmergênciaPlano Popular de Emergência
Plano Popular de Emergência
 

Destaque

Crise Financeira e Crise Económica
Crise Financeira e Crise EconómicaCrise Financeira e Crise Económica
Crise Financeira e Crise EconómicaJosé Augusto
 
Refugiados
RefugiadosRefugiados
Refugiadosrodoiada
 
Refugiados historia
Refugiados   historiaRefugiados   historia
Refugiados historianicolemmun
 
Aula 1 - Migrações internacionais
Aula 1 - Migrações internacionaisAula 1 - Migrações internacionais
Aula 1 - Migrações internacionaisBruno Rangel Silvone
 
Atualidades Rafa Noronha - ENEM 2015
Atualidades   Rafa Noronha - ENEM 2015Atualidades   Rafa Noronha - ENEM 2015
Atualidades Rafa Noronha - ENEM 2015Rafael Noronha
 
Refugiados - Aula de Geografia
Refugiados - Aula de Geografia Refugiados - Aula de Geografia
Refugiados - Aula de Geografia Geomais
 
Atualidades 2015 –2semestre
Atualidades 2015 –2semestreAtualidades 2015 –2semestre
Atualidades 2015 –2semestreCamila Brito
 
A crise econômica no brasil
A crise econômica no brasilA crise econômica no brasil
A crise econômica no brasilDiego Guilherme
 
Os refugiados e a crise migratória
Os refugiados e a crise migratóriaOs refugiados e a crise migratória
Os refugiados e a crise migratóriaMarco Santos
 
Cenários econômicos Brasil 2016
Cenários econômicos Brasil 2016Cenários econômicos Brasil 2016
Cenários econômicos Brasil 2016Wagner Gonsalez
 
Desenvolvimento sustentável e impactos ambientais
Desenvolvimento sustentável e impactos ambientaisDesenvolvimento sustentável e impactos ambientais
Desenvolvimento sustentável e impactos ambientaisClécio Bubela
 
Globalização 2
Globalização   2Globalização   2
Globalização 2Professor
 
Vantagens e desvantagens da globalização
Vantagens e desvantagens da globalizaçãoVantagens e desvantagens da globalização
Vantagens e desvantagens da globalizaçãoZé Stinson
 

Destaque (20)

Crise econômica
Crise econômicaCrise econômica
Crise econômica
 
Combate à Corrupção
Combate à CorrupçãoCombate à Corrupção
Combate à Corrupção
 
A corrupção
A corrupçãoA corrupção
A corrupção
 
Crise Financeira e Crise Económica
Crise Financeira e Crise EconómicaCrise Financeira e Crise Económica
Crise Financeira e Crise Económica
 
Refugiados
RefugiadosRefugiados
Refugiados
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Refugiados
RefugiadosRefugiados
Refugiados
 
Refugiados historia
Refugiados   historiaRefugiados   historia
Refugiados historia
 
Aula 1 - Migrações internacionais
Aula 1 - Migrações internacionaisAula 1 - Migrações internacionais
Aula 1 - Migrações internacionais
 
Refugiados
RefugiadosRefugiados
Refugiados
 
Atualidades Rafa Noronha - ENEM 2015
Atualidades   Rafa Noronha - ENEM 2015Atualidades   Rafa Noronha - ENEM 2015
Atualidades Rafa Noronha - ENEM 2015
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Refugiados - Aula de Geografia
Refugiados - Aula de Geografia Refugiados - Aula de Geografia
Refugiados - Aula de Geografia
 
Atualidades 2015 –2semestre
Atualidades 2015 –2semestreAtualidades 2015 –2semestre
Atualidades 2015 –2semestre
 
A crise econômica no brasil
A crise econômica no brasilA crise econômica no brasil
A crise econômica no brasil
 
Os refugiados e a crise migratória
Os refugiados e a crise migratóriaOs refugiados e a crise migratória
Os refugiados e a crise migratória
 
Cenários econômicos Brasil 2016
Cenários econômicos Brasil 2016Cenários econômicos Brasil 2016
Cenários econômicos Brasil 2016
 
Desenvolvimento sustentável e impactos ambientais
Desenvolvimento sustentável e impactos ambientaisDesenvolvimento sustentável e impactos ambientais
Desenvolvimento sustentável e impactos ambientais
 
Globalização 2
Globalização   2Globalização   2
Globalização 2
 
Vantagens e desvantagens da globalização
Vantagens e desvantagens da globalizaçãoVantagens e desvantagens da globalização
Vantagens e desvantagens da globalização
 

Semelhante a As estratégias para o brasil enfrentar a crise econômic atual

Pec 241 ameaça o desenvolvimento do brasil
Pec 241 ameaça o desenvolvimento do brasilPec 241 ameaça o desenvolvimento do brasil
Pec 241 ameaça o desenvolvimento do brasilFernando Alcoforado
 
Como superar a crise e retomar o desenvolvimento no brasil
Como superar a crise e retomar o desenvolvimento no brasilComo superar a crise e retomar o desenvolvimento no brasil
Como superar a crise e retomar o desenvolvimento no brasilFernando Alcoforado
 
A falta de visao estrategica sobre o futuro do pais dos candidatos a presiden...
A falta de visao estrategica sobre o futuro do pais dos candidatos a presiden...A falta de visao estrategica sobre o futuro do pais dos candidatos a presiden...
A falta de visao estrategica sobre o futuro do pais dos candidatos a presiden...Roberto Rabat Chame
 
LULA PRESIDENTE E SEUS DESAFIOS DE GOVERNAR.pdf
LULA PRESIDENTE E SEUS DESAFIOS DE GOVERNAR.pdfLULA PRESIDENTE E SEUS DESAFIOS DE GOVERNAR.pdf
LULA PRESIDENTE E SEUS DESAFIOS DE GOVERNAR.pdfFaga1939
 
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseffComo reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseffFernando Alcoforado
 
O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...
O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...
O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...Fernando Alcoforado
 
COMO ELIMINAR O DESEMPREGO NO BRASIL.pdf
COMO ELIMINAR O DESEMPREGO NO BRASIL.pdfCOMO ELIMINAR O DESEMPREGO NO BRASIL.pdf
COMO ELIMINAR O DESEMPREGO NO BRASIL.pdfFaga1939
 
Não ao ajuste econômico recessivo do governo michel temer
Não ao ajuste econômico recessivo do governo michel temerNão ao ajuste econômico recessivo do governo michel temer
Não ao ajuste econômico recessivo do governo michel temerFernando Alcoforado
 
A iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequências
A iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequênciasA iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequências
A iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequênciasFernando Alcoforado
 
O presidente que o brasil precisa
O presidente que o brasil precisaO presidente que o brasil precisa
O presidente que o brasil precisaFernando Alcoforado
 
Plano Popular de Emergencia
Plano Popular de EmergenciaPlano Popular de Emergencia
Plano Popular de EmergenciaAquiles Lins
 
Urge a construção de uma nova alternativa de poder no brasil
Urge a construção de uma nova alternativa de poder no brasilUrge a construção de uma nova alternativa de poder no brasil
Urge a construção de uma nova alternativa de poder no brasilFernando Alcoforado
 
O DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONARO
O DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONAROO DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONARO
O DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONAROFernandoAlcoforado1
 
O PLANO DE GOVERNO QUE O BRASIL PRECISA.pdf
O PLANO DE GOVERNO QUE O BRASIL PRECISA.pdfO PLANO DE GOVERNO QUE O BRASIL PRECISA.pdf
O PLANO DE GOVERNO QUE O BRASIL PRECISA.pdfFaga1939
 
Como dilma rousseff pode conquistar a governabilidade para se manter no poder
Como dilma rousseff pode conquistar a governabilidade para se manter no poderComo dilma rousseff pode conquistar a governabilidade para se manter no poder
Como dilma rousseff pode conquistar a governabilidade para se manter no poderFernando Alcoforado
 
As soluções para as crises que ameaçam o futuro do brasil
As soluções para as crises que ameaçam o futuro do brasilAs soluções para as crises que ameaçam o futuro do brasil
As soluções para as crises que ameaçam o futuro do brasilFernando Alcoforado
 

Semelhante a As estratégias para o brasil enfrentar a crise econômic atual (20)

Pec 241 ameaça o desenvolvimento do brasil
Pec 241 ameaça o desenvolvimento do brasilPec 241 ameaça o desenvolvimento do brasil
Pec 241 ameaça o desenvolvimento do brasil
 
Visões sobre pec 241
Visões sobre pec 241Visões sobre pec 241
Visões sobre pec 241
 
Como superar a crise e retomar o desenvolvimento no brasil
Como superar a crise e retomar o desenvolvimento no brasilComo superar a crise e retomar o desenvolvimento no brasil
Como superar a crise e retomar o desenvolvimento no brasil
 
A falta de visao estrategica sobre o futuro do pais dos candidatos a presiden...
A falta de visao estrategica sobre o futuro do pais dos candidatos a presiden...A falta de visao estrategica sobre o futuro do pais dos candidatos a presiden...
A falta de visao estrategica sobre o futuro do pais dos candidatos a presiden...
 
O brasil sem rumo
O brasil sem rumoO brasil sem rumo
O brasil sem rumo
 
LULA PRESIDENTE E SEUS DESAFIOS DE GOVERNAR.pdf
LULA PRESIDENTE E SEUS DESAFIOS DE GOVERNAR.pdfLULA PRESIDENTE E SEUS DESAFIOS DE GOVERNAR.pdf
LULA PRESIDENTE E SEUS DESAFIOS DE GOVERNAR.pdf
 
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseffComo reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
 
O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...
O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...
O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...
 
Brasil país sem rumo
Brasil país sem rumoBrasil país sem rumo
Brasil país sem rumo
 
COMO ELIMINAR O DESEMPREGO NO BRASIL.pdf
COMO ELIMINAR O DESEMPREGO NO BRASIL.pdfCOMO ELIMINAR O DESEMPREGO NO BRASIL.pdf
COMO ELIMINAR O DESEMPREGO NO BRASIL.pdf
 
Não ao ajuste econômico recessivo do governo michel temer
Não ao ajuste econômico recessivo do governo michel temerNão ao ajuste econômico recessivo do governo michel temer
Não ao ajuste econômico recessivo do governo michel temer
 
A iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequências
A iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequênciasA iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequências
A iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequências
 
O presidente que o brasil precisa
O presidente que o brasil precisaO presidente que o brasil precisa
O presidente que o brasil precisa
 
Plano Popular de Emergencia
Plano Popular de EmergenciaPlano Popular de Emergencia
Plano Popular de Emergencia
 
Urge a construção de uma nova alternativa de poder no brasil
Urge a construção de uma nova alternativa de poder no brasilUrge a construção de uma nova alternativa de poder no brasil
Urge a construção de uma nova alternativa de poder no brasil
 
Carta das Centrais Sindicais baianas ao presidente Lula
Carta das Centrais Sindicais baianas ao presidente LulaCarta das Centrais Sindicais baianas ao presidente Lula
Carta das Centrais Sindicais baianas ao presidente Lula
 
O DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONARO
O DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONAROO DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONARO
O DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONARO
 
O PLANO DE GOVERNO QUE O BRASIL PRECISA.pdf
O PLANO DE GOVERNO QUE O BRASIL PRECISA.pdfO PLANO DE GOVERNO QUE O BRASIL PRECISA.pdf
O PLANO DE GOVERNO QUE O BRASIL PRECISA.pdf
 
Como dilma rousseff pode conquistar a governabilidade para se manter no poder
Como dilma rousseff pode conquistar a governabilidade para se manter no poderComo dilma rousseff pode conquistar a governabilidade para se manter no poder
Como dilma rousseff pode conquistar a governabilidade para se manter no poder
 
As soluções para as crises que ameaçam o futuro do brasil
As soluções para as crises que ameaçam o futuro do brasilAs soluções para as crises que ameaçam o futuro do brasil
As soluções para as crises que ameaçam o futuro do brasil
 

Mais de Fernando Alcoforado

O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO   O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO Fernando Alcoforado
 
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIENL'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIENFernando Alcoforado
 
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?Fernando Alcoforado
 
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...Fernando Alcoforado
 
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTHGLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTHFernando Alcoforado
 
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...Fernando Alcoforado
 
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIALINONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIALFernando Alcoforado
 
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGECITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGEFernando Alcoforado
 
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBALINUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBALFernando Alcoforado
 
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022 CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022 Fernando Alcoforado
 
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...Fernando Alcoforado
 
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...Fernando Alcoforado
 
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...Fernando Alcoforado
 
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...Fernando Alcoforado
 
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLDTHE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLDFernando Alcoforado
 
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE Fernando Alcoforado
 
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDOA GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDOFernando Alcoforado
 
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...Fernando Alcoforado
 
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUELLES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUELFernando Alcoforado
 
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZILSOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZILFernando Alcoforado
 

Mais de Fernando Alcoforado (20)

O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO   O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
 
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIENL'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
 
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
 
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
 
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTHGLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
 
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
 
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIALINONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
 
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGECITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
 
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBALINUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
 
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022 CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
 
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
 
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
 
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
 
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
 
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLDTHE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
 
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
 
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDOA GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
 
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
 
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUELLES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
 
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZILSOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
 

As estratégias para o brasil enfrentar a crise econômic atual

  • 1. 1 AS ESTRATÉGIAS NECESSÁRIAS PARA O BRASIL ENFRENTAR A CRISE ECONÔMICA ATUAL Fernando Alcoforado* Estratégia é conceituada como a metodologia que leva à conquista dos objetivos estratégicos estabelecidos por organizações públicas e privadas. Na conjuntura atual, o governo brasileiro deveria perseguir objetivos estratégicos que contribuam para eliminar os problemas econômicos, sociais e ambientais atuais, neutralizar as ameaças econômicas existentes e potenciais, reforçar os pontos fortes de sua economia e aproveitar as oportunidades econômicas existentes e potenciais. Para alcançar estes objetivos nos próximos anos urge, portanto, a elaboração de um plano estratégico de desenvolvimento para o Brasil. Para eliminar os problemas econômicos atuais, as estratégias do governo brasileiro deveriam estar voltadas para a superação: 1) das desigualdades regionais do Brasil que concentra na região Sudeste 60% do PIB do País; 2) do declínio no crescimento econômico com tendência à estagflação cujo PIB do Brasil não crescerá mais do que 2,5% em 2013 e já ocorre queda nos níveis de emprego e na renda média do trabalhador pela primeira vez em dez anos em nove regiões metropolitanas do País; 3) da elevadíssima carga tributária que o Brasil apresenta estando entre as 30 nações com as maiores cargas tributárias do mundo (35% do PIB); 4) do endividamento crescente da máquina pública cuja relação Dívida Pública/PIB atingiu 59% em janeiro de 2013 graças à sua ineficiência e às elevadas taxas de juros Selic (8% ao ano atualmente); 5) da precariedade da infraestrutura de transporte e gargalo logístico que contribuem para o aumento do Custo Brasil que faz com que os preços dos produtos da indústria de transformação no Brasil fiquem 30% mais caros do que os fabricados em outros países; 6) da ineficiência e ineficácia da estrutura organizacional governamental que contribuem para a geração de desperdícios de recursos públicos; e, 7) do alto nível de corrupção cujo custo anual no Brasil gira em torno de 41,5 e 69,1 bilhões de reais. A superação dos problemas econômicos atuais requer a adoção das estratégias seguintes: 1) implementar a política de incentivos fiscais e financeiros para desconcentrar a economia brasileira promovendo investimentos em todas as regiões do Brasil, especialmente nas regiões Norte e Nordeste; 2) incentivar o aumento da poupança privada para investimento, reduzir os custos do aparelho de estado para gerar superavit e consequente poupança pública para investimento e renegociar a dívida pública para o governo dispor de recursos públicos para investimento; 3) promover o crescimento econômico adotando a política de substituição de importações com ênfase na expansão do mercado interno; 4) reduzir drasticamente a carga tributária diminuindo os gastos de custeio do governo e os encargos com a dívida pública com a redução dos juros Selic e realizar uma profunda reforma do estado e da administração pública no Brasil; 5) reduzir drasticamente a dívida pública com a diminuição das taxas de juros Selic; 6) eliminar o gargalo logístico com incentivos aos investimentos públicos e privados na infraestrutura de energia, transporte e comunicações; 7) implantar estrutura organizacional em rede no estado brasileiro para elevar os níveis de eficiência e eficácia da administração pública no Brasil; e, 8) combater a corrupção com a realização de uma reforma política e uma reforma do estado e da administração pública através de uma Assembleia Constituinte exclusiva.
  • 2. 2 Para eliminar os problemas sociais atuais, as estratégias do governo brasileiro deveriam estar voltadas para a superação da: 1) má distribuição da renda demonstrada no fato de 20% da população mais rica do Brasil ser detentora de 67% da renda nacional e 20% da mais pobre possuir apenas 2% da renda nacional; 2) precariedade dos serviços públicos de educação, saúde, transporte público e moradia em que o Brasil se posiciona no último lugar no mundo como provedor desses serviços públicos de baixa qualidade à população; e, 3) elevada criminalidade em que o Brasil apresenta os maiores índices em todo o mundo com uma taxa anual de aproximadamente 22 homicídios a cada 100.000 habitantes enquanto os Estados Unidos e a França, considerados exemplos, registram 6 e 0,7 assassinatos, respectivamente. A superação dos problemas sociais atuais requer a adoção das estratégias seguintes: 1) fortalecer as organizações da sociedade civil a fim de que possam pressionar os detentores do poder econômico e o governo para fazerem concessões de natureza social que se traduzam na melhoria da distribuição de renda do Brasil, contemplando, também, sua participação no delineamento de políticas governamentais de desenvolvimento nacional; 2) investir na melhoria da infraestrutura de educação e saúde e do sistema de transporte público e elevar a oferta de moradias populares para atender as demandas da sociedade; e, 3) adotar a política de prevenção e combate à criminalidade provendo a maioria da população brasileira dos meios mínimos de sobrevivência como emprego, educação, saúde e moradia, bem como reestruturando a polícia e a justiça para exercerem o combate ao crime sem o uso desproporcional da violência. Para eliminar os problemas ambientais atuais relativos à poluição do ar, rios, lagos, mares e oceanos, poluição do solo provocada por contaminação e descarte incorreto de lixo, queimadas em matas e florestas como forma de ampliar áreas para pasto ou agricultura, desmatamento com o corte ilegal de árvores para comercialização de madeira e destinação do lixo, entre outros, devem ser adotadas estratégias que contemplem medidas capazes de prevenir e mitigar as diversas formas de agressão ao meio ambiente em todo o território nacional. Para neutralizar as ameaças econômicas existentes e potenciais, as estratégias do governo brasileiro deveriam estar voltadas para evitar: 1) a precarização da infraestrutura de energia que ameaça o desabastecimento de combustíveis líquidos e de eletricidade do País que ainda não ocorreu graças ao pífio crescimento econômico que vem se registrando no Brasil; 2) o aumento das taxas de inflação que se registra no momento (5,8% em 2013 acima da meta de inflação de 4,5% ao ano); 3) a desindustrialização do Brasil demonstrada pela queda na participação da indústria no PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro que recuou em 2011 aos níveis de 1956; 4) a desvalorização da moeda brasileira que foi a moeda que mais perdeu no mundo frente ao dólar em 2012 e apresenta em 2013 uma desvalorização de 14,3%; e, 5) a queda vertiginosa no saldo da balança comercial que apresentou o maior déficit da história de janeiro a julho de US$ 4,98 bilhões ao contrário de 2012 cuja balança teve um superávit de US$ 9,92 bilhões. A neutralização das ameaças existentes e potenciais requer a adoção das estratégias seguintes: 1) Ampliar a infraestrutura de energia incentivando o investimento público e privado na expansão da capacidade de produção de combustível líquido (petróleo e derivados, álcool e biodiesel) e de geração de eletricidade (hidrelétricas, usinas eólicas, centrais solares, cogeração, etc.) para atenderem a demanda nacional; 2) Combater a inflação incentivando o investimento público e privado no aumento da produção de
  • 3. 3 bens e serviços no Brasil em condições de atender a demanda e adotar o câmbio fixo para evitar a inflação com a importação de matérias primas, insumos e produtos; 3) evitar a desindustrialização do Brasil com o aumento da competitividade, a adoção do câmbio fixo e a proteção da indústria nacional contra produtos importados; 4) evitar a desvalorização da moeda brasileira com a adoção do câmbio fixo; e, 5) reduzir ou eliminar déficits na balança comercial com incentivos às exportações, a adoção de políticas de substituição de importações e o estabelecimento do câmbio fixo. Para reforçar os pontos fortes existentes na economia do Brasil, as estratégias do governo brasileiro deveriam estar voltadas para o fortalecimento de seus setores de produção agropecuária, mineral e industrial, sua infraestrutura de energia, transporte e comunicações e seus polos de crescimento e desenvolvimento nacional onde estão localizadas as principais estruturas econômicas do Brasil. O reforço dos pontos fortes existentes no Brasil requer a adoção das estratégias seguintes: 1) incentivo aos investimentos no aumento da produtividade e no aumento da produção agropecuária, mineral e industrial abrangendo todas as regiões do País; 2) incentivo aos investimentos para o fortalecimento da infraestrutura de energia, transporte e comunicações existentes abrangendo todas as regiões do País para atender as necessidades do Brasil; e, 3) estruturar os eixos de desenvolvimento integrando economicamente entre si os polos de crescimento e desenvolvimento nacional. Para aproveitar as oportunidades econômicas existentes e potenciais, as estratégias do governo brasileiro deveriam estar voltadas para o aproveitamento de seus imensos recursos naturais (recursos hídricos, recursos minerais, áreas agricultáveis, fontes de energia renovável solar e eólica, petróleo off-shore em águas profundas). Estas oportunidades devem ser identificadas e avaliadas suas viabilidades de aproveitamento para, em seguida, elaborar planos de investimento visando o desenvolvimento econômico e social do Brasil. Neste sentido, as estratégias necessárias contemplariam a elaboração de planos de investimentos abrangendo todas as regiões do País para aproveitamento dos recursos naturais existentes nos campos energético (hidrelétricas, usinas eólicas, usinas solares, biomassa, pré-sal), mineral, agropecuário e industrial. Para ser bem sucedido na execução dessas estratégias, é importante que o estado brasileiro se estruture em rede que é um tipo de macroestrutura organizacional que funciona segundo uma lógica de organograma circular ou em forma de estrela, no centro da qual está a organização principal. Em torno desta organização principal (governo federal) estão diversas outras entidades (governos dos estados, prefeituras municipais e empresas estatais e públicas) que se articulariam com a primeira. O funcionamento deste tipo de organização se apoia geralmente em modernos sistemas informáticos e de telecomunicações que permitem a centralização da gestão e o controle de todos os processos. A adoção da estrutura em rede se impõe no Brasil porque as estruturas organizacionais do governo em todos os seus níveis estão superadas. É inadmissível que estruturas do governo federal, estadual e municipal superponham esforços, como ainda ocorre hoje em muitos setores, exaurindo os parcos recursos colocados à sua disposição. Para solucionar esse problema, seria necessário fazer com que os governos federal e estaduais assumissem funções normativas e de planejamento global, regional e setorial em bases integradas, enquanto as prefeituras municipais, órgãos de desenvolvimento regional e empresas estatais fariam a parte executiva também de forma articulada.
  • 4. 4 Ressalte-se que o Estado no Brasil é ineficiente e ineficaz devido à falta de integração dos governos federal, estadual e municipal na promoção do desenvolvimento nacional, regional e local. Associe-se a esse fato a existência de estruturas organizacionais inadequadas em cada um dos níveis federal, estadual e municipal que inviabilizam o esforço integrativo nessas instâncias de governo. A falta de integração das diversas instâncias do Estado é, portanto, total, fazendo com que a ação do poder público se torne caótica no seu conjunto, gerando, em consequência, deseconomias de toda ordem. Competiria, portanto, às prefeituras municipais, aos organismos de desenvolvimento regional e às empresas estatais a grande responsabilidade de colocar em prática todos os planos de desenvolvimento global, regional, estadual, municipal e setorial elaborados em conjunto pelas diversas instâncias de governo após auscultar os parlamentos nos seus níveis federal, estadual e municipal, bem como a sociedade civil. Esse modelo de gestão integrada do setor público no Brasil se contraporia ao que prevalece na atualidade, no qual os governos federal, estadual e municipal são autônomos nas suas deliberações e ações, e politicamente reativos à ideia de integração. *Fernando Alcoforado, 73, engenheiro e doutor em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Regional pela Universidade de Barcelona, professor universitário e consultor nas áreas de planejamento estratégico, planejamento empresarial, planejamento regional e planejamento de sistemas energéticos, é autor dos livros Globalização (Editora Nobel, São Paulo, 1997), De Collor a FHC- O Brasil e a Nova (Des)ordem Mundial (Editora Nobel, São Paulo, 1998), Um Projeto para o Brasil (Editora Nobel, São Paulo, 2000), Os condicionantes do desenvolvimento do Estado da Bahia (Tese de doutorado. Universidade de Barcelona, http://www.tesisenred.net/handle/10803/1944, 2003), Globalização e Desenvolvimento (Editora Nobel, São Paulo, 2006), Bahia- Desenvolvimento do Século XVI ao Século XX e Objetivos Estratégicos na Era Contemporânea (EGBA, Salvador, 2008), The Necessary Conditions of the Economic and Social Development- The Case of the State of Bahia (VDM Verlag Dr. Müller Aktiengesellschaft & Co. KG, Saarbrücken, Germany, 2010), Aquecimento Global e Catástrofe Planetária (P&A Gráfica e Editora, Salvador, 2010), Amazônia Sustentável- Para o progresso do Brasil e combate ao aquecimento global (Viena- Editora e Gráfica, Santa Cruz do Rio Pardo, São Paulo, 2011) e Os Fatores Condicionantes do Desenvolvimento Econômico e Social (Editora CRV, Curitiba, 2012), entre outros.S