SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
O FLUXO DE
          REFUGIADOS NO MUNDO




              Escola Tenente Rêgo Barros
Alunos:                                    Professor:
Bruna Freitas n°06                         Otavio Barroso
Helena Alessa n°16
Luis Fernando n°24
QUEM É O REFUGIADO?
 De acordo com convenção relativa a o estatuto do
  refugiado: É uma pessoa que "receando com razão ser
  perseguida em virtude da sua raça, religião,
  nacionalidade, filiação em certo grupo social ou das suas
  opiniões políticas, se encontre fora do país de que tem a
  nacionalidade e não possa ou, em virtude daquele receio,
  não queira pedir a proteção daquele país..."
QUAL A DIFERENÇA ENTRE
REFUGIADO E IMIGRANTE?

 O imigrante tem a perspectiva de retorno,
  mesmo que imaginada. O refugiado
  raramente consegue uma reinserção no local
  de origem, seja porque aquele lugar social
  não existe mais, ou porque há enormes
  limitações ao ‘retorno’. Além disso, a situação
  de violência, de sequela psicológica, também
  significa um desterro em prol de sua vida.
CAUSAS

 Conflitos étnicos
 Guerras
 Perseguição (ex.: política e/ou religiosa)
 Violência
 Péssimas e/ou quase impossíveis condições
  de vida.
Principais locais




Palestinos, siria, iran e germania, são os que mais
‘tem’ refugiados. Sendo que, a maioria são hom-
Ens, e destes, maios ou menos 30% são menores de
Idade.
LOCOMOÇÃO




No total, temos 36.460.360 de refugiados. Sendo esses, divididos, em quem por exemplo:
Pede ‘refugio’ para outros paises, os que apenas mudam de estado ou algo do de estereótipo
FLUXOS
São considerados
migrantes refugiados
cerca de 25 milhões de
pessoas, foram obrigados
a deixar seus lares devido
problemas
ambientais:desmatament
o, desertificação, erosão e
desastres químicos e
nucleares.
Geralmente eles possuem
algumas características:
origem de países
subdesenvolvidos, com
renda per capita média
abaixo de 500 dólares,
com alto índice de
analfabetismo, governos
que violam os direitos
humanos, perseguições
políticas e torturas,
extermínio étnico e
discriminações religiosas
BRASIL
 Falta de experiência e recurso para receber
  refugiados. Ajuda de R$ 350 e atendimento
  médico precário. A grande maioria de seus
  refugiados vem da áfrica.
CONDIÇÕES
 Em parte, as condições não são tão precárias
  por conta das ONGs que por sua vez, não são
  governamentais, mas contam com doações,
  e que com tais doações ajudam os
  refugiados. Geralmente o país que recebe os
  refugiados dá uma ajuda de custo, tem suas
  próprias organizações governamentais ,
  porém, nem sempre é como se espera. E por
  vezes as condições de vida não são tão boas
  quanto o imaginado.
ONG’S
Para quase todos os refugiados, as ONGs
  desempenharam um papel importante na
  instalação no novo país. Algumas ONGs são
  os principais e fundamentais organizadores
  de serviços, fornecem apoio financeiro, mas
  as ligações com a sociedade de acolhimento
  talvez seja o mais importante. Tendo como
  bom exemplo a ACNUR, MSF, UNRWA.
ACNUR
 Trabalha para assegurar os direitos e o bem-estar dos
  refugiados. Nos esforços para cumprir seu objetivo, ela se
  empenha em garantir que qualquer pessoa possa exercer o
  direito de buscar refúgio seguro em outro país e, caso
  assim deseje, regressar ao seu país de origem, quando isso
  ocorre, trabalham também para que tenham soluções
  duradouras para os problemas dessas pessoas.
CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO
 Tem a intenção de serem temporários, providenciando o
  básico necessário para a sobrevivência. São montados com
  barracas, providenciando locais para dormir, para a higiene
  pessoal, suprimentos médicos, comunicação, em alguns
  casos, alimentação.
 Dadaab, no Quênia, abriga o maior campo de refugiados do
  mundo. Planejado para abrigar 90 mil pessoas, mas
  atualmente comportam cerca de 400 mil refugiados e
  recebe um fluxo constante de mais de mil refugiados novos
  ao dia, em sua maioria provenientes da Somália.
CURIOSIDADES
 Dia do Refugiado : dia 20 de junho



 DARFUR
Para Mais Informacoes:
   Vocês vêem esses tópicos e estudam, pelo slide e por outros lugares
    tambem, ok? Vou dar alguns sites.
   http://www.refugiadosnobrasil.com.br/
   http://www.mundoeducacao.com.br/geografia/fluxos-populacioanais-
    migracoes-internacionais.htm
   http://www.politicaexterna.com/11380/brasil-um-pas-de-portas-
    abertas-para-os-refugiados-mas-nem-tudo-so-rosas
   http://pt.scribd.com/doc/22041477/CONFLITOS-ETNICOS-ATUAIS
   http://europa.eu/legislation_summaries/justice_freedom_security/free_
    movement_of_persons_asylum_immigration/l33176_pt.htm
   http://pt.wikipedia.org/wiki/Refugiado
   http://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%A9dicos_Sem_Fronteiras
   Nesse ultimo site tem tudo!! Basta procurar ((: >>
    http://www.refugiados.net/
 SLIDE FEITO POR ALESSA PEREIRA, FAVOR
 NAO RETIRAR OS CREDITOS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Refugiados.
Refugiados.Refugiados.
Refugiados.
 
Distribuição da População Mundial
Distribuição da População MundialDistribuição da População Mundial
Distribuição da População Mundial
 
A Diversidade Humana
A Diversidade HumanaA Diversidade Humana
A Diversidade Humana
 
Aula 3 - fluxos migratórios
Aula 3 -  fluxos migratóriosAula 3 -  fluxos migratórios
Aula 3 - fluxos migratórios
 
Tipos de migrações
Tipos de migraçõesTipos de migrações
Tipos de migrações
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Tipos de migrações
Tipos de migraçõesTipos de migrações
Tipos de migrações
 
Racismo trabalho
Racismo trabalhoRacismo trabalho
Racismo trabalho
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
 
Pirâmides etárias
Pirâmides etáriasPirâmides etárias
Pirâmides etárias
 
ÁFRICA
ÁFRICAÁFRICA
ÁFRICA
 
Desigualdade Social
Desigualdade SocialDesigualdade Social
Desigualdade Social
 
Direitos humanos
Direitos humanosDireitos humanos
Direitos humanos
 
Exclusão social
Exclusão socialExclusão social
Exclusão social
 
Diversidade Cultural
Diversidade CulturalDiversidade Cultural
Diversidade Cultural
 
Cultura indígena
Cultura indígenaCultura indígena
Cultura indígena
 
Regiões polares
Regiões polaresRegiões polares
Regiões polares
 
Refugiados
RefugiadosRefugiados
Refugiados
 
Vantagens e desvantagens da globalização
Vantagens e desvantagens da globalizaçãoVantagens e desvantagens da globalização
Vantagens e desvantagens da globalização
 
Formação Territorial Do Brasil
Formação Territorial Do BrasilFormação Territorial Do Brasil
Formação Territorial Do Brasil
 

Semelhante a Refugiados

CLC Urbanismo e Mobilidade DR 4 Migrações
CLC Urbanismo e Mobilidade DR 4 MigraçõesCLC Urbanismo e Mobilidade DR 4 Migrações
CLC Urbanismo e Mobilidade DR 4 Migrações
Fernando de Sá
 
Trabalho final
Trabalho finalTrabalho final
Trabalho final
Mariana
 
Imigração e refúgio em São Paulo: o papel da sociedade civil no processo de r...
Imigração e refúgio em São Paulo: o papel da sociedade civil no processo de r...Imigração e refúgio em São Paulo: o papel da sociedade civil no processo de r...
Imigração e refúgio em São Paulo: o papel da sociedade civil no processo de r...
inovaDay .
 
Apresentação manuela
Apresentação   manuelaApresentação   manuela
Apresentação manuela
Gabriel Reis
 
Cidadao 34 completo 1
Cidadao 34 completo 1Cidadao 34 completo 1
Cidadao 34 completo 1
aghipertexto
 

Semelhante a Refugiados (20)

Cartilha embaixada
Cartilha embaixadaCartilha embaixada
Cartilha embaixada
 
Protegendo Refugiados no Brasil e no Mundo 2014
Protegendo Refugiados no Brasil e no Mundo 2014Protegendo Refugiados no Brasil e no Mundo 2014
Protegendo Refugiados no Brasil e no Mundo 2014
 
Derrubar muros, construir pontes
Derrubar muros, construir pontesDerrubar muros, construir pontes
Derrubar muros, construir pontes
 
POVOS INDIGENAS BRASILEIROS
POVOS INDIGENAS BRASILEIROSPOVOS INDIGENAS BRASILEIROS
POVOS INDIGENAS BRASILEIROS
 
Refugiados
RefugiadosRefugiados
Refugiados
 
Aula1 refugiadoseguerra-170206232617
Aula1 refugiadoseguerra-170206232617Aula1 refugiadoseguerra-170206232617
Aula1 refugiadoseguerra-170206232617
 
6º anos - Revisão de prova (Geografia)
6º anos - Revisão de prova (Geografia)6º anos - Revisão de prova (Geografia)
6º anos - Revisão de prova (Geografia)
 
CLC Urbanismo e Mobilidade DR 4 Migrações
CLC Urbanismo e Mobilidade DR 4 MigraçõesCLC Urbanismo e Mobilidade DR 4 Migrações
CLC Urbanismo e Mobilidade DR 4 Migrações
 
A questão dos imigrantes e dos refugiados
A questão dos imigrantes e dos refugiadosA questão dos imigrantes e dos refugiados
A questão dos imigrantes e dos refugiados
 
Sociologia: Raça e Etnicidade
Sociologia: Raça e EtnicidadeSociologia: Raça e Etnicidade
Sociologia: Raça e Etnicidade
 
Trabalho final
Trabalho finalTrabalho final
Trabalho final
 
O FENÔMENO DOS REFUGIADOS HAITIANOS NO MUNICÍPIO DE LINHARES, ESPÍRITO SANTO,...
O FENÔMENO DOS REFUGIADOS HAITIANOS NO MUNICÍPIO DE LINHARES, ESPÍRITO SANTO,...O FENÔMENO DOS REFUGIADOS HAITIANOS NO MUNICÍPIO DE LINHARES, ESPÍRITO SANTO,...
O FENÔMENO DOS REFUGIADOS HAITIANOS NO MUNICÍPIO DE LINHARES, ESPÍRITO SANTO,...
 
Migrações
MigraçõesMigrações
Migrações
 
InclusãO E Diversidade
InclusãO E DiversidadeInclusãO E Diversidade
InclusãO E Diversidade
 
Desterritorialização e redes de solidariedade
Desterritorialização e redes de solidariedadeDesterritorialização e redes de solidariedade
Desterritorialização e redes de solidariedade
 
Imigração e refúgio em São Paulo: o papel da sociedade civil no processo de r...
Imigração e refúgio em São Paulo: o papel da sociedade civil no processo de r...Imigração e refúgio em São Paulo: o papel da sociedade civil no processo de r...
Imigração e refúgio em São Paulo: o papel da sociedade civil no processo de r...
 
Imigração Transnacional: Um Novo Modo de (Re)Integração
Imigração Transnacional: Um Novo Modo de (Re)IntegraçãoImigração Transnacional: Um Novo Modo de (Re)Integração
Imigração Transnacional: Um Novo Modo de (Re)Integração
 
Apresentação manuela
Apresentação   manuelaApresentação   manuela
Apresentação manuela
 
Cidadao 34 completo 1
Cidadao 34 completo 1Cidadao 34 completo 1
Cidadao 34 completo 1
 
Urbanização e população
Urbanização e populaçãoUrbanização e população
Urbanização e população
 

Mais de Alessa Pereira (7)

Redação
RedaçãoRedação
Redação
 
Redação
RedaçãoRedação
Redação
 
1 pp paleoliticovsneolitico
1 pp paleoliticovsneolitico1 pp paleoliticovsneolitico
1 pp paleoliticovsneolitico
 
Apec geo
Apec geoApec geo
Apec geo
 
Vetores
VetoresVetores
Vetores
 
Calculo vetorial
Calculo vetorialCalculo vetorial
Calculo vetorial
 
Tratados de paz
Tratados de pazTratados de paz
Tratados de paz
 

Refugiados

  • 1. O FLUXO DE REFUGIADOS NO MUNDO Escola Tenente Rêgo Barros Alunos: Professor: Bruna Freitas n°06 Otavio Barroso Helena Alessa n°16 Luis Fernando n°24
  • 2. QUEM É O REFUGIADO?  De acordo com convenção relativa a o estatuto do refugiado: É uma pessoa que "receando com razão ser perseguida em virtude da sua raça, religião, nacionalidade, filiação em certo grupo social ou das suas opiniões políticas, se encontre fora do país de que tem a nacionalidade e não possa ou, em virtude daquele receio, não queira pedir a proteção daquele país..."
  • 3. QUAL A DIFERENÇA ENTRE REFUGIADO E IMIGRANTE?  O imigrante tem a perspectiva de retorno, mesmo que imaginada. O refugiado raramente consegue uma reinserção no local de origem, seja porque aquele lugar social não existe mais, ou porque há enormes limitações ao ‘retorno’. Além disso, a situação de violência, de sequela psicológica, também significa um desterro em prol de sua vida.
  • 4. CAUSAS  Conflitos étnicos  Guerras  Perseguição (ex.: política e/ou religiosa)  Violência  Péssimas e/ou quase impossíveis condições de vida.
  • 5. Principais locais Palestinos, siria, iran e germania, são os que mais ‘tem’ refugiados. Sendo que, a maioria são hom- Ens, e destes, maios ou menos 30% são menores de Idade.
  • 6. LOCOMOÇÃO No total, temos 36.460.360 de refugiados. Sendo esses, divididos, em quem por exemplo: Pede ‘refugio’ para outros paises, os que apenas mudam de estado ou algo do de estereótipo
  • 7. FLUXOS São considerados migrantes refugiados cerca de 25 milhões de pessoas, foram obrigados a deixar seus lares devido problemas ambientais:desmatament o, desertificação, erosão e desastres químicos e nucleares. Geralmente eles possuem algumas características: origem de países subdesenvolvidos, com renda per capita média abaixo de 500 dólares, com alto índice de analfabetismo, governos que violam os direitos humanos, perseguições políticas e torturas, extermínio étnico e discriminações religiosas
  • 8. BRASIL  Falta de experiência e recurso para receber refugiados. Ajuda de R$ 350 e atendimento médico precário. A grande maioria de seus refugiados vem da áfrica.
  • 9. CONDIÇÕES  Em parte, as condições não são tão precárias por conta das ONGs que por sua vez, não são governamentais, mas contam com doações, e que com tais doações ajudam os refugiados. Geralmente o país que recebe os refugiados dá uma ajuda de custo, tem suas próprias organizações governamentais , porém, nem sempre é como se espera. E por vezes as condições de vida não são tão boas quanto o imaginado.
  • 10. ONG’S Para quase todos os refugiados, as ONGs desempenharam um papel importante na instalação no novo país. Algumas ONGs são os principais e fundamentais organizadores de serviços, fornecem apoio financeiro, mas as ligações com a sociedade de acolhimento talvez seja o mais importante. Tendo como bom exemplo a ACNUR, MSF, UNRWA.
  • 11. ACNUR  Trabalha para assegurar os direitos e o bem-estar dos refugiados. Nos esforços para cumprir seu objetivo, ela se empenha em garantir que qualquer pessoa possa exercer o direito de buscar refúgio seguro em outro país e, caso assim deseje, regressar ao seu país de origem, quando isso ocorre, trabalham também para que tenham soluções duradouras para os problemas dessas pessoas.
  • 12. CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO  Tem a intenção de serem temporários, providenciando o básico necessário para a sobrevivência. São montados com barracas, providenciando locais para dormir, para a higiene pessoal, suprimentos médicos, comunicação, em alguns casos, alimentação.  Dadaab, no Quênia, abriga o maior campo de refugiados do mundo. Planejado para abrigar 90 mil pessoas, mas atualmente comportam cerca de 400 mil refugiados e recebe um fluxo constante de mais de mil refugiados novos ao dia, em sua maioria provenientes da Somália.
  • 13. CURIOSIDADES  Dia do Refugiado : dia 20 de junho  DARFUR
  • 14. Para Mais Informacoes:  Vocês vêem esses tópicos e estudam, pelo slide e por outros lugares tambem, ok? Vou dar alguns sites.  http://www.refugiadosnobrasil.com.br/  http://www.mundoeducacao.com.br/geografia/fluxos-populacioanais- migracoes-internacionais.htm  http://www.politicaexterna.com/11380/brasil-um-pas-de-portas- abertas-para-os-refugiados-mas-nem-tudo-so-rosas  http://pt.scribd.com/doc/22041477/CONFLITOS-ETNICOS-ATUAIS  http://europa.eu/legislation_summaries/justice_freedom_security/free_ movement_of_persons_asylum_immigration/l33176_pt.htm  http://pt.wikipedia.org/wiki/Refugiado  http://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%A9dicos_Sem_Fronteiras  Nesse ultimo site tem tudo!! Basta procurar ((: >> http://www.refugiados.net/
  • 15.  SLIDE FEITO POR ALESSA PEREIRA, FAVOR NAO RETIRAR OS CREDITOS