SlideShare uma empresa Scribd logo

O fiasco econômico do governo temer

Após 1 ano na presidência da República, Michel Temer não conseguiu superar a grave crise econômica que afeta o Brasil desde o governo Dilma Rousseff e gerou o desemprego de 12 milhões de desempregados, a falência de milhares de empresas e a insolvência da União e dos estados da federação. A ineficácia do governo Temer é flagrante porque não promove o crescimento econômico para combater a estagnação econômica que ameaça o futuro do País e não cria o ambiente propício aos investimentos privados na atividade produtiva. As medidas adotadas pelo governo Michel Temer são ineficazes porque o Projeto de Emenda Constitucional (PEC 241) não soluciona o problema das contas públicas ao congelar o gasto público por 20 anos, excluindo o pagamento dos juros da dívida pública, além de aprofundar a recessão. Trata-se, portanto, de uma falácia a afirmação do governo Temer que a recessão foi superada.

1 de 3
Baixar para ler offline
1
O FIASCO ECONÔMICO DO GOVERNO TEMER
Fernando alcoforado*
O Produto Interno Bruto (PIB) é definido como o valor total da produção de riqueza em
um determinado país durante um ano pelos agentes econômicos residentes no território
nacional. Macroeconomicamente, o PIB pode ser calculado na moeda de um
determinado país a partir da soma de todos os seus componentes: PIB = C + I + G + X –
M. Nesta fórmula, C corresponde à despesa das famílias em bens de consumo (consumo
privado), I à despesa das empresas em investimento, quer em bens de capital (formação
bruta de capital fixo, FBCF), quer em estoques de matérias-primas e produtos (variação
de estoques, EST), G à despesa do Estado (governos federal, estaduais e municipais) em
bens de consumo (consumo público), X à receita com exportações e M ao gasto com
importações. Desta forma, teremos: PIB= C+FBCF+EST+G+X-M.
Baseado nesta fórmula, o crescimento do PIB pode ser obtido com a expansão do
consumo privado (C) aumentando a massa salarial e adotando política de crédito que
incentive o consumidor a comprar, o aumento do investimento na atividade produtiva
(I= FBCF+EST)) que pode resultar da redução da carga tributária e da implementação
de uma política de incentivos fiscais e juros atrativos para os empresários e a elevação
da despesa do Estado (G) com ênfase na realização de investimentos em infra-estrutura
econômica e social. O aumento da receita de exportação (X) e a redução dos gastos com
importações (M) contribuiriam também para o crescimento da economia.
Em 2016, a economia brasileira reduziu seu PIB pelo segundo ano consecutivo. A
queda foi de 3,6% em 2016, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e
Estatística (IBGE). Em 2015, a queda no PIB havia sido de 3,8%. O resultado confirma
a maior recessão da história do Brasil, iniciada há oito trimestres, desde que o IBGE
começou a série histórica, em 1948. No acumulado, a economia do país teve uma queda
no PIB de 7,4% nos últimos dois anos. Essa sequência, de dois anos seguidos de baixa, só foi
verificada no Brasil em 1930 e 1931. O ritmo de corte em 2015 e 2016 foi o maior. Pela 1ª vez,
todos os setores se contraíram. Todas as atividades econômicas registraram queda. Houve
recuo na agropecuária (-6,6%), na indústria (-3,8%) e nos serviços (-2,7%). O PIB per
capita teve queda de 4,4% em termos reais, alcançando R$ 30.407.
Com Temer, o Brasil teve, portanto, a maior recessão econômica da história. Na análise
da despesa, pelo terceiro ano seguido houve contração da Formação Bruta de Capital
Fixo- FBCF (-10,2%). Este recuo é justificado pela queda da produção interna e da
importação de bens de capital, sendo influenciado ainda pelo recuo da construção. A
despesa de consumo das famílias caiu 4,2% em relação ao ano anterior (quando havia
caído 3,9%), explicado pela deterioração dos indicadores de juros, crédito, emprego e
renda ao longo de todo o ano de 2016. A despesa do consumo do governo, por sua vez,
caiu 0,6%, ante uma queda de 1,1% em 2015. Já no setor externo, as exportações de
bens e serviços cresceram 1,9%, enquanto que as importações de bens e serviços caíram
10,3%.
Após 1 ano na presidência da República, Michel Temer não conseguiu superar a grave
crise econômica que afeta o Brasil desde o governo Dilma Rousseff e gerou o
desemprego de 12 milhões de desempregados, a falência de milhares de empresas e a
insolvência da União e dos estados da federação. A ineficácia do governo Temer é
flagrante porque não promove o crescimento econômico para combater a estagnação
2
econômica que ameaça o futuro do País e não cria o ambiente propício aos
investimentos privados na atividade produtiva. As medidas adotadas pelo governo
Michel Temer são ineficazes porque o Projeto de Emenda Constitucional (PEC 241)
não soluciona o problema das contas públicas ao congelar o gasto público por 20 anos,
excluindo o pagamento dos juros da dívida pública, além de aprofundar a recessão.
Trata-se, portanto, de uma falácia a afirmação do governo Temer que a recessão foi
superada.
O verdadeiro ajuste fiscal que deveria ser adotado no momento contemplaria, de um
lado, o aumento da arrecadação pública com a: 1) taxação das grandes fortunas com
patrimônio superior a 1 bilhão de reais que poderia render aproximadamente 100
bilhões de reais por ano; e, 2) aumento do imposto sobre os bancos e, de outro, diminuir
os gastos do governo com a: 1) redução drástica do número de ministérios e órgãos
públicos e dos dispêndios em todos os níveis do governo; e, 2) redução drástica da taxa
de juros básica da economia (Selic) para diminuir o tamanho da dívida pública e os
encargos com o pagamento dos juros e a amortização da dívida pública.
A dívida pública que atinge hoje R$ 3,7 trilhões obriga o governo a destinar 44,93% do
orçamento da União ao pagamento dos juros (R$ 635 bilhões) da dívida pública. O
principal problema das contas públicas reside, portanto, no crescimento explosivo da
dívida pública e não nos gastos correntes do governo federal. Como reduzir os encargos
com o pagamento dos juros e a amortização da dívida pública? Para reduzir o
pagamento dos juros e a amortização da dívida pública, o governo precisa renegociar
com os credores o alongamento do pagamento da dívida pública a fim de que o governo
federal passe a dispor dos recursos necessários a seus investimentos na infraestrutura
econômica e social.
Além das medidas acima descritas, o governo federal deveria adotar urgentemente um
vigoroso programa de investimentos da ordem de R$ 1.664,50 bilhões na deficiente
infraestrutura econômica e de R$ 400 bilhões na infraestrutura social para promover o
crescimento econômico do Brasil. Este conjunto de medidas deveria ser complementado
com o aumento das exportações e a redução das importações. O programa de
investimentos em infraestrutura econômica seria direcionado para portos (R$ 42,9
bilhões), ferrovias (R$ 130,8 bilhões), rodovias (R$ 811,7 bilhões), hidrovias e portos
fluviais (R$ 10,9 bilhões), aeroportos (R$ 9,3 bilhões), setor elétrico (R$ 293,9 bilhões),
petróleo e gás (R$ 75,3 bilhões), saneamento básico (R$ 270 bilhões) e
telecomunicações (R$ 19,7 bilhões). Os investimentos em infraestrutura social dizem
respeito ao setor de saúde (R$ 83 bilhões por ano), setor de educação (R$ 16,9
bilhões/ano) e habitação popular (R$ 160 bilhões).
No caso do programa de investimentos em infraestrutura econômica urge a atração de
capitais privados e no caso do programa de investimentos em infraestrutura social urge
a renegociação dos termos de pagamento da dívida pública interna, a elevação dos
impostos incidentes sobre o sistema financeiro e a taxação das grandes fortunas para o
governo brasileiro passar a dispor de recursos para investimento. A consequência de
todo este conjunto de medidas seria a retomada do crescimento econômico do País que
contribuiria para a elevação do consumo das famílias, da queda do nível de desemprego
e a redução dos níveis de inflação.
Além da ineficácia do ajuste fiscal com PEC 241, nenhuma medida foi proposta pelo
governo Michel Temer para combater a estagnação econômica que tende a se
aprofundar nos próximos anos. Nada está sendo proposto para reduzir as estratosféricas
3
taxas de juros bancárias, a gigantesca carga tributária e o problema da dívida pública.
Os dirigentes governamentais no Brasil precisam entender que em uma situação
excepcional como a atual há uma necessidade imperiosa de planejar o desenvolvimento
nacional. O governo brasileiro deveria elaborar um plano econômico que contribua para
a retomada do desenvolvimento do Brasil que acene para a população e para os setores
produtivos uma perspectiva de retomada do crescimento econômico. Ao invés disto, o
governo Michel Temer adota uma política econômica neoliberal que abdica da
intervenção do Estado brasileiro no ambiente econômico. É a inexistência de um plano
de desenvolvimento um dos fatores que levam à imobilidade do setor privado na
realização de investimentos no Brasil levando-o a uma verdadeira paralisia.
*Fernando Alcoforado, 77, membro da Academia Baiana de Educação, engenheiro e doutor em
Planejamento Territorial e Desenvolvimento Regional pela Universidade de Barcelona, professor
universitário e consultor nas áreas de planejamento estratégico, planejamento empresarial, planejamento
regional e planejamento de sistemas energéticos, é autor dos livros Globalização (Editora Nobel, São
Paulo, 1997), De Collor a FHC- O Brasil e a Nova (Des)ordem Mundial (Editora Nobel, São Paulo,
1998), Um Projeto para o Brasil (Editora Nobel, São Paulo, 2000), Os condicionantes do
desenvolvimento do Estado da Bahia (Tese de doutorado. Universidade de
Barcelona,http://www.tesisenred.net/handle/10803/1944, 2003), Globalização e Desenvolvimento
(Editora Nobel, São Paulo, 2006), Bahia- Desenvolvimento do Século XVI ao Século XX e Objetivos
Estratégicos na Era Contemporânea (EGBA, Salvador, 2008), The Necessary Conditions of the
Economic and Social Development- The Case of the State of Bahia (VDM Verlag Dr. Müller
Aktiengesellschaft & Co. KG, Saarbrücken, Germany, 2010), Aquecimento Global e Catástrofe
Planetária (Viena- Editora e Gráfica, Santa Cruz do Rio Pardo, São Paulo, 2010), Amazônia Sustentável-
Para o progresso do Brasil e combate ao aquecimento global (Viena- Editora e Gráfica, Santa Cruz do
Rio Pardo, São Paulo, 2011), Os Fatores Condicionantes do Desenvolvimento Econômico e Social
(Editora CRV, Curitiba, 2012), Energia no Mundo e no Brasil- Energia e Mudança Climática
Catastrófica no Século XXI (Editora CRV, Curitiba, 2015) e As Grandes Revoluções Científicas,
Econômicas e Sociais que Mudaram o Mundo (Editora CRV, Curitiba, 2016). Possui blog na Internet
(http://fernando.alcoforado.zip.net). E-mail: falcoforado@uol.com.br.

Recomendados

Pec 241 ameaça o desenvolvimento do brasil
Pec 241 ameaça o desenvolvimento do brasilPec 241 ameaça o desenvolvimento do brasil
Pec 241 ameaça o desenvolvimento do brasilFernando Alcoforado
 
Como retomar o desenvolvimento econômico do brasil
Como retomar o desenvolvimento econômico do brasilComo retomar o desenvolvimento econômico do brasil
Como retomar o desenvolvimento econômico do brasilFernando Alcoforado
 
Economia brasileira ameaçada pelo ajuste fiscal do governo michel temer
Economia brasileira ameaçada pelo ajuste fiscal do governo michel temerEconomia brasileira ameaçada pelo ajuste fiscal do governo michel temer
Economia brasileira ameaçada pelo ajuste fiscal do governo michel temerFernando Alcoforado
 
Rombo fiscal nas contas públicas leva à bancarrota a economia brasileira
Rombo fiscal nas contas públicas leva à bancarrota a economia brasileiraRombo fiscal nas contas públicas leva à bancarrota a economia brasileira
Rombo fiscal nas contas públicas leva à bancarrota a economia brasileiraFernando Alcoforado
 
O futuro do brasil pós impeachment de dilma rousseff
O futuro do brasil pós impeachment de dilma rousseffO futuro do brasil pós impeachment de dilma rousseff
O futuro do brasil pós impeachment de dilma rousseffFernando Alcoforado
 
O falso discurso do governo sobre a recuperação econômica do brasil
O falso discurso do governo sobre a recuperação econômica do brasilO falso discurso do governo sobre a recuperação econômica do brasil
O falso discurso do governo sobre a recuperação econômica do brasilFernando Alcoforado
 
Governabilidade e economia ameaçadas no brasil
Governabilidade e economia ameaçadas no brasilGovernabilidade e economia ameaçadas no brasil
Governabilidade e economia ameaçadas no brasilFernando Alcoforado
 
A incompetência gerencial do governo michel temer
A incompetência gerencial do governo michel temer A incompetência gerencial do governo michel temer
A incompetência gerencial do governo michel temer Fernando Alcoforado
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O desastroso governo michel temer
O desastroso governo michel temerO desastroso governo michel temer
O desastroso governo michel temerFernando Alcoforado
 
Não ao ajuste econômico recessivo do governo michel temer
Não ao ajuste econômico recessivo do governo michel temerNão ao ajuste econômico recessivo do governo michel temer
Não ao ajuste econômico recessivo do governo michel temerFernando Alcoforado
 
O brasil falido com o governo neoliberal de michel temer
O brasil falido com o governo neoliberal de michel temer O brasil falido com o governo neoliberal de michel temer
O brasil falido com o governo neoliberal de michel temer Fernando Alcoforado
 
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseffComo reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseffFernando Alcoforado
 
O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...
O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...
O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...Fernando Alcoforado
 
A política econômica do governo dilma e os limites do crescimento versão 9.0
A política econômica do governo dilma e os limites do crescimento versão 9.0A política econômica do governo dilma e os limites do crescimento versão 9.0
A política econômica do governo dilma e os limites do crescimento versão 9.0Wagner Cunha e Torre Torres
 
Pec 241 do governo michel temer ameaça o futuro do brasil
Pec 241 do governo michel temer ameaça o futuro do brasilPec 241 do governo michel temer ameaça o futuro do brasil
Pec 241 do governo michel temer ameaça o futuro do brasilFernando Alcoforado
 
A crise econômica no brasil
A crise econômica no brasilA crise econômica no brasil
A crise econômica no brasilDiego Guilherme
 
Cenários do brasil pós eleições presidenciais
Cenários do brasil pós eleições presidenciaisCenários do brasil pós eleições presidenciais
Cenários do brasil pós eleições presidenciaisFernando Alcoforado
 
A política econômica durante o governo lula (2003 2010) cenários, resultad...
A  política econômica durante  o governo  lula (2003 2010) cenários, resultad...A  política econômica durante  o governo  lula (2003 2010) cenários, resultad...
A política econômica durante o governo lula (2003 2010) cenários, resultad...Gabriel Morais
 
Comércio exterior e transição da economia ( Governo Lula)
Comércio exterior e transição da economia ( Governo Lula)Comércio exterior e transição da economia ( Governo Lula)
Comércio exterior e transição da economia ( Governo Lula)Pâmela Nogueira da Silva
 
Relatório de Análise Econômica dos Gastos Públicos Federais
Relatório de Análise Econômica dos Gastos Públicos FederaisRelatório de Análise Econômica dos Gastos Públicos Federais
Relatório de Análise Econômica dos Gastos Públicos FederaisMinistério da Economia
 
Os impasses econômicos e políticos do brasil
Os impasses econômicos e políticos do brasilOs impasses econômicos e políticos do brasil
Os impasses econômicos e políticos do brasilFernando Alcoforado
 
Em defesa de um novo modelo econômico nacional desenvolvimentista para supera...
Em defesa de um novo modelo econômico nacional desenvolvimentista para supera...Em defesa de um novo modelo econômico nacional desenvolvimentista para supera...
Em defesa de um novo modelo econômico nacional desenvolvimentista para supera...Fernando Alcoforado
 
A ofensiva neoliberal do governo michel temer
A ofensiva neoliberal do governo michel temerA ofensiva neoliberal do governo michel temer
A ofensiva neoliberal do governo michel temerFernando Alcoforado
 

Mais procurados (19)

O desastroso governo michel temer
O desastroso governo michel temerO desastroso governo michel temer
O desastroso governo michel temer
 
Não ao ajuste econômico recessivo do governo michel temer
Não ao ajuste econômico recessivo do governo michel temerNão ao ajuste econômico recessivo do governo michel temer
Não ao ajuste econômico recessivo do governo michel temer
 
O brasil falido com o governo neoliberal de michel temer
O brasil falido com o governo neoliberal de michel temer O brasil falido com o governo neoliberal de michel temer
O brasil falido com o governo neoliberal de michel temer
 
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseffComo reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
 
O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...
O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...
O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...
 
A política econômica do governo dilma e os limites do crescimento versão 9.0
A política econômica do governo dilma e os limites do crescimento versão 9.0A política econômica do governo dilma e os limites do crescimento versão 9.0
A política econômica do governo dilma e os limites do crescimento versão 9.0
 
Pec 241 do governo michel temer ameaça o futuro do brasil
Pec 241 do governo michel temer ameaça o futuro do brasilPec 241 do governo michel temer ameaça o futuro do brasil
Pec 241 do governo michel temer ameaça o futuro do brasil
 
Gasto público
Gasto públicoGasto público
Gasto público
 
A crise econômica no brasil
A crise econômica no brasilA crise econômica no brasil
A crise econômica no brasil
 
Cenários do brasil pós eleições presidenciais
Cenários do brasil pós eleições presidenciaisCenários do brasil pós eleições presidenciais
Cenários do brasil pós eleições presidenciais
 
A política econômica durante o governo lula (2003 2010) cenários, resultad...
A  política econômica durante  o governo  lula (2003 2010) cenários, resultad...A  política econômica durante  o governo  lula (2003 2010) cenários, resultad...
A política econômica durante o governo lula (2003 2010) cenários, resultad...
 
Brasil país sem rumo
Brasil país sem rumoBrasil país sem rumo
Brasil país sem rumo
 
Comércio exterior e transição da economia ( Governo Lula)
Comércio exterior e transição da economia ( Governo Lula)Comércio exterior e transição da economia ( Governo Lula)
Comércio exterior e transição da economia ( Governo Lula)
 
Relatório de Análise Econômica dos Gastos Públicos Federais
Relatório de Análise Econômica dos Gastos Públicos FederaisRelatório de Análise Econômica dos Gastos Públicos Federais
Relatório de Análise Econômica dos Gastos Públicos Federais
 
O brasil sem rumo
O brasil sem rumoO brasil sem rumo
O brasil sem rumo
 
Os impasses econômicos e políticos do brasil
Os impasses econômicos e políticos do brasilOs impasses econômicos e políticos do brasil
Os impasses econômicos e políticos do brasil
 
Em defesa de um novo modelo econômico nacional desenvolvimentista para supera...
Em defesa de um novo modelo econômico nacional desenvolvimentista para supera...Em defesa de um novo modelo econômico nacional desenvolvimentista para supera...
Em defesa de um novo modelo econômico nacional desenvolvimentista para supera...
 
Entenda a Pec241
Entenda a Pec241Entenda a Pec241
Entenda a Pec241
 
A ofensiva neoliberal do governo michel temer
A ofensiva neoliberal do governo michel temerA ofensiva neoliberal do governo michel temer
A ofensiva neoliberal do governo michel temer
 

Semelhante a O fiasco econômico do governo temer

O DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONARO
O DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONAROO DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONARO
O DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONAROFernandoAlcoforado1
 
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseffComo reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseffFernando Alcoforado
 
Pec 241 ameaça o desenvolvimento do brasil
Pec 241 ameaça o desenvolvimento do brasilPec 241 ameaça o desenvolvimento do brasil
Pec 241 ameaça o desenvolvimento do brasilFernando Alcoforado
 
A falta de visão estratégica sobre o futuro do país dos candidatos à presidên...
A falta de visão estratégica sobre o futuro do país dos candidatos à presidên...A falta de visão estratégica sobre o futuro do país dos candidatos à presidên...
A falta de visão estratégica sobre o futuro do país dos candidatos à presidên...Fernando Alcoforado
 
A falta de visao estrategica sobre o futuro do pais dos candidatos a presiden...
A falta de visao estrategica sobre o futuro do pais dos candidatos a presiden...A falta de visao estrategica sobre o futuro do pais dos candidatos a presiden...
A falta de visao estrategica sobre o futuro do pais dos candidatos a presiden...Roberto Rabat Chame
 
A iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequências
A iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequênciasA iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequências
A iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequênciasFernando Alcoforado
 
Os cenários do futuro governo do brasil de michel temer
Os cenários do futuro governo do brasil de michel temerOs cenários do futuro governo do brasil de michel temer
Os cenários do futuro governo do brasil de michel temerFernando Alcoforado
 
A dívida pública poderá levar o brasil ao colapso econômico
A dívida pública poderá levar o brasil ao colapso econômicoA dívida pública poderá levar o brasil ao colapso econômico
A dívida pública poderá levar o brasil ao colapso econômicoFernando Alcoforado
 
O governo e o sistema financeiro unidos contra o progresso do brasil
O governo e o sistema financeiro unidos contra o progresso do brasilO governo e o sistema financeiro unidos contra o progresso do brasil
O governo e o sistema financeiro unidos contra o progresso do brasilRoberto Rabat Chame
 
O governo e o sistema financeiro unidos contra o progresso do brasil
O governo e o sistema financeiro unidos contra o progresso do brasilO governo e o sistema financeiro unidos contra o progresso do brasil
O governo e o sistema financeiro unidos contra o progresso do brasilFernando Alcoforado
 
Não à política econômica recessiva do governo michel temer
Não à política econômica recessiva do governo michel temerNão à política econômica recessiva do governo michel temer
Não à política econômica recessiva do governo michel temerFernando Alcoforado
 
Dívida pública e não o gasto com a previdência social é o verdadeiro problem...
Dívida pública e não o gasto com a previdência social  é o verdadeiro problem...Dívida pública e não o gasto com a previdência social  é o verdadeiro problem...
Dívida pública e não o gasto com a previdência social é o verdadeiro problem...Fernando Alcoforado
 
COMO ELIMINAR O DESEMPREGO NO BRASIL.pdf
COMO ELIMINAR O DESEMPREGO NO BRASIL.pdfCOMO ELIMINAR O DESEMPREGO NO BRASIL.pdf
COMO ELIMINAR O DESEMPREGO NO BRASIL.pdfFaga1939
 
Como superar a crise e retomar o desenvolvimento no brasil
Como superar a crise e retomar o desenvolvimento no brasilComo superar a crise e retomar o desenvolvimento no brasil
Como superar a crise e retomar o desenvolvimento no brasilFernando Alcoforado
 
O governo dilma rousseff e os bancos unidos contra o povo brasileiro
O governo dilma rousseff e os bancos unidos contra o povo brasileiroO governo dilma rousseff e os bancos unidos contra o povo brasileiro
O governo dilma rousseff e os bancos unidos contra o povo brasileiroFernando Alcoforado
 
A pilhagem dos cofres públicos pelos poderes da república agrava as contas pú...
A pilhagem dos cofres públicos pelos poderes da república agrava as contas pú...A pilhagem dos cofres públicos pelos poderes da república agrava as contas pú...
A pilhagem dos cofres públicos pelos poderes da república agrava as contas pú...Fernando Alcoforado
 
Como reativar a economia do brasil
Como reativar a economia do brasilComo reativar a economia do brasil
Como reativar a economia do brasilFernando Alcoforado
 

Semelhante a O fiasco econômico do governo temer (20)

O DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONARO
O DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONAROO DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONARO
O DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONARO
 
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseffComo reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
 
Visões sobre pec 241
Visões sobre pec 241Visões sobre pec 241
Visões sobre pec 241
 
Pec 241 ameaça o desenvolvimento do brasil
Pec 241 ameaça o desenvolvimento do brasilPec 241 ameaça o desenvolvimento do brasil
Pec 241 ameaça o desenvolvimento do brasil
 
A falta de visão estratégica sobre o futuro do país dos candidatos à presidên...
A falta de visão estratégica sobre o futuro do país dos candidatos à presidên...A falta de visão estratégica sobre o futuro do país dos candidatos à presidên...
A falta de visão estratégica sobre o futuro do país dos candidatos à presidên...
 
A falta de visao estrategica sobre o futuro do pais dos candidatos a presiden...
A falta de visao estrategica sobre o futuro do pais dos candidatos a presiden...A falta de visao estrategica sobre o futuro do pais dos candidatos a presiden...
A falta de visao estrategica sobre o futuro do pais dos candidatos a presiden...
 
A iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequências
A iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequênciasA iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequências
A iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequências
 
Os cenários do futuro governo do brasil de michel temer
Os cenários do futuro governo do brasil de michel temerOs cenários do futuro governo do brasil de michel temer
Os cenários do futuro governo do brasil de michel temer
 
O brasil sem rumo
O brasil sem rumoO brasil sem rumo
O brasil sem rumo
 
A dívida pública poderá levar o brasil ao colapso econômico
A dívida pública poderá levar o brasil ao colapso econômicoA dívida pública poderá levar o brasil ao colapso econômico
A dívida pública poderá levar o brasil ao colapso econômico
 
O governo e o sistema financeiro unidos contra o progresso do brasil
O governo e o sistema financeiro unidos contra o progresso do brasilO governo e o sistema financeiro unidos contra o progresso do brasil
O governo e o sistema financeiro unidos contra o progresso do brasil
 
O governo e o sistema financeiro unidos contra o progresso do brasil
O governo e o sistema financeiro unidos contra o progresso do brasilO governo e o sistema financeiro unidos contra o progresso do brasil
O governo e o sistema financeiro unidos contra o progresso do brasil
 
Não à política econômica recessiva do governo michel temer
Não à política econômica recessiva do governo michel temerNão à política econômica recessiva do governo michel temer
Não à política econômica recessiva do governo michel temer
 
Dívida pública e não o gasto com a previdência social é o verdadeiro problem...
Dívida pública e não o gasto com a previdência social  é o verdadeiro problem...Dívida pública e não o gasto com a previdência social  é o verdadeiro problem...
Dívida pública e não o gasto com a previdência social é o verdadeiro problem...
 
COMO ELIMINAR O DESEMPREGO NO BRASIL.pdf
COMO ELIMINAR O DESEMPREGO NO BRASIL.pdfCOMO ELIMINAR O DESEMPREGO NO BRASIL.pdf
COMO ELIMINAR O DESEMPREGO NO BRASIL.pdf
 
Como superar a crise e retomar o desenvolvimento no brasil
Como superar a crise e retomar o desenvolvimento no brasilComo superar a crise e retomar o desenvolvimento no brasil
Como superar a crise e retomar o desenvolvimento no brasil
 
O governo dilma rousseff e os bancos unidos contra o povo brasileiro
O governo dilma rousseff e os bancos unidos contra o povo brasileiroO governo dilma rousseff e os bancos unidos contra o povo brasileiro
O governo dilma rousseff e os bancos unidos contra o povo brasileiro
 
A pilhagem dos cofres públicos pelos poderes da república agrava as contas pú...
A pilhagem dos cofres públicos pelos poderes da república agrava as contas pú...A pilhagem dos cofres públicos pelos poderes da república agrava as contas pú...
A pilhagem dos cofres públicos pelos poderes da república agrava as contas pú...
 
Como reativar a economia do brasil
Como reativar a economia do brasilComo reativar a economia do brasil
Como reativar a economia do brasil
 
Futuros cenários para o brasil
Futuros cenários para o brasilFuturos cenários para o brasil
Futuros cenários para o brasil
 

Mais de Fernando Alcoforado

O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO   O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO Fernando Alcoforado
 
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIENL'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIENFernando Alcoforado
 
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?Fernando Alcoforado
 
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...Fernando Alcoforado
 
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTHGLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTHFernando Alcoforado
 
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...Fernando Alcoforado
 
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIALINONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIALFernando Alcoforado
 
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGECITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGEFernando Alcoforado
 
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBALINUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBALFernando Alcoforado
 
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022 CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022 Fernando Alcoforado
 
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...Fernando Alcoforado
 
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...Fernando Alcoforado
 
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...Fernando Alcoforado
 
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...Fernando Alcoforado
 
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLDTHE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLDFernando Alcoforado
 
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE Fernando Alcoforado
 
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDOA GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDOFernando Alcoforado
 
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...Fernando Alcoforado
 
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUELLES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUELFernando Alcoforado
 
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZILSOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZILFernando Alcoforado
 

Mais de Fernando Alcoforado (20)

O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO   O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
 
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIENL'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
 
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
 
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
 
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTHGLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
 
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
 
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIALINONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
 
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGECITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
 
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBALINUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
 
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022 CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
 
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
 
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
 
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
 
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
 
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLDTHE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
 
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
 
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDOA GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
 
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
 
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUELLES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
 
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZILSOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
 

Último

Analisando o objetivo de Matheus (Perfil 1), o treinamento resistido será des...
Analisando o objetivo de Matheus (Perfil 1), o treinamento resistido será des...Analisando o objetivo de Matheus (Perfil 1), o treinamento resistido será des...
Analisando o objetivo de Matheus (Perfil 1), o treinamento resistido será des...Unicesumar
 
Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...
Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...
Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...AcademicaDlaUnicesum
 
Com base nos estudos e material da disciplina, explique por qual motivo o tre...
Com base nos estudos e material da disciplina, explique por qual motivo o tre...Com base nos estudos e material da disciplina, explique por qual motivo o tre...
Com base nos estudos e material da disciplina, explique por qual motivo o tre...Unicesumar
 
MAPA - ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS - 51/2024
MAPA - ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS - 51/2024MAPA - ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS - 51/2024
MAPA - ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS - 51/2024Unicesumar
 
Com base nas informações sobre Aline (Perfil 2), calcule a carga predita de 1...
Com base nas informações sobre Aline (Perfil 2), calcule a carga predita de 1...Com base nas informações sobre Aline (Perfil 2), calcule a carga predita de 1...
Com base nas informações sobre Aline (Perfil 2), calcule a carga predita de 1...Unicesumar
 
ATIVIDADE 1 – PROTOCOLO E PROCEDIMENTO DE COLETA DAS MEDIDAS.
ATIVIDADE 1 – PROTOCOLO E PROCEDIMENTO DE COLETA DAS MEDIDAS.ATIVIDADE 1 – PROTOCOLO E PROCEDIMENTO DE COLETA DAS MEDIDAS.
ATIVIDADE 1 – PROTOCOLO E PROCEDIMENTO DE COLETA DAS MEDIDAS.Unicesumar
 
ATIVIDADE 1 - BEDU - EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS E ENSI...
ATIVIDADE 1 - BEDU - EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS E ENSI...ATIVIDADE 1 - BEDU - EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS E ENSI...
ATIVIDADE 1 - BEDU - EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS E ENSI...Unicesumar
 
Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como o objetivo...
Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como o objetivo...Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como o objetivo...
Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como o objetivo...Unicesumar
 
A molécula de ATP e formada por açúcar (ribose), ligado a uma base nitrogenad...
A molécula de ATP e formada por açúcar (ribose), ligado a uma base nitrogenad...A molécula de ATP e formada por açúcar (ribose), ligado a uma base nitrogenad...
A molécula de ATP e formada por açúcar (ribose), ligado a uma base nitrogenad...Unicesumar
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...Unicesumar
 

Último (10)

Analisando o objetivo de Matheus (Perfil 1), o treinamento resistido será des...
Analisando o objetivo de Matheus (Perfil 1), o treinamento resistido será des...Analisando o objetivo de Matheus (Perfil 1), o treinamento resistido será des...
Analisando o objetivo de Matheus (Perfil 1), o treinamento resistido será des...
 
Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...
Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...
Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...
 
Com base nos estudos e material da disciplina, explique por qual motivo o tre...
Com base nos estudos e material da disciplina, explique por qual motivo o tre...Com base nos estudos e material da disciplina, explique por qual motivo o tre...
Com base nos estudos e material da disciplina, explique por qual motivo o tre...
 
MAPA - ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS - 51/2024
MAPA - ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS - 51/2024MAPA - ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS - 51/2024
MAPA - ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS - 51/2024
 
Com base nas informações sobre Aline (Perfil 2), calcule a carga predita de 1...
Com base nas informações sobre Aline (Perfil 2), calcule a carga predita de 1...Com base nas informações sobre Aline (Perfil 2), calcule a carga predita de 1...
Com base nas informações sobre Aline (Perfil 2), calcule a carga predita de 1...
 
ATIVIDADE 1 – PROTOCOLO E PROCEDIMENTO DE COLETA DAS MEDIDAS.
ATIVIDADE 1 – PROTOCOLO E PROCEDIMENTO DE COLETA DAS MEDIDAS.ATIVIDADE 1 – PROTOCOLO E PROCEDIMENTO DE COLETA DAS MEDIDAS.
ATIVIDADE 1 – PROTOCOLO E PROCEDIMENTO DE COLETA DAS MEDIDAS.
 
ATIVIDADE 1 - BEDU - EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS E ENSI...
ATIVIDADE 1 - BEDU - EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS E ENSI...ATIVIDADE 1 - BEDU - EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS E ENSI...
ATIVIDADE 1 - BEDU - EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS E ENSI...
 
Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como o objetivo...
Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como o objetivo...Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como o objetivo...
Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como o objetivo...
 
A molécula de ATP e formada por açúcar (ribose), ligado a uma base nitrogenad...
A molécula de ATP e formada por açúcar (ribose), ligado a uma base nitrogenad...A molécula de ATP e formada por açúcar (ribose), ligado a uma base nitrogenad...
A molécula de ATP e formada por açúcar (ribose), ligado a uma base nitrogenad...
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
 

O fiasco econômico do governo temer

  • 1. 1 O FIASCO ECONÔMICO DO GOVERNO TEMER Fernando alcoforado* O Produto Interno Bruto (PIB) é definido como o valor total da produção de riqueza em um determinado país durante um ano pelos agentes econômicos residentes no território nacional. Macroeconomicamente, o PIB pode ser calculado na moeda de um determinado país a partir da soma de todos os seus componentes: PIB = C + I + G + X – M. Nesta fórmula, C corresponde à despesa das famílias em bens de consumo (consumo privado), I à despesa das empresas em investimento, quer em bens de capital (formação bruta de capital fixo, FBCF), quer em estoques de matérias-primas e produtos (variação de estoques, EST), G à despesa do Estado (governos federal, estaduais e municipais) em bens de consumo (consumo público), X à receita com exportações e M ao gasto com importações. Desta forma, teremos: PIB= C+FBCF+EST+G+X-M. Baseado nesta fórmula, o crescimento do PIB pode ser obtido com a expansão do consumo privado (C) aumentando a massa salarial e adotando política de crédito que incentive o consumidor a comprar, o aumento do investimento na atividade produtiva (I= FBCF+EST)) que pode resultar da redução da carga tributária e da implementação de uma política de incentivos fiscais e juros atrativos para os empresários e a elevação da despesa do Estado (G) com ênfase na realização de investimentos em infra-estrutura econômica e social. O aumento da receita de exportação (X) e a redução dos gastos com importações (M) contribuiriam também para o crescimento da economia. Em 2016, a economia brasileira reduziu seu PIB pelo segundo ano consecutivo. A queda foi de 3,6% em 2016, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2015, a queda no PIB havia sido de 3,8%. O resultado confirma a maior recessão da história do Brasil, iniciada há oito trimestres, desde que o IBGE começou a série histórica, em 1948. No acumulado, a economia do país teve uma queda no PIB de 7,4% nos últimos dois anos. Essa sequência, de dois anos seguidos de baixa, só foi verificada no Brasil em 1930 e 1931. O ritmo de corte em 2015 e 2016 foi o maior. Pela 1ª vez, todos os setores se contraíram. Todas as atividades econômicas registraram queda. Houve recuo na agropecuária (-6,6%), na indústria (-3,8%) e nos serviços (-2,7%). O PIB per capita teve queda de 4,4% em termos reais, alcançando R$ 30.407. Com Temer, o Brasil teve, portanto, a maior recessão econômica da história. Na análise da despesa, pelo terceiro ano seguido houve contração da Formação Bruta de Capital Fixo- FBCF (-10,2%). Este recuo é justificado pela queda da produção interna e da importação de bens de capital, sendo influenciado ainda pelo recuo da construção. A despesa de consumo das famílias caiu 4,2% em relação ao ano anterior (quando havia caído 3,9%), explicado pela deterioração dos indicadores de juros, crédito, emprego e renda ao longo de todo o ano de 2016. A despesa do consumo do governo, por sua vez, caiu 0,6%, ante uma queda de 1,1% em 2015. Já no setor externo, as exportações de bens e serviços cresceram 1,9%, enquanto que as importações de bens e serviços caíram 10,3%. Após 1 ano na presidência da República, Michel Temer não conseguiu superar a grave crise econômica que afeta o Brasil desde o governo Dilma Rousseff e gerou o desemprego de 12 milhões de desempregados, a falência de milhares de empresas e a insolvência da União e dos estados da federação. A ineficácia do governo Temer é flagrante porque não promove o crescimento econômico para combater a estagnação
  • 2. 2 econômica que ameaça o futuro do País e não cria o ambiente propício aos investimentos privados na atividade produtiva. As medidas adotadas pelo governo Michel Temer são ineficazes porque o Projeto de Emenda Constitucional (PEC 241) não soluciona o problema das contas públicas ao congelar o gasto público por 20 anos, excluindo o pagamento dos juros da dívida pública, além de aprofundar a recessão. Trata-se, portanto, de uma falácia a afirmação do governo Temer que a recessão foi superada. O verdadeiro ajuste fiscal que deveria ser adotado no momento contemplaria, de um lado, o aumento da arrecadação pública com a: 1) taxação das grandes fortunas com patrimônio superior a 1 bilhão de reais que poderia render aproximadamente 100 bilhões de reais por ano; e, 2) aumento do imposto sobre os bancos e, de outro, diminuir os gastos do governo com a: 1) redução drástica do número de ministérios e órgãos públicos e dos dispêndios em todos os níveis do governo; e, 2) redução drástica da taxa de juros básica da economia (Selic) para diminuir o tamanho da dívida pública e os encargos com o pagamento dos juros e a amortização da dívida pública. A dívida pública que atinge hoje R$ 3,7 trilhões obriga o governo a destinar 44,93% do orçamento da União ao pagamento dos juros (R$ 635 bilhões) da dívida pública. O principal problema das contas públicas reside, portanto, no crescimento explosivo da dívida pública e não nos gastos correntes do governo federal. Como reduzir os encargos com o pagamento dos juros e a amortização da dívida pública? Para reduzir o pagamento dos juros e a amortização da dívida pública, o governo precisa renegociar com os credores o alongamento do pagamento da dívida pública a fim de que o governo federal passe a dispor dos recursos necessários a seus investimentos na infraestrutura econômica e social. Além das medidas acima descritas, o governo federal deveria adotar urgentemente um vigoroso programa de investimentos da ordem de R$ 1.664,50 bilhões na deficiente infraestrutura econômica e de R$ 400 bilhões na infraestrutura social para promover o crescimento econômico do Brasil. Este conjunto de medidas deveria ser complementado com o aumento das exportações e a redução das importações. O programa de investimentos em infraestrutura econômica seria direcionado para portos (R$ 42,9 bilhões), ferrovias (R$ 130,8 bilhões), rodovias (R$ 811,7 bilhões), hidrovias e portos fluviais (R$ 10,9 bilhões), aeroportos (R$ 9,3 bilhões), setor elétrico (R$ 293,9 bilhões), petróleo e gás (R$ 75,3 bilhões), saneamento básico (R$ 270 bilhões) e telecomunicações (R$ 19,7 bilhões). Os investimentos em infraestrutura social dizem respeito ao setor de saúde (R$ 83 bilhões por ano), setor de educação (R$ 16,9 bilhões/ano) e habitação popular (R$ 160 bilhões). No caso do programa de investimentos em infraestrutura econômica urge a atração de capitais privados e no caso do programa de investimentos em infraestrutura social urge a renegociação dos termos de pagamento da dívida pública interna, a elevação dos impostos incidentes sobre o sistema financeiro e a taxação das grandes fortunas para o governo brasileiro passar a dispor de recursos para investimento. A consequência de todo este conjunto de medidas seria a retomada do crescimento econômico do País que contribuiria para a elevação do consumo das famílias, da queda do nível de desemprego e a redução dos níveis de inflação. Além da ineficácia do ajuste fiscal com PEC 241, nenhuma medida foi proposta pelo governo Michel Temer para combater a estagnação econômica que tende a se aprofundar nos próximos anos. Nada está sendo proposto para reduzir as estratosféricas
  • 3. 3 taxas de juros bancárias, a gigantesca carga tributária e o problema da dívida pública. Os dirigentes governamentais no Brasil precisam entender que em uma situação excepcional como a atual há uma necessidade imperiosa de planejar o desenvolvimento nacional. O governo brasileiro deveria elaborar um plano econômico que contribua para a retomada do desenvolvimento do Brasil que acene para a população e para os setores produtivos uma perspectiva de retomada do crescimento econômico. Ao invés disto, o governo Michel Temer adota uma política econômica neoliberal que abdica da intervenção do Estado brasileiro no ambiente econômico. É a inexistência de um plano de desenvolvimento um dos fatores que levam à imobilidade do setor privado na realização de investimentos no Brasil levando-o a uma verdadeira paralisia. *Fernando Alcoforado, 77, membro da Academia Baiana de Educação, engenheiro e doutor em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Regional pela Universidade de Barcelona, professor universitário e consultor nas áreas de planejamento estratégico, planejamento empresarial, planejamento regional e planejamento de sistemas energéticos, é autor dos livros Globalização (Editora Nobel, São Paulo, 1997), De Collor a FHC- O Brasil e a Nova (Des)ordem Mundial (Editora Nobel, São Paulo, 1998), Um Projeto para o Brasil (Editora Nobel, São Paulo, 2000), Os condicionantes do desenvolvimento do Estado da Bahia (Tese de doutorado. Universidade de Barcelona,http://www.tesisenred.net/handle/10803/1944, 2003), Globalização e Desenvolvimento (Editora Nobel, São Paulo, 2006), Bahia- Desenvolvimento do Século XVI ao Século XX e Objetivos Estratégicos na Era Contemporânea (EGBA, Salvador, 2008), The Necessary Conditions of the Economic and Social Development- The Case of the State of Bahia (VDM Verlag Dr. Müller Aktiengesellschaft & Co. KG, Saarbrücken, Germany, 2010), Aquecimento Global e Catástrofe Planetária (Viena- Editora e Gráfica, Santa Cruz do Rio Pardo, São Paulo, 2010), Amazônia Sustentável- Para o progresso do Brasil e combate ao aquecimento global (Viena- Editora e Gráfica, Santa Cruz do Rio Pardo, São Paulo, 2011), Os Fatores Condicionantes do Desenvolvimento Econômico e Social (Editora CRV, Curitiba, 2012), Energia no Mundo e no Brasil- Energia e Mudança Climática Catastrófica no Século XXI (Editora CRV, Curitiba, 2015) e As Grandes Revoluções Científicas, Econômicas e Sociais que Mudaram o Mundo (Editora CRV, Curitiba, 2016). Possui blog na Internet (http://fernando.alcoforado.zip.net). E-mail: falcoforado@uol.com.br.