1 introdução à escatologia i

7.011 visualizações

Publicada em

...

Publicada em: Espiritual
1 comentário
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.011
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4.880
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
216
Comentários
1
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1 introdução à escatologia i

  1. 1. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  2. 2. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I INTRODUÇÃO
  3. 3. Um estudo preliminar das doutrinas centrais referentes às temáticas da escatologia e o Apocalipse, procurando uma aproximação maior com a base bíblica na elaboração de conceitos em resposta ao contexto evangélico e os tratamentos sistemáticos existentes no mercado evangélico brasileiro. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  4. 4. Por questão da influência de interpretações populares do Apocalipse de João na definição de conceitos escatológicos, um breve comentário ao livro está incluído neste estudo. Escatologia é o termo oficial para o estudo destes e relacionados assuntos. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  5. 5. O termo vem de duas palavras gregas, eschaton (escaton)significando “último” e logos (logo") significando “palavra”. A combinação dos termos se refere ao estudo das últimas coisas—a morte e os seus assuntos relacionados. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  6. 6. A escatologia compreende dois aspectos principais: a escatologia cósmica e a escatologia individual. Pretende-se em primeira instância tratar algumas das questões de referência comunal e cósmica. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  7. 7. DESENVOLVIMENTO INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  8. 8. O PROBLEMAS DA ESCOTALOGIA Distância Pessoal: Um dos primeiros problemas a serem evitados no estudo de Escatologia, é de manter o assunto muito distante do indivíduo. Pode-se muito facilmente falar da segunda vinda de Cristo usando expressões no sentido de que Jesus pode voltar amanhã, porém não se ouve a necessidade de estar preparado. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  9. 9. Princípios de Interpretação: Outro problema a ser considerado ao estudar assuntos de escatologia (como também qualquer outro tema bíblico) concerne à necessidade de respeitar os princípios de interpretação bíblica. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  10. 10. Respeitando Propósito/Intenção: Mais um problema a negociar é a necessidade de ler as passagens bíblicas em relação aos seus propósitos, não em sentido de responder curiosidades pessoais. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  11. 11. História: Outro problema a ser evitado está relacionado à história. Berstén e outros fazem distinção entre profecias que se cumpriram e outras que ainda não se cumpriram. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  12. 12. Cosmologia: É necessário compreender como o povo, especialmente os autores bíblicos entendiam o mundo em que viviam. Sua cosmologia implicava na sua terminologia aplicada a conceitos espaciais e geográficos, como também a certas referências escatológicas. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  13. 13. Vocabulário Especializado: Por outro lado, é indispensável que se trate o vocabulário bíblico conforme o uso dos próprios autores. Certas palavras ou frases eram usadas diferenciadamente da ‘forma atual. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  14. 14. Supremacia Bíblica: É sumamente necessário que respeitemos que a palavra final referente a qualquer assunto teológico é a palavra bíblica. Não é lícito dar mais confiança a sonhos, palavras de profecia e visões do que ao próprio texto bíblico. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  15. 15. Profecia: Biblicamente, a profecia não é um exercício de contra o futuro. Em vez disso, é a proclamação da mensagem de Deus ao povo do dia do profeta. Quando um intérprete procura fazer que textos como Apocalipse falem em predizer eventos do futuro, a tendência é prognosticar eventos do tempo do intérprete. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  16. 16. Respeitar Limitações: Também é necessário lembrar que existem limitações ao que pode ser conhecido em certas áreas. Atos 1.7 indica que não compete ao ser humano saber e entender a maioria das questões referentes a eventos futuros. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  17. 17. COSMOLOGIA ANTIGA Em vários casos, será de ajuda na compreensão de um texto saber algo sobre o conceito cosmológico do povo hebreu na época bíblica. Este conceito, embora diferenciado, está relacionado aos conceitos cosmológicos dos povos ao seu redor. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  18. 18. É importante conhecê-los especialmente ao lidar com narrativas concernentes à criação, ao dilúvio e tópicos escatológicos que retratam realidades celestiais em terminologias da realidade física conhecida. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  19. 19. Evidências deste conceito cosmológico serão encontradas em outras narrativas e textos ao descrever algo do mundo além-túmulo ou aspectos do universo criado por Deus. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  20. 20. O conceito hebraico do formato do universo deve ser considerado ao tratar de assuntos tais como a criação. Os hebreus tinham a mesma percepção “científica” do mundo dos outros povos de sua época, porém faziam suas distinções. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  21. 21. A cosmologia é uma área da ciência que influi muito em vários aspectos da comunicação humana, pois muitos dos seus conceitos alteram a forma de conceber o que acontece em volta do indivíduo e a sua sociedade. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  22. 22. A cosmologia hebraica aparece até no livro de Apocalipse, onde o “‘abismo sem fundo’ está vinculado a ideias concernentes à forma do mundo. A terra era concebida como um disco plano que flutuava em cima da água. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  23. 23. ESCATOLOGIA: CONCEITOS Antes de tratar com o ensino bíblico mais abrangente nos tópicos a seguir, se tomará uma breve olhada a alguns parâmetros básicos para o estudo dos seguintes termos. Mais será discutido nestes assuntos ao tratar passagens essenciais nos tópicos respectivos. “Reinar de Deus”: INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  24. 24. No estudo da eclesiologia foi revisto algo da importância do conceito do Reino de Deus. Como o conceito é também de muita importância na escatologia, será tratado aqui de forma mais dirigida às temáticas escatológicas. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  25. 25. Para a escatologia, a categoria principal na Bíblia é o Reino de Deus, seu “governo em ação”41. Em razão disto, usaremos a frase o “reinar de Deus”42 em lugar do costumeiro “Reino de Deus”. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  26. 26. CONCLUSÃO INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I
  27. 27. A escatologia reúne um apanhado de conceitos que sofreu muita transformação ao longo do trajeto revelacional do povo de Israel. As expectativas escatológicas foram em muito modificadas através do tempo, incluindo o caso de muitas correntes que nem mantinham conceitos propriamente escatológicos. INTRODUÇÃO À ESCATOLOGIA I

×