SlideShare uma empresa Scribd logo
ESCATOLOGIA EM
DANIEL
ESCATOLOGIA EM DANIEL
INTRODUÇÃO
O livro de Daniel tem um ponto de partida e suas
profecias, reveladas pelo anjo Gabriel, começam em
Babilônia, passando à Medo-Pérsia, Grécia, Roma,
destruição do império romano, Igreja apóstata romana, o
julgamento de Deus no Céu, o fim de todas as coisas e
culminando com a volta de Cristo.
ESCATOLOGIA EM DANIEL
Cada profecia de Daniel, não importa onde comece,
acaba com a volta de Cristo, finda com o retorno de
nosso Senhor. Assim, o livro de Daniel nos enche de
esperança.
ESCATOLOGIA EM DANIEL
Todas as profecias de Daniel revelam o fato de que o falso
sistema religioso romano será o ator principal na cena de
encerramento do Conflito dos Séculos.
ESCATOLOGIA EM DANIEL
DESENVOLVIMENTO
ESCATOLOGIA EM DANIEL
A GRANDE TRIBULAÇÃO
Quando Miguel Se levantar, haverá um tempo de
angústia sem precedentes. Em Mateus 24:1, lemos
acerca de uma tribulação sem comparação antes e
depois.
ESCATOLOGIA EM DANIEL
Esse foi o tempo de angústia experimentado pelo povo
de Deus durante o período da dominação papal. Por
1260 anos, o povo de Deus foi perseguido e oprimido.
Mas essa não é a tribulação sobre a qual Daniel falou.
ESCATOLOGIA EM DANIEL
A tribulação mencionada em Mateus é uma tribulação
que cai sobre a igreja. O povo de Deus passa por essa
tribulação, e por causa deles mesmos, ela é abreviada
(Mat. 24:22).
ESCATOLOGIA EM DANIEL
O tempo de angústia descrito por Daniel não é um tempo
de perseguição religiosa, mas de calamidade
internacional. A expressão “qual nunca houve, desde que
houve nação” mostra que esse é um tempo de angústia
sobre as nações, e não sobre a igreja.
ESCATOLOGIA EM DANIEL
DUAS RESSURREIÇÕES
Há um intervalo de mil anos entre a ressurreição dos
justos e a ressurreição dos ímpios. Todos eles vivem no
mesmo mundo, são sepultados na mesma terra; mas,
quanto ao tempo da ressurreição, haverá enorme
separação.
ESCATOLOGIA EM DANIEL
A ressurreição aqui mencionada não se encaixa com a
descrição de nenhuma das duas ressurreições. Quando
Jesus estava diante de Caifás, o sumo-sacerdote, Ele
declarou: “Vereis o Filho do Homem assentado à direita
do Todo-poderoso e vindo sobre as nuvens do céu”
(Mat.26:64).
ESCATOLOGIA EM DANIEL
Quando Jesus estava diante de Caifás, o sumo-sacerdote,
Ele declarou: “Vereis o Filho do Homem assentado à
direita do Todo-poderoso e vindo sobre as nuvens do
céu” (Mat.26:64).
ESCATOLOGIA EM DANIEL
Daniel 12:3 – “Os que forem sábios, pois, resplandecerão
como o fulgor do firmamento; e os que a muitos
conduzirem à justiça, como as estrelas, sempre e
eternamente”.
ESCATOLOGIA EM DANIEL
Paulo diz: “Porque a sabedoria deste mundo é loucura
diante de Deus; porquanto está escrito: Ele apanha os
sábios na própria astúcia deles. ” (I Cor. 3:19). Quando
Cristo voltar, muitos que se consideram sábios e cultos
estarão entre os que clamarão para as rochas e as
montanhas caírem sobre eles.
ESCATOLOGIA EM DANIEL
A recompensa final não será dada com base na sabedoria
ou no conhecimento mundanos. O Céu não julga de
acordo com os padrões mundanos. Quem refulgirá como
as estrelas, sempre e eternamente? Não serão aqueles a
quem o mundo engrandece, exalta e aplaude. O louvor
do mundo passa como a brisa da manhã. As promessas
de Deus duram para sempre.
ESCATOLOGIA EM DANIEL
Deus chama de sábios “os que a muitos conduzirem à
justiça”. “O fruto do justo é árvore da vida, e o que ganha
almas é sábio” (Prov.11:30). “Sabei que aquele que
converte o pecador do seu caminho errado salvará da
morte a alma dele e cobrirá multidão de pecados” (Tiago
5:20).
ESCATOLOGIA EM DANIEL
Algumas profecias são mais bem compreendidas depois
que muitos dos seus detalhes são cumpridos. Vivendo
depois dos eventos os estudiosos da Bíblia podem olhar
a História passada e ver como essas coisas aconteceram
de acordo com o predito, vantagem que só os que vivem
“no tempo do fim” poderiam ter.
ESCATOLOGIA EM DANIEL
A grande contribuição de Apocalipse 10 é apresentar a
implicação de que, antes de os sábios chegarem a
compreender completamente, eles enfrentariam
compreensões errôneas! Eles haveriam de “comer” as
profecias abertas de Daniel com grande satisfação,
apenas para descobrir que a sua alegria inicial se
converteria em tristeza, seu regozijo em
desapontamento.
ESCATOLOGIA EM DANIEL
Daniel 12:5 – “Então, eu, Daniel, olhei, e eis que estavam
em pé outros dois, um, de um lado do rio, o outro, do
outro lado”.
Aqui, Daniel vê dois visitantes celestiais, além daquele
que fala com ele. Acontece um diálogo que o ajuda a
entender coisas que não podiam ser apresentadas por
meio de símbolos.
ESCATOLOGIA EM DANIEL
AS PROFECIAS
Em Daniel 8:13 e 14, é usado um método semelhante de
revelar uma profecia – o de perguntas e respostas. Essas
perguntas e respostas aqui parecem ser um resumo dos
importantes elementos fornecidos em visões anteriores.
ESCATOLOGIA EM DANIEL
Miguel ergueu as mãos e pronunciou um juramento
solene. Quando o Filho de Deus jura pelo Deus vivo, a
mensagem que segue é importante. Nesse caso, a
mensagem era que ao final dos 1260 anos de Daniel 7:25,
a luz iria brilhar sobre as profecias do tempo do fim.
ESCATOLOGIA EM DANIEL
O período de tempo mencionado aqui é repetido várias
vezes em Daniel e Apocalipse. Ele se refere aos 1260 anos
da supremacia do paganismo romano em sua forma
religiosa e à perseguição ao povo de Deus.
ESCATOLOGIA EM DANIEL
A expressão “estas maravilhas” se refere às coisas que
Daniel vira no capítulo 11, que, por sua vez, eram
simplesmente uma explicação dos assuntos do capítulo 8.
A resposta da pergunta sobre quando aconteceriam às
maravilhas é dada em duas partes.
ESCATOLOGIA EM DANIEL
O tempo da destruição do poder do povo santo, que é
um período de tempo definido de 1260 anos, e o tempo
quando “se cumprirão estas maravilhas”, que é um
período cuja época não está determinada. O período
definido de 1260 anos terminou em 1798, e agora
vivemos em um período que não foi medido.
ESCATOLOGIA EM DANIEL
Daniel 12:12 – “Bem-aventurado o que espera e chega
até mil trezentos e trinta e cinco dias”. Outro período
profético, 45 dias/anos mais longo do que o anterior.
Quando começa esse período? Embora não haja uma
indicação direta, deve haver alguma conexão entre esse
período e o de 1290 dias/anos do verso anterior.
ESCATOLOGIA EM DANIEL
Se os dois períodos começam ao mesmo tempo – em 508
d.C. – esse período termina em 1843. O que aconteceu
nesse ano? O início do grande movimento religioso
profético de restauração da verdade de Deus.
ESCATOLOGIA EM DANIEL
Por isso, é prometida uma bênção (“bem-aventurado”)
aos que esperam e chegam a esse tempo. Agora, estamos
em condições de explicar a imagem de Nabucodonosor e
seus metais, a sequência das quatro bestas, o surgimento
e progresso do chifre pequeno, os eventos das setenta
semanas, o começo e o fim dos 2300 dias/anos.
ESCATOLOGIA EM DANIEL
CONCLUSÃO
ESCATOLOGIA EM DANIEL
Daniel 12:13 – “Tu, porém, segue o teu caminho até ao
fim; pois descansarás e, ao fim dos dias, te levantarás
para receber a tua herança”.
ESCATOLOGIA EM DANIEL

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.Márcio Martins
 
Apostila - Resumo de Escatologia: Quais são os sinais dos cumprimentos profét...
Apostila - Resumo de Escatologia: Quais são os sinais dos cumprimentos profét...Apostila - Resumo de Escatologia: Quais são os sinais dos cumprimentos profét...
Apostila - Resumo de Escatologia: Quais são os sinais dos cumprimentos profét...Jonas Martins Olímpio
 
O Juízo Final - Lição 11 - 1º Trimestre de 2016
O Juízo Final - Lição 11 - 1º Trimestre de 2016O Juízo Final - Lição 11 - 1º Trimestre de 2016
O Juízo Final - Lição 11 - 1º Trimestre de 2016Pr. Andre Luiz
 
Escatologia - um estudo introdutório
Escatologia - um estudo introdutórioEscatologia - um estudo introdutório
Escatologia - um estudo introdutórioViva a Igreja
 
Parousia o arrebatamento da igreja
Parousia   o arrebatamento da igrejaParousia   o arrebatamento da igreja
Parousia o arrebatamento da igrejajonasfreitasdejesus
 
Escatologia nº 5 as 70 semanas de daniel
Escatologia nº 5   as 70 semanas de danielEscatologia nº 5   as 70 semanas de daniel
Escatologia nº 5 as 70 semanas de danielElias Pereira Aires
 
Lição 8 a grande tribulação
Lição 8 a grande tribulaçãoLição 8 a grande tribulação
Lição 8 a grande tribulaçãoCelso Napoleon
 
Escatologia Comparada
Escatologia ComparadaEscatologia Comparada
Escatologia ComparadaPessoal
 
10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iii10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iiifaculdadeteologica
 
Perspectivas escatológicas no Antigo Testamento
Perspectivas escatológicas no Antigo TestamentoPerspectivas escatológicas no Antigo Testamento
Perspectivas escatológicas no Antigo TestamentoJean Francesco
 
Panorama do NT - Apocalipse
Panorama do NT - ApocalipsePanorama do NT - Apocalipse
Panorama do NT - ApocalipseRespirando Deus
 

Mais procurados (20)

Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
 
Apostila - Resumo de Escatologia: Quais são os sinais dos cumprimentos profét...
Apostila - Resumo de Escatologia: Quais são os sinais dos cumprimentos profét...Apostila - Resumo de Escatologia: Quais são os sinais dos cumprimentos profét...
Apostila - Resumo de Escatologia: Quais são os sinais dos cumprimentos profét...
 
O Juízo Final - Lição 11 - 1º Trimestre de 2016
O Juízo Final - Lição 11 - 1º Trimestre de 2016O Juízo Final - Lição 11 - 1º Trimestre de 2016
O Juízo Final - Lição 11 - 1º Trimestre de 2016
 
os 3 julgamentos de Deus
os 3 julgamentos de Deusos 3 julgamentos de Deus
os 3 julgamentos de Deus
 
7. arrebatamento
7. arrebatamento7. arrebatamento
7. arrebatamento
 
Escatologia - um estudo introdutório
Escatologia - um estudo introdutórioEscatologia - um estudo introdutório
Escatologia - um estudo introdutório
 
Parousia o arrebatamento da igreja
Parousia   o arrebatamento da igrejaParousia   o arrebatamento da igreja
Parousia o arrebatamento da igreja
 
A Grande Tribulação
A Grande TribulaçãoA Grande Tribulação
A Grande Tribulação
 
Escatologia nº 5 as 70 semanas de daniel
Escatologia nº 5   as 70 semanas de danielEscatologia nº 5   as 70 semanas de daniel
Escatologia nº 5 as 70 semanas de daniel
 
Lição 8 a grande tribulação
Lição 8 a grande tribulaçãoLição 8 a grande tribulação
Lição 8 a grande tribulação
 
5 conceitos escatológicos
5 conceitos escatológicos5 conceitos escatológicos
5 conceitos escatológicos
 
8. tribunal de cristo
8. tribunal de cristo8. tribunal de cristo
8. tribunal de cristo
 
Escatologia Comparada
Escatologia ComparadaEscatologia Comparada
Escatologia Comparada
 
BEMA - O Tribunal de Cristo
BEMA - O Tribunal de CristoBEMA - O Tribunal de Cristo
BEMA - O Tribunal de Cristo
 
10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iii10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iii
 
15 A Profecia Que Revela a Hora do Juízo
15 A Profecia Que Revela a Hora do Juízo15 A Profecia Que Revela a Hora do Juízo
15 A Profecia Que Revela a Hora do Juízo
 
Escatologia
EscatologiaEscatologia
Escatologia
 
Perspectivas escatológicas no Antigo Testamento
Perspectivas escatológicas no Antigo TestamentoPerspectivas escatológicas no Antigo Testamento
Perspectivas escatológicas no Antigo Testamento
 
Panorama do NT - Apocalipse
Panorama do NT - ApocalipsePanorama do NT - Apocalipse
Panorama do NT - Apocalipse
 
Curso de escatologia
Curso de escatologiaCurso de escatologia
Curso de escatologia
 

Destaque (15)

2 introdução à escatologia ii
2 introdução à escatologia ii2 introdução à escatologia ii
2 introdução à escatologia ii
 
9 escatologia em apocalípse ii
9 escatologia em apocalípse ii9 escatologia em apocalípse ii
9 escatologia em apocalípse ii
 
1 introdução à escatologia i
1 introdução à escatologia i1 introdução à escatologia i
1 introdução à escatologia i
 
4 fundamentos bíblicos escatológicos ii
4 fundamentos bíblicos escatológicos ii4 fundamentos bíblicos escatológicos ii
4 fundamentos bíblicos escatológicos ii
 
8 escatologia em apocalípse i
8 escatologia em apocalípse i8 escatologia em apocalípse i
8 escatologia em apocalípse i
 
introdução á psicanálise
introdução á psicanáliseintrodução á psicanálise
introdução á psicanálise
 
psicologia e liderança
psicologia e liderançapsicologia e liderança
psicologia e liderança
 
psicologia da educação
psicologia da educaçãopsicologia da educação
psicologia da educação
 
psicologia familiar
psicologia familiarpsicologia familiar
psicologia familiar
 
aconselhamento pastoral
aconselhamento pastoralaconselhamento pastoral
aconselhamento pastoral
 
introdução à psicologia
introdução à psicologiaintrodução à psicologia
introdução à psicologia
 
ética cristã
ética cristãética cristã
ética cristã
 
psicologia social
psicologia socialpsicologia social
psicologia social
 
psicologia da religião
psicologia da religiãopsicologia da religião
psicologia da religião
 
psicologia pastoral
psicologia pastoralpsicologia pastoral
psicologia pastoral
 

Semelhante a 7 escatologia em daniel

LIÇÃO 13 – O TEMPO DA PROFECIA DE DANIEL
LIÇÃO 13 – O TEMPO DA PROFECIA DE DANIELLIÇÃO 13 – O TEMPO DA PROFECIA DE DANIEL
LIÇÃO 13 – O TEMPO DA PROFECIA DE DANIELLourinaldo Serafim
 
10 chaves interpretativas no apocalipse
10   chaves interpretativas no apocalipse10   chaves interpretativas no apocalipse
10 chaves interpretativas no apocalipseDiego Fortunatto
 
Estudos biblicos de lcruh --------------
Estudos biblicos de lcruh --------------Estudos biblicos de lcruh --------------
Estudos biblicos de lcruh --------------Luis Ruh
 
Lição 13 o tempo da profecia de daniel
Lição 13 o tempo da profecia de danielLição 13 o tempo da profecia de daniel
Lição 13 o tempo da profecia de danielDaniel Viana
 
O tempo da profecia de daniel
O tempo da profecia de danielO tempo da profecia de daniel
O tempo da profecia de danielMoisés Sampaio
 
MANUAL PRÁTICO DE ESCATOLOGIA: DEFINIÇÕES, CONCEITOS E CONTEÚDO
MANUAL PRÁTICO DE ESCATOLOGIA: DEFINIÇÕES, CONCEITOS E CONTEÚDOMANUAL PRÁTICO DE ESCATOLOGIA: DEFINIÇÕES, CONCEITOS E CONTEÚDO
MANUAL PRÁTICO DE ESCATOLOGIA: DEFINIÇÕES, CONCEITOS E CONTEÚDOLojadoCompressor
 
A setenta semanas de daniel
A setenta semanas de danielA setenta semanas de daniel
A setenta semanas de danielfinarge
 
IBADEP BÁSICO PROFETAS MAIORES AULA 5 - PROFETA DANIEL.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MAIORES AULA 5 - PROFETA DANIEL.pptxIBADEP BÁSICO PROFETAS MAIORES AULA 5 - PROFETA DANIEL.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MAIORES AULA 5 - PROFETA DANIEL.pptxRubens Sohn
 
Daniel e apocalipse algumas curiosidades
Daniel e apocalipse   algumas curiosidadesDaniel e apocalipse   algumas curiosidades
Daniel e apocalipse algumas curiosidadesDiego Fortunatto
 
Estudos biblicos
Estudos biblicosEstudos biblicos
Estudos biblicosBeba Gatosa
 

Semelhante a 7 escatologia em daniel (20)

Capítulo 12 de daniel
Capítulo 12 de danielCapítulo 12 de daniel
Capítulo 12 de daniel
 
Livro de Daniel cap 12
Livro de Daniel cap 12Livro de Daniel cap 12
Livro de Daniel cap 12
 
LIÇÃO 13 – O TEMPO DA PROFECIA DE DANIEL
LIÇÃO 13 – O TEMPO DA PROFECIA DE DANIELLIÇÃO 13 – O TEMPO DA PROFECIA DE DANIEL
LIÇÃO 13 – O TEMPO DA PROFECIA DE DANIEL
 
10 chaves interpretativas no apocalipse
10   chaves interpretativas no apocalipse10   chaves interpretativas no apocalipse
10 chaves interpretativas no apocalipse
 
Revelacoes de daniel v1
Revelacoes de daniel  v1Revelacoes de daniel  v1
Revelacoes de daniel v1
 
A ferida é curada
A ferida é curadaA ferida é curada
A ferida é curada
 
A ferida é curada
A ferida é curadaA ferida é curada
A ferida é curada
 
Estudos biblicos de lcruh --------------
Estudos biblicos de lcruh --------------Estudos biblicos de lcruh --------------
Estudos biblicos de lcruh --------------
 
Daniel 12
Daniel 12Daniel 12
Daniel 12
 
O calendário no céu
O calendário no céuO calendário no céu
O calendário no céu
 
Lição 13 o tempo da profecia de daniel
Lição 13 o tempo da profecia de danielLição 13 o tempo da profecia de daniel
Lição 13 o tempo da profecia de daniel
 
O julgamento pré advento
O julgamento pré adventoO julgamento pré advento
O julgamento pré advento
 
O tempo da profecia de daniel
O tempo da profecia de danielO tempo da profecia de daniel
O tempo da profecia de daniel
 
O juízo pré advento
O juízo pré adventoO juízo pré advento
O juízo pré advento
 
MANUAL PRÁTICO DE ESCATOLOGIA: DEFINIÇÕES, CONCEITOS E CONTEÚDO
MANUAL PRÁTICO DE ESCATOLOGIA: DEFINIÇÕES, CONCEITOS E CONTEÚDOMANUAL PRÁTICO DE ESCATOLOGIA: DEFINIÇÕES, CONCEITOS E CONTEÚDO
MANUAL PRÁTICO DE ESCATOLOGIA: DEFINIÇÕES, CONCEITOS E CONTEÚDO
 
A setenta semanas de daniel
A setenta semanas de danielA setenta semanas de daniel
A setenta semanas de daniel
 
IBADEP BÁSICO PROFETAS MAIORES AULA 5 - PROFETA DANIEL.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MAIORES AULA 5 - PROFETA DANIEL.pptxIBADEP BÁSICO PROFETAS MAIORES AULA 5 - PROFETA DANIEL.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MAIORES AULA 5 - PROFETA DANIEL.pptx
 
Daniel e apocalipse algumas curiosidades
Daniel e apocalipse   algumas curiosidadesDaniel e apocalipse   algumas curiosidades
Daniel e apocalipse algumas curiosidades
 
Apocalipse1.pptx
Apocalipse1.pptxApocalipse1.pptx
Apocalipse1.pptx
 
Estudos biblicos
Estudos biblicosEstudos biblicos
Estudos biblicos
 

Mais de faculdadeteologica

Mais de faculdadeteologica (15)

8 escatologia em apocalípse i
8 escatologia em apocalípse i8 escatologia em apocalípse i
8 escatologia em apocalípse i
 
9 escatologia em apocalípse ii
9 escatologia em apocalípse ii9 escatologia em apocalípse ii
9 escatologia em apocalípse ii
 
10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iii10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iii
 
8 natureza e missão da teologia
8 natureza e missão da teologia8 natureza e missão da teologia
8 natureza e missão da teologia
 
10 mobilização missionária
10 mobilização missionária10 mobilização missionária
10 mobilização missionária
 
9 missão urbana
9 missão urbana9 missão urbana
9 missão urbana
 
7 teologia da missão
7 teologia da missão7 teologia da missão
7 teologia da missão
 
6 a missão da igreja
6 a missão da igreja6 a missão da igreja
6 a missão da igreja
 
5 missão integral das igrejas
5 missão integral das igrejas5 missão integral das igrejas
5 missão integral das igrejas
 
4 antropologia missionária
4 antropologia missionária4 antropologia missionária
4 antropologia missionária
 
3 fundamentos bíblicos da missão
3 fundamentos bíblicos da missão3 fundamentos bíblicos da missão
3 fundamentos bíblicos da missão
 
2 teologia da m issão
2 teologia da m issão2 teologia da m issão
2 teologia da m issão
 
1 introdução à missiologia
1 introdução à missiologia1 introdução à missiologia
1 introdução à missiologia
 
02 doutrinas bíblicas
02 doutrinas bíblicas02 doutrinas bíblicas
02 doutrinas bíblicas
 
doutrinas bíblicas
doutrinas bíblicasdoutrinas bíblicas
doutrinas bíblicas
 

Último

Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2emprego2
 
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...edsonjsmarques
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaNilson Almeida
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxCelso Napoleon
 
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]ESCRIBA DE CRISTO
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptxPIB Penha
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.pptNuno724230
 
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfEVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfFrancisco Baptista
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 

Último (10)

Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
 
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
 
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfEVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 

7 escatologia em daniel

  • 3. O livro de Daniel tem um ponto de partida e suas profecias, reveladas pelo anjo Gabriel, começam em Babilônia, passando à Medo-Pérsia, Grécia, Roma, destruição do império romano, Igreja apóstata romana, o julgamento de Deus no Céu, o fim de todas as coisas e culminando com a volta de Cristo. ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 4. Cada profecia de Daniel, não importa onde comece, acaba com a volta de Cristo, finda com o retorno de nosso Senhor. Assim, o livro de Daniel nos enche de esperança. ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 5. Todas as profecias de Daniel revelam o fato de que o falso sistema religioso romano será o ator principal na cena de encerramento do Conflito dos Séculos. ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 7. A GRANDE TRIBULAÇÃO Quando Miguel Se levantar, haverá um tempo de angústia sem precedentes. Em Mateus 24:1, lemos acerca de uma tribulação sem comparação antes e depois. ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 8. Esse foi o tempo de angústia experimentado pelo povo de Deus durante o período da dominação papal. Por 1260 anos, o povo de Deus foi perseguido e oprimido. Mas essa não é a tribulação sobre a qual Daniel falou. ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 9. A tribulação mencionada em Mateus é uma tribulação que cai sobre a igreja. O povo de Deus passa por essa tribulação, e por causa deles mesmos, ela é abreviada (Mat. 24:22). ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 10. O tempo de angústia descrito por Daniel não é um tempo de perseguição religiosa, mas de calamidade internacional. A expressão “qual nunca houve, desde que houve nação” mostra que esse é um tempo de angústia sobre as nações, e não sobre a igreja. ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 11. DUAS RESSURREIÇÕES Há um intervalo de mil anos entre a ressurreição dos justos e a ressurreição dos ímpios. Todos eles vivem no mesmo mundo, são sepultados na mesma terra; mas, quanto ao tempo da ressurreição, haverá enorme separação. ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 12. A ressurreição aqui mencionada não se encaixa com a descrição de nenhuma das duas ressurreições. Quando Jesus estava diante de Caifás, o sumo-sacerdote, Ele declarou: “Vereis o Filho do Homem assentado à direita do Todo-poderoso e vindo sobre as nuvens do céu” (Mat.26:64). ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 13. Quando Jesus estava diante de Caifás, o sumo-sacerdote, Ele declarou: “Vereis o Filho do Homem assentado à direita do Todo-poderoso e vindo sobre as nuvens do céu” (Mat.26:64). ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 14. Daniel 12:3 – “Os que forem sábios, pois, resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que a muitos conduzirem à justiça, como as estrelas, sempre e eternamente”. ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 15. Paulo diz: “Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus; porquanto está escrito: Ele apanha os sábios na própria astúcia deles. ” (I Cor. 3:19). Quando Cristo voltar, muitos que se consideram sábios e cultos estarão entre os que clamarão para as rochas e as montanhas caírem sobre eles. ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 16. A recompensa final não será dada com base na sabedoria ou no conhecimento mundanos. O Céu não julga de acordo com os padrões mundanos. Quem refulgirá como as estrelas, sempre e eternamente? Não serão aqueles a quem o mundo engrandece, exalta e aplaude. O louvor do mundo passa como a brisa da manhã. As promessas de Deus duram para sempre. ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 17. Deus chama de sábios “os que a muitos conduzirem à justiça”. “O fruto do justo é árvore da vida, e o que ganha almas é sábio” (Prov.11:30). “Sabei que aquele que converte o pecador do seu caminho errado salvará da morte a alma dele e cobrirá multidão de pecados” (Tiago 5:20). ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 18. Algumas profecias são mais bem compreendidas depois que muitos dos seus detalhes são cumpridos. Vivendo depois dos eventos os estudiosos da Bíblia podem olhar a História passada e ver como essas coisas aconteceram de acordo com o predito, vantagem que só os que vivem “no tempo do fim” poderiam ter. ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 19. A grande contribuição de Apocalipse 10 é apresentar a implicação de que, antes de os sábios chegarem a compreender completamente, eles enfrentariam compreensões errôneas! Eles haveriam de “comer” as profecias abertas de Daniel com grande satisfação, apenas para descobrir que a sua alegria inicial se converteria em tristeza, seu regozijo em desapontamento. ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 20. Daniel 12:5 – “Então, eu, Daniel, olhei, e eis que estavam em pé outros dois, um, de um lado do rio, o outro, do outro lado”. Aqui, Daniel vê dois visitantes celestiais, além daquele que fala com ele. Acontece um diálogo que o ajuda a entender coisas que não podiam ser apresentadas por meio de símbolos. ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 21. AS PROFECIAS Em Daniel 8:13 e 14, é usado um método semelhante de revelar uma profecia – o de perguntas e respostas. Essas perguntas e respostas aqui parecem ser um resumo dos importantes elementos fornecidos em visões anteriores. ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 22. Miguel ergueu as mãos e pronunciou um juramento solene. Quando o Filho de Deus jura pelo Deus vivo, a mensagem que segue é importante. Nesse caso, a mensagem era que ao final dos 1260 anos de Daniel 7:25, a luz iria brilhar sobre as profecias do tempo do fim. ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 23. O período de tempo mencionado aqui é repetido várias vezes em Daniel e Apocalipse. Ele se refere aos 1260 anos da supremacia do paganismo romano em sua forma religiosa e à perseguição ao povo de Deus. ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 24. A expressão “estas maravilhas” se refere às coisas que Daniel vira no capítulo 11, que, por sua vez, eram simplesmente uma explicação dos assuntos do capítulo 8. A resposta da pergunta sobre quando aconteceriam às maravilhas é dada em duas partes. ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 25. O tempo da destruição do poder do povo santo, que é um período de tempo definido de 1260 anos, e o tempo quando “se cumprirão estas maravilhas”, que é um período cuja época não está determinada. O período definido de 1260 anos terminou em 1798, e agora vivemos em um período que não foi medido. ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 26. Daniel 12:12 – “Bem-aventurado o que espera e chega até mil trezentos e trinta e cinco dias”. Outro período profético, 45 dias/anos mais longo do que o anterior. Quando começa esse período? Embora não haja uma indicação direta, deve haver alguma conexão entre esse período e o de 1290 dias/anos do verso anterior. ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 27. Se os dois períodos começam ao mesmo tempo – em 508 d.C. – esse período termina em 1843. O que aconteceu nesse ano? O início do grande movimento religioso profético de restauração da verdade de Deus. ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 28. Por isso, é prometida uma bênção (“bem-aventurado”) aos que esperam e chegam a esse tempo. Agora, estamos em condições de explicar a imagem de Nabucodonosor e seus metais, a sequência das quatro bestas, o surgimento e progresso do chifre pequeno, os eventos das setenta semanas, o começo e o fim dos 2300 dias/anos. ESCATOLOGIA EM DANIEL
  • 30. Daniel 12:13 – “Tu, porém, segue o teu caminho até ao fim; pois descansarás e, ao fim dos dias, te levantarás para receber a tua herança”. ESCATOLOGIA EM DANIEL