8 natureza e missão da teologia

3.449 visualizações

Publicada em

.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.449
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.233
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

8 natureza e missão da teologia

  1. 1. MISSÃO E MISSIOLOGIA NATUREZA E MISSÃO DA TEOLOGIA
  2. 2. INTRODUÇÃO MISSÃO E MISSIOLOGIA
  3. 3. A missão só tem uma origem. Tudo brota do coração do Pai. A fonte da missão é o projeto de Deus Pai, que é amor. Este projeto do Pai é a criação. É a vida, vida comunicada. E a criação do mundo, do homem como centro, da criação do casal humano, isto é, do homem e da mulher para viver a comunhão e humanizar a criação, enchendo-a de vida. Deus chama este ser humano a viver a comunhão com ele, a participar plenamente de sua vida. MISSÃO E MISSIOLOGIA
  4. 4. DESENVOLVIMENTO MISSÃO E MISSIOLOGIA
  5. 5. O projeto de Deus Pai se concretiza no envio de seu Filho ao mundo. "Deus tanto amou o mundo que entregou o seu Filho único para que.rodo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" (Jo 3,16). Jesus. veio para que todos tenham vida para sempre. MISSÃO E MISSIOLOGIA
  6. 6. Realiza-se, também, o projeto do Pai no dom do Espírito Santo. O Espírito nos faz filhos, à imagem do Filho amado, que nos ajuda a clamar" Abbá", Pai, a fonte da vida. MISSÃO E MISSIOLOGIA
  7. 7. O sentido da palavra missão é simples e clara: pela etimologia significa enviar. É o envio de uma pessoa ou de pessoas para determinado lugar ou situação com determinada finalidade e ou tarefa, para uma pessoa ou mais. MISSÃO E MISSIOLOGIA
  8. 8. Neste sentido etimológico, propriamente, não especifica o caráter da missão. Não tem, ainda, nenhum envolvimento vital. Pode exprimir tarefas diversas relacionadas a diferentes dimensões da vida social, cultural, política, religiosa, espiritual... É necessário, pois, ver a natureza ou o caráter da atividade/tarefa que o "enviante" confia ao "enviado". MISSÃO E MISSIOLOGIA
  9. 9. Deve-se também determinar o "destinatário". Por isso, o conceito de missão é mais amplo, mais envolvente, principalmente para a dimensão religiosa, para o cristianismo. A missão compreende a pessoa que envia com uma mensagem, o enviado que deve anunciar ou testemunhar e o destinatário que recebe a mensagem. MISSÃO E MISSIOLOGIA
  10. 10. A missão no Antigo Testamento refere-se a uma realidade bem determinada. É uma escolha, a eleição de algumas pessoas, por parte de Deus, e o envio para outras pessoas com uma mensagem a transmitir ou uma atividade para realizar. MISSÃO E MISSIOLOGIA
  11. 11. O destinatário desta mensagem é, em geral, o povo de Deus. As vezes, o enviado vai além dos limites do povo de Deus, para levar a mensagem às nações ou a pessoas individualmente. Os exemplos mais claros são o de Moisés e dos Profetas: MISSÃO E MISSIOLOGIA
  12. 12. "O Deus de vossos pais me enviou até vós. Assim dirás aos filhos de Israel: Eu sou me enviou até vós" (Ex 3,13-14). "Quem hei de enviar? Quem irá por nós? Ao que respondi: Eis-me aqui, envia- me a mim" (Is 6,8; cf. 19,20). MISSÃO E MISSIOLOGIA
  13. 13. No Novo Testamento, o conceito de missão, no sentido de enviar, é expresso por diversos verbos, entre os quais, em grego, apostello e pempo são os mais frequentes. No primeiro, o sentido cai sobre o enviado que recebe uma missão, é o apóstolo. MISSÃO E MISSIOLOGIA
  14. 14. No segundo, refere-se à pessoa que envia: "Como o Pai me enviou [apostello], também eu vos envio [pempo]" (Jo 20,21). Estes dois verbos exprimem a ação do envio e não o conteúdo da missão confiada ou recebida. Este conteúdo é expresso por meio de outros verbos: anunciar, pregar a conversão (cf, Me 3,1; Lc 3,3), proclamar o Reino (cf. Lc ,2), Jesus, a Palavra de Deus (At 13,5), o Filho de Deus (At ,20), o Cristo Ressuscitado (1Cor 15,12.14). MISSÃO E MISSIOLOGIA
  15. 15. A missão, no Novo Testamento, refere-se, primeiramente, ao Pai que envia Jesus, o Enviado, para fazer a vontade do Pai e consumar a sua obra (cf Jo 4,34) e o envio de Jesus dos Doze e dos outros discípulos e discípulas para serem suas testemunhas e anunciarem o Evangelho a todas as nações até os confins da terra. MISSÃO E MISSIOLOGIA
  16. 16. A missão expressa, antes de tudo, a missão de Jesus, em sua origem na Trindade, do Pai, pelo Filho Jesus, no Espírito Santo, a partir do mistério da encarnação e 2 da redenção, mistério pascal, para a salvação plena de toda a humanidade, comunicado à Igreja missionária, como enviada a caminho. MISSÃO E MISSIOLOGIA
  17. 17. A missiologia é a ciência teológica que estuda a realidade missionária no seu conjunto e nos seus diversos elementos. Em outras palavras, é a disciplina teológica que se ocupa das missões da Igreja sob a luz dos princípios da revelação divina, da doutrina teológica, conjugando-se com os tratados mais importantes: a Trindade, a cristologia, a eclesiologia... MISSÃO E MISSIOLOGIA
  18. 18. Conta com conhecimentos humanos e antropológicos e de outros aspectos relacionados, pesquisados, cientificamente elaborados, sistematizados e, metodologicamente, apresentados. É decisivo para a missiologia manter a parceria com outras disciplinas. MISSÃO E MISSIOLOGIA
  19. 19. A missiologia é ainda uma ciência jovem. O grande despertar missionário, nos últimos séculos, a atividade missionária da Igreja Católica e de tantas comunidades protestantes produziram muitos bons frutos de evangelização em todo mundo e, ao mesmo tempo, favoreceu a reflexão teológica, desenvolvendo a missiologia. MISSÃO E MISSIOLOGIA
  20. 20. Esta, por sua vez, tornou-se uma fonte de inspiração para o crescimento da consciência missionária, não só no campo teórico, mas em toda a ação evangelizadora e missionária. A missiologia confronta-se com a realidade missionária vivida e sobre a qual reflete. De outra parte, ocupa-se dos aspectos propriamente teológicos que estão presentes em toda a atividade missionária. MISSÃO E MISSIOLOGIA
  21. 21. CONCLUSÃO MISSÃO E MISSIOLOGIA
  22. 22. “O mundo espera de nossa Igreja latino-americana e caribenha um compromisso mais significativo com a missão universal em todos os Continentes. Para não cairmos na armadilha de nos fechar em nós mesmos, devemos formar-nos como discípulos missionários sem fronteiras” (DA 376). MISSÃO E MISSIOLOGIA

×