“Gatinho de Cheshire”, começou,muito timidamente, por nãosaber se ele gostaria dessetratamento: ele, porém, apenasalargou ...
AA             aulaaula         que que           eu   eu        ..   tive...  tive.
1.O início da       2. Os objetivos                   aula               da                                      aula     ...
Quadro 1. Classificação dos formatos de aulas de línguas, expandida com base emScrivener (1994)                     Aula q...
A aula barbante pode ser representada como umúnico fio, sobre o qual, a todo momento, umdeterminado episódio pode ser dest...
Uma aula estruturada com base no tópicoguarda-chuva é ministrada a partir de umassunto geral, utilizado como o principalpo...
De forma similar à anterior,planejar uma aula centraltelefônica significa estruturarcada atividade em torno de umaideia qu...
Caminho na selva é um tipo de aulaalternativo em que não se planeja ou preveja,de forma alguma, o conteúdo a ser ministrad...
Uma aula do tipo sacolinha possuiuma sequência de atividades nãovinculadas umas às outras, concebidaspara manter os alunos...
A aula quebra-cabeça representa umalição em que cada elemento se encaixaperfeitamente nos restantes, assimcomo as partes d...
• Planos de aulas são...
• Planos de aulas são...  registros sistemáticos das  ideias do professor sobre o  que será dado durante a  aula (Farrell,...
Responda as perguntas a seguir:• 1)Porque o planejamento de aula  é importante?• 2)De que forma(s) o planejamento  é impor...
Planejar…  – é, essencialmente, uma habilidade    que envolve pensar.  – compreende                previsão,    antecipaçã...
Eu planejo. Eu examino              o livro do professor                  cuidadosamente.                                 ...
Por quê planejar?• Para o professor, o planejamento ...   – dá estrutura, um contorno geral à aula;   – pode ajudá-lo(a) a...
– fornece segurança (sob a forma de um  mapa) mediante a imprevisibilidade de  uma sala de aula;– é um lembrete do que vem...
Por quê planejar?• Para os alunos, um plano mostra-  lhes que ...  – o professor refletiu sobre a aula;  – seus conhecimen...
O que considerar                   Engaje Study Activate
Alunos• Quem são os alunos?  – idade, sexo, background social,    econômico, nível etc ...• O que eles trazem para a aula?...
Objetivos• Um objetivo é uma intenção  de um desejo ou propósito.• É expresso em termos das  mudanças      que       serão...
• Objetivos pode ser escritos das seguintes formas:                                                               e       ...
• ou das seguintes formas:                                                  os                                  la, o   s ...
Objetivos• Quais são os objetivos da aula?• Quais são os objetivos de cada  atividade?• O que os alunos alcançarão?• O que...
Conteúdo• Quais temas, contextos serão  abordados?• Qual é o assunto da aula: quais  habilidades        ou      aspectos  ...
Procedimentos / estágios• Quais atividades serão incluídas na  aula?• Quais atividades ajudarão os alunos a  atingir os ob...
Materiais/Equipamento• Quais textos (escritos e orais),  gravuras/figuras, handouts, materiais  de apoio, equipamento etc....
Gerenciamento de sala • As decisões passo-a-passo e ações relativas à   organização da sala de aula e das atividades, por ...
• Autoridade  –   obter e manter a atenção;  –   decidir quem faz o que (responder uma pergunta);  –   estabelecer e deleg...
• Lidar com as pessoas  – distribuir a atenção uniformemente;  – usar a intuição para determinar os sentimentos / as    pe...
Elementos de um plano de aula   número de alunos                         novos itens de vocabulário   objetivos gerais ...
Dicas para gerenciamento da aula• Prepare mais do que você  precisa;• Pense com antecedência  quais partes do plano você  ...
• Não deixe a explicação da  tarefa de casa para o final,  pois a atenção dos alunos é  menor; você pode explicar a  taref...
• Dê as instruções antes de  distribuir o material, caso  contrário, eles vão olhar  para o material e não vão  prestar at...
REFERÊNCIAS•   FARRELL, T. S. C. Lesson planning. In: RICHARDS J. C.;    RENANDYA, W. A. (eds.), Methodology in language  ...
Planejamento
Planejamento
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Planejamento

855 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
855
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
151
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Planejamento

  1. 1. “Gatinho de Cheshire”, começou,muito timidamente, por nãosaber se ele gostaria dessetratamento: ele, porém, apenasalargou um pouco mais o sorriso.“Ótimo, até aqui está contente”,pensou Alice. E prosseguiu: “ Vocêpoderia, por favor, me dizer qualcaminho eu devo seguir ?”“Isso depende muito de onde vocêdeseja chegar”, disse o Gato.“Não me importa muito onde...”,foi dizendo Alice.“Nesse caso não faz diferençapor qual caminho você vá”, disseo Gato.“... desde que eu chegue a algumlugar”, acrescentou Alice,explicando.“Oh, esteja certo de que issoocorrerá”, falou o Gato, “desde
  2. 2. AA aulaaula que que eu eu .. tive... tive.
  3. 3. 1.O início da 2. Os objetivos aula da aula 3. Como a8. O fechamento aula foi da aula organizada 4. Como7. A duração das você imagina queatividades/fases o plano se parecia da aula (na página ou na mente do professor) 5. O equilíbrio/ 6. As transições a variedade entre as de atividades atividades na aula
  4. 4. Quadro 1. Classificação dos formatos de aulas de línguas, expandida com base emScrivener (1994) Aula que segue a linha lógica Tentativa de encadear as atividades de forma que os objetivos sejam alcançados. Os alunos são levados a realizar, progressivamente, uma sucessão de tarefas que, eventualmente, os conduzirão ao resultado planejado. Ao trabalhar com o aspecto estrutural, por exemplo, os alunos são primeiramente expostos ao item linguístico e levados, de forma indutiva ou dedutiva, ao seu entendimento. Em seguida, são oferecidas oportunidades de prática por meio de exercícios mais restritos e controlados. Logo após, os estudantes praticam a estrutura alvo de forma mais pessoal e comunicativa. De modo semelhante, ao trabalhar com as habilidades linguísticas, a leitura, por exemplo, os alunos obtêm gradualmente uma compreensão geral do texto e, em seguida, um entendimento mais detalhado, incluindo o estudo de itens específicos como o léxico.
  5. 5. A aula barbante pode ser representada como umúnico fio, sobre o qual, a todo momento, umdeterminado episódio pode ser destacado etrabalhado por bastante tempo e com muitaatenção.A aula dominó enfatiza a sucessão de atividades,assim como as peças do jogo, que são dispostasde forma não aleatória.
  6. 6. Uma aula estruturada com base no tópicoguarda-chuva é ministrada a partir de umassunto geral, utilizado como o principalponto focal para todas as atividades. Oprofessor pode usar uma variedade deatividades ligadas a um mesmo tema,enfocando tanto os elementos linguísticos(vocabulário, gramática, funções dalinguagem e pronúncia) quanto ashabilidades. Nesse tipo de estrutura, asatividades não seguem uma ordempreestabelecida e pode haver uma série deobjetivos relacionados.
  7. 7. De forma similar à anterior,planejar uma aula centraltelefônica significa estruturarcada atividade em torno de umaideia que unirá todos os demaiselementos, assim como umpainel telefônico central queconecta todos os usuários.
  8. 8. Caminho na selva é um tipo de aulaalternativo em que não se planeja ou preveja,de forma alguma, o conteúdo a ser ministrado.O professor trabalha com os recursosdisponíveis na sala e cria, momento amomento, atividades que respondam aosinteresses e às necessidades dos alunos.Nesse tipo de aula, o professor focalizapredominantemente os estudantes e asituação, em vez de enfocar os materiais e oplano. O ponto de partida pode ser umaatividade de duração indeterminada, como, porexemplo, uma tempestade de ideias(brainstorming), mas as demais continuarão aser mistério até que aconteçam em sala deaula.
  9. 9. Uma aula do tipo sacolinha possuiuma sequência de atividades nãovinculadas umas às outras, concebidaspara manter os alunos envolvidos eentretidos. Esse tipo de aula pode serapropriado para alunos que têmperíodos curtos de atenção, como ascrianças. Não existe um objetivo globalem aulas estruturadas dessa forma.
  10. 10. A aula quebra-cabeça representa umalição em que cada elemento se encaixaperfeitamente nos restantes, assimcomo as partes do jogo se encaixambem umas nas outras
  11. 11. • Planos de aulas são...
  12. 12. • Planos de aulas são... registros sistemáticos das ideias do professor sobre o que será dado durante a aula (Farrell, 2002).
  13. 13. Responda as perguntas a seguir:• 1)Porque o planejamento de aula é importante?• 2)De que forma(s) o planejamento é importante para o professor? E para os alunos?• 3) O que você leva em conta quando elabora um plano de aula?• 4) Quais componentes estão sempre presentes em seus planos de aula?
  14. 14. Planejar… – é, essencialmente, uma habilidade que envolve pensar. – compreende previsão, antecipação, sequenciamento, organização e simplificação. – é imaginar a aula antes que ela aconteça.• Antes de uma aula ser ensinada, ela deve ser planejada.
  15. 15. Eu planejo. Eu examino o livro do professor cuidadosamente. Planejar me permite saberPor que planejar? Os quando não seguir o que foialunos são totalmente planejado.imprevisíveis. Quem tem tempo para planejar? Eu não! Além disso, eu já ensinei esse conteúdo antes.
  16. 16. Por quê planejar?• Para o professor, o planejamento ... – dá estrutura, um contorno geral à aula; – pode ajudá-lo(a) a pensar sobre o conteúdo, os materiais, o seqüenciamento, a duração de cada parte e as atividades propriamente ditas; – desenvolve e promove a auto-confiança ao utilizar materiais novos e desconhecidos; – auxilia quando o plano sugerido no livro didático não satisfaz as necessidades de seus alunos; – ajuda-o(a) a ganhar a confiança de seus alunos; – é evidência de reflexão e tomada de decisão;
  17. 17. – fornece segurança (sob a forma de um mapa) mediante a imprevisibilidade de uma sala de aula;– é um lembrete do que vem primeiro, em seguida etc.;– é um registro do que foi ensinado;– pode ajudar um professor substituto a assumir uma classe;– ajuda o professor a avaliar suas práticas de ensino bem como os resultados;– auxilia o professor a desenvolver suas habilidades ao refletir continuamente sobre suas práticas e o conteúdo das aulas e, ao fazê-lo, questionar as suposições e crenças subjacentes a elas.
  18. 18. Por quê planejar?• Para os alunos, um plano mostra- lhes que ... – o professor refletiu sobre a aula; – seus conhecimentos, experiências, interesses, estilos de aprendizagem e habilidades foram consideradas;
  19. 19. O que considerar Engaje Study Activate
  20. 20. Alunos• Quem são os alunos? – idade, sexo, background social, econômico, nível etc ...• O que eles trazem para a aula? – motivação e atitude, background educacional, conhecimento de mundo etc ...• Quais são suas necessidades e interesses?• Por que eles estão aprendendo a língua?• Falam/estudam outro idioma?• O que eles esperam do curso?• Quantos alunos há na sala de aula?• Quais atividades fazem antes da aula de língua?
  21. 21. Objetivos• Um objetivo é uma intenção de um desejo ou propósito.• É expresso em termos das mudanças que serão provocadas no aluno: – Deve expressar o que o aluno deve saber e poder fazer depois da aula ou do curso
  22. 22. • Objetivos pode ser escritos das seguintes formas: e hab ilidad i car a nte sobre a prat e flue bulário al unos nea Le var os ma espontâ so de voca or u ora l de f ue motive o rendidas; q p u m tema nt em ente a d ade de es rece habili da e fras a na rm a rápi prátic nt o de fo Fo rnecer o escrita ta ã com preens lhada; falem o a eta s aluno ssoas n qu anto d os pe que das ura b ilita r sliz es’ estrut Possi e ‘de a t o d an do respei utiliz ______’; o ero passad )deveria ter bre o gên ‘___ (não en sar so perguntas n os a p ossíveis os alu istar p Levar ta’ e l vis o.
  23. 23. • ou das seguintes formas: os la, o s alun respon der au s e al da gunta Ao fin fazer per es de teress es; e o capaz e in ving"  serã us hobbies sgi Thank ois / três se o " sobre sobre menos d ele; nd ido elo a apre ar p s t erão aze s de cit s ligado em relação ão cap cano rio cabulá léxico); ser ameri vo cos tumes enta do seu extinção ( o aum açadas de icas  te rã e es e specíf ci es am nfo rmaçõ à espé tif icar i rita); erã o iden eensão esc p onder a S a b r e res presente to (comp azer no tex de f o o apaz es usand ão c não s e r si m / perg untas uo; contín
  24. 24. Objetivos• Quais são os objetivos da aula?• Quais são os objetivos de cada atividade?• O que os alunos alcançarão?• O que eu, como professor, pretendo fazer?• O que eu espero que os alunos façam/ aprendam na aula?• Como os objetivos de aula se adaptam aos objetivos a longo prazo?• Algum objetivo pessoal?
  25. 25. Conteúdo• Quais temas, contextos serão abordados?• Qual é o assunto da aula: quais habilidades ou aspectos linguísticos serão estudados?• O que o livro traz?• Eu conheço o assunto?• Estou confiante sobre o conteúdo que terei de ensinar?• Que tipo de preparo/estudo preciso fazer?
  26. 26. Procedimentos / estágios• Quais atividades serão incluídas na aula?• Quais atividades ajudarão os alunos a atingir os objetivos da aula?• Como a aula se relaciona ao que os alunos já sabem?• Como as atividades se articulam para Engaje resultar em uma aula completa?• Ha variedade na aula?• Qual a duração de cada atividade? Study• Como vou organizar a lição em estágios ou seções?• Em que sequência as atividades serão apresentadas? Activate
  27. 27. Materiais/Equipamento• Quais textos (escritos e orais), gravuras/figuras, handouts, materiais de apoio, equipamento etc. vão ser usados?• Eles já estão disponíveis ou terão que ser criados/reservados?
  28. 28. Gerenciamento de sala • As decisões passo-a-passo e ações relativas à organização da sala de aula e das atividades, por exemplo, organização dos assentos, agrupamento dos alunos, começando e terminando a atividade, lidar com as situações inesperadas etc.• Organização dos assentos e agrupamento dos alunos – formação de grupos (individualmente, pares, grupos, “mistura”; – (re)organizar os assentos; – decidir onde você irá se sentar ou onde ficará de pé; – retomar o agrupamento/os assentos anteriores;
  29. 29. • Autoridade – obter e manter a atenção; – decidir quem faz o que (responder uma pergunta); – estabelecer e delegar autoridade conforme apropriado; – conseguir com que alguém faça algo.• Atividades – sequenciar as atividades; – definir as atividades; – dar as instruções; – monitorar o desenvolvimento das atividades; – cronometrar as atividades; – por fim às atividades.
  30. 30. • Lidar com as pessoas – distribuir a atenção uniformemente; – usar a intuição para determinar os sentimentos / as percepções dos alunos; – evocar feedback franco dos alunos; – ouvir de fato os alunos;• Recursos e técnicas – utilizar o quadro e outros equipamentos e materiais de apoio; – fazer uso de gestos para auxiliar na clareza das instruções e explicações; – falar de forma clara, em um volume e uma velocidade apropriados; – usar o silêncio; – regular a complexidade dos aspectos linguísticos; – regular a quantidade dos aspectos linguísticos;• Momentos de crise – iniciar a aula; – lidar com problemas imprevistos – manter a disciplina – terminar a aula
  31. 31. Elementos de um plano de aula número de alunos  novos itens de vocabulário objetivos gerais  atividade extra objetivos específicos  idade dos alunos objetivos de cada estágio  data números do(s) exercício(s)/atividade(s)  interação (AA; PA) o que os alunos fazem em cada fase  fontes de cores diferentes o que o professor faz em cada fase  revisão da última aula material utilizado  gênero dos alunos tarefa decasa  breve descrição de cada ativ. agrupamento de alunos (trabalho individual/em pares/grupos/toda a sala) equipamentos  nível do grupo tempo de cada atividade/fase  horário habilidades praticadas  nome/número do grupo número das páginas  duração da aula eventuais problemas  alunos que trabalharão juntos  abreviações
  32. 32. Dicas para gerenciamento da aula• Prepare mais do que você precisa;• Pense com antecedência quais partes do plano você vai sacrificar se o tempo estiver acabando;• Mantenha um relógio visível;
  33. 33. • Não deixe a explicação da tarefa de casa para o final, pois a atenção dos alunos é menor; você pode explicar a tarefa mais cedo e dar um lembrete rápido no final.• Se você tem papéis para distribuir para a sala toda, peça ajuda a um(a) aluno(a) ou distribua-os ao mais próximo e peça para irem passando para o resto da classe.
  34. 34. • Dê as instruções antes de distribuir o material, caso contrário, eles vão olhar para o material e não vão prestar atenção.
  35. 35. REFERÊNCIAS• FARRELL, T. S. C. Lesson planning. In: RICHARDS J. C.; RENANDYA, W. A. (eds.), Methodology in language teaching. Cambridge. Cambridge University Press, 2002. p. 30-39.• GOWER, R.; PHILLIPS, D.; WALTERS, S. Teaching Practice:  a guide for teachers in training. Macmillan, 2005.• HADFIELD, J.,; HADFIELD, C. Introduction to teaching English. Oxford: Oxford University Press, 2008.• HARMER, J. How To Teach English. Harlow: Longman, 1999.• HARMER, J.  The Practice of English Language Teaching 3rd Edition.  Pearson Education, 2001.• RICHARDS, J. C.; RENANDYA, W. A. (eds.) Methodology in Language Teaching Cambridge University Press, 2002.• SCRIVENER, J. Learning Teaching  2nd Edition.  Macmillan, 2005. • UR, P. A course in language teaching: practice and theory. Cambridge: Cambridge University Press, 1996.• WOODWARD, T. Planning lessons and courses. Oxford: Oxford University Press. (2001).

×