Plano lesson builder

159 visualizações

Publicada em

Plano de aula

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
159
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plano lesson builder

  1. 1. Traduzido e adaptado de http://udlexchange.cast.org/home Plano de atividade/aula TÍTULO “ler para aprender” Autor Fátima Duarte Data 18 maio de 2014 Sobre a atividade BREVE DESCRIÇÃO “NÃO SEI COMO É QUE APRENDI A LER; SÓ ME LEMBRO DAS MINHAS PRIMEIRAS LEITURAS”. ROUSSEAU A atividade é dividida em duas partes. Na primeira parte, em grande grupo, é lida a “História do Capuchinho vermelho”, ao mesmo tempo que é apresentada em suporte digital, em Power Point, que será lida conjuntamente pelo grupo. Posteriormente a professora realiza uma abordagem à história, relacionando com a Matemática (contagens, sequências) e com o Estudo do Meio (segurança, alimentação). Seguidamente, em trabalho individual, cada aluno executa individualmente a ficha de trabalho ou a adaptada, onde é pedido que o mesmo: - Leia o texto; - Rescreva o texto substituindo as imagens pelas palavras; - Identifique as personagens do texto e escrever o seu nome; - Rodeie de vermelho o nome de pessoas, de azul o nome de animais e de amarelo o nome de objetos; -Risque as frases que não têm sentido; - Escreva as frases por baixo da imagem que lhe corresponde; - No final da atividade será feita por parte dos alunos a auto-avaliação da aprendizagem. PRÉ-REQUISITOS O principal elemento motivador da atividade é a história do “Capuchinho Vermelho”. As atividades programadas respondem às necessidades do aluno de acordo com o seu estado de desenvolvimento e competências adquiridas até à data de forma sequencializada, essencialmente saberem ler e escrever e compreender a informação de forma a utilizá-la posteriormente em novas situações e contextos. Para a realização desta atividade é necessário que o aluno seja capaz de identificar as imagens, completar lacunas, ordenar frases de acordo com o texto.
  2. 2. Traduzido e adaptado de http://udlexchange.cast.org/home DURAÇÃO (HORAS) De forma a permitir uma flexibilidade e tomada de opções de forma a alcançar os objetivos pretendidos, esta aula foi programada para um módulo de 90 minutos. A turma é constituída por 20 alunos e duas crianças com Necessidades Educativas Especiais, com apoio da professora titular de turma e de educação especial. Aplicação FINALIDADE (PLANO AULA, PLANO ATIVIDADE…) Esta atividade poderá ser explorada em contextos diversificados, assim como noutras disciplinas, uma vez que considera nas tarefas uma interdisciplinaridade, criando uma relação entre o conhecimento e a realidade do aluno. NÍVEL DE ENSINO / ANO DE ESCOLARIDADE Esta atividade é planeada para o 1º e 2º ano do 1º ciclo do ensino básico, e para crianças com NEE que iniciam o processo da leitura baseado no método global. Poderá no entanto ser utilizada em crianças de vários níveis de ensino, com dificuldades de aprendizagem ou cuja língua materna não seja o português. ÁREA DISCIPLINAR Nesta atividade a área predominante é a disciplina de português, no entanto a mesma contempla atividades da disciplina de matemática e de estudo do meio. CURRÍCULO Este plano de aula foi programado para uma turma com alunos com NEE, e baseada no livro ”Como programar em Educação Especial” de Landivar, pelo que comtempla não as metas curriculares mas as áreas especificas de aprendizagem. No entanto, as mesmas vão ao encontro das metas curriculares de português instituídas para o 1º e 2º ano do 1º ciclo do ensino básico, nomeadamente na leitura e escrita. Tendo em conta que os objetivos serão apresentados posteriormente, as áreas contempladas, no âmbito da educação especial são: compreensão verbal; raciocínio verbal; memória verbal significativa; leitura e escrita.
  3. 3. Traduzido e adaptado de http://udlexchange.cast.org/home Objetivos OBJETIVOS GERAIS Os objetivos apresentados, evidenciam os resultados a atingir, tendo em conta os pontos fortes, pretendendo que os alunos sejam capazes de : -Assimilar a linguagem e utilizá-la de forma compreensível; -Identificar relações e ideias na linguagem e expressá-las no uso das mesmas; -Reter e evocar estímulos verbais; -Ler de forma compreensiva; -Escrever corretamente e usar a escrita como meio de comunicação; OBJETIVOS ESPECÍFICOS Os objetivos específicos permitem realizar alguns ajustes à metodologia de ensino e pretende que o aluno seja capaz de: -Discriminar o nome das personagens da história; -Explicar o significado de frases; -Encontrar relações de semelhança e diferença entre palavras; - Encontrar absurdos em expressões orais; - Relatar e recontar histórias pelas próprias palavras; - Ler frases (substituindo as imagens por palavras); - Escrever frases simples (substituindo as imagens por palavras); DIVERSIDADE Tendo em conta que este plano foi planeado para uma turma com crianças com NEE, já contempla a diversidade da turma assim como o potencial de aprendizagem de cada aluno. Avaliação AVALIAÇÃO FORMATIVA A avaliação tem um propósito formativo, onde se valoriza as aquisições realizadas e se identifica as aprendizagens que necessitam de ser sistematizadas, onde o aluno realiza uma auto-avaliação. No final da tarefa os alunos devem ser capazes de compreender a história, recontar e ordenar a mesma, e escrever frases com sentido, aferindo deste modo as suas dificuldades e progressos e o nível de envolvimento. Embora esta avaliação considere os resultados da avaliação, incide essencialmente sobre os processos desenvolvidos pelos alunos, tendo em conta as tarefas propostas.
  4. 4. Traduzido e adaptado de http://udlexchange.cast.org/home AVALIAÇÃO SUMATIVA A avaliação sumativa surge quando é necessário realizar o balanço das aprendizagens desenvolvidas, onde se exprime os resultados de todo o processo, em termos de escala numérica, acompanhada por uma informação descritiva. A grelha de avaliação permitirá aferir a consolidação das aprendizagens e introduzir caso necessário melhorias na atividade ou na aula seguinte. Metodologia Será utilizada ao longo de toda a atividade uma metodologia ativa, através da manipulação de materiais e interação dos intervenientes. o modelo de aprendizagem da leitura a utilizar é concomitantemente o modelo percetual onde predomina a informação visual, a criança apreende os símbolos através de uma apropriação fundamentalmente do olhar e o modelo psicolinguístico, onde predomina a informação não visual, ou seja a estrutura da língua, em termos de compreensão e da semântica, necessária à resolução da imprevisibilidade do significado. Materiais e Recursos RECURSOS Os recursos e o material necessário á realização desta atividade são: - Um Livro (pictogramas) com a história do “Capuchinho Vermelho”; - História do “Capuchinho Vermelho” em suporte digital (PowerPoint); - Jogo silábico; - Objetos de uso diário; - Computador e quadro interativo; - Ficha de trabalho. Reflexão do autor Certo de que a leitura constitui uma ferramenta insubstituível assumindo um papel preponderante na aprendizagem e ao longo de toda a vida de cada um de nós. Deste modo pretende-se que o aluno seja um sujeito ativo na aquisição do conhecimento. Esta atividade pretende ir ao encontro do enunciado no Projeto Educativo de Agrupamento no Plano Anual de Atividades e ao Projeto de Turma, visando o sucesso educativo. Foi uma aula inicialmente planeada pela docente de educação especial no âmbito da Avaliação de Desempenho Docente.

×