SlideShare uma empresa Scribd logo

Pacto nacional pela alfabetização na idade certa

Trabalho de conclusão do curso Pacto (Língua Portuguesa)

1 de 58
Baixar para ler offline
PACTO NACIONAL PELAALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA
PORTIFÓLIO DAS ATIVIDADES DO PROFESSOR
ALFABETIZADOR DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO
FUNDAMENTAL
Ano 3
Nome do professor: Maria Aparecida da Silva Leite
Unidade escolar:EMEF Profº Tibério Justo da Silva
Turma: 3º ano A
Orientador de estudo: Conceição
Alfabetizar letrando...
É somar novos aprendizados com os já existentes...
para subtrair dificuldades invisivelmente presentes.
É multiplicar valores, nesta vida já tão esquecidos...
por costumes equivocadamente tão estabelecidos.
É promover um aprendizado em espiral...
para favorecer um conhecimento geral.
É dividir com seus alunos conhecimentos do mundo
para consolidar informações,presente, passado e futuro.
Professora CIDA
UNIDADE 1- CURRICULO INCLUSIVO: O DIREITO DE SER
ALFABETIZADO
O currículo é construído na pratica diária de
professores, diretores e comunidade, precisa
ser uma construção coletiva, um conjunto de
intenções educativas e diretrizes
pedagógicas para a organização e
desenvolvimento das praticas educativas e se
faz necessário um processo constante de
avaliação e retomadas.
Pacto nacional pela alfabetização na idade certa
UNIDADE 2- PLANEJAMENTO E ORGANIZAÇÃO DA ROTINA NA
ALBABETIZAÇÃO
Anúncio

Recomendados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

PNAIC - Ano 2 unidade 2
PNAIC - Ano 2   unidade 2PNAIC - Ano 2   unidade 2
PNAIC - Ano 2 unidade 2ElieneDias
 
Plano intervenção
Plano intervençãoPlano intervenção
Plano intervençãojosihy
 
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1Bete Feliciano
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Magda Marques
 
Portfólio -o_que_é_como_organizar_e_como_usá-lo_na_avaliação
Portfólio  -o_que_é_como_organizar_e_como_usá-lo_na_avaliaçãoPortfólio  -o_que_é_como_organizar_e_como_usá-lo_na_avaliação
Portfólio -o_que_é_como_organizar_e_como_usá-lo_na_avaliaçãoPrefeitura de Lages
 
Pnaic 2º encontro unidade 1 e 2 ano 2 - 2013-1
Pnaic 2º encontro unidade 1 e 2   ano 2 - 2013-1Pnaic 2º encontro unidade 1 e 2   ano 2 - 2013-1
Pnaic 2º encontro unidade 1 e 2 ano 2 - 2013-1miesbella
 
Unidade 2 - PNAIC - Planejamento
Unidade 2 - PNAIC - PlanejamentoUnidade 2 - PNAIC - Planejamento
Unidade 2 - PNAIC - PlanejamentoElaine Cruz
 
Portifólio do PACTO - Orientações
Portifólio do PACTO - OrientaçõesPortifólio do PACTO - Orientações
Portifólio do PACTO - OrientaçõesBete Feliciano
 
Síntese caderno4 pnaic
Síntese caderno4 pnaicSíntese caderno4 pnaic
Síntese caderno4 pnaicFatima Lima
 

Mais procurados (20)

PNAIC - Ano 2 unidade 2
PNAIC - Ano 2   unidade 2PNAIC - Ano 2   unidade 2
PNAIC - Ano 2 unidade 2
 
Plano intervenção
Plano intervençãoPlano intervenção
Plano intervenção
 
Raitec (2)
Raitec (2)Raitec (2)
Raitec (2)
 
Rotina Semanal
Rotina SemanalRotina Semanal
Rotina Semanal
 
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
 
Caderno plan. 1º ano
Caderno plan. 1º anoCaderno plan. 1º ano
Caderno plan. 1º ano
 
Rotina escolar
Rotina escolarRotina escolar
Rotina escolar
 
1 encontro pacto matematica
1 encontro pacto matematica1 encontro pacto matematica
1 encontro pacto matematica
 
Plano de ensino fundamentos da recreação
Plano de ensino fundamentos  da recreaçãoPlano de ensino fundamentos  da recreação
Plano de ensino fundamentos da recreação
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.
 
Portfólio -o_que_é_como_organizar_e_como_usá-lo_na_avaliação
Portfólio  -o_que_é_como_organizar_e_como_usá-lo_na_avaliaçãoPortfólio  -o_que_é_como_organizar_e_como_usá-lo_na_avaliação
Portfólio -o_que_é_como_organizar_e_como_usá-lo_na_avaliação
 
Pnaic 2º encontro unidade 1 e 2 ano 2 - 2013-1
Pnaic 2º encontro unidade 1 e 2   ano 2 - 2013-1Pnaic 2º encontro unidade 1 e 2   ano 2 - 2013-1
Pnaic 2º encontro unidade 1 e 2 ano 2 - 2013-1
 
Unidade 2 - PNAIC - Planejamento
Unidade 2 - PNAIC - PlanejamentoUnidade 2 - PNAIC - Planejamento
Unidade 2 - PNAIC - Planejamento
 
Sequencia didática
Sequencia didáticaSequencia didática
Sequencia didática
 
Portifólio do PACTO - Orientações
Portifólio do PACTO - OrientaçõesPortifólio do PACTO - Orientações
Portifólio do PACTO - Orientações
 
1 encontro caderno 1 Pnaic Matematica
1 encontro caderno 1 Pnaic Matematica1 encontro caderno 1 Pnaic Matematica
1 encontro caderno 1 Pnaic Matematica
 
Portfólio
  Portfólio  Portfólio
Portfólio
 
Portfólio pronto
Portfólio prontoPortfólio pronto
Portfólio pronto
 
Síntese caderno4 pnaic
Síntese caderno4 pnaicSíntese caderno4 pnaic
Síntese caderno4 pnaic
 
Combinados 2011
Combinados 2011Combinados 2011
Combinados 2011
 

Destaque

AULA DA MANHÃ PACTO 19/07/2014
AULA DA MANHÃ PACTO 19/07/2014AULA DA MANHÃ PACTO 19/07/2014
AULA DA MANHÃ PACTO 19/07/2014Elaine Maria
 
Portfólio de atividades da Helena - 1º semestre de 2013
Portfólio de atividades da Helena - 1º semestre de 2013Portfólio de atividades da Helena - 1º semestre de 2013
Portfólio de atividades da Helena - 1º semestre de 2013Helena de Brum
 
Portfólio luciana andrade
Portfólio luciana andradePortfólio luciana andrade
Portfólio luciana andradefamiliaestagio
 
O Diário de Juliana
O Diário de JulianaO Diário de Juliana
O Diário de JulianaCybele Meyer
 
Projeto arte e africanidades
Projeto arte e africanidadesProjeto arte e africanidades
Projeto arte e africanidadescampacheco
 
Introduzindo a Cultura Afro-Brasileira na Educação Infantil
Introduzindo a Cultura Afro-Brasileira na Educação InfantilIntroduzindo a Cultura Afro-Brasileira na Educação Infantil
Introduzindo a Cultura Afro-Brasileira na Educação InfantilElaineCristiana
 

Destaque (6)

AULA DA MANHÃ PACTO 19/07/2014
AULA DA MANHÃ PACTO 19/07/2014AULA DA MANHÃ PACTO 19/07/2014
AULA DA MANHÃ PACTO 19/07/2014
 
Portfólio de atividades da Helena - 1º semestre de 2013
Portfólio de atividades da Helena - 1º semestre de 2013Portfólio de atividades da Helena - 1º semestre de 2013
Portfólio de atividades da Helena - 1º semestre de 2013
 
Portfólio luciana andrade
Portfólio luciana andradePortfólio luciana andrade
Portfólio luciana andrade
 
O Diário de Juliana
O Diário de JulianaO Diário de Juliana
O Diário de Juliana
 
Projeto arte e africanidades
Projeto arte e africanidadesProjeto arte e africanidades
Projeto arte e africanidades
 
Introduzindo a Cultura Afro-Brasileira na Educação Infantil
Introduzindo a Cultura Afro-Brasileira na Educação InfantilIntroduzindo a Cultura Afro-Brasileira na Educação Infantil
Introduzindo a Cultura Afro-Brasileira na Educação Infantil
 

Semelhante a Pacto nacional pela alfabetização na idade certa

Alfabetização e educação inclusiva
Alfabetização e educação inclusivaAlfabetização e educação inclusiva
Alfabetização e educação inclusivaAntonioMarquesFiguei
 
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1Bete Feliciano
 
Unidade 5 10º e 11º encontro
Unidade 5   10º e 11º encontroUnidade 5   10º e 11º encontro
Unidade 5 10º e 11º encontroBete Feliciano
 
sequencia didatica.pptx
sequencia didatica.pptxsequencia didatica.pptx
sequencia didatica.pptxEdnaRita2
 
Inclusão escolar: desafios para a formação de professores alfabetizadores - P...
Inclusão escolar: desafios para a formação de professores alfabetizadores - P...Inclusão escolar: desafios para a formação de professores alfabetizadores - P...
Inclusão escolar: desafios para a formação de professores alfabetizadores - P...Marisa Teixeira
 
1ª apresentação pnaic 08 06
1ª apresentação pnaic 08 061ª apresentação pnaic 08 06
1ª apresentação pnaic 08 06miesbella
 
Relatorio de formmacao_de_1o_mes_da_4a_etapa
Relatorio de formmacao_de_1o_mes_da_4a_etapaRelatorio de formmacao_de_1o_mes_da_4a_etapa
Relatorio de formmacao_de_1o_mes_da_4a_etapaGivanildo Sousa oliveira
 
RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014
RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014
RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014Claudio Pessoa
 
Aprende se escrever-escrevendo
Aprende se escrever-escrevendoAprende se escrever-escrevendo
Aprende se escrever-escrevendodialogoeducacao
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolarAnanda Lima
 
Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoMagda Marques
 
Trabalho individual 2014 6º semestre.
Trabalho individual 2014 6º semestre.Trabalho individual 2014 6º semestre.
Trabalho individual 2014 6º semestre.Rute Batista
 

Semelhante a Pacto nacional pela alfabetização na idade certa (20)

Alfabetização e educação inclusiva
Alfabetização e educação inclusivaAlfabetização e educação inclusiva
Alfabetização e educação inclusiva
 
Projeto educacional
Projeto educacionalProjeto educacional
Projeto educacional
 
Rotina unidade 2 3
Rotina unidade 2   3Rotina unidade 2   3
Rotina unidade 2 3
 
Rotina unidade 2.3
Rotina unidade 2.3Rotina unidade 2.3
Rotina unidade 2.3
 
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
 
Unidade 5 10º e 11º encontro
Unidade 5   10º e 11º encontroUnidade 5   10º e 11º encontro
Unidade 5 10º e 11º encontro
 
Unidade 7
Unidade 7Unidade 7
Unidade 7
 
sequencia didatica.pptx
sequencia didatica.pptxsequencia didatica.pptx
sequencia didatica.pptx
 
Apresentação unidade 5
Apresentação unidade 5Apresentação unidade 5
Apresentação unidade 5
 
Inclusão escolar: desafios para a formação de professores alfabetizadores - P...
Inclusão escolar: desafios para a formação de professores alfabetizadores - P...Inclusão escolar: desafios para a formação de professores alfabetizadores - P...
Inclusão escolar: desafios para a formação de professores alfabetizadores - P...
 
Ano 2 unidade_7_miolo
Ano 2 unidade_7_mioloAno 2 unidade_7_miolo
Ano 2 unidade_7_miolo
 
Caderno 3 ano lp vol 1
Caderno 3 ano lp   vol 1Caderno 3 ano lp   vol 1
Caderno 3 ano lp vol 1
 
1ª apresentação pnaic 08 06
1ª apresentação pnaic 08 061ª apresentação pnaic 08 06
1ª apresentação pnaic 08 06
 
Relatorio de formmacao_de_1o_mes_da_4a_etapa
Relatorio de formmacao_de_1o_mes_da_4a_etapaRelatorio de formmacao_de_1o_mes_da_4a_etapa
Relatorio de formmacao_de_1o_mes_da_4a_etapa
 
OT Recuperação Intensiva - História
OT Recuperação Intensiva - HistóriaOT Recuperação Intensiva - História
OT Recuperação Intensiva - História
 
RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014
RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014
RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014
 
Aprende se escrever-escrevendo
Aprende se escrever-escrevendoAprende se escrever-escrevendo
Aprende se escrever-escrevendo
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolar
 
Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramento
 
Trabalho individual 2014 6º semestre.
Trabalho individual 2014 6º semestre.Trabalho individual 2014 6º semestre.
Trabalho individual 2014 6º semestre.
 

Último

2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...azulassessoriaacadem3
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxJean Carlos Nunes Paixão
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba InicialTeresaCosta92
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...excellenceeducaciona
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...excellenceeducaciona
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...azulassessoriaacadem3
 
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...excellenceeducaciona
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...azulassessoriaacadem3
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Jean Carlos Nunes Paixão
 

Último (20)

2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoriaAtividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
 
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
 

Pacto nacional pela alfabetização na idade certa

  • 1. PACTO NACIONAL PELAALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA PORTIFÓLIO DAS ATIVIDADES DO PROFESSOR ALFABETIZADOR DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Ano 3 Nome do professor: Maria Aparecida da Silva Leite Unidade escolar:EMEF Profº Tibério Justo da Silva Turma: 3º ano A Orientador de estudo: Conceição
  • 2. Alfabetizar letrando... É somar novos aprendizados com os já existentes... para subtrair dificuldades invisivelmente presentes. É multiplicar valores, nesta vida já tão esquecidos... por costumes equivocadamente tão estabelecidos. É promover um aprendizado em espiral... para favorecer um conhecimento geral. É dividir com seus alunos conhecimentos do mundo para consolidar informações,presente, passado e futuro. Professora CIDA
  • 3. UNIDADE 1- CURRICULO INCLUSIVO: O DIREITO DE SER ALFABETIZADO
  • 4. O currículo é construído na pratica diária de professores, diretores e comunidade, precisa ser uma construção coletiva, um conjunto de intenções educativas e diretrizes pedagógicas para a organização e desenvolvimento das praticas educativas e se faz necessário um processo constante de avaliação e retomadas.
  • 6. UNIDADE 2- PLANEJAMENTO E ORGANIZAÇÃO DA ROTINA NA ALBABETIZAÇÃO
  • 8. Plano de aula planejado a parti do acervo PNLD
  • 9. UNIDADE 3 – O ÚLTIMO ANO DO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO: CONSOLIDANDO OS CONHECIMENTOS Para inicio de conversa, objetivos da unidade três O ultimo ano do ciclo de alfabetização, muita atenção e lucidez. Muitas duvidas se apresentaram, uma esperança no olhar, Os aprendizados dessas crianças devemos consolidar. O objetivo é muito claro, especialistas vem mostrar, Com dinâmicas e atividades, muita atenção prestar. Para essa consolidação caminhos devemos percorrer E o nosso sistema de escrita alfabética entender. Nosso sistema de escrita tem regras, pois ela é notacional Possui propriedades especificas independente de um ensino formal. Através da reconstrução Ferreiro e Teberosky vem dizer As regras do nosso sistema serão mais fáceis do aluno apreender. Ana Catarina e Ana Cláudia vieram juntas dialogar, Falando das correspondências letra-som, o tema em pauta complementar. Se a base de tudo é alfabeizar letrando, com leituras e produções de textos Os enigmas desses caminhos estamos decifrando. Maria Aparecida da Silva Leite
  • 10. Mapa conceitual para que aconteça a consolidação no ensino aprendizado do aluno
  • 11. SEA
  • 13. Entender como as letras funcionam, ao formar as palavras com toda complexidade que ela apresenta , a capacidade de refletir sobre partes sonoras das palavras é uma condição necessária para a criança avançar em direção a uma hipótese alfabética, mas não é condição suficiente para dar conta de responder às duas perguntas básicas: o que é que as letras notam ou representam (no papel ou em outra superfície)? E como é que as letras funcionam, para criar aquelas representações? Desta forma, as habilidades de reflexão fonológica que a criança apresenta no início do processo de alfabetização devem se desenvolver em todo seu percurso, contribuindo para a aquisição e consolidação do SEA pelas crianças. E o educador deve ser parte fundamental nesse processo, mediando planejando atividades que promovam tal reflexão e entendimento.
  • 19. UNIDADE 4 – VAMOS BRINCAR DE REIVENTAR HISTÓRIAS Uns dos principais objetivos para os educadores referente a essa unidade é: Conhecer a importância do uso dos jogos e brincadeiras no processo de apropriação do Sistema da escrita Alfabética (SEA), analisando jogos e planejando aulas em que os Jogos sejam incluídos como recursos didáticos. Exemplos de atividades que podem fazer parte das aulas socializadas durante o curso: Ditado do apagão – jogo da forca silábica- stop dos bichos- stop da tabuada – ditado musical – bingo das palavras – salada de letras – soletrando silábico etc.
  • 20. Plano de aula elaborado e aplicado em sala de aula TEMA: Leitura Compartilhada “Poemas problemas” Autora: Renata Bueno Editora: E.B (Editora do Brasil) 1- Objetivo • Treinar a leitura individual e em voz alta em publico; • Estimular o raciocínio lógico através de brincadeira (jogo); • Desenvolver a atenção analise e reflexão na hora da escrita. 2- Conteúdos e disciplinas pertinentes • Linguagem oral: Explicação sobre o desenvolvimento da aula; • Matemática: Escrita de numerais ordinais/ e escrita da resolução dos problemas, cálculo (raciocínio lógico); • Língua Portuguesa: Escrita individual (títulos dos poemas e resposta).
  • 21. 3- Metodologia/desenvolvimento das atividades • Apresentei o livro aos alunos e questionamento sobre a relevância e significado da ilustração da capa e do titulo; • Expliquei como seria as atividades que iriam ser realizadas; • Foi entregue para cada aluno uma folha com 18 quadrinhos do mesmo tamanho; • Os alunos foram convidados a numerar os quadrinhos em ordem ordinais 1º, 2º, 3º... assim por diante; • Convidei um aluno para ler o 1º poema problema (repetindo 2 vezes) e pedi para os demais escrevem o titulo do poema e prestarem atenção nas informações dadas e após a leitura escreverem no respectivo quadrinho a resposta na qual eles haviam chegado. (assim sucessivamente a cada poema lido).
  • 24. Ao final da atividade fizemos a correção coletiva na lousa, os alunos foram covidados a soletrarem os títulos dos poemas enquanto outro escrevia na lousa e também fizeram a análise de cada problema coletivamente (nesse momento eu pude ouvir comentários como): “É mesmo!”, “Porque não pensei nisso”- “Puxa! Como era fácil”.
  • 25. UNIDADE 5 – O TRABALHO COM DIFERENTES GÊNEROS TEXTUAIS EM SALA DE AULA: DIVERSIDADE PROGRESSÃO ESCOLAR ANDANDO JUNTAS. Sim, porque alguns textos são mais fáceis da criança em processo de alfabetização entender, como: bilhete, receita, parlenda, convite, HQ e fábulas. Por outro lado os textos humorísticos ou de piadas sem ilustração se tornam mais complexo o entendimento. Acredito que logo no inicio do ano devemos ir apresentando os gêneros textuais , partindo do nível de um nível de dificuldade mais fácil e ir aumentando gradativamente, mas sempre retornando ao anterior para que os alunos consolide suas semelhanças e diferenças Sim, pois a cada ano a criança apresenta uma maturidade mais elevada referente ao entendimento de conteúdos, ela consegue pensar de forma mais ampla percebendo detalhes antes despercebidos.
  • 27. A imersão dos alunos nas práticas de linguagem contribui para a sua apropriação, porém, acreditamos que é preciso ir além das vivências. É necessário um trabalho progressivo e aprofundado com os gêneros textuais orais e escritos, envolvendo situações em que essa exploração faça sentido. Para realizar um trabalho progressivo com os gêneros, o professor precisa conhecer bem quais habilidades os seus alunos já possuem e estabelecer quais são aquelas almejadas (perfil de entrada e perfil de saída esperado para aquele ano). Diagnosticar sempre deve ser sua primeira ação. Um segundo aspecto que deve ser levado em consideração: o educador juntamente com a escola precisa garantir a exploração da diversidade de gêneros.
  • 28. O CANTINHO DA LEITURA NÃO PODE SE SIMPLISMENTE UMA DECORAÇÃO DA SALA DE AULA, DEVE SER EXPLORADO DIARIMENTE POR ALUNOS E PROFESSORES
  • 29. TODA HORA E TODO LUGAR É UM BOM MOMENTO PARA DESENVOLVER A LINGUAGEM
  • 31. MEUS ALUNOS ADORARAM TRABALHAR LETRA DE MÚSICAS E BIOGRAFIAS!
  • 32. UNIDADE 6 – ALFABETIZAÇÃO EM FOCO: PROJETOS DIDÁTICOS E SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS EM DIÁLOGO COM DIFERENTES COMPONENTES CURRICULARES. • Um projeto ou sequencias didáticas bem elaborados potencializa a integração de diferentes áreas de conhecimento, como também a integração de várias mídias e recursos, permitindo ao aluno expressar seu pensamento por meio de diferentes linguagens e formas de representação. Do ponto de vista de aprendizagem esse método de trabalho possibilita ao aluno recontextualizar aquilo que aprendeu, bem como estabelecer relações significativas entre conhecimentos. • Para tanto as atividades inseridas independente dos objetivos a serem alcançados, deve permitir que o aluno aprenda- fazendo e reconheça a própria autoria naquilo que produz por meio de questionamentos que lhe impulsionam a contextualizar conceitos já conhecidos e descobrir outros construídos durante o desenvolvimento das atividades. • Nesse momento a mediação do professor é fundamental, pois ao mesmo tempo em que o aluno precisa reconhecer a sua própria autoria, ele também precisa sentir a presença do professor que ouve, questiona e orienta, permitindo ao aluno fazer regulações, uma vez que os conteúdos envolvidos precisam ser sistematizados para que aja a formalização dos conhecimentos colocados em ação.
  • 33. Quais a principais características principais de um projeto? •Participação efetiva do aluno em todas as etapas; •Organização, planejamento com começo, meio e fim; •Prevê um produto final; •Envolve de alguma forma a comunidade; •Atuação contextualizada e interdisciplinar.
  • 34. Exemplos de sequência didática e Projeto desenvolvido em sala de aula • TEMA: Leitura Compartilhada “Viviana a Rainha do Pijama” • Autor:Steve Webb • Editora: Salamandra • Duração: 4 aulas • • 2- Objetivo • Aperfeiçoar o entendimento e interpretação textual; • Consolidar a aprendizagem de estrutura e escrita textual (bilhete); • Ser capaz de Participar de forma critica dando opinião com autonomia; • Desenvolver autonomia para escrita de texto; • Desenvolver criatividade para escrita de rimas através de desenho. • • 3- Conteúdos e disciplinas pertinentes • Apreciação de historia (“Viviana a Rainha do Pijama”) • Linguagem oral: Roda da conversa sobre a história compartilhada/ Debate de opinião (voto); • Língua Portuguesa: leitura individual de texto (resposta ao bilhete);/ Escrita de fases com rimas;/Analise e reflexão da escrita (bilhete e rimas); • Artes: Produção de desenho.
  • 35. Metodologia 1ª aula- Fiz a leitura do livro para os alunos e Logo em seguida conversamos sobre o que eles acharam sobre o final da historia (todos acharam injusto), e por esse motivo tive a ideia de fazer a votação para ver quem eles queriam que tivesse ganhado o concurso do pijama, já que historia tratava desse assunto (concurso do pijama mais legal); OBS: Já sabendo que a sondagem de aprendizagem do mês de agosto seria a escrita Individual de bilhete (resposta) elaborei um bilhete como se fosse a Viviana Rainha do Pijama Enviando para os alunos.
  • 36. 28 de agosto de 2013 Querido aluno (a) do 3º ano A Fiquei sabendo que você não concordou com o resultado do concurso que fiz sobre o pijama mais legal. Por isso gostaria de saber, em sua opinião quem deveria ter vencido o concurso e por quê? Aguardo sua resposta. Beijos Viviana, a Rainha do Pijama. 2ª aula- No dia seguinte perguntei aos alunos se eles se lembravam da historia e da votação que eles fizeram (todos responderam que sim e fizeram comentários sobre o final da historia); Entreguei o bilhete e pedi para eles fazerem uma leitura coletiva em voz alta ( ao terminarem eles começaram a responder oralmente o bilhete todos deram sua opinião); Entreguei uma folha de sulfite e pedi para eles responderem por escrito em forma de bilhete (individualmente e sem minha interferência);
  • 37. Ao final recolhi as atividades e perguntei (Se fossem convidados para o concurso que tipo de pijamas eles usariam?), entreguei uma folha e pedi para eles desenharem e depois apresentarem com frases escritas com rimas. 3ª aula- Mediação (interferência) individual das escritas (bilhete) OBS: As escritas dos bilhetes primeiramente foram usadas para analise do rendimento de aprendizagem, após o preenchimento da ficha de desempenho dos alunos fiz a interferência mediando à escrita individual do aluno, juntos revemos os pontos negativos e positivos da escrita de cada um.
  • 38. Escola: EMEF Profº Tibério Justo da Silva- 2013 Projeto de Aprendizagem – Nós também somos escritores (Fabulas) Duração: Agosto – Novembro Alunos 3° Ano A Professora: Maria Aparecida da Silva Leite Colaboração: Professor Ricardo Benicio (informática) JUSTIFICATIVA Considerando que a fábula é uma tipologia textual que instiga discussões e reflexões a respeito da moral, e em vista da necessidade de ampliar o repertório linguístico do aluno, bem como, aprimorar o nível de escrita, foram desenvolvidas estratégias que viabilizaram tais metas, através de um projeto didático intitulado: NÓS TAMBÉM SOMOS ESCRITORES. Neste, o educando vivenciou de forma lúdica e prazerosa, o ato de ler e produzir e reproduzir textos tendo como referencia as fábulas do escritor Esopo. OBJETIVO GERAL Despertar no aluno o prazer pela leitura, possibilitando o desenvolvimento de competências que visem torná-lo leitor e produtor competente de textos, através do gênero literário fábula, aproximando-se ao máximo da estrutura e do léxico, apropriado nesse tipo de texto. Projeto “Nós também somos escritores” Fábulas
  • 39. OBJETIVOS ESPECÍFICOS ---Desenvolver o gosto pela leitura e pela escrita, apreciando-as como fonte de entretenimento e informação; --Conhecer um pouco da vida do escritor Esopo por meio de sua biografia; --Reconhecer a fábula como gênero literário que veio do conto popular; --Desenvolver o imaginário; --Fazer antecipações e inferências em relação ao contexto e a intencionalidade; --Reproduzir o texto oralmente, individual ou coletivamente, mantendo a sequencia dos fatos; --Compreender a moral implícita no texto; --Descrever a ambientação e os personagens da fábula; --Narrar fatos do cotidiano que tenham relação com a moral da história; --Reescrever texto mantendo a sequencia dos fatos; --Utilizar o dicionário como fonte de pesquisa das palavras desconhecidas encontradas na fábula; --Realizar leitura fluente com compreensão; --Produzir fábula (autoria própria); --Apresentar com autonomia o projeto aos pais ( tarde do autografo).
  • 40. METODOLOGIA: --A cada semana uma dupla escolheu uma fábula e na semana seguinte fizeram o reconto para o restante da turma; --Assistiram vídeo de fábulas; --Realizaram atividades direcionadas sobre o gênero textual em pauta (comparação de versões de uma mesma fábula, descrição, ambientação, características dos personagens etc); --Entrevistaram outros professores “Qual sua fábula preferida?”; --Reescreveram as fábulas escolhidas em dupla (com mediação da professora); --Aproveitando o conteúdo de Ciências (metamorfose) os alunos produziram uma fábula e ilustraram “O pássaro e a lagarta”; --Foi produzido um livro com os recontos e ilustradas pelos alunos (as), intitulado “Nós também somos escritores”; --Os alunos apresentaram o projeto aos pais e dedicaram suas produções textuais (livro) em uma tarde de autografo.
  • 41. RECURSOS •Fábulas diversificadas; •Biografia do autor Esopo; •Folhas de sulfite; •Lápis de cor, canetinha hidrocor; •Computador/impressora. AVALIAÇÃO Aconteceu durante todo o projeto: por meio de observação, registros do desenvolvimento das atividades, da participação e do interesse do aluno durante a execução das atividades. •Ampliação o repertório linguístico; •Reconhecimento da tipologia textual; •Produção analisando as seguintes regularidades: sequencia lógica regras ortográficas, sistema de pontuação etc; •Narração de fatos do cotidiano, relacionadas à moral da história. •Descrição dos personagens e ambientação; •Utilização do dicionário, como fonte de pesquisa; •Leitura como fonte de fruição estética, entretenimento, informação e também para: revisar, estudar e escrever. PRODUTO FINAL Os alunos produziram um livro intitulado “Nós também somos escritores” contendo os recontos das fábulas escrito por eles como também uma fábula de autoria própria “O pássaro e a lagarta” produzida coletivamente. Este produto final foi apresentado aos pais durante uma tarde de autografo onde os alunos apresentaram o projeto, finalizando com uma apresentação musical.
  • 44. APRESENTAÇÃO DO PROJETO E DEDICATORIA DO LIVRO PARA OS PAIS
  • 45. UNIDADEDE 7 – A HETEROGENEIDADE EM SALA DE AULA E A DIVERSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES “O importante, na democratização do ensino, não é “fazer como se” cada um tivesse aprendido, mas permitir a cada um aprender(...)” PERRENOUD,1995 Que estratégias você acha que são importantes para lidar com a heterogeneidade, em sala de aula, no ensino dos conhecimentos sobre a escrita? R: Realizar uma sondagem individual para identificar que nível está cada aluno deve ser a 1ª estratégia. Tendo como parâmetro este levantamento desenvolver atividades focando a necessidade de cada aluno. É muito importante nessa etapa do processo priorizar o trabalho em grupo para que nenhum aluno se sinta excluído.
  • 46. para que a alfabetização se concretize no verdadeiro sentido do “educação para todos”, nós educadores devemos... •Entender a concepção de alfabetização na perspectiva do letramento, considerando o fenômeno da heterogeneidade como intrínseco aos processos educativos; •Criar um ambiente alfabetizador, que favoreça a aprendizagem, considerando a heterogeneidade de conhecimentos dos aprendizes no processo de alfabetização; •Compreender a importância de organizar diferentes agrupamentos em sala de aula, considerando a heterogeneidade de aprendizagens, e adequando os modos de organização da turma aos objetivos pretendidos; •Planejar o ensino na alfabetização, analisando e criando propostas de organização de rotinas da alfabetização na perspectiva do letramento, adequando-as às diferentes necessidades de aprendizagem dos alunos; •Analisar e planejando projetos didáticos e sequências didáticas para turmas de alfabetização, contemplando crianças que tenham diferentes conhecimentos sobre a escrita; •Compreender a importância da avaliação no ciclo de alfabetização, refletindo sobre a função do diagnóstico no acompanhamento das aprendizagens realizadas pelos alunos e na (re)organização do ensino a eles proposto; •Conhecer e explorando os recursos didáticos distribuídos pelo Ministério da Educação; planejando situações didáticas em que o uso dos materiais didáticos sejam recursos.
  • 47. Atividades em sala de aula com objetivo de inclusão
  • 48. UNIDADE 8 – PROGRESSÃO ESCOLAR E AVALIAÇÃO: O REGISTRO E A GARANTIA DE CONTINUIDADE DAS APRENDIZAGENS
  • 49. Avaliação formativa ou somativa? O objetivos desta unidade e levar o educador refletir sobre o processo de avaliação por ele utilizado durante Todo ano no ambiente escolar, para tanto devemos ter claro alguns critérios:  Por que avaliar?  Como avaliar?  Critérios e instrumentos? A avaliação deve ser realizada ao longo de todo o processo de aprendizado para que os objetivos contidos no planejamento inicial seja alcançado por todos os alunos, portanto essa conclusão me permite dizer que o perfil de avaliação que devemos utilizar é a de caráter formativa. Formativa no significado de que aconselha como os alunos estão se transformando em direção aos objetivos almejados. Nessa modalidade, o educador acompanha o estudante metodicamente ao longo do processo educativo, podendo saber, em determinados períodos, o que o aluno já aprendeu em face dos conteúdos trabalhados, assim revendo o seu ensinar com foco nos objetivos não alcançados, mas para isso acontecer de forma completa o educador deve fazer diariamente uma analise reflexiva :
  • 50. Portanto, no regime de progressão continuada, a reprovação não deve acontecer. Não porque deva haver um "relaxamento" ou facilitação no processo de avaliação. Ao contrário, a avaliação como parte da proposta pedagógica da escola, estará acontecendo em todos os momentos do trabalho pedagógico, como uma das formas de reconhecimento dos diferentes ritmos e necessidades dos alunos, bem como dos objetivos de cada ciclo, para garantir uma verdadeira progressão continuada. -A essência do trabalho do professor é a epistemologia. -Quando professor e aluno interagem, o conhecimento atualiza-se. -A avaliação é tarefa didática necessária no trabalho do professor. -A avaliação acompanha todos os passos da aprendizagem. -A avaliação identifica progressos obtidos pelo aluno. -A avaliação permite análise dos conteúdos desenvolvidos. -A avaliação identifica o grau de assimilação dos conteúdos. -A avaliação reflete o trabalho do professor com o aluno. -A avaliação ajuda o professor a melhorar a sua metodologia de trabalho.
  • 51. Observação: Abaixo estão anexada as fichas dos quatro bimestre da minha turma 3ª Ano A, porém durante o decorrer do ano alguns alunos pediram transferência para outras cidade ou estados e outros vieram transferidos de outras regiões. Portanto o perfil da sofreu mudanças durante o ano.
  • 56. Roteiro de avaliação das formações do PNAIC 1. Avalie cada um dos aspectos a seguir referentes ao curso ministrado: • conteúdos abordados- (muito bom) • nível de aprofundamento dos estudos- ( muito bom) • recursos utilizados nos encontros - ( muito bom) 2. Avalie o orientador de estudos que atuou na sua turma, considerando os critérios abaixo: • pontualidade; - ( Excelente) • clareza na exposição dos temas em discussão-(muito bom) • domínio do conteúdo abordado- ( Excelente) • condução das atividades propostas-( Excelente) • relação com o grupo- ( Excelente) 3. Avalie sua participação como aluno (a) do curso considerando os critérios abaixo: • pontualidade- ( Excelente) • assiduidade- ( Excelente) • participação nas discussões- (muito bom) • leitura prévia dos textos indicados- (muito bom)
  • 57. 4. Este curso contribuiu para a sua formação? Por quê? R: Sim, pois veio confirmar minha visão como educadora referente aos caminhos correto do ensinar a aprender, também descobrir que as duvidas e receios que eu tinha eram comuns entre os meus pares. 5. Este curso causou algum impacto na sua prática? Qual? R: Sim, percebi que através das orientações, experiência compartilhada durante a formação e colocada em pratica na minha sala de aula pôde incluir com mais facilidade os alunos com dificuldade de aprendizagem. 6. Quais foram as principais mudanças observadas na prática? R:, Agora eu me sinto mais segura ao propor uma atividade lúdica aos meus alunos, consigo desenvolvê-la focando os objetivos proposto sem perder o controle “ brincar por brincar/brincar com propósito pedagógico. 7. Se julgar necessário, faça outros comentários. Paralelamente ao curso de formação (PNAIC),realizei uma Pós Graduação em Alfabetização e Letramento. E os conteúdos abordados juntamente com a competência da orientadora do curso de formação foram fatores determinantes na escolha do tema do meu Trabalho de Conclusão de Curso Alfabetização na idade certa: “Os caminhos para consolidar o aprendizado ao final do 3º ano do Ensino Fundamental l” tendo como principais referências os materiais disponibilizados durante o curso para os professores.
  • 58. Os caminhos para consolidar o aprendizado ao final do 3º ano do Ensino Fundamental l • RESUMO • Este trabalho de pesquisa propõe uma reflexão sobre um tema já tão explorado por pesquisadores e educadores ligado direto ou indiretamente à área da educação “alfabetização e letramento” tema do atual curso de capacitação para professores PNAIC (Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa), porém com um olhar voltado para a importância do saber fazer dos educadores para consolidação da leitura e escrita ao final do terceiro ano do Ensino Fundamental, como também o entendimento das causas que no decorrer dos anos trouxeram o não entendimento e distorção do significado “letrar”, impedindo esta consolidação. Para a metodologia de trabalho utilizou-se a abordagem qualitativa enfocando a pesquisa bibliográfica, como referencial teórico foi utilizada a concepção de vários educadores e paralelamente os materiais distribuídos pelo Governo aos professores alfabetizadores que trazem em suas teorias especialistas em educação em ascensão na atualidade. • Palavras chave: consolidação, alfabetização na idade certa, letramento.