SlideShare uma empresa Scribd logo
ORIENTAÇÃO TÉCNICA



PROFESSORES COORDENADORES



              12 e 13/06 de 2012
Verificação da aprendizagem: verificação
  das habilidades - organização de
  avaliação pela UE utilizando os exercícios
  encaminhados pela DE
Planilhas de monitoramento:
• Modelos permanecem
• Alterar as habilidades – somente as
  trabalhadas
• Relatório de monitoramento: não será
  solicitado neste mês
Análise dos dados das planilhas: Maioria
  das U.Es:
• Alunos: poucos desenvolveram as
  habilidades – Matemática e L. Portuguesa.
  (1ª e 2ª avaliação) – conversar /alunos.
• Continuidade das atividades para
  desenvolver essas habilidades.
• Apoio dos demais componentes
  curriculares.
• Acompanhamento do Professor
  Coordenador em sala de aula.
Sala de aula:
• Organização da sala (limpeza, disposição das
  carteiras, iluminação, ventilação, material de
  apoio para aprendizagem);
• Plano de aula do professor;
• Retomada da aula anterior;
• Organização do professor ao desenvolver a aula
  / Forma que o professor explica / Recursos
  utilizados;
• Movimentação do professor / Verificação do
  caderno do aluno pelo professor;
• Exercícios/problemas sobre o trabalhado
  desenvolvido em aula
HTPCs:
Todos os professores:
• Análise dos dados das planilhas / gráfico
• Cartaz: Habilidades dos componentes
  curriculares
• Apoio para L. Portuguesa e Matemática -
  discussão e ação
• Levantamento dos conteúdos mais
  importantes ( mapa de relevância).
Lembrete:
Sequência Didática: é um conjunto de aulas
  planejadas para ensinar um determinado
  conteúdo. Sua duração varia de dias a
  semanas. O princípio da sequência didática é
  dar ao aluno desafios cada vez maiores para
  que ele desenvolva habilidades cada vez mais
  complexas.
   As aulas devem ter várias atividades, jogos,
  questionamentos,situações problemas,
  aumentando gradativamente a complexidade
  dos desafios propostos.
Atenção para alguns procedimentos em sala de
  aula:
1-CONTEXTUALIZAÇÃO DO TEMA ESTUDADO
  e SIGNIFICAÇÃO NO QUE SE BUSCA
  APRENDER
  Contextualização:Significa introduzir, inserir um
  certo tema no tempo e espaço.
  Os saberes escolares são mais facilmente
  arquivados pelo aluno quando os fatos que
  estuda estão relacionados as questões sociais,
  culturais, políticas e econômicas.
São mais facilmente compreendidos quando se
associam ao futebol que joga, à novela a que
assiste ou aos desafios que, no pátio da escola,
todo dia enfrenta, ao cotidiano.
 Porém, a contextualização não se limita a estar
ligado à vida do aluno e pode estar relacionado
a própria disciplina. Pode-se colocar o objeto de
estudo dentro de um universo que ele faça
sentido. Ex: o estudo sobre o DNA passa a ser
objeto de estudo dentro do conteúdo de divisão
celular.
Portanto, é importante o educando
reconhecer as possibilidades de
associação do conteúdo com contextos
locais para que haja significado imediato
daquilo que ele estuda em sala de aula.
O conteúdo aproximando-se da cultura,
da região, de quem aprende dá
significado ao que se aprende. É o ensino
que se reveste da identidade de seu
aluno.
Cabe ao professor construir para os alunos as
  significações nos conteúdos que transmite,
  associando ou ajudando os estudantes a
  associarem os temas escolares a fatos ou
  ocorrências do cotidiano.
2-QUALIDADE DAS ANOTAÇÕES FEITAS EM
  AULA: Para boas anotações, é bom criar
  mapas conceituais ou uma linha de sequência
  de conteúdos que o aluno perceba o todo e não
  o conteúdo fragmentado.
3-ALTERNÂNCIAS QUANTO AO TIPO DE
  LINGUAGEM UTILIZADA (VISUAL, AUDITIVA
  E CINESTÉSICA)
   É inteiramente válido o professor passar os
  conteúdos para linguagens diferentes,
  estimulando o estudante, quando possível, a ler,
  escrever, falar, cantar, desenhar, colar, fazer
  mímicas, construir paródias, buscar
  metáforas ou fazer fábulas, representar.
4-CRIAR DÚVIDAS
  O questionamento deve fazer parte da aula
5 – RECURSOS MNEMÔNICOS: auxiliar de
  memória. São, tipicamente, verbais, e utilizados
  para memorizar listas ou fórmulas, e baseiam-
  se em formas simples de memorizar maiores
  construções, baseados no princípio de que a
  mente humana tem mais facilidade de
  memorizar dados quando estes são associados
  a informação pessoal, espacial ou de carácter
  relativamente importante, do que dados
  organizados de forma não sugestiva (para o
  indivíduo) ou sem significado aparente. Porém,
  estas sequências têm que fazer algum sentido,
  ou serão igualmente difíceis de memorizar.
• Wikipédia
• Celso Antunes-
  http://www.educacional.com.br
• http://www.educacaopublica.rj.gov.br/bibliotec
• Revista Nova Escola, edição 188, 12/2005
• Outro exemplo: Prometa telefonar, Ana -
  para gravarmos na memória etapas da
  mitose biológica (prófase, telófase e
  anáfase).
Atenção para a Circular nº 23, de
  06/06/2012:
1- Republicação de Documento de
  Recuperação - anexo
2- Relatar boas práticas educacionais (ver
  detalhes na circular) e encaminhar
  material até 22/06/2012, por e-mail
  acquaex@ig.com.br ou
  handy.ana@hotmail.com ou na
  caixinha da Supervisora Rosana.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Turba cocrianca guia de ideias_original_v01 (1) 2
Turba cocrianca guia de ideias_original_v01 (1) 2Turba cocrianca guia de ideias_original_v01 (1) 2
Turba cocrianca guia de ideias_original_v01 (1) 2
Instituto Nordeste Cidadania
 
Aap 6º ano_-_todas_as_disciplinas
Aap 6º ano_-_todas_as_disciplinasAap 6º ano_-_todas_as_disciplinas
Aap 6º ano_-_todas_as_disciplinas
Glauco Roberto Bertucci
 
Projeto simulado
Projeto simuladoProjeto simulado
Projeto simulado
prof_roseli_barbosa
 
Projeto enem interativo
Projeto enem interativoProjeto enem interativo
Projeto enem interativo
EEEP. Moreira de Sousa
 
Orientacoes de estagio1
Orientacoes de estagio1Orientacoes de estagio1
Orientacoes de estagio1
Joseli Correia
 
2W DIDATICA JENIFA-converted.pdf
2W DIDATICA JENIFA-converted.pdf2W DIDATICA JENIFA-converted.pdf
2W DIDATICA JENIFA-converted.pdf
Samuel Zefanias
 
Rp lp 6_ef (1)
Rp lp 6_ef (1)Rp lp 6_ef (1)
Rp lp 6_ef (1)
silviomar
 
2W PP1 JENIFA.docx
2W PP1 JENIFA.docx2W PP1 JENIFA.docx
2W PP1 JENIFA.docx
Samuel Zefanias
 
Relatório mensal de atividades PNEM orientadores de estudo mes de julho2014
Relatório mensal de atividades PNEM  orientadores de estudo mes de julho2014Relatório mensal de atividades PNEM  orientadores de estudo mes de julho2014
Relatório mensal de atividades PNEM orientadores de estudo mes de julho2014
Solayne Gave Demuner
 
2W MIC JENIFA.docx
2W MIC JENIFA.docx2W MIC JENIFA.docx
2W MIC JENIFA.docx
Samuel Zefanias
 
Colecão completa pro letramento alfabetização e linguagem
Colecão completa pro letramento alfabetização e linguagemColecão completa pro letramento alfabetização e linguagem
Colecão completa pro letramento alfabetização e linguagem
Graça Sousa
 
Rp lp 2_em
Rp lp 2_emRp lp 2_em
Rp lp 2_em
angelogcorrea
 
2W PORTUG JENIFA.docx
2W PORTUG JENIFA.docx2W PORTUG JENIFA.docx
2W PORTUG JENIFA.docx
Samuel Zefanias
 
Aap recomendações de língua portuguesa - 8º ano do ensino fundamental - atu...
Aap   recomendações de língua portuguesa - 8º ano do ensino fundamental - atu...Aap   recomendações de língua portuguesa - 8º ano do ensino fundamental - atu...
Aap recomendações de língua portuguesa - 8º ano do ensino fundamental - atu...
JULIO CESAR DURVAL
 
Apostila de monografia estácio de sá
Apostila de monografia estácio de sáApostila de monografia estácio de sá
Apostila de monografia estácio de sá
Professor Sérgio Duarte
 
Projeto seminario
Projeto seminarioProjeto seminario
Projeto seminario
SHEILA MONTEIRO
 
Trabalho de análise comparativa dos programas do grupo 600 Artes Visuais
Trabalho de análise comparativa dos programas do grupo 600 Artes VisuaisTrabalho de análise comparativa dos programas do grupo 600 Artes Visuais
Trabalho de análise comparativa dos programas do grupo 600 Artes Visuais
Beatriz Lopes
 
Relatoriogestar
RelatoriogestarRelatoriogestar
Relatoriogestar
SME
 
Procedimentos para trabalho de conclusão de curso na feapa 2012 1
Procedimentos para trabalho de conclusão de curso na feapa 2012 1Procedimentos para trabalho de conclusão de curso na feapa 2012 1
Procedimentos para trabalho de conclusão de curso na feapa 2012 1
Carla Suelen
 
Manual do estagio utramig
Manual do estagio utramigManual do estagio utramig
Manual do estagio utramig
Sebastião Gessy Fonseca
 

Mais procurados (20)

Turba cocrianca guia de ideias_original_v01 (1) 2
Turba cocrianca guia de ideias_original_v01 (1) 2Turba cocrianca guia de ideias_original_v01 (1) 2
Turba cocrianca guia de ideias_original_v01 (1) 2
 
Aap 6º ano_-_todas_as_disciplinas
Aap 6º ano_-_todas_as_disciplinasAap 6º ano_-_todas_as_disciplinas
Aap 6º ano_-_todas_as_disciplinas
 
Projeto simulado
Projeto simuladoProjeto simulado
Projeto simulado
 
Projeto enem interativo
Projeto enem interativoProjeto enem interativo
Projeto enem interativo
 
Orientacoes de estagio1
Orientacoes de estagio1Orientacoes de estagio1
Orientacoes de estagio1
 
2W DIDATICA JENIFA-converted.pdf
2W DIDATICA JENIFA-converted.pdf2W DIDATICA JENIFA-converted.pdf
2W DIDATICA JENIFA-converted.pdf
 
Rp lp 6_ef (1)
Rp lp 6_ef (1)Rp lp 6_ef (1)
Rp lp 6_ef (1)
 
2W PP1 JENIFA.docx
2W PP1 JENIFA.docx2W PP1 JENIFA.docx
2W PP1 JENIFA.docx
 
Relatório mensal de atividades PNEM orientadores de estudo mes de julho2014
Relatório mensal de atividades PNEM  orientadores de estudo mes de julho2014Relatório mensal de atividades PNEM  orientadores de estudo mes de julho2014
Relatório mensal de atividades PNEM orientadores de estudo mes de julho2014
 
2W MIC JENIFA.docx
2W MIC JENIFA.docx2W MIC JENIFA.docx
2W MIC JENIFA.docx
 
Colecão completa pro letramento alfabetização e linguagem
Colecão completa pro letramento alfabetização e linguagemColecão completa pro letramento alfabetização e linguagem
Colecão completa pro letramento alfabetização e linguagem
 
Rp lp 2_em
Rp lp 2_emRp lp 2_em
Rp lp 2_em
 
2W PORTUG JENIFA.docx
2W PORTUG JENIFA.docx2W PORTUG JENIFA.docx
2W PORTUG JENIFA.docx
 
Aap recomendações de língua portuguesa - 8º ano do ensino fundamental - atu...
Aap   recomendações de língua portuguesa - 8º ano do ensino fundamental - atu...Aap   recomendações de língua portuguesa - 8º ano do ensino fundamental - atu...
Aap recomendações de língua portuguesa - 8º ano do ensino fundamental - atu...
 
Apostila de monografia estácio de sá
Apostila de monografia estácio de sáApostila de monografia estácio de sá
Apostila de monografia estácio de sá
 
Projeto seminario
Projeto seminarioProjeto seminario
Projeto seminario
 
Trabalho de análise comparativa dos programas do grupo 600 Artes Visuais
Trabalho de análise comparativa dos programas do grupo 600 Artes VisuaisTrabalho de análise comparativa dos programas do grupo 600 Artes Visuais
Trabalho de análise comparativa dos programas do grupo 600 Artes Visuais
 
Relatoriogestar
RelatoriogestarRelatoriogestar
Relatoriogestar
 
Procedimentos para trabalho de conclusão de curso na feapa 2012 1
Procedimentos para trabalho de conclusão de curso na feapa 2012 1Procedimentos para trabalho de conclusão de curso na feapa 2012 1
Procedimentos para trabalho de conclusão de curso na feapa 2012 1
 
Manual do estagio utramig
Manual do estagio utramigManual do estagio utramig
Manual do estagio utramig
 

Semelhante a Supervisora rosana

Roteiro de Estudos.pdf
Roteiro de Estudos.pdfRoteiro de Estudos.pdf
Roteiro de Estudos.pdf
Elizeu filho
 
Planejamento
PlanejamentoPlanejamento
Planejamento
Eliane Oliveira
 
Concepcao metodologica curriculo
Concepcao metodologica curriculoConcepcao metodologica curriculo
Concepcao metodologica curriculo
Jeca Tatu
 
Concepcao metodologica curriculo 2
Concepcao metodologica curriculo 2Concepcao metodologica curriculo 2
Concepcao metodologica curriculo 2
Jeca Tatu
 
Veridiana test
Veridiana testVeridiana test
Veridiana test
manualdoevangelizador
 
Introducao a metodologias ativas e uma visão de TBL - Ronaldo Barbosa
Introducao a metodologias ativas e uma visão de TBL - Ronaldo BarbosaIntroducao a metodologias ativas e uma visão de TBL - Ronaldo Barbosa
Introducao a metodologias ativas e uma visão de TBL - Ronaldo Barbosa
Ronaldo Barbosa
 
Apresentar caderno 1
Apresentar caderno 1Apresentar caderno 1
Apresentar caderno 1
weleslima
 
Unidade 4 slides 1 quarto momento
Unidade 4 slides  1 quarto momentoUnidade 4 slides  1 quarto momento
Unidade 4 slides 1 quarto momento
Nely Maria Pereira Andrade
 
Unidade seis
Unidade seisUnidade seis
Unidade seis
Andreá Perez Leinat
 
Caderno 3 ano lp vol 1
Caderno 3 ano lp   vol 1Caderno 3 ano lp   vol 1
Caderno 3 ano lp vol 1
Elizangela Teixeira
 
Planejamento do ensino
Planejamento do ensinoPlanejamento do ensino
Planejamento do ensino
Caroline Marino
 
Recursos digitais para a didática e a aprendizagem da Geometria Descritiva
Recursos digitais para a didática e a aprendizagem da Geometria DescritivaRecursos digitais para a didática e a aprendizagem da Geometria Descritiva
Recursos digitais para a didática e a aprendizagem da Geometria Descritiva
José Moura Carvalho
 
PNAIC - Ano 3 unidade 2
PNAIC - Ano 3  unidade 2PNAIC - Ano 3  unidade 2
PNAIC - Ano 3 unidade 2
ElieneDias
 
RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014
RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014
RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014
Claudio Pessoa
 
CADERNO 01 - PNAIC MATEMÁTICA
CADERNO 01 - PNAIC MATEMÁTICACADERNO 01 - PNAIC MATEMÁTICA
CADERNO 01 - PNAIC MATEMÁTICA
Aline Caixeta
 
Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011
Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011
Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011
Patrícia Talhari
 
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
Bete Feliciano
 
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
Bete Feliciano
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.
Magda Marques
 
Prc exemplo
Prc   exemploPrc   exemplo
Prc exemplo
Supermarcia
 

Semelhante a Supervisora rosana (20)

Roteiro de Estudos.pdf
Roteiro de Estudos.pdfRoteiro de Estudos.pdf
Roteiro de Estudos.pdf
 
Planejamento
PlanejamentoPlanejamento
Planejamento
 
Concepcao metodologica curriculo
Concepcao metodologica curriculoConcepcao metodologica curriculo
Concepcao metodologica curriculo
 
Concepcao metodologica curriculo 2
Concepcao metodologica curriculo 2Concepcao metodologica curriculo 2
Concepcao metodologica curriculo 2
 
Veridiana test
Veridiana testVeridiana test
Veridiana test
 
Introducao a metodologias ativas e uma visão de TBL - Ronaldo Barbosa
Introducao a metodologias ativas e uma visão de TBL - Ronaldo BarbosaIntroducao a metodologias ativas e uma visão de TBL - Ronaldo Barbosa
Introducao a metodologias ativas e uma visão de TBL - Ronaldo Barbosa
 
Apresentar caderno 1
Apresentar caderno 1Apresentar caderno 1
Apresentar caderno 1
 
Unidade 4 slides 1 quarto momento
Unidade 4 slides  1 quarto momentoUnidade 4 slides  1 quarto momento
Unidade 4 slides 1 quarto momento
 
Unidade seis
Unidade seisUnidade seis
Unidade seis
 
Caderno 3 ano lp vol 1
Caderno 3 ano lp   vol 1Caderno 3 ano lp   vol 1
Caderno 3 ano lp vol 1
 
Planejamento do ensino
Planejamento do ensinoPlanejamento do ensino
Planejamento do ensino
 
Recursos digitais para a didática e a aprendizagem da Geometria Descritiva
Recursos digitais para a didática e a aprendizagem da Geometria DescritivaRecursos digitais para a didática e a aprendizagem da Geometria Descritiva
Recursos digitais para a didática e a aprendizagem da Geometria Descritiva
 
PNAIC - Ano 3 unidade 2
PNAIC - Ano 3  unidade 2PNAIC - Ano 3  unidade 2
PNAIC - Ano 3 unidade 2
 
RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014
RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014
RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014
 
CADERNO 01 - PNAIC MATEMÁTICA
CADERNO 01 - PNAIC MATEMÁTICACADERNO 01 - PNAIC MATEMÁTICA
CADERNO 01 - PNAIC MATEMÁTICA
 
Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011
Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011
Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011
 
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
 
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.
 
Prc exemplo
Prc   exemploPrc   exemplo
Prc exemplo
 

Mais de diretoriabraganca

Núcleo de frequência e pagamento nfp
Núcleo de frequência e pagamento   nfpNúcleo de frequência e pagamento   nfp
Núcleo de frequência e pagamento nfp
diretoriabraganca
 
Núcleo de administração de pessoal slide nice
Núcleo de administração de pessoal  slide niceNúcleo de administração de pessoal  slide nice
Núcleo de administração de pessoal slide nice
diretoriabraganca
 
Liderança e gestão
Liderança e gestãoLiderança e gestão
Liderança e gestão
diretoriabraganca
 
Goe
GoeGoe
Apresentação do goe sp
Apresentação do goe   spApresentação do goe   sp
Apresentação do goe sp
diretoriabraganca
 
Apresentação crh lenita
Apresentação crh lenitaApresentação crh lenita
Apresentação crh lenita
diretoriabraganca
 
Reunião saresp 2012 prefeitura e sesi
Reunião saresp 2012 prefeitura e sesiReunião saresp 2012 prefeitura e sesi
Reunião saresp 2012 prefeitura e sesi
diretoriabraganca
 
Reunião saresp 2012 estadual
Reunião saresp 2012  estadualReunião saresp 2012  estadual
Reunião saresp 2012 estadual
diretoriabraganca
 
Ot curriculo[1]
Ot curriculo[1]Ot curriculo[1]
Ot curriculo[1]
diretoriabraganca
 
Contratação~ot~18 10-12
Contratação~ot~18 10-12Contratação~ot~18 10-12
Contratação~ot~18 10-12
diretoriabraganca
 
Ppt maria cristina
Ppt maria cristinaPpt maria cristina
Ppt maria cristina
diretoriabraganca
 
Histórico das conferências
Histórico das conferênciasHistórico das conferências
Histórico das conferências
diretoriabraganca
 
Visão
VisãoVisão
Dimensão (nós no universo...)
Dimensão (nós no universo...)Dimensão (nós no universo...)
Dimensão (nós no universo...)
diretoriabraganca
 
Dez mandamentos para professores
Dez mandamentos para professoresDez mandamentos para professores
Dez mandamentos para professores
diretoriabraganca
 
Astronomia
AstronomiaAstronomia
Astronomia
diretoriabraganca
 
Apresentação inicial
Apresentação inicialApresentação inicial
Apresentação inicial
diretoriabraganca
 
Apres. def.física moderna
Apres. def.física modernaApres. def.física moderna
Apres. def.física moderna
diretoriabraganca
 
Apresentação - PROGRESSÃO DO QSE
Apresentação - PROGRESSÃO  DO QSEApresentação - PROGRESSÃO  DO QSE
Apresentação - PROGRESSÃO DO QSE
diretoriabraganca
 
OT - Prof.º Auxiliar - Roseli
OT - Prof.º Auxiliar - RoseliOT - Prof.º Auxiliar - Roseli
OT - Prof.º Auxiliar - Roseli
diretoriabraganca
 

Mais de diretoriabraganca (20)

Núcleo de frequência e pagamento nfp
Núcleo de frequência e pagamento   nfpNúcleo de frequência e pagamento   nfp
Núcleo de frequência e pagamento nfp
 
Núcleo de administração de pessoal slide nice
Núcleo de administração de pessoal  slide niceNúcleo de administração de pessoal  slide nice
Núcleo de administração de pessoal slide nice
 
Liderança e gestão
Liderança e gestãoLiderança e gestão
Liderança e gestão
 
Goe
GoeGoe
Goe
 
Apresentação do goe sp
Apresentação do goe   spApresentação do goe   sp
Apresentação do goe sp
 
Apresentação crh lenita
Apresentação crh lenitaApresentação crh lenita
Apresentação crh lenita
 
Reunião saresp 2012 prefeitura e sesi
Reunião saresp 2012 prefeitura e sesiReunião saresp 2012 prefeitura e sesi
Reunião saresp 2012 prefeitura e sesi
 
Reunião saresp 2012 estadual
Reunião saresp 2012  estadualReunião saresp 2012  estadual
Reunião saresp 2012 estadual
 
Ot curriculo[1]
Ot curriculo[1]Ot curriculo[1]
Ot curriculo[1]
 
Contratação~ot~18 10-12
Contratação~ot~18 10-12Contratação~ot~18 10-12
Contratação~ot~18 10-12
 
Ppt maria cristina
Ppt maria cristinaPpt maria cristina
Ppt maria cristina
 
Histórico das conferências
Histórico das conferênciasHistórico das conferências
Histórico das conferências
 
Visão
VisãoVisão
Visão
 
Dimensão (nós no universo...)
Dimensão (nós no universo...)Dimensão (nós no universo...)
Dimensão (nós no universo...)
 
Dez mandamentos para professores
Dez mandamentos para professoresDez mandamentos para professores
Dez mandamentos para professores
 
Astronomia
AstronomiaAstronomia
Astronomia
 
Apresentação inicial
Apresentação inicialApresentação inicial
Apresentação inicial
 
Apres. def.física moderna
Apres. def.física modernaApres. def.física moderna
Apres. def.física moderna
 
Apresentação - PROGRESSÃO DO QSE
Apresentação - PROGRESSÃO  DO QSEApresentação - PROGRESSÃO  DO QSE
Apresentação - PROGRESSÃO DO QSE
 
OT - Prof.º Auxiliar - Roseli
OT - Prof.º Auxiliar - RoseliOT - Prof.º Auxiliar - Roseli
OT - Prof.º Auxiliar - Roseli
 

Supervisora rosana

  • 2. Verificação da aprendizagem: verificação das habilidades - organização de avaliação pela UE utilizando os exercícios encaminhados pela DE Planilhas de monitoramento: • Modelos permanecem • Alterar as habilidades – somente as trabalhadas • Relatório de monitoramento: não será solicitado neste mês
  • 3. Análise dos dados das planilhas: Maioria das U.Es: • Alunos: poucos desenvolveram as habilidades – Matemática e L. Portuguesa. (1ª e 2ª avaliação) – conversar /alunos. • Continuidade das atividades para desenvolver essas habilidades. • Apoio dos demais componentes curriculares. • Acompanhamento do Professor Coordenador em sala de aula.
  • 4. Sala de aula: • Organização da sala (limpeza, disposição das carteiras, iluminação, ventilação, material de apoio para aprendizagem); • Plano de aula do professor; • Retomada da aula anterior; • Organização do professor ao desenvolver a aula / Forma que o professor explica / Recursos utilizados; • Movimentação do professor / Verificação do caderno do aluno pelo professor; • Exercícios/problemas sobre o trabalhado desenvolvido em aula
  • 5. HTPCs: Todos os professores: • Análise dos dados das planilhas / gráfico • Cartaz: Habilidades dos componentes curriculares • Apoio para L. Portuguesa e Matemática - discussão e ação • Levantamento dos conteúdos mais importantes ( mapa de relevância).
  • 6. Lembrete: Sequência Didática: é um conjunto de aulas planejadas para ensinar um determinado conteúdo. Sua duração varia de dias a semanas. O princípio da sequência didática é dar ao aluno desafios cada vez maiores para que ele desenvolva habilidades cada vez mais complexas. As aulas devem ter várias atividades, jogos, questionamentos,situações problemas, aumentando gradativamente a complexidade dos desafios propostos.
  • 7. Atenção para alguns procedimentos em sala de aula: 1-CONTEXTUALIZAÇÃO DO TEMA ESTUDADO e SIGNIFICAÇÃO NO QUE SE BUSCA APRENDER Contextualização:Significa introduzir, inserir um certo tema no tempo e espaço. Os saberes escolares são mais facilmente arquivados pelo aluno quando os fatos que estuda estão relacionados as questões sociais, culturais, políticas e econômicas.
  • 8. São mais facilmente compreendidos quando se associam ao futebol que joga, à novela a que assiste ou aos desafios que, no pátio da escola, todo dia enfrenta, ao cotidiano. Porém, a contextualização não se limita a estar ligado à vida do aluno e pode estar relacionado a própria disciplina. Pode-se colocar o objeto de estudo dentro de um universo que ele faça sentido. Ex: o estudo sobre o DNA passa a ser objeto de estudo dentro do conteúdo de divisão celular.
  • 9. Portanto, é importante o educando reconhecer as possibilidades de associação do conteúdo com contextos locais para que haja significado imediato daquilo que ele estuda em sala de aula. O conteúdo aproximando-se da cultura, da região, de quem aprende dá significado ao que se aprende. É o ensino que se reveste da identidade de seu aluno.
  • 10. Cabe ao professor construir para os alunos as significações nos conteúdos que transmite, associando ou ajudando os estudantes a associarem os temas escolares a fatos ou ocorrências do cotidiano. 2-QUALIDADE DAS ANOTAÇÕES FEITAS EM AULA: Para boas anotações, é bom criar mapas conceituais ou uma linha de sequência de conteúdos que o aluno perceba o todo e não o conteúdo fragmentado.
  • 11. 3-ALTERNÂNCIAS QUANTO AO TIPO DE LINGUAGEM UTILIZADA (VISUAL, AUDITIVA E CINESTÉSICA) É inteiramente válido o professor passar os conteúdos para linguagens diferentes, estimulando o estudante, quando possível, a ler, escrever, falar, cantar, desenhar, colar, fazer mímicas, construir paródias, buscar metáforas ou fazer fábulas, representar. 4-CRIAR DÚVIDAS O questionamento deve fazer parte da aula
  • 12. 5 – RECURSOS MNEMÔNICOS: auxiliar de memória. São, tipicamente, verbais, e utilizados para memorizar listas ou fórmulas, e baseiam- se em formas simples de memorizar maiores construções, baseados no princípio de que a mente humana tem mais facilidade de memorizar dados quando estes são associados a informação pessoal, espacial ou de carácter relativamente importante, do que dados organizados de forma não sugestiva (para o indivíduo) ou sem significado aparente. Porém, estas sequências têm que fazer algum sentido, ou serão igualmente difíceis de memorizar.
  • 13. • Wikipédia • Celso Antunes- http://www.educacional.com.br • http://www.educacaopublica.rj.gov.br/bibliotec • Revista Nova Escola, edição 188, 12/2005
  • 14. • Outro exemplo: Prometa telefonar, Ana - para gravarmos na memória etapas da mitose biológica (prófase, telófase e anáfase).
  • 15. Atenção para a Circular nº 23, de 06/06/2012: 1- Republicação de Documento de Recuperação - anexo 2- Relatar boas práticas educacionais (ver detalhes na circular) e encaminhar material até 22/06/2012, por e-mail acquaex@ig.com.br ou handy.ana@hotmail.com ou na caixinha da Supervisora Rosana.