Enterocolites Infecciosa

9.967 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.967
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
78
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Enterocolites Infecciosa

  1. 1. ENTEROCOLITES
  2. 2. ENTEROCOLITES Inflamação do intestino delgado e do cólon Sintomas: cólicas, diarréia, vômitos, mal-estar e febre As mais comuns e de maior interesseprático são as que determinam diarréiaaguda
  3. 3. ENTEROCOLITES AGUDAS Vírus (Rotavírus, Calicivírus, Adenovírusentéricos e Astrovírus) Parasitas: (G.lamblia) Bactérias: Infecções do intestino delgado ou docólon devidas a bactérias entero-invasivas,bactérias toxinogénicas não invasivas e aexotoxinas bacterianas produzidas nosalimentos Associação de agentes: 20 a 30%
  4. 4. OUTRAS ENTEROCOLITES Enterocolite necrosante: necrose causada porisquemia intestinal que favorece a proliferaçãobacteriana Enterocolite do recém-nascido Escherichia coli ECEP Klebsiella pneumoniae Pseudomonas aeruginosa Clostridium butyricum Enterocolite do adulto Clostridium perfringens
  5. 5. OUTRAS ENTEROCOLITES Enterocolite pseudo-membranosa Infecções desencadeadas por uma antibioterapiaprolongada – Clostridium difficile Enterocolites crônicas Infecções pouco dolorosas com evolução lenta,com crises febris levando a uma má absorção eperda de peso, devidas principalmente aoCriptosporidium parvus, Mycobacteriumtuberculosis, infecções fúngicas
  6. 6. FISIOPATOLOGIA Flora comensal Bactérias anaeróbias estritas, aero-anaeróbiasfacultativas e leveduras que se encontram emquantidade abundante e de um modo constante Estão em equilíbrio ecológico, protegem o hospedeiroimpedindo, por inibição competitiva, que uma bactériapotencialmente patogénica se fixe aos receptoresespecíficos da mucosa Mecanismos de ordem imunológica A mucosa intestinal, rica em plasmócitos que secretamIgA, IgG e IgM, constitui também um obstáculo àimplantação de bactérias potencialmente patogénicas
  7. 7. FISIOPATOLOGIA Dose infectante de bactéria Cada bactéria possui uma dose infectante Aderência Bacteriana Proteínas específicas para aderir à superfície celular daborda em escova da mucosa intestinal Produção de Toxinas Enterotoxinas, Citotoxinas, Neurotoxinas, Toxinas mistas(Shigella) Invasão Bacteriana Bactérias invadem a mucosa intestinal Motilidade intestinal Aumento da peristalse diminui flora comensal
  8. 8. DIARRÉIA Diarréia: eliminação de fezes amolecidas, deconsitência líquida. Geralmente vem acompanhado deaumento do número de evacuações diárias e aumentoda massa fecal diária Diarréia Aguda: até 2 semanas Diarréia Persistente: Inicia como diarréia aguda, temduração superior a 2 semanas Diarréia crônica: duração > 4 semanas, sem início bemdefinido Diarréia alta: Mais volumoso, menor frequência Diarréia baixa: Menos volumoso, maior frequência
  9. 9. DIARRÉIA: MECANISMOSFISIOPATOLÓGICOS1. Diarréia Osmótica: Aumento das forças osmóticas exercidas por solutosintraluminais Diferença osmótica entre as fezes e o plasma Cessa com o jejum2. Diarréia secretória não invasiva Algum fator, geralmente toxina, droga ou substância neuro-hormonal está estimlando secreção ou inibindo a absorçãopelo epitélio intestinal Persiste no jejum3. Diarréia invasiva (ou inflamatória) Decorrente da liberação de citocinas e mediadoresinflamatórias na mucosa intestinal Inflamção tem efeito secretor e estimulante da motilidade Infecciosa ou não infecciosa Muco + sangue (Disenteria)
  10. 10. MODALIDADES DA INFECÇÃO Processo invasivo Bactérias com características invasivas, capazes dedestruir a mucosa, aderem às células epiteliais,penetram e multiplicam-se Fezes múltiplas com sangue e pus Shigella Salmonella Campylobacter jejuni Yersinea enterocolitica Escherichia coli ECEI
  11. 11. MODALIDADES DA INFECÇÃO Processo tóxico Bactérias produtoras de exotoxinas ouenterotoxinas fixam-se à superfície da mucosa,mas não penetram no epitélio, e produzem umaexotoxina, responsável por uma vaso dilataçãocapilar e perturbações do metabolismo celular Diarréia secretória não invasiva Vibrio cholerae Escherichia coli (ECET, ECEH, ECEP) Clostridium perfringens Clostridium difficile
  12. 12. MODALIDADES DA INFECÇÃO Intoxicações alimentares A toxina é produzida no alimento, a bactéria não é,por si só, a principal interveniente na infecção, massim a toxina Staphylococcus aureus enterotoxina termoestável Clostridium perfringens Clostridium botulinum Bacillus cereus enterotoxina termoestável
  13. 13. MODALIDADES DA INFECÇÃO Dismicrobismo Desequilíbrio da flora intestinal, após umaantibioterapia prolongada, pode levar a um estadoinfeccioso no qual a estirpe Clostridium difficile é a principal responsável,levando a Entrocolite pseudo-menbranosa Ocorre principalmente após o uso de Tetraciclinas eClindamicina.
  14. 14. DIAGNÓSTICO História clínica Exposição recente a alimentos suspeitos Freqüência, volume, aspecto e duração do episódiodiarréico Exames HMG Bioquímica Exame de fezes a fresco Indispensável para a pesquisa de parasitas Pesquisa de leucócitos e de hemácias/ Dosagem delactoferrina fecal (produto dos neutrófilos Coprocultura
  15. 15. ABORDAGEM CLÍNICO-TERAPÊUTICA Vale a pena investigar todos os casos dediarréia aguda, se a maioria é auto-limitada,durando de 24-72 horas? Investigar se tiver pelo menos 1 dos seguintesitens:1. Idade > 70 anos2. Imunodeprimidos3. Sinais de desidratação4. Febre > 38,5ºC5. Presença de muco ou sangue nas fezes6. > 6 evacuações díárias
  16. 16. PRINCIPAIS AGENTESETIOLÓGICOS
  17. 17. ESCHERICHIA COLI Normalmente não causa doença Contato com novas cepas pode causardoença Escherichia coli enterotoxinogénica (ECET) Produzem dois tipos de enterotoxinas: termo-lábil (LT) ou termo-estável (ST) “Diarréia do viajante” Diarréia secretória
  18. 18.  Escherichia coli enteroinvasiva (ECEI) Invadem e destroem o enterócito, ocasionandouma diarreia aguda com sangue e pus Diarréia invasiva (muco + sangue)
  19. 19.  Escherichia coli enteropatogénica(ECEP) Caracteriza-se por ter um mecanismoinvasivo diferente do ECEI Aderem ao enterócito promovendo a fusãodas vilosidades o que leva à formação defilamentos de actina polimerizada,provocando a destruição do enterócito,causando diarréia com sangue Associadas à diarreia do recém-nascido
  20. 20.  Escherichia coli enterohemorrágica (ECEH) Produz uma endotoxina vulgarmente conhecidacomo verotoxina que provoca a morte do enterócitodando origem a diarréias com sangue Diarréia invasiva
  21. 21. SALMONELOSE Salmonella enteritidis Sorotipo mais comum, pode causar doença auto-limitada a grave Transmissão Fecal-Oral, água contaminada, alimentospreparados a base de ovos, carnes Principal causa de diarréia aguda bacterianaem países desenvolvidos Pode causar diarréia invasiva ou secretória
  22. 22. FEBRE TIFÓIDE Salmonella Tiphy Transmissão: via digestiva Doença sistêmica que cursa com: Febre alta Fraqueza nas pernas Mialgia difusa Cefaléia intensa que não cedem com analgésicos Dor abdominal Constipação intestinal no início do quadro, após 3ª semana apresenta Diarréia Baixa e podeocorrer perfuração intestinal (placas de Payer) e choque Hepatoesplenomegalia Rash cutâneo Exames Laboratoriais HMG: Leucopenia com neutropenia e aumento de bastões (desvio a E) – típico de Gramnegativo Transaminases Elevadas Hemocultura – Fecha Diagnóstico Reação de Widal com títulos > que 1/80 – Fecha Diagnóstico Tratamento Quinolona (1ª Escolha) – Norfloxa e Ciprofloxacin Cefalosporina (2ª Escolha) Fazer DD principalmente com Leptospirose
  23. 23. SHIGELLOSE Shigella flexnerii Transmissão Ingesta de alimentos e agua contaminadas Quadro clínico Febre no início da doença Dor abdominal em cólicas Diarréia aquosa com sangue Diarréia Baixa (aumento da freq. de evac) Exames HMG infeccioso Coprocultura com crescimento da bactéria Em geral auto-limitada
  24. 24. VIBRIO CHOLERAE Processo tóxico Enterotoxina (Enterotoxina cholera toxin)queaumenta o AMPc dentro das células, alterandoa sua permeabilidade, levando a perda deeletrólitos e água (diarréia secretória) Diarreia profusa aquosa de aspecto amareladoou claro Pode chegar a perdas > 1L água por hora,causando choque hipovolêmico Tratamento com hidratação vigorosa
  25. 25. CAMPYLOBACTER Bactérias que colonizam a mucosa intestinal dosanimais mamíferos e aves No homem as espécies C. jejuni e C. coli são osprincipais responsáveis por enterocolites por umprocesso tóxico e/ou invasivo Adquirida geralmente de frangos mal cozidos Pode simular uma apendicite pois produz inflamação nointestino grosso e linfoadenopatia ileocecal Diarréia Baixa Fezes sanguinolentas Dor abdominal Pode precipitar Sd. de Guillain-Barré
  26. 26. GIARDÍASE AGUDA Giardia intestinalis ou giardia lamblia Transmissão Água contaminada Interpessoal Quadro clínico Diarréia aquosa + esteatorréia (70% dos casos) Fezes mal cheirosas Distensão e dor abdominal Flatulência Perda ponderal Febre Náusea e vômitos Diarréia costuma durar mais de 7 dias Diagnóstico Identificação dos cistos ou trofozoítos nas fezes Tratamento Metronidazol Tinidazol
  27. 27. ROTAVIROSE Infecção auto-limitada Acomete basicamente lactentes Ocorrem surtos nos meses de frio Quadro clínico Diarréia aquosa Náusea e vômito Febre moderada
  28. 28. TRATAMENTO DA DIARRÉIA AGUDA Reposição hidro-eletrolítica Solução de reidratação oral: 1L de água potável + 3,5g NaCl + 20g glicose +1,5g KCl + 3g NaHCO3 Desidratação grave: hidratação venosa Alimentação Dieta contendo carboidratos, cozidos Cereais cozinhados agúa e sal Dieta líquida, evitando laticínios (def. secundária de lactase) no adulto Antidiarréicos Podem ser utilizados apenas nas diarréia não invasivas É contra-indicado nas diarréias invasivas Drogas Loperamida Difenoxilato Subsalicilato de bismuto Próbióticos
  29. 29. ANTIBIÓTICO EMPÍRICO Em casos de: Febre Fezes com sangue > 8 evacuações diárias Desidratação Diarréia por mais de 7 dias Drogas (quinolonas) por 5 dias Norfloxacina 400mg 12/12h Ofloxacina 400mg 12/12h Ciprofloxacina 500mg 12/12h
  30. 30. PACIENTES IMUNODEPRIMIDOS Sempre investigar Agentes oportunistas Cryptosporidium Microsporidium Isospora belli Mycobacterium avium-intracellulare Giárdia lamblia Vírus Epstein-Barr Herpes simplex Mycobacterium tuberculosis Enterocytozoon bieneusi Strongyloides stercoralis Septata intestinalis Entamoeba histolytica Citomegalovírus

×