Aterosclerose [ETEC KK]

1.091 visualizações

Publicada em

Apresentação referente a Aterosclerose e o sistema cardiovascular

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.091
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aterosclerose [ETEC KK]

  1. 1. Sistema Cardiovascular Escola Técnica Estadual Carlos de Campos – 2º semestre 2014 UTI – Prof.ª Cleuza 3º enfermagem B Flávia Sayuri, 04 Juliana Cristina, 07 Kátia Teresa, 08 Michele Soares, 12 Sara Vital, 16 Vanessa Melo, 19 Vinicius Lopes, 20
  2. 2. Sistema Cardiovascular – Anatomia e fisiologia  A função básica do sistema cardiovascular é a de levar material nutritivo e oxigênio às células.  É um sistema fechado, sem comunicação com o exterior, constituído por tubos (vasos), e por uma bomba percussora (coração) que tem como função impulsionar o sangue por toda a rede vascular.
  3. 3. Sistema Cardiovascular – Anatomia e fisiologia Coração Pericárdio; Epicárdio; Miocárdio; Endocárdio.
  4. 4. Sistema Cardiovascular – Anatomia e fisiologia Coração  Átrios;  Ventrículos.
  5. 5. Sistema Cardiovascular – Anatomia e fisiologia Vasos sanguíneos Formam uma rede de tubos que transportam sangue do coração em direção aos tecidos do corpo e de volta ao coração. Sistema arterial Sistema venoso
  6. 6. Sistema Cardiovascular – Anatomia e fisiologia Vasos sanguíneos Circulação pulmonar (pequena circulação) Circulação sistêmica (grande circulação)
  7. 7. Arteriosclerose • É caracterizada pelo depósito de gordura, cálcio e outros elementos na parede das artérias, reduzindo seu calibre; • É necessário haver uma obstrução de cerca de 75% do calibre da artéria, para que surjam os primeiros sintomas isquêmicos.
  8. 8. Arteriosclerose • O quadro clínico apresentado pelo paciente vai depender de qual artéria está mais significativamente obstruída; • Coronárias (artérias do coração): Angina durante o esforço ou o Enfarte na evolução aguda.
  9. 9. Arteriosclerose • Carótidas (artérias do pescoço): Perturbações visuais, paralisias transitórias e desmaios na evolução crônica ou o AVE na evolução aguda;
  10. 10. Prognóstico • O endurecimento das artérias não pode ser revertido. Entretanto, as mudanças no estilo de vida e o tratamento de níveis altos de colesterol podem impedir que o processo piore ou reduzir seu avanço.
  11. 11. Complicações possíveis • Aneurisma da aorta abdominal; • Doença da artéria coronariana; • Doença renal; • Isquemia arterial mesentérica; • Doença arterial periférica; • Estenose da artéria renal; • AVC.
  12. 12. Fatores de risco • Estudos epidemiológicos mostraram que a arteriosclerose incide com maior frequência e intensidade em indivíduos que têm algumas características, que foram denominadas "fatores de risco"
  13. 13. Fatores de risco • Idade: Predominante na faixa de 50 a 70 anos. • Sexo: Predominante no sexo masculino. • Hiperlipidemia: Indivíduos que têm altos níveis de gorduras circulantes no sangue depositam este excesso na circulação.
  14. 14. Fatores de risco • Tabagismo: Fumantes têm um risco nove vezes maior de desenvolver a arteriosclerose que o não fumante; • Hipertensão: Prova alterações na superfície interna das artérias, facilitando a penetração das gorduras na parede arterial; • Sedentarismo: A atividade física reduz os níveis de colesterol e favorece a circulação;
  15. 15. Fatores de risco • Histórico familiar: Assim como a idade e o sexo, não podemos mudar nossa herança genética. Há famílias que, por diversos desvios metabólicos, estão mais sujeitos à doença.
  16. 16. Tratamento • Medicamentos: anticoagulantes, diuréticos, betabloqueadores, nitratos e estatinas; • Cirurgias: Angioplastia e colocação de stent; • Cirurgia cardíaca minimamente invasiva.
  17. 17. Tratamento • Ponte de safena;
  18. 18. Cuidados gerais de enfermagem na administração dos medicamentos • Certificar-se que a medicação e dose estão corretas; • Atentar a via de administração da droga; • Não administrar vasodilatadores de efeitos vasculares pulmonares se a PO2 for muito baixa.
  19. 19. Cuidados gerais de enfermagem na administração dos medicamentos • Suspender gradualmente a terapia vasodilatadora, para evitar falência ventricular esquerda aguda; • Realizar balanço hídrico; • Aferir pressão arterial antes de administrar medicações vasoativas.
  20. 20. Cuidados gerais de enfermagem na administração dos medicamentos • Não administrar vasodilatadores em casos de hipotensão; • Checar a FC antes de administrar digitálicos, se menor que 60 bpm consultar o médico da unidade; • Perguntar para o paciente se ele tem alergia a algum medicamento.
  21. 21. Cuidados gerais de enfermagem na administração dos medicamentos • Não administrar trombolíticos quando há suspeitas de dissecção da aorta ou doença hemorrágica conhecida; • Quando possível, perguntar ao paciente se possui reação alérgica a alguma medicação; • Não administrar medicação a que o paciente tenha sensibilidade.
  22. 22. Cuidados gerais de enfermagem na administração dos medicamentos • Atentar para possíveis reações adversas; • Avaliar a eficácia do tratamento medicamentoso; • Checar a medicação administrada.
  23. 23. Cuidados de Enfermagem • Realizar uma verificação da dor que inclua as características, aparecimento, duração, frequência e intensidade; • Favorecer períodos de descanso / sono adequados que facilitem o alívio da dor;
  24. 24. Cuidados de Enfermagem • Vigiar a oxigenação e colocar em ação medidas que promovam uma oxigenação adequada dos órgãos vitais; • Controlar a ingestão de líquidos em intervalos regulares; • Realizar medição da diurese.
  25. 25. Cuidados de Enfermagem • Monitorar o ritmo e FC; • Controlar o estado respiratório para avaliar se há sintomas de insuficiência cardíaca; • Controlar a ingestão de líquidos em intervalos regulares.
  26. 26. Bibliografia • Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular: http://www.sbacv.com.br/index.php/publico/arterioscleros e.html • Cuidado de Enfermagem na Unidade Coronariana Com Enfoque no Autocuidado de Pacientes Pós Infarto Agudo do Miocárdio. De Fernanda Bressan, Laura de Cássia Jorge e Tiago Rakoski Zientarski
  27. 27. • http://www.auladeanatomia.com/cardiovascular/coracao.h tm • • http://www.auladeanatomia.com/cardiovascular/angiologi a.htm • • http://slideplayer.com.br/slide/387751/ • • http://www.auladeanatomia.com/cardiovascular/vasos.ht m

×