O professor e suas múltiplas linguagens

4.652 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
  • Apresentação trabalhada no Curso de Formação de Professores da Educação Infantil de Taquara, RS, Brasil - Ano de 2011
    EDIÇÃO DE SLIDES: Prof. Dr. Gabriel de Andrade Junqueira Filho
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui

O professor e suas múltiplas linguagens

  1. 1. Interdisciplinaridade: o professor e suas múltiplas linguagens Prof. Dr. Gabriel de Andrade Junqueira Filho [email_address]
  2. 2. SOU CRIANÇA, SOU MENINA, SOU ALUNA SOU SUJEITO-LEITOR: de mim mesmo, dos meus colegas, da minha professora, do mundo... SOU OBJETO DE CONHECIMENTO: para mim mesmo, para os meus colegas e professora, para o mundo... SOU CONTEÚDO SOU LINGUAGEM
  3. 3. SOU CRIANÇA, SOU MENINO, SOU ALUNO SOU SUJEITO-LEITOR: de mim mesmo, dos meus colegas, da minha professora, do mundo... SOU OBJETO DE CONHECIMENTO: para mim mesmo, para os meus colegas e professora, para o mundo... SOU CONTEÚDO SOU LINGUAGEM
  4. 4. SOU PROFESSOR SOU HOMEM SOU SUJEITO-LEITOR: de mim mesmo, dos meus colegas, dos meus alunos, do mundo... SOU OBJETO DE CONHECIMENTO: para mim mesmo, para os meus colegas e alunos, para o mundo... SOU CONTEÚDO SOU LINGUAGEM
  5. 5. SOU PROFESSORA SOU MULHER SOU SUJEITO-LEITOR: de mim mesmo, dos meus colegas, dos meus alunos, do mundo... SOU OBJETO DE CONHECIMENTO: para mim mesmo, para os meus colegas e alunos, para o mundo... SOU CONTEÚDO SOU LINGUAGEM
  6. 6. PROFESSORA E SEU MUNDO CRIANÇA E SEU MUNDO MUNDO
  7. 7. <ul><li>Charles Sanders Peirce (1839-1914) </li></ul><ul><ul><li>Norte-americano </li></ul></ul><ul><ul><li>Filósofo </li></ul></ul><ul><ul><li>Lógico </li></ul></ul><ul><ul><li>Matemático </li></ul></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>SEMIÓTICA </li></ul><ul><li>Teoria signica do conhecimento. </li></ul>
  8. 8. LINGUAGEM Toda e qualquer produção, realização, funcionamento, humanos e da natureza – verbal e não-verbal. Cada linguagem tem regras, propriedades e funcionamento próprios. Quando falamos em linguagem, falamos em demarcação, comunicação e significação.
  9. 9. SIGNO Está em parte, no lugar do que quer representar. Porque é sempre parte do que quer representar, é preciso outro signo, e mais outro, e mais outro, para se aproximar cada vez mais da totalidade-complexidade do que se quer representar/conhecer.   Signo gera signo.
  10. 10. “ As linguagens estão no mundo e nós estamos nas linguagens.” (C.S. Peirce)
  11. 11. Procure as crianças – e as professoras - nas múltiplas e diferentes linguagens através das quais elas se produzem – e por elas são produzidas – e encontrará o que de mais significativo existe na vida delas a cada momento. “ O que existe insiste.” (C.S. Peirce)
  12. 12. Conteúdo programático = linguagem   Professoras/es e crianças = sujeitos-leitores-interlocutores de si e uns dos outros; objeto de conhecimento-conteúdo-linguagem para si e uns para os outros.
  13. 13. COM SENTIDO CONSENTIDO SEM SENTIDO NÃO CONSENTIDO

×