SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 34
Formação continuada
ESCOLA TEREZA
FRANCESCUTI
Níveis de interação
Prof.ª MS. Letícia Santos
ticia_santos@yahoo.com.br
Prof.ª Esp. Mariana Correia
mari.literatura@gmail.com
http://profmarianacorreia.blogspot.com.br
Entrevista
Para reflexão:
Tríade do tempo
Perguntas existenciais do
professor
O O que é educar?
O Que proximidade há entre o que acontece
no mundo, na vida de cada um de nós, e
os exemplos, referências e textos que
proponho em sala de aula? (Valesca
Pensadora)
Perguntas existenciais do
professor
O Quanto tempo faz que não sinto a
ansiedade de experimentar metodologias
e materiais novos?
O Em que época situo a maioria dos meus
exemplos?
Perguntas existenciais do
professor
O O livro-texto é meu fim, o meu limite, ou é
meu ponto de partida?
O Que relação estabeleço com meus alunos
e alunas?
O Que consideração intelectual e humana
tenho por meus alunos?
Relações disciplinares
Interdisciplinaridade: riscos,
desafios e encontros
Castro e Biela
O Cada professor é dono de uma parte da cultura
científica, e os alunos recebem algumas fatias da
realidade, que, mais tarde, eles tentarão, muitas
vezes inutilmente, reunir num todo orgânico e
coerente, que oriente suas vidas e suas relações
com o mundo natural e social.
Interdisciplinaridade: riscos,
desafios e encontros
Castro e Biela
O O afastamento contínuo de todo e
qualquer sentido social da educação e as
recentes mudanças no sistema produtivo
são algumas das causas da atual crise
dos sistemas educacionais.
Interdisciplinaridade: riscos,
desafios e encontros
Castro e Biela
O “o que se deseja é que o professor deixe
de ser apenas um conferencista e que
estimule a pesquisa e o esforço, ao invés
de se contentar com a transmissão de
soluções já prontas” (PIAGET, 2000, p.
15).
Níveis de interação
O As linguagens trabalhadas pela escola são,
por natureza, interdisciplinares com as
demais áreas do currículo: é pela linguagem
verbal, visual, sonora, matemática, corporal
ou outra que os conteúdos curriculares se
constituem em conhecimentos, isto é,
significados a serem formalizados por alguma
linguagem, tornam-se conscientes de si
mesmo e deliberados. (BRASIL, 1999, p. 90).
Multi, pluri, inter e trans
O Multidisciplinaridade, Pluridisciplinaridade,
Interdisciplinaridade ,Transdisciplinaridade:
Formas de articulação das disciplinas.
Estratégias para reunir as possibilidades de
produção de conhecimentos que trazem cada
área.
Multidisciplinar
O Multidisciplinaridade => mais de uma disciplina;
aparentemente, não tem relação uma com a
outra; cada disciplina permanece com sua
metodologia própria; não há um resultado
integrado. A solução de um problema requer a
obtenção de informações de uma ou mais ciências
ou setores do conhecimento sem que as
disciplinas evocadas sejam alteadas ou
enriquecidas.
Muldisciplinaridade
Pluridisciplinas
O Plurisciplinaridade => Sistema de um só nível e
de objetivos múltiplos; cooperação mas sem
coordenação; há troca entre elas, ainda que não
seja organizada; propõe estudar o mesmo objeto
em várias disciplinas ao mesmo tempo. Sua
finalidade ainda é “multidisciplinar”.
Pluridisciplinaridade
Interdisciplinar
O Interdisciplinaridade =>Intercâmbio mútuo e
interação de diversos conhecimentos de forma
recíproca e coordenada; perspectiva metodológica
comum a todos; integrar os resultados; permanecem
os interesses próprios de cada disciplina, porém,
buscam soluções dos seus próprios problemas
através da articulação com as outras disciplinas.
Interdisciplinaridade
Transdisciplinaridade
O Transdisciplinaridade => Etapa superior
a interdisciplinaridade; não atinge apenas
as interações ou reciprocidades, mas
situa essas relações no interior de um
sistema total; interação global das várias
ciências; inovador; não é possível separar
as matérias.
Transdisciplinaridade
Projeto filme e livro:
Divergente
O Projeto de leitura em comparação com a
adaptação para o cinema
O Objetivos: formar leitores; fomentar a criticidade
e a reflexão; utilizar a tecnologia a serviço do
estudo e da leitura; discutir assuntos
relacionados a escolhas pertinentes à
adolescência.
O Componentes envolvidos: Língua Portuguesa e
Artes
Projeto filme e livro:
Divergente
O Componente norteador: língua
portuguesa
O Atividades: Período de leitura em suporte
digital (telefone/computador)
Discussões sobre os acontecimentos do
livro
Produções escritas sobre as questões de
pertencimento, escolha e vivência da
história.
Utilização de partes do livro para análise
gramatical.
Projeto filme e livro:
Divergente
O Componente auxiliar: Artes
O Atividades: elaboração de estêncil com os
símbolos das facções, elaboração de
bandeiras das facções, retomada de
aspectos do livro.
Projeto filme e livro:
Divergente
Bandeiras feitas pela
professora de Artes e a
própria colega mostrando
sua camiseta do projeto.
Alunas participantes do
Projeto fazendo testes de
facção com os alunos da
escola que vieram à Mostra
Pedagógica.
Projeto filme e livro:
Divergente
Culminância do projeto: passeio ao
cinema para assistir à adaptação do
livro para filme.
SARAU LITERÁRIO
O Objetivos: Introduzir o aluno no mundo da poesia, a
partir da experimentação e vivências práticas. O
aluno deverá ser capaz de escutar, ler,
compreender, interpretar, declamar e produzir
poemas. Também deve reconhecer e fazer uso de
recursos da linguagem poética, quanto à
sonoridade.
SARAU LITERÁRIO
O Componentes curriculares envolvidos:
Língua Portuguesa, Música, História
O Componente norteador: Língua
Portuguesa
O Conteúdos: - Revisão dos conceitos de
poesia e poema, rima, verso e estrofe. -
Recursos da linguagem poética, quanto à
sonoridade: rima e aliteração. - Leitura e
interpretação. - Estudo da história dos
autores e dos poemas escolhidos -
Musicalização
O Atividades: - o professor de língua portuguesa traz poemas e
músicas para apreciação dos alunos, trabalhando
interpretação e elementos dos poemas para introduzir o
assunto; - os alunos trazem poemas/músicas escolhidas por
eles (dos mais variados gêneros) para aprofundarmos os
estudos a partir do gosto da turma. - o professor de música
trabalha as questões de musicalização nos materiais trazidos
pelos alunos. - o professor de história ajuda o grupo a
pesquisar e construir a história dos compositores, poetas
escolhidos, bem como a história dos poemas e músicas
eleitos pela turma. - os alunos terão espaço nas aulas para
apresentar poemas e músicas próprias, que serão analisados
e trabalhados da mesma forma. - o grupo organizará um
sarau na escola para apresentar poemas e músicas, num
momento de compartilhar o que foi estudado e fazer o
fechamento dos estudos
Trabalho a distância
OMatriz de referências
OCruzadinha das habilidades
OProva para análise das
habilidades
OEntrega: 25/07/2014
Tema gerador
Tema gerador
O Escolha de uma temática para o Ano
letivo
O Abordagens trimestrais
Formação do projeto
ReferênciasO CASTRO, José de e BIELLA, Jaime. Interdisciplinaridade: riscos, desafios e encontros.
Natal: SESI, 2010. Colaboração: Artemilson Alves de Lima, Gilson Gomes de Medeiros,
Ilane Ferreira Cavalcante, Zilmar Rodrigues de Souza. Projeto SESI -Curso Currículo
Contextualizado. Disponível em: <http://www.sesi.webensino.com.br>.
O CASTRO, José de. Níveis de interação entre os saberes. Natal: SESI, 2010. Colaboração:
Artemilson Alves de Lima, Gilson Gomes de Medeiros, Ilane Ferreira Cavalcante, Jaime
Biella, Zilmar Rodrigues de Souza. Projeto SESI -Curso Currículo Contextualizado.
Disponível em: <http://www.sesi.webensino.com.br>.
O COSTA, Jaqueline de Morais e PINHEIRO , Nilcéia Aparecida Maciel. O ensino por meio
de temas-geradores: a educação pensada de forma contextualizada, problematizada e
interdisciplinar.
O OLIVEIRA , Emanuelle. A interdisciplinaridade .
O Multi, pluri, trans, inter, mas, o que é tudo isso?:
http://osmurosdaescola.wordpress.com/2011/07/06/multi-pluri-trans-inter-mas-o-que-e-
tudo-isso/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Interdisciplinaridade Parte Teórica Sônia Santos
Interdisciplinaridade Parte Teórica Sônia SantosInterdisciplinaridade Parte Teórica Sônia Santos
Interdisciplinaridade Parte Teórica Sônia Santospactoensinomedioufu
 
Apresentação valdriano interdisciplinaridade - cópia
Apresentação valdriano   interdisciplinaridade - cópiaApresentação valdriano   interdisciplinaridade - cópia
Apresentação valdriano interdisciplinaridade - cópiaElioneide Pedagoga
 
Carta da Transdisciplinaridade: Que Universidade para o amanhã?
Carta da Transdisciplinaridade: Que Universidade para o amanhã?Carta da Transdisciplinaridade: Que Universidade para o amanhã?
Carta da Transdisciplinaridade: Que Universidade para o amanhã?Eva Rocha
 
INTERDISCIPLINARIDADE
INTERDISCIPLINARIDADEINTERDISCIPLINARIDADE
INTERDISCIPLINARIDADEcrisdelshine
 
Interdisciplinaridade power point
Interdisciplinaridade power pointInterdisciplinaridade power point
Interdisciplinaridade power pointAna Vanessa Paim
 
Currículo de ciências da natureza e suas tecnologias see.sp.final
Currículo de ciências da natureza e suas tecnologias see.sp.finalCurrículo de ciências da natureza e suas tecnologias see.sp.final
Currículo de ciências da natureza e suas tecnologias see.sp.finaltelasnorte1
 
C:\Documents And Settings\EstaçãO\Meus Documentos\Emilia\Interdisciplinaridad...
C:\Documents And Settings\EstaçãO\Meus Documentos\Emilia\Interdisciplinaridad...C:\Documents And Settings\EstaçãO\Meus Documentos\Emilia\Interdisciplinaridad...
C:\Documents And Settings\EstaçãO\Meus Documentos\Emilia\Interdisciplinaridad...emíliapignata
 
[Módulo 2] Tema: Interdisciplinaridade
[Módulo 2] Tema: Interdisciplinaridade[Módulo 2] Tema: Interdisciplinaridade
[Módulo 2] Tema: Interdisciplinaridadetecnodocencia_ufc
 

Mais procurados (20)

Interdisciplinaridade Parte Teórica Sônia Santos
Interdisciplinaridade Parte Teórica Sônia SantosInterdisciplinaridade Parte Teórica Sônia Santos
Interdisciplinaridade Parte Teórica Sônia Santos
 
Transdisciplinaridade
TransdisciplinaridadeTransdisciplinaridade
Transdisciplinaridade
 
Apresentação valdriano interdisciplinaridade - cópia
Apresentação valdriano   interdisciplinaridade - cópiaApresentação valdriano   interdisciplinaridade - cópia
Apresentação valdriano interdisciplinaridade - cópia
 
Slide v mp
Slide v mpSlide v mp
Slide v mp
 
Interdisciplinaridade
InterdisciplinaridadeInterdisciplinaridade
Interdisciplinaridade
 
Interdisciplinaridade
InterdisciplinaridadeInterdisciplinaridade
Interdisciplinaridade
 
Carta da Transdisciplinaridade: Que Universidade para o amanhã?
Carta da Transdisciplinaridade: Que Universidade para o amanhã?Carta da Transdisciplinaridade: Que Universidade para o amanhã?
Carta da Transdisciplinaridade: Que Universidade para o amanhã?
 
Interdisciplinaridade Nancy Alcântara
Interdisciplinaridade Nancy AlcântaraInterdisciplinaridade Nancy Alcântara
Interdisciplinaridade Nancy Alcântara
 
INTERDISCIPLINARIDADE
INTERDISCIPLINARIDADEINTERDISCIPLINARIDADE
INTERDISCIPLINARIDADE
 
Interdisciplinaridade
InterdisciplinaridadeInterdisciplinaridade
Interdisciplinaridade
 
Interdisciplinaridade power point
Interdisciplinaridade power pointInterdisciplinaridade power point
Interdisciplinaridade power point
 
Interdisciplinaridade escola
Interdisciplinaridade escolaInterdisciplinaridade escola
Interdisciplinaridade escola
 
Interdisciplinaridade
InterdisciplinaridadeInterdisciplinaridade
Interdisciplinaridade
 
A Interdisciplinaridade Powerpoint
A Interdisciplinaridade PowerpointA Interdisciplinaridade Powerpoint
A Interdisciplinaridade Powerpoint
 
Interdisciplinaridade e sua metodologia paulo
Interdisciplinaridade e sua metodologia   pauloInterdisciplinaridade e sua metodologia   paulo
Interdisciplinaridade e sua metodologia paulo
 
Interdisciplinaridade
InterdisciplinaridadeInterdisciplinaridade
Interdisciplinaridade
 
Currículo de ciências da natureza e suas tecnologias see.sp.final
Currículo de ciências da natureza e suas tecnologias see.sp.finalCurrículo de ciências da natureza e suas tecnologias see.sp.final
Currículo de ciências da natureza e suas tecnologias see.sp.final
 
C:\Documents And Settings\EstaçãO\Meus Documentos\Emilia\Interdisciplinaridad...
C:\Documents And Settings\EstaçãO\Meus Documentos\Emilia\Interdisciplinaridad...C:\Documents And Settings\EstaçãO\Meus Documentos\Emilia\Interdisciplinaridad...
C:\Documents And Settings\EstaçãO\Meus Documentos\Emilia\Interdisciplinaridad...
 
[Módulo 2] Tema: Interdisciplinaridade
[Módulo 2] Tema: Interdisciplinaridade[Módulo 2] Tema: Interdisciplinaridade
[Módulo 2] Tema: Interdisciplinaridade
 
Interdisciplinaridade
InterdisciplinaridadeInterdisciplinaridade
Interdisciplinaridade
 

Semelhante a Formação Escola Tereza Francescutti - Níveis de Interação disicplinar

Animação da leitura planificação
Animação da leitura planificaçãoAnimação da leitura planificação
Animação da leitura planificaçãoLucília Lopes
 
A maior flor do mundo planificação
A maior flor do mundo   planificaçãoA maior flor do mundo   planificação
A maior flor do mundo planificaçãoLucília Lopes
 
Material Didatico Em Ead Joao Jose Saraiva Da Fonseca
Material Didatico Em Ead Joao Jose Saraiva Da FonsecaMaterial Didatico Em Ead Joao Jose Saraiva Da Fonseca
Material Didatico Em Ead Joao Jose Saraiva Da Fonsecajoao jose saraiva da fonseca
 
sequecia didatica bliogr5afias do 3 ao 5 ano.pdf
sequecia didatica bliogr5afias do 3 ao 5 ano.pdfsequecia didatica bliogr5afias do 3 ao 5 ano.pdf
sequecia didatica bliogr5afias do 3 ao 5 ano.pdfRaabedosSantosBorges
 
CADERNO PEDAGÓGICO - Radioface e Multiletramentos: Ferramentas Pedagógicas pa...
CADERNO PEDAGÓGICO - Radioface e Multiletramentos: Ferramentas Pedagógicas pa...CADERNO PEDAGÓGICO - Radioface e Multiletramentos: Ferramentas Pedagógicas pa...
CADERNO PEDAGÓGICO - Radioface e Multiletramentos: Ferramentas Pedagógicas pa...Maria Salete Dias Antônio
 
1906 texto do artigo-5343-1-10-20160617
1906 texto do artigo-5343-1-10-201606171906 texto do artigo-5343-1-10-20160617
1906 texto do artigo-5343-1-10-20160617Adriano Alves de Souza
 
Dissertação de mestrado
Dissertação de mestradoDissertação de mestrado
Dissertação de mestradoJuliane Silva
 
Planejamento pratia de leitura
Planejamento pratia de leituraPlanejamento pratia de leitura
Planejamento pratia de leituraSimoneHelenDrumond
 
Guia de aprendizagem 3ª série do ensino médio janice lp 3º bi
Guia de aprendizagem 3ª série do ensino médio janice lp 3º biGuia de aprendizagem 3ª série do ensino médio janice lp 3º bi
Guia de aprendizagem 3ª série do ensino médio janice lp 3º biCEPI-INDEPENDENCIA
 
Meu livro de Lingua Portuguesa - 1 ano.pdf
Meu livro de Lingua Portuguesa - 1 ano.pdfMeu livro de Lingua Portuguesa - 1 ano.pdf
Meu livro de Lingua Portuguesa - 1 ano.pdfKARITAVCV
 
A LINGUAGEM ESCRITA EM TEMPOS E ESPAÇOS VIRTUAIS
A LINGUAGEM ESCRITA   EM TEMPOS  E  ESPAÇOS  VIRTUAISA LINGUAGEM ESCRITA   EM TEMPOS  E  ESPAÇOS  VIRTUAIS
A LINGUAGEM ESCRITA EM TEMPOS E ESPAÇOS VIRTUAISVanessa Nogueira
 
Texto 05 - FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDA
Texto 05 - FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDATexto 05 - FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDA
Texto 05 - FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDAweleslima
 
Universidade do estado do rio de janeiro
Universidade do estado do rio de janeiroUniversidade do estado do rio de janeiro
Universidade do estado do rio de janeiromarta santos
 
Estratégias de ensino para escolas integrais.
Estratégias de ensino para escolas integrais.Estratégias de ensino para escolas integrais.
Estratégias de ensino para escolas integrais.Everardo Rocha
 

Semelhante a Formação Escola Tereza Francescutti - Níveis de Interação disicplinar (20)

Satisfaction
SatisfactionSatisfaction
Satisfaction
 
SLIDE AULA 5.pdf
SLIDE AULA 5.pdfSLIDE AULA 5.pdf
SLIDE AULA 5.pdf
 
Animação da leitura planificação
Animação da leitura planificaçãoAnimação da leitura planificação
Animação da leitura planificação
 
Projeto educacional
Projeto educacionalProjeto educacional
Projeto educacional
 
A maior flor do mundo planificação
A maior flor do mundo   planificaçãoA maior flor do mundo   planificação
A maior flor do mundo planificação
 
OT Recuperação Intensiva - História
OT Recuperação Intensiva - HistóriaOT Recuperação Intensiva - História
OT Recuperação Intensiva - História
 
Material Didatico Em Ead Joao Jose Saraiva Da Fonseca
Material Didatico Em Ead Joao Jose Saraiva Da FonsecaMaterial Didatico Em Ead Joao Jose Saraiva Da Fonseca
Material Didatico Em Ead Joao Jose Saraiva Da Fonseca
 
sequecia didatica bliogr5afias do 3 ao 5 ano.pdf
sequecia didatica bliogr5afias do 3 ao 5 ano.pdfsequecia didatica bliogr5afias do 3 ao 5 ano.pdf
sequecia didatica bliogr5afias do 3 ao 5 ano.pdf
 
CADERNO PEDAGÓGICO - Radioface e Multiletramentos: Ferramentas Pedagógicas pa...
CADERNO PEDAGÓGICO - Radioface e Multiletramentos: Ferramentas Pedagógicas pa...CADERNO PEDAGÓGICO - Radioface e Multiletramentos: Ferramentas Pedagógicas pa...
CADERNO PEDAGÓGICO - Radioface e Multiletramentos: Ferramentas Pedagógicas pa...
 
1906 texto do artigo-5343-1-10-20160617
1906 texto do artigo-5343-1-10-201606171906 texto do artigo-5343-1-10-20160617
1906 texto do artigo-5343-1-10-20160617
 
Dissertação de mestrado
Dissertação de mestradoDissertação de mestrado
Dissertação de mestrado
 
Planejamento pratia de leitura
Planejamento pratia de leituraPlanejamento pratia de leitura
Planejamento pratia de leitura
 
Guia de aprendizagem 3ª série do ensino médio janice lp 3º bi
Guia de aprendizagem 3ª série do ensino médio janice lp 3º biGuia de aprendizagem 3ª série do ensino médio janice lp 3º bi
Guia de aprendizagem 3ª série do ensino médio janice lp 3º bi
 
Meu livro de Lingua Portuguesa - 1 ano.pdf
Meu livro de Lingua Portuguesa - 1 ano.pdfMeu livro de Lingua Portuguesa - 1 ano.pdf
Meu livro de Lingua Portuguesa - 1 ano.pdf
 
A LINGUAGEM ESCRITA EM TEMPOS E ESPAÇOS VIRTUAIS
A LINGUAGEM ESCRITA   EM TEMPOS  E  ESPAÇOS  VIRTUAISA LINGUAGEM ESCRITA   EM TEMPOS  E  ESPAÇOS  VIRTUAIS
A LINGUAGEM ESCRITA EM TEMPOS E ESPAÇOS VIRTUAIS
 
Livia copesbra
Livia copesbraLivia copesbra
Livia copesbra
 
Ano 3 unidade_5_miolo
Ano 3 unidade_5_mioloAno 3 unidade_5_miolo
Ano 3 unidade_5_miolo
 
Texto 05 - FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDA
Texto 05 - FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDATexto 05 - FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDA
Texto 05 - FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDA
 
Universidade do estado do rio de janeiro
Universidade do estado do rio de janeiroUniversidade do estado do rio de janeiro
Universidade do estado do rio de janeiro
 
Estratégias de ensino para escolas integrais.
Estratégias de ensino para escolas integrais.Estratégias de ensino para escolas integrais.
Estratégias de ensino para escolas integrais.
 

Mais de Mariana Correia

Bruxos, vampiros, divergentes e zumbis a formação do leitor literário na esco...
Bruxos, vampiros, divergentes e zumbis a formação do leitor literário na esco...Bruxos, vampiros, divergentes e zumbis a formação do leitor literário na esco...
Bruxos, vampiros, divergentes e zumbis a formação do leitor literário na esco...Mariana Correia
 
Reportagem: "A leitura na era digital"
Reportagem: "A leitura na era digital"Reportagem: "A leitura na era digital"
Reportagem: "A leitura na era digital"Mariana Correia
 
O orfanato da srta peregrine pa ransom riggs
O orfanato da srta peregrine pa   ransom riggsO orfanato da srta peregrine pa   ransom riggs
O orfanato da srta peregrine pa ransom riggsMariana Correia
 
Lajolo. a moçada está lendo (e gostando de ler)
Lajolo. a moçada está lendo (e gostando de ler)Lajolo. a moçada está lendo (e gostando de ler)
Lajolo. a moçada está lendo (e gostando de ler)Mariana Correia
 
Questionário dados gerados
Questionário   dados geradosQuestionário   dados gerados
Questionário dados geradosMariana Correia
 
Testes de compreensão textual: "Le petit prince"
Testes de compreensão textual: "Le petit prince"Testes de compreensão textual: "Le petit prince"
Testes de compreensão textual: "Le petit prince"Mariana Correia
 
Geraldi. portos de passagem (prefácio e introdução)
Geraldi. portos de passagem (prefácio e introdução)Geraldi. portos de passagem (prefácio e introdução)
Geraldi. portos de passagem (prefácio e introdução)Mariana Correia
 
Entrevista com José Pacheco, Revista Aprende Brasil
Entrevista com José Pacheco, Revista Aprende BrasilEntrevista com José Pacheco, Revista Aprende Brasil
Entrevista com José Pacheco, Revista Aprende BrasilMariana Correia
 
Fallen i fallen (lauren kate)
Fallen i   fallen (lauren kate)Fallen i   fallen (lauren kate)
Fallen i fallen (lauren kate)Mariana Correia
 
Série Fallen 1- Fallen, Lauren Kate txt
Série Fallen 1- Fallen, Lauren Kate txtSérie Fallen 1- Fallen, Lauren Kate txt
Série Fallen 1- Fallen, Lauren Kate txtMariana Correia
 
Hamilton werneck -_se_a_boa_escola_e_a_que_reprova,_o_bom_hospital_e_o_que_mata
Hamilton werneck -_se_a_boa_escola_e_a_que_reprova,_o_bom_hospital_e_o_que_mataHamilton werneck -_se_a_boa_escola_e_a_que_reprova,_o_bom_hospital_e_o_que_mata
Hamilton werneck -_se_a_boa_escola_e_a_que_reprova,_o_bom_hospital_e_o_que_mataMariana Correia
 
Paradigma de avaliação de textos
Paradigma de avaliação de textosParadigma de avaliação de textos
Paradigma de avaliação de textosMariana Correia
 
Formação 4 - Avaliação e construção de instrumentos
Formação 4 - Avaliação e construção de instrumentosFormação 4 - Avaliação e construção de instrumentos
Formação 4 - Avaliação e construção de instrumentosMariana Correia
 
0.667326001366389749 paulo freire_e_os_temas_geradores
0.667326001366389749 paulo freire_e_os_temas_geradores0.667326001366389749 paulo freire_e_os_temas_geradores
0.667326001366389749 paulo freire_e_os_temas_geradoresMariana Correia
 
Formação 3 - Escola Teresa Francescuti
Formação 3 - Escola Teresa FrancescutiFormação 3 - Escola Teresa Francescuti
Formação 3 - Escola Teresa FrancescutiMariana Correia
 

Mais de Mariana Correia (20)

Bruxos, vampiros, divergentes e zumbis a formação do leitor literário na esco...
Bruxos, vampiros, divergentes e zumbis a formação do leitor literário na esco...Bruxos, vampiros, divergentes e zumbis a formação do leitor literário na esco...
Bruxos, vampiros, divergentes e zumbis a formação do leitor literário na esco...
 
Reportagem: "A leitura na era digital"
Reportagem: "A leitura na era digital"Reportagem: "A leitura na era digital"
Reportagem: "A leitura na era digital"
 
O orfanato da srta peregrine pa ransom riggs
O orfanato da srta peregrine pa   ransom riggsO orfanato da srta peregrine pa   ransom riggs
O orfanato da srta peregrine pa ransom riggs
 
Lajolo. a moçada está lendo (e gostando de ler)
Lajolo. a moçada está lendo (e gostando de ler)Lajolo. a moçada está lendo (e gostando de ler)
Lajolo. a moçada está lendo (e gostando de ler)
 
Questionário dados gerados
Questionário   dados geradosQuestionário   dados gerados
Questionário dados gerados
 
Testes de compreensão textual: "Le petit prince"
Testes de compreensão textual: "Le petit prince"Testes de compreensão textual: "Le petit prince"
Testes de compreensão textual: "Le petit prince"
 
Questionário
QuestionárioQuestionário
Questionário
 
Geraldi. portos de passagem (prefácio e introdução)
Geraldi. portos de passagem (prefácio e introdução)Geraldi. portos de passagem (prefácio e introdução)
Geraldi. portos de passagem (prefácio e introdução)
 
Entrevista com José Pacheco, Revista Aprende Brasil
Entrevista com José Pacheco, Revista Aprende BrasilEntrevista com José Pacheco, Revista Aprende Brasil
Entrevista com José Pacheco, Revista Aprende Brasil
 
Fallen i fallen (lauren kate)
Fallen i   fallen (lauren kate)Fallen i   fallen (lauren kate)
Fallen i fallen (lauren kate)
 
Série Fallen 1- Fallen, Lauren Kate txt
Série Fallen 1- Fallen, Lauren Kate txtSérie Fallen 1- Fallen, Lauren Kate txt
Série Fallen 1- Fallen, Lauren Kate txt
 
Hamilton werneck -_se_a_boa_escola_e_a_que_reprova,_o_bom_hospital_e_o_que_mata
Hamilton werneck -_se_a_boa_escola_e_a_que_reprova,_o_bom_hospital_e_o_que_mataHamilton werneck -_se_a_boa_escola_e_a_que_reprova,_o_bom_hospital_e_o_que_mata
Hamilton werneck -_se_a_boa_escola_e_a_que_reprova,_o_bom_hospital_e_o_que_mata
 
Formação 5
Formação 5Formação 5
Formação 5
 
Paradigma de avaliação de textos
Paradigma de avaliação de textosParadigma de avaliação de textos
Paradigma de avaliação de textos
 
Formação 4 - Avaliação e construção de instrumentos
Formação 4 - Avaliação e construção de instrumentosFormação 4 - Avaliação e construção de instrumentos
Formação 4 - Avaliação e construção de instrumentos
 
20265 87941-1-pb
20265 87941-1-pb20265 87941-1-pb
20265 87941-1-pb
 
0.667326001366389749 paulo freire_e_os_temas_geradores
0.667326001366389749 paulo freire_e_os_temas_geradores0.667326001366389749 paulo freire_e_os_temas_geradores
0.667326001366389749 paulo freire_e_os_temas_geradores
 
Formação 3 - Escola Teresa Francescuti
Formação 3 - Escola Teresa FrancescutiFormação 3 - Escola Teresa Francescuti
Formação 3 - Escola Teresa Francescuti
 
Ad matriz (2)
Ad matriz (2)Ad matriz (2)
Ad matriz (2)
 
Ad matriz (1)
Ad matriz (1)Ad matriz (1)
Ad matriz (1)
 

Formação Escola Tereza Francescutti - Níveis de Interação disicplinar

  • 1. Formação continuada ESCOLA TEREZA FRANCESCUTI Níveis de interação Prof.ª MS. Letícia Santos ticia_santos@yahoo.com.br Prof.ª Esp. Mariana Correia mari.literatura@gmail.com http://profmarianacorreia.blogspot.com.br
  • 4. Perguntas existenciais do professor O O que é educar? O Que proximidade há entre o que acontece no mundo, na vida de cada um de nós, e os exemplos, referências e textos que proponho em sala de aula? (Valesca Pensadora)
  • 5. Perguntas existenciais do professor O Quanto tempo faz que não sinto a ansiedade de experimentar metodologias e materiais novos? O Em que época situo a maioria dos meus exemplos?
  • 6. Perguntas existenciais do professor O O livro-texto é meu fim, o meu limite, ou é meu ponto de partida? O Que relação estabeleço com meus alunos e alunas? O Que consideração intelectual e humana tenho por meus alunos?
  • 8. Interdisciplinaridade: riscos, desafios e encontros Castro e Biela O Cada professor é dono de uma parte da cultura científica, e os alunos recebem algumas fatias da realidade, que, mais tarde, eles tentarão, muitas vezes inutilmente, reunir num todo orgânico e coerente, que oriente suas vidas e suas relações com o mundo natural e social.
  • 9. Interdisciplinaridade: riscos, desafios e encontros Castro e Biela O O afastamento contínuo de todo e qualquer sentido social da educação e as recentes mudanças no sistema produtivo são algumas das causas da atual crise dos sistemas educacionais.
  • 10. Interdisciplinaridade: riscos, desafios e encontros Castro e Biela O “o que se deseja é que o professor deixe de ser apenas um conferencista e que estimule a pesquisa e o esforço, ao invés de se contentar com a transmissão de soluções já prontas” (PIAGET, 2000, p. 15).
  • 11. Níveis de interação O As linguagens trabalhadas pela escola são, por natureza, interdisciplinares com as demais áreas do currículo: é pela linguagem verbal, visual, sonora, matemática, corporal ou outra que os conteúdos curriculares se constituem em conhecimentos, isto é, significados a serem formalizados por alguma linguagem, tornam-se conscientes de si mesmo e deliberados. (BRASIL, 1999, p. 90).
  • 12. Multi, pluri, inter e trans O Multidisciplinaridade, Pluridisciplinaridade, Interdisciplinaridade ,Transdisciplinaridade: Formas de articulação das disciplinas. Estratégias para reunir as possibilidades de produção de conhecimentos que trazem cada área.
  • 13. Multidisciplinar O Multidisciplinaridade => mais de uma disciplina; aparentemente, não tem relação uma com a outra; cada disciplina permanece com sua metodologia própria; não há um resultado integrado. A solução de um problema requer a obtenção de informações de uma ou mais ciências ou setores do conhecimento sem que as disciplinas evocadas sejam alteadas ou enriquecidas.
  • 15. Pluridisciplinas O Plurisciplinaridade => Sistema de um só nível e de objetivos múltiplos; cooperação mas sem coordenação; há troca entre elas, ainda que não seja organizada; propõe estudar o mesmo objeto em várias disciplinas ao mesmo tempo. Sua finalidade ainda é “multidisciplinar”.
  • 17. Interdisciplinar O Interdisciplinaridade =>Intercâmbio mútuo e interação de diversos conhecimentos de forma recíproca e coordenada; perspectiva metodológica comum a todos; integrar os resultados; permanecem os interesses próprios de cada disciplina, porém, buscam soluções dos seus próprios problemas através da articulação com as outras disciplinas.
  • 19. Transdisciplinaridade O Transdisciplinaridade => Etapa superior a interdisciplinaridade; não atinge apenas as interações ou reciprocidades, mas situa essas relações no interior de um sistema total; interação global das várias ciências; inovador; não é possível separar as matérias.
  • 21. Projeto filme e livro: Divergente O Projeto de leitura em comparação com a adaptação para o cinema O Objetivos: formar leitores; fomentar a criticidade e a reflexão; utilizar a tecnologia a serviço do estudo e da leitura; discutir assuntos relacionados a escolhas pertinentes à adolescência. O Componentes envolvidos: Língua Portuguesa e Artes
  • 22. Projeto filme e livro: Divergente O Componente norteador: língua portuguesa O Atividades: Período de leitura em suporte digital (telefone/computador) Discussões sobre os acontecimentos do livro Produções escritas sobre as questões de pertencimento, escolha e vivência da história. Utilização de partes do livro para análise gramatical.
  • 23. Projeto filme e livro: Divergente O Componente auxiliar: Artes O Atividades: elaboração de estêncil com os símbolos das facções, elaboração de bandeiras das facções, retomada de aspectos do livro.
  • 24. Projeto filme e livro: Divergente Bandeiras feitas pela professora de Artes e a própria colega mostrando sua camiseta do projeto. Alunas participantes do Projeto fazendo testes de facção com os alunos da escola que vieram à Mostra Pedagógica.
  • 25. Projeto filme e livro: Divergente Culminância do projeto: passeio ao cinema para assistir à adaptação do livro para filme.
  • 26. SARAU LITERÁRIO O Objetivos: Introduzir o aluno no mundo da poesia, a partir da experimentação e vivências práticas. O aluno deverá ser capaz de escutar, ler, compreender, interpretar, declamar e produzir poemas. Também deve reconhecer e fazer uso de recursos da linguagem poética, quanto à sonoridade.
  • 27. SARAU LITERÁRIO O Componentes curriculares envolvidos: Língua Portuguesa, Música, História O Componente norteador: Língua Portuguesa O Conteúdos: - Revisão dos conceitos de poesia e poema, rima, verso e estrofe. - Recursos da linguagem poética, quanto à sonoridade: rima e aliteração. - Leitura e interpretação. - Estudo da história dos autores e dos poemas escolhidos - Musicalização
  • 28. O Atividades: - o professor de língua portuguesa traz poemas e músicas para apreciação dos alunos, trabalhando interpretação e elementos dos poemas para introduzir o assunto; - os alunos trazem poemas/músicas escolhidas por eles (dos mais variados gêneros) para aprofundarmos os estudos a partir do gosto da turma. - o professor de música trabalha as questões de musicalização nos materiais trazidos pelos alunos. - o professor de história ajuda o grupo a pesquisar e construir a história dos compositores, poetas escolhidos, bem como a história dos poemas e músicas eleitos pela turma. - os alunos terão espaço nas aulas para apresentar poemas e músicas próprias, que serão analisados e trabalhados da mesma forma. - o grupo organizará um sarau na escola para apresentar poemas e músicas, num momento de compartilhar o que foi estudado e fazer o fechamento dos estudos
  • 29.
  • 30. Trabalho a distância OMatriz de referências OCruzadinha das habilidades OProva para análise das habilidades OEntrega: 25/07/2014
  • 32. Tema gerador O Escolha de uma temática para o Ano letivo O Abordagens trimestrais
  • 34. ReferênciasO CASTRO, José de e BIELLA, Jaime. Interdisciplinaridade: riscos, desafios e encontros. Natal: SESI, 2010. Colaboração: Artemilson Alves de Lima, Gilson Gomes de Medeiros, Ilane Ferreira Cavalcante, Zilmar Rodrigues de Souza. Projeto SESI -Curso Currículo Contextualizado. Disponível em: <http://www.sesi.webensino.com.br>. O CASTRO, José de. Níveis de interação entre os saberes. Natal: SESI, 2010. Colaboração: Artemilson Alves de Lima, Gilson Gomes de Medeiros, Ilane Ferreira Cavalcante, Jaime Biella, Zilmar Rodrigues de Souza. Projeto SESI -Curso Currículo Contextualizado. Disponível em: <http://www.sesi.webensino.com.br>. O COSTA, Jaqueline de Morais e PINHEIRO , Nilcéia Aparecida Maciel. O ensino por meio de temas-geradores: a educação pensada de forma contextualizada, problematizada e interdisciplinar. O OLIVEIRA , Emanuelle. A interdisciplinaridade . O Multi, pluri, trans, inter, mas, o que é tudo isso?: http://osmurosdaescola.wordpress.com/2011/07/06/multi-pluri-trans-inter-mas-o-que-e- tudo-isso/