SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 55
Ciclo de Palestras UCT apresenta
Imposto de Renda das
Pessoas Físicas 2017
Palestrante: Edson Mothé
04/04/2017
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Toda e qualquer declaração é um instrumento de aferição
da renda de uma entidade, seja ela jurídica ou física. Na
presente palestra, estaremos focando a apuração de renda
das pessoas físicas. Antes de entrarmos em itens
específicos, vale a pena abordarmos os pontos críticos na
preparação da DIRPF.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
A priori, a DIRPF nada mais é que um balanço individual
das pessoas físicas. Desta forma, devemos atentar para:
✓ Balanceamento entre origens e aplicações de recursos;
Atenção com a variação patrimonial a descoberto!
✓A possibilidade de adoção do regime de caixa para a
apuração da renda.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Há critérios da RFB para identificar as situações mais críticas
do ponto de vista dos sistemas. Caso haja um desvio padrão
qualquer, este será analisado de forma mais detalhada. Há um
grande número de declarações que estão em malha, em
virtude de divergências entre as declarações das pessoas
jurídicas (DIRFs) e as declarações apresentadas pelas
pessoas físicas.
Daí o surgimento de um programa denominado
DIRF x DARF
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Trataremos apenas das questões mais relevantes
referentes à preparação da declaração de Imposto de
Renda das Pessoas Físicas (IRPF), do ano-calendário de
2017, conforme passamos a discutir adiante.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Obrigatoriedade de apresentação Pessoa Física residente no Brasil,
que, em 2016:
➢recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste anual na declaração,
cuja soma foi superior a R$ 28.559,70, tais como: rendimentos do trabalho
assalariado; não assalariado; proventos de aposentadoria, pensões,
aluguéis, atividade rural;
➢recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados
exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00;
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
➢relativamente à atividade rural: obteve receita bruta em
valor superior a R$ 142.798,50; ou pretenda compensar, no
ano-calendário de 2016 ou posteriores, prejuízos de anos-
calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2016;
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
➢ realizou em qualquer mês do ano-calendário: alienação
de bens ou direitos em que foi apurado ganho de capital,
sujeito à incidência do imposto (preencha o item
Demonstrativo de Ganhos de Capital e/ou Demonstrativo
de Ganhos de Capital em Moeda Estrangeira); ou
operações em bolsas de valores, de mercadorias, de
futuros e assemelhadas (preencha o item Demonstrativo
de Apuração de Ganhos – Renda Variável – Operações
Comuns e Day-Trade);
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
➢teve a posse ou a propriedade bens ou direitos, em
31/12/2016, inclusive terra nua, cujo valor total foi superior
a R$ 300.000,00 (conforme instruções de preenchimento
da ficha Bens e Direitos);
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
➢ Passou à condição de residente no Brasil e encontrava-se
nessa condição em 31/12/2016;
➢ Optou pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o
Ganho de Capital, auferido na venda de imóveis residenciais,
cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis
residenciais localizados no País, no prazo de 180 dias
contados da celebração do contrato de venda, nos termos do
art. 39 da Lei nº 11.196, de 21 de novembro de 2005.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Obrigatoriedade de CPF para dependentes Redução
para 12 anos:
➢Obrigatoriedade de informar o CPF de
dependentes/alimentandos com 12 anos ou mais,
completados até a data de 31/12/2016, conforme IN
RFB nº 1.688, de 31/01/2017.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Principais Limites
➢Rendimentos Isentos e Não Tributáveis > 65 anos – Janeiro a
dezembro R$ 1.903,98 – Anual (incluindo 13º Salário) R$
24.751,74 (13 x 1.903,98);
➢Desconto Simplificado – R$ 16.754,34;
➢Despesas com instrução - R$ 3.561,50;
➢Dedução com Dependentes - R$ 2.275,08;
➢Limite de Dedução da Contribuição Patronal paga em 2016, na
condição de empregador doméstico: R$ 1.093,77.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
PONTOS RELEVANTES
Retificação da declaração
O contribuinte pode retificar sua declaração se não estiver
sob ação fiscal. Se apresentada após o prazo final
(28/04/2017), a Declaração de Ajuste Anual (DAA)
retificadora deve ser apresentada observando-se a mesma
natureza da declaração original, não se admitindo troca de
opção por outra forma de tributação.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Dependentes:
➢nº 1.688, de 31 de janeiro de 2017: é obrigatória a
inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) das
pessoas físicas, com 12 (doze) anos ou mais, que constem
como dependente em Declaração de Ajuste Anual.
(Instrução Normativa RFB nº 1.548, de 13 de fevereiro de
2015, art. 3º, inciso III, com a redação dada pela Instrução
Normativa RFB);
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
➢O contribuinte casado apresenta declaração em separado ou,
opcionalmente, em conjunto com o cônjuge.
Declaração em Separado:
➢cada cônjuge deve incluir na sua declaração o total dos
rendimentos próprios e 50% dos rendimentos produzidos pelos
bens comuns, compensando 50% do imposto pago ou retido sobre
esses rendimentos, independentemente de qual dos cônjuges
tenha sofrido a retenção ou efetuado o recolhimento;
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
➢ um dos cônjuges inclui na sua declaração seus
rendimentos próprios e o total dos rendimentos
produzidos pelos bens comuns, compensando o valor do
imposto pago ou retido na fonte, independentemente de
qual dos cônjuges tenha sofrido a retenção ou efetuado o
recolhimento. Os dependentes comuns não podem
constar simultaneamente nas declarações de ambos os
cônjuges.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Bens adquiridos em condomínio antes do casamento
➢Neste caso, os bens adquiridos, antes do casamento,
mantêm a forma de tributação estabelecida para bens
adquiridos em condomínio, ou seja, cada cônjuge deve
incluir, em sua declaração, 50% dos rendimentos
produzidos pelos bens em condomínio, salvo estipulação
contrária em contrato escrito, quando deve ser adotado o
percentual nele previsto.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Atenção:
➢Os demais rendimentos de cada cônjuge (rendimentos
próprios e rendimentos produzidos por bens comuns)
seguem as regras para contribuinte casado. Na união
estável, salvo contrato escrito entre os companheiros,
aplica-se às relações patrimoniais, no que couber, o regime
da comunhão parcial de bens (Lei n° 10.406, de 10 de
janeiro de 2002, Código Civil, art. 1.725).
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Contribuinte divorciado ou separado judicialmente ou por
escritura pública:
➢apresenta declaração na condição de solteiro, caso não
estivesse casado ou vivendo em união estável em 31/12/2016,
podendo incluir dependente (nesse caso, devem ser somados os
rendimentos recebidos pelo dependente) do qual detenha a
guarda judicial, ou deduzir pensão alimentícia paga em face das
normas do direito de família, quando em cumprimento de decisão
judicial.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
➢ Em relação ao item anterior, inclusive os alimentos
provisionais, de acordo homologado judicialmente ou de
escritura pública, a que se refere o art. 1.124-A da Lei nº 5.869,
de 11 de janeiro de 1973 - Código de Processo Civil, incluído
pela Lei nº 11.441, de 4 de janeiro de 2007, art. 3º.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Atenção! Para efeitos da aplicação da referida dedução,
observe-se que:
1) as importâncias pagas relativas ao suprimento de alimentos, em face do
Direito de Família, serão aquelas em dinheiro e somente a título de prestação
de alimentos provisionais ou a título de pensão alimentícia;
2) tratando-se de sociedade conjugal, a dedução somente se aplica, quando o
provimento de alimentos for decorrente da dissolução daquela sociedade;
3) o beneficiário da pensão não necessita se enquadrar nas condições
descritas na pergunta 323, que trata de dedução de dependentes;
4) não alcança o provimento de alimentos decorrente de sentença arbitral, de
que trata a Lei nº 9.307, de 23 de setembro de 1996 (Solução de Consulta
Interna Cosit nº 3, de 8 de fevereiro de 2012).
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Cônjuge ou filho tratado como dependente
➢Somente é considerada declaração em conjunto aquela em que,
estejam sendo oferecidos à tributação, rendimentos sujeitos ao
ajuste anual do cônjuge ou filho, desde que este se enquadre
como dependente, nos termos da legislação do Imposto sobre a
Renda. A declaração em conjunto supre a obrigatoriedade da
apresentação da declaração a que porventura estiver sujeito o
cônjuge ou filho dependente para fins do Imposto sobre a Renda.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Atenção!
➢O cônjuge ou filho, que se enquadrar em qualquer das
hipóteses de obrigatoriedade de entrega de declaração e
não estiver declarando em conjunto, fica dispensado de
apresentá-la, caso conste como dependente na declaração
apresentada por outro cônjuge ou pelos pais, na qual sejam
informados seus rendimentos, bens e direitos.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
➢ A pessoa física que se enquadrar apenas na hipótese de
obrigatoriedade relativa à posse ou à propriedade de bens e
direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$
300.000,00 (trezentos mil reais), em 31 de dezembro, e que, na
constância da sociedade conjugal ou da união estável, tenha
os bens comuns declarados pelo outro cônjuge ou
companheiro, fica dispensada da apresentação da declaração,
desde que o valor total dos seus bens privativos não exceda
esse limite (Instrução Normativa RFB nº 1.690 de 20 de
fevereiro de 2017, art. 2º, § 1º, I).
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Pessoa falecida – É devido imposto sobre a renda de
contribuinte que faleceu após a entrega da declaração do
exercício?
➢Se houver bens a inventariar, o imposto deve ser pago pelo
espólio. Inexistindo bens a inventariar, o cônjuge/companheiro
sobrevivente ou os dependentes não respondem pelos tributos
devidos pela pessoa falecida, devendo ser solicitado o
cancelamento da inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF)
da pessoa falecida, nas unidades locais da Secretaria da Receita
Federal do Brasil (RFB).
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Falecimento – Bens a Inventariar - Qual é o procedimento a
ser adotado no caso de falecimento, no ano-calendário de
2016, de contribuinte que deixou bens a inventariar ?
➢Embora a Lei Civil disponha que “Aberta a sucessão, a herança
transmite-se, desde logo, aos herdeiros legítimos e testamentários” é
indispensável o processamento do inventário, com a emissão do formal de
partilha ou carta de adjudicação e a transcrição desse instrumento no
registro competente, a fim de que o meeiro, herdeiros e legatários possam
usar, gozar e dispor, de forma plena e legal, dos bens e direitos
transmitidos causa mortis.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
➢ Para a legislação tributária, a pessoa física do contribuinte não se
extingue imediatamente após sua morte, prolongando-se por meio do
seu espólio (art. 11 do Decreto nº 3.000, de 26 de março de 1999 –
Regulamento do Imposto sobre a Renda – RIR/1999). O espólio é
considerado uma universalidade de bens e direitos, responsável pelas
obrigações tributárias da pessoa falecida, sendo contribuinte distinto
do meeiro, herdeiros e legatários. Para os efeitos fiscais, somente com
a decisão judicial ou por escritura pública de inventário e partilha,
extingue-se a responsabilidade da pessoa falecida, dissolvendo-se,
então, a universalidade de bens e direitos.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
➢ Com relação à obrigatoriedade de apresentação das
declarações de espólio, aplicam-se as mesmas normas
previstas para os contribuintes pessoas físicas. Assim,
caso haja obrigatoriedade de apresentação, a declaração
de rendimentos, a partir do exercício correspondente ao
ano-calendário do falecimento e até a data da decisão
judicial da partilha ou da adjudicação dos bens, é
apresentada em nome do espólio, classificando-se em
inicial, intermediária e final.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Bens comuns – Rendimentos
Como o espólio declara os rendimentos referentes aos
bens comuns?
➢Na declaração de espólio, devem ser incluídos os rendimentos
próprios, 50% dos produzidos pelos bens comuns recebidos no ano-
calendário, os bens e direitos que constem do inventário e as obrigações
do espólio. Opcionalmente, os rendimentos produzidos pelos bens
comuns podem ser tributados, em sua totalidade, em nome do espólio, o
qual pode compensar o total do imposto pago ou retido na fonte sobre
esses rendimentos.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Caso haja a alienação de algum bem ou direito no curso do inventário, o
espólio deverá apurar o ganho de capital.
Atenção! Responsabilidade dos Sucessores e do Inventariante - são
pessoalmente responsáveis:
I - o espólio, pelos tributos devidos pelo de cujus até a data da abertura da
sucessão;
II - o sucessor a qualquer título e o cônjuge meeiro, pelos tributos devidos pelo de
cujus até a data da partilha ou adjudicação, limitada essa responsabilidade ao
montante do quinhão, do legado, da herança, ou da meação;
III - o inventariante, pelo cumprimento da obrigação tributária do espólio resultante
dos atos praticados com excesso de poderes ou infração de lei.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Obrigação tributária dos herdeiros — Incidem acréscimos legais
quando a responsabilidade pela obrigação tributária do espólio for
transferida aos herdeiros?
➢Incidem acréscimos legais sobre o valor do imposto devido pelo espólio,
limitada essa responsabilidade ao montante do quinhão, legado ou da
meação. (Lei nº 5.172, de 25 de outubro de 1966 - Código Tributário
Nacional (CTN), art. 131, inciso II; Decreto-Lei nº 5.844, de 1943, art. 50,
Decreto nº 3.000, de 26 de março de 1999 – Regulamento do Imposto
sobre a Renda – RIR/1999, art. 23).
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Declaração Final de Espólio - deve ser apresentada até o
último dia útil do mês de abril do ano-calendário subsequente
ao:
I - da decisão judicial da partilha, sobrepartilha ou adjudicação dos bens
inventariados, que tenha transitado em julgado até o último dia do mês de
fevereiro do ano-calendário subsequente ao da decisão judicial;
II - da lavratura da escritura pública de inventário e partilha;
III - do trânsito em julgado, quando este ocorrer a partir de 1º de março do
ano-calendário subsequente ao da decisão judicial da partilha, sobrepartilha
ou adjudicação dos bens inventariados.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
A participação nos lucros
➢A participação dos trabalhadores nos lucros ou resultados
da empresa é tributada pelo imposto sobre a renda
exclusivamente na fonte, em separado dos demais
rendimentos recebidos, no ano do recebimento ou crédito,
com base nas tabelas progressivas anuais abaixo indicadas
e não integrará a base de cálculo do imposto devido pelo
beneficiário na Declaração de Ajuste Anual.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
➢ Na determinação da base de cálculo da referida participação,
poderão ser deduzidas as importâncias pagas em dinheiro, a
título de pensão alimentícia, em face das normas do Direito
de Família, quando em cumprimento de decisão judicial, de
acordo homologado judicialmente ou de separação ou
divórcio consensual realizado por escritura pública, desde
que correspondentes a esse rendimento, não podendo ser
utilizada a mesma parcela para a determinação da base de
cálculo dos demais rendimentos.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
O Simples Nacional
➢São considerados isentos do imposto sobre a renda, na
fonte e na declaração de ajuste do beneficiário, os valores
efetivamente pagos ou distribuídos ao titular ou sócio da
microempresa ou empresa de pequeno porte optante pelo
Simples Nacional, salvo os que corresponderem a pro
labore, aluguéis ou serviços prestados.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
➢ A isenção fica limitada ao valor resultante da aplicação dos percentuais
de presunção, de que trata o art. 15 da Lei nº 9.249, de 26 de
dezembro de 1995, do Imposto sobre a Renda das Pessoas Jurídicas
(IRPJ) sobre a receita bruta mensal, no caso de antecipação de fonte,
ou da receita bruta total anual, tratando-se de declaração de ajuste,
subtraído do valor devido na forma do Simples Nacional no período,
relativo ao IRPJ. O limite não se aplica na hipótese de a microempresa
ou empresa de pequeno porte manter escrituração contábil e evidenciar
lucro superior àquele limite (Lei Complementar nº 123, de 14 de
dezembro de 2006).
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Benefícios Indiretos - computados, para fins de apuração
do imposto sobre a renda na fonte, todos os pagamentos
efetuados em caráter de remuneração, inclusive as despesas
de representação e os benefícios e vantagens concedidos
pela empresa a título de salários indiretos, tais como
despesas de supermercado e cartões de crédito, pagamento
de anuidades escolares, clubes, associações, etc.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
➢ Integram ainda a remuneração desses beneficiários,
como salário indireto, as despesas pagas ou incorridas
com o aluguel de imóveis e com os veículos utilizados
para o seu transporte, quando de uso particular,
computando-se, também, a manutenção, conservação,
consumo de combustíveis, encargos de depreciação e
respectiva correção monetária, valor do aluguel ou do
arrendamento dos veículos.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Usufruto de aluguéis, como tributar esses rendimentos?
➢Se o usufruto constar de escritura pública averbada no
registro de imóveis, o pai, ao relacionar o imóvel em sua
Declaração de Bens e Direitos, informa a constituição do
usufruto em favor do filho. Os rendimentos do aluguel são
tributáveis em nome do filho. Se não houver escritura
averbada, o pai, ao relacionar o imóvel em sua Declaração de
Bens e Direitos, informa que os rendimentos respectivos foram
doados ao filho.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
➢Os rendimentos do aluguel estão sujeitos ao recolhimento
mensal (carnê-leão), se recebidos de pessoa física ou, na fonte,
se pagos por pessoa jurídica e devem ser incluídos, como
rendimentos tributáveis, na declaração de ajuste do pai. Para o
filho, os rendimentos são não tributáveis, como doação em
espécie (Lei nº 6.015, de 31 de dezembro de 1973, arts. 167,
inciso I, item 7, e 220, inciso V; Lei nº 7.713, de 22 de dezembro
de 1988, art. 3º; Instrução Normativa RFB nº 1.500, de 29 de
outubro de 2014, art. 3º).
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Deduções permitidas
➢Quais as deduções permitidas na legislação para
determinação da base de cálculo do imposto sobre a renda?
1 - Na determinação da base de cálculo sujeita à incidência
mensal do imposto, podem ser deduzidos do rendimento
tributável:
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
a) no caso de retenção na fonte:
➢importâncias pagas em dinheiro a título de pensão
alimentícia em face das normas do Direito de Família,
quando em cumprimento de decisão judicial, inclusive a
prestação de alimentos provisionais, de acordo homologado
judicialmente, ou por escritura pública a que se refere o art.
1.124-A da Lei nº 5.869, de 11 de janeiro de 1973 - Código
de Processo Civil.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Contribuição à Previdência Oficial
A contribuição à previdência oficial, descontada de
rendimentos isentos do próprio contribuinte ou por este
recolhida na condição de contribuinte individual (autônomo),
é dedutível na Declaração de Ajuste Anual?
Sim, desde que o contribuinte tenha rendimentos tributáveis
sujeitos ao ajuste na declaração anual.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Dependentes
➢Podem ser dependentes, para efeito do imposto sobre a renda:
1 - companheiro (a) com quem o contribuinte tenha filho ou viva há mais de 5
anos, ou cônjuge;
2 - filho (a) ou enteado (a), até 21 anos de idade, ou, em qualquer idade,
quando incapacitado física ou mentalmente para o trabalho;
3 - filho (a) ou enteado (a), se ainda estiverem cursando estabelecimento de
ensino superior ou escola técnica de segundo grau, até 24 anos de idade;
4 - irmão(ã), neto(a) ou bisneto(a), sem arrimo dos pais, de quem o contribuinte
detenha a guarda judicial, até 21 anos, ou em qualquer idade, quando
incapacitado física ou mentalmente para o trabalho;
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
5 - irmão (ã), neto (a) ou bisneto (a), sem arrimo dos pais, com idade de 21 anos
até 24 anos, se ainda estiver cursando estabelecimento de ensino superior ou
escola técnica de segundo grau, desde que o contribuinte tenha detido sua
guarda judicial até os 21 anos;
6 - pais, avós e bisavós que, em 2016, tenham recebido rendimentos, tributáveis
ou não, até R$ 22.847,76;
7- menor pobre até 21 anos que o contribuinte crie e eduque e de quem detenha
a guarda judicial;
8 - pessoa absolutamente incapaz, da qual o contribuinte seja tutor ou curador.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Pensão alimentícia paga a ex-cônjuge:
•excepcionalmente, no ano em que se iniciar o pagamento da pensão, o
contribuinte pode efetuar a dedução correspondente ao valor total anual,
caso os filhos tenham sido considerados seus dependentes nos meses que
antecederam o pagamento da pensão naquele ano.
•Atenção: na ficha Pagamentos Efetuados, da Declaração de Ajuste Anual,
devem ser informados o nome e o número de inscrição no Cadastro de
Pessoas Físicas (CPF) de todos os beneficiários da pensão e o valor total
pago no ano, ainda que tenha sido descontado pelo seu empregador em
nome de apenas um dos beneficiários.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
As despesas médicas ou de hospitalização:
•dedutíveis restringem-se aos pagamentos efetuados pelo contribuinte para o seu
próprio tratamento ou o de seus dependentes relacionados na Declaração de
Ajuste Anual, incluindo-se os alimentandos, em razão de decisão judicial ou acordo
homologado judicialmente, ou por escritura pública. Consideram-se despesas
médicas ou de hospitalização os pagamentos efetuados a médicos de qualquer
especialidade, dentistas, psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais,
fonoaudiólogos, hospitais, e as despesas provenientes de exames laboratoriais,
serviços radiológicos, aparelhos ortopédicos e próteses ortopédicas e dentárias.
No caso de despesas com aparelhos ortopédicos e próteses ortopédicas e
dentárias, exige-se a comprovação com receituário médico ou odontológico e nota
fiscal em nome do beneficiário.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
• Consideram-se também despesas médicas ou de
hospitalização: os pagamentos efetuados a empresas
domiciliadas no Brasil, destinados à cobertura de despesas
com hospitalização, médicas e odontológicas, bem como a
entidades que assegurem direito de atendimento ou
ressarcimento de despesas da mesma natureza; as despesas
de instrução de deficiente físico ou mental, desde que a
deficiência seja atestada em laudo médico e o pagamento
efetuado a entidades destinadas a deficientes físicos ou
mentais.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
• As despesas médicas devem ser especificadas e
comprovadas mediante documentação hábil e idônea.
Na hipótese do comprovante de pagamento do serviço
médico prestado ter sido emitido em nome do
contribuinte sem a especificação do beneficiário do
serviço, pode-se presumir que esse foi o próprio
contribuinte, exceto, quando a juízo da autoridade fiscal,
forem constatados razoáveis indícios de irregularidades.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
➢ Neto , bisneto , sobrinho - O laço de parentesco, bem como o
efetivo pagamento das despesas com a instrução dessas
pessoas, não são condições suficientes para permitir sua dedução
pelo parente que suporta o encargo. Esta só é permitida quando o
beneficiado possa ser enquadrado na condição de dependente do
contribuinte. Podem ser dedutíveis as despesas com instrução de
irmão, neto ou bisneto, sem arrimo dos pais, até 21 anos, desde
que o contribuinte detenha a guarda judicial, ou de qualquer
idade, quando incapacitado física ou mentalmente para o
trabalho.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
• No caso de irmão, neto ou bisneto sem arrimo dos pais,
com idade de 21 a 24 anos, a dedução é possível se o
dependente ainda estiver cursando estabelecimento de
ensino superior ou escola técnica de 2º grau, desde que
o contribuinte tenha detido sua guarda judicial até os 21
anos. No caso de primo ou sobrinho, pode ser feita a
dedução somente quando esse se enquadrar como
menor pobre e desde que o contribuinte o crie e eduque,
até que complete 21 anos e detenha sua guarda judicial.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
Ressarcimento de despesas médicas - Empregados que
tenham despesas médicas pagas pelos empregadores e sofrem
desconto parcelado dessas despesas em seus salários podem
deduzir os valores descontados?
•Os desembolsos relativos a despesa médica ou dentária
ocorridos no ano podem ser deduzidos pelo contribuinte que
suporta o encargo, desde que os descontos venham
devidamente discriminados no documento da fonte pagadora.
Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
FIM
Palestrante: Edson Mothé
prof.edson.mothe@bol.com.br
04/04/2017

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Curso efd pis.cofins x dacon - regras gerais aplicáveis dia 17.11.2010
Curso efd pis.cofins x dacon - regras gerais aplicáveis dia 17.11.2010Curso efd pis.cofins x dacon - regras gerais aplicáveis dia 17.11.2010
Curso efd pis.cofins x dacon - regras gerais aplicáveis dia 17.11.2010
Helienilson Augusto Morais
 
Apostila pis cofins
Apostila pis cofinsApostila pis cofins
Apostila pis cofins
andrespy00
 
Lucro presumido legislação e apuração
Lucro presumido legislação e apuraçãoLucro presumido legislação e apuração
Lucro presumido legislação e apuração
Bruno_fbrandao
 

Mais procurados (19)

IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2014. "AS REGRAS DO JOGO"
IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2014. "AS REGRAS DO JOGO"IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2014. "AS REGRAS DO JOGO"
IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2014. "AS REGRAS DO JOGO"
 
curso basico_simples_nacional
curso basico_simples_nacionalcurso basico_simples_nacional
curso basico_simples_nacional
 
Informativo Tributário Mensal - Junho 2018
Informativo Tributário Mensal - Junho 2018Informativo Tributário Mensal - Junho 2018
Informativo Tributário Mensal - Junho 2018
 
SIMPLES NACIONAL: Alterações promovidas pela Lei Complementar 147/2014
SIMPLES NACIONAL: Alterações promovidas pela Lei Complementar 147/2014SIMPLES NACIONAL: Alterações promovidas pela Lei Complementar 147/2014
SIMPLES NACIONAL: Alterações promovidas pela Lei Complementar 147/2014
 
Curso efd pis.cofins x dacon - regras gerais aplicáveis dia 17.11.2010
Curso efd pis.cofins x dacon - regras gerais aplicáveis dia 17.11.2010Curso efd pis.cofins x dacon - regras gerais aplicáveis dia 17.11.2010
Curso efd pis.cofins x dacon - regras gerais aplicáveis dia 17.11.2010
 
SIMPLES NACIONAL. LEI COMPLEMENTAR 147/2014. NOVAS ATIVIDADES E PARÂMETROS DE...
SIMPLES NACIONAL. LEI COMPLEMENTAR 147/2014. NOVAS ATIVIDADES E PARÂMETROS DE...SIMPLES NACIONAL. LEI COMPLEMENTAR 147/2014. NOVAS ATIVIDADES E PARÂMETROS DE...
SIMPLES NACIONAL. LEI COMPLEMENTAR 147/2014. NOVAS ATIVIDADES E PARÂMETROS DE...
 
SEDIF-SN - SPED do Simples Nacional
SEDIF-SN - SPED do Simples NacionalSEDIF-SN - SPED do Simples Nacional
SEDIF-SN - SPED do Simples Nacional
 
Alerta Tributário - Regulamentação do PERT
Alerta Tributário - Regulamentação do PERTAlerta Tributário - Regulamentação do PERT
Alerta Tributário - Regulamentação do PERT
 
Calculo do Imposto de Renda
Calculo do Imposto de RendaCalculo do Imposto de Renda
Calculo do Imposto de Renda
 
Simples Nacional - CASO CONCRETO:restituição e compensação de valores recolhi...
Simples Nacional - CASO CONCRETO:restituição e compensação de valores recolhi...Simples Nacional - CASO CONCRETO:restituição e compensação de valores recolhi...
Simples Nacional - CASO CONCRETO:restituição e compensação de valores recolhi...
 
Simples nacional
Simples nacionalSimples nacional
Simples nacional
 
Informativo Tributário Mensal - Março 2017
Informativo Tributário Mensal - Março 2017Informativo Tributário Mensal - Março 2017
Informativo Tributário Mensal - Março 2017
 
Apostila pis cofins
Apostila pis cofinsApostila pis cofins
Apostila pis cofins
 
Imposto de Renda Pessoa Física
Imposto de Renda Pessoa FísicaImposto de Renda Pessoa Física
Imposto de Renda Pessoa Física
 
EFD REINF E OS REFLEXOS NA CONTRATAÇÃO DE TERCEIROS, BY TANIA GURGEL - VOCE E...
EFD REINF E OS REFLEXOS NA CONTRATAÇÃO DE TERCEIROS, BY TANIA GURGEL - VOCE E...EFD REINF E OS REFLEXOS NA CONTRATAÇÃO DE TERCEIROS, BY TANIA GURGEL - VOCE E...
EFD REINF E OS REFLEXOS NA CONTRATAÇÃO DE TERCEIROS, BY TANIA GURGEL - VOCE E...
 
Imposto de Renda Pessoa Fisica 2015 - Perguntas e Respostas
Imposto de Renda Pessoa Fisica 2015 - Perguntas e RespostasImposto de Renda Pessoa Fisica 2015 - Perguntas e Respostas
Imposto de Renda Pessoa Fisica 2015 - Perguntas e Respostas
 
Simples
SimplesSimples
Simples
 
Lucro presumido legislação e apuração
Lucro presumido legislação e apuraçãoLucro presumido legislação e apuração
Lucro presumido legislação e apuração
 
Trabalho Simples Nacional ''parte escrita''
Trabalho Simples Nacional ''parte escrita'' Trabalho Simples Nacional ''parte escrita''
Trabalho Simples Nacional ''parte escrita''
 

Semelhante a Ciclo de Palestras UCT Imposto de Renda 2017

Pinga fogo 19.01.11 DIRF 2011
Pinga fogo 19.01.11 DIRF 2011Pinga fogo 19.01.11 DIRF 2011
Pinga fogo 19.01.11 DIRF 2011
FeconMG
 
Apresentação irpf 2013
Apresentação irpf 2013Apresentação irpf 2013
Apresentação irpf 2013
Fernando Morais
 
Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2024 Se prepare com antecedência...
Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2024 Se prepare com antecedência...Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2024 Se prepare com antecedência...
Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2024 Se prepare com antecedência...
Oscar Lopes da Silva
 
E-book_Passo_a_passo_Imposto_de_Renda_2023_Expert_XP.pdf
E-book_Passo_a_passo_Imposto_de_Renda_2023_Expert_XP.pdfE-book_Passo_a_passo_Imposto_de_Renda_2023_Expert_XP.pdf
E-book_Passo_a_passo_Imposto_de_Renda_2023_Expert_XP.pdf
MuriloLima70
 
Pesquisa imposto de renda (pró labore) e informes de rendimentos dos empregad...
Pesquisa imposto de renda (pró labore) e informes de rendimentos dos empregad...Pesquisa imposto de renda (pró labore) e informes de rendimentos dos empregad...
Pesquisa imposto de renda (pró labore) e informes de rendimentos dos empregad...
Regiane Mattos
 
Dirf 2015 texto
Dirf 2015 textoDirf 2015 texto
Dirf 2015 texto
Cimarzinho
 
Slide ISSN, Simples Nacional, IRPJ, IPI, ICMS e planejamento tributario
Slide ISSN, Simples Nacional, IRPJ, IPI, ICMS e planejamento tributarioSlide ISSN, Simples Nacional, IRPJ, IPI, ICMS e planejamento tributario
Slide ISSN, Simples Nacional, IRPJ, IPI, ICMS e planejamento tributario
yurineres7
 

Semelhante a Ciclo de Palestras UCT Imposto de Renda 2017 (20)

Irpf 2010
Irpf 2010Irpf 2010
Irpf 2010
 
Pinga fogo 19.01.11 DIRF 2011
Pinga fogo 19.01.11 DIRF 2011Pinga fogo 19.01.11 DIRF 2011
Pinga fogo 19.01.11 DIRF 2011
 
Deloitte-Guia-Fiscal-2021.pptx
Deloitte-Guia-Fiscal-2021.pptxDeloitte-Guia-Fiscal-2021.pptx
Deloitte-Guia-Fiscal-2021.pptx
 
Palestra: Imposto de Renda Pessoa Física 2010
Palestra: Imposto de Renda Pessoa Física 2010Palestra: Imposto de Renda Pessoa Física 2010
Palestra: Imposto de Renda Pessoa Física 2010
 
IMPOSTO DE RENDA- TRABALHO FINALIZADO.pptx
IMPOSTO DE RENDA- TRABALHO FINALIZADO.pptxIMPOSTO DE RENDA- TRABALHO FINALIZADO.pptx
IMPOSTO DE RENDA- TRABALHO FINALIZADO.pptx
 
Apresentação irpf 2013
Apresentação irpf 2013Apresentação irpf 2013
Apresentação irpf 2013
 
Cartilha dio imposto de renda
Cartilha dio imposto de rendaCartilha dio imposto de renda
Cartilha dio imposto de renda
 
Cartilhadioimpostoderenda 150327182811-conversion-gate01
Cartilhadioimpostoderenda 150327182811-conversion-gate01Cartilhadioimpostoderenda 150327182811-conversion-gate01
Cartilhadioimpostoderenda 150327182811-conversion-gate01
 
IRPF 2020 - Oliveira e Vieira Advogados
IRPF 2020 - Oliveira e Vieira AdvogadosIRPF 2020 - Oliveira e Vieira Advogados
IRPF 2020 - Oliveira e Vieira Advogados
 
Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2024 Se prepare com antecedência...
Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2024 Se prepare com antecedência...Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2024 Se prepare com antecedência...
Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2024 Se prepare com antecedência...
 
Guia fiscal Deloitte 2018.pdf
Guia fiscal Deloitte 2018.pdfGuia fiscal Deloitte 2018.pdf
Guia fiscal Deloitte 2018.pdf
 
E-book_Passo_a_passo_Imposto_de_Renda_2023_Expert_XP.pdf
E-book_Passo_a_passo_Imposto_de_Renda_2023_Expert_XP.pdfE-book_Passo_a_passo_Imposto_de_Renda_2023_Expert_XP.pdf
E-book_Passo_a_passo_Imposto_de_Renda_2023_Expert_XP.pdf
 
cartilhairpf-2018.pdf
cartilhairpf-2018.pdfcartilhairpf-2018.pdf
cartilhairpf-2018.pdf
 
Pesquisa imposto de renda (pró labore) e informes de rendimentos dos empregad...
Pesquisa imposto de renda (pró labore) e informes de rendimentos dos empregad...Pesquisa imposto de renda (pró labore) e informes de rendimentos dos empregad...
Pesquisa imposto de renda (pró labore) e informes de rendimentos dos empregad...
 
Informativo Machado Associados - Tributação de Ganho de Capital Auferido por ...
Informativo Machado Associados - Tributação de Ganho de Capital Auferido por ...Informativo Machado Associados - Tributação de Ganho de Capital Auferido por ...
Informativo Machado Associados - Tributação de Ganho de Capital Auferido por ...
 
REFIS 2017 - PERT
REFIS 2017 - PERTREFIS 2017 - PERT
REFIS 2017 - PERT
 
Dirf 2015 texto
Dirf 2015 textoDirf 2015 texto
Dirf 2015 texto
 
Legislação Empresarial - Micro Empresas, Empreendedor, Tributos,Simples Naci...
 Legislação Empresarial - Micro Empresas, Empreendedor, Tributos,Simples Naci... Legislação Empresarial - Micro Empresas, Empreendedor, Tributos,Simples Naci...
Legislação Empresarial - Micro Empresas, Empreendedor, Tributos,Simples Naci...
 
Slide ISSN, Simples Nacional, IRPJ, IPI, ICMS e planejamento tributario
Slide ISSN, Simples Nacional, IRPJ, IPI, ICMS e planejamento tributarioSlide ISSN, Simples Nacional, IRPJ, IPI, ICMS e planejamento tributario
Slide ISSN, Simples Nacional, IRPJ, IPI, ICMS e planejamento tributario
 
Fsa informativo - prr - mp 793 2017
Fsa   informativo - prr - mp 793 2017Fsa   informativo - prr - mp 793 2017
Fsa informativo - prr - mp 793 2017
 

Mais de Universidade Corporativa do Transporte

Mais de Universidade Corporativa do Transporte (20)

Os desafios para área de Saúde e Segurança do Trabalho no eSocial
Os desafios para área de Saúde e Segurança do Trabalho no eSocial Os desafios para área de Saúde e Segurança do Trabalho no eSocial
Os desafios para área de Saúde e Segurança do Trabalho no eSocial
 
Reforma Trabalhista: principais mudanças e necessidades de prevenção
Reforma Trabalhista: principais mudanças e necessidades de prevençãoReforma Trabalhista: principais mudanças e necessidades de prevenção
Reforma Trabalhista: principais mudanças e necessidades de prevenção
 
Programa de Direção por Simulador
Programa de Direção por Simulador Programa de Direção por Simulador
Programa de Direção por Simulador
 
eSocial: quais os impactos para os negócios?
eSocial: quais os impactos para os negócios?eSocial: quais os impactos para os negócios?
eSocial: quais os impactos para os negócios?
 
eSocial: sua empresa está preparada?
eSocial: sua empresa está preparada?eSocial: sua empresa está preparada?
eSocial: sua empresa está preparada?
 
4 anos do Programa de Direção por Simulador
4 anos do Programa de Direção por Simulador 4 anos do Programa de Direção por Simulador
4 anos do Programa de Direção por Simulador
 
Lições sobre Mobilidade Urbana – O que é TOD?
Lições sobre Mobilidade Urbana – O que é TOD?Lições sobre Mobilidade Urbana – O que é TOD?
Lições sobre Mobilidade Urbana – O que é TOD?
 
Lições sobre Mobilidade Urbana – O que é Mobilidade Urbana Sustentável?
Lições sobre Mobilidade Urbana – O que é Mobilidade Urbana Sustentável?Lições sobre Mobilidade Urbana – O que é Mobilidade Urbana Sustentável?
Lições sobre Mobilidade Urbana – O que é Mobilidade Urbana Sustentável?
 
Tecnologia Aplicada à Mobilidade Urbana - M2M Solutions
Tecnologia Aplicada à Mobilidade Urbana - M2M SolutionsTecnologia Aplicada à Mobilidade Urbana - M2M Solutions
Tecnologia Aplicada à Mobilidade Urbana - M2M Solutions
 
Planejamento urbano e as referências para o futuro da mobilidade sustentável
Planejamento urbano e as referências para o futuro da mobilidade sustentávelPlanejamento urbano e as referências para o futuro da mobilidade sustentável
Planejamento urbano e as referências para o futuro da mobilidade sustentável
 
Planejamento, execução e avalição da ação educacional
Planejamento, execução e avalição da ação educacional Planejamento, execução e avalição da ação educacional
Planejamento, execução e avalição da ação educacional
 
Soluções e tendências tecnológicas para a eficiência dos negócios em Mobilida...
Soluções e tendências tecnológicas para a eficiência dos negócios em Mobilida...Soluções e tendências tecnológicas para a eficiência dos negócios em Mobilida...
Soluções e tendências tecnológicas para a eficiência dos negócios em Mobilida...
 
Ferramentas para a Gestão de Empresas Transportadoras de Passageiros - BGM Ro...
Ferramentas para a Gestão de Empresas Transportadoras de Passageiros - BGM Ro...Ferramentas para a Gestão de Empresas Transportadoras de Passageiros - BGM Ro...
Ferramentas para a Gestão de Empresas Transportadoras de Passageiros - BGM Ro...
 
Visão Tecnológica RioCardTI
Visão Tecnológica RioCardTI Visão Tecnológica RioCardTI
Visão Tecnológica RioCardTI
 
Soluções Tecnológicas para Usuários do Transporte Público - Prodata
Soluções Tecnológicas para Usuários do Transporte Público - ProdataSoluções Tecnológicas para Usuários do Transporte Público - Prodata
Soluções Tecnológicas para Usuários do Transporte Público - Prodata
 
Tendências do Sistemas de Bilhetagens Eletrônica e Controles Antifraude - Emp...
Tendências do Sistemas de Bilhetagens Eletrônica e Controles Antifraude - Emp...Tendências do Sistemas de Bilhetagens Eletrônica e Controles Antifraude - Emp...
Tendências do Sistemas de Bilhetagens Eletrônica e Controles Antifraude - Emp...
 
Apresentação Unindo Experiências Multiplicando Resultados - Safe Conecta
Apresentação Unindo Experiências Multiplicando Resultados - Safe ConectaApresentação Unindo Experiências Multiplicando Resultados - Safe Conecta
Apresentação Unindo Experiências Multiplicando Resultados - Safe Conecta
 
Implantando um Centro de Serviços Compartilhados (CSC): do conceito à geração...
Implantando um Centro de Serviços Compartilhados (CSC): do conceito à geração...Implantando um Centro de Serviços Compartilhados (CSC): do conceito à geração...
Implantando um Centro de Serviços Compartilhados (CSC): do conceito à geração...
 
Estratégias para não perder a direção em tempos de crise
Estratégias para não perder a direção em tempos de criseEstratégias para não perder a direção em tempos de crise
Estratégias para não perder a direção em tempos de crise
 
Apresentação Palestra Jovem Aprendiz
Apresentação Palestra Jovem AprendizApresentação Palestra Jovem Aprendiz
Apresentação Palestra Jovem Aprendiz
 

Último

clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
LuanaAlves940822
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 

Último (20)

Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdfDiálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasSlide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 

Ciclo de Palestras UCT Imposto de Renda 2017

  • 1.
  • 2. Ciclo de Palestras UCT apresenta Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017 Palestrante: Edson Mothé 04/04/2017
  • 3. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017 Toda e qualquer declaração é um instrumento de aferição da renda de uma entidade, seja ela jurídica ou física. Na presente palestra, estaremos focando a apuração de renda das pessoas físicas. Antes de entrarmos em itens específicos, vale a pena abordarmos os pontos críticos na preparação da DIRPF.
  • 4. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017 A priori, a DIRPF nada mais é que um balanço individual das pessoas físicas. Desta forma, devemos atentar para: ✓ Balanceamento entre origens e aplicações de recursos; Atenção com a variação patrimonial a descoberto! ✓A possibilidade de adoção do regime de caixa para a apuração da renda.
  • 5. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017 Há critérios da RFB para identificar as situações mais críticas do ponto de vista dos sistemas. Caso haja um desvio padrão qualquer, este será analisado de forma mais detalhada. Há um grande número de declarações que estão em malha, em virtude de divergências entre as declarações das pessoas jurídicas (DIRFs) e as declarações apresentadas pelas pessoas físicas. Daí o surgimento de um programa denominado DIRF x DARF
  • 6. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017 Trataremos apenas das questões mais relevantes referentes à preparação da declaração de Imposto de Renda das Pessoas Físicas (IRPF), do ano-calendário de 2017, conforme passamos a discutir adiante.
  • 7. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017 Obrigatoriedade de apresentação Pessoa Física residente no Brasil, que, em 2016: ➢recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste anual na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70, tais como: rendimentos do trabalho assalariado; não assalariado; proventos de aposentadoria, pensões, aluguéis, atividade rural; ➢recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00;
  • 8. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017 ➢relativamente à atividade rural: obteve receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50; ou pretenda compensar, no ano-calendário de 2016 ou posteriores, prejuízos de anos- calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2016;
  • 9. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017 ➢ realizou em qualquer mês do ano-calendário: alienação de bens ou direitos em que foi apurado ganho de capital, sujeito à incidência do imposto (preencha o item Demonstrativo de Ganhos de Capital e/ou Demonstrativo de Ganhos de Capital em Moeda Estrangeira); ou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas (preencha o item Demonstrativo de Apuração de Ganhos – Renda Variável – Operações Comuns e Day-Trade);
  • 10. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017 ➢teve a posse ou a propriedade bens ou direitos, em 31/12/2016, inclusive terra nua, cujo valor total foi superior a R$ 300.000,00 (conforme instruções de preenchimento da ficha Bens e Direitos);
  • 11. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017 ➢ Passou à condição de residente no Brasil e encontrava-se nessa condição em 31/12/2016; ➢ Optou pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o Ganho de Capital, auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no País, no prazo de 180 dias contados da celebração do contrato de venda, nos termos do art. 39 da Lei nº 11.196, de 21 de novembro de 2005.
  • 12. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017 Obrigatoriedade de CPF para dependentes Redução para 12 anos: ➢Obrigatoriedade de informar o CPF de dependentes/alimentandos com 12 anos ou mais, completados até a data de 31/12/2016, conforme IN RFB nº 1.688, de 31/01/2017.
  • 13. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017 Principais Limites ➢Rendimentos Isentos e Não Tributáveis > 65 anos – Janeiro a dezembro R$ 1.903,98 – Anual (incluindo 13º Salário) R$ 24.751,74 (13 x 1.903,98); ➢Desconto Simplificado – R$ 16.754,34; ➢Despesas com instrução - R$ 3.561,50; ➢Dedução com Dependentes - R$ 2.275,08; ➢Limite de Dedução da Contribuição Patronal paga em 2016, na condição de empregador doméstico: R$ 1.093,77.
  • 14. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017 PONTOS RELEVANTES
  • 15. Retificação da declaração O contribuinte pode retificar sua declaração se não estiver sob ação fiscal. Se apresentada após o prazo final (28/04/2017), a Declaração de Ajuste Anual (DAA) retificadora deve ser apresentada observando-se a mesma natureza da declaração original, não se admitindo troca de opção por outra forma de tributação. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 16. Dependentes: ➢nº 1.688, de 31 de janeiro de 2017: é obrigatória a inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) das pessoas físicas, com 12 (doze) anos ou mais, que constem como dependente em Declaração de Ajuste Anual. (Instrução Normativa RFB nº 1.548, de 13 de fevereiro de 2015, art. 3º, inciso III, com a redação dada pela Instrução Normativa RFB); Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 17. ➢O contribuinte casado apresenta declaração em separado ou, opcionalmente, em conjunto com o cônjuge. Declaração em Separado: ➢cada cônjuge deve incluir na sua declaração o total dos rendimentos próprios e 50% dos rendimentos produzidos pelos bens comuns, compensando 50% do imposto pago ou retido sobre esses rendimentos, independentemente de qual dos cônjuges tenha sofrido a retenção ou efetuado o recolhimento; Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 18. ➢ um dos cônjuges inclui na sua declaração seus rendimentos próprios e o total dos rendimentos produzidos pelos bens comuns, compensando o valor do imposto pago ou retido na fonte, independentemente de qual dos cônjuges tenha sofrido a retenção ou efetuado o recolhimento. Os dependentes comuns não podem constar simultaneamente nas declarações de ambos os cônjuges. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 19. Bens adquiridos em condomínio antes do casamento ➢Neste caso, os bens adquiridos, antes do casamento, mantêm a forma de tributação estabelecida para bens adquiridos em condomínio, ou seja, cada cônjuge deve incluir, em sua declaração, 50% dos rendimentos produzidos pelos bens em condomínio, salvo estipulação contrária em contrato escrito, quando deve ser adotado o percentual nele previsto. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 20. Atenção: ➢Os demais rendimentos de cada cônjuge (rendimentos próprios e rendimentos produzidos por bens comuns) seguem as regras para contribuinte casado. Na união estável, salvo contrato escrito entre os companheiros, aplica-se às relações patrimoniais, no que couber, o regime da comunhão parcial de bens (Lei n° 10.406, de 10 de janeiro de 2002, Código Civil, art. 1.725). Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 21. Contribuinte divorciado ou separado judicialmente ou por escritura pública: ➢apresenta declaração na condição de solteiro, caso não estivesse casado ou vivendo em união estável em 31/12/2016, podendo incluir dependente (nesse caso, devem ser somados os rendimentos recebidos pelo dependente) do qual detenha a guarda judicial, ou deduzir pensão alimentícia paga em face das normas do direito de família, quando em cumprimento de decisão judicial. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 22. ➢ Em relação ao item anterior, inclusive os alimentos provisionais, de acordo homologado judicialmente ou de escritura pública, a que se refere o art. 1.124-A da Lei nº 5.869, de 11 de janeiro de 1973 - Código de Processo Civil, incluído pela Lei nº 11.441, de 4 de janeiro de 2007, art. 3º. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 23. Atenção! Para efeitos da aplicação da referida dedução, observe-se que: 1) as importâncias pagas relativas ao suprimento de alimentos, em face do Direito de Família, serão aquelas em dinheiro e somente a título de prestação de alimentos provisionais ou a título de pensão alimentícia; 2) tratando-se de sociedade conjugal, a dedução somente se aplica, quando o provimento de alimentos for decorrente da dissolução daquela sociedade; 3) o beneficiário da pensão não necessita se enquadrar nas condições descritas na pergunta 323, que trata de dedução de dependentes; 4) não alcança o provimento de alimentos decorrente de sentença arbitral, de que trata a Lei nº 9.307, de 23 de setembro de 1996 (Solução de Consulta Interna Cosit nº 3, de 8 de fevereiro de 2012). Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 24. Cônjuge ou filho tratado como dependente ➢Somente é considerada declaração em conjunto aquela em que, estejam sendo oferecidos à tributação, rendimentos sujeitos ao ajuste anual do cônjuge ou filho, desde que este se enquadre como dependente, nos termos da legislação do Imposto sobre a Renda. A declaração em conjunto supre a obrigatoriedade da apresentação da declaração a que porventura estiver sujeito o cônjuge ou filho dependente para fins do Imposto sobre a Renda. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 25. Atenção! ➢O cônjuge ou filho, que se enquadrar em qualquer das hipóteses de obrigatoriedade de entrega de declaração e não estiver declarando em conjunto, fica dispensado de apresentá-la, caso conste como dependente na declaração apresentada por outro cônjuge ou pelos pais, na qual sejam informados seus rendimentos, bens e direitos. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 26. ➢ A pessoa física que se enquadrar apenas na hipótese de obrigatoriedade relativa à posse ou à propriedade de bens e direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00 (trezentos mil reais), em 31 de dezembro, e que, na constância da sociedade conjugal ou da união estável, tenha os bens comuns declarados pelo outro cônjuge ou companheiro, fica dispensada da apresentação da declaração, desde que o valor total dos seus bens privativos não exceda esse limite (Instrução Normativa RFB nº 1.690 de 20 de fevereiro de 2017, art. 2º, § 1º, I). Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 27. Pessoa falecida – É devido imposto sobre a renda de contribuinte que faleceu após a entrega da declaração do exercício? ➢Se houver bens a inventariar, o imposto deve ser pago pelo espólio. Inexistindo bens a inventariar, o cônjuge/companheiro sobrevivente ou os dependentes não respondem pelos tributos devidos pela pessoa falecida, devendo ser solicitado o cancelamento da inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) da pessoa falecida, nas unidades locais da Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB). Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 28. Falecimento – Bens a Inventariar - Qual é o procedimento a ser adotado no caso de falecimento, no ano-calendário de 2016, de contribuinte que deixou bens a inventariar ? ➢Embora a Lei Civil disponha que “Aberta a sucessão, a herança transmite-se, desde logo, aos herdeiros legítimos e testamentários” é indispensável o processamento do inventário, com a emissão do formal de partilha ou carta de adjudicação e a transcrição desse instrumento no registro competente, a fim de que o meeiro, herdeiros e legatários possam usar, gozar e dispor, de forma plena e legal, dos bens e direitos transmitidos causa mortis. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 29. ➢ Para a legislação tributária, a pessoa física do contribuinte não se extingue imediatamente após sua morte, prolongando-se por meio do seu espólio (art. 11 do Decreto nº 3.000, de 26 de março de 1999 – Regulamento do Imposto sobre a Renda – RIR/1999). O espólio é considerado uma universalidade de bens e direitos, responsável pelas obrigações tributárias da pessoa falecida, sendo contribuinte distinto do meeiro, herdeiros e legatários. Para os efeitos fiscais, somente com a decisão judicial ou por escritura pública de inventário e partilha, extingue-se a responsabilidade da pessoa falecida, dissolvendo-se, então, a universalidade de bens e direitos. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 30. ➢ Com relação à obrigatoriedade de apresentação das declarações de espólio, aplicam-se as mesmas normas previstas para os contribuintes pessoas físicas. Assim, caso haja obrigatoriedade de apresentação, a declaração de rendimentos, a partir do exercício correspondente ao ano-calendário do falecimento e até a data da decisão judicial da partilha ou da adjudicação dos bens, é apresentada em nome do espólio, classificando-se em inicial, intermediária e final. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 31. Bens comuns – Rendimentos Como o espólio declara os rendimentos referentes aos bens comuns? ➢Na declaração de espólio, devem ser incluídos os rendimentos próprios, 50% dos produzidos pelos bens comuns recebidos no ano- calendário, os bens e direitos que constem do inventário e as obrigações do espólio. Opcionalmente, os rendimentos produzidos pelos bens comuns podem ser tributados, em sua totalidade, em nome do espólio, o qual pode compensar o total do imposto pago ou retido na fonte sobre esses rendimentos. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 32. Caso haja a alienação de algum bem ou direito no curso do inventário, o espólio deverá apurar o ganho de capital. Atenção! Responsabilidade dos Sucessores e do Inventariante - são pessoalmente responsáveis: I - o espólio, pelos tributos devidos pelo de cujus até a data da abertura da sucessão; II - o sucessor a qualquer título e o cônjuge meeiro, pelos tributos devidos pelo de cujus até a data da partilha ou adjudicação, limitada essa responsabilidade ao montante do quinhão, do legado, da herança, ou da meação; III - o inventariante, pelo cumprimento da obrigação tributária do espólio resultante dos atos praticados com excesso de poderes ou infração de lei. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 33. Obrigação tributária dos herdeiros — Incidem acréscimos legais quando a responsabilidade pela obrigação tributária do espólio for transferida aos herdeiros? ➢Incidem acréscimos legais sobre o valor do imposto devido pelo espólio, limitada essa responsabilidade ao montante do quinhão, legado ou da meação. (Lei nº 5.172, de 25 de outubro de 1966 - Código Tributário Nacional (CTN), art. 131, inciso II; Decreto-Lei nº 5.844, de 1943, art. 50, Decreto nº 3.000, de 26 de março de 1999 – Regulamento do Imposto sobre a Renda – RIR/1999, art. 23). Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 34. Declaração Final de Espólio - deve ser apresentada até o último dia útil do mês de abril do ano-calendário subsequente ao: I - da decisão judicial da partilha, sobrepartilha ou adjudicação dos bens inventariados, que tenha transitado em julgado até o último dia do mês de fevereiro do ano-calendário subsequente ao da decisão judicial; II - da lavratura da escritura pública de inventário e partilha; III - do trânsito em julgado, quando este ocorrer a partir de 1º de março do ano-calendário subsequente ao da decisão judicial da partilha, sobrepartilha ou adjudicação dos bens inventariados. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 35. A participação nos lucros ➢A participação dos trabalhadores nos lucros ou resultados da empresa é tributada pelo imposto sobre a renda exclusivamente na fonte, em separado dos demais rendimentos recebidos, no ano do recebimento ou crédito, com base nas tabelas progressivas anuais abaixo indicadas e não integrará a base de cálculo do imposto devido pelo beneficiário na Declaração de Ajuste Anual. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 36. ➢ Na determinação da base de cálculo da referida participação, poderão ser deduzidas as importâncias pagas em dinheiro, a título de pensão alimentícia, em face das normas do Direito de Família, quando em cumprimento de decisão judicial, de acordo homologado judicialmente ou de separação ou divórcio consensual realizado por escritura pública, desde que correspondentes a esse rendimento, não podendo ser utilizada a mesma parcela para a determinação da base de cálculo dos demais rendimentos. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 37. O Simples Nacional ➢São considerados isentos do imposto sobre a renda, na fonte e na declaração de ajuste do beneficiário, os valores efetivamente pagos ou distribuídos ao titular ou sócio da microempresa ou empresa de pequeno porte optante pelo Simples Nacional, salvo os que corresponderem a pro labore, aluguéis ou serviços prestados. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 38. ➢ A isenção fica limitada ao valor resultante da aplicação dos percentuais de presunção, de que trata o art. 15 da Lei nº 9.249, de 26 de dezembro de 1995, do Imposto sobre a Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ) sobre a receita bruta mensal, no caso de antecipação de fonte, ou da receita bruta total anual, tratando-se de declaração de ajuste, subtraído do valor devido na forma do Simples Nacional no período, relativo ao IRPJ. O limite não se aplica na hipótese de a microempresa ou empresa de pequeno porte manter escrituração contábil e evidenciar lucro superior àquele limite (Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006). Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 39. Benefícios Indiretos - computados, para fins de apuração do imposto sobre a renda na fonte, todos os pagamentos efetuados em caráter de remuneração, inclusive as despesas de representação e os benefícios e vantagens concedidos pela empresa a título de salários indiretos, tais como despesas de supermercado e cartões de crédito, pagamento de anuidades escolares, clubes, associações, etc. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 40. ➢ Integram ainda a remuneração desses beneficiários, como salário indireto, as despesas pagas ou incorridas com o aluguel de imóveis e com os veículos utilizados para o seu transporte, quando de uso particular, computando-se, também, a manutenção, conservação, consumo de combustíveis, encargos de depreciação e respectiva correção monetária, valor do aluguel ou do arrendamento dos veículos. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 41. Usufruto de aluguéis, como tributar esses rendimentos? ➢Se o usufruto constar de escritura pública averbada no registro de imóveis, o pai, ao relacionar o imóvel em sua Declaração de Bens e Direitos, informa a constituição do usufruto em favor do filho. Os rendimentos do aluguel são tributáveis em nome do filho. Se não houver escritura averbada, o pai, ao relacionar o imóvel em sua Declaração de Bens e Direitos, informa que os rendimentos respectivos foram doados ao filho. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 42. ➢Os rendimentos do aluguel estão sujeitos ao recolhimento mensal (carnê-leão), se recebidos de pessoa física ou, na fonte, se pagos por pessoa jurídica e devem ser incluídos, como rendimentos tributáveis, na declaração de ajuste do pai. Para o filho, os rendimentos são não tributáveis, como doação em espécie (Lei nº 6.015, de 31 de dezembro de 1973, arts. 167, inciso I, item 7, e 220, inciso V; Lei nº 7.713, de 22 de dezembro de 1988, art. 3º; Instrução Normativa RFB nº 1.500, de 29 de outubro de 2014, art. 3º). Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 43. Deduções permitidas ➢Quais as deduções permitidas na legislação para determinação da base de cálculo do imposto sobre a renda? 1 - Na determinação da base de cálculo sujeita à incidência mensal do imposto, podem ser deduzidos do rendimento tributável: Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 44. a) no caso de retenção na fonte: ➢importâncias pagas em dinheiro a título de pensão alimentícia em face das normas do Direito de Família, quando em cumprimento de decisão judicial, inclusive a prestação de alimentos provisionais, de acordo homologado judicialmente, ou por escritura pública a que se refere o art. 1.124-A da Lei nº 5.869, de 11 de janeiro de 1973 - Código de Processo Civil. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 45. Contribuição à Previdência Oficial A contribuição à previdência oficial, descontada de rendimentos isentos do próprio contribuinte ou por este recolhida na condição de contribuinte individual (autônomo), é dedutível na Declaração de Ajuste Anual? Sim, desde que o contribuinte tenha rendimentos tributáveis sujeitos ao ajuste na declaração anual. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 46. Dependentes ➢Podem ser dependentes, para efeito do imposto sobre a renda: 1 - companheiro (a) com quem o contribuinte tenha filho ou viva há mais de 5 anos, ou cônjuge; 2 - filho (a) ou enteado (a), até 21 anos de idade, ou, em qualquer idade, quando incapacitado física ou mentalmente para o trabalho; 3 - filho (a) ou enteado (a), se ainda estiverem cursando estabelecimento de ensino superior ou escola técnica de segundo grau, até 24 anos de idade; 4 - irmão(ã), neto(a) ou bisneto(a), sem arrimo dos pais, de quem o contribuinte detenha a guarda judicial, até 21 anos, ou em qualquer idade, quando incapacitado física ou mentalmente para o trabalho; Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 47. 5 - irmão (ã), neto (a) ou bisneto (a), sem arrimo dos pais, com idade de 21 anos até 24 anos, se ainda estiver cursando estabelecimento de ensino superior ou escola técnica de segundo grau, desde que o contribuinte tenha detido sua guarda judicial até os 21 anos; 6 - pais, avós e bisavós que, em 2016, tenham recebido rendimentos, tributáveis ou não, até R$ 22.847,76; 7- menor pobre até 21 anos que o contribuinte crie e eduque e de quem detenha a guarda judicial; 8 - pessoa absolutamente incapaz, da qual o contribuinte seja tutor ou curador. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 48. Pensão alimentícia paga a ex-cônjuge: •excepcionalmente, no ano em que se iniciar o pagamento da pensão, o contribuinte pode efetuar a dedução correspondente ao valor total anual, caso os filhos tenham sido considerados seus dependentes nos meses que antecederam o pagamento da pensão naquele ano. •Atenção: na ficha Pagamentos Efetuados, da Declaração de Ajuste Anual, devem ser informados o nome e o número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) de todos os beneficiários da pensão e o valor total pago no ano, ainda que tenha sido descontado pelo seu empregador em nome de apenas um dos beneficiários. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 49. As despesas médicas ou de hospitalização: •dedutíveis restringem-se aos pagamentos efetuados pelo contribuinte para o seu próprio tratamento ou o de seus dependentes relacionados na Declaração de Ajuste Anual, incluindo-se os alimentandos, em razão de decisão judicial ou acordo homologado judicialmente, ou por escritura pública. Consideram-se despesas médicas ou de hospitalização os pagamentos efetuados a médicos de qualquer especialidade, dentistas, psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, hospitais, e as despesas provenientes de exames laboratoriais, serviços radiológicos, aparelhos ortopédicos e próteses ortopédicas e dentárias. No caso de despesas com aparelhos ortopédicos e próteses ortopédicas e dentárias, exige-se a comprovação com receituário médico ou odontológico e nota fiscal em nome do beneficiário. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 50. • Consideram-se também despesas médicas ou de hospitalização: os pagamentos efetuados a empresas domiciliadas no Brasil, destinados à cobertura de despesas com hospitalização, médicas e odontológicas, bem como a entidades que assegurem direito de atendimento ou ressarcimento de despesas da mesma natureza; as despesas de instrução de deficiente físico ou mental, desde que a deficiência seja atestada em laudo médico e o pagamento efetuado a entidades destinadas a deficientes físicos ou mentais. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 51. • As despesas médicas devem ser especificadas e comprovadas mediante documentação hábil e idônea. Na hipótese do comprovante de pagamento do serviço médico prestado ter sido emitido em nome do contribuinte sem a especificação do beneficiário do serviço, pode-se presumir que esse foi o próprio contribuinte, exceto, quando a juízo da autoridade fiscal, forem constatados razoáveis indícios de irregularidades. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 52. ➢ Neto , bisneto , sobrinho - O laço de parentesco, bem como o efetivo pagamento das despesas com a instrução dessas pessoas, não são condições suficientes para permitir sua dedução pelo parente que suporta o encargo. Esta só é permitida quando o beneficiado possa ser enquadrado na condição de dependente do contribuinte. Podem ser dedutíveis as despesas com instrução de irmão, neto ou bisneto, sem arrimo dos pais, até 21 anos, desde que o contribuinte detenha a guarda judicial, ou de qualquer idade, quando incapacitado física ou mentalmente para o trabalho. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 53. • No caso de irmão, neto ou bisneto sem arrimo dos pais, com idade de 21 a 24 anos, a dedução é possível se o dependente ainda estiver cursando estabelecimento de ensino superior ou escola técnica de 2º grau, desde que o contribuinte tenha detido sua guarda judicial até os 21 anos. No caso de primo ou sobrinho, pode ser feita a dedução somente quando esse se enquadrar como menor pobre e desde que o contribuinte o crie e eduque, até que complete 21 anos e detenha sua guarda judicial. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017
  • 54. Ressarcimento de despesas médicas - Empregados que tenham despesas médicas pagas pelos empregadores e sofrem desconto parcelado dessas despesas em seus salários podem deduzir os valores descontados? •Os desembolsos relativos a despesa médica ou dentária ocorridos no ano podem ser deduzidos pelo contribuinte que suporta o encargo, desde que os descontos venham devidamente discriminados no documento da fonte pagadora. Imposto de Renda das Pessoas Físicas 2017