Embolia pulmonar
INTRODUÇÃOEmbolia pulmonar ou tromboembolismo pulmonar (TEP) é aobstrução da artéria pulmonar, ou de um de seus ramos, por...
CAUSAS• Existem algumas situações que facilitam o aparecimento detromboses venosas, que causam as embolias pulmonares:Frat...
CAUSAS• Existem outros tipos de embolia, de causas diferentes: Embolia gasosa, nos mergulhadores, por descompressão súbit...
• São sintomas presentes nos casos de embolia pulmonar:Ansiedade;Batimentos rápidosdo coração;Falta de ar; Dor torácica;Fe...
DIAGNÓSTICO•A história clínica do paciente, seu exame físico e sua situaçãoparticular podem levar o médico a suspeitar qua...
TRATAMENTO• Procurar um médico aos primeiros sinais da doença é fundamentalpara a indicação do melhor tratamento para cada...
TRATAMENTO• O tratamento busca diminuir as consequências com medidas paramelhorar a eficiência circulatória, diminuindo a ...
PREVENÇÃOMedicação anticoagulante em doses preventivas pode serutilizada para aqueles pacientes que ficarão acamados por l...
Consulte sempre o seu médico.Fontes:www.manualmerck.net/?id=60www.scielo.br/scielo.php?pid=S0066...script=sci...www.fmrp.u...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação embolia pulmonar

652 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
652
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação embolia pulmonar

  1. 1. Embolia pulmonar
  2. 2. INTRODUÇÃOEmbolia pulmonar ou tromboembolismo pulmonar (TEP) é aobstrução da artéria pulmonar, ou de um de seus ramos, porum trombo venoso (sangue coagulado de uma veia) que sedesloca de seu local de formação e viaja, ou emboliza, para asartérias de um dos pulmões.
  3. 3. CAUSAS• Existem algumas situações que facilitam o aparecimento detromboses venosas, que causam as embolias pulmonares:Fraturas ósseas com imobilização prolongada do paciente;Pacientes com câncer;Cirurgias;Uso de anticoncepcionais com estrógenos;Varizes;Tabagismo;Obesidade.• Assim, a embolia pulmonar causada por trombos nas veias não éa única forma de embolia, mas é a mais frequente.
  4. 4. CAUSAS• Existem outros tipos de embolia, de causas diferentes: Embolia gasosa, nos mergulhadores, por descompressão súbita; Embolia gordurosa, por fragmentos de tecido adiposo na circulaçãoou após fraturas ósseas; Embolia amniótica, que ocorre após o parto por passagem de partedo líquido amniótico para a circulação da mãe.
  5. 5. • São sintomas presentes nos casos de embolia pulmonar:Ansiedade;Batimentos rápidosdo coração;Falta de ar; Dor torácica;Febre baixa(< 38º C).Tosse seca oucom sangue;SINTOMAS
  6. 6. DIAGNÓSTICO•A história clínica do paciente, seu exame físico e sua situaçãoparticular podem levar o médico a suspeitar quanto ao diagnósticode embolia pulmonar. O diagnóstico é baseado nestes achadosclínicos, em combinação com exames laboratoriais e de imagem.• Enquanto o padrão é o achado de um coágulo na angiografiapulmonar, a angiografia pulmonar por tomografia computadorizada éa modalidade de estudo de imagem mais utilizada. Diversos outrosmétodos podem ser empregados para o diagnóstico.
  7. 7. TRATAMENTO• Procurar um médico aos primeiros sinais da doença é fundamentalpara a indicação do melhor tratamento para cada caso;• Somente o especialista poderá orientar o paciente em relação aosprocedimentos adequados e ao uso de remédios;
  8. 8. TRATAMENTO• O tratamento busca diminuir as consequências com medidas paramelhorar a eficiência circulatória, diminuindo a sobrecargacardíaca, e a eficiência pulmonar com o aumento da oxigenação dosangue. Ele é realizado com medicação anticoagulante, entre elasheparina e warfarina.• Casos graves podem excepcionalmente necessitar de intervençãocirúrgica por meio de trombectomia pulmonar.• Para a melhora dos sintomas poderá ser necessário oxigênio, assimcomo medicação para dor.
  9. 9. PREVENÇÃOMedicação anticoagulante em doses preventivas pode serutilizada para aqueles pacientes que ficarão acamados por longoperíodo ou que apresentem múltiplos fatores de risco.
  10. 10. Consulte sempre o seu médico.Fontes:www.manualmerck.net/?id=60www.scielo.br/scielo.php?pid=S0066...script=sci...www.fmrp.usp.br/revista/1998/.../tromboembolismo_pulmonar.pdfEditora médica: Dra. Anna Gabriela Fuks (615039-RJ)Jornalista responsável: Roberto Maggessi (31.250 RJ)

×