Neurociência contexto pedagógico

1.144 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.144
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
92
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Neurociência contexto pedagógico

  1. 1. NEUROCIÊNCIA APLICAÇÃO NO CONTEXTO PEDAGÓGICO Neuropsicóloga GISELE CALIA
  2. 2. NEUROCIÊNCIA • NEUROLOGIA: saúde • NEUROBIOLOGIA: química • NEUROFISIOLOGIA: fisiologia • NEUROPSICOLOGIA: comportamento • NEUROMARKETING: marketing • NEURODUCAÇÃO: aprendizagem Neuropsicóloga GISELE CALIA
  3. 3. OBJETIVOS I. princípios e pressupostos das funções cognitivas e funcionamento do cérebro II. na dinâmica de aprendizagem III. para aprimorar as intervenções IV. em ambientes escolaresNeuropsicóloga GISELE CALIA
  4. 4. I. O CÉREBRO Neuropsicóloga GISELE CALIA
  5. 5. Neuropsicóloga GISELE CALIA
  6. 6. Encéfalo > Cérebro • Centro para registro das sensações, do intelecto, das emoções, comportamento e memória • Regiões diferentes Diferentes funções • Trabalham em conjunto Neuropsicóloga GISELE CALIA
  7. 7. ENCÉFALO 1. Tronco encefálico: contínuo com a medula espinhal (bulbo, ponte, mesencéfalo) 2. Cerebelo: posteriormente ao tronco encefálico 3. Diencéfalo: superiormente ao tronco encefálico (tálamo e hipotálamo) 4. Cérebro: apoiado no diencéfalo e
  8. 8. CÉREBRO: CARACTERÍSTICAS GERAIS • Trata-se de uma massa nervosa que se encontra protegida por uma estrutura óssea - a caixa craniana. Pesa cerca de 1,3 kg • 2 hemisférios: direito e esquerdo • Subdividido em LOBOS CEREBRAIS, em que cada um apresenta FUNÇÕES fundamentais diferenciadas Neuropsicóloga GISELE CALIA
  9. 9. O hemisfério dominante em 98% dos humanos é o hemisfério esquerdo, responsável pelo PENSAMENTO LÓGICO e COMPETÊNCIA COMUNICATIVA. Enquanto o hemisfério direito, é responsável pelo PENSAMENTO SIMBÓLICO e CRIATIVIDADE D I R E I T O E S Q U E R D O Neuropsicóloga GISELE CALIA
  10. 10. CÉLULAS NERVOSAS: NEURÔNIOS Morfologia simples 100 bilhões (SN) 1000 tipos diferentes Arquitetura básica comum Neuropsicóloga GISELE CALIA
  11. 11. Células Nervosas - Tipos • NEURÔNIOS fazem sinapses • CÉLULAS DA GLIA sustentam, nutrem e protegem os neurônios Neuropsicóloga GISELE CALIA
  12. 12. SINAPSE AXÔNIO DENDRITOS CORPO CELULAR VESÍCULA SINÁPTICA NEUROTRANSMISSOR ES Neuropsicóloga GISELE CALIA
  13. 13. SINAPSE LIBERAÇÃO DE NEUROTRANSMISSORES – não há contato físico entre os neurônios Neuropsicóloga GISELE CALIA
  14. 14. especialização das células circuitos neurais desenvolvidos Complexidade do comportamento Neuropsicóloga GISELE CALIA
  15. 15. CÓRTEX • camada que ocupa toda a toda a superfície externa externa do cérebro (cerca de 90%) • rico em neurônios; • processamento neuronal sofisticado e diferenciado • atribuir significados às às situações e
  16. 16. ÁREAS DO CÓRTEX (Mapa de Brodmann) • Estruturas citoarquitetonicas e organização das células do córtex • Cada área tem mais de uma função • Múltiplas áreas são usadas em cada atividade • Um lado frequentemente tem prevalência sobre o outro Áreas 3, 1 e 2 - córtex somatossensorial primário: processa tatos, dor e propriocepção Área 9 - córtex dorsolateral pré-frontal: associado com lógica e cálculos; Neuropsicóloga GISELE CALIA
  17. 17. LOBOS Neuropsicóloga GISELE CALIA
  18. 18. Lobo Frontal Área motora e Córtex Pré  controle dos movimentos voluntários  articulação da fala  pensamento e planejamentoNeuropsicóloga GISELE CALIA
  19. 19. REPRESENTAÇÃO CORTICAL MOTORA Neuropsicóloga GISELE CALIA
  20. 20. Córtex pré-frontal planejamento de comportamentos, estratégia pensamentos complexos, pensamento abstrato expressão da personalidade, respostas afetivas e capacidade para ligações emocionais tomadas de decisões e modulação de comportamento social A atividade básica dessa região é resultado de pensamentos e ações de acordo com metas internas Neuropsicóloga GISELE CALIA
  21. 21. LOBOS OCCIPITAIS • RECEBEM E PROCESSAM INFORMAÇÃO VISUAL. • INTERPRETAÇÃO DO MUNDO VISUAL • TRANSPORTE DA EXPERIÊNCIA VISUAL PARA A FALA Neuropsicóloga GISELE CALIA LESÕES:  CEGUEIRA CORTICAL – incapacidade de VER  AGNOSIA VISUAL – incapacidade de RECONHECER E IDENTIFICAR o que se vê  CEGUEIRA VERBAL – incapacidade de LER por NÃO RECONHECER AS LETRAS
  22. 22. Neuropsicóloga GISELE CALIA LOBOS TEMPORAIS • Essenciais no processamento de estímulos sensoriais recebidos de olhos e ouvidos. • Auxiliam na coordenação do discurso e na orientação espacial • Contém as estruturas do cérebro responsáveis pela memória de longo prazo.
  23. 23. Neuropsicóloga GISELE CALIA LOBOS TEMPORAIS - funções Processamento auditivo frequência e localização de sons. Discurso lado esquerdo; área de Wernicke: controla o processamento mental necessário para a compreensão do discurso e a memória verbal. Processamento visual especialmente os mais avançados tipos de memória visual; contém as redes neurais necessárias para um indivíduo perceber e lembrar-se de objetos, faces, detalhes e cenário.
  24. 24. Neuropsicóloga GISELE CALIA LOBOS TEMPORAIS – funções (cont.) Memória O hipocampo está localizado no lobo temporal; Essa estrutura é uma das partes mais cruciais do córtex pois está envolvida na retenção da memória de longo prazo. Estas memórias podem ser desde fatos aprendidos por hábito, a memórias de eventos que ocorreram no passado. Orientação espacial Grande papel na capacidade de um indivíduo para orientar-se espacialmente e se lembrar de um lugar que já tenha estado antes. As pessoas com um hipocampo danificado, muitas vezes se perdem porque seus cérebros são incapazes de processar, espacialmente, onde estão e onde estão indo.
  25. 25. Neuropsicóloga GISELE CALIA LOBOS PARIETAISRecebem informações sobre as sensações corporais 2 subdivisões: anterior e posterior
  26. 26. Neuropsicóloga GISELE CALIA LOBO PARIETAL: anterior Zona anterior = córtex somatossensorial Recepção de sensações (estímulos que têm origem no ambiente, como por exemplo o tato e o calor) Ex: Os lábios, a língua e a garganta recebem um grande número de estímulos, precisando, por isso, de uma maior área.
  27. 27. Neuropsicóloga GISELE CALIA Analisa, interpreta e integra as informações recebidas pela área anterior (ou primária), permitindo-nos a localização do nosso corpo no espaço, o reconhecimento dos objetos através do tato, etc. Lesões parietais: • agnosia somatossensorial: ausência de reconhecimento de partes do próprio corpo • anestesia cortical: perda sensorial em áreas corporais LOBO PARIETAL: posterior
  28. 28. Neuropsicóloga GISELE CALIA
  29. 29.  Gânglios basais, tálamo, hipotálamo: base do cérebro - coordenação de movimentos, movimentos, organização da transmissão e transmissão e recepção das informações informações sensoriais e atividades automáticas do corpo, respectivamente. ESTRUTURAS SUBCORTICAIS Neuropsicóloga GISELE CALIA
  30. 30. Hipotálamo – Regulação de necessidades biológicas básicas e interação com o sistema nervoso autónomo e o endócrino Amígdala – Parte do sistema límbico que controla reações emocionais como o medo Hipocampo – Parte do sistema límbico responsável pela formação de memórias Sistema reticular ativante – Responsável pela filtragem da informação sensorial e pelo estado de alerta do Cerebelo – estrutura que coordena atos motores que exigem precisão e que asseguram o equilíbrio do corpo Tálamo – Estrutura que grava quase toda a informação sensorial encaminhando-a para zonas especificas do córtex. 6
  31. 31. DIFERENTES FUNÇÕES TRONCO – deglutição CEREBELO – movimentos GÂNGLIOS – coordenação TÁLAMO – informações HIPOTÁLAMO - automáticos HIPOCAMPO – memória AMÍGDALA – “perigo” CORPO CALOSO – “ligação” Neuropsicóloga GISELE CALIA
  32. 32. NEUROPSICOLOGIA Ampara-se na avaliação de manifestações comportamentais para a investigação do funcionamento cerebral. ATIVIDADE DO SNC (cérebro) COGNIÇÃO (ato de conhecer) – funções cognitivas COMPORTAMENTOS (sentido amplo)
  33. 33. FUNÇÕES COGNITIVAS •Sistemas funcionais complexos formados por redes de conexões neuronais Neuropsicóloga GISELE CALIA
  34. 34. Ex: Memória Neuropsicóloga GISELE CALIA •Ação conjunta de diversas regiões do cérebro.
  35. 35. •EFICIÊNCIA INTELECTUAL GERAL (QI) •ATENÇÃO •FUNÇÕES EXECUTIVAS •LINGUAGEM (verbal, escrita, cálculo...) •MEMÓRIA (verbal e visual) •FUNÇÕES MOTORAS •VISUOESPACIAIS e VISUOCONSTRUTIVAS •VELOCIDADE DE PROCESSAMENTO •PRAXIASNeuropsicóloga GISELE CALIA FUNÇÕES COGNITVAS
  36. 36. EFICIÊNCIA INTELECTUAL GERAL  INTELIGÊNCIA, RACIOCÍNIO, ABSTRAÇÃO, CONCEITUAÇÃO  Conhecimentos gerais;  analogias; síntese;  compreensão de padrões sociais;  raciocínio matemático;  amplitude atencional;  praxia visuo-construtiva; velocidade de processamento informações; pensamento lógico não verbal; pensamento antecipatório. ESCALAS WECHSLER – WAIS; WISC; WMS
  37. 37. ATENÇÃO Um conjunto de mecanismos que:  É PRÉ-REQUISITO para manifestações de outras funções cognitivas  Responsáveis pela:  SELEÇÃO  INIBIÇÃO  ALTERNÂNCIA  SUSTENTAÇÃO de estímulos Filtram parte dos estímulos enquanto mantém outros estímulos afastados (distratores)Neuropsicóloga GISELE CALIA
  38. 38. Neuropsicóloga GISELE CALIA TRAIL MAKING
  39. 39. Neuropsicóloga GISELE CALIA Conjunto de habilidades integradas que permitem ao indivíduo: a. Direcionar comportamentos a b. a eficiência e adequação desses comportamentos, c. Abandonar ineficazes em prol de outras mais eficientes d.
  40. 40. Neuropsicóloga GISELE CALIA • Planejamento, execução, monitoramento de metas FUNÇÕES EXECUTIVAS (FE) • Adaptação, inibição de comportamentos FLEXIBILIDADE MENTAL • Manipulação (operação) mental de informações MEMÓRIA OPERACIONAL
  41. 41. Neuropsicóloga GISELE CALIA Alternância de tarefas Geração de hipóteses Resolução de Problemas Formação de Conceito Raciocínio abstrato Planejamento Organização Estabelecimento de objetivos Fluência Memória operacional Inibição Auto monitoramento Iniciativa Autocontrole Controle Atencional Antecipação Estimativa de tempo Regulação Comportamental Senso Comum / Criatividade Subcomponentes das FE
  42. 42. “MAESTRO” DO CÉREBRO Neuropsicóloga GISELE CALIA
  43. 43. Neuropsicóloga GISELE CALIA LESÕES FRONTAIS
  44. 44. LINGUAGEM Neuropsicologia • “É o resultado de uma atividade nervosa que permite a comunicação interpessoal de estados psíquicos através da materialização de representações multimodais destes Linguistas • “Um sistema arbitrário de símbolos, governado por regras, sendo marcada pelo caráter criativo. É algo maior que uma coleção de sons, pois traz uma função representacional”
  45. 45. LINGUAGEM VERBAL  ESPONTÂNEA: uso da gramática; fluência...  COMPREENSÃO  PARAFASIAS: semânticas ou fonéticas  NEOLOGISMOS  NOMEAÇÃO  REPETIÇÃO PATOLOGIAS  AFASIA: Alteração adquirida da linguagem decorrente de lesão ou distúrbio cerebral que se manifesta através da linguagem oral (expressão e compreensão)  DISLEXIAS: distúrbios da leitura e escrita.
  46. 46. LINGUAGEM ÁREA DE BROCA POLO SINTÁTICO E ARTICULATÓRIO DA LINGUAGEM ÁREA DE WERNICKE POLO SEMÂNTICO E LÉXICO DA LINGUAGEM
  47. 47. LINGUAGEM ÁREA DE BROCA BA44 E CÓRTEX PREFRONTAL ADJACENTE no Hemisfério Dominante • Lesões nesta área pode provocar perda quase completa da capacidade de falar. • Importante na nossa capacidade de falar. Exemplo: “Não… domingo, … quarta-feira… almoço… e… família”.
  48. 48. LINGUAGEM ÁREA DE WERNICKE BA22 (TERÇO POSTERIOR) E ÁREAS ADJACENTES A BA39-40 no Hemisfério Dominante ÁREA QUE COORDENA INTERAÇÕES RECÍPROCAS ENTRE AS REPRESENTAÇÕES SENSORIAIS DAS PALAVRAS E SEU SIGNIFICADO • Lesões nesta área implicam em perturbações na linguagem (surdez verbal). • Importante para compreender o que os outros dizem
  49. 49. MEMÓRIA – Aspectos Gerais Todo conhecimento que pode ser:  CODIFICADO  RETIDO (armazenado)  RECUPERADO (evocado)  Verbal X Visual  Retrógrada X anterógrada  Longo prazo X curto prazo
  50. 50. MEMÓRIA LONGO PRAZO X o IMPLÍCITA  habilidades reflexas, motoras e perceptuais (recordada inconscientemente) – Ex: andar de bicicleta o EXPLÍCITA  conhecimento factual de pessoas, lugares e o que significam (recordada conscientemente)  EPISÓDICA: eventos pessoais  SEMÂNTICA: “cultural” CURTO PRAZO o IMEDIATA o OPERACIONAL ORDEM DIRETA ORDEM INVERSA 1 - 7 6 - 3 5 – 8 - 2 6 – 9 - 4 6 – 4 - 3 - 9 7 – 2 – 8 - 6 4 – 2 – 7 – 3 - 1 7 – 5 – 8 – 3 - 6 6 – 1 - 9 – 4 – 7 – 3 3 – 9 - 2 – 4 – 8 - 7 5 – 9 – 1 – 7 – 4 – 2 - 8 4 – 1 – 7 – 9 – 3 – 8 – 6 3 – 8 – 2 – 9 – 5 – 1 – 7 - 4 5 – 8 – 1 – 9 – 2 – 6 – 4 - 7 2 – 7 – 5 – 8 – 6 – 2 – 5– 8- 4 7 – 1 – 3 – 9 – 4 – 2 – 5– 6- 8
  51. 51. MEMÓRIA OPERACIONAL “Sistema responsável pelo armazenamento de curto prazo e pela manipulação de informações necessárias para funções cognitivas superiores”. (Working Memory, Baddeley, 2002) Registra e reproduz a informação com manipulação
  52. 52. FUNÇÕES MOTORAS
  53. 53. FUNÇÕES MOTORAS  Equilíbrio dinâmico  Marcha  Coordenação motora  Flexibilidade
  54. 54. FUNÇÕES VISUOPERCEPTIVAS ESPACIAIS Processos: Visuais Primários – acuidade visual, discriminação de formas, de cores, movimentos, posição Aperceptivos – estruturas perceptivas visuais coerentes; totalidade dos objetos Associativos – área onde objeto é reconhecido X área da linguagem (significado; semântica)
  55. 55. VISUOCONSTRUÇÃO  Reprodução gráfica  Objetos, faces ou trajetos  Bidimensional ou tridimensional Envolve: 1. Percepção visual 2. Elaboração de representação mental 3. Reprodução: funções motoras, habilidades de coordenação e planejamento
  56. 56. PRAXIAS Sequência harmônica dos movimentos necessários para a execução de atos motores complexos – atividade gestual e uso de objetos APRAXIA – prejuízo na capacidade de executar atividades motoras, mesmo que as capacidades motoras, função sensorial e compreensão intactas => ruptura na conexão do processamento das informações nos centros de programação motora  Ideomotora – comando verbal  Ideatória – desorganização na sequência lógica
  57. 57. VELOCIDADE DE PROCESSAMENTO velocidade com que a mente funciona  Mensurada por tarefas cognitivas elementares (ECT, do inglês elementary cognitive tasks). Tempo despendido para emitir uma resposta específica ↕ Capacidade cognitiva geral (inteligência) (Deary et al., 2010).
  58. 58. Nesta ECT, o avaliando é orientado a pressionar, tão rapidamente puder, o botão correspondente ao estímulo numérico apresentado no visor ("Se aparecer o dígito 2, pressione o botão 2.").
  59. 59. SISTEMA LÍMBICO - FUNÇÕES 1. CANALIZAÇÃO DAS EMOÇÕES E IMPULSOS (RAIVA, SEDE, LIBIDO) PARA EVENTOS EXTRAPESSOAIS E DO CONTEÚDO MENTAL 2. LIGAÇÃO DAS ATIVIDADES MENTAIS COM OS ESTADOS AUTONÔMICOS, HORMONAIS E IMUNOLÓGICOS 3. COORDENAÇÃO DE COMPORTAMENTOS RELACIONADOS A COESÃO SOCIAL 4. PERCEPÇÃO GUSTATIVA, OLFAÇÃO E DOR
  60. 60. OBRIGADA! gisele@neuropsiclinica.com.br

×