Ergonomia Aplicada a Armazenagem

1.503 visualizações

Publicada em

Ergonomia na Operação da Conferência do Recebimento a Expedição.

O foco das empresas esta no faturamento, pois isto é o que as movem. Os recursos humanos e materiais são meios, e não existe resultado sem eles, então nosso foco também tem que estar nas pessoas, máquinas e equipamentos. Neste contexto, temos necessidades de criar boas condições de trabalhos para as pessoas da qual á empresa depende e entre outros aspectos, temos que oferecer boas condições de ergonomia na operação de recebimento e expedição.

Começo pelo princípio que: - quanto melhor as condições ergonômicas mais assertiva será a operação, e como conseqüência redução ou eliminação de erros.

Uma vez, fui solicitado por um cliente para fazer um treinamento, pois o índice de perdas estava muito elevado. Na avaliação da operação foi verificado que com uma única e velha empilhadeira era realizada toda operação de recebimento e expedição. Dado o volume da operação, o empilhadeirista tinha uma jornada de trabalho de 10 horas seguidas e que durante o passar do dia os danos cresciam. No final do turno o operador cansado não mais conseguia tomar os cuidados necessários para a realização das suas atividades. Assim sendo, nenhum treinamento iria resolver o problema causado pelo estresse provocado pelo volume de trabalho durante muitas horas consecutivas.

Para melhoria do controle de estoque de materiais é necessário criar boas condições de trabalho, com pessoal treinado e capacitado. Com isto, sempre haverá um retorno financeiro desejado.

Desta forma, temos as seguintes questões para debate:

1. As condições de trabalho na sua operação são satisfatórias
2. Como você avalia a relação entre as condições de trabalho e assertividade?
3. Você considera de uma forma geral, suficientes as ferramentas da operação de recebimento e expedição existentes hoje no mercado?
4. O que precisaria melhorar nas condições de trabalho das operações de recebimento de uma forma geral?

Para subsidio da análise anexo uma apresentação comparando as dimensões adequadas para pega em um processo de armazenagem, considerando dois operadores com alturas diferentes.

Diante do quadro é possível verificar a particularidade da criação das condições de trabalho. Variando altura dos operadores, características do produto manuseado, embalagem e afins temos que criar diferentes condições de trabalho. Ou seja, o estudo é árduo e permanente.

No aguardo do seu parecer agradeço, fico a disposição para esclarecimentos.

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.503
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
36
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ergonomia Aplicada a Armazenagem

  1. 1. Comparação da Altura das modelos e Altura de pega
  2. 2. Verifique a altura de pega na testada da prateleira
  3. 3. Nesta altura é possível a pega mas sem a identificação do produto
  4. 4. Começo da zona de conforto de paga – Acesso ao fundo da prateleira
  5. 5. A Melhor posição de pega
  6. 6. A Melhor posição de pega – Acesso ao fundo da prateleira
  7. 7. A segunda melhor posição de pega – Facilidade moderada de acesso ao fundo da prateleira
  8. 8. A segunda melhor posição de pega – Facilidade moderada de acesso ao fundo da prateleira
  9. 9. Boa posição de pega na testada – Facilidade moderada de acesso ao fundo da prateleira
  10. 10. Boa posição de pega na testada – Facilidade moderada de acesso ao fundo da prateleira
  11. 11. Boa posição de pega na testada – Facilidade moderada de acesso ao fundo da prateleira
  12. 12. Posição de pega na testada com esforço – Dificuldade de acesso ao fundo da prateleira
  13. 13. Posição de pega na testada com esforço – Dificuldade de acesso ao fundo da prateleira
  14. 14. Região comprometida - Dificuldade de pega para produtos pesados
  15. 15. Região comprometida - Dificuldade de pega para produtos pesados
  16. 16. Região muito ruim - Dificuldade de pega de uma forma geral
  17. 17. O estudo apresentado tem elementos para reflexão sobre soluções prontas (como no desenho acima) de projeto de ergonomia. Considerando a altura do operador, tipo de produtos movimentados, operação realizada o projeto de ergonomia tem características próprias.
  18. 18. O trabalho de levantamento de material feito com equipamento mecânico de ação manual deverá ser executado de forma que o esforço físico realizado pelo trabalhador seja compatível com sua capacidade de força e não comprometa a sua saúde ou a sua segurança.
  19. 19. Fernando Henrique de Almeida Sobral Consultor de Logística Fone: (0xx11) 3862 5670 Móvel: (0xx11) 9 9978 7529 Email: interlogis@interlogis.com.br

×