Como projetar armazéns e almoxarifados de qualidade

653 visualizações

Publicada em

Houve um tempo que os almoxarifados ou armazéns eram chamados de depósitos. Era lá o local onde a empresa jogava as coisas que seriam guardadas, para um dia serem vendidas. Neste tempo não se falava em logística. Hoje, a visão é diferente. A gestão dos armazéns ou almoxarifados muitas vezes serão o diferencial competitivo das empresas que buscam oferecer um alto nível de serviços.

Publicada em: Negócios
1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Excelente publicação. Vejo hoje como necessidade também a geração de energia com painéis solares. Promove uma sensível redução de custo a médio prazo. Há, inclusive, um movimento para que se retire dos componentes a incidência de ICMS em todos os estados. Hoje só MG dá esta isenção.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
653
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Como projetar armazéns e almoxarifados de qualidade

  1. 1. Como projetar Armazéns e Almoxarifados de Qualidade.de Qualidade. Fernando Henrique de Almeida Sobral
  2. 2. Introdução Houve um tempo que os almoxarifados ou armazéns eram chamados de depósitos. Era lá o local onde a empresa jogava as coisas que seriam guardadas, para um dia serem vendidas. Neste tempo não se falava em logística. Hoje, a visão é diferente. Como projetarComo projetar Armazéns e AlmoxarifadosArmazéns e Almoxarifados de Qualidade.de Qualidade. diferente. A gestão dos armazéns ou almoxarifados muitas vezes serão o diferencial competitivo das empresas que buscam oferecer um alto nível de serviços.
  3. 3. Mas, ainda são poucos os almoxarifados, no Brasil, que possuem características construtivas de alto padrão. Algumas vezes, eu tive que realizar a tarefa de identificar pontos de apoio a distribuição na Cidade de São Paulo. Dois momentos foram marcantes: - - a distribuição de água mineral em garrafões de 20 e 10 litros e, da distribuição de cestas básicas de alimentação. Nos dois casos constava a procura galpões para alugar. Foram verdadeiros desafios. As empresas interessadas exigiam um ponto regulamentado pela prefeitura. Das ofertas pouquíssimas estavam regulamentadas e a qualidade era sempre sofrível, dado a altura do pé direito, do piso, da estanqueidade da cobertura, falta de docas e infra-estrutura relativa ao sistema de informação. A produtividade e a eficácia na operação logística são dependentes da qualidade construtiva do galpão. Nos Estados Unidos, na Europa e no Japão, eles utilizam galpões de qualidade para um menor custo operacional. Na cidade de São Paulo existia uma demanda de galpões para operação eficiente, que só com o passar do tempo foi suprida. Como projetarComo projetar Armazéns e AlmoxarifadosArmazéns e Almoxarifados de Qualidade.de Qualidade.
  4. 4. Os investimentos para construção em galpões com qualidade devem considerar cinco regras básicas:considerar cinco regras básicas: Regra 1 – Verticalização da armazenagem Regra 2 – Mecanização do processo de movimentação Regra 3 – Facilidade de carregamento utilizando Niveladores de Docas Regra 4 – Proteção ao produto contra infecções e intempéries. Regra 5 – Sistema de Informação eficiente Como projetarComo projetar Armazéns e AlmoxarifadosArmazéns e Almoxarifados de Qualidade.de Qualidade.
  5. 5. A regra número 1 trata da questão da verticalização da armazenagem. O pé direito de 4 ou 5 metros já não atende as necessidades de empresas que possuem empilhadeiras elétricas retráteis para elevação de 9 a 12 metros, Considere que estas empilhadeiras estão cada vez mais populares. Com a globalização, qualquer empresa tem acesso a estes equipamentos. Os preços estão menores e o desenvolvimento tecnológico nesta área segue em passos largos. Como projetarComo projetar Armazéns e AlmoxarifadosArmazéns e Almoxarifados de Qualidade.de Qualidade.
  6. 6. Além de tudo, com a popularização da construção industrializada de vigas e colunas com concreto de resistência controlada que possibilita grandes alturas e o preço cada vez maior dos terrenos, está ficando muito fácil atender esta necessidade.. As empresas estão percebendo que a verticalização possibilita uma melhor organização dos almoxarifados. Esta organização permite aos operadores realizar a separação dos pedidos de forma rápida e assertiva, trazendo produtividade e melhoria do nível de serviço. Como projetarComo projetar Armazéns e AlmoxarifadosArmazéns e Almoxarifados de Qualidade.de Qualidade.
  7. 7. A regra número 2 trata do modelo de operação. Se houver mecanização com empilhadeiras elétricas e necessárias um piso de alta resistência, para suportar o peso de pilha de 10 a 12 metros de produtos e com capacidade de resistir o atrito das rodas das empilhadeiras. Não devem existir em um galpão de qualidade, juntas nos pisos, desníveis acentuados e degraus. Como projetarComo projetar Armazéns e AlmoxarifadosArmazéns e Almoxarifados de Qualidade.de Qualidade. Tipos de acidentes com empilhadeira por deficiência do piso
  8. 8. A regra número 3 trata da utilização de docas e dos niveladores de docas. Em um mercado que encontrar um galpão regularizado é uma raridade, com doca então, isto se torna uma proeza. Como projetarComo projetar Armazéns e AlmoxarifadosArmazéns e Almoxarifados de Qualidade.de Qualidade.
  9. 9. A regra número 4 trata de como o galpão possibilita a preservação do produto no tocante a segurança, infestações de roedores, insetos e intempéries. Os avanços tecnológicos das coberturas estão permitindo espaços com um mínimo de colunas e com uma grande estanqueidade evitando umidade ou goteiras que muitas vezes condenam o produto para venda. Como projetarComo projetar Armazéns e AlmoxarifadosArmazéns e Almoxarifados de Qualidade.de Qualidade. Bastante diferente do passado quando as coberturas eram suportadas por tesouras de madeira com telhas cerâmicas ou cimento amianto. A qualidade das construções deve também inibir infestações por roedores, pombas ou de insetos.
  10. 10. A regra número 5 trata da disponibilidade de instalações de redes elétricas, telefônica e lógica. Um grande problema que as empresas encontram é relativo às instalações, que podem ser facilitadas com a utilização de redes sem fio, radio freqüência, Como projetarComo projetar Armazéns e AlmoxarifadosArmazéns e Almoxarifados de Qualidade.de Qualidade. sem fio, radio freqüência, “wireless” e utilização de pisos elevados. Muitos estão apostando nas redes sem fio com custos cada vez menores.
  11. 11. O estudo de tendências demonstra que os novos galpões estão certamente permitindo as empresas avanço da logística. Combinando os investimentos privados nos pontos de armazenagem com a melhoria da infra-estrutura de transporte o custo Brasil será mais competitivo na economia global. Como projetarComo projetar Armazéns e AlmoxarifadosArmazéns e Almoxarifados de Qualidade.de Qualidade.
  12. 12. www.interlogis.com.br Veja nossos sites: http://interlogisplan.wix.com/plan 12 Série: 100 formas de Reduzir custos em Logística Como projetarComo projetar Armazéns e AlmoxarifadosArmazéns e Almoxarifados de Qualidade.de Qualidade.
  13. 13. e-Books da Interlogis: 13 Série: 100 formas de Reduzir custos em Logística Como projetarComo projetar Armazéns e AlmoxarifadosArmazéns e Almoxarifados de Qualidade.de Qualidade.
  14. 14. 14 Série: 100 formas de Reduzir custos em Logística Como projetarComo projetar Armazéns e AlmoxarifadosArmazéns e Almoxarifados de Qualidade.de Qualidade.

×