SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
ObjetivoObjetivo
I - As normas mínimas ditadas por esta NR têm como
objetivo maior proporcionar um máximo de conforto,
segurança e desempenho eficiente do trabalhador.
Transporte ManualTransporte Manual
II - O transporte manual de cargas por um único
trabalhador só é permitido quando o peso da carga
seja possível de ser suportado inteiramente por esta
pessoa, incluídos os esforços de levantamento e a
deposição da carga.
TreinamentoTreinamento
III - Todo trabalhador envolvido com transporte de
cargas , que não as leves, deve receber treinamento e
instruções específicas para o desenvolvimento de seu
trabalho.
Limite MáximoLimite Máximo
IV - Homens entre 14 e 18 anos e mulheres de
qualquer idade, envolvidos em transporte manual de
cargas, devem ser expostos a cargas com peso
máximo nitidamente inferior àqueles admitidos aos
homens.
Esforço FísicoEsforço Físico
V - O trabalho realizado com auxílio de qualquer
aparelho mecânico deve exigir um esforço físico
compatível com a capacidade de força do
trabalhador.
Postos de TrabalhoPostos de Trabalho
VI - Postos de trabalho para atividades que o
trabalhador desenvolva sentado, devem ser
planejados ou adaptados para esta posição.
Comandos para AcionamentoComandos para Acionamento
VII - Da mesma forma, comandos para acionamento
com pés devem ter posicionamento e dimensões que
facilitem seu alcance.
Assentos de DescansoAssentos de Descanso
VIII - Assentos de descanso devem ser
disponibilizados em locais em que possam ser
utilizados por todos os trabalhadores durante as
pausas.
IluminaçãoIluminação
IX - Em qualquer local de trabalho, deve haver
iluminação adequada - natural ou artificial -
apropriada à natureza da atividade.
Avaliação de DesempenhoAvaliação de Desempenho
X - Sistemas de avaliação de desempenho, para efeito de
remuneração e vantagens de qualquer espécie, devem
levar em consideração as repercussões sobre a saúde
dos trabalhadores.
EspecificaçõesEspecificações
XI - Todas as especificações sobre dimensões, pesos,
níveis de iluminação ou demais escalas decorrentes
da aplicação desta NR devem ser baseadas no
estabelecido pelas NBR, Normas Brasileiras do
INMETRO.
FIMFIM
“Nao podemos forçar ninguém a nos amar, a nos
honrar.. mas podemos conquistar isso com uma
postura de firmeza e gentileza; firmeza e liberdade;
paciência e um amor sincero e abnegado.”
Nenhum trabalho de qualidade pode ser feito sem concentração e
auto-sacrifício, esforço e dúvida.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

NR18-Treinamento-Integracao.pptx
NR18-Treinamento-Integracao.pptxNR18-Treinamento-Integracao.pptx
NR18-Treinamento-Integracao.pptx
 
Aspectos basicos da ergonomia
Aspectos basicos da ergonomiaAspectos basicos da ergonomia
Aspectos basicos da ergonomia
 
Ergonomia (40h)
Ergonomia (40h)Ergonomia (40h)
Ergonomia (40h)
 
Identificando os riscos ergonômicos
Identificando os riscos ergonômicosIdentificando os riscos ergonômicos
Identificando os riscos ergonômicos
 
Ergonomia no Trabalho, em Casa e na Vida!
Ergonomia no Trabalho, em Casa e na Vida!Ergonomia no Trabalho, em Casa e na Vida!
Ergonomia no Trabalho, em Casa e na Vida!
 
Trabalho de ergonomia
Trabalho de ergonomiaTrabalho de ergonomia
Trabalho de ergonomia
 
Ergonomia e Fisiologia do Trabalho
Ergonomia e Fisiologia do TrabalhoErgonomia e Fisiologia do Trabalho
Ergonomia e Fisiologia do Trabalho
 
Ergonomia
ErgonomiaErgonomia
Ergonomia
 
Segurança do Trabalho aula 1.pptx
Segurança do Trabalho aula 1.pptxSegurança do Trabalho aula 1.pptx
Segurança do Trabalho aula 1.pptx
 
Aula ergonomia
Aula ergonomiaAula ergonomia
Aula ergonomia
 
Treinamento NR 17.pptx
Treinamento NR 17.pptxTreinamento NR 17.pptx
Treinamento NR 17.pptx
 
NR7 PCMSO
NR7 PCMSONR7 PCMSO
NR7 PCMSO
 
MOVIMENTAÇÃO MANUAL DE CARGAS.ppt
MOVIMENTAÇÃO MANUAL DE CARGAS.pptMOVIMENTAÇÃO MANUAL DE CARGAS.ppt
MOVIMENTAÇÃO MANUAL DE CARGAS.ppt
 
Ergonomia
ErgonomiaErgonomia
Ergonomia
 
Tst ergonomia aula 1
Tst   ergonomia aula 1Tst   ergonomia aula 1
Tst ergonomia aula 1
 
Ergonomia
ErgonomiaErgonomia
Ergonomia
 
ERGONOMIA
ERGONOMIA  ERGONOMIA
ERGONOMIA
 
Saúde e Segurança no Trabalho
Saúde e Segurança no TrabalhoSaúde e Segurança no Trabalho
Saúde e Segurança no Trabalho
 
Acidentes do trabalho-1
Acidentes do trabalho-1Acidentes do trabalho-1
Acidentes do trabalho-1
 
6719390-Treinamento-Transporte-Manual-de-Carga.ppt
6719390-Treinamento-Transporte-Manual-de-Carga.ppt6719390-Treinamento-Transporte-Manual-de-Carga.ppt
6719390-Treinamento-Transporte-Manual-de-Carga.ppt
 

Destaque

1186498227 apresentacao trabalho_de_ergonomia
1186498227 apresentacao trabalho_de_ergonomia1186498227 apresentacao trabalho_de_ergonomia
1186498227 apresentacao trabalho_de_ergonomiaPelo Siro
 
Normas segurança do trabalho NR 17-NR24
Normas segurança do trabalho NR 17-NR24Normas segurança do trabalho NR 17-NR24
Normas segurança do trabalho NR 17-NR24Karoline Tavares
 
TREINAMENTO DE ERGONOMIA
TREINAMENTO DE ERGONOMIATREINAMENTO DE ERGONOMIA
TREINAMENTO DE ERGONOMIAAne Costa
 
Ergonomia -aula
Ergonomia  -aulaErgonomia  -aula
Ergonomia -aulapamcolbano
 
Trabalho de ergonomia
Trabalho de ergonomiaTrabalho de ergonomia
Trabalho de ergonomiaTiago Campos
 
Cartilha de Ergonomia na Construção civil NR 17
Cartilha de Ergonomia na Construção civil NR 17Cartilha de Ergonomia na Construção civil NR 17
Cartilha de Ergonomia na Construção civil NR 17Ikaika Epi
 
Trabalho de ergonomia
Trabalho de ergonomiaTrabalho de ergonomia
Trabalho de ergonomiajonastim
 
Nr 17 comentada
Nr 17 comentadaNr 17 comentada
Nr 17 comentadastoc3214
 
Nr 17 Ergonomia e Nr 21 Trabalho a Céu Aberto
Nr 17 Ergonomia e Nr 21 Trabalho a Céu AbertoNr 17 Ergonomia e Nr 21 Trabalho a Céu Aberto
Nr 17 Ergonomia e Nr 21 Trabalho a Céu AbertoFernnda Moreira
 
Implementação de algoritmo genético para otimização de manobras orbitais util...
Implementação de algoritmo genético para otimização de manobras orbitais util...Implementação de algoritmo genético para otimização de manobras orbitais util...
Implementação de algoritmo genético para otimização de manobras orbitais util...Anderson Rodrigo Barretto Teodoro
 
Análise da implementação de algoritmo genético na função de Griewank com para...
Análise da implementação de algoritmo genético na função de Griewank com para...Análise da implementação de algoritmo genético na função de Griewank com para...
Análise da implementação de algoritmo genético na função de Griewank com para...Anderson Rodrigo Barretto Teodoro
 
9ºB Nr. 17 E 8
9ºB Nr. 17 E 89ºB Nr. 17 E 8
9ºB Nr. 17 E 8Ricardo9B
 
55ο Δ.Σ. Πατρών, τμήμα Ε1: εργονομία και υπολογιστής
55ο Δ.Σ. Πατρών, τμήμα Ε1: εργονομία και υπολογιστής55ο Δ.Σ. Πατρών, τμήμα Ε1: εργονομία και υπολογιστής
55ο Δ.Σ. Πατρών, τμήμα Ε1: εργονομία και υπολογιστήςdimginis
 
Modulo 6 recursos didáticos
Modulo 6 recursos didáticosModulo 6 recursos didáticos
Modulo 6 recursos didáticosVânia Mendes
 
Palestra os três pilares para uma vida saudável Senac sorocaba
Palestra os três pilares para uma vida saudável   Senac sorocabaPalestra os três pilares para uma vida saudável   Senac sorocaba
Palestra os três pilares para uma vida saudável Senac sorocabaLeandro Sales
 

Destaque (20)

Ergonomia nr-17
Ergonomia  nr-17Ergonomia  nr-17
Ergonomia nr-17
 
1186498227 apresentacao trabalho_de_ergonomia
1186498227 apresentacao trabalho_de_ergonomia1186498227 apresentacao trabalho_de_ergonomia
1186498227 apresentacao trabalho_de_ergonomia
 
Normas segurança do trabalho NR 17-NR24
Normas segurança do trabalho NR 17-NR24Normas segurança do trabalho NR 17-NR24
Normas segurança do trabalho NR 17-NR24
 
Aula ergonomia
Aula ergonomiaAula ergonomia
Aula ergonomia
 
TREINAMENTO DE ERGONOMIA
TREINAMENTO DE ERGONOMIATREINAMENTO DE ERGONOMIA
TREINAMENTO DE ERGONOMIA
 
Ergonomia -aula
Ergonomia  -aulaErgonomia  -aula
Ergonomia -aula
 
Ergonomia
ErgonomiaErgonomia
Ergonomia
 
Trabalho de ergonomia
Trabalho de ergonomiaTrabalho de ergonomia
Trabalho de ergonomia
 
Cartilha de Ergonomia na Construção civil NR 17
Cartilha de Ergonomia na Construção civil NR 17Cartilha de Ergonomia na Construção civil NR 17
Cartilha de Ergonomia na Construção civil NR 17
 
Trabalho de ergonomia
Trabalho de ergonomiaTrabalho de ergonomia
Trabalho de ergonomia
 
Nr 17 comentada
Nr 17 comentadaNr 17 comentada
Nr 17 comentada
 
Nr 17 Ergonomia e Nr 21 Trabalho a Céu Aberto
Nr 17 Ergonomia e Nr 21 Trabalho a Céu AbertoNr 17 Ergonomia e Nr 21 Trabalho a Céu Aberto
Nr 17 Ergonomia e Nr 21 Trabalho a Céu Aberto
 
Implementação de algoritmo genético para otimização de manobras orbitais util...
Implementação de algoritmo genético para otimização de manobras orbitais util...Implementação de algoritmo genético para otimização de manobras orbitais util...
Implementação de algoritmo genético para otimização de manobras orbitais util...
 
Análise da implementação de algoritmo genético na função de Griewank com para...
Análise da implementação de algoritmo genético na função de Griewank com para...Análise da implementação de algoritmo genético na função de Griewank com para...
Análise da implementação de algoritmo genético na função de Griewank com para...
 
9ºB Nr. 17 E 8
9ºB Nr. 17 E 89ºB Nr. 17 E 8
9ºB Nr. 17 E 8
 
55ο Δ.Σ. Πατρών, τμήμα Ε1: εργονομία και υπολογιστής
55ο Δ.Σ. Πατρών, τμήμα Ε1: εργονομία και υπολογιστής55ο Δ.Σ. Πατρών, τμήμα Ε1: εργονομία και υπολογιστής
55ο Δ.Σ. Πατρών, τμήμα Ε1: εργονομία και υπολογιστής
 
Modulo 6 recursos didáticos
Modulo 6 recursos didáticosModulo 6 recursos didáticos
Modulo 6 recursos didáticos
 
Ergonomia aula 1
Ergonomia   aula 1Ergonomia   aula 1
Ergonomia aula 1
 
Nr 17 coment
Nr 17 comentNr 17 coment
Nr 17 coment
 
Palestra os três pilares para uma vida saudável Senac sorocaba
Palestra os três pilares para uma vida saudável   Senac sorocabaPalestra os três pilares para uma vida saudável   Senac sorocaba
Palestra os três pilares para uma vida saudável Senac sorocaba
 

Mais de Paulo R. Itami da Cruz (20)

Instrumentação
InstrumentaçãoInstrumentação
Instrumentação
 
Nutrição e Saúde
Nutrição e SaúdeNutrição e Saúde
Nutrição e Saúde
 
Nr – 33
Nr – 33Nr – 33
Nr – 33
 
Nr – 32
Nr – 32Nr – 32
Nr – 32
 
Nr – 31
Nr – 31Nr – 31
Nr – 31
 
Nr – 30
Nr – 30Nr – 30
Nr – 30
 
Nr – 29
Nr – 29Nr – 29
Nr – 29
 
Nr – 28
Nr – 28Nr – 28
Nr – 28
 
Nr – 27
Nr – 27Nr – 27
Nr – 27
 
Nr – 26
Nr – 26Nr – 26
Nr – 26
 
Nr – 24
Nr – 24Nr – 24
Nr – 24
 
Nr – 23
Nr – 23Nr – 23
Nr – 23
 
Nr – 22
Nr – 22Nr – 22
Nr – 22
 
Nr – 21
Nr – 21Nr – 21
Nr – 21
 
Nr – 20
Nr – 20Nr – 20
Nr – 20
 
Nr – 19
Nr – 19Nr – 19
Nr – 19
 
Nr – 18
Nr – 18Nr – 18
Nr – 18
 
Nr – 16
Nr – 16Nr – 16
Nr – 16
 
Nr – 15
Nr – 15Nr – 15
Nr – 15
 
Nr – 13
Nr – 13Nr – 13
Nr – 13
 

Último

Estatística aplicada à experimentação animal
Estatística aplicada à experimentação animalEstatística aplicada à experimentação animal
Estatística aplicada à experimentação animalleandroladesenvolvim
 
Aula de classificação de rolamentos norma DIN
Aula de classificação de rolamentos norma DINAula de classificação de rolamentos norma DIN
Aula de classificação de rolamentos norma DINFabioFranca22
 
Tecnólogo em Mecatrônica - Universidade Anhanguera
Tecnólogo em Mecatrônica - Universidade AnhangueraTecnólogo em Mecatrônica - Universidade Anhanguera
Tecnólogo em Mecatrônica - Universidade AnhangueraGuilhermeLucio9
 
LEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurança
LEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurançaLEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurança
LEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurançaGuilhermeLucio9
 
Treinamento de NR06 Equipamento de Proteção Individual
Treinamento de NR06 Equipamento de Proteção IndividualTreinamento de NR06 Equipamento de Proteção Individual
Treinamento de NR06 Equipamento de Proteção Individualpablocastilho3
 
Eletricista instalador - Senai Almirante Tamandaré
Eletricista instalador - Senai Almirante TamandaréEletricista instalador - Senai Almirante Tamandaré
Eletricista instalador - Senai Almirante TamandaréGuilhermeLucio9
 
A Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboral
A Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboralA Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboral
A Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboralFranciscaArrudadaSil
 
MODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS EQUIPAM
MODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS  EQUIPAMMODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS  EQUIPAM
MODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS EQUIPAMCassio Rodrigo
 
PLANO DE EMERGÊNCIA E COMBATE A INCENDIO.pdf
PLANO DE EMERGÊNCIA E COMBATE A INCENDIO.pdfPLANO DE EMERGÊNCIA E COMBATE A INCENDIO.pdf
PLANO DE EMERGÊNCIA E COMBATE A INCENDIO.pdfAroldoMenezes1
 
FISIOLOGIA DA REPRODUÇÃO. matéria de fisiologia animal
FISIOLOGIA DA REPRODUÇÃO. matéria de fisiologia animalFISIOLOGIA DA REPRODUÇÃO. matéria de fisiologia animal
FISIOLOGIA DA REPRODUÇÃO. matéria de fisiologia animalPauloHenrique154965
 
Livro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdf
Livro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdfLivro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdf
Livro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdfSamuel Ramos
 

Último (11)

Estatística aplicada à experimentação animal
Estatística aplicada à experimentação animalEstatística aplicada à experimentação animal
Estatística aplicada à experimentação animal
 
Aula de classificação de rolamentos norma DIN
Aula de classificação de rolamentos norma DINAula de classificação de rolamentos norma DIN
Aula de classificação de rolamentos norma DIN
 
Tecnólogo em Mecatrônica - Universidade Anhanguera
Tecnólogo em Mecatrônica - Universidade AnhangueraTecnólogo em Mecatrônica - Universidade Anhanguera
Tecnólogo em Mecatrônica - Universidade Anhanguera
 
LEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurança
LEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurançaLEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurança
LEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurança
 
Treinamento de NR06 Equipamento de Proteção Individual
Treinamento de NR06 Equipamento de Proteção IndividualTreinamento de NR06 Equipamento de Proteção Individual
Treinamento de NR06 Equipamento de Proteção Individual
 
Eletricista instalador - Senai Almirante Tamandaré
Eletricista instalador - Senai Almirante TamandaréEletricista instalador - Senai Almirante Tamandaré
Eletricista instalador - Senai Almirante Tamandaré
 
A Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboral
A Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboralA Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboral
A Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboral
 
MODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS EQUIPAM
MODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS  EQUIPAMMODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS  EQUIPAM
MODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS EQUIPAM
 
PLANO DE EMERGÊNCIA E COMBATE A INCENDIO.pdf
PLANO DE EMERGÊNCIA E COMBATE A INCENDIO.pdfPLANO DE EMERGÊNCIA E COMBATE A INCENDIO.pdf
PLANO DE EMERGÊNCIA E COMBATE A INCENDIO.pdf
 
FISIOLOGIA DA REPRODUÇÃO. matéria de fisiologia animal
FISIOLOGIA DA REPRODUÇÃO. matéria de fisiologia animalFISIOLOGIA DA REPRODUÇÃO. matéria de fisiologia animal
FISIOLOGIA DA REPRODUÇÃO. matéria de fisiologia animal
 
Livro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdf
Livro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdfLivro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdf
Livro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdf
 

Nr – 17

  • 1.
  • 2.
  • 3. ObjetivoObjetivo I - As normas mínimas ditadas por esta NR têm como objetivo maior proporcionar um máximo de conforto, segurança e desempenho eficiente do trabalhador.
  • 4. Transporte ManualTransporte Manual II - O transporte manual de cargas por um único trabalhador só é permitido quando o peso da carga seja possível de ser suportado inteiramente por esta pessoa, incluídos os esforços de levantamento e a deposição da carga.
  • 5. TreinamentoTreinamento III - Todo trabalhador envolvido com transporte de cargas , que não as leves, deve receber treinamento e instruções específicas para o desenvolvimento de seu trabalho.
  • 6. Limite MáximoLimite Máximo IV - Homens entre 14 e 18 anos e mulheres de qualquer idade, envolvidos em transporte manual de cargas, devem ser expostos a cargas com peso máximo nitidamente inferior àqueles admitidos aos homens.
  • 7. Esforço FísicoEsforço Físico V - O trabalho realizado com auxílio de qualquer aparelho mecânico deve exigir um esforço físico compatível com a capacidade de força do trabalhador.
  • 8. Postos de TrabalhoPostos de Trabalho VI - Postos de trabalho para atividades que o trabalhador desenvolva sentado, devem ser planejados ou adaptados para esta posição.
  • 9. Comandos para AcionamentoComandos para Acionamento VII - Da mesma forma, comandos para acionamento com pés devem ter posicionamento e dimensões que facilitem seu alcance.
  • 10. Assentos de DescansoAssentos de Descanso VIII - Assentos de descanso devem ser disponibilizados em locais em que possam ser utilizados por todos os trabalhadores durante as pausas.
  • 11. IluminaçãoIluminação IX - Em qualquer local de trabalho, deve haver iluminação adequada - natural ou artificial - apropriada à natureza da atividade.
  • 12. Avaliação de DesempenhoAvaliação de Desempenho X - Sistemas de avaliação de desempenho, para efeito de remuneração e vantagens de qualquer espécie, devem levar em consideração as repercussões sobre a saúde dos trabalhadores.
  • 13. EspecificaçõesEspecificações XI - Todas as especificações sobre dimensões, pesos, níveis de iluminação ou demais escalas decorrentes da aplicação desta NR devem ser baseadas no estabelecido pelas NBR, Normas Brasileiras do INMETRO.
  • 14. FIMFIM “Nao podemos forçar ninguém a nos amar, a nos honrar.. mas podemos conquistar isso com uma postura de firmeza e gentileza; firmeza e liberdade; paciência e um amor sincero e abnegado.” Nenhum trabalho de qualidade pode ser feito sem concentração e auto-sacrifício, esforço e dúvida.