XXVI – ANPET
Congresso Nacional de Ensino e Pesquisa em
Transporte
André Dantas
Associação Nacional das Empresas de Transp...
Estrutura da Apresentação
1. Contexto;
2. Conceito;
3. Elementos;
4. BRT no Mundo;
5. BRT no Brasil;
6. Conclusões.
CONTEXTO
Contexto
Programa Qte de Cidades
Porte
Demográfico
Recursos (R$
Bi)
Valor Destinado
Mobilidade (R$ Bi)
Contrapartida (R$ B...
Fonte: Embarq
Contexto
BRT no Mundo
Continente Número de Cidades Número de Sistemas BRT Extensão (km) Passageiros/Dia
Áfri...
Projetos – Sistemas BRT e
corredores de ônibus
34,0 km
Total - Brasil
25 Cidades
113 projetos
1272 km
36,1 km
38,24 km
42,...
Total - Brasil
25 Cidades
133 projetos
12,5 bi
Projetos com recursos
assegurados – Sistemas BRT
Total - Brasil
15 Cidades
...
Total - Brasil
25 Cidades
133 projetos
12,5 bi
Investimentos Previstos
R$230,0 mi
Total - Brasil
15 Cidades
29 projetos
R$...
CONCEITO
10
10
•BRT deve ser entendido, concebido e
implantado como parte do sistema.
Conceito
11
Conceito original de BRT
Curitiba, Paraná, Brasil (1975-2011).
Conceito
12
1974 1981 2000
Curitiba, Brasil
Conceito
Conceito
BRT – Bus Rapid Transit
•Sistemas de transporte urbano com ônibus, onde melhorias significativas de
infraestrutur...
Conceito
Benefícios
1. Economia de tempo de viagem: até 40% em
uma viagem de 10 km;
2. Economia de custo operacional: aume...
• Sistemas BRT têm capacidade máxima de transporte até 73% maior que o VLT com investimento até 72,5% menor; e
• Com inves...
Conceito
Custos e Prazos
Menor prazo de execução e baixo custo de implantação
• Comparado aos outros modais, os sistemas B...
ELEMENTOS
Elementos
1 – Revitaliza o espaço público e valoriza os imóveis;
2 – Centro de Controle Operacional (CCO) que monitora a f...
7 – Interseções controladas por semáforos inteligentes aumentam a velocidade;
8 - Um ônibus articulado pode substituir 100...
Espaço Viário Exclusivo
1. O espaço viário dedicado é o principal
atributo de um sistema BRT;
2. A segregação física é a m...
Joanesburgo/África do Sul
1. Acesso às estações (calçadas e faixas seguras para travessia das vias);
2. Acessibilidade uni...
Jinan/China
1. Sistema eletrônico de cobrança das tarifas;
2. Integração tarifária entre diferentes serviços e modos de tr...
CCO de Curitiba-PR CCO de Goiânia-GO
Funcionalidades:
1. Monitoramento do planejamento e da programação em tempo real;
2. ...
BRT NO
MUNDO
BRT no Mundo
Europa – Estocolmo/Suécia
América Latina – Bogotá/ColômbiaÁsia – Guangzhou/China
Oceania– Brisbane/Austrália
26
Essen, Alemanha
• O-Bahn;
• Kerb guided busway;
• 28.6 km;
• Ônibus articulados;
• Operação também em tráfego misto;
• ...
27
Nagoya, Japão
• Yurito line;
• Kerb guided busway;
• 6,5 km de via elevada, incluindo 9 estações;
• 7,8 km de operação ...
28
Teerã, Irã
• 7 corredores;
• 91 km;
• 1,4 milhões de passageiros dia;
• ônibus articulados de piso baixo;
• sem serviço...
TransMilênio – Bogotá, Colombia
BRT no Mundo
30
TransMilênio – Bogotá, Colombia
BRT no Mundo
31
TransMilênio – Bogotá, Colombia
BRT no Mundo
32
TransMilênio – Bogotá, Colombia
BRT no Mundo
33
TransMilênio – Bogotá, Colombia
BRT no Mundo
34
TransMilênio – Bogotá, Colombia
BRT no Mundo
35
TransSantiago – Santiago, Chile
BRT no Mundo
36
TransSantiago – Santiago, Chile
BRT no Mundo
37
Fonte: El Mercurio
10/02/07 10/02/09
Escuela Militar, Las Condes
08:30 am
TransSantiago – Santiago, Chile
BRT no Mundo
38
Fonte: El Mercurio
10/02/07 10/02/09
5 de abril con Pajaritos, Maipú
06:20 am
TransSantiago – Santiago, Chile
BRT no Mu...
39
abril 2012: aprovação = 12%
Fonte: La Nación
TransSantiago – Santiago, Chile
BRT no Mundo
BRT NO
BRASIL
BRT no Brasil
São Paulo-SP (Expresso Tirandentes)
Rio de Janeiro-RJ (TransOeste)Curitiba-PR (Rede Integrada de Transporte)...
Belo Horizonte, MG
Brasília, DF
Campo Grande,MS
Cascavel, PR
Curitiba, PR
Goiânia, GO
Maringá, PR
Porto Alegre, RS
Recife,...
43
Belo Horizonte
•PlanMob-BH:
planejamento estratégico de
longo-prazo;
•Extensão dos corredores:
35km;
•Frota (veículos):...
•Investimentos: R$933 milhões;
•Antônio Carlos:
R$588 milhões;
•R$382 milhões – PAC Copa;
•R$206 milhões – Município;
•Car...
•Características Gerais
•Antônio Carlos (14,9 km)
•Projeto Básico Concluído, Obras Licitadas e Contratadas;
•Obras Civis -...
Operação dos Corredores
Belo Horizonte
BRT no Brasil
Belo Horizonte
BRT no Brasil
• Plano Diretor de
Transporte e Mobilidade
(2009);
• Investimentos:
R$252 milhões;
• Extensão dos
corredores:
46,5km;
• Nã...
49
• Plano Diretor de
Desenvolvimento urbano;
• Investimentos:
R$78 milhões financiados
pelo BID;
• Extensão dos
corredore...
50
• Investimentos:
R$18 milhões;
• Extensão do corredor:
11km;
• Infraestrutura:
3 terminais de
integração; e
13 estações...
51
• Plano Diretor de
Desenvolvimento Urbano
(PDDU);
• Investimentos:
R$1,8 bilhões;
• Infraestrutura:
14 terminais de int...
Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste
BRT no Brasil
• Parada simultânea de até 3 ônibus em cada sentido.
• Ultrapassagem pelas linhas expressas.
Estações:
Rio de Janeiro - Si...
Estações:
• Painéis informam sobre as linhas de
ônibus.
• Pagamento na estação.
Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste
BR...
• Portas do lado esquerdo;
• Piso elevado a 95 cm do solo;
• Capacidade:
-Articulados: 160 a 200
passageiros ; e
- Biartic...
Corredor:
Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste
BRT no Brasil
• Canaletas exclusivas - redução do tempo de viagem e do custo de operação.
Operação
Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOes...
Operação
Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste
BRT no Brasil
• Veículos de Alta Capacidade (Articulados e Bi-articulados).
Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste
Operação
BRT no Bras...
• Embarque e desembarque em nível - segurança e conforto ao usuário.
Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste
Operação
BRT ...
• Pagamento e controle antecipados - tempo de embarque reduzido.
Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste
Operação
BRT no B...
• A prioridade nos cruzamentos com semáforos favorece o transporte público.
Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste
Operaç...
• Possibilidade de ultrapassagem nas estações evita formação de filas na canaleta.
Operação
Rio de Janeiro - Sistema BRT T...
• Estações modernas.
Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste
Operação
BRT no Brasil
• Estações modernas.
Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste
Operação
BRT no Brasil
• Sistema de informações aos usuários.
Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste
Operação
BRT no Brasil
• Acessibilidade universal - promoção do acesso ao transporte público para todos.
Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste
...
• Múltiplas posições de parada nas estações.
Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste
Operação
BRT no Brasil
• Centro de controle operacional (CCO) analisa dados do funcionamento do BRT.
Operação
Rio de Janeiro - Sistema BRT TransO...
70
• Sistema implantado
desde 2006;
• Infraestrutura:
2 terminais de
integração; e
13 estações.
• Extensão do corredor
em ...
Conclusões
1. Transporte público e acessibilidade são as preocupações e os desafios para as
cidades;
2. Após um descaso de...
Obrigado!
André Dantas
Diretor Técnico
Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU)
andré.dantas@ntu.org....
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

SISTEMAS BRT: conceitos e elementos técnicos

574 visualizações

Publicada em

Apresentação no XXVI Congresso da ANPET, Joinville, Brasil 2012

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
574
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

SISTEMAS BRT: conceitos e elementos técnicos

  1. 1. XXVI – ANPET Congresso Nacional de Ensino e Pesquisa em Transporte André Dantas Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos - NTU Joinville-SC, 31 de outubro de 2012 SISTEMAS BRT: conceitos e elementos técnicos
  2. 2. Estrutura da Apresentação 1. Contexto; 2. Conceito; 3. Elementos; 4. BRT no Mundo; 5. BRT no Brasil; 6. Conclusões.
  3. 3. CONTEXTO
  4. 4. Contexto Programa Qte de Cidades Porte Demográfico Recursos (R$ Bi) Valor Destinado Mobilidade (R$ Bi) Contrapartida (R$ Bi) PAC Copa 12 Cidades-sede 27,4 11,8 4,7 (Investimento Governo Local Previsto) PAC Mobilidade Urbana 51 Acima de 700 mil hab. 32,0 32,0 10,0 (Estados) PAC Médias Cidades 75 250 - 700 mil hab. 7,4 7,4 0,4 (Municípios) Total 138 - 66,8 51,2 15,1 R$ 51,2 Bilhões Investimentos Garantidos em Mobilidade Urbana
  5. 5. Fonte: Embarq Contexto BRT no Mundo Continente Número de Cidades Número de Sistemas BRT Extensão (km) Passageiros/Dia África 3 3 62 238.000 Ásia 25 66 890 6.255.872 Europa 42 74 632 936.970 América Latina 48 137 1.282 15.391.811 América do Norte 20 32 563 677.986 Oceania 7 12 347 327.074 Total 145 324 3.776 23.827.713
  6. 6. Projetos – Sistemas BRT e corredores de ônibus 34,0 km Total - Brasil 25 Cidades 113 projetos 1272 km 36,1 km 38,24 km 42,7 km 8,3 km 50,26 km 114,1 km 19,0 km 31,0 km 148,0 km 153,0 km 130,4 km 74,5 km 24,5 km 58,2 km 23,2 km 24,52 km 11,1 km 40,9 km 58,6 km 45,1 km 36,5 km Contexto BRT no Brasil
  7. 7. Total - Brasil 25 Cidades 133 projetos 12,5 bi Projetos com recursos assegurados – Sistemas BRT Total - Brasil 15 Cidades 29 projetos 878,1 km 34,0 km 42,7 km 114,1 km 31,0 km 148,0 km 43,2 km 130,4 km 74,5 km 58,2 km 23,2 km 24,52 km 11,1 km 40,9 km 58,6 km 45,1 km Contexto BRT no Brasil
  8. 8. Total - Brasil 25 Cidades 133 projetos 12,5 bi Investimentos Previstos R$230,0 mi Total - Brasil 15 Cidades 29 projetos R$12,5 bi R$163,5 mi R$627,0 mi R$703,0 mi R$7,1 bi R$340,0 mi R$126,0 mi R$112,5 mi R$252,0 mi R$456,2 mi R$284,0 mi R$18,0 mi R$80,0 mi R$533,0 mi R$1,4 bi Contexto BRT no Brasil
  9. 9. CONCEITO
  10. 10. 10 10 •BRT deve ser entendido, concebido e implantado como parte do sistema. Conceito
  11. 11. 11 Conceito original de BRT Curitiba, Paraná, Brasil (1975-2011). Conceito
  12. 12. 12 1974 1981 2000 Curitiba, Brasil Conceito
  13. 13. Conceito BRT – Bus Rapid Transit •Sistemas de transporte urbano com ônibus, onde melhorias significativas de infraestrutura, veículos e medidas operacionais resultam em uma qualidade de serviço mais atrativa. • Operado com ônibus modernos, acessíveis, de alta capacidade e com tráfego exclusivo em vias segregadas. Chongging/China Lion/França
  14. 14. Conceito Benefícios 1. Economia de tempo de viagem: até 40% em uma viagem de 10 km; 2. Economia de custo operacional: aumento da velocidade comercial para cerca de 20 km/h nas linhas paradoras e 35 km/h nas linhas diretas; 3. Maior capacidade de transporte de passageiros: até 45.000 pass/h (veículo biarticulado com capacidade de transporte de 270 passageiros, com velocidade comercial média de 27,5 km/h); 4. Meio ambiente: maior velocidade comercial = menor quantidade de ônibus = menos emissões de poluentes; 5. Utilização de fontes alternativas de energia: renovação da frota com tecnologia mais moderna; e 6. Estruturação urbana: o BRT complementado com outras ações do poder público é potencializador do crescimento urbano planejado. Jinan/China
  15. 15. • Sistemas BRT têm capacidade máxima de transporte até 73% maior que o VLT com investimento até 72,5% menor; e • Com investimento até 94% menor, os Sistemas BRT transportam uma quantidade de passageiros similar aos Metrôs. 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 0,0 500,0 1000,0 1500,0 2000,0 Sistemas BRT VLT Metrô Custo Capacidade Fonte: Avaliação Comparativa das modalidades de transporte público urbano – Jaime Lerner e Arquitetos Associados, 2009/Conceitos e Elementos de Custos de Sistemas BRT – Relatório Técnico, 2010 (NTU). Custo(R$/milhões) Capacidade(mil/pass./hora-sentido) • Os sistemas BRT têm grande flexibilidade de adequação da capacidade de demanda, pois podem transportar até 45 mil passageiros por hora-sentido; Conceito Análise comparativa
  16. 16. Conceito Custos e Prazos Menor prazo de execução e baixo custo de implantação • Comparado aos outros modais, os sistemas BRT têm um prazo de implantação 58% menor ao do VLT e 72% menor em relação ao metrô; e • Em relação ao custo de implantação, os sistemas BRT possuem um custo 72,5% inferior aos projetos de VLT e 94% menor se comparado ao metrô. Custo(R$/milhões) Prazo(anos) 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 0,0 500,0 1000,0 1500,0 2000,0 Sistemas BRT VLT Metrô Custo Prazo Fonte: Avaliação Comparativa das modalidades de transporte público urbano – Jaime Lerner e Arquitetos Associados, 2009 (NTU).
  17. 17. ELEMENTOS
  18. 18. Elementos 1 – Revitaliza o espaço público e valoriza os imóveis; 2 – Centro de Controle Operacional (CCO) que monitora a frota via GPS; 3 – Embarque em nível: proporciona mais velocidade e acessibilidade, principalmente aos portadores de necessidades especiais; 4 – O pré-pagamento diminui o tempo de embarque e o tempo total de viagem; 5 – Veículos de alta capacidade transportam de 160 a 270 passageiros; 6 – Pagamento com segurança nas estações de embarque; 1 2 3 4 5 6
  19. 19. 7 – Interseções controladas por semáforos inteligentes aumentam a velocidade; 8 - Um ônibus articulado pode substituir 100 automóveis particulares; 9 – Vias exclusivas para o tráfego do transporte público por ônibus reduzem o tempo de viagem; 10 – Disponibilização de informações em tempo real para os usuários; 11 – Veículos modernos com janelas panorâmicas, iluminação interna e assentos confortáveis; e 12 – Estações fechadas, protegidas contra intempéries e seguras. 7 8 9 10 11 12 Elementos
  20. 20. Espaço Viário Exclusivo 1. O espaço viário dedicado é o principal atributo de um sistema BRT; 2. A segregação física é a mais indicada para sinalização da prioridade; 3. A utilização do concreto com cores diferentes contribui para reforçar a identidade do sistema BRT; 4. O espaço viário exclusivo é o principal responsável pelo alto desempenho operacional do sistema BRT; 5. A velocidade operacional média dos ônibus em sistemas BRT de alto desempenho atinge até 35 km/hora; 6. Devem ser alocadas estações de transferência em pontos estratégicos para integração da demanda e composição de uma rede de transporte; e 7. O principal corredor exclusivo do sistema BRT deve ser planejado como um indutor do desenvolvimento urbano (uso e ocupação do solo lindeiro). Elementos
  21. 21. Joanesburgo/África do Sul 1. Acesso às estações (calçadas e faixas seguras para travessia das vias); 2. Acessibilidade universal (elevadores, corrimãos, rampas, piso podotátil, sinalização sonora, entre outros); 3. Segurança e conforto (estações fechadas, existência de bancos para acomodação, proteção do sol e da chuva) ; 4. Paisagismo; 5. Temperatura ambiental (arquitetura adequada para cada localidade); e 6. Embarque em nível. Estações Elementos
  22. 22. Jinan/China 1. Sistema eletrônico de cobrança das tarifas; 2. Integração tarifária entre diferentes serviços e modos de transporte (rede de transporte); 3. Embarque rápido; 4. Evita a formação de filas; 5. Cobrança das tarifas e recarga dos cartões é realizada fora dos veículos; e 6. Situação nacional propícia: bilhetagem eletrônica implantada em 211 cidades com população superior a 100 mil habitantes, incluindo todas as 27 capitais do país (NTU, 2010). Quito/Equador Pagamento antecipado Elementos
  23. 23. CCO de Curitiba-PR CCO de Goiânia-GO Funcionalidades: 1. Monitoramento do planejamento e da programação em tempo real; 2. Controle dos eventos da operação em tempo real (acidentes, desvio de itinerários, atrasos e adiantamentos das viagens, etc); 3. Disponibilização de informações aos usuários; 4. Obtenção e armazenamento do histórico de dados e informações para o planejamento futuro; e 5. Produção de indicadores de produtividade e qualidade (Índice de Cumprimento de Viagem, Índice de Cumprimento de Horário, Índice de Cumprimento de Frota, Índice de Cumprimento de Itinerário, etc). Centro de Controle Operacional Elementos
  24. 24. BRT NO MUNDO
  25. 25. BRT no Mundo Europa – Estocolmo/Suécia América Latina – Bogotá/ColômbiaÁsia – Guangzhou/China Oceania– Brisbane/Austrália
  26. 26. 26 Essen, Alemanha • O-Bahn; • Kerb guided busway; • 28.6 km; • Ônibus articulados; • Operação também em tráfego misto; • 17 mil passageiros por dia. BRT no Mundo
  27. 27. 27 Nagoya, Japão • Yurito line; • Kerb guided busway; • 6,5 km de via elevada, incluindo 9 estações; • 7,8 km de operação em tráfego misto; • 9 mil passageiros por dia. BRT no Mundo
  28. 28. 28 Teerã, Irã • 7 corredores; • 91 km; • 1,4 milhões de passageiros dia; • ônibus articulados de piso baixo; • sem serviços alimentadores; • baixo custo de implantação e operação. BRT no Mundo
  29. 29. TransMilênio – Bogotá, Colombia BRT no Mundo
  30. 30. 30 TransMilênio – Bogotá, Colombia BRT no Mundo
  31. 31. 31 TransMilênio – Bogotá, Colombia BRT no Mundo
  32. 32. 32 TransMilênio – Bogotá, Colombia BRT no Mundo
  33. 33. 33 TransMilênio – Bogotá, Colombia BRT no Mundo
  34. 34. 34 TransMilênio – Bogotá, Colombia BRT no Mundo
  35. 35. 35 TransSantiago – Santiago, Chile BRT no Mundo
  36. 36. 36 TransSantiago – Santiago, Chile BRT no Mundo
  37. 37. 37 Fonte: El Mercurio 10/02/07 10/02/09 Escuela Militar, Las Condes 08:30 am TransSantiago – Santiago, Chile BRT no Mundo
  38. 38. 38 Fonte: El Mercurio 10/02/07 10/02/09 5 de abril con Pajaritos, Maipú 06:20 am TransSantiago – Santiago, Chile BRT no Mundo
  39. 39. 39 abril 2012: aprovação = 12% Fonte: La Nación TransSantiago – Santiago, Chile BRT no Mundo
  40. 40. BRT NO BRASIL
  41. 41. BRT no Brasil São Paulo-SP (Expresso Tirandentes) Rio de Janeiro-RJ (TransOeste)Curitiba-PR (Rede Integrada de Transporte) Goiânia-GO (Avenida Anhanguera)
  42. 42. Belo Horizonte, MG Brasília, DF Campo Grande,MS Cascavel, PR Curitiba, PR Goiânia, GO Maringá, PR Porto Alegre, RS Recife, PE Rio de Janeiro, RJ Salvador, BA Uberlândia, MG Vitória, ES BRT no Brasil
  43. 43. 43 Belo Horizonte •PlanMob-BH: planejamento estratégico de longo-prazo; •Extensão dos corredores: 35km; •Frota (veículos): 1328 convencionais; 680 padron; e 245 articulados; •Infraestrutura: 5 terminais de integração; 59 estações. BRT no Brasil
  44. 44. •Investimentos: R$933 milhões; •Antônio Carlos: R$588 milhões; •R$382 milhões – PAC Copa; •R$206 milhões – Município; •Carlos Luz-Pedro II: R$233,5 milhões; •R$146 milhões – PAC Copa; •R$87,5 milhões – Município; •Cristiano Machado: R$53 milhões; •R$50 milhões – PAC Copa; •R$3 milhões – Município; •Área Central: R$58 milhões; •R$50 milhões – PAC Copa; •R$8 milhões – Município. Belo Horizonte BRT no Brasil
  45. 45. •Características Gerais •Antônio Carlos (14,9 km) •Projeto Básico Concluído, Obras Licitadas e Contratadas; •Obras Civis - R$528 milhões; •Terminais - R$60 milhões; e Previsão de Término – Projeto Operacional em Setembro 2011. •Carlos Luz-Pedro II (13 km) •Projeto Básico Concluído; •Obras Civis - R$193,5 milhões; •Terminais - R$40 milhões; •Cristiano Machado (6 km) •Projetos Básico e Executivo Concluídos, Edital elaborado; •Obras Civis - R$53 milhões; •Área Central (1,3 km) •Projetos Básico e Executivo Concluídos; •Obras Civis - R$55 milhões; Previsão de Término – Projeto Operacional em Outubro 2011. Belo Horizonte BRT no Brasil
  46. 46. Operação dos Corredores Belo Horizonte BRT no Brasil
  47. 47. Belo Horizonte BRT no Brasil
  48. 48. • Plano Diretor de Transporte e Mobilidade (2009); • Investimentos: R$252 milhões; • Extensão dos corredores: 46,5km; • Não haverá necessidade para desapropriações; • Infraestrutura: 13 terminais de integração; e 67 estações. Campo Grande BRT no Brasil
  49. 49. 49 • Plano Diretor de Desenvolvimento urbano; • Investimentos: R$78 milhões financiados pelo BID; • Extensão dos corredores: 24,5km; • Infraestrutura: 4 terminais de integração; e 48 estações. Cascavel BRT no Brasil
  50. 50. 50 • Investimentos: R$18 milhões; • Extensão do corredor: 11km; • Infraestrutura: 3 terminais de integração; e 13 estações. Maringá BRT no Brasil
  51. 51. 51 • Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU); • Investimentos: R$1,8 bilhões; • Infraestrutura: 14 terminais de integração; e 140 estações. • Extensão dos corredores: 140km; Rio de Janeiro BRT no Brasil
  52. 52. Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste BRT no Brasil
  53. 53. • Parada simultânea de até 3 ônibus em cada sentido. • Ultrapassagem pelas linhas expressas. Estações: Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste BRT no Brasil
  54. 54. Estações: • Painéis informam sobre as linhas de ônibus. • Pagamento na estação. Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste BRT no Brasil
  55. 55. • Portas do lado esquerdo; • Piso elevado a 95 cm do solo; • Capacidade: -Articulados: 160 a 200 passageiros ; e - Biarticulados: 260 passageiros. Veículos: Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste BRT no Brasil
  56. 56. Corredor: Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste BRT no Brasil
  57. 57. • Canaletas exclusivas - redução do tempo de viagem e do custo de operação. Operação Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste BRT no Brasil
  58. 58. Operação Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste BRT no Brasil
  59. 59. • Veículos de Alta Capacidade (Articulados e Bi-articulados). Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste Operação BRT no Brasil
  60. 60. • Embarque e desembarque em nível - segurança e conforto ao usuário. Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste Operação BRT no Brasil
  61. 61. • Pagamento e controle antecipados - tempo de embarque reduzido. Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste Operação BRT no Brasil
  62. 62. • A prioridade nos cruzamentos com semáforos favorece o transporte público. Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste Operação BRT no Brasil
  63. 63. • Possibilidade de ultrapassagem nas estações evita formação de filas na canaleta. Operação Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste BRT no Brasil
  64. 64. • Estações modernas. Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste Operação BRT no Brasil
  65. 65. • Estações modernas. Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste Operação BRT no Brasil
  66. 66. • Sistema de informações aos usuários. Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste Operação BRT no Brasil
  67. 67. • Acessibilidade universal - promoção do acesso ao transporte público para todos. Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste Operação BRT no Brasil
  68. 68. • Múltiplas posições de parada nas estações. Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste Operação BRT no Brasil
  69. 69. • Centro de controle operacional (CCO) analisa dados do funcionamento do BRT. Operação Rio de Janeiro - Sistema BRT TransOeste BRT no Brasil
  70. 70. 70 • Sistema implantado desde 2006; • Infraestrutura: 2 terminais de integração; e 13 estações. • Extensão do corredor em operação: 7,5km; • Investimentos realizados: R$21,8 milhões • Demanda: 3.500 pass. por hora (pico); 21.000 passageiros (dia); • Velocidade operacional: 25km por hora. Uberlândia BRT no Brasil
  71. 71. Conclusões 1. Transporte público e acessibilidade são as preocupações e os desafios para as cidades; 2. Após um descaso de mais de 30 anos, o Governo Federal tem sinalizado com grandes investimentos na priorização do transporte público; 3. Modernização das formas de contratação e gestão dos serviços de transportes; 4. Sistemas BRT: atualmente é a solução mais vantajosa operacional e economicamente; 5. Sistemas BRT: tecnologia globalizada utilizada mundialmente (presente nos 5 continentes) e nacionalmente (4 cidades brasileiras); e 6. Concepção de rede de transporte: os sistemas BRT devem estar inseridos em uma rede de transporte público por meio de integrações estratégicas.
  72. 72. Obrigado! André Dantas Diretor Técnico Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU) andré.dantas@ntu.org.br Site NTU: www.ntu.org.br Portal BRT Brasil: www.brtbrasil.org.br

×