SlideShare uma empresa Scribd logo
59ª Reunião do Fórum Mineiro
de Gerenciadores de Transporte
Público
Juiz de Fora - MG
08 de maio de 2014
Os BRTs nas cidades
Brasileiras
Matteus Freitas
Associação Nacional das Empresas de
Transportes Urbanos - NTU
Estrutura da Apresentação
1. Conceito: O que é BRT?;
2. Principais elementos de um Sistema BRT;
3. BRT nas cidades brasileiras;
4. Guia de Desenvolvimento de Projetos; e
5. Conclusões.
1. Conceito de BRT
“O BRT (Bus Rapid Transit) é um sistema de transporte
coletivo de alto desempenho e qualidade que utiliza
veículos sobre pneus e opera na superfície viária em faixa
dedicada.”
‘Conceitos e Elementos de Custos de Sistemas BRT – Relatório Técnico’
2. Principais elementos de um Sistema BRT
- Espaço Viário Dedicado
Rio de Janeiro-RJ (BRT Transoeste)
2. Principais elementos de um Sistema BRT
- Estações fechadas: pagamento antecipado
Belo Horizonte-MG (BRT MOVE)
2. Principais elementos de um Sistema BRT
- Ônibus modernos e de alta capacidade de transporte
São Paulo-SP (BRT Expresso Tiradentes)
2. Principais elementos de um Sistema BRT
- Embarque em nível
Curitiba-PR (BRT Linha Verde)
2. Principais elementos de um Sistema BRT
- Sistema de informações
Rio de Janeiro-RJ (BRT Transoeste)
Belo Horizonte-MG
BRT MOVE Cristiano Machado
Extensão = 7,1 km
Demanda = 300 mil passageiros/dia
3. BRT nas cidades brasileiras
BRT MOVE Antônio Carlos
Extensão = 14,7 km
BRT MOVE Hipercentro
Extensão = 11,3 km
3. BRT nas cidades brasileiras
Brasília-DF
BRT Expresso DF Sul
Extensão = 43 km
Moradores beneficiados = 220 mil
Fonte: NTU
3. BRT nas cidades brasileiras
Curitiba-PR
Rede de BRTs
Extensão = 81 km
Planejamento urbano: Sistema BRT
é um dos componentes do sistema
trinário
Fonte: URBS
3. BRT nas cidades brasileiras
Goiânia-GO
BRT Eixo Anhanguera
Extensão = 10,5 km
Demanda = 88,3 mil passageiros/dia
Fonte: Consórcio RMTC
3. BRT nas cidades brasileiras
Rio de Janeiro-RJ
BRT Transoeste
Extensão = 56 km
Demanda = 4 milhões passageiros/mês
Fonte: Fetranspor
3. BRT nas cidades brasileiras
São Paulo-SP
BRT Expresso Tiradentes
Extensão = 12 km
Demanda = 60 mil passageiros/dia
Fonte: SPTrans
3. BRT nas cidades brasileiras
Uberlândia-MG
BRT João Naves de Ávila
Extensão = 7,5 km
Demanda = 35,1 mil passageiros/dia
Fonte: Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Settran)
5. Conclusões
Sistemas BRT + Corredores de Ônibus = 44,6% do total de projetos
4. Guia de Desenvolvimento de Projetos
1. Diagnóstico;
2. Identificação dos corredores;
3. Seleção dos corredores;
4. Detalhamento da qualificação dos corredores;
5. Opções de intervenções;
6. Plano de circulação/sinalização/implantação;
7. Tratamento dos elementos fundamentais; e
8. Estimativa de custos e benefícios.
4. Guia de Desenvolvimento de Projetos
4. Guia de Desenvolvimento de Projetos
Cenário Proposto: uma faixa exclusiva por sentido
Cenário Proposto: duas faixas exclusivas por sentido
4. Guia de Desenvolvimento de Projetos
Elementos fundamentais
Sinalização
Vertical
Abrigo
Faixa contínua
de sinalização
horizontal
Recuo
Painel de
Informações
4. Guia de Desenvolvimento de Projetos
Níveis de intervenção e itens de custo
4. Guia de Desenvolvimento de Projetos
Resultado da simulação para as situações propostas
4. Guia de Desenvolvimento de Projetos
Velocidade operacional dos ônibus = aumento de 75% pista norte e 55% pista sul
Velocidade dos automóveis particulares = redução de 5% apenas na pista norte
5. Conclusões
1. Transporte público e acessibilidade são as preocupações e os desafios para os
governantes municipais;
2. Após um descaso de mais de 40 anos, o Governo Federal tem sinalizado com
grandes investimentos na priorização do transporte público;
3. Modernização das formas de contratação e gestão dos serviços de transportes;
4. Sistemas BRT: atualmente é a solução mais vantajosa operacional e
economicamente;
5. Sistemas BRT: tecnologia globalizada utilizada mundialmente (presente nos 5
continentes) e nacionalmente (7 cidades brasileiras); e
6. Concepção de rede de transporte: os sistemas BRT devem estar inseridos em uma
rede de transporte público por meio de integrações estratégicas.
Obrigado!
Matteus Freitas
matteus@ntu.org.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

MODELO DE ANÁLISE DAS ACESSIBILIDADES RODOVIÁRIAS DE MOÇAMBIQUE
MODELO DE ANÁLISE DAS ACESSIBILIDADES RODOVIÁRIAS DE MOÇAMBIQUEMODELO DE ANÁLISE DAS ACESSIBILIDADES RODOVIÁRIAS DE MOÇAMBIQUE
MODELO DE ANÁLISE DAS ACESSIBILIDADES RODOVIÁRIAS DE MOÇAMBIQUE
Guitts Isel
 
Apresentação metrorec
Apresentação metrorecApresentação metrorec
Apresentação metrorec
Daniel Guedes
 
Economia regional e urbana trabalho-3
Economia regional e urbana   trabalho-3Economia regional e urbana   trabalho-3
Economia regional e urbana trabalho-3
Helder Ferreira
 

Mais procurados (20)

Carlos Osório - Linha 2 Estácio - Carioca - Praça XV - 01/12/2015 Clube de En...
Carlos Osório - Linha 2 Estácio - Carioca - Praça XV - 01/12/2015 Clube de En...Carlos Osório - Linha 2 Estácio - Carioca - Praça XV - 01/12/2015 Clube de En...
Carlos Osório - Linha 2 Estácio - Carioca - Praça XV - 01/12/2015 Clube de En...
 
Rede Metro Chico
Rede Metro ChicoRede Metro Chico
Rede Metro Chico
 
Apresentação Por Dentro do Metrô Rio Twitter 2010
Apresentação Por Dentro do Metrô Rio Twitter 2010Apresentação Por Dentro do Metrô Rio Twitter 2010
Apresentação Por Dentro do Metrô Rio Twitter 2010
 
Trens Regionais
Trens RegionaisTrens Regionais
Trens Regionais
 
Apresentação Por Dentro do MetrôRio 2012
Apresentação Por Dentro do MetrôRio 2012Apresentação Por Dentro do MetrôRio 2012
Apresentação Por Dentro do MetrôRio 2012
 
Turismo Ferroviário de Santa Catarina - TCC Univali
Turismo Ferroviário de Santa Catarina - TCC UnivaliTurismo Ferroviário de Santa Catarina - TCC Univali
Turismo Ferroviário de Santa Catarina - TCC Univali
 
Sspi day 13 maio-2014 - rscc
Sspi day 13 maio-2014 - rsccSspi day 13 maio-2014 - rscc
Sspi day 13 maio-2014 - rscc
 
QUERO Metrô 0.9: Geral
QUERO Metrô 0.9: GeralQUERO Metrô 0.9: Geral
QUERO Metrô 0.9: Geral
 
Apresentacao faixa reverivel v04
Apresentacao faixa reverivel   v04Apresentacao faixa reverivel   v04
Apresentacao faixa reverivel v04
 
Apresentação QueroMetrô! no Clube de Engenharia 20131113
Apresentação QueroMetrô! no Clube de Engenharia 20131113Apresentação QueroMetrô! no Clube de Engenharia 20131113
Apresentação QueroMetrô! no Clube de Engenharia 20131113
 
Roberto Gregório URBS/SIBRT - Una Red Integrada de Dimensiones Metropolitanas
Roberto Gregório URBS/SIBRT - Una Red Integrada de Dimensiones MetropolitanasRoberto Gregório URBS/SIBRT - Una Red Integrada de Dimensiones Metropolitanas
Roberto Gregório URBS/SIBRT - Una Red Integrada de Dimensiones Metropolitanas
 
Plano diretor/Emdec 9/3/17
Plano diretor/Emdec 9/3/17Plano diretor/Emdec 9/3/17
Plano diretor/Emdec 9/3/17
 
Programa investimento 2007-2010 do METRO e CPTM em São Paulo
Programa investimento 2007-2010 do METRO e CPTM em São PauloPrograma investimento 2007-2010 do METRO e CPTM em São Paulo
Programa investimento 2007-2010 do METRO e CPTM em São Paulo
 
Dossiê Projeto Campus Acessível - Acessibilidade UFBA - 2015
Dossiê Projeto Campus Acessível - Acessibilidade UFBA - 2015Dossiê Projeto Campus Acessível - Acessibilidade UFBA - 2015
Dossiê Projeto Campus Acessível - Acessibilidade UFBA - 2015
 
11 estudo de_viab_técnico-econ_para_op_de_brt_ou_faixa_hov
11 estudo de_viab_técnico-econ_para_op_de_brt_ou_faixa_hov11 estudo de_viab_técnico-econ_para_op_de_brt_ou_faixa_hov
11 estudo de_viab_técnico-econ_para_op_de_brt_ou_faixa_hov
 
Proposta NGMA UFBA
Proposta NGMA UFBAProposta NGMA UFBA
Proposta NGMA UFBA
 
MODELO DE ANÁLISE DAS ACESSIBILIDADES RODOVIÁRIAS DE MOÇAMBIQUE
MODELO DE ANÁLISE DAS ACESSIBILIDADES RODOVIÁRIAS DE MOÇAMBIQUEMODELO DE ANÁLISE DAS ACESSIBILIDADES RODOVIÁRIAS DE MOÇAMBIQUE
MODELO DE ANÁLISE DAS ACESSIBILIDADES RODOVIÁRIAS DE MOÇAMBIQUE
 
Apresentação metrorec
Apresentação metrorecApresentação metrorec
Apresentação metrorec
 
Economia regional e urbana trabalho-3
Economia regional e urbana   trabalho-3Economia regional e urbana   trabalho-3
Economia regional e urbana trabalho-3
 
Sistema Integrado de Transporte Metropolitano, 3° Rodadas de Inovação
Sistema Integrado de Transporte Metropolitano, 3° Rodadas de InovaçãoSistema Integrado de Transporte Metropolitano, 3° Rodadas de Inovação
Sistema Integrado de Transporte Metropolitano, 3° Rodadas de Inovação
 

Destaque (10)

Balanço Final do Governo Lula - livro 5 (cap. 6)
Balanço Final do Governo Lula - livro 5 (cap. 6)Balanço Final do Governo Lula - livro 5 (cap. 6)
Balanço Final do Governo Lula - livro 5 (cap. 6)
 
As cidades brasileiras e a Agropecuária
As cidades brasileiras e a  AgropecuáriaAs cidades brasileiras e a  Agropecuária
As cidades brasileiras e a Agropecuária
 
As cidades brasileiras
As cidades brasileiras As cidades brasileiras
As cidades brasileiras
 
Formação das cidades brasileiras
Formação das cidades brasileirasFormação das cidades brasileiras
Formação das cidades brasileiras
 
Geografia as cidades brasileiras
Geografia   as cidades brasileirasGeografia   as cidades brasileiras
Geografia as cidades brasileiras
 
www.centroapoio.com - Geografia - Urbanização - Vídeo Aula
www.centroapoio.com - Geografia - Urbanização - Vídeo Aulawww.centroapoio.com - Geografia - Urbanização - Vídeo Aula
www.centroapoio.com - Geografia - Urbanização - Vídeo Aula
 
Aula 1 parte_2
Aula 1 parte_2Aula 1 parte_2
Aula 1 parte_2
 
Tipos de mapas
Tipos de mapasTipos de mapas
Tipos de mapas
 
Mapas temáticos - Aula 01
Mapas temáticos - Aula 01Mapas temáticos - Aula 01
Mapas temáticos - Aula 01
 
Formas de representação da superfície terrestre
Formas de representação da superfície terrestreFormas de representação da superfície terrestre
Formas de representação da superfície terrestre
 

Semelhante a Os BRTs nas cidades Brasileiras

Apresentação - Germano Travassos
Apresentação - Germano TravassosApresentação - Germano Travassos
Apresentação - Germano Travassos
PrefeituraRecife
 
Projeto do Anel de Alta Performance do Transporte Público é apresentado na AD...
Projeto do Anel de Alta Performance do Transporte Público é apresentado na AD...Projeto do Anel de Alta Performance do Transporte Público é apresentado na AD...
Projeto do Anel de Alta Performance do Transporte Público é apresentado na AD...
Amar Jardim Oceânico
 
06 nov13 manual faixas exclusivas de ônibus urbanos - experiências de sucesso
06 nov13   manual faixas exclusivas de ônibus urbanos - experiências de sucesso06 nov13   manual faixas exclusivas de ônibus urbanos - experiências de sucesso
06 nov13 manual faixas exclusivas de ônibus urbanos - experiências de sucesso
Roberta Soares
 

Semelhante a Os BRTs nas cidades Brasileiras (20)

Ramon Victor Cesar - BHTrans - Plan de Movilidad Urbana de Belo Horizonte
Ramon Victor Cesar - BHTrans - Plan de Movilidad Urbana de Belo HorizonteRamon Victor Cesar - BHTrans - Plan de Movilidad Urbana de Belo Horizonte
Ramon Victor Cesar - BHTrans - Plan de Movilidad Urbana de Belo Horizonte
 
Cadernos tecnicos sistemasprioridadeonibus
Cadernos tecnicos sistemasprioridadeonibusCadernos tecnicos sistemasprioridadeonibus
Cadernos tecnicos sistemasprioridadeonibus
 
Itdp brasil pp-tp - avaliação brt - recife-pe - 20171113
Itdp brasil   pp-tp - avaliação brt - recife-pe - 20171113Itdp brasil   pp-tp - avaliação brt - recife-pe - 20171113
Itdp brasil pp-tp - avaliação brt - recife-pe - 20171113
 
SIBRT: Encuentro Internacional de Mejores Prácticas en Políticas Públicas, Fi...
SIBRT: Encuentro Internacional de Mejores Prácticas en Políticas Públicas, Fi...SIBRT: Encuentro Internacional de Mejores Prácticas en Políticas Públicas, Fi...
SIBRT: Encuentro Internacional de Mejores Prácticas en Políticas Públicas, Fi...
 
MOBILIDADE URBANA- "BRT": QUALIFICAÇÃO DO SISTEMA OPERACIONAL
MOBILIDADE URBANA- "BRT": QUALIFICAÇÃO  DO SISTEMA OPERACIONALMOBILIDADE URBANA- "BRT": QUALIFICAÇÃO  DO SISTEMA OPERACIONAL
MOBILIDADE URBANA- "BRT": QUALIFICAÇÃO DO SISTEMA OPERACIONAL
 
Classificação brt
Classificação brtClassificação brt
Classificação brt
 
Apresentação - Germano Travassos
Apresentação - Germano TravassosApresentação - Germano Travassos
Apresentação - Germano Travassos
 
Projeto do Anel de Alta Performance do Transporte Público é apresentado na AD...
Projeto do Anel de Alta Performance do Transporte Público é apresentado na AD...Projeto do Anel de Alta Performance do Transporte Público é apresentado na AD...
Projeto do Anel de Alta Performance do Transporte Público é apresentado na AD...
 
(Amparo) rt02 diretrizes
(Amparo) rt02 diretrizes(Amparo) rt02 diretrizes
(Amparo) rt02 diretrizes
 
Cadernos tecnicos vlt
Cadernos tecnicos vltCadernos tecnicos vlt
Cadernos tecnicos vlt
 
Plano de Qualidade da CET - 2003
Plano de Qualidade da CET - 2003Plano de Qualidade da CET - 2003
Plano de Qualidade da CET - 2003
 
Apresentação da avaliação sobre o Plano de Metas Agenda 2012
Apresentação da avaliação sobre o Plano de Metas Agenda 2012Apresentação da avaliação sobre o Plano de Metas Agenda 2012
Apresentação da avaliação sobre o Plano de Metas Agenda 2012
 
PlanMob Alvorada - Apresentação do Plano de Trabalho
PlanMob Alvorada - Apresentação do Plano de TrabalhoPlanMob Alvorada - Apresentação do Plano de Trabalho
PlanMob Alvorada - Apresentação do Plano de Trabalho
 
Seminário tecnologia da logística na copa 2014
Seminário tecnologia da logística na copa 2014Seminário tecnologia da logística na copa 2014
Seminário tecnologia da logística na copa 2014
 
mobiRio
mobiRiomobiRio
mobiRio
 
Termo de Referência BRT das Rodovias RJ-104 e RJ-106
Termo de Referência BRT das Rodovias RJ-104 e RJ-106Termo de Referência BRT das Rodovias RJ-104 e RJ-106
Termo de Referência BRT das Rodovias RJ-104 e RJ-106
 
06 nov13 manual faixas exclusivas de ônibus urbanos - experiências de sucesso
06 nov13   manual faixas exclusivas de ônibus urbanos - experiências de sucesso06 nov13   manual faixas exclusivas de ônibus urbanos - experiências de sucesso
06 nov13 manual faixas exclusivas de ônibus urbanos - experiências de sucesso
 
Manula dnit
Manula dnitManula dnit
Manula dnit
 
07_angelovamo_fortaleza_fgv.pdf
07_angelovamo_fortaleza_fgv.pdf07_angelovamo_fortaleza_fgv.pdf
07_angelovamo_fortaleza_fgv.pdf
 
Porto Alegre implanta sistema de ônibus BRT
Porto Alegre implanta sistema de ônibus BRTPorto Alegre implanta sistema de ônibus BRT
Porto Alegre implanta sistema de ônibus BRT
 

Mais de Andre Dantas

Mais de Andre Dantas (20)

Lições aprendidas no Vale do Silício
Lições aprendidas no Vale do SilícioLições aprendidas no Vale do Silício
Lições aprendidas no Vale do Silício
 
Anuário NTU 2016-2017
Anuário NTU 2016-2017Anuário NTU 2016-2017
Anuário NTU 2016-2017
 
Brazilian efforts to minimize the impact of informal transport
Brazilian efforts to minimize the impact of informal transportBrazilian efforts to minimize the impact of informal transport
Brazilian efforts to minimize the impact of informal transport
 
Sistemas Inteligentes de Transporte (ITS) no transporte público urbano
Sistemas Inteligentes de Transporte (ITS) no transporte público urbanoSistemas Inteligentes de Transporte (ITS) no transporte público urbano
Sistemas Inteligentes de Transporte (ITS) no transporte público urbano
 
Tendências de bilhetagem eletrônica: Casos de uso Cartões Dupla função
Tendências de bilhetagem eletrônica: Casos de uso Cartões Dupla funçãoTendências de bilhetagem eletrônica: Casos de uso Cartões Dupla função
Tendências de bilhetagem eletrônica: Casos de uso Cartões Dupla função
 
Costos del transporte público por buses en Brasil
Costos del transporte público por buses en BrasilCostos del transporte público por buses en Brasil
Costos del transporte público por buses en Brasil
 
Custos do Transporte Público por Ônibus no Brasil
Custos do Transporte Público por Ônibus no BrasilCustos do Transporte Público por Ônibus no Brasil
Custos do Transporte Público por Ônibus no Brasil
 
Los avances en la priorización del transporte público en autobús en Brasil
Los avances en la priorización del transporte público en autobús en BrasilLos avances en la priorización del transporte público en autobús en Brasil
Los avances en la priorización del transporte público en autobús en Brasil
 
Priorização do Transporte Público por Ônibus
Priorização do Transporte Público por ÔnibusPriorização do Transporte Público por Ônibus
Priorização do Transporte Público por Ônibus
 
Energy Risks to Activity Systems as a function of urban form
Energy Risks to Activity Systems as a function of urban formEnergy Risks to Activity Systems as a function of urban form
Energy Risks to Activity Systems as a function of urban form
 
Livestock evacuation or not: An emergency response assessment of natural disa...
Livestock evacuation or not: An emergency response assessment of natural disa...Livestock evacuation or not: An emergency response assessment of natural disa...
Livestock evacuation or not: An emergency response assessment of natural disa...
 
ASLEEP AT THE WHEEL: OIL ADDICTION IMPLICATIONS FOR URBAN TRANSPORT
ASLEEP AT THE WHEEL: OIL ADDICTION IMPLICATIONS FOR URBAN TRANSPORTASLEEP AT THE WHEEL: OIL ADDICTION IMPLICATIONS FOR URBAN TRANSPORT
ASLEEP AT THE WHEEL: OIL ADDICTION IMPLICATIONS FOR URBAN TRANSPORT
 
PPP around the World: Learning from the experience
PPP around the World: Learning from the experiencePPP around the World: Learning from the experience
PPP around the World: Learning from the experience
 
Impact of Transport Infrastructure Policies
Impact of Transport Infrastructure PoliciesImpact of Transport Infrastructure Policies
Impact of Transport Infrastructure Policies
 
Resiliência organizacional
Resiliência organizacionalResiliência organizacional
Resiliência organizacional
 
A data-information sharing framework for roading organizations’ response to a...
A data-information sharing framework for roading organizations’ response to a...A data-information sharing framework for roading organizations’ response to a...
A data-information sharing framework for roading organizations’ response to a...
 
Analysis and Evaluation of Road Pricing Benefits and Costs
Analysis and Evaluation of Road Pricing Benefits and CostsAnalysis and Evaluation of Road Pricing Benefits and Costs
Analysis and Evaluation of Road Pricing Benefits and Costs
 
Neural-Geo-Temporal approach to travel demand modelling
Neural-Geo-Temporal approach to travel demand modellingNeural-Geo-Temporal approach to travel demand modelling
Neural-Geo-Temporal approach to travel demand modelling
 
Public Transport and Sustainable Development
Public Transport and Sustainable DevelopmentPublic Transport and Sustainable Development
Public Transport and Sustainable Development
 
ITS and Emergency Management: An organisation-focused approach
ITS and Emergency Management: An organisation-focused approachITS and Emergency Management: An organisation-focused approach
ITS and Emergency Management: An organisation-focused approach
 

Último

AE01 -ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL -COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE01 -ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL -COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...AE01 -ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL -COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE01 -ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL -COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
Consultoria Acadêmica
 
AE02 - MAQUINAS TÉRMICAS UNICESUMAR 52/2024
AE02 - MAQUINAS TÉRMICAS UNICESUMAR 52/2024AE02 - MAQUINAS TÉRMICAS UNICESUMAR 52/2024
AE02 - MAQUINAS TÉRMICAS UNICESUMAR 52/2024
Consultoria Acadêmica
 
ATIVIDADE 2 - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - ok.pdf
ATIVIDADE 2 - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - ok.pdfATIVIDADE 2 - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - ok.pdf
ATIVIDADE 2 - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - ok.pdf
Colaborar Educacional
 

Último (7)

AE01 -ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL -COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE01 -ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL -COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...AE01 -ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL -COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE01 -ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL -COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
 
Aula 03 - Gestão da Manutenção - OS e Software de Gerenciamento de Manutenção...
Aula 03 - Gestão da Manutenção - OS e Software de Gerenciamento de Manutenção...Aula 03 - Gestão da Manutenção - OS e Software de Gerenciamento de Manutenção...
Aula 03 - Gestão da Manutenção - OS e Software de Gerenciamento de Manutenção...
 
Checklist de renovação de AVCB -Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros.pdf
Checklist de renovação de AVCB -Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros.pdfChecklist de renovação de AVCB -Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros.pdf
Checklist de renovação de AVCB -Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros.pdf
 
AE02 - MAQUINAS TÉRMICAS UNICESUMAR 52/2024
AE02 - MAQUINAS TÉRMICAS UNICESUMAR 52/2024AE02 - MAQUINAS TÉRMICAS UNICESUMAR 52/2024
AE02 - MAQUINAS TÉRMICAS UNICESUMAR 52/2024
 
ATIVIDADE 2 - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - ok.pdf
ATIVIDADE 2 - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - ok.pdfATIVIDADE 2 - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - ok.pdf
ATIVIDADE 2 - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - ok.pdf
 
ST 2024 Statum Apresentação Comercial - VF
ST 2024 Statum Apresentação Comercial - VFST 2024 Statum Apresentação Comercial - VF
ST 2024 Statum Apresentação Comercial - VF
 
AE01 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL RELACOES DE CONSUMO E SUSTENTABILI...
AE01 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  RELACOES DE CONSUMO E SUSTENTABILI...AE01 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  RELACOES DE CONSUMO E SUSTENTABILI...
AE01 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL RELACOES DE CONSUMO E SUSTENTABILI...
 

Os BRTs nas cidades Brasileiras

  • 1. 59ª Reunião do Fórum Mineiro de Gerenciadores de Transporte Público Juiz de Fora - MG 08 de maio de 2014 Os BRTs nas cidades Brasileiras Matteus Freitas Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos - NTU
  • 2. Estrutura da Apresentação 1. Conceito: O que é BRT?; 2. Principais elementos de um Sistema BRT; 3. BRT nas cidades brasileiras; 4. Guia de Desenvolvimento de Projetos; e 5. Conclusões.
  • 3. 1. Conceito de BRT “O BRT (Bus Rapid Transit) é um sistema de transporte coletivo de alto desempenho e qualidade que utiliza veículos sobre pneus e opera na superfície viária em faixa dedicada.” ‘Conceitos e Elementos de Custos de Sistemas BRT – Relatório Técnico’
  • 4. 2. Principais elementos de um Sistema BRT - Espaço Viário Dedicado Rio de Janeiro-RJ (BRT Transoeste)
  • 5. 2. Principais elementos de um Sistema BRT - Estações fechadas: pagamento antecipado Belo Horizonte-MG (BRT MOVE)
  • 6. 2. Principais elementos de um Sistema BRT - Ônibus modernos e de alta capacidade de transporte São Paulo-SP (BRT Expresso Tiradentes)
  • 7. 2. Principais elementos de um Sistema BRT - Embarque em nível Curitiba-PR (BRT Linha Verde)
  • 8. 2. Principais elementos de um Sistema BRT - Sistema de informações Rio de Janeiro-RJ (BRT Transoeste)
  • 9. Belo Horizonte-MG BRT MOVE Cristiano Machado Extensão = 7,1 km Demanda = 300 mil passageiros/dia 3. BRT nas cidades brasileiras BRT MOVE Antônio Carlos Extensão = 14,7 km BRT MOVE Hipercentro Extensão = 11,3 km
  • 10. 3. BRT nas cidades brasileiras Brasília-DF BRT Expresso DF Sul Extensão = 43 km Moradores beneficiados = 220 mil Fonte: NTU
  • 11. 3. BRT nas cidades brasileiras Curitiba-PR Rede de BRTs Extensão = 81 km Planejamento urbano: Sistema BRT é um dos componentes do sistema trinário Fonte: URBS
  • 12. 3. BRT nas cidades brasileiras Goiânia-GO BRT Eixo Anhanguera Extensão = 10,5 km Demanda = 88,3 mil passageiros/dia Fonte: Consórcio RMTC
  • 13. 3. BRT nas cidades brasileiras Rio de Janeiro-RJ BRT Transoeste Extensão = 56 km Demanda = 4 milhões passageiros/mês Fonte: Fetranspor
  • 14. 3. BRT nas cidades brasileiras São Paulo-SP BRT Expresso Tiradentes Extensão = 12 km Demanda = 60 mil passageiros/dia Fonte: SPTrans
  • 15. 3. BRT nas cidades brasileiras Uberlândia-MG BRT João Naves de Ávila Extensão = 7,5 km Demanda = 35,1 mil passageiros/dia Fonte: Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Settran)
  • 16. 5. Conclusões Sistemas BRT + Corredores de Ônibus = 44,6% do total de projetos
  • 17. 4. Guia de Desenvolvimento de Projetos
  • 18. 1. Diagnóstico; 2. Identificação dos corredores; 3. Seleção dos corredores; 4. Detalhamento da qualificação dos corredores; 5. Opções de intervenções; 6. Plano de circulação/sinalização/implantação; 7. Tratamento dos elementos fundamentais; e 8. Estimativa de custos e benefícios. 4. Guia de Desenvolvimento de Projetos
  • 19. 4. Guia de Desenvolvimento de Projetos Cenário Proposto: uma faixa exclusiva por sentido
  • 20. Cenário Proposto: duas faixas exclusivas por sentido 4. Guia de Desenvolvimento de Projetos
  • 21. Elementos fundamentais Sinalização Vertical Abrigo Faixa contínua de sinalização horizontal Recuo Painel de Informações 4. Guia de Desenvolvimento de Projetos
  • 22. Níveis de intervenção e itens de custo 4. Guia de Desenvolvimento de Projetos
  • 23. Resultado da simulação para as situações propostas 4. Guia de Desenvolvimento de Projetos Velocidade operacional dos ônibus = aumento de 75% pista norte e 55% pista sul Velocidade dos automóveis particulares = redução de 5% apenas na pista norte
  • 24. 5. Conclusões 1. Transporte público e acessibilidade são as preocupações e os desafios para os governantes municipais; 2. Após um descaso de mais de 40 anos, o Governo Federal tem sinalizado com grandes investimentos na priorização do transporte público; 3. Modernização das formas de contratação e gestão dos serviços de transportes; 4. Sistemas BRT: atualmente é a solução mais vantajosa operacional e economicamente; 5. Sistemas BRT: tecnologia globalizada utilizada mundialmente (presente nos 5 continentes) e nacionalmente (7 cidades brasileiras); e 6. Concepção de rede de transporte: os sistemas BRT devem estar inseridos em uma rede de transporte público por meio de integrações estratégicas.