SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
COMPUTADOR / INTERNET COMO INSTRUMENTOS DE APRENDIZAGEM: UMA REFLEXÃO A PARTIR DA ABORDAGEM  PSICOLÓGICA HISTÓRICO-CULTURAL Maria Teresa de Assunção Freitas (PPGE – Universidade Federal de Juiz de Fora)
[object Object],[object Object],[object Object],Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
A escola diante da inovação do digital “ é uma instituição que há cinco mil anos se baseia no falar/ditar do mestre, na escrita manuscrita do aluno e, há quatro séculos, em um uso moderado da impressão” (Lévy, 1996ª, p.8-9). Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
Computadores e internet são introduzidos na escola como símbolo de renovação e modernidade, centrando-se a inovação na tecnologia como elemento inovador. Isso é superficial e muito pouco, pois por si só, essa tecnologia não pode realizar a esperada revolução pedagógica.  Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
[object Object],[object Object],Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
É importante compreender que estes instrumentos, considerados por si mesmos, são apenas  objetos coisas máquinas E que é a  MEDIAÇÃO HUMANA   em seu contexto  de utilização que os transforma como meios de ensino instrumentos de aprendizagem Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
A verdadeira integração do computador / internet na realidade da escola supõe ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
Ciclo das inovações tecnológicas na escola (Salvat, 2000) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
[object Object],[object Object],Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
Os  atuais professores pertencem a uma geração de transição no que se refere ao computador/internet. Eles podem ser considerados “estrangeiros digitais” diante de seus alunos “nativos digitais”.  Essa diferença de culturas precisa ser enfrentada para que o diálogo entre elas aconteça. Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
Os professores de todos os níveis educacionais precisam se aproximar desta nova cultura e aprender com os que dela participam: ,[object Object],[object Object],Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
Computador / internet: instrumentos culturais de aprendizagem  Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
Como compreender o computador e a internet  como instrumentos culturais de aprendizagem? ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Procurando responder essa questão apresento uma reflexão a partir da perspectiva histórico-cultural discutindo os sentidos dos termos Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
O caminho do objeto até a criança e desta até o objeto passa através de outra pessoa. Essa estrutura humana complexa é o produto de um processo de desenvolvimento profundamente enraizado nas ligações entre história individual e história social” (Vygotsky, 1991, p. 33) Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
O conceito de mediação é central em sua teoria e para melhor compreende-lo é preciso partir do que o autor considera como instrumento. A noção de instrumento não pode ser considerada desvinculada da perspectiva do desenvolvimento humano visto como o entrelaçamento do natural, biológico com o cultural. Vygotsky constrói a partir dessa idéia de instrumento material uma analogia para chegar ao conceito de instrumento psicológico ou signo, procurando mostrar em que eles se distinguem. Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
A diferença mais essencial entre signo e instrumento, e a base da divergência real entre as duas linhas, consiste nas diferentes maneiras com que eles orientam o comportamento humano. A função do instrumento é servir como um condutor da influência humana sobre o objeto da atividade; ele é orientado  externamente ; deve necessariamente levar a mudanças nos objetos. Constitui um meio pelo qual a atividade humana externa é dirigida para o controle e o domínio da natureza. O signo, por outro lado, não modifica em nada o objeto da operação psicológica. Constitui um meio da atividade interna dirigido para o controle do próprio indivíduo; o signo é orientado  internamente . Essas atividades são tão diferentes uma da outra, que a natureza dos meios por elas utilizados não pode ser a mesma. (Vygotsky, 1991, p.62) Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
A cultura é o produto, ao mesmo tempo, da vida social e da atividade social do homem” (Vygotsky, 1997, 106) A cultura é uma produção humana e que essa produção tem como fontes a vida social e a atividade social do homem.  Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
Pino (2005) afirma Instrumentos e símbolos constituem os dois  meios  de produção da cultura.[...] Esses dois  meios  de natureza tão diferente  têm em comum o fato, já apontado por Vygtoky, de serem mediadores da ação humana  - sobre a natureza, no caso do instrumento, e sobre as pessoas, no caso do símbolo. [...] ...ambos  são já produto dessa mesma ação humana. Ora, o que define o  produto  da ação humana é que ela é a concretização da idéia que dirige a ação.[...]  Todas as produções  humanas , ou seja, aquelas que  reúnem as características que lhe conferem o sentido do  humano , são produções culturais e se caracterizam por serem constituídas por dois componentes: um material e outro simbólico, um dado pela natureza e outro agregado pelo homem. (p. 90-91) Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Introdução a cibercultura
Introdução a ciberculturaIntrodução a cibercultura
Introdução a ciberculturaAline Corso
 
Semana 2 Informática Educativa I - NTEM
Semana 2 Informática Educativa I - NTEMSemana 2 Informática Educativa I - NTEM
Semana 2 Informática Educativa I - NTEMValdir Almeida
 
Cibercultura e Educação - Desafios
Cibercultura e Educação - DesafiosCibercultura e Educação - Desafios
Cibercultura e Educação - DesafiosMAURILIO LUIELE
 
Tecnologia no ambiente educacional
Tecnologia no ambiente educacionalTecnologia no ambiente educacional
Tecnologia no ambiente educacionalWerkson Azeredo
 
O que é cibercultura e ciberespaço?
O que é cibercultura e ciberespaço?O que é cibercultura e ciberespaço?
O que é cibercultura e ciberespaço?Aline Corso
 
Formação de leitores na cultura digital
Formação de leitores na cultura digital Formação de leitores na cultura digital
Formação de leitores na cultura digital Bianca Santana
 
Cibercultura e Sistemas de Informação
Cibercultura e Sistemas de InformaçãoCibercultura e Sistemas de Informação
Cibercultura e Sistemas de InformaçãoMariano Pimentel
 

Mais procurados (13)

Tics na ead
Tics na eadTics na ead
Tics na ead
 
Introdução a cibercultura
Introdução a ciberculturaIntrodução a cibercultura
Introdução a cibercultura
 
Cibercultura
CiberculturaCibercultura
Cibercultura
 
Semana 2 Informática Educativa I - NTEM
Semana 2 Informática Educativa I - NTEMSemana 2 Informática Educativa I - NTEM
Semana 2 Informática Educativa I - NTEM
 
Cibercultura
CiberculturaCibercultura
Cibercultura
 
Cibercultura e Educação - Desafios
Cibercultura e Educação - DesafiosCibercultura e Educação - Desafios
Cibercultura e Educação - Desafios
 
Trabalho final cibercultura
Trabalho final   ciberculturaTrabalho final   cibercultura
Trabalho final cibercultura
 
Tecnologia no ambiente educacional
Tecnologia no ambiente educacionalTecnologia no ambiente educacional
Tecnologia no ambiente educacional
 
O que é cibercultura e ciberespaço?
O que é cibercultura e ciberespaço?O que é cibercultura e ciberespaço?
O que é cibercultura e ciberespaço?
 
Formação de leitores na cultura digital
Formação de leitores na cultura digital Formação de leitores na cultura digital
Formação de leitores na cultura digital
 
Tecnologias da informação
Tecnologias da informaçãoTecnologias da informação
Tecnologias da informação
 
Cibercultura
CiberculturaCibercultura
Cibercultura
 
Cibercultura e Sistemas de Informação
Cibercultura e Sistemas de InformaçãoCibercultura e Sistemas de Informação
Cibercultura e Sistemas de Informação
 

Semelhante a Computador e Internet como instrumentos culturais de aprendizagem

Tecnologia ou metodologia? Uma análise da EAD como modalidade de ensino-apren...
Tecnologia ou metodologia? Uma análise da EAD como modalidade de ensino-apren...Tecnologia ou metodologia? Uma análise da EAD como modalidade de ensino-apren...
Tecnologia ou metodologia? Uma análise da EAD como modalidade de ensino-apren...Luiza Carvalho
 
A lousa digital como recurso pedagógico - algumas reflexões
A lousa digital como recurso pedagógico - algumas reflexõesA lousa digital como recurso pedagógico - algumas reflexões
A lousa digital como recurso pedagógico - algumas reflexõesGeorge Gomes
 
Cibercultura e teoria da atividade
Cibercultura e teoria da atividadeCibercultura e teoria da atividade
Cibercultura e teoria da atividadeSuzicassia Ribeiro
 
CIBERCULTURA E TECNOLOGIAS MÓVEIS: ALGUMAS CONTRIBUIÇÕES PARA A DOCÊNCIA
CIBERCULTURA E TECNOLOGIAS MÓVEIS: ALGUMAS CONTRIBUIÇÕES PARA A DOCÊNCIACIBERCULTURA E TECNOLOGIAS MÓVEIS: ALGUMAS CONTRIBUIÇÕES PARA A DOCÊNCIA
CIBERCULTURA E TECNOLOGIAS MÓVEIS: ALGUMAS CONTRIBUIÇÕES PARA A DOCÊNCIAWaleska Medeiros de Souza
 
Trabalhopronto projeto 2011
Trabalhopronto projeto 2011Trabalhopronto projeto 2011
Trabalhopronto projeto 2011grupoodisseia
 
Projeto Interdisciplinar Odisséia
Projeto Interdisciplinar OdisséiaProjeto Interdisciplinar Odisséia
Projeto Interdisciplinar Odisséiagrupoodisseia
 
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?Bianca Santana
 
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TIC
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TICMemorial - Ensinando e Aprendendo com as TIC
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TICvalma fideles
 
Teorias Pedagógicas no Cntexto da Cibercultura
Teorias Pedagógicas no Cntexto da CiberculturaTeorias Pedagógicas no Cntexto da Cibercultura
Teorias Pedagógicas no Cntexto da CiberculturaVanilde Manfredi
 
Too3 tcc texto_informaticanoambienteescolar_sergio_marcos
Too3 tcc texto_informaticanoambienteescolar_sergio_marcosToo3 tcc texto_informaticanoambienteescolar_sergio_marcos
Too3 tcc texto_informaticanoambienteescolar_sergio_marcosSergioMarcos
 
Too3 tcc texto_informaticanoambienteescolar_sergio_marcos
Too3 tcc texto_informaticanoambienteescolar_sergio_marcosToo3 tcc texto_informaticanoambienteescolar_sergio_marcos
Too3 tcc texto_informaticanoambienteescolar_sergio_marcosSergioMarcos
 
A importância do computador na educação
A importância do computador na educaçãoA importância do computador na educação
A importância do computador na educaçãoAdanildo Fio
 
Conferencia Universidade de Cabo Verde 5 novembro 2014
Conferencia Universidade de Cabo Verde 5 novembro 2014Conferencia Universidade de Cabo Verde 5 novembro 2014
Conferencia Universidade de Cabo Verde 5 novembro 2014Universidade de Lisboa
 
Universidade federal fluminense
Universidade federal fluminenseUniversidade federal fluminense
Universidade federal fluminenseStg Shuba
 
Educação e cibercultura 2
Educação e cibercultura 2Educação e cibercultura 2
Educação e cibercultura 2Israel serique
 
Universidade federal fluminense
Universidade federal fluminenseUniversidade federal fluminense
Universidade federal fluminenseWallacedebem
 

Semelhante a Computador e Internet como instrumentos culturais de aprendizagem (20)

Tecnologia ou metodologia? Uma análise da EAD como modalidade de ensino-apren...
Tecnologia ou metodologia? Uma análise da EAD como modalidade de ensino-apren...Tecnologia ou metodologia? Uma análise da EAD como modalidade de ensino-apren...
Tecnologia ou metodologia? Uma análise da EAD como modalidade de ensino-apren...
 
A lousa digital como recurso pedagógico - algumas reflexões
A lousa digital como recurso pedagógico - algumas reflexõesA lousa digital como recurso pedagógico - algumas reflexões
A lousa digital como recurso pedagógico - algumas reflexões
 
Cibercultura e teoria da atividade
Cibercultura e teoria da atividadeCibercultura e teoria da atividade
Cibercultura e teoria da atividade
 
CIBERCULTURA E TECNOLOGIAS MÓVEIS: ALGUMAS CONTRIBUIÇÕES PARA A DOCÊNCIA
CIBERCULTURA E TECNOLOGIAS MÓVEIS: ALGUMAS CONTRIBUIÇÕES PARA A DOCÊNCIACIBERCULTURA E TECNOLOGIAS MÓVEIS: ALGUMAS CONTRIBUIÇÕES PARA A DOCÊNCIA
CIBERCULTURA E TECNOLOGIAS MÓVEIS: ALGUMAS CONTRIBUIÇÕES PARA A DOCÊNCIA
 
Trabalhopronto projeto 2011
Trabalhopronto projeto 2011Trabalhopronto projeto 2011
Trabalhopronto projeto 2011
 
Projeto Interdisciplinar Odisséia
Projeto Interdisciplinar OdisséiaProjeto Interdisciplinar Odisséia
Projeto Interdisciplinar Odisséia
 
Artigojunio
ArtigojunioArtigojunio
Artigojunio
 
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
 
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TIC
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TICMemorial - Ensinando e Aprendendo com as TIC
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TIC
 
Teorias Pedagógicas no Cntexto da Cibercultura
Teorias Pedagógicas no Cntexto da CiberculturaTeorias Pedagógicas no Cntexto da Cibercultura
Teorias Pedagógicas no Cntexto da Cibercultura
 
Too3 tcc texto_informaticanoambienteescolar_sergio_marcos
Too3 tcc texto_informaticanoambienteescolar_sergio_marcosToo3 tcc texto_informaticanoambienteescolar_sergio_marcos
Too3 tcc texto_informaticanoambienteescolar_sergio_marcos
 
Too3 tcc texto_informaticanoambienteescolar_sergio_marcos
Too3 tcc texto_informaticanoambienteescolar_sergio_marcosToo3 tcc texto_informaticanoambienteescolar_sergio_marcos
Too3 tcc texto_informaticanoambienteescolar_sergio_marcos
 
A importância do computador na educação
A importância do computador na educaçãoA importância do computador na educação
A importância do computador na educação
 
Universidade federal de pelotas do grupo para postar
Universidade federal de pelotas  do grupo para postarUniversidade federal de pelotas  do grupo para postar
Universidade federal de pelotas do grupo para postar
 
Universidade federal de pelotas do grupo para postar
Universidade federal de pelotas  do grupo para postarUniversidade federal de pelotas  do grupo para postar
Universidade federal de pelotas do grupo para postar
 
Conferencia Universidade de Cabo Verde 5 novembro 2014
Conferencia Universidade de Cabo Verde 5 novembro 2014Conferencia Universidade de Cabo Verde 5 novembro 2014
Conferencia Universidade de Cabo Verde 5 novembro 2014
 
Universidade federal fluminense
Universidade federal fluminenseUniversidade federal fluminense
Universidade federal fluminense
 
Educação e cibercultura 2
Educação e cibercultura 2Educação e cibercultura 2
Educação e cibercultura 2
 
Web2.0 aplicações 1
Web2.0   aplicações 1Web2.0   aplicações 1
Web2.0 aplicações 1
 
Universidade federal fluminense
Universidade federal fluminenseUniversidade federal fluminense
Universidade federal fluminense
 

Mais de Adriana Bruno

Live: Entre a raiz e a flor
Live: Entre a raiz e a florLive: Entre a raiz e a flor
Live: Entre a raiz e a florAdriana Bruno
 
Edu online didaticaonline
Edu online didaticaonlineEdu online didaticaonline
Edu online didaticaonlineAdriana Bruno
 
Do pos moderno pos colonial boaventura_santos
Do pos moderno pos colonial boaventura_santosDo pos moderno pos colonial boaventura_santos
Do pos moderno pos colonial boaventura_santosAdriana Bruno
 
Edu online introducao abordagens
Edu online introducao abordagensEdu online introducao abordagens
Edu online introducao abordagensAdriana Bruno
 
Criacao do site trabalho final
Criacao do site   trabalho finalCriacao do site   trabalho final
Criacao do site trabalho finalAdriana Bruno
 
Rotina de trabalho - EI - crianças especiais
Rotina de trabalho - EI - crianças especiaisRotina de trabalho - EI - crianças especiais
Rotina de trabalho - EI - crianças especiaisAdriana Bruno
 
As tic e as neurociencias
As tic e as neurociencias As tic e as neurociencias
As tic e as neurociencias Adriana Bruno
 
Modelo Roteiro curta
Modelo Roteiro curtaModelo Roteiro curta
Modelo Roteiro curtaAdriana Bruno
 
Como criar um_curta
Como criar um_curta Como criar um_curta
Como criar um_curta Adriana Bruno
 
Atividade Caminhada Fotografica
Atividade Caminhada FotograficaAtividade Caminhada Fotografica
Atividade Caminhada FotograficaAdriana Bruno
 
Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)
Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)
Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)Adriana Bruno
 
Apresentacao oficina-iespe-mai2018
Apresentacao oficina-iespe-mai2018Apresentacao oficina-iespe-mai2018
Apresentacao oficina-iespe-mai2018Adriana Bruno
 
Como criar um_curta - ok2017-Dri
Como criar um_curta - ok2017-DriComo criar um_curta - ok2017-Dri
Como criar um_curta - ok2017-DriAdriana Bruno
 
#Partiuprofessor docência-s contemporâneas no ensino (2)
 #Partiuprofessor  docência-s contemporâneas no ensino  (2) #Partiuprofessor  docência-s contemporâneas no ensino  (2)
#Partiuprofessor docência-s contemporâneas no ensino (2)Adriana Bruno
 
Adriana Bruno letramentos
Adriana Bruno letramentos Adriana Bruno letramentos
Adriana Bruno letramentos Adriana Bruno
 
Texto teorias educ dri_lu_joao_bertomeu_rev teias_ppge (2)
Texto teorias educ dri_lu_joao_bertomeu_rev teias_ppge (2)Texto teorias educ dri_lu_joao_bertomeu_rev teias_ppge (2)
Texto teorias educ dri_lu_joao_bertomeu_rev teias_ppge (2)Adriana Bruno
 
Grupar conceitos 2015
Grupar conceitos 2015Grupar conceitos 2015
Grupar conceitos 2015Adriana Bruno
 

Mais de Adriana Bruno (20)

Live: Entre a raiz e a flor
Live: Entre a raiz e a florLive: Entre a raiz e a flor
Live: Entre a raiz e a flor
 
Edu online didaticaonline
Edu online didaticaonlineEdu online didaticaonline
Edu online didaticaonline
 
Do pos moderno pos colonial boaventura_santos
Do pos moderno pos colonial boaventura_santosDo pos moderno pos colonial boaventura_santos
Do pos moderno pos colonial boaventura_santos
 
Edu online introducao abordagens
Edu online introducao abordagensEdu online introducao abordagens
Edu online introducao abordagens
 
Atividade memes
Atividade   memes Atividade   memes
Atividade memes
 
Criacao do site trabalho final
Criacao do site   trabalho finalCriacao do site   trabalho final
Criacao do site trabalho final
 
Rotina de trabalho - EI - crianças especiais
Rotina de trabalho - EI - crianças especiaisRotina de trabalho - EI - crianças especiais
Rotina de trabalho - EI - crianças especiais
 
As tic e as neurociencias
As tic e as neurociencias As tic e as neurociencias
As tic e as neurociencias
 
Modelo Roteiro curta
Modelo Roteiro curtaModelo Roteiro curta
Modelo Roteiro curta
 
Como criar um_curta
Como criar um_curta Como criar um_curta
Como criar um_curta
 
Atividade Caminhada Fotografica
Atividade Caminhada FotograficaAtividade Caminhada Fotografica
Atividade Caminhada Fotografica
 
Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)
Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)
Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)
 
Apresentacao oficina-iespe-mai2018
Apresentacao oficina-iespe-mai2018Apresentacao oficina-iespe-mai2018
Apresentacao oficina-iespe-mai2018
 
Como criar um_curta - ok2017-Dri
Como criar um_curta - ok2017-DriComo criar um_curta - ok2017-Dri
Como criar um_curta - ok2017-Dri
 
#Partiuprofessor docência-s contemporâneas no ensino (2)
 #Partiuprofessor  docência-s contemporâneas no ensino  (2) #Partiuprofessor  docência-s contemporâneas no ensino  (2)
#Partiuprofessor docência-s contemporâneas no ensino (2)
 
Adriana Bruno letramentos
Adriana Bruno letramentos Adriana Bruno letramentos
Adriana Bruno letramentos
 
Texto teorias educ dri_lu_joao_bertomeu_rev teias_ppge (2)
Texto teorias educ dri_lu_joao_bertomeu_rev teias_ppge (2)Texto teorias educ dri_lu_joao_bertomeu_rev teias_ppge (2)
Texto teorias educ dri_lu_joao_bertomeu_rev teias_ppge (2)
 
Grupar conceitos 2015
Grupar conceitos 2015Grupar conceitos 2015
Grupar conceitos 2015
 
Ensinar aprender
Ensinar aprenderEnsinar aprender
Ensinar aprender
 
Didatica dri
Didatica driDidatica dri
Didatica dri
 

Último

FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 

Último (20)

FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 

Computador e Internet como instrumentos culturais de aprendizagem

  • 1. COMPUTADOR / INTERNET COMO INSTRUMENTOS DE APRENDIZAGEM: UMA REFLEXÃO A PARTIR DA ABORDAGEM PSICOLÓGICA HISTÓRICO-CULTURAL Maria Teresa de Assunção Freitas (PPGE – Universidade Federal de Juiz de Fora)
  • 2.
  • 3. A escola diante da inovação do digital “ é uma instituição que há cinco mil anos se baseia no falar/ditar do mestre, na escrita manuscrita do aluno e, há quatro séculos, em um uso moderado da impressão” (Lévy, 1996ª, p.8-9). Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
  • 4. Computadores e internet são introduzidos na escola como símbolo de renovação e modernidade, centrando-se a inovação na tecnologia como elemento inovador. Isso é superficial e muito pouco, pois por si só, essa tecnologia não pode realizar a esperada revolução pedagógica. Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
  • 5.
  • 6. É importante compreender que estes instrumentos, considerados por si mesmos, são apenas objetos coisas máquinas E que é a MEDIAÇÃO HUMANA em seu contexto de utilização que os transforma como meios de ensino instrumentos de aprendizagem Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10. Os atuais professores pertencem a uma geração de transição no que se refere ao computador/internet. Eles podem ser considerados “estrangeiros digitais” diante de seus alunos “nativos digitais”. Essa diferença de culturas precisa ser enfrentada para que o diálogo entre elas aconteça. Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
  • 11.
  • 12. Computador / internet: instrumentos culturais de aprendizagem Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
  • 13.
  • 14. O caminho do objeto até a criança e desta até o objeto passa através de outra pessoa. Essa estrutura humana complexa é o produto de um processo de desenvolvimento profundamente enraizado nas ligações entre história individual e história social” (Vygotsky, 1991, p. 33) Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
  • 15. O conceito de mediação é central em sua teoria e para melhor compreende-lo é preciso partir do que o autor considera como instrumento. A noção de instrumento não pode ser considerada desvinculada da perspectiva do desenvolvimento humano visto como o entrelaçamento do natural, biológico com o cultural. Vygotsky constrói a partir dessa idéia de instrumento material uma analogia para chegar ao conceito de instrumento psicológico ou signo, procurando mostrar em que eles se distinguem. Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
  • 16. A diferença mais essencial entre signo e instrumento, e a base da divergência real entre as duas linhas, consiste nas diferentes maneiras com que eles orientam o comportamento humano. A função do instrumento é servir como um condutor da influência humana sobre o objeto da atividade; ele é orientado externamente ; deve necessariamente levar a mudanças nos objetos. Constitui um meio pelo qual a atividade humana externa é dirigida para o controle e o domínio da natureza. O signo, por outro lado, não modifica em nada o objeto da operação psicológica. Constitui um meio da atividade interna dirigido para o controle do próprio indivíduo; o signo é orientado internamente . Essas atividades são tão diferentes uma da outra, que a natureza dos meios por elas utilizados não pode ser a mesma. (Vygotsky, 1991, p.62) Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
  • 17.
  • 18. A cultura é o produto, ao mesmo tempo, da vida social e da atividade social do homem” (Vygotsky, 1997, 106) A cultura é uma produção humana e que essa produção tem como fontes a vida social e a atividade social do homem. Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem
  • 19. Pino (2005) afirma Instrumentos e símbolos constituem os dois meios de produção da cultura.[...] Esses dois meios de natureza tão diferente têm em comum o fato, já apontado por Vygtoky, de serem mediadores da ação humana - sobre a natureza, no caso do instrumento, e sobre as pessoas, no caso do símbolo. [...] ...ambos são já produto dessa mesma ação humana. Ora, o que define o produto da ação humana é que ela é a concretização da idéia que dirige a ação.[...] Todas as produções humanas , ou seja, aquelas que reúnem as características que lhe conferem o sentido do humano , são produções culturais e se caracterizam por serem constituídas por dois componentes: um material e outro simbólico, um dado pela natureza e outro agregado pelo homem. (p. 90-91) Computador/Internet como instrumentos culturais de aprendizagem