Neurotoxoplasmose

5.048 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina, Esportes
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.048
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
36
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Neurotoxoplasmose

  1. 1. Discussão Clínica Abertaao PúblicoTema:NeurotoxoplasmoseApresentação:Iuri P. SantosProf. Antonio Borba
  2. 2. Caso ClínicoJF, masculino, 33 anos, solteiro, pardo, usuáriode crack e cocaína.Foi encontrado em via pública, confuso e comdificuldade para caminhar, sendo encaminhadoao PA do HSC. Familiar relata que pacientefugiu de clínica de reabilitação e desde entãomorava na rua.
  3. 3. Caso ClínicoAo exame físico apresentava desvio dacomissura labial à esquerda e perda da força àesquerda. Sem mais particularidades no examefísico.Solicitado hemograma, eletrólitos, anti-HIV eTC de crânio.
  4. 4. Caso ClínicoHemograma: 6200 leucócitos (B:4; S:60; L:25)Hb: 10 Ht: 30,9 Plaquetas: 210.000Na: 136 K: 4,29 Uréia: 51 Creatinina: 0,85HIV +TC de crânio: lesões hipodensas esparsas em substânciabranca, efeito de massa em região parietal esquerda.HD: Neurotoxoplamose ou linfoma?Paciente internado para investigação.
  5. 5. Caso ClínicoIniciada terapia com:- Pirimetamina 25mg/dia VO- Ácido folínico- Sulfadiazina 500mg 6/6h VOSolicitada RNM de crânio, líquor, RX tórax,ecocardio, prova tuberculínica, sorologia paratoxoplasmose, hepatites C e B e CMV.
  6. 6. Um semana depois...Paciente sonolento, confuso, fraquezamuscular generalizada, mais acentuada àesquerda.Sinal de Babinski presente bilateralmente.Caso Clínico
  7. 7. Caso ClínicoRNM de crânio: lesões multifocais supra einfratentoriais sugestivas de processoinfeccioso/inflamatório relacionado à infecçãooportunista (neurotoxoplamose).Demais exames sem alterações, incluindo líquore sorologia para toxo.
  8. 8. Caso ClínicoPaciente evolui bem e recebeu alta 28 diasapós internação com prescrição de terapia demanutenção (piremetamina e sulfadiazina) maisantirretrovirais.Encaminhado para acompanhamento noambulatório de infectologia da UAA/HSC.
  9. 9. Neurotoxoplamose no paciente HIV• Agente etiológico: Toxoplasma gondii.• Lesão com efeito de massa mais comum nospacientes HIV + (2ª = LNH Primário de SNC).• Clínica- Cefaléia + febre + sinais neurológicos focais(geralmente na ausência de sinais de irritaçãomeníngea).- Convulsões e alterações no estado mental tambémocorrem.
  10. 10. Neurotoxoplamose no paciente HIV• Diagnóstico- Clínica + exames de imagem.- Biópsia cerebral = diagnóstico definitivo(Raramente Indicada)- Anticorpos no soro ou no LCR não confirmamo diagnóstico e a ausência não afasta.- LCR é normal em até 30% dos pacientes.Maior utilidade é afastar outras infecçõesconcomitantes (criptococose principalmente).
  11. 11. Neurotoxoplamose no paciente HIVDiagnóstico diferencial1. Linfoma Primário do SNC (Não Hodgkin)2. Leucoencefalopatia Multifocal Progressiva(LEMP)3. Ventriculite por CMV4. Tuberculoma5. Criptococoma6. Abscessos cerebrais (bactérias e Nocardia)
  12. 12. Neurotoxoplamose no paciente HIVDiagnóstico diferencial1. Linfoma Primário do SNC (Não Hodgkin)2. Leucoencefalopatia Multifocal Progressiva(LEMP)3. Ventriculite por CMV4. Tuberculoma5. Criptococoma6. Abscessos cerebrais (bactérias e Nocardia)
  13. 13. Neurotoxoplamose no paciente HIVLinfoma
  14. 14. Neurotoxoplamose no paciente HIVLEMP
  15. 15. Neurotoxoplamose no paciente HIVTuberculoma
  16. 16. Neurotoxoplamose no paciente HIVManejo- O tratamento empírico.- Resposta clínica é observada após 7-10 dias.Resposta tomográfica com 2-3 semanas- Nos pacientes sem resposta adequada [repetirneuroimagem após 2 semanas – TAC ou RNM]
  17. 17. Neurotoxoplamose no paciente HIVOpções de tratamento- Tratamento por 4-6 semanas – a depender daresposta clinico-tomográfica.1) Sulfadiazina 100mg/kg/dia VO em doses de 6/6h+ Pirimetamina 50mg/dia [dose de ataque] seguida de25 mg/dia.2) Clindamicina 600 mg EV de 6/6h + Pirimetamina 25mg/dia (toxo ocular).3) Dapsona 100 mg/dia + Pirimetamina 25-50 mg/dia4) Claritromicina 1-2 g/dia ou Azitromicina 1,5 g/dia +Pirimetamina 25 mg/dia
  18. 18. Obrigado!

×