O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
Pneumonias
Alexandre Naime Barbosa MD, PhD
Professor Doutor - Infectologia
UNESP - Faculdade de Medicina
www.drbarbosa.org
Declaração
Conceito
• Pneumonia é uma doença inflamatória que acomete as porções
distais do pulmão (vias aéreas terminais, alvéolos e...
Classificações
Local de aquisição: Comunidade ou Hospitalar
Tempo de evolução: Aguda, Subaguda e Crônica
Padrão radiológic...
Classificações
Local de aquisição: Comunidade ou Hospitalar
Tempo de evolução: Aguda, Subaguda e Crônica
Padrão radiológic...
Fisiopatologia
• Hospedeiro
– Mecanismos de defesa
• Anatomia das vias aéreas superiores
– Fatores aerodinâmicos
» Estrutu...
Fisiopatologia
• Hospedeiro
– Mecanismos de defesa
• Muco
– Lubrificação e umidificação
– Armadilha para partículas e mo
•...
Fisiopatologia
• Hospedeiro
– Mecanismos de defesa
• Imunidade inata
– Lisozima; lactoferrina;  1- antitripsina
– Surfact...
Fisiopatologia
• Hospedeiro
– Mecanismos de defesa
• Imunidade adquirida
– Mediada por anticorpos (Ig)
– Mediada por célul...
Fisiopatologia
Fisiopatologia
Fisiopatologia
Fisiopatologia
Fisiopatologia
Fisiopatologia
Fisiopatologia
Fisiopatologia
Fisiopatologia
Fisiopatologia
Fisiopatologia
Fisiopatologia
Fisiopatologia
Fisiopatologia
Fisiopatologia
Manifestações Clínicas
– Dispneia
– Tosse
• Expectoração
• Dor torácica
– Manifestações sistêmicas da infecção
• Febre
• C...
Manifestações Clínicas
– Dispneia
– Tosse
• Expectoração
• Dor torácica
– Manifestações sistêmicas da infecção
• Febre
• C...
Manifestações Clínicas
- Sd Condensação
• Inspeção: Expansibilidades 
• Palpação: Expansibilidade 
FTV 
• Percussão: Su...
Diagnóstico
Diagnóstico
• Exame Radiológico (FUNDAMENTAL)
– Tórax PA + P
• Diagnóstico
• Avaliação de gravidade e complicações
• Pode ...
Diagnóstico
• Doença aguda do trato respiratório inferior
– Clínica (+)
– Alteração do Rx compatível com pneumonia
Diagnóstico
• Exame Radiológico (LIMITAÇÕES)
– Tórax
• Tem grande variação intra e inter-observadores
• 30% de falsos nega...
Diagnóstico
• Apesar das limitações do Raio X...
– Consolidação Lobar
• Bactérias piogênicas
– Padrão intersticial
• PCP
•...
Diagnóstico
• Exame Radiológico
– Tomografia de tórax
• Dúvida da existência de infiltrado
• Quadros clínicos exuberantes ...
Diagnóstico
• Pulso oximetria(POx)
– Considerar parte dos sinais vitais (antes do 02 )
• Se Pox < 90%, indicar gasometria ...
Diagnóstico
• Hemograma
– Baixa sensibilidade
• Leucopenia = gravidade
•  uréia (> 65mg/dl) = gravidade
• Eletrólitos, gl...
Diagnóstico
• Testes que precisam de maiores estudos
– Dímeros D
• Marcador potencial de gravidade
• < 500 baixo risco de ...
Diagnóstico
• Exame direto (Gram) e Cultura de escarro
– Admissão na UTI (entubado)**
– Infiltrado cavitário (pesquisar TB...
Diagnóstico
• Na PAC raramente será necessário investir no diagnóstico etiológico.
• O tratamento será sempre feito a part...
Diagnóstico
• Escores de gravidade são importantes para avaliar prognóstico
– Mortalidade em 30 dias
– Importante para def...
Manejo
Manejo
Manejo
Prevenção
• Vacina anti-influenza
– Indicada:
• Adultos > 50 anos
• Portadores de doenças crônicas
• Imunossuprimidos
• Do...
Prevenção
• Vacina anti pneumocócica
– Indicação:
• Idade  65 anos
• Entre 2 e 64 anos portadores de:
– DPOC, DM, Alcooli...
Agradecimentos
• Valdes Bollela (USP-RP)
• Carlos Fortaleza (UNESP)
• Thaís Guimarães (USP-SP)
Dúvidas?
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pneumonias Conceito Classificações Fisiopatologia Manifestações Clínicas Diagnóstico Manejo Prevenção

Pneumonias Conceito Classificações Fisiopatologia Manifestações Clínicas Diagnóstico Manejo Prevenção

  • Seja o primeiro a comentar

Pneumonias Conceito Classificações Fisiopatologia Manifestações Clínicas Diagnóstico Manejo Prevenção

  1. 1. Pneumonias Alexandre Naime Barbosa MD, PhD Professor Doutor - Infectologia UNESP - Faculdade de Medicina www.drbarbosa.org
  2. 2. Declaração
  3. 3. Conceito • Pneumonia é uma doença inflamatória que acomete as porções distais do pulmão (vias aéreas terminais, alvéolos e interstício) • Classificações possíveis: – Local de aquisição – Tempo de evolução – Tipo de comprometimento – Agentes etiológico
  4. 4. Classificações Local de aquisição: Comunidade ou Hospitalar Tempo de evolução: Aguda, Subaguda e Crônica Padrão radiológico: Infiltrado lobar, intersticial, broncopneumonia, derrame pleural e abscesso Tipo de pneumonia: Típica ou atípica Etiologia: Bactérias, vírus, fungos e outros
  5. 5. Classificações Local de aquisição: Comunidade ou Hospitalar Tempo de evolução: Aguda, Subaguda e Crônica Padrão radiológico: Infiltrado lobar, intersticial, broncopneumonia, derrame pleural e abscesso Tipo de pneumonia: Típica ou atípica Etiologia: Bactérias, vírus, fungos e outros
  6. 6. Fisiopatologia • Hospedeiro – Mecanismos de defesa • Anatomia das vias aéreas superiores – Fatores aerodinâmicos » Estrutura tubulo alveolar bifurcada » Progressivamente estreito • Barreiras físicas • Tosse – Defesa contra aspirações
  7. 7. Fisiopatologia • Hospedeiro – Mecanismos de defesa • Muco – Lubrificação e umidificação – Armadilha para partículas e mo • Células ciliares do epitélio respiratório – Transporta muco rumo a faringe – Remove partículas aderidas ao muco – Adesão de partículas e mo
  8. 8. Fisiopatologia • Hospedeiro – Mecanismos de defesa • Imunidade inata – Lisozima; lactoferrina;  1- antitripsina – Surfactante  lipoproteínas – Complemento – Fagócitos alveolares » M, PMN, APC
  9. 9. Fisiopatologia • Hospedeiro – Mecanismos de defesa • Imunidade adquirida – Mediada por anticorpos (Ig) – Mediada por células » Linfócitos • CD4+ • CD8+
  10. 10. Fisiopatologia
  11. 11. Fisiopatologia
  12. 12. Fisiopatologia
  13. 13. Fisiopatologia
  14. 14. Fisiopatologia
  15. 15. Fisiopatologia
  16. 16. Fisiopatologia
  17. 17. Fisiopatologia
  18. 18. Fisiopatologia
  19. 19. Fisiopatologia
  20. 20. Fisiopatologia
  21. 21. Fisiopatologia
  22. 22. Fisiopatologia
  23. 23. Fisiopatologia
  24. 24. Fisiopatologia
  25. 25. Manifestações Clínicas – Dispneia – Tosse • Expectoração • Dor torácica – Manifestações sistêmicas da infecção • Febre • Calafrios, mialgia, sudorese, cefaléia, confusão – Achados focais no exame físico do tórax
  26. 26. Manifestações Clínicas – Dispneia – Tosse • Expectoração • Dor torácica – Manifestações sistêmicas da infecção • Febre • Calafrios, mialgia, sudorese, cefaléia, confusão – Achados focais no exame físico do tórax
  27. 27. Manifestações Clínicas - Sd Condensação • Inspeção: Expansibilidades  • Palpação: Expansibilidade  FTV  • Percussão: Submacicez/macicez • Ausculta: Respiração brônquica Sopro tubário Broncofonia ou egofonia Estertores finos
  28. 28. Diagnóstico
  29. 29. Diagnóstico • Exame Radiológico (FUNDAMENTAL) – Tórax PA + P • Diagnóstico • Avaliação de gravidade e complicações • Pode sugerir etiologias alternativas (Abscesso, TB, derrame) • Avaliar resposta terapêutica – Identificar padrões • Lobar, broncopneumônico e intersticial • Limitado para identificaçação etiológica – Bacterianas x não bacterianas
  30. 30. Diagnóstico • Doença aguda do trato respiratório inferior – Clínica (+) – Alteração do Rx compatível com pneumonia
  31. 31. Diagnóstico • Exame Radiológico (LIMITAÇÕES) – Tórax • Tem grande variação intra e inter-observadores • 30% de falsos negativos • Frequentes falsos positivos – Asma – TEP – Atelectasia – Vasculite – Neoplasia, etc. Edema Agudo de pulmão
  32. 32. Diagnóstico • Apesar das limitações do Raio X... – Consolidação Lobar • Bactérias piogênicas – Padrão intersticial • PCP • Mycoplasma • Vírus – Cavitações • TB • S. aureus e anaeróbios
  33. 33. Diagnóstico • Exame Radiológico – Tomografia de tórax • Dúvida da existência de infiltrado • Quadros clínicos exuberantes e RX normal • Diferenciar infiltrado pneumônico de massas pulmonares – Ultrassom • Derrames pleurais pequenos • Guiar punção – Exame radiológico alterado após 6 sem.  investigar
  34. 34. Diagnóstico • Pulso oximetria(POx) – Considerar parte dos sinais vitais (antes do 02 ) • Se Pox < 90%, indicar gasometria em ar ambiente • Presença de hipoxemia indica – Uso de O2 – Internação hospitalar
  35. 35. Diagnóstico • Hemograma – Baixa sensibilidade • Leucopenia = gravidade •  uréia (> 65mg/dl) = gravidade • Eletrólitos, glicemia , creatinina e enzimas hepáticas – Auxiliam na identificação de doenças associadas • Proteína C Reativa – Marcador de atividade inflamatória (inespecífico)
  36. 36. Diagnóstico • Testes que precisam de maiores estudos – Dímeros D • Marcador potencial de gravidade • < 500 baixo risco de complicações e óbito – Procalcitonina •  em Pn bacteriana e  Pn virais • Propósito: Guiar tratamento e  tempo de ATB
  37. 37. Diagnóstico • Exame direto (Gram) e Cultura de escarro – Admissão na UTI (entubado)** – Infiltrado cavitário (pesquisar TB - BAAR) – Alcoolismo – Derrame pleural Mandell LA, et al. Clin Infect Dis. 2012 • Hemocultura (indicações): – Admissão na UTI (PAC grave)
  38. 38. Diagnóstico • Na PAC raramente será necessário investir no diagnóstico etiológico. • O tratamento será sempre feito a partir do diagnóstico clínico e radiológico • O tratamento será guiado para cobertura os patógenos mais comuns • Decisão IMPORTANTE é: Onde o paciente será tratado?
  39. 39. Diagnóstico • Escores de gravidade são importantes para avaliar prognóstico – Mortalidade em 30 dias – Importante para definir sobre tratamento ambulatorial ou internação • Escores – PSI (índice de gravidade de pneumonia) – CURB-65 (escore de gravidade da BTS)
  40. 40. Manejo
  41. 41. Manejo
  42. 42. Manejo
  43. 43. Prevenção • Vacina anti-influenza – Indicada: • Adultos > 50 anos • Portadores de doenças crônicas • Imunossuprimidos • Doças neuromusculares • Gestantes • Institucionalizados • Cuidadores de pacientes de risco • Profissionais de saúde
  44. 44. Prevenção • Vacina anti pneumocócica – Indicação: • Idade  65 anos • Entre 2 e 64 anos portadores de: – DPOC, DM, Alcoolismo, hepatopatia crônica – Esplenectomizados, fístula liquórica • Imunocomprometidos – AIDS, IRC, hepatopata, neoplasias, corticóide , Tx • Institucionalizados
  45. 45. Agradecimentos • Valdes Bollela (USP-RP) • Carlos Fortaleza (UNESP) • Thaís Guimarães (USP-SP)
  46. 46. Dúvidas?

    Seja o primeiro a comentar

    Entre para ver os comentários

  • LlianSantos6

    Jul. 15, 2016
  • RodayneKhouri

    Oct. 26, 2016
  • ThaisHirosi

    Mar. 13, 2017
  • vicktorhenrique75

    Mar. 20, 2017
  • allihaimour

    Nov. 21, 2017
  • odivalspagnol7

    Mar. 25, 2018
  • pedrovalentim456

    May. 8, 2018
  • EvinhaLeandro

    Sep. 11, 2018
  • TamiresPereira40

    Sep. 12, 2018
  • JottaJnior

    Jun. 8, 2019
  • DreyaOliveira

    Sep. 12, 2019
  • LucineideAndrade1

    Aug. 24, 2020
  • FinaDaYusmy

    Sep. 16, 2020
  • EduardoBasileNeto

    Sep. 27, 2020
  • helmor

    Oct. 19, 2020
  • BrunaMendes108

    Mar. 8, 2021
  • BrunoGuerreiro31

    May. 3, 2021
  • tcpa

    Jul. 4, 2021

Pneumonias Conceito Classificações Fisiopatologia Manifestações Clínicas Diagnóstico Manejo Prevenção

Vistos

Vistos totais

22.168

No Slideshare

0

De incorporações

0

Número de incorporações

12

Ações

Baixados

0

Compartilhados

0

Comentários

0

Curtir

18

×