<ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>Orientadores Científicos: </li></ul></ul><ul><ul><li>Professor Doutor Carlos Corr...
<ul><li>O projecto desenvolveu-se na  </li></ul><ul><li>Escola Secundária D. João II - Setúbal </li></ul><ul><ul><li>O </l...
<ul><ul><li>Certificação profissional => Integração na vida activa. </li></ul></ul><ul><ul><li>Certificação académica => P...
<ul><li>“ Recomenda-se que a  implementação da disciplina de TIC  seja essencialmente  prática  e  experimental . Para ati...
<ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>Idade Frequência  Absoluta Frequência  Relativa 15 1 7,7% 16 5 3...
<ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>Distribuição da amostra por género </li></ul></ul>
<ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>Perguntas-chave </li></ul></ul><ul><ul><li>Fases do ...
<ul><li>Como participam e interagem os alunos do Curso Profissional de Turismo, face a um espaço virtual de conteúdos e fe...
<ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>
<ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>
Início da implementação da metodologia B-Learning <ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>Ensino Presenc...
Novembro  08 a Maio 2009  <ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>Moodle b-learning Trabalho autónomo  o...
<ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>Individual Grupo - pares
Aplicação do questionário final Avaliação dos vários elementos do projecto Questionário Observação Participante <ul><ul><l...
<ul><li>Dimensão da acessibilidade </li></ul><ul><li>Dimensão da Pesquisa </li></ul><ul><li>Dimensão da Comunicação </li><...
Organização Triangular   Fonte: Adaptado de Correia, C. e Tomé, I. (2007). <ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li...
<ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>Questão: No início foi difícil perceber o  funcionamento da plat...
<ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>A maioria (61,%) refere ter consultado a informação disponibiliz...
<ul><li>-  Só 15,4% assumiram que não se concentram apenas nas pesquisas </li></ul><ul><li>A maioria assume uma posição cl...
<ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>A maioria refere que não teve dificuldades  para começar a inter...
<ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>Dividem-se pelos vários níveis em relação às dificuldades que se...
<ul><li>A familiarização dos alunos com a plataforma foi fácil. </li></ul><ul><li>A maioria rapidamente percebeu como aced...
<ul><li>Os alunos intervieram em todas as fases do processo. </li></ul><ul><li>Tiveram um papel activo e central. </li></u...
<ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>A metodologia  Blended-Learning  pode alterar a relação pedagógi...
<ul><li>Não tivemos grandes obstáculos ao nível das condições tecnologias </li></ul><ul><li>Pequeno grupo de alunos menos ...
<ul><li>http:// projectos.ese.ips.pt / djoaoii / course /view.php?id=2 </li></ul><ul><li>http://7tur.freehostia.com/joomla...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação: Ensaio de B-Learning num Curso Profissional de Turismo

344 visualizações

Publicada em

Apresentação resuminho da Tese de Mestrado

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
344
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação: Ensaio de B-Learning num Curso Profissional de Turismo

  1. 1. <ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>Orientadores Científicos: </li></ul></ul><ul><ul><li>Professor Doutor Carlos Correia </li></ul></ul><ul><ul><li>Dr. Carlos Reis Marques </li></ul></ul><ul><ul><li>Mestranda: Fernanda Maria Pires Ledesma </li></ul></ul>
  2. 2. <ul><li>O projecto desenvolveu-se na </li></ul><ul><li>Escola Secundária D. João II - Setúbal </li></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>Curso Profissional de Técnicos de Turismo </li></ul></ul><ul><ul><li>Disciplina : TIC </li></ul></ul><ul><ul><li>Caracterização da Amostra </li></ul></ul>
  3. 3. <ul><ul><li>Certificação profissional => Integração na vida activa. </li></ul></ul><ul><ul><li>Certificação académica => Prosseguimento de Estudos. </li></ul></ul><ul><ul><li>Dar resposta à heterogeneidade da população escolar. </li></ul></ul><ul><ul><li>Dar resposta à procura local do mercado de emprego de técnicos qualificados intermédios. </li></ul></ul><ul><ul><li>Necessidade de possuírem competências para utilizar as tecnologias devido à conjuntura actual. </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>Cursos Profissionais </li></ul></ul><ul><ul><li>Objectivos </li></ul></ul><ul><ul><li>Técnicos de Turismo </li></ul></ul>
  4. 4. <ul><li>“ Recomenda-se que a implementação da disciplina de TIC seja essencialmente prática e experimental . Para atingir esta meta, o ensino das TIC deve ser posto em prática através de actividades que incidam sobre a aplicação prática e contextualizada dos conteúdos , a experimentação, a pesquisa, a resolução de problemas . </li></ul><ul><li>Assim, as aulas deverão privilegiar a participação em projectos , que permitam ao aluno encarar a utilização das aplicações, não como um fim em si, mas pelo contrário, como uma ferramenta poderosa para facilitar a comunicação , o tratamento de dados e a resolução de problemas (DGFV, 2004:6)”. </li></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>
  5. 5. <ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>Idade Frequência Absoluta Frequência Relativa 15 1 7,7% 16 5 38,5% 17 1 7,7% 18 4 30,8% 19 1 7,7% 21 1 7,7% Total 13 100,0% <ul><ul><li>Distribuição da amostra segundo a faixa etária </li></ul></ul>N Mínimo Máximo Média Moda 13 15 21 17,2 16
  6. 6. <ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>Distribuição da amostra por género </li></ul></ul>
  7. 7. <ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>Perguntas-chave </li></ul></ul><ul><ul><li>Fases do processo </li></ul></ul><ul><ul><li>Métodos e Técnicas </li></ul></ul>
  8. 8. <ul><li>Como participam e interagem os alunos do Curso Profissional de Turismo, face a um espaço virtual de conteúdos e ferramentas de comunicação? </li></ul><ul><li>Em relação aos alunos, que aspectos se alteram quando uma disciplina é leccionada aplicando a metodologia Blended-Learning ? </li></ul><ul><li>A metodologia Blended-Learning pode alterar a relação pedagógica com os alunos? </li></ul><ul><li>Quais as dificuldades e obstáculos que o professor encontra na experimentação da metodologia Blended-learning com alunos do Curso Profissional de Turismo? </li></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>
  9. 9. <ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>
  10. 10. <ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>
  11. 11. Início da implementação da metodologia B-Learning <ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>Ensino Presencial Professor Alunos Local Sala de aula Temporal Aula - Mais centrada no professor - Mais dirigida para o desenvolvimento de competências. Ensino a distância Professor Alunos Em qualquer Lugar O aluno gere o tempo - Mais centrada no aluno - Mais centrada no grupo - Professor orientador
  12. 12. Novembro 08 a Maio 2009 <ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>Moodle b-learning Trabalho autónomo on-line Sessões presenciais Trabalho em grupo on-line Joomla Dreamweaver Gimp Podcast Moviemaker Clevr Slideshow
  13. 13. <ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>Individual Grupo - pares
  14. 14. Aplicação do questionário final Avaliação dos vários elementos do projecto Questionário Observação Participante <ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>
  15. 15. <ul><li>Dimensão da acessibilidade </li></ul><ul><li>Dimensão da Pesquisa </li></ul><ul><li>Dimensão da Comunicação </li></ul><ul><li>Dimensão da Construção </li></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>
  16. 16. Organização Triangular Fonte: Adaptado de Correia, C. e Tomé, I. (2007). <ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>EM CASA: Sim Não Computador em Casa 100% 0 Internet em casa 92% 8% T elemática Comunicação Digital Conteúdos Programas Média Digitais Comunidades <ul><li>NA ESCOLA: </li></ul><ul><li>sala com 13 PC’s, </li></ul><ul><li>máquinas fotográficas, </li></ul><ul><li>scanner </li></ul><ul><li>e ligação à internet, </li></ul><ul><li>A ESCOLA: </li></ul><ul><li>Têm uma Plataforma Moodle. </li></ul><ul><li>A sala tem software instalado. </li></ul><ul><li>Recorremos a Software livre </li></ul>
  17. 17. <ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>Questão: No início foi difícil perceber o funcionamento da plataforma Moodle. Questão: Demorei muito tempo até perceber como colocava os trabalhos na plataforma.
  18. 18. <ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>A maioria (61,%) refere ter consultado a informação disponibilizada na plataforma Moodle . Alguns (23,1%)assumem que não consultaram os recursos disponibilizados. A maioria (76,9,%) que as orientações dadas eram suficientes para realizar as pesquisas. Tal como na questão anterior (23,1%)referem não ter opinião formada sobre as orientações dadas. A maioria (84,6%) revelam que não tiveram dificuldade em encontrar a informação necessária para realizar as actividades propostas Os restantes não têm opinião formada. Pontos mais fortes Pontos mais fracos
  19. 19. <ul><li>- Só 15,4% assumiram que não se concentram apenas nas pesquisas </li></ul><ul><li>A maioria assume uma posição clara </li></ul><ul><li>Alunos multi-tarefas e nativos digitais. </li></ul>“ Numa escola existem dois tipos de alunos, os interessados e os desinteressados; os desinteressados não aprendem, pois estão preocupados algures num site da internet para pesquisar outras coisas e aí é natural que não aprendam e se dispersem, os interessados conseguem sempre fazer os trabalhos, mesmo que tenham dúvidas, pelo menos tentam”. D.A. <ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>Questão: Quando faço pesquisas consigo concentrar-me nessa tarefa, não disperso a minha atenção com outros assuntos que vão aparecendo nos websites . Assumem a internet como principal fonte de pesquisa para os trabalhos escolares Provocações Diários: Aprendizagem no processo de Pesquisa
  20. 20. <ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>A maioria refere que não teve dificuldades para começar a interagir nos fóruns. 90% assume que os fóruns facilitaram a partilha de opiniões. No entanto, alguns grupos discutiam entre eles, através de meios de comunicação mais imediatos e colocavam o produto final no fórum. A maioria (85%) concordam que as actividades propostas facilitaram a comunicação/interacção Alguns sentiam-se mais confortáveis a comunicar com a professora por email. Agrada-lhes a privacidade do diário.
  21. 21. <ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>Dividem-se pelos vários níveis em relação às dificuldades que sentiram na realização das actividades. No entanto na generalidade concluíram as actividades propostas. Aproximadamente 80% refere que os guiões e os screencast (vídeos) foram uma grande ajuda na resolução das tarefas.
  22. 22. <ul><li>A familiarização dos alunos com a plataforma foi fácil. </li></ul><ul><li>A maioria rapidamente percebeu como acedia aos recursos, comunicava e interagia nos fóruns ou enviava as actividades. </li></ul><ul><li>Após análise dos resultados podemos concluir que um pequeno grupo (15,4%) se sentia menos confortável e menos autónomos em relação ao projecto. Necessitavam de mais apoio até conseguir realizar as actividades autonomamente. </li></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>Como participam e interagem os alunos do Curso Profissional de Turismo, face a um espaço virtual de conteúdos e ferramentas de comunicação?
  23. 23. <ul><li>Os alunos intervieram em todas as fases do processo. </li></ul><ul><li>Tiveram um papel activo e central. </li></ul><ul><li>Revelaram ter sentido liberdade de acção. </li></ul>Início Fim <ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>Em relação aos alunos, que aspectos se alteram quando uma disciplina é leccionada aplicando a metodologia Blended-Learning ? Professor Professor + Alunos <ul><ul><li>Evolução </li></ul></ul>Alunos leitores Alunos leitores + editores
  24. 24. <ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>A metodologia Blended-Learning pode alterar a relação pedagógica com os alunos?
  25. 25. <ul><li>Não tivemos grandes obstáculos ao nível das condições tecnologias </li></ul><ul><li>Pequeno grupo de alunos menos autónomos. </li></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>Quais as dificuldades e obstáculos que o professor encontra na experimentação da metodologia Blended-learning com alunos do Curso Profissional de Turismo?
  26. 26. <ul><li>http:// projectos.ese.ips.pt / djoaoii / course /view.php?id=2 </li></ul><ul><li>http://7tur.freehostia.com/joomla_1.0.15/ </li></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul><ul><ul><li>O </li></ul></ul>

×