Faculdade de Arquitetura, Comunicação e Artes
Programa de Pós-Graduação em Televisão Digital

Elizabeth Fantauzzi

Linha d...
Elizabeth Fantauzzi
• TIC – Tecnologias da Informação e Comunicação
• Transformações nas formas de se comunicar, ensinar e aprender
• Surgimen...
Justificativa
•O papel social do professor entendido como o responsável pela formação
das novas gerações, assim como pela ...
Justificativa
•A educação consiste em um instrumento permanente de atualização e
desenvolvimento humano no campo social e ...
Objetivo Geral
•Contribuir com uma reflexão crítica sobre os desafios impostos à prática
pedagógica do professor, frente a...
Objetivos Específicos
•Mapear a fluência digital, atitudes e hábitos dos professores em relação
às tecnologias existentes ...
Procedimentos Metodológicos
•Pesquisa Bibliográfica
•Pesquisa Webgráfica
•Observação participante
•Questionários online
Observação Participante
•Duas escolas de educação básica foram objeto examinados, como
também uma instituição de ensino su...
Pressupostos básicos surgidos a partir da observação participante
•as TIC ressignificam o papel do professor, transformand...
Pressupostos básicos surgidos a partir da observação participante
•A importância em correr riscos – não ter receio em expe...
Pressupostos básicos surgidos a partir da observação participante
•Aprender com seu par – construção da inteligência colet...
Pesquisa Online
•Amostra não probabilística e selecionada por conveniência
• 294 professores
•Educação básica, ensino supe...
Sobre atualização profissional e indicação
de fontes de pesquisa aos seus alunos

buscadores TV programas
6,5%
51,2%

víde...
Perfil na rede
21,8%

Espectadores

•

75,7%

Inativos

•
•

Avaliador

•

Agregador

•

32,2%

Observadores

Colaborador ...
Comunicação na rede

75,5%

O e-mail é a ferramenta preferida por 75,5% dos professores, para comunicação com seus
estudan...
As TIC e o que eu conheço delas
Os mais conhecidos

Os menos conhecidos

69%
41,4%
56,3%

40,25%
66,7%
40,2%
58,6%
37,9%
5...
Sobre a TV Digital

50% - Desconhecem aspectos técnicos básicos
da TV Digital (receptor, setup box, IPTV,
streaming, entre...
Atitude e comportamento proativo frente às TIC
•Estes resultados corroboram as observações desta pesquisadora e
traduzem a...
Articulação de saberes – novas alfabetizações
•O resultado desta análise traduz-se, muito mais por uma falta de
articulaçã...
Novos modelos de formação para professores
•Os cursos de formação para professores devem estar muito mais
voltados à aquis...
E a TV Digital?
•A expressão através da TVD, como estratégia motivadora e
desmistificadora, requer, não apenas decifrar a ...
E a TV Digital?
•Todo esse potencial da TVD apresentado, requer tecnologias, aplicações,
custos e modelos de negócios fund...
E a TV Digital?
•Se a questão da interatividade e da apropriação dos meios, em especial a
internet, a ideia do conectivism...
E a TV Digital?
•Para as tecnologias que já estão em uso, o sistema educacional ainda é
um grande elemento de resistência,...
Obrigada!

Elizabeth Fantauzzi
As TIC e o professor: uma reflexão sobre o potencial pedagógico da TV Digital
As TIC e o professor: uma reflexão sobre o potencial pedagógico da TV Digital
As TIC e o professor: uma reflexão sobre o potencial pedagógico da TV Digital
As TIC e o professor: uma reflexão sobre o potencial pedagógico da TV Digital
As TIC e o professor: uma reflexão sobre o potencial pedagógico da TV Digital
As TIC e o professor: uma reflexão sobre o potencial pedagógico da TV Digital
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

As TIC e o professor: uma reflexão sobre o potencial pedagógico da TV Digital

1.032 visualizações

Publicada em

As TIC e o professor: uma reflexão sobre o potencial pedagógico da TV Digital

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

As TIC e o professor: uma reflexão sobre o potencial pedagógico da TV Digital

  1. 1. Faculdade de Arquitetura, Comunicação e Artes Programa de Pós-Graduação em Televisão Digital Elizabeth Fantauzzi Linha de Pesquisa Educação assistida por televisão digital
  2. 2. Elizabeth Fantauzzi
  3. 3. • TIC – Tecnologias da Informação e Comunicação • Transformações nas formas de se comunicar, ensinar e aprender • Surgimento da Sociedade em Rede – rede de máquinas X pessoas • Mudanças no perfil dos usuários – maior participação • Aparecimento constante de novas tecnologias e mídias interativas • Impactos em vários segmentos da sociedade e na Educação, na escola e no ofício de ensinar do professor
  4. 4. Justificativa •O papel social do professor entendido como o responsável pela formação das novas gerações, assim como pela preparação de crianças, adolescentes e jovens para a inserção na vida profissional é reconhecido como fator estratégico e vital para as sociedades que se pretendem socialmente desenvolvidas. Elizabeth Fantauzzi
  5. 5. Justificativa •A educação consiste em um instrumento permanente de atualização e desenvolvimento humano no campo social e profissional, •As transformações sociais acentuam a importância do papel dos educadores como sujeitos fundamentais para a construção de sociedades baseadas em uma economia inovadora e sustentável, tanto quanto nos princípios básicos da democracia e cidadania.
  6. 6. Objetivo Geral •Contribuir com uma reflexão crítica sobre os desafios impostos à prática pedagógica do professor, frente ao constante aparecimento de tecnologias interativas - entre elas a Televisão Digital, no que diz respeito à integração de novas habilidades e competências para uso das TIC nos processos de ensino existentes.
  7. 7. Objetivos Específicos •Mapear a fluência digital, atitudes e hábitos dos professores em relação às tecnologias existentes e seu conhecimento no que se refere à TVD, •Relatar dificuldades em termos de atitudes, habilidades e competências necessárias para que um professor possa utilizar as TIC em sua prática docente, •Propor alternativas possíveis para o enfrentamento e superação destas dificuldades a partir de novos modelos de capacitação e formação.
  8. 8. Procedimentos Metodológicos •Pesquisa Bibliográfica •Pesquisa Webgráfica •Observação participante •Questionários online
  9. 9. Observação Participante •Duas escolas de educação básica foram objeto examinados, como também uma instituição de ensino superior – em cursos presenciais e a distância e outra específica de pós-graduação. Elizabeth Fantauzzi
  10. 10. Pressupostos básicos surgidos a partir da observação participante •as TIC ressignificam o papel do professor, transformando-o em orientador do processo pedagógico e não o detentor do saber, •Respeitar os saberes dos educandos – o professor percebe que os alunos tem mais familiaridade com as TIC do que ele próprio, •Todos são aprendizes – professor e aluno aprendem juntos, dada à velocidade com que a tecnologia se transforma, •A importância de trabalhar em equipe e aprender em grupo – essência da atual sociedade em rede,
  11. 11. Pressupostos básicos surgidos a partir da observação participante •A importância em correr riscos – não ter receio em experimentar recursos tecnológicos e utilizar as TIC – o professor deve ter atitude ousada frente à tecnologia, assim como os alunos tem, •Controle e autoridade – as TIC não são inimigas do professor e não o fará “perder” a sala, ao contrário, sua autoridade será garantida ao mostrar-se seguro na escolha do uso (ou não) de tecnologia, •Formação contínua do Professor – aprender rapidamente utilizar as TIC Elizabeth Fantauzzi já que estão em constante transformação,
  12. 12. Pressupostos básicos surgidos a partir da observação participante •Aprender com seu par – construção da inteligência coletiva, •Necessidade de o professor habituar-se em relação à aprendizagem em rede e buscar, efetivamente, o saber conectado, prática do conectivismo, •Estimular constantemente as suas habilidades de Professor-pesquisadorautor: produção de conhecimento é fundamental para a prática do professor – prática da autoria. Elizabeth Fantauzzi
  13. 13. Pesquisa Online •Amostra não probabilística e selecionada por conveniência • 294 professores •Educação básica, ensino superior e pós-graduação •Instituições de ensino diferenciadas e áreas diversas •Questionário coletado via email e também via Mídias Sociais •Feedback: 120 respostas válidas
  14. 14. Sobre atualização profissional e indicação de fontes de pesquisa aos seus alunos buscadores TV programas 6,5% 51,2% vídeos 84,9% revistas 90,5% livros 93,5 % Para sua atualização profissional, os professores utilizam preferencialmente fontes de informação estática (livros e revistas) em vez de um saber construído de forma interativa (redes sociais, listas de discussão, comunidades de aprendizagem, blogs). Nas recomendações para as pesquisas de seus alunos, os professores entrevistados repetem o seu padrão pessoal e profissional de utilização das TIC, ou seja, a preferência pelos meios de informação estática. Os alunos estão muito mais habituados a um perfil movente/imersivo.
  15. 15. Perfil na rede 21,8% Espectadores • 75,7% Inativos • • Avaliador • Agregador • 32,2% Observadores Colaborador ativo Produtores-criativos Os professores se mostraram pouco conectados - não só em relação às pessoas na rede, mas também em relação à produção de conhecimento. Adotam muito mais uma posição de espectadores – consumindo e retirando informação da rede, do que criativos/colaboradores - produzindo conhecimento e participando da construção de uma inteligência coletiva.
  16. 16. Comunicação na rede 75,5% O e-mail é a ferramenta preferida por 75,5% dos professores, para comunicação com seus estudantes fora do período de aulas, sendo todas as outras possibilidades de comunicação, muito menos utilizadas. A população de 15 a 19 anos se comunica cada vez mais através de sua identidade “online” representada nas redes sociais, usando cada vez menos o email.
  17. 17. As TIC e o que eu conheço delas Os mais conhecidos Os menos conhecidos 69% 41,4% 56,3% 40,25% 66,7% 40,2% 58,6% 37,9% 50,6% 52,9% 50% ou mais dos professores afirmam conhecer mídias sociais, videoconferência, AVA e objetos de aprendizagem, porém, não os utilizam com seus alunos e não legitimam seu uso.
  18. 18. Sobre a TV Digital 50% - Desconhecem aspectos técnicos básicos da TV Digital (receptor, setup box, IPTV, streaming, entre outros), 40,25% - Reconhecem o potencial interativo semelhante à interatividade promovida pelo computador, 60,9% - Gostariam de ter um sistema de TV para dar suas aulas, 63,2% - Concordam, pelo menos em parte, com a afirmação: “Não há nada que substitua uma aula presencial”. São necessários processos de atualização e capacitação dos educadores caso se pretenda conquistar uma utilização maior da TVD enquanto recurso educacional, a partir de uma apropriação efetiva deste meio de comunicação.
  19. 19. Atitude e comportamento proativo frente às TIC •Estes resultados corroboram as observações desta pesquisadora e traduzem a forte ambivalência, ainda existente, no âmbito dos educadores em relação às TIC e o seu papel no ambiente educacional. •As raízes desta ambivalência encontram-se tanto no desconhecimento técnico sobre as potencialidades dos recursos, como nas inevitáveis mudanças de atitude e comportamento necessárias para poder utilizá-las de maneira plena e criativa.
  20. 20. Articulação de saberes – novas alfabetizações •O resultado desta análise traduz-se, muito mais por uma falta de articulação de saberes necessários à aquisição de atitudes e fluência tecnológica por parte do professor, do que por uma visão inoculatória em relação ao uso das TIC no ensino. •Apesar do pouco ou nenhum conhecimento sobre determinadas ferramentas tecnológicas, os professores tentam fazer uso desses recursos na sua vida pessoal, ainda que de maneira limitada; ou ainda, conhecem, mas não se sentem seguros em utilizá-las. Elizabeth Fantauzzi
  21. 21. Novos modelos de formação para professores •Os cursos de formação para professores devem estar muito mais voltados à aquisição de comportamentos interativos e conectados, sejam eles mediados ou não por ferramentas eletrônicas, •Privilegiar o uso de linguagens diversas e propiciar a vivência imersiva, ainda que não seja perfil característico do professor, para que ele experiencie o lado do aluno, praticando a chamada alteridade no processo de ensino-aprendizagem. Elizabeth Fantauzzi
  22. 22. E a TV Digital? •A expressão através da TVD, como estratégia motivadora e desmistificadora, requer, não apenas decifrar a linguagem da comunicação, mas sim servir-se dela, •Na educação espera-se que o processo de ensino-aprendizagem seja ressignificado, na medida em que essa nova tecnologia da TVD ofereça novas formas de interatividade entre professor e aluno, além das questões já apresentadas pela internet,
  23. 23. E a TV Digital? •Todo esse potencial da TVD apresentado, requer tecnologias, aplicações, custos e modelos de negócios fundamentais para a sua consolidação e sucesso, além da incorporação desta nova modalidade midiática na prática do professor, Elizabeth Fantauzzi
  24. 24. E a TV Digital? •Se a questão da interatividade e da apropriação dos meios, em especial a internet, a ideia do conectivismo e das redes, ainda não foram conquistadas pelos professores na web – que há mais de 15 anos se popularizou, corre-se o risco da história se repetir exatamente da mesma forma com a TVD, fazendo com que seus aspectos mais criativos deixem de ser utilizados por conta de desconhecimento e falta das atitudes e competências necessárias para colocar tal mídia em ação, Elizabeth Fantauzzi
  25. 25. E a TV Digital? •Para as tecnologias que já estão em uso, o sistema educacional ainda é um grande elemento de resistência, se não houver ações incisivas, no que se refere à incorporação da TVD nos processos educacionais, todo o seu potencial interativo e participativo será perdido e ela ficará restrita aos modelos antigos de sua utilização: a informação. Elizabeth Fantauzzi
  26. 26. Obrigada! Elizabeth Fantauzzi

×