Concordância

408 visualizações

Publicada em

CONCORDANCIA

Publicada em: Saúde
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
408
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
119
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
130
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Concordância

  1. 1. Crateús/CE CONCORDÂNCIA Disciplina: Português Educador: Edson Alves
  2. 2. Mecanismo pelo qual as palavras alteram suas terminações para se adequarem harmonicamente na frase.
  3. 3. CONCORDÂNCIA Concordância Verbal: Verbo altera suas desinências para ajustar-se em pessoa e número ao seu sujeito. Concordância Nominal: Substantivo adjetivos artigos numerais Pronomes adjetivos
  4. 4. CONCORDÂNCIA VERBAL Verbo e sujeito concordam em número e pessoa: Eu cheguei Tu chegastes Ele chegou... Faltaram oito alunos naquele dia.
  5. 5. O sujeito é um coletivo O bando perturbou a cidade.(certo) Os bandos perturbaram a cidade. (certo) Coletivo especificado por adjunto adnominal: Um bando de aves perturbou a cidade.(certo) Um bando de aves perturbaram a cidade.(certo)
  6. 6. Coletivos partitivos (metade, a maior parte, maioria, etc.) A maioria dos alunos foi à excursão. A maioria dos alunos foram à excursão. Expressão partitiva posposta ao verbo: Foi à excursão a maioria dos alunos.
  7. 7. UM E OUTRO / NEM UM NEM OUTRO  Um e outro aluno mudou-se para Nárnia.  Um e outro aluno mudaram-se para Nárnia.
  8. 8. MAIS DE UM:  Mais de um aluno foi para Nárnia.  Mais de um aluno, mais de um professor foram para Nárnia.  Mais de um amigo abraçaram-se calorosamente.
  9. 9. O sujeito é um pronome de tratamento - o verbo fica sempre na 3ª pessoa (do singular ou do plural). Vossa Alteza pediu silêncio. Vossas Altezas pediram silêncio. O sujeito é o pronome relativo "que" – o verbo concorda com o antecedente do pronome. Fui eu que derramei o café./ Fomos nós que derramamos o café. O sujeito é o pronome relativo "quem" - o verbo pode ficar na 3ª pessoa do singular ou concordar com o antecedente do pronome. Ex.: Fui eu quem derramou o café./ Fui eu quem derramei o café.
  10. 10. O sujeito é formado pelas expressões: alguns de nós, poucos de vós, quais de..., quantos de..., etc. - o verbo poderá concordar com o pronome interrogativo ou indefinido ou com o pronome pessoal (nós ou vós). Quais de vós me punirão?/ Quais de vós me punireis?
  11. 11. O sujeito é formado de nomes que só aparecem no plural - se o sujeito não vier precedido de artigo, o verbo ficará no singular Os Estados Unidos estão com problemas. Estados Unidos está com problema. O sujeito é formado pelas expressões: mais de um, menos de dois, cerca de..., etc. – o verbo concorda com o numeral. Mais de um país está com problemas. O sujeito é constituído pelas expressões: a maioria, a maior parte, grande parte, etc. - o verbo poderá ser usado no singular (concordância lógica) ou no plural (concordância atrativa). A maior parte dos países está com problemas. A maior parte dos países estão com problemas.
  12. 12. O sujeito tiver por núcleo a palavra gente (sentido coletivo) - o verbo poderá ser usado no singular ou plural, se este vier afastado do substantivo. Ex.: A gente da cidade, temendo a violência da rua, permanece em casa./ A gente da cidade, temendo a violência da rua, permanecem em casa.
  13. 13. DAR – BATER – SOAR (indicando horas) Quando houver sujeito (relógio, sino) os verbos concordam normalmente com ele. Quando não houver sujeito, o verbo concorda com as horas que passam a ser o sujeito da oração.
  14. 14. Sujeito Composto Regra geral O verbo vai para o plural. Ex.: João e Maria foram passear no bosque enquanto o lobo não vinha.
  15. 15. Os núcleos do sujeito são formados por pessoas gramaticais diferentes - o verbo ficará no plural seguindo-se a ordem de prioridade: 1ª, 2ª e 3ª pessoa. Ex.: Eu e ele nos tornaremos amigos. O verbo ficou na 1ª pessoa porque esta tem prioridade sob a 3ª. Ex: Tu e ele vos tornareis amigos. O verbo ficou na 2ª pessoa porque esta tem prioridade sob a 3ª. No caso acima, também é comum a concordância do verbo com a terceira pessoa. Ex.: Tu e ele se tornarão amigos. (3ª pessoa do plural) Se o sujeito estiver posposto, permite-se também a concordância por atração com o núcleo mais próximo do verbo. Ex.: Irei eu e minhas amigas.
  16. 16. Os núcleos do sujeito estão coordenados assindeticamente ou ligados por “e” - o verbo concordará com os dois núcleos. Ex.: A jovem e a sua amiga seguiram a pé. Atenção: Se o sujeito estiver posposto, permite-se a concordância por atração com o núcleo mais próximo do verbo. Ex.: Seguiria a pé a jovem e a sua amiga.
  17. 17. Os núcleos do sujeito são semelhantes e estão no singular - o verbo poderá ficar no plural ou no singular. Ex.: A angústia e ansiedade não o ajudavam a se concentrar. A angústia e ansiedade não o ajudava a se concentrar. Quando há gradação entre os núcleos - o verbo pode concordar com todos os núcleos (lógica) ou apenas com o núcleo mais próximo. Ex.: Uma palavra, um gesto, um olhar bastavam. Uma palavra, um gesto, um olhar bastava. Quando os sujeitos forem resumidos por nada, tudo, ninguém... - o verbo concordará com o aposto resumidor.
  18. 18. Quando o sujeito for constituído pelas expressões: um e outro, nem um nem outro... - o verbo poderá ficar no singular ou no plural. Quando os núcleos do sujeito estiverem ligados por ou - o verbo irá para o singular quando a ideia for de exclusão, e para o plural quando for de inclusão.
  19. 19. Partícula “SE”: verbo + se + nome plural não regido de preposição: O verbo fica no plural. Ex.: Reformam-se móveis. Verbo + se + nome plural regido de preposição: o verbo fica no singular. Ex.: Precisa- se de novos funcionários. Acredita-se em fantasmas.
  20. 20. Partícula “SE”: Verbo + se + infinitivo + nome plural não regido de preposição. Costuma-se não sujar as ruas Costumam-se não sujar as ruas. Verbo + se + infinitivo+ nome plural regido de preposição: Pode-se atender a todos. Verbo + se + infinitivo + nome plural (verbo indicando vontade). Deseja-se promover novas reformas.
  21. 21. Concordância com o verbo ser: a - Predicados nominais e o sujeito for representado por um dos pronomes: tudo, nada, isto, isso, aquilo - o verbo “ser” ou “parecer” concordarão com o predicativo. Exemplos: Tudo são flores. Dicas: Poderá ser feita a concordância com o sujeito quando se quer enfatizá-lo. Ex.: Aquilo é sonhos vãos.
  22. 22. b - O verbo ser concordará com o predicativo quando o sujeito for os pronomes interrogativos: que ou quem. Que são gametas? c - Em indicações de horas, datas, tempo, distância - a concordância será feita com a expressão numérica. São nove horas. É uma hora.
  23. 23. d - Quando o sujeito ou predicativo da oração for pronome pessoal, a concordância se dará com o pronome. Ex.: Aqui o presidente sou eu. e - Se o sujeito for pessoa, a concordância nunca se fará com o predicativo. Ex.: O menino era as esperanças da família. f - Nas locuções: é pouco, é muito, é mais de, é menos de, junto a especificações de preço, peso, quantidade, distância e etc., o verbo fica sempre no singular. Cento e cinquenta é pouco. Cem metros é muito.
  24. 24. g - Nas expressões do tipo: ser preciso, ser necessário, ser bom, o verbo e o adjetivo pode ficar invariável (verbo na 3ª pessoa do singular e adjetivo no masculino singular) ou concordar com o sujeito posposto. Exemplos: É necessário aqueles materiais. São necessários aqueles materiais. h - Na expressão: é que, usada como expletivo, se o sujeito da oração não aparecer entre o verbo “ser” e o “que”, ficará invariável. Se aparecer, o verbo concordará com o sujeito. Exemplos: Eles é que sempre chegam atrasados. São eles que sempre chegam atrasados.
  25. 25.  Adjetivo posposto concorda com o substantivo mais próximo ou vai para o plural.  Encontramos um jovem e um homem preocupado.  Encontramos um jovem e um homem preocupados.  Adjetivo anteposto concorda com o mais próximo.  Estava calmo o aluno e a aluna.  Estavam calmos o aluno e a aluna.
  26. 26.  Um substantivo e mais de um adjetivo  1- antecede todos os adjetivos com um artigo.  Falava fluentemente a língua inglesa e a espanhola.  2- coloca o substantivo no plural.  Falava fluentemente as línguas inglesa e espanhola.
  27. 27.  Encontraram os pássaros mortos.
  28. 28. Advérbio  Ela está meio cansada.  A seleção treinou bastante. Adjetivo ou Numeral  Comprei meia dúzia de ovos.  Trouxeram bastantes alimentos.
  29. 29. É proibido, é bom, é necessário Invariáveis sem artigo: É necessário atenção. É necessária a sua atenção.
  30. 30.  Segue anexo o livro.  Ela própria disse: obrigada.  João está quite com o serviço militar.
  31. 31.  Ela fala alto.  Esta roupa custou muito barato.  Você jurou falso.
  32. 32. Possível 1- Quando vem acompanhado de “mais”, “menos”, “melhor” ou “pior”, acompanha o artigo que precede as expressões. A mais possível das alternativas é a que você expôs. Os melhores cargos possíveis estão neste setor da empresa. As piores situações possíveis são encontradas nas favelas da cidade.
  33. 33. 01) (UFPE) Segundo a norma padrão da Língua Portuguesa, a alternativa em que as regras de concordância nominal e verbal foram respeitadas é: a) O resultado das mais recentes pesquisas, em anexo, mostraram índices preocupantes. Faltou soluções mais decisivas. b) Fiquem alerta: nenhum dos programas apresentados concederam prioridade à produção do texto escrito c) Minas Gerais desenvolve pesquisas de ponta na área da alfabetização. Um novo grupo assumiram, eles mesmo, a coordenação dessas pesquisas. d) Foi passada uma série de informações infundadas: a maioria dos alunos lê literatura brasileira. Qual das pesquisas já enfatizou isso? e) Os pesquisadores, eles mesmo, em quase sua totalidade, está de acordo em relação à urgência do incentivo à leitura.
  34. 34. LEMBRE-SE: “Chame o sucesso para fazer parte de sua vida. Acredite no seu potencial criador, seja inovador, treine sua mente para vencer, estipule metas e, principalmente, lute por seus ideais.” Flávio Souza

×