Prof. Ewerton Alves/1200727
SINTAXE DE CONCORDÂNCIA.
Sintaxe é a parte da Gramática que estuda a
disposição das palavras na frase e a das
frase no discurso, bem como a relação...
A) Concordância Verbal
B) Concordância Nominal
CONCORDÂNCIA> é o mecanismo através
do qual as palavras alteram suas
termin...
O verbo altera as desinências número-
pessoais para ajustar-se em pessoa e
número com o sujeito na oração.
Exemplos: Eu ch...
Os determinantes (nomes= adjetivo, artigo,
numerais e pronomes)alteram suas desinências
para se ajustarem em número e gêne...
O verbo e o Sujeito devem concordar em
número e pessoa.
Ex. Eu cheguei em casa às 7 horas.
Tu chegaste em casa às 7 horas....
A) Nomes que só usamos no plural.
Quando o sujeito é um nome que só se usa
no plural e não vem precedido de artigo, o
verb...
Minas Gerais produz muito leite.
As Minas Gerais produzem muito leite.
Férias faz bem.
As Férias fazem bem.
Estados Unidos...
B) O sujeito é o pronome relativo que.
Quando o sujeito é o pronome relativo que ,
o verbo concorda com o antecedente dest...
Fui eu que falei isso.
Foste tu que falaste isso.
Foi o menino que falou isso.
Fomos nós que falamos isso.
Quando o sujeito é formado pelas
expressões Mais de um, Mais de dois, o
verbo deverá concordar com o numeral
dessa express...
Na indicação de horas, os verbos dar, bater
e soar concordam normalmente com seu
sujeito.
Exemplos: O relógio deu duas hor...
Quando não está expresso na frase quem
deu as horas, o sujeito é o número de horas
indicado, com o qual o verbo deverá
con...
Quando o verbo vier acompanhado com
índice de indeterminação do sujeito (se),
ficará obrigatoriamente no singular.
Precisa...
Quando o verbo vier acompanhado de
partícula apassivadora (se), o verbo
concordará normalmente com o sujeito da
oração.
Ve...
O verbo haver (no sentido de existir ou
indicando tempo transcorrido) e o verbo
fazer (indicando tempo transcorrido) são
i...
Quando um verbo auxiliar ( ser, estar, ter,
dever) se junta a um verbo impessoal, este
também fica no singular.
Ex. Deve h...
A regra geral é clara, quando o sujeito é
composto, o verbo deve ir para o plural.
Ex. O mapa e os dicionários chegaram.
C...
Se o sujeito vier posposto ao verbo, este
poderá concordar com o núcleo do sujeito
mais próximo.
Ex. Chegou o mapa e os di...
Quando o sujeito composto vier resumido por
palavras como, tudo, nada, ninguém, etc., a
concordância do verbo deverá ser f...
Quando o sujeito composto é formado por
pessoas diferentes e entre elas há primeira
pessoa do singular (eu), o verbo irá p...
Quando os núcleos do sujeito vierem ligados pela
conjunção ou vamos distinguir dois casos:
1) se a conjunção ou tiver valo...
Com o uso da expressão Haja vista há três
construções básicas:
1) Haja vista os problemas que enfrentamos.
2) Haja vista a...
PROF. MARCELINHO
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sintaxe de concordância

502 visualizações

Publicada em

How to agree with words that go together in sentences.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
502
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sintaxe de concordância

  1. 1. Prof. Ewerton Alves/1200727 SINTAXE DE CONCORDÂNCIA.
  2. 2. Sintaxe é a parte da Gramática que estuda a disposição das palavras na frase e a das frase no discurso, bem como a relação lógica das frases entre si. Exemplo: Cientistas norte-americanos afirmam que café faz bem à saúde. Os Estados Unidos enviaram suas tropas para combater ataques na Rússia.
  3. 3. A) Concordância Verbal B) Concordância Nominal CONCORDÂNCIA> é o mecanismo através do qual as palavras alteram suas terminações para se adequarem harmonicamente umas às outras. VERBO NOME
  4. 4. O verbo altera as desinências número- pessoais para ajustar-se em pessoa e número com o sujeito na oração. Exemplos: Eu cheguei cedo ao trabalho. Nós chegamos cedo ao trabalho.
  5. 5. Os determinantes (nomes= adjetivo, artigo, numerais e pronomes)alteram suas desinências para se ajustarem em número e gênero ao determinado a que se referem. Exemplos: Aquele aluno estudioso está feliz pela sua conquista no vestibular. Aqueles alunos estudiosos estão felizes pela suas conquistas no vestibular. Troque a palavra aluno por aluna.
  6. 6. O verbo e o Sujeito devem concordar em número e pessoa. Ex. Eu cheguei em casa às 7 horas. Tu chegaste em casa às 7 horas. Nós chegamos em casa às 7 horas. O aluno chegou na escola cedo. Os alunos chegaram na escola cedo.
  7. 7. A) Nomes que só usamos no plural. Quando o sujeito é um nome que só se usa no plural e não vem precedido de artigo, o verbo fica no singular. Caso venha antecipado por artigo, o verbo deverá estar no mesmo número em que estiver o artigo. Observe os seguintes exemplos:
  8. 8. Minas Gerais produz muito leite. As Minas Gerais produzem muito leite. Férias faz bem. As Férias fazem bem. Estados Unidos enviou poderoso reforço. Os Estados Unidos enviaram poderoso reforço.
  9. 9. B) O sujeito é o pronome relativo que. Quando o sujeito é o pronome relativo que , o verbo concorda com o antecedente deste pronome. Observe os exemplos:
  10. 10. Fui eu que falei isso. Foste tu que falaste isso. Foi o menino que falou isso. Fomos nós que falamos isso.
  11. 11. Quando o sujeito é formado pelas expressões Mais de um, Mais de dois, o verbo deverá concordar com o numeral dessa expressão. Exemplos: Mais de um aluno faltou hoje. Mais de dois alunos faltaram hoje.
  12. 12. Na indicação de horas, os verbos dar, bater e soar concordam normalmente com seu sujeito. Exemplos: O relógio deu duas horas. O sino da Igreja bateu três horas. A campainha soou três vezes.
  13. 13. Quando não está expresso na frase quem deu as horas, o sujeito é o número de horas indicado, com o qual o verbo deverá concordar. Exemplo: Deu uma hora no relógio da Igreja. Deram duas horas no relógio da igreja.
  14. 14. Quando o verbo vier acompanhado com índice de indeterminação do sujeito (se), ficará obrigatoriamente no singular. Precisa-se de digitadores. Ex. Acredita-se em milagres. Trabalha-se muito aqui. Vive-se bem nessa cidade.
  15. 15. Quando o verbo vier acompanhado de partícula apassivadora (se), o verbo concordará normalmente com o sujeito da oração. Vende-se uma casa. Vendem-se duas casas. Aluga-se kitnet. Alugam-se kitnetes. Aluga-se uma mesa. Alugam-se mesas. Aluga-se um jogo de cama. Alugam-se jogos de cama.
  16. 16. O verbo haver (no sentido de existir ou indicando tempo transcorrido) e o verbo fazer (indicando tempo transcorrido) são impessoais, ou seja, não possuem sujeito. Devem, portanto, ficar na 3ª pessoa do singular. Exemplos: Havia sérios compromissos. Fazia dez anos que ele não vinha a São Paulo.
  17. 17. Quando um verbo auxiliar ( ser, estar, ter, dever) se junta a um verbo impessoal, este também fica no singular. Ex. Deve haver sérios compromissos. Vai fazer dez anos que ele não vem a São Paulo.
  18. 18. A regra geral é clara, quando o sujeito é composto, o verbo deve ir para o plural. Ex. O mapa e os dicionários chegaram. Chegaram o mapa e os dicionários.
  19. 19. Se o sujeito vier posposto ao verbo, este poderá concordar com o núcleo do sujeito mais próximo. Ex. Chegou o mapa e os dicionários. Falhou o cálculo e as previsões.
  20. 20. Quando o sujeito composto vier resumido por palavras como, tudo, nada, ninguém, etc., a concordância do verbo deverá ser feita obrigatoriamente com a palavra que resume. Ex. Alunos, mestres, diretores, ninguém faltou. A casa, os móveis, a roupa, tudo estava fora de lugar. Alunos, mestres, funcionários, todos foram ao casamento do Teacher.
  21. 21. Quando o sujeito composto é formado por pessoas diferentes e entre elas há primeira pessoa do singular (eu), o verbo irá para a primeira pessoa do plural (nós). Ex. Eu, tu e ele resolvemos o problema. A Dona Maria, tu e eu saímos juntos. (Eu, tu e ele = nós)
  22. 22. Quando os núcleos do sujeito vierem ligados pela conjunção ou vamos distinguir dois casos: 1) se a conjunção ou tiver valor excludente o verbo ficará no singular: Ex. Roma ou Viena será a sede dos próximos jogos. ( ou tem valor excludente, exclui uma das cidades). 2) se a conjunção ou não tiver valor excludente, o verbo irá para o plural. Ex. Roma ou Viena são excelentes locais para as próximas olimpíadas. ( ou não tem valor excludente)
  23. 23. Com o uso da expressão Haja vista há três construções básicas: 1) Haja vista os problemas que enfrentamos. 2) Haja vista aos problemas que enfrentamos. 3) Hajam vista os problemas que enfrentamos. Obs.: optar pela primeira colocação, pois é mais recorrente pela norma culta.
  24. 24. PROF. MARCELINHO

×