Sintaxe de concordância: Concordância verbal

561 visualizações

Publicada em

Sintaxe de concordância: concordância verbal

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
561
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • 1
  • Gramática Reflexiva - Willian Cereja; Português Ideias e Linguagens-Dileta Delmanto
  • Singular e plural Gramática Reflexiva - Willian Cereja; Português Ideias e Linguagens-Dileta Delmanto; Plural - Gramática Aplicada aos Textos-Ulisses Infante; Para Viver Juntos-Greta Marchetti
  • PLURAL Gramática Aplicada aos Textos-Ulisses Infante; Nossa Gramática Contemporânea- Luiz Antonio Sacconi SINGULAR E PLURAL Gramática Reflexiva - Willian Cereja;
  • Gramática aplicada aos textos: Ulisses Infante
  • Gramática Aplicada aos Textos-Ulisses Infante; Nossa Gramática Contemporânea-Luiz Antônio Sacconi
  • Gramática Aplicada aos Textos-Ulisses Infante; Nossa Gramática Contemporânea-Luiz Antônio Sacconi
  • Gramática Aplicada aos Textos-Ulisses Infante; Nossa Gramática Contemporânea-Luiz Antônio Sacconi
  • Sintaxe de concordância: Concordância verbal

    1. 1. CONCORDÂNCIA CONCORDÂNCIA VERBAL 1
    2. 2. POR QUE ESTUDAR A CONCORDÂNCIA?  O estudo da concordância representa um poderoso instrumento para se produzir e interpretar textos de acordo com as normas da variante padrão da língua. Concordar adequadamente o sujeito com o verbo (concordância verbal) ou o adjetivo com o substantivo (concordância nominal) pode tornar o texto sem ambiguidades. 2
    3. 3. Concordância Verbal  É a concordância do verbo com o seu sujeito, em número e pessoa. 3
    4. 4. Concordância verbal Ex.:  Ele gostava daquele seu jeito carinhoso de ser.  Eles gostavam daquele seu jeito carinhoso de ser. 4
    5. 5. Regra geral O verbo deve concordar com o sujeito em número e pessoa. Exemplos:  O gerente falou com chefe. Suj. sing. Verbo sig  Nós vamos ao cinema. Suj. 1ª verbo 1ª pessoa plural pessoa plural.  Minhas amigas não compareceram à festa. sujeito plural verbo plural 5
    6. 6. Casos especiais Sujeito simples  1º - O sujeito é um coletivo- o verbo fica no singular. Ex.:  A multidão gritou pelo rádio.  Se o coletivo vier especificado, o verbo pode ficar no singular ou ir para o plural. Ex.:  A multidão de fãs gritou.  A multidão de fãs gritaram.  Um bando de vândalos destruiu o monumento.  Um bando de vândalos destruíram o monumento. 6
    7. 7. Sujeito Simples  2º - O sujeito é formado de nomes próprios de lugar ou títulos de obras que só aparecem no plural- se o sujeito não vier precedido de artigo, o verbo ficará no singular. Caso venha antecipado de artigo, o verbo concordará com o artigo.  Estados Unidos é uma nação poderosa.  Os Estados Unidos são a maior potência mundial.  Os Estados Unidos terão novo presidente este ano.  Santos fica em São Paulo.  Campos é cidade fluminense.  As Minas Gerais possuem belezas naturais.  Minas Gerais possui grandes jazidas de ferro.  O Amazonas nasce em território peruano.  O Amazonas desagua no oceano Atlântico.  Os Sertões imortalizaram Euclides da Cunha.  Os Maias ganharam uma adaptação para a televisão. 7
    8. 8. Sujeito simples  2º - O sujeito é formado de nomes próprios de lugar ou títulos de obras que só aparecem no plural-  Mas, atenção: Embora precedido de artigo, o verbo pode [ficar no singular], por efeito da [concordância ideológica] feita com um termo implícito, [a obra] ou o [o livro]:  (a obra) Os Lusíadas tornou Camões imortal.  (o livro) Os Sertões glorificou nossa literatura.  Nos nomes de filmes e telenovelas no plural o verbo fica sempre no singular:  Os Mansos rendeu bom dinheiro a seu diretor.  Os Imigrantes agradou a todos os telespectadores.  Laços de família vai agradar você. 8
    9. 9. Sujeito Simples  3º - O sujeito é um pronome de tratamento- o verbo fica sempre na 3ª pessoa (do singular ou do plural). Ex.:  Vossa Alteza pediu silêncio.  Vossas Altezas pediram silêncio. 9
    10. 10. Sujeito Simples  4º - O sujeito é o pronome relativo que – o verbo concorda com o antecedente do pronome. Ex.:  Fui eu que derramei o café.  Fomos nós que derramamos o café.  És tu que me fazes ver o sentido da vida.  Ainda existem mulheres que ficam vermelhas na presença de um homem. 10
    11. 11. Sujeito Simples  5º - O sujeito é o pronome relativo quem- o verbo pode ficar na 3ª pessoa do singular ou concordar com o antecedente do pronome. Ex.:  Fui eu quem derramou o café. 3ª pessoa do singular  Fui eu quem derramei o café termo antecedente 1ª pessoa do singular  Fomos nós quem pintou o muro. 3ª pessoa do singular  Fomos nós quem pintamos o muro. termo antecedente 1ª pessoa do plural 11
    12. 12. Sujeito Simples  6º - Sujeito formado pelas expressões um dos que, uma das que - o verbo vai, de preferência, para o plural. Ex.:  Antônio é um dos que mais estudam matemática.  Ademir da Guia foi um dos jogadores que mais encantaram os poetas.  Se você é um dos que admiram o escritor, certamente lerá seu novo romance. 12
    13. 13. Sujeito Simples  7º - Expressões partitivas (metade de, a maior parte de, uma porção de, o grosso de, a maioria de, a maior parte de, grande parte de, etc.) – o verbo fica no singular ou vai para o plural. Ex.:  Grande parte dos alunos foi à excursão.  Grande parte dos alunos foram à excursão.  A maioria dos jornalistas aprovou.  A maioria dos jornalistas aprovaram a ideia.  Metade dos candidatos não apresentou.  Metade dos candidatos não apresentaram nenhuma proposta interessante. 13
    14. 14. Sujeito Simples  8º - Quando o sujeito é formado por expressão que indica quantidade aproximada (cerca de, mais de, menos de, perto de...) seguida de numeral e substantivo, o verbo concorda com o numeral. Ex.:  Cerca de mil pessoas participaram da manifestação.  Perto de quinhentos alunos compareceram à solenidade.  Mais de um atleta estabeleceu novo recorde nas últimas Olimpíadas.  Obs.: quando a expressão "mais de um" se associar a verbos que exprimem reciprocidade, o plural é obrigatório: Ex.:  Mais de um colega se ofenderam na tumultuada discussão de ontem. (ofenderam um ao outro) 14
    15. 15. Sujeito Simples  9º - O sujeito é formado pelas expressões: alguns de nós, poucos de vós, quais de ..., quantos de ..., etc.- o verbo poderá concordar com o pronome interrogativo ou indefinido (3ª pessoa do plural) ou com o pronome pessoal (nós ou vós). Ex.:  Quais de nós me punirão?  Quais de vós me punireis?  Alguns de nós chegaram tarde.  Alguns de nós chegamos tarde.  Obs.: Com os pronomes interrogativos ou indefinidos no singular, o verbo concorda com eles (3ª pessoa do singular).  Qual de vós me punirá.  Algum de nós leu o livro.  Qual de nós saiu da sala? 15
    16. 16. Sujeito Simples  10º - Porcentagem  O verbo concorda com o sujeito quando esse é um número expresso em porcentagem, sem especificação.  Um por cento não compareceu à aula.  Noventa por cento não compareceram à aula. 16
    17. 17. Sujeito Simples  10º - Porcentagem  Quando o sujeito for indicação de uma porcentagem seguida de substantivo, o verbo pode concordar com o numeral ou com o substantivo:  Dez por cento dos alunos estão em dia com as mensalidades.  Um por cento dos alunos está/estão em dia com as mensalidades.  Dois por cento dos alunos não compareceram à aula.  Dez por cento do alunado está/estão em dia com as mensalidades. 17
    18. 18. Sujeito composto  Regra geral (sujeito anteposto ao verbo – o verbo fica no plural.  Pedro e eu saímos de casa ontem.  Felipe e Alexandre são gêmeos idênticos.  Recife e Jaboatão são cidades do litoral pernambucano. 18
    19. 19. Sujeito composto  Sujeito anteposto ao verbo – por diferentes pessoas gramaticais.  O verbo ficará no plural seguindo-se a ordem de prioridade: 1ª pessoa, 2ª pessoa e 3ª pessoa. Ex.: Eu (1ª p ) e ele (3ª p) nos tornaremos (1ª pessoa plural) amigos. Ex: Tu (2ª p) e ele (3ª p) vos tornareis ( 2ª pessoa do plural) amigos.  Atualmente, também é comum a concordância do verbo com a 3ª pessoa. Ex.: Tu (2ª p) e ele (3ª p) se tornarão (3ª pessoa plural) amigos. 19
    20. 20. Sujeito composto  Sujeito anteposto ao verbo – o verbo poderá ficar no singular:  Se os núcleos do sujeito forem sinônimos. Exemplos:  A decência e honestidade é coisa rara nessa sociedade.  O desalento e a tristeza minou-lhe as forças.  O rancor e o ódio não conduz a boa coisa.  A coragem e o destemor fez dele um herói. 20
    21. 21. Sujeito composto  Sujeito anteposto ao verbo – o verbo poderá ficar no singular:  Quando os núcleos formam uma gradação. Exemplo:  A angústia, a solidão, a falta de companhia levou-o ao suicídio.  Um prefeito, um governador, um presidente, precisa de no mínimo cinco anos de mandato para poder realizar uma boa administração.  Quando os núcleos aparecem resumidos por tudo, nada, ninguém. Exemplo:  Pais, mães, professores, ninguém faltou à reunião.  Os pedidos, as súplicas, o desespero, nada o comoveu. 21
    22. 22. Sujeito composto  Sujeito anteposto ao verbo ligados por –um ou outro, nem um nem outro. O verbo ficará no SINGULAR.  Nem ele nem eu casarei com Tereza.  Nem um nem outro rapaz tinha a intenção de casar com ela.  Um ou outro jogador merecia aplausos.  Sujeito anteposto ao verbo ligados por –um e outro. O verbo ficará no SINGULAR ou no PLURAL.  Um e outro já veio./ Um e outro já vieram. 22
    23. 23. Sujeito composto  Sujeito anteposto ao verbo – núcleos do sujeito ligados por COM O verbo ficará no PLURAL.  Ela com as amigas saíram a passeio.  A mãe com a filha estiveram no baile.  O professor com o aluno montaram o equipamento. 23
    24. 24. Sujeito composto  Sujeito anteposto ao verbo ligados por – não só...mas também, não só... como também, tanto...como, não apenas... mas também, tanto... quanto. O verbo ficará no PLURAL.  Não só a mãe, mas também a filha precisam de ajuda.  Tanto a mãe quanto a filha choraram.  Não só a seca mas também o descaso assolam o Nordeste.  Tanto o pai quanto o filho costumavam passar por ali. 24
    25. 25. Sujeito composto  Sujeito anteposto ao verbo – núcleos do sujeito ligados por OU O verbo concordará de acordo com o valor semântico da conjunção. a) Se houver ideia de exclusão ou retificação, o verbo fica no singular ou concorda com o núcleo do sujeito mais próximo.  João ou Pedro será o novo gerente. (exclusão)  Luiz ou Manoel casará com Tereza. (exclusão)  O ladrão ou os ladrões não deixaram nenhuma pista para os policiais. (retificação)  Os ladrões ou o ladrão não deixou nenhuma pista para os policiais. (retificação) b) Se houver ideia de adição o verbo vai para o plural.  A gordura ou o sedentarismo são prejudiciais à saúde. (adição) 25
    26. 26. Sujeito composto  Sujeito posposto ao verbo – o verbo poderá ficar no plural ou concordar como núcleo mais próximo. Ex.:  Chegaram ao local do crime os policiais e o delegado.  Passeavam/Passeava na rua Antônia e Dirceu.  Chegaram/Chegou ao estádio o técnico e os jogadores.  Chegaram ao estádio os jogadores e o técnico.  Bastaram/Bastou determinação e capacidade. 26
    27. 27. Verbos Impessoais Os verbos impessoais ficam sempre na 3ª pessoa do singular  Haver no sentido de existir/ocorrer/acontecer (não apresenta sujeito)  Houve acidentes graves na semana passada.  Ocorreram acidentes graves na semana passada. (não é impessoal)  Não pode haver dúvidas sobre este assunto.  Não podem existir dúvidas sobre esse assunto. (não é impessoal)  Fazer indicando tempo decorrido  Faz dez anos que ele se foi.  Deve fazer meses que ele partiu. 27
    28. 28. Verbos Impessoais Os verbos impessoais ficam sempre na 3ª pessoa do singular  Haver,Fazer, Estar, Ir - indicando tempo.  Fez quinze graus ontem.  Deve estar fazendo dois graus.  Verbos que indicam fenômenos da natureza.  Choveu chuvas torrenciais em agosto.  Choveram palavrões naquela discussão. (não é impessoal) 28
    29. 29. Verbo Ser  Quando o sujeito ou predicativo sendo nome próprio , pessoa ou pronome pessoal, a concordância se faz com [a pessoa]:  O homem é cinzas.  Paulo era só problemas.  Eu sou José da Silva.  José da Silva sou eu.  Garrincha foi as maravilhas do drible.  Seu orgulho eram os velhinhos.  A menina é os encantos dos mestres. 29
    30. 30. Verbo Ser  Quando o sujeito é "nome de coisa ou objeto (no singular)" e o predicativo do sujeito um "substantivo no plural", o verbo [ser] concorda, de preferência, com o predicativo:  A vida não são rosas.  A sua paixão eram os filmes de terror.  A cama são umas palhas.  Aquele amor é apenas cacos do passado.  O seu segredo são essas vaidades. 30
    31. 31. Verbo Ser  O verbo SER concordará com o numeral na indicação de tempo e distância.  É uma hora da madrugada.  São duas horas.  São dois quilômetros até lá.  Daqui à igreja é um quilômetro.  São dezenove horas em ponto.  Em data concordará com a palavra dia(s), que pode estar expressa ou subentendida.  Hoje são vinte de setembro.  Hoje é dia vinte de setembro.  É (dia) doze de junho.  São doze (dias) de junho. 31
    32. 32. Verbo Ser  Quando o sujeito for os pronomes tudo, isso, aquilo, isto concorda, preferencialmente, com o predicativo, mas poderá concordar com o sujeito.  Tudo são flores no início da relação.  Isto são fenômenos naturais.  Tudo eram alegrias naquela noite.  Isso são manias de um ocioso. 32
    33. 33. Se – como pronome apassivador Verbos transitivos diretos – Verbos transitivos diretos e indiretos Concordam com o sujeito passivo  Vende-se este terreno. (Terreno é vendido.)  Vendem-se estes terrenos. (Terrenos são vendidos.)  Não se devem fazer estas perguntas. (Estas perguntas não devem ser feitas.)  Podem-se buscar outras soluções. (Outras soluções podem ser buscadas.)  Aqui não se dão aulas a estrangeiros. (dar – VTDI) (Aulas a estrangeiros não são dadas aqui.) 33
    34. 34. Se – como índice de indeterminação do sujeito Verbos transitivos indiretos – Verbos intransitivos – Verbos de ligação Verbo fica na 3ª pessoa do singular  Concordou-se com esta ideia. (quem concorda, concorda com alguma coisa.)  Concordou-se com estas ideias.  Não se deve discordar das opiniões dela.  Precisa-se de empregados. 34
    35. 35. REFERÂNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  CEREJA, W. R.; MAGALHÃES, T. C. Gramática reflexiva: Texto, Semântica e Interação. 3. ed. São Paulo: Atual, 2009.  CEREJA, W. R.; MAGALHÃES, T. C. Gramática: Texto, Reflexão e Uso. 4. ed. São Paulo: Atual, 2012.  INFANTE, Ulisses. Curso de Gramática Aplicada aos textos. 1. Ed. São Paulo: Scipione, 1995.  SACCONI, Luiz Antonio. Nossa Gramática Contemporânea: Teoria e prática. 1. ed. São Paulo: Escala Educacional, 2009.

    ×