Motores, geradores elétricos e o campo magnético<br />terrestre.<br />
Magnetismo<br />  Em busca da origem do campo magnético.   <br />Os pólos magnéticos de uma bússola<br />N<br />S<br />
Curiosidades<br />Aurora Boreal:<br />Hemisfério norte<br />Aurora Austral: <br />Hemisfério Sul<br />Aurora boreal<br />A...
Origem do campo magnético<br />Linhas de <br />Indução do<br />Campo Magnético<br />O campo<br />Magnético é<br />Gerado p...
Os pólos magnéticos de um ímã<br />Dois polos trocam forças na  razão <br />inversa do quadrado da distância que<br />os s...
Vetor indução magnética ( B )<br />Direção: da reta com a qual a agulha se alinha.<br />	Sentido: para onde aponta o polo ...
Aplicações práticas<br />Eletroímãs<br />Motores elétricos<br />
Geradores elétricos<br />
Força magnética em cargas elétricas<br />Fe =|q|.E (N)<br />E<br />Fe<br />Fm = |q|.v.B.sena (N)<br />
Regra da mão direita aberta<br />Fmag = |q|.v.B.sena (N)<br />q < 0<br />a<br />q > 0<br />a<br />Nota: Carga em repouso o...
Partícula carregada de massa m, com carga q e 	   	   velocidade v  perpendicular ao campo magnético<br />Frcp = m.v² / R<...
Frcp = m.v² / R<br />Fmag = |q|.v.B<br />Raiodatrajetória:<br />Frcp = Fmag<br />m.v² / R = |q|.v.B.1<br />m.v / R = |q|.B...
Partícula lançada obliquamente ao campo (B) (0° < a  < 90°)<br />
Lei de Lenz : Princípio da conservação da energia.<br />A corrente induzida tem um sentido tal que o fluxo <br />Induzido ...
Exemplos teóricos<br />1) UFR-RJ Abaixo, mostramos a figura da Terra onde N’ e S’ são os pólos norte e sul geográficos e N...
2.UFMG Na figura, estão reprsentados uma bobina (fio enrolado em torno de um tubo de plástico) ligada em série com um resi...
3.Quatro ímãs iguais em forma de barra, com as polaridades<br /> indicadas, estão apoiados sobre uma mesa horizontal, como...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Campo magnetico_rbd

6.535 visualizações

Publicada em

Resumo de eletromagnetismo em Powerpoint

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.535
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
147
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Campo magnetico_rbd

  1. 1. Motores, geradores elétricos e o campo magnético<br />terrestre.<br />
  2. 2. Magnetismo<br /> Em busca da origem do campo magnético. <br />Os pólos magnéticos de uma bússola<br />N<br />S<br />
  3. 3. Curiosidades<br />Aurora Boreal:<br />Hemisfério norte<br />Aurora Austral: <br />Hemisfério Sul<br />Aurora boreal<br />Aurora austral<br />
  4. 4. Origem do campo magnético<br />Linhas de <br />Indução do<br />Campo Magnético<br />O campo<br />Magnético é<br />Gerado por<br />Correntes<br />Elétricas.<br />
  5. 5. Os pólos magnéticos de um ímã<br />Dois polos trocam forças na razão <br />inversa do quadrado da distância que<br />os separa.<br /> N S<br /> N S<br /> N S<br /> N S<br />
  6. 6. Vetor indução magnética ( B )<br />Direção: da reta com a qual a agulha se alinha.<br /> Sentido: para onde aponta o polo norte magnético da agulha.<br /> Nota: O vetor indução magnética tangencia as linhas de indução. <br />
  7. 7. Aplicações práticas<br />Eletroímãs<br />Motores elétricos<br />
  8. 8. Geradores elétricos<br />
  9. 9. Força magnética em cargas elétricas<br />Fe =|q|.E (N)<br />E<br />Fe<br />Fm = |q|.v.B.sena (N)<br />
  10. 10. Regra da mão direita aberta<br />Fmag = |q|.v.B.sena (N)<br />q < 0<br />a<br />q > 0<br />a<br />Nota: Carga em repouso ou lançada<br />na direção do campo (B) (a = 0° ou a = 180°)<br />não interage com o campo (B) (Fmag = 0).<br />
  11. 11. Partícula carregada de massa m, com carga q e velocidade v perpendicular ao campo magnético<br />Frcp = m.v² / R<br />Fmag = |q|.v.B.sena<br />
  12. 12. Frcp = m.v² / R<br />Fmag = |q|.v.B<br />Raiodatrajetória:<br />Frcp = Fmag<br />m.v² / R = |q|.v.B.1<br />m.v / R = |q|.B<br />R = m.v / |q|.B<br />Período:<br />v = 2pR/T<br />T = 2pR/v<br />T = 2pmv/|q|Bv<br />T = 2pm/|q|B<br />
  13. 13. Partícula lançada obliquamente ao campo (B) (0° < a < 90°)<br />
  14. 14.
  15. 15. Lei de Lenz : Princípio da conservação da energia.<br />A corrente induzida tem um sentido tal que o fluxo <br />Induzido gerado por ela contraria a variação do fluxo<br />Indutor.<br />
  16. 16. Exemplos teóricos<br />1) UFR-RJ Abaixo, mostramos a figura da Terra onde N’ e S’ são os pólos norte e sul geográficos e N e S são os pólos norte e sul magnéticos.Sobre as linhas do campo magnético é correto afirmar que:<br />a) elas são paralelas ao equador.<br />b) elas são radiais ao centro da terra.<br />c) elas saem do pólo norte magnético e entram no pólo sul<br />magnético.<br />d) o campo magnético é mais intenso no equador.<br />e) o pólo sul magnético está próximo ao sul geográfico.<br />
  17. 17. 2.UFMG Na figura, estão reprsentados uma bobina (fio enrolado em torno de um tubo de plástico) ligada em série com um resistor de resistência R e uma bateria. Próximo à bobina, está colocado um ímã, com os pólos norte (N) e sul (S) na posição indicada. O ímã e a bobina estão fixos nas posições mostradas na figura. Com base nessas informações, é CORRETO afirmar que<br />a) a bobina não exerce força sobre o ímã.<br />b) a força exercida pela bobina sobre o ímã diminui quando se aumenta a resistência R.<br />c) a força exercida pela bobina sobre o ímã é diferente da força exercida pelo ímã sobre a bobina.<br />d) o ímã é repelido pela bobina.<br />N S<br />
  18. 18. 3.Quatro ímãs iguais em forma de barra, com as polaridades<br /> indicadas, estão apoiados sobre uma mesa horizontal, como na <br />figura, vistos de cima. Uma pequena bússola é também colocada na<br />Mesa, no ponto central P, equidistantes dos ímãs, indicando a <br />Direção e o sentido do campo magnético resultante em P.<br />Não levando em conta o campo magnético terrestre,<br />a figura que melhor representa a orientação da agulha <br />da bússola é:<br />a) b) c) d) f)<br />N<br />S<br />
  19. 19. 4.Se tomarmos um imã em forma de barra e parti-lo ao meio, veremos que não será obtido um pólo norte e um sul isoladamente, esse fenômeno ficou conhecido como inseparabilidade dos pólos e, uma explicação clara e consistente para o fenômeno foi elaborada por André Marie Ampère. Ampère imaginou que cada imã fosse constituído de pequenos imãs elementares, cujo efeito superposto seria o imã completo. <br />Um imã foi quebrado em três partes, como está ilustrado na figura:<br />Considere as seguintes afirmações:<br />I As extremidades A e B se atraem.<br />II As extremidades A e B se repelem .<br />III As extremidades A e D se repelem.<br />A alternativa correta é:<br />a) todas as afirmações são corretas.<br />b) todas as afirmações são falsas.<br />c) apenas a afirmação I é verdadeira.<br />d) apenas a afirmação II é correta.<br />e) as afirmações I e III são corretas.<br />A=C=S<br />B=D=N<br />I – V<br />II – F<br />III – F<br />
  20. 20. 5) Fuvest-SP Três fios verticais e muito longos atravessam uma superfície plana e horizontal, nos vértices de um triângulo isósceles, como na figura abaixo desenhada no plano. Por dois deles (•), passa uma mesma corrente que sai do plano do papel e pelo terceiro (X), uma corrente que entra nesse plano. Desprezando-se os efeitos do campo magnético terrestre, a direção da agulha de uma bússola, colocada eqüidistante deles, seria melhor representada pela reta:<br />

×