1
Atendimento Pedagógico
3ª série E. M. (Aula #4)
2
SE: função sintática
Partícula apassivadora: acompanha verbo transitivo direto e
serve para indicar que a frase está na ...
3
SE: função sintática
Índice de Indeterminação do Sujeito: vem acompanhando um
verbo transitivo indireto, um verbo intran...
4
Voz passiva sintética
Formada por um verbo transitivo direto (ou direto e indireto) na
terceira pessoa (do singular ou p...
5
Voz passiva analítica
Formada pelo verbo auxiliar (ser ou estar) mais o particípio de um
verbo transitivo direto (ou dir...
6
Voz reflexiva
Ocorre quando o sujeito é agente e paciente ao mesmo tempo, ou
seja, ele tanto pratica quanto recebe a açã...
7
Interpretação de texto
A leitura é o meio mais importante para chegarmos ao
conhecimento, portanto, precisamos aprender ...
8
Interpretação de texto
Texto-modelo
“Não é preciso muito para sentir ciúme. Bastam três – você, uma
pessoa amada e uma i...
9
Interpretação de texto
Modelo de perguntas
1) Considerando o texto-modelo, é possível identificar quem é o seu
interlocu...
9
Interpretação de texto
Modelo de perguntas
1) Considerando o texto-modelo, é possível identificar quem é o seu
interlocu...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

3ª série E. M. - Funções Sintáticas do SE, Voz Passiva Sintética, Voz Passiva Analítica, Voz Reflexiva

879 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
879
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

3ª série E. M. - Funções Sintáticas do SE, Voz Passiva Sintética, Voz Passiva Analítica, Voz Reflexiva

  1. 1. 1 Atendimento Pedagógico 3ª série E. M. (Aula #4)
  2. 2. 2 SE: função sintática Partícula apassivadora: acompanha verbo transitivo direto e serve para indicar que a frase está na voz passiva sintética. Para comprovar, pode-se colocar a frase na voz passiva analítica: Fazem-se unhas. Unhas são feitas. voz passiva sintética voz passiva analítica Alugam-se casas e apartamentos. Casas e apartamentos são alugados. voz passiva sintética voz passiva analítica
  3. 3. 3 SE: função sintática Índice de Indeterminação do Sujeito: vem acompanhando um verbo transitivo indireto, um verbo intransitivo (sem sujeito claro), ou um verbo de ligação. Serve para indicar que o Sujeito da Oração é indeterminado. A voz é ativa. Neste caso, não é possível pôr a oração na voz passiva analítica. Necessita-se de voluntários para o hospital. VTI Neste lugar se é tratado como um animal. VL Ainda se corre o risco de perder o oxigênio. VI
  4. 4. 4 Voz passiva sintética Formada por um verbo transitivo direto (ou direto e indireto) na terceira pessoa (do singular ou plural) mais o pronome “se” (apassivador). Praticaram-se ações solidárias. voz passiva sintética sujeito paciente
  5. 5. 5 Voz passiva analítica Formada pelo verbo auxiliar (ser ou estar) mais o particípio de um verbo transitivo direto (ou direto e indireto). Ações solidárias foram praticadas. sujeito paciente voz passiva analítica
  6. 6. 6 Voz reflexiva Ocorre quando o sujeito é agente e paciente ao mesmo tempo, ou seja, ele tanto pratica quanto recebe a ação expressa pelo verbo. A garota penteou-se diante do espelho. sujeito agente e paciente verbo na voz reflexiva (ação praticada reflete no sujeito)
  7. 7. 7 Interpretação de texto A leitura é o meio mais importante para chegarmos ao conhecimento, portanto, precisamos aprender a ler e não apenas “passar os olhos sobre algum texto”. Ler, na verdade, é dar sentido à vida e ao mundo, é dominar a riqueza de qualquer texto, seja literário, informativo, persuasivo, narrativo, possibilidades que se misturam e as tornam infinitas. É preciso, para uma boa leitura, exercitar-se na arte de pensar, de captar ideias, de investigar as palavras…
  8. 8. 8 Interpretação de texto Texto-modelo “Não é preciso muito para sentir ciúme. Bastam três – você, uma pessoa amada e uma intrusa. Por isso todo mundo sente. Se sua amiga disser que não, está mentindo ou se enganando. Quem aguenta ver o namorado conversando todo animado com outra menina sem sentir uma pontinha de não-sei-o-quê? (…) É normal você querer o máximo de atenção do seu namorado, das suas amigas, dos seus pais. Eles são a parte mais importante da sua vida.” (Revista Capricho)
  9. 9. 9 Interpretação de texto Modelo de perguntas 1) Considerando o texto-modelo, é possível identificar quem é o seu interlocutor preferencial? Um leitor jovem. 2) Quais são as informações (explícitas ou não) que permitem a você identificar o interlocutor preferencial do texto? Do contexto podemos extrair indícios do interlocutor preferencial do texto: uma jovem adolescente, que pode ser acometida pelo ciúme. Observa-se ainda , que a revista Capricho tem como público-alvo preferencial: meninas adolescentes. A linguagem informal típica dos adolescentes.
  10. 10. 9 Interpretação de texto Modelo de perguntas 1) Considerando o texto-modelo, é possível identificar quem é o seu interlocutor preferencial? Um leitor jovem. 2) Quais são as informações (explícitas ou não) que permitem a você identificar o interlocutor preferencial do texto? Do contexto podemos extrair indícios do interlocutor preferencial do texto: uma jovem adolescente, que pode ser acometida pelo ciúme. Observa-se ainda , que a revista Capricho tem como público-alvo preferencial: meninas adolescentes. A linguagem informal típica dos adolescentes.

×