Prof. Fernanda Braga
 Utilize as mesmas palavras fazendo o mínimo de  ajustes possível; Após a organização, o texto deverá produzir  sentido;...
 Quanto ao significado, o verbo é uma palavra que comunica:  1. Uma ação: Cláudio plantou uma árvore.  2. Um estado: Ele ...
 O verbo é uma classe de palavras rica em informações. Ele consegue, numa única palavra, transmitir cinco informações:  1...
 No verbo cantaremos encontramos as seguintes  partes:CANT        A         RE         MOSO quê?                         ...
O povo brasileiro luta desesperadamente.   Núcleo nominal -     Núcleo Verbal     substantivo           - verbo
Verbo é uma classe depalavras que indica otempo de uma ação,estado ou fenômeno danatureza.
Radical é a parte invariável, que     contém a significação básica.     As outras partes do verbo sãovariáveis; constituem...
Terminação Verbal é a partevariável do verbo que informa otempo, o modo, a pessoa e o número.Radical   Terminação VerbalCa...
A terminação verbal é composta de trêspartes:1. Vogal Temática: informa a   conjugação a que pertence o verbo:            ...
2. Desinência Pessoal: informa a pessoa   (quem?) e o número de pessoas   (quantos?):           Desinência Pessoal   Pesso...
3. Desinência Temporal: informa o   tempo (quando?) e o modo (como?):             Desinência Temporal      Modo e Tempo   ...
ATENÇÃOA variação dessas três partesforma a conjugação de umverbo. Conjugar um verbo é dizê-lo em todos os tempos, modos,p...
 O modo do verbo indica as diferentes  maneiras (como?) de um fato acontecer. São três modos do verbo:1. Indicativo – in...
1. Indicativo – indica certeza    Saí cedo.2. Subjuntivo – indica possibilidade    É possível que eu saia cedo.3. Imperati...
 O tempo verbal indica o momento  (quando?) em que acontece o fato expresso  pelo verbo. São três os tempos básicos: pre...
 Indicativo     Presente exemplo: estudo     Pretérito        - Imperfeito exemplo: estudava        - Perfeito exemplo:...
 Subjuntivo     Presente exemplo: estude     Pretérito Imperfeito exemplo:      estudasse     Futuro exemplo: estudar...
São três as formas nominais do verbo:infinitivo, gerúndio e particípio.Caracterizam-se por não indicaremnem o tempo nem o ...
1.   Infinitivo – exprime a ideia de ação. Seu valor     aproxima-se do substantivo:     “É preciso amar as pessoas como s...
2. Gerúndio – exprime um fato em  desenvolvimento. Exerce funções próprias do  advérbio ou do adjetivo:     “Me disseram q...
 Particípio – exprime o resultado de uma ação. Exerce funções próprias do adjetivo:“Tudo Acabado Entre Nós, Já Não Há Mai...
 Ao se flexionar um verbo em tempo, modo, pessoa e número, pode ocorrer a ausência (Ø) da vogal temática, da desinência p...
 O presente do indicativo é marcado pela desinência pessoal.
 O pretérito imperfeito do indicativo é marcado pela desinência temporal “va” para a 1ª conjugação e ia para a 2ª e 3ª co...
 O pretérito perfeito do indicativo é marcado basicamente pela desinência pessoal.
 O pretérito mais-que-perfeito é marcado pela desinência temporal ra.
 O futuro do presente é marcado pela desinência temporal “re”.
 O futuro do pretérito é marcado pela desinência temporal “ria”.
 O presente do subjuntivo é marcado pela desinência temporal “e” para a 1ª conjugação e “a” para a 2ª e 3ª conjugações.
 O pretérito imperfeito do subjuntivo é marcado pela desinência temporal “sse”.
 O futuro do subjuntivo é marcado pela desinência temporal “r”.
 Forma-se o gerúndio pela troca da terminação r do infinitivo impessoal pela terminação “ndo”.
 Forma-se o infinitivo pessoal pelo acréscimo das terminações pessoais Ø, es, Ø, “mos”, “des” e “em” ao infinitivo impess...
 Forma-se o particípio pela troca da terminação r do infinitivo impessoal pela terminação “do”.
Pais e filhos (Legião Urbana)       Eu moro com a minha mãeEstátuas e cofres. E paredes        Mas meu pai vem me visitar....
Quase sem querer (Legião                                    É sempre a pior mentira,Urbana)                             Ma...
Grand’ Hotel (Kid Abelha)             Se a gente não dissesse tudo tão                                      depressa,Se a ...
Sutilmente (Skank)              E quando eu estiver tristeE quando eu estiver triste      Simplesmente me abraceSimplesmen...
Cefet/Coltec Aula 5   Especial: Verbos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cefet/Coltec Aula 5 Especial: Verbos

747 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
747
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
34
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cefet/Coltec Aula 5 Especial: Verbos

  1. 1. Prof. Fernanda Braga
  2. 2.  Utilize as mesmas palavras fazendo o mínimo de ajustes possível; Após a organização, o texto deverá produzir sentido; Com o texto organizado, escolha dois substantivos e aponte seus termos especificadores; Identifique os verbos contidos no texto.
  3. 3.  Quanto ao significado, o verbo é uma palavra que comunica: 1. Uma ação: Cláudio plantou uma árvore. 2. Um estado: Ele está feliz. 3. Um fenômeno da natureza: Chove muito no verão
  4. 4.  O verbo é uma classe de palavras rica em informações. Ele consegue, numa única palavra, transmitir cinco informações: 1. O Quê? – o significado da palavra (o fato); 2. Quando? – o tempo que aconteceu o fato; 3. Como? – o modo como aconteceu o fato; 4. Quem? – a pessoa que participou do fato; 5. Quantos? – o número de pessoas que participaram do fato.
  5. 5.  No verbo cantaremos encontramos as seguintes partes:CANT A RE MOSO quê? Quem? Quando? Como? Quantos?
  6. 6. O povo brasileiro luta desesperadamente. Núcleo nominal - Núcleo Verbal substantivo - verbo
  7. 7. Verbo é uma classe depalavras que indica otempo de uma ação,estado ou fenômeno danatureza.
  8. 8. Radical é a parte invariável, que contém a significação básica. As outras partes do verbo sãovariáveis; constituem a terminaçãoverbal. Essa terminação muda paraindicar o tempo (quando?), o modo(como?), a pessoa (quem?) e o número(quantos?).
  9. 9. Terminação Verbal é a partevariável do verbo que informa otempo, o modo, a pessoa e o número.Radical Terminação VerbalCant areiCant arásCant aráCant aremosCant areisCant arão
  10. 10. A terminação verbal é composta de trêspartes:1. Vogal Temática: informa a conjugação a que pertence o verbo: Vogal Temática Conjugação Cant a r 1ª Conjugação Vend e r 2ª Conjugação Part i r 3ª Conjugação
  11. 11. 2. Desinência Pessoal: informa a pessoa (quem?) e o número de pessoas (quantos?): Desinência Pessoal Pessoa Número Cantava Ø 1ª pessoa singular Cantava s 2ª pessoa singular Cantava Ø 3ª pessoa singular Cantava mos 1ª pessoa plural Cantava is 2ª pessoa plural Cantava m 3ª pessoa plural
  12. 12. 3. Desinência Temporal: informa o tempo (quando?) e o modo (como?): Desinência Temporal Modo e Tempo Pretérito Imperfeito do Canta va Indicativo Pretérito Imperfeito do Canta sse Subjuntivo Futuro do Pretérito do Canta ria Indicativo
  13. 13. ATENÇÃOA variação dessas três partesforma a conjugação de umverbo. Conjugar um verbo é dizê-lo em todos os tempos, modos,pessoas e números.
  14. 14.  O modo do verbo indica as diferentes maneiras (como?) de um fato acontecer. São três modos do verbo:1. Indicativo – indica certeza2. Subjuntivo – indica possibilidade3. Imperativo – indica ordem, pedido
  15. 15. 1. Indicativo – indica certeza Saí cedo.2. Subjuntivo – indica possibilidade É possível que eu saia cedo.3. Imperativo – indica ordem, pedido Saia cedo.
  16. 16.  O tempo verbal indica o momento (quando?) em que acontece o fato expresso pelo verbo. São três os tempos básicos: presente, passado, (pretérito) e futuro. O presente e indivisível, mas o pretérito e o futuro subdividem-se no modo indicativo e no modo subjuntivo.
  17. 17.  Indicativo  Presente exemplo: estudo  Pretérito - Imperfeito exemplo: estudava - Perfeito exemplo: estudei - Mais-Que-Perfeito exemplo: estudara  Futuro - Do Presente exemplo: estudarei - Do Pretérito exemplo: estudaria
  18. 18.  Subjuntivo  Presente exemplo: estude  Pretérito Imperfeito exemplo: estudasse  Futuro exemplo: estudar Imperativo  Afirmativo exemplo: estuda (tu)  Negativo exemplo: não estude (tu)
  19. 19. São três as formas nominais do verbo:infinitivo, gerúndio e particípio.Caracterizam-se por não indicaremnem o tempo nem o modo. Sãochamadas formas nominais porque,além do valor verbal, podem exercerpróprias dos nomes (substantivo,adjetivo ou advérbio).
  20. 20. 1. Infinitivo – exprime a ideia de ação. Seu valor aproxima-se do substantivo: “É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanha, porque se você parar pra pensar, na verdade não há.” Legião UrbanaObservação: O infinitivo pode ser:  Pessoal: quando tem sujeito: É preciso vencermos esta etapa.  Impessoal: quando não tem sujeito: Viver é luta renhida.
  21. 21. 2. Gerúndio – exprime um fato em desenvolvimento. Exerce funções próprias do advérbio ou do adjetivo: “Me disseram que você Estava chorando E foi então que eu percebi Como lhe quero tanto” Legião Urbana (função do adjetivo) “Cantando eu mando um alô: Oi! Para você que acreditou Que podia ser mais feliz Vendo o outro ser feliz.” (função do advérbio)
  22. 22.  Particípio – exprime o resultado de uma ação. Exerce funções próprias do adjetivo:“Tudo Acabado Entre Nós, Já Não Há Mais NadaTudo Acabado Entre Nós Hoje De MadrugadaVocê Chorou e Eu Chorei, Você Partiu e Eu FiqueiSe Você Volta Outra Vez, Eu Não Sei.” Marisa Monte
  23. 23.  Ao se flexionar um verbo em tempo, modo, pessoa e número, pode ocorrer a ausência (Ø) da vogal temática, da desinência pessoal ou da desinência temporal. Observe algumas flexões:
  24. 24.  O presente do indicativo é marcado pela desinência pessoal.
  25. 25.  O pretérito imperfeito do indicativo é marcado pela desinência temporal “va” para a 1ª conjugação e ia para a 2ª e 3ª conjugações.
  26. 26.  O pretérito perfeito do indicativo é marcado basicamente pela desinência pessoal.
  27. 27.  O pretérito mais-que-perfeito é marcado pela desinência temporal ra.
  28. 28.  O futuro do presente é marcado pela desinência temporal “re”.
  29. 29.  O futuro do pretérito é marcado pela desinência temporal “ria”.
  30. 30.  O presente do subjuntivo é marcado pela desinência temporal “e” para a 1ª conjugação e “a” para a 2ª e 3ª conjugações.
  31. 31.  O pretérito imperfeito do subjuntivo é marcado pela desinência temporal “sse”.
  32. 32.  O futuro do subjuntivo é marcado pela desinência temporal “r”.
  33. 33.  Forma-se o gerúndio pela troca da terminação r do infinitivo impessoal pela terminação “ndo”.
  34. 34.  Forma-se o infinitivo pessoal pelo acréscimo das terminações pessoais Ø, es, Ø, “mos”, “des” e “em” ao infinitivo impessoal.
  35. 35.  Forma-se o particípio pela troca da terminação r do infinitivo impessoal pela terminação “do”.
  36. 36. Pais e filhos (Legião Urbana) Eu moro com a minha mãeEstátuas e cofres. E paredes Mas meu pai vem me visitar.pintadas.Ninguém sabe o que aconteceu. Eu moro na rua, não tenho ninguémEla se jogou da janela do quinto Eu moro em qualquer lugar.andar. Já morei em tanta casa que nem meNada é fácil de entender. lembro mais.Dorme agora. Eu moro com os meus pais.É só o vento lá fora.Quero colo. Vou fugir de casa. Sou uma gota daguaPosso dormir aqui com vocês? Sou um grão de areia.Estou com medo. Tive um pesadelo Você me diz que seus pais não lheSó vou voltar depois das três. entendem.Meu filho vai ter nome de santo.Quero o nome mais bonito. Mas você não entende seus pais.É preciso amar as pessoas como se Você culpa seus pais por tudo.Não houvesse amanhã. E isso é absurdo.Porque se você parar para pensar, São crianças como vocêNa verdade não há. O que você vai ser, quando vocêMe diz porque que o céu é azul.Explica a grande fúria do mundo. crescer?São meus filhos que tomam contade mim.
  37. 37. Quase sem querer (Legião É sempre a pior mentira,Urbana) Mas não sou maisTenho andado distraído, Tão criança a ponto de saber tudo.Impaciente e indeciso Já não me preocupo se eu não seiE ainda estou confuso, por que. Às vezes, o que eu vejo, quaseSó que agora é diferente: ninguém vêSou tão tranquilo e tão contente. E eu sei que você sabe, quase sem quererQuantas chances desperdicei, Que eu vejo o mesmo que você.Quando o que eu mais queria Tão correto e tão bonitoEra provar pra todo o mundo O infinito é realmenteQue eu não precisava Um dos deuses mais lindos!Provar nada pra ninguém. Sei que, às vezes, uso Palavras repetidas,Me fiz em mil pedaços Mas quais são as palavrasPra você juntar Que nunca são ditas?E queria sempre achar Me disseram que vocêExplicação pro que eu sentia. Estava chorandoComo um anjo caído E foi então que eu percebi Como lhe quero tanto.Fiz questão de esquecerQue mentir pra si mesmo
  38. 38. Grand’ Hotel (Kid Abelha) Se a gente não dissesse tudo tão depressa,Se a gente não tivesse feito tanta Se não fizesse tudo tão depressa,coisa, Se não tivesse exagerado a dose,Se não tivesse dito tanta coisa, Podia ter vivido um grande amor.Se não tivesse inventado tantoPodia ter vivido um amor Grand Um dia um caminhão atropelou aHotel. paixão Sem teus carinhos e tua atençãoSe a gente não fizesse tudo tão O nosso amor se transformou emdepressa, "Bom Dia"...Se não dissesse tudo tão depressa,Se não tivesse exagerado a dose, Qual o segredo da felicidade?Podia ter vivido um grande amor. Será preciso ficar só pra se viver? Qual o sentido da realidade?Um dia um caminhão atropelou a Será preciso ficar só pra se viver?paixão Só pra se viver.Sem teus carinhos e tua atençãoO nosso amor se transformou em Ficar só"Bom Dia"... Só pra se viver... Ficar sóQual o segredo da felicidade? Só pra se viver.Será preciso ficar só pra se viver?Qual o sentido da realidade?Será preciso ficar só pra se viver?
  39. 39. Sutilmente (Skank) E quando eu estiver tristeE quando eu estiver triste Simplesmente me abraceSimplesmente me abrace E quando eu estiver loucoQuando eu estiver louco Subitamente se afasteSubitamente se afaste E quando eu estiver boboQuando eu estiver fogo Sutilmente disfarceSuavemente se encaixe Mas quando eu estiver morto Suplico que não me mate, nãoE quando eu estiver triste Dentro de ti, dentro de tiSimplesmente me abraceE quando eu estiver louco Mesmo que o mundo acabe,Subitamente se afaste enfimE quando eu estiver bobo Dentro de tudo que cabe em tiSutilmente disfarce Mesmo que o mundo acabe,Mas quando eu estiver morto enfimSuplico que não me mate, não Dentro de tudo que cabe em tiDentro de ti, dentro de ti Mesmo que o mundo acabe, enfimMesmo que o mundo acabe, Dentro de tudo que cabe em tienfim Mesmo que o mundo acabe,Dentro de tudo que cabe em ti enfimMesmo que o mundo acabe, Dentro de tudo que cabe em ti.enfimDentro de tudo que cabe em ti

×