PARASITAS
VERMINOSES
Ascaris Lumbricoides
Trichocephatus Trichiurus Trichiura
Oxyurus vermicularis ou
Enterobius vermicula...
ASCARIDÍASE
ASCARIDÍASE ou LOMBRIGA
 É uma verminose causada por um parasita chamado Ascaris lumbricoides.
 Essa é a verminose intes...
CICLO DA ASCARÍDIASE
SINTOMAS
 Na maioria das vezes as infecções são assintomáticas.
 A ascaridíase pode causar dor de barriga, diarreia, náu...
TRATAMENTO
 Existem remédios específicos para erradicar a larva do organismo humano,
todos por via oral.
 Um dos princip...
TRICURÍASE
TRICURÍASE
 A tricuríase é uma verminose causada pelo parasito Trichuris trichiura, um
nematódeo de aproximadamente 4 cm ...
SINTOMAS
 Em geral, somente os indivíduos com os intestinos infestados com
centenas de parasitos é que desenvolvem sintom...
TRATAMENTO
- Mebendazol 100 mg, 2 vezes por dia por 3 dias.
- Albendazol 400 mg, 1 vez por dia por 3 dias.
Em pacientes co...
CICLO DA TRICURÍASE
ENTEROBIASE
Também denominada de nemátodos são infecções por parasitas mais comuns
nos Estados Unidos e em crianças em idade escolar.
...
SINTOMAS
 Dificuldade em dormir, irritabilidade devido à coceira que ocorre durante a
noite
 Intensa coceira em volta do...
TRATAMENTO
 Medicamentos anti-helmínticos (vermífugos) são utilizados para matar os
vermes (não os seus ovos) mebendazol ...
CICLO DA OXIURÍASE OU ENTEROBIASE
Apresentação slides andréa (Cruz Vermelha)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação slides andréa (Cruz Vermelha)

1.801 visualizações

Publicada em

Parasitas

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.801
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação slides andréa (Cruz Vermelha)

  1. 1. PARASITAS VERMINOSES Ascaris Lumbricoides Trichocephatus Trichiurus Trichiura Oxyurus vermicularis ou Enterobius vermicularis CRUZ VERMELHA – TE269
  2. 2. ASCARIDÍASE
  3. 3. ASCARIDÍASE ou LOMBRIGA  É uma verminose causada por um parasita chamado Ascaris lumbricoides.  Essa é a verminose intestinal humana mais disseminada no mundo.  A contaminação ocorre quando há ingestão dos ovos infectados do parasita, que podem ser encontrados no solo, água ou alimentos contaminados por fezes humanas.  Seu único hospedeiro e reservatório é o homem e se os ovos encontrarem um meio favorável, podem contaminar por vários anos.
  4. 4. CICLO DA ASCARÍDIASE
  5. 5. SINTOMAS  Na maioria das vezes as infecções são assintomáticas.  A ascaridíase pode causar dor de barriga, diarreia, náuseas, falta de apetite ou nenhum sintoma.  Quando há grande número de vermes pode haver quadro de obstrução intestinal.  A larva pode contaminar as vias respiratórias, fazendo o indivíduo apresentar tosse, catarro com sangue ou crise de asma.  Se uma larva obstruir o colédoco pode haver icterícia obstrutiva.
  6. 6. TRATAMENTO  Existem remédios específicos para erradicar a larva do organismo humano, todos por via oral.  Um dos principais medicamentos receitado é o Albendazol ou o Pamoato de Pirantel. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------- PROFILAXIA  Através de medidas de saneamento básico.  Através do tratamento de todos os portadores da doença. A ascaridíase está mais presente em países de clima tropical e subtropical. As más condições de higiene e a utilização das fezes como adubo contribuem para a prevalência dessa verminose nos países do terceiro mundo.
  7. 7. TRICURÍASE
  8. 8. TRICURÍASE  A tricuríase é uma verminose causada pelo parasito Trichuris trichiura, um nematódeo de aproximadamente 4 cm de comprimento, que habita o intestino grosso dos indivíduos infectados.  O Trichuris trichiura é um parasito que não se adapta bem a locais áridos ou muito frios, por isso nas regiões tropicais, onde o clima é úmido e quente, são as que apresentam maior número de casos desta verminose. -------------------------------------------------------------------------------------------------------- TRANSMISSÃO  A transmissão é fecal-oral. Quando se ingere acidentalmente ovos do parasita contidos em alimentos, água ou no solo. PROFILAXIA Ferver a água Lavar cuidadosamente os alimentos (verduras e frutas) Lavar as mãos antes da manipulação de alimentos Limpar e cortar as unhas devidamente
  9. 9. SINTOMAS  Em geral, somente os indivíduos com os intestinos infestados com centenas de parasitos é que desenvolvem sintomas de tricuríase.  Nestes casos, o quadro clínico mais comum é de diarreia crônica, que pode ou não vir acompanhada de muco ou sangue misturado às fezes.  Distensão abdominal, enjoos, perda de peso, flatulência e anemia são outros sinais e sintomas possíveis.  Um sinal físico comum é o baqueteamento digital, que é um alargamento da ponta dos dedos e da unha.  Um sinal típico, geralmente presente em crianças com contaminação maciça, é o prolapso retal, uma protusão de parte do reto através do ânus. Nestes casos, é comum conseguirmos ver vermes aderidos à mucosa do reto que está exteriorizada.
  10. 10. TRATAMENTO - Mebendazol 100 mg, 2 vezes por dia por 3 dias. - Albendazol 400 mg, 1 vez por dia por 3 dias. Em pacientes com infecção maciça, o tratamento pode ser prolongado por 5 a 7 dias. A taxa de cura com estes esquemas costuma ser acima de 90%. ------------------------------------------------------------------------------------------------------- CICLO Uma vez ingeridos, os ovos do parasito conseguem atravessar incólumes o estômago e eclodem ao chegar ao intestino delgado, liberando as larvas do verme. Após cerca de 3 meses, as larvas se tornam vermes adultos e migram para o intestino grosso, onde irão habitar definitivamente. A fêmea do parasito é capaz de colocar mais de 20 mil ovos por dia, que serão eliminados pelas fezes, dando início a um novo ciclo. Um indivíduo infectado libera milhares de ovos do parasita a cada evacuação.
  11. 11. CICLO DA TRICURÍASE
  12. 12. ENTEROBIASE
  13. 13. Também denominada de nemátodos são infecções por parasitas mais comuns nos Estados Unidos e em crianças em idade escolar. TRANSMISSÃO  Os ovos de nemátodos são transmitidos diretamente de pessoa para pessoa.  Eles também podem ser espalhados por contato com roupas de cama, alimentos ou outros itens contaminados com os ovos.  Normalmente, as crianças são infectadas por tocar ovos de nemátodos sem saber e colocar os dedos na boca. Os ovos são engolidos e consequentemente eclodem no intestino delgado e os vermes amadurecem no cólon.  Vermes fêmeas em seguida passam para a área anal da criança, especialmente à noite, e depositam mais ovos. Isto pode causar coceira intensa.  A área pode se tornar infectada. Quando a criança coçar a região anal, os ovos podem ficar sob as unhas podendo ser transferidos para outras crianças e familiares ou itens da casa.
  14. 14. SINTOMAS  Dificuldade em dormir, irritabilidade devido à coceira que ocorre durante a noite  Intensa coceira em volta do ânus  Pele irritada ou infeccionada ao redor do ânus, por coçar constantemente.  Irritação na vagina em meninas (se um verme entra na vagina e não no ânus)  Perda de apetite e de peso (incomum, mas pode ocorrer em infecções graves)
  15. 15. TRATAMENTO  Medicamentos anti-helmínticos (vermífugos) são utilizados para matar os vermes (não os seus ovos) mebendazol ou albendazol.  Mais de um membro da família pode ser infectado, de modo que a casa inteira deve ser tratada. Repetir a dose após 2 semanas. PROFILAXIA  Limpe os assentos sanitários diariamente  Mantenha as unhas curtas e limpas  Lave todas as roupas de cama duas vezes por semana  Lavar as mãos antes das refeições e após usar o banheiro  Evite coçar a área infectada ao redor do ânus.  Lavar as mãos antes de preparar os alimentos.
  16. 16. CICLO DA OXIURÍASE OU ENTEROBIASE

×