Saúde da Mulher eSaúde da Mulher e
Prevenção do CâncerPrevenção do Câncer
de Colo de Úterode Colo de Útero
Constituição Federal 1988Constituição Federal 1988
“ A Saúde é um direito de todos e dever dodireito de todos e dever do
E...
A Saúde é resultado doA Saúde é resultado do
estar bemestar bem
 Biológico (corpo)Biológico (corpo)
 Emocional (mente)Em...
Expectativa de vidaExpectativa de vida
 Hoje as pessoas vivem em média 65 anosHoje as pessoas vivem em média 65 anos
nos ...
Saúde antigamenteSaúde antigamente
 Ausência de doençaAusência de doença
 Acontecia naturalmenteAcontecia naturalmente
...
Mulher antigamenteMulher antigamente
 Ser reprodutorSer reprodutor
 Sexo / prazer como pecadoSexo / prazer como pecado
...
Aspectos que contribuíram para queAspectos que contribuíram para que
as pessoas passassem a viver maisas pessoas passassem...
Declaração Universal dosDeclaração Universal dos
Direitos Humanos – 1948Direitos Humanos – 1948
 Proteção e promoção dos ...
Década de 70 - os olhosDécada de 70 - os olhos
voltam-se para asvoltam-se para as
mulheresmulheres
 Índices assustadores ...
No BrasilNo Brasil
 1965: criação da BEMFAM1965: criação da BEMFAM
 Década de 80: pressão do movimentoDécada de 80: pres...
PAISM – Programa dePAISM – Programa de
Atenção Integral à Saúde daAtenção Integral à Saúde da
MulherMulher
 Pré-Natal, pa...
Aprovação daAprovação da
Constituição Federal deConstituição Federal de
19881988
Reassegurou direitos às mulheres:Reassegu...
Ampliou direitos:Ampliou direitos:
 Licença maternidade ampliada para 120 diasLicença maternidade ampliada para 120 dias
...
Constituição Federal deConstituição Federal de
1988 e o Planejamento1988 e o Planejamento
FamiliarFamiliar
 Reconhece o p...
Impacto doImpacto do
reconhecimento dereconhecimento de
direitos para as mulheresdireitos para as mulheres
 Aumentou da e...
Direitos e Saúde daDireitos e Saúde da
MulherMulher
 Políticas Públicas de assistência,Políticas Públicas de assistência,...
Desigualdades eDesigualdades e
indicativosindicativos
preocupantespreocupantes
 Desigualdade na distribuição de poder naD...
Mulher e Violência:Mulher e Violência:
 A cada 15 segundos uma mulher é vítimaA cada 15 segundos uma mulher é vítima
de v...
Mulher e MortalidadeMulher e Mortalidade
MaternaMaterna
 O Brasil apresenta um dos piores índices deO Brasil apresenta um...
Mulher e DST/HIV/AIDSMulher e DST/HIV/AIDS
 HIV/AIDS – cresce assustadoramente oHIV/AIDS – cresce assustadoramente o
núme...
Mulher e CâncerMulher e Câncer
 Câncer de Mama - principal causa deCâncer de Mama - principal causa de
morte de mulheres ...
Câncer de Colo deCâncer de Colo de
ÚteroÚtero
É o segundo tipo de câncer mais comumÉ o segundo tipo de câncer mais comum
e...
Localização do Colo doLocalização do Colo do
ÚteroÚtero
Causa do Câncer deCausa do Câncer de
Colo de ÚteroColo de Útero
 Em cerca de 90% dos casos a causaEm cerca de 90% dos cas...
O que é o HPVO que é o HPV
 O HPV é um vírus transmitido pelo contatoO HPV é um vírus transmitido pelo contato
sexual sem...
Verrugas do HPV (crista deVerrugas do HPV (crista de
galo, cavalo de crista,galo, cavalo de crista,
figueira)figueira)
Porque tantas mulheresPorque tantas mulheres
morrem de Câncer de Colomorrem de Câncer de Colo
de Útero no Brasilde Útero n...
Motivos que levam asMotivos que levam as
mulheres a não realizar omulheres a não realizar o
preventivopreventivo
 Vergonh...
PrevençãoPrevenção
Como prevenir?Como prevenir?
 Através da realização do exame preventivoAtravés da realização do exame ...
Realização do ExameRealização do Exame
 Não ter relação sexual, usar duchas ouNão ter relação sexual, usar duchas ou
medi...
Cuidados importantesCuidados importantes
 Conhecer o próprio corpo e ter higieneConhecer o próprio corpo e ter higiene
 ...
A saúde é umA saúde é um
direito de todos e todas.direito de todos e todas.
Porém, começa noPorém, começa no
dever de cada...
BibliografiaBibliografia
BEMFAM. Vulnerabilidade em DST/HIV/AIDS e Prevenção de Câncer. FormaçãoBEMFAM. Vulnerabilidade em...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Prevenção câncer

672 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
672
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Prevenção câncer

  1. 1. Saúde da Mulher eSaúde da Mulher e Prevenção do CâncerPrevenção do Câncer de Colo de Úterode Colo de Útero
  2. 2. Constituição Federal 1988Constituição Federal 1988 “ A Saúde é um direito de todos e dever dodireito de todos e dever do EstadoEstado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acessoacesso universal e igualitáriouniversal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção epromoção, proteção e recuperaçãorecuperação”. Constituição Federal,Constituição Federal, Artigo 196Artigo 196
  3. 3. A Saúde é resultado doA Saúde é resultado do estar bemestar bem  Biológico (corpo)Biológico (corpo)  Emocional (mente)Emocional (mente)  Social (alimentação, moradia, higiene,Social (alimentação, moradia, higiene, descanso, lazer, emprego e renda,descanso, lazer, emprego e renda, saneamento básico, educação)saneamento básico, educação)
  4. 4. Expectativa de vidaExpectativa de vida  Hoje as pessoas vivem em média 65 anosHoje as pessoas vivem em média 65 anos nos países subdesenvolvidos e 71 anos nosnos países subdesenvolvidos e 71 anos nos países ricospaíses ricos  Em 2050, no Brasil, prevê-se que asEm 2050, no Brasil, prevê-se que as mulheres viverão 86 anos e os homens 82mulheres viverão 86 anos e os homens 82 anosanos  Atualmente as mulheres vivem quase o dobroAtualmente as mulheres vivem quase o dobro que suas avósque suas avós
  5. 5. Saúde antigamenteSaúde antigamente  Ausência de doençaAusência de doença  Acontecia naturalmenteAcontecia naturalmente  Não exigia cuidados de prevenção porNão exigia cuidados de prevenção por parte das pessoasparte das pessoas  Obra de Deus: saúde e doença comoObra de Deus: saúde e doença como benção ou castigo, destino...benção ou castigo, destino...
  6. 6. Mulher antigamenteMulher antigamente  Ser reprodutorSer reprodutor  Sexo / prazer como pecadoSexo / prazer como pecado  Gestações não planejadasGestações não planejadas  Baixa expectativa de vida: 34 anosBaixa expectativa de vida: 34 anos  Principais causas de morte: hemorragiaPrincipais causas de morte: hemorragia e infecções (complicações na gestação,e infecções (complicações na gestação, parto e pós-parto)parto e pós-parto)
  7. 7. Aspectos que contribuíram para queAspectos que contribuíram para que as pessoas passassem a viver maisas pessoas passassem a viver mais e melhore melhor  Avanços importantes na MedicinaAvanços importantes na Medicina (surgimento da anestesia e antibióticos)(surgimento da anestesia e antibióticos)  Cuidados de higiene e prevençãoCuidados de higiene e prevenção  Organização e pressão de movimentosOrganização e pressão de movimentos sociais em todo o mundo pelosociais em todo o mundo pelo reconhecimento de direitosreconhecimento de direitos
  8. 8. Declaração Universal dosDeclaração Universal dos Direitos Humanos – 1948Direitos Humanos – 1948  Proteção e promoção dos direitosProteção e promoção dos direitos fundamentais em todo o mundo, porfundamentais em todo o mundo, por todos os povos e Naçõestodos os povos e Nações  Preconiza a igualdade entre os sexos ePreconiza a igualdade entre os sexos e condena a discriminação por razões decondena a discriminação por razões de sexo, raça, religião, classe social, idadesexo, raça, religião, classe social, idade ou qualquer outra condiçãoou qualquer outra condição
  9. 9. Década de 70 - os olhosDécada de 70 - os olhos voltam-se para asvoltam-se para as mulheresmulheres  Índices assustadores de mortalidadeÍndices assustadores de mortalidade materno-infantil em todo o mundomaterno-infantil em todo o mundo  Necessidade de ações específicasNecessidade de ações específicas voltadas para a saúde integral davoltadas para a saúde integral da mulhermulher
  10. 10. No BrasilNo Brasil  1965: criação da BEMFAM1965: criação da BEMFAM  Década de 80: pressão do movimentoDécada de 80: pressão do movimento de mulheres e chamamento do Estadode mulheres e chamamento do Estado para cumprir sua responsabilidadepara cumprir sua responsabilidade  1984 – Criação do PAISM1984 – Criação do PAISM
  11. 11. PAISM – Programa dePAISM – Programa de Atenção Integral à Saúde daAtenção Integral à Saúde da MulherMulher  Pré-Natal, parto e puerpérioPré-Natal, parto e puerpério  Assistência à anticoncepçãoAssistência à anticoncepção  Prevenção e tratamento do CâncerPrevenção e tratamento do Câncer GinecológicoGinecológico  Prevenção e tratamento das DoençasPrevenção e tratamento das Doenças Sexualmente TransmissíveisSexualmente Transmissíveis  Tratamento do aborto incompletoTratamento do aborto incompleto  Atenção à Adolescência e ClimatérioAtenção à Adolescência e Climatério
  12. 12. Aprovação daAprovação da Constituição Federal deConstituição Federal de 19881988 Reassegurou direitos às mulheres:Reassegurou direitos às mulheres:  Saúde como direito de cidadania e responsabilidadeSaúde como direito de cidadania e responsabilidade do Estadodo Estado  Auxílio – natalidadeAuxílio – natalidade  Estabilidade da gestante no empregoEstabilidade da gestante no emprego  Licença MaternidadeLicença Maternidade  Direito à creche e pausa para amamentarDireito à creche e pausa para amamentar
  13. 13. Ampliou direitos:Ampliou direitos:  Licença maternidade ampliada para 120 diasLicença maternidade ampliada para 120 dias  Criada a licença paternidade de 5 dias após oCriada a licença paternidade de 5 dias após o partoparto  Ampliados aos anos de direito à crecheAmpliados aos anos de direito à creche  Estendidos os direitos às trabalhadoras rurais eEstendidos os direitos às trabalhadoras rurais e domésticasdomésticas Aprovação daAprovação da Constituição Federal deConstituição Federal de 19881988
  14. 14. Constituição Federal deConstituição Federal de 1988 e o Planejamento1988 e o Planejamento FamiliarFamiliar  Reconhece o planejamento familiar comoReconhece o planejamento familiar como um direitoum direito  De livre decisão do casalDe livre decisão do casal  Dever do Estado de oferecer assistênciaDever do Estado de oferecer assistência para o exercício desse direitopara o exercício desse direito
  15. 15. Impacto doImpacto do reconhecimento dereconhecimento de direitos para as mulheresdireitos para as mulheres  Aumentou da expectativa de vida dasAumentou da expectativa de vida das mulheresmulheres  As mulheres hoje são 51% da populaçãoAs mulheres hoje são 51% da população brasileirabrasileira  Representam 52% da populaçãoRepresentam 52% da população economicamente ativaeconomicamente ativa  Cerca de 25% das famílias hoje sãoCerca de 25% das famílias hoje são chefiadas por mulheres.chefiadas por mulheres.
  16. 16. Direitos e Saúde daDireitos e Saúde da MulherMulher  Políticas Públicas de assistência,Políticas Públicas de assistência, prevenção e educação em Saúde daprevenção e educação em Saúde da MulherMulher  Visão integrada, buscando prestarVisão integrada, buscando prestar assistência e garantir seu bem-estar nosassistência e garantir seu bem-estar nos diferentes momentos do ciclo de vida –diferentes momentos do ciclo de vida – nascimento, infância, adolescência, idadenascimento, infância, adolescência, idade adulta e velhiceadulta e velhice
  17. 17. Desigualdades eDesigualdades e indicativosindicativos preocupantespreocupantes  Desigualdade na distribuição de poder naDesigualdade na distribuição de poder na vida doméstica e no mundo do trabalhovida doméstica e no mundo do trabalho  As mulheres ganham cerca de 40% menosAs mulheres ganham cerca de 40% menos que os homens desenvolvendo as mesmasque os homens desenvolvendo as mesmas atividadesatividades  Reduzida participação políticaReduzida participação política
  18. 18. Mulher e Violência:Mulher e Violência:  A cada 15 segundos uma mulher é vítimaA cada 15 segundos uma mulher é vítima de violência no Brasil (física, sexual oude violência no Brasil (física, sexual ou psicológica), simplesmente pelo fato de serpsicológica), simplesmente pelo fato de ser mulhermulher  Em 70% dos casos a violência aconteceEm 70% dos casos a violência acontece dentro de casadentro de casa
  19. 19. Mulher e MortalidadeMulher e Mortalidade MaternaMaterna  O Brasil apresenta um dos piores índices deO Brasil apresenta um dos piores índices de mortalidade materna do mundomortalidade materna do mundo  A maior causa de mortes de mulheres noA maior causa de mortes de mulheres no Brasil ainda é devido a complicações naBrasil ainda é devido a complicações na gravidez, parto e pós-partogravidez, parto e pós-parto  27% dos partos realizados pelo SUS no27% dos partos realizados pelo SUS no último ano foram em adolescentes de 12 aúltimo ano foram em adolescentes de 12 a 18 anos18 anos
  20. 20. Mulher e DST/HIV/AIDSMulher e DST/HIV/AIDS  HIV/AIDS – cresce assustadoramente oHIV/AIDS – cresce assustadoramente o número de mulheres portadoras no Brasil,número de mulheres portadoras no Brasil, especialmente entre mulheres jovensespecialmente entre mulheres jovens  Cerca de 45% do total das mulheres com oCerca de 45% do total das mulheres com o vírus hoje são casadas e heterossexuaisvírus hoje são casadas e heterossexuais  As mulheres ainda não conseguem negociarAs mulheres ainda não conseguem negociar o uso do preservativo, especialmente noso uso do preservativo, especialmente nos relacionamentos estáveisrelacionamentos estáveis
  21. 21. Mulher e CâncerMulher e Câncer  Câncer de Mama - principal causa deCâncer de Mama - principal causa de morte de mulheres entre 15 e 59 anos nomorte de mulheres entre 15 e 59 anos no BrasilBrasil  Câncer de Colo de Útero - segunda maiorCâncer de Colo de Útero - segunda maior causa de morte de mulheres por câncercausa de morte de mulheres por câncer no Brasilno Brasil
  22. 22. Câncer de Colo deCâncer de Colo de ÚteroÚtero É o segundo tipo de câncer mais comumÉ o segundo tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo.entre as mulheres no mundo. No entanto, está entre os mais fáceisNo entanto, está entre os mais fáceis de se diagnosticar precocemente –de se diagnosticar precocemente – realização do Preventivo regularmenterealização do Preventivo regularmente (Exame Papanicolaou)(Exame Papanicolaou)
  23. 23. Localização do Colo doLocalização do Colo do ÚteroÚtero
  24. 24. Causa do Câncer deCausa do Câncer de Colo de ÚteroColo de Útero  Em cerca de 90% dos casos a causaEm cerca de 90% dos casos a causa é o HPV – um vírus transmitidoé o HPV – um vírus transmitido através de contato sexualatravés de contato sexual  Existem cerca de 150 tipos de HPV,Existem cerca de 150 tipos de HPV, mas apenas 13 deles podem levar aomas apenas 13 deles podem levar ao desenvolvimento do câncer no colo dodesenvolvimento do câncer no colo do úteroútero
  25. 25. O que é o HPVO que é o HPV  O HPV é um vírus transmitido pelo contatoO HPV é um vírus transmitido pelo contato sexual sem proteção da camisinha (mesmosexual sem proteção da camisinha (mesmo sem penetração)sem penetração)  Atinge a região genital de homens eAtinge a região genital de homens e mulheresmulheres  Na maioria das vezes não apresentaNa maioria das vezes não apresenta sintomas, mas podem aparecer verrugas,sintomas, mas podem aparecer verrugas, coceira, corrimento branco, sangramentococeira, corrimento branco, sangramento anormal, dor durante a relação sexual.anormal, dor durante a relação sexual.
  26. 26. Verrugas do HPV (crista deVerrugas do HPV (crista de galo, cavalo de crista,galo, cavalo de crista, figueira)figueira)
  27. 27. Porque tantas mulheresPorque tantas mulheres morrem de Câncer de Colomorrem de Câncer de Colo de Útero no Brasilde Útero no Brasil  O HPV pode ser diagnosticado através doO HPV pode ser diagnosticado através do exame preventivo e se descoberto no início,exame preventivo e se descoberto no início, as chances de cura ultrapassam a 90%as chances de cura ultrapassam a 90%  No entanto, hoje somente 10% das mulheresNo entanto, hoje somente 10% das mulheres brasileiras realizam o preventivo combrasileiras realizam o preventivo com regularidaderegularidade  80% das mortes acontecem porque os casos80% das mortes acontecem porque os casos são diagnosticados muito tardesão diagnosticados muito tarde
  28. 28. Motivos que levam asMotivos que levam as mulheres a não realizar omulheres a não realizar o preventivopreventivo  VergonhaVergonha  Preconceito seu e de seus esposos ouPreconceito seu e de seus esposos ou parceirosparceiros  Não acham necessárioNão acham necessário  Medo de realizar exames ginecológicos deMedo de realizar exames ginecológicos de rotinarotina Resultado: as mulheres acabam colocando suaResultado: as mulheres acabam colocando sua SAÚDE e portanto sua VIDA em RISCOSAÚDE e portanto sua VIDA em RISCO
  29. 29. PrevençãoPrevenção Como prevenir?Como prevenir?  Através da realização do exame preventivoAtravés da realização do exame preventivo uma vez ao anouma vez ao ano  Estimular a prática de sexo seguro / uso daEstimular a prática de sexo seguro / uso da camisinhacamisinha Quem deve realizar o exame?Quem deve realizar o exame?  Mulheres que têm ou já tiveram atividadeMulheres que têm ou já tiveram atividade sexual, especialmente aquelas entre 25 e 59sexual, especialmente aquelas entre 25 e 59 anos de idadeanos de idade
  30. 30. Realização do ExameRealização do Exame  Não ter relação sexual, usar duchas ouNão ter relação sexual, usar duchas ou medicamentos vaginais nos dois diasmedicamentos vaginais nos dois dias anteriores ao exameanteriores ao exame  Não estar menstruadaNão estar menstruada  Dependendo do tipo de alteração,Dependendo do tipo de alteração, poderão ser necessários outros examespoderão ser necessários outros exames (colposcopia e biópsia) e tratamento(colposcopia e biópsia) e tratamento
  31. 31. Cuidados importantesCuidados importantes  Conhecer o próprio corpo e ter higieneConhecer o próprio corpo e ter higiene  Ter parceiros fixos e/ou reduzir o número deTer parceiros fixos e/ou reduzir o número de parceirosparceiros  Visitar regularmente o serviço de saúdeVisitar regularmente o serviço de saúde  Procurar o Serviço de Saúde se apareceremProcurar o Serviço de Saúde se aparecerem sintomassintomas  Evitar fumar, beber em excesso e usarEvitar fumar, beber em excesso e usar drogas - afetam o sistema de defesa dodrogas - afetam o sistema de defesa do organismoorganismo  Ter auto-estima, respeito por si e desejo deTer auto-estima, respeito por si e desejo de viver plenamenteviver plenamente
  32. 32. A saúde é umA saúde é um direito de todos e todas.direito de todos e todas. Porém, começa noPorém, começa no dever de cada pessoadever de cada pessoa de cuidar dode cuidar do próprio corpopróprio corpo e buscar uma vidae buscar uma vida saudável.saudável. Boa tarde!Boa tarde!
  33. 33. BibliografiaBibliografia BEMFAM. Vulnerabilidade em DST/HIV/AIDS e Prevenção de Câncer. FormaçãoBEMFAM. Vulnerabilidade em DST/HIV/AIDS e Prevenção de Câncer. Formação em Saúde Sexual e Reprodutiva – Mód. 4. Departamento de Educação eem Saúde Sexual e Reprodutiva – Mód. 4. Departamento de Educação e Comunicação . 2003Comunicação . 2003 VILELA, Wilza. Saúde integral, reprodutiva e sexual da mulher.VILELA, Wilza. Saúde integral, reprodutiva e sexual da mulher. www.revistasaúde.com.brwww.revistasaúde.com.br (acesso em 16/09/2003)(acesso em 16/09/2003) www.ecelsanet.com/sitessaudewww.ecelsanet.com/sitessaude (acesso em 16/09/2003)(acesso em 16/09/2003) www.gineco.com.brwww.gineco.com.br (acesso em setembro/2003)(acesso em setembro/2003) www.terra.com.br/istoe/biblioteca/saudedamulherwww.terra.com.br/istoe/biblioteca/saudedamulher (acesso em 17/09/2003)(acesso em 17/09/2003) www.saudegratuita.com.br/saudedamulherwww.saudegratuita.com.br/saudedamulher (acesso em 17/09/2003)(acesso em 17/09/2003) www.saudegratuita.com.br/saudesexual/doençascondiloma.aspwww.saudegratuita.com.br/saudesexual/doençascondiloma.asp (acesso em(acesso em 17/09/2003)17/09/2003)

×