SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
Baixar para ler offline
Política Nacional de
Atenção Integral à Saúde
da Mulher - PNAISM
Breve Histórico
Diagnóstico
epidemiológico da
situação da saúde da
mulher
Reconhecimento da
importância da
criação diretrizes que
orientassem políticas
de Saúde específicas
da Mulher
Criação Política
Nacional de Atenção
Integral à Saúde da
Mulher - PNAISM
PNAISM
Movimentos
sociais de
mulheres
Coor-
denações e
comissões do
Ministério da
Saúde
Sociedades
científicas
Organizações
não-
governamentais
Agências de
cooperação
internacional
Breve diagnóstico da
saúde da mulher no Brasil
• Envelhecimento
• Mortalidade Materna
• Precariedade da Atenção Obstetrícia
• Violência Doméstica e Sexual
• Doenças Crônico-Degenerativas e Câncer
Ginecológico
Situação Sociodemográfica
Brasil: Importantes transformações na
estrutura e dinâmica da sua
população.
• População feminina brasileira está em torno de
89.800.471 pessoas para o ano de 2003;
• A Política de Atenção Integral à Saúde da Mulher
deve contemplar a população feminina acima de 10
anos, hoje estimada em 73.837.876 pessoas,
distribuída nas seguintes faixas etárias:
• – 10 a 14 anos – 8.091.022;
• – 15 a 19 anos – 8.433.904;
• – 20 a 29 anos – 16.524.472;
• – 30 a 39 anos – 13.934.024;
• – 40 a 49 anos – 11.420.987;
• – 50 anos e mais – 15.505.461.
Situação da Saúde
da Mulher no Brasil
• As dez primeiras causas de morte entre mulheres:
1. acidente vascular cerebral,
2. aids,
3. homicídios,
4. câncer de mama,
5. acidente de transporte,
6. neoplasia de órgãos digestivos,
7. doença hipertensiva,
8. doença isquêmica do coração,
9. diabetes e
10.câncer de colo do útero.
• Saúde Materna
• Atenção obstétrica
• Assistência em Anticoncepção
• DST’s
• Violência Doméstica e Sexual
• A Saúde de Mulheres Adolescentes
• Saúde da Mulher no Climatério/Menopausa
• Saúde Mental e Gênero
• Doenças Crônico-Degenerativas e Câncer Ginecológico
• Saúde das Mulheres Lésbicas
• Saúde das Mulheres Negras
• Saúde das Mulheres Indígenas
• Saúde das Mulheres Residentes e Trabalhadoras na Área Rural
• Saúde da Mulher em Situação de Prisão
Saúde Materna + Atenção obstétrica
Dado: 74,5 óbitos maternos por 100 mil
nascidos vivos. As principais causas da
mortalidade materna são a hipertensão
arterial, as hemorragias, a infecção
puerperal e o aborto, todas evitáveis.
Aproximadamente 13% das mulheres
que tiveram filhos nos cinco anos que
antecederam a pesquisa não haviam
realizado nenhuma consulta de pré-
natal
Assistência em Anticoncepção + DST’s
As Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) estão entre os
problemas de saúde pública mais comuns em todo o mundo.
Violência Doméstica e Sexual
• Em Pernambuco, 34% das mulheres
relataram algum episódio de violência
cometido pelo parceiro ou ex-parceiro.
• Dentre as mulheres agredidas, foram
relatados problemas de saúde: dores ou
desconforto severo, problemas de
concentração e tontura.
* Apenas 16% em São Paulo e 11% em
Pernambuco buscaram hospitais ou centros de
saúde
Saúde das Mulheres Negras
• A grande maioria de mulheres negras encontra-se abaixo da linha
de pobreza e a taxa de analfabetismo é o dobro.
• Menor acesso aos serviços de saúde de boa qualidade
• Maior risco de contrair e morrer de determinadas doenças
• O câncer de colo de útero que é duas vezes mais frequente em
mulheres negras
Relação entre a saúde
geral e bucal na mulher
• Gengivite
 Problemas cardíacos
 Diabetes
 Derrame
 Problemas respiratórios
 Resultados de gestação
OBS: Os fatores podem variar com o passar do
tempo
Diretrizes
PNAISM
INTEGRALI-
DADE
HUMANIZA-
ÇÃO
VIOLÊNCIA
HOMOSSE-
XUALIDADE
SAÚDE
CICLOS DA
VIDA
EQUIDADE
1. Atenção integral à saúde da mulher: ações de promoção,
proteção, assistência e recuperação da saúde,
executadas nos diferentes níveis de atenção à saúde.
2. A PNAISM deve atingir as mulheres em todos os ciclos
de vida: atender as especificidades das diferentes faixas
etárias e dos distintos grupos populacionais.
3. Devem nortear-se pela perspectiva de gênero: raça e de
etinia, rompendo-se as fronteiras da saúde sexual e da
saúde reprodutiva, para alcançar todos os aspectos da
saúde da mulher
4. Estabelecer uma dinâmica inclusiva: atender às
demandas emergentes ou demandas antigas, em todos
os níveis assistenciais.
5. Criação e ampliação das condições necessárias ao
exercício dos direitos da mulher: seja no âmbito do
SUS, seja na atuação em parceria do setor Saúde com
outros setores governamentais, com destaque para a
segurança, a justiça, trabalho, previdência social e
educação
6. Prática da humanização: atitudes e comportamentos do
profissional de saúde que contribuam para reforçar o caráter da
atenção à saúde como direito, que melhorem o grau de
informação das mulheres em relação ao seu corpo e suas
condições de saúde, ampliando sua capacidade de fazer
escolhas adequadas ao seu contexto e momento de vida.
7. Participação da sociedade civil organizada: em particular do
movimento de mulheres, pelo reconhecimento de sua
contribuição técnica e política no campo dos direitos e da
saúde da mulher
8. Ações pactuadas entre todos os níveis hierárquicos: atuação
mais abrangente e horizontal, além de permitir o ajuste às
diferentes realidades regionais.
9. Ações voltadas à melhoria das condições de vida e
saúde das mulheres: executadas de forma articulada com
setores governamentais e não-governamentais;
OBRIGADA!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

1° AULA - SAÚDE DA MULHER - PAISM, PNAISM.pptx
1° AULA - SAÚDE DA MULHER - PAISM, PNAISM.pptx1° AULA - SAÚDE DA MULHER - PAISM, PNAISM.pptx
1° AULA - SAÚDE DA MULHER - PAISM, PNAISM.pptxNatasha Louise
 
Políticas Públicas de Saúde da Mulher no Brasil
Políticas Públicas de Saúde da Mulher no BrasilPolíticas Públicas de Saúde da Mulher no Brasil
Políticas Públicas de Saúde da Mulher no BrasilMarciane Missio
 
ApresentaçãO SaúDe Da Mulher
ApresentaçãO SaúDe Da MulherApresentaçãO SaúDe Da Mulher
ApresentaçãO SaúDe Da MulherTania Fonseca
 
Aula 6 Políticas Públicas de Saúde
Aula 6 Políticas Públicas de SaúdeAula 6 Políticas Públicas de Saúde
Aula 6 Políticas Públicas de SaúdeJesiele Spindler
 
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)Luis Dantas
 
Aula 1 saúde coletiva i slides aula - cópia
Aula 1 saúde coletiva i   slides aula - cópiaAula 1 saúde coletiva i   slides aula - cópia
Aula 1 saúde coletiva i slides aula - cópiaKarla Toledo
 
Saude da familia
Saude da familiaSaude da familia
Saude da familiakarensuelen
 
Pnab -programa nacional da Atenção básica
Pnab -programa nacional da Atenção básicaPnab -programa nacional da Atenção básica
Pnab -programa nacional da Atenção básicaJarquineide Silva
 
Livreto Enfermagem Saúde da Materna
Livreto Enfermagem Saúde da MaternaLivreto Enfermagem Saúde da Materna
Livreto Enfermagem Saúde da MaternaLeonel Santos
 

Mais procurados (20)

Saúde da mulher slides
Saúde da mulher  slidesSaúde da mulher  slides
Saúde da mulher slides
 
Saúde da Mulher
Saúde da MulherSaúde da Mulher
Saúde da Mulher
 
Saude da mulher1
Saude da mulher1Saude da mulher1
Saude da mulher1
 
1° AULA - SAÚDE DA MULHER - PAISM, PNAISM.pptx
1° AULA - SAÚDE DA MULHER - PAISM, PNAISM.pptx1° AULA - SAÚDE DA MULHER - PAISM, PNAISM.pptx
1° AULA - SAÚDE DA MULHER - PAISM, PNAISM.pptx
 
Políticas Públicas de Saúde da Mulher no Brasil
Políticas Públicas de Saúde da Mulher no BrasilPolíticas Públicas de Saúde da Mulher no Brasil
Políticas Públicas de Saúde da Mulher no Brasil
 
ApresentaçãO SaúDe Da Mulher
ApresentaçãO SaúDe Da MulherApresentaçãO SaúDe Da Mulher
ApresentaçãO SaúDe Da Mulher
 
Rede cegonha 24022011
Rede cegonha 24022011Rede cegonha 24022011
Rede cegonha 24022011
 
Programa de Saúde da
Programa de Saúde daPrograma de Saúde da
Programa de Saúde da
 
Saude da mulher
Saude da mulherSaude da mulher
Saude da mulher
 
Programa de Saúde da Família (PSF
Programa de Saúde da Família (PSFPrograma de Saúde da Família (PSF
Programa de Saúde da Família (PSF
 
Aula 6 Políticas Públicas de Saúde
Aula 6 Políticas Públicas de SaúdeAula 6 Políticas Públicas de Saúde
Aula 6 Políticas Públicas de Saúde
 
Saúde da Mulher na APS
Saúde da Mulher na APSSaúde da Mulher na APS
Saúde da Mulher na APS
 
Atenção Primária à Saúde
Atenção Primária à SaúdeAtenção Primária à Saúde
Atenção Primária à Saúde
 
Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança (PNAISC)
Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança (PNAISC)Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança (PNAISC)
Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança (PNAISC)
 
Apresentação atenção básica esf
Apresentação atenção básica   esfApresentação atenção básica   esf
Apresentação atenção básica esf
 
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
 
Aula 1 saúde coletiva i slides aula - cópia
Aula 1 saúde coletiva i   slides aula - cópiaAula 1 saúde coletiva i   slides aula - cópia
Aula 1 saúde coletiva i slides aula - cópia
 
Saude da familia
Saude da familiaSaude da familia
Saude da familia
 
Pnab -programa nacional da Atenção básica
Pnab -programa nacional da Atenção básicaPnab -programa nacional da Atenção básica
Pnab -programa nacional da Atenção básica
 
Livreto Enfermagem Saúde da Materna
Livreto Enfermagem Saúde da MaternaLivreto Enfermagem Saúde da Materna
Livreto Enfermagem Saúde da Materna
 

Semelhante a PNAISM guia saúde integral mulher

SAUDE DA MULHER_220503_213747.pdf
SAUDE DA MULHER_220503_213747.pdfSAUDE DA MULHER_220503_213747.pdf
SAUDE DA MULHER_220503_213747.pdfHemilyLima6
 
Aula 08 - Política Nacional de Saúde da Mulher.pptx
Aula 08 - Política Nacional de Saúde da Mulher.pptxAula 08 - Política Nacional de Saúde da Mulher.pptx
Aula 08 - Política Nacional de Saúde da Mulher.pptxDiegoFernandes857616
 
AULA - Política e indicador em saúde da mulher
AULA - Política e indicador em saúde da mulherAULA - Política e indicador em saúde da mulher
AULA - Política e indicador em saúde da mulherangelalessadeandrade
 
Aula 2 - GO - Politicas publicas.pptx
Aula 2 - GO - Politicas publicas.pptxAula 2 - GO - Politicas publicas.pptx
Aula 2 - GO - Politicas publicas.pptxLdiaItaboraRodrigues
 
CNS Saúde da Mulher nos 25 anos do Sistema Único de Saúde
CNS Saúde da Mulher nos 25 anos do Sistema Único de SaúdeCNS Saúde da Mulher nos 25 anos do Sistema Único de Saúde
CNS Saúde da Mulher nos 25 anos do Sistema Único de SaúdeEvertonMonteiro19
 
Promoção à Saude do Homem, conscientização e qualidade de vida.pptx
Promoção à Saude do Homem, conscientização e qualidade de vida.pptxPromoção à Saude do Homem, conscientização e qualidade de vida.pptx
Promoção à Saude do Homem, conscientização e qualidade de vida.pptxdanielydias8
 
Política mulher_2021.pptx
Política mulher_2021.pptxPolítica mulher_2021.pptx
Política mulher_2021.pptxAngelinaVictria2
 
Aula 2 - Ginecologia - Infertilidade, saúde sexual e reprodutiva, planejament...
Aula 2 - Ginecologia - Infertilidade, saúde sexual e reprodutiva, planejament...Aula 2 - Ginecologia - Infertilidade, saúde sexual e reprodutiva, planejament...
Aula 2 - Ginecologia - Infertilidade, saúde sexual e reprodutiva, planejament...Caroline Reis Gonçalves
 
Programas de atendimento na atenção básica
Programas de atendimento na atenção básicaProgramas de atendimento na atenção básica
Programas de atendimento na atenção básicaGabriela Amorim
 
Nutrição e Promoção da Saúde das Mulheres ppt (1).pptx
Nutrição e Promoção da Saúde das Mulheres ppt (1).pptxNutrição e Promoção da Saúde das Mulheres ppt (1).pptx
Nutrição e Promoção da Saúde das Mulheres ppt (1).pptxEmanuelaSales1
 
Nutrição e Promoção da Saúde das Mulheres ppt (1).pptx
Nutrição e Promoção da Saúde das Mulheres ppt (1).pptxNutrição e Promoção da Saúde das Mulheres ppt (1).pptx
Nutrição e Promoção da Saúde das Mulheres ppt (1).pptxEsterElenSantiagoMat
 
SAÚDE DAS MULHERES LÉBICAS: INCLUSÃO SOCIAL E DIREITOS HUMANOS
SAÚDE DAS MULHERES LÉBICAS: INCLUSÃO SOCIAL E DIREITOS HUMANOSSAÚDE DAS MULHERES LÉBICAS: INCLUSÃO SOCIAL E DIREITOS HUMANOS
SAÚDE DAS MULHERES LÉBICAS: INCLUSÃO SOCIAL E DIREITOS HUMANOSValdirene1977
 
Câncer do colo do útero
Câncer do colo do úteroCâncer do colo do útero
Câncer do colo do úteroRaphael Santana
 
OMS PREVENÇÃO e ELIMINAÇÃO de MAUS-TRATOS durante o PARTO em INSTITUIÇÕES de ...
OMS PREVENÇÃO e ELIMINAÇÃO de MAUS-TRATOS durante o PARTO em INSTITUIÇÕES de ...OMS PREVENÇÃO e ELIMINAÇÃO de MAUS-TRATOS durante o PARTO em INSTITUIÇÕES de ...
OMS PREVENÇÃO e ELIMINAÇÃO de MAUS-TRATOS durante o PARTO em INSTITUIÇÕES de ...Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
ATENÇÃO-INTEGRAL-A-SAÚDE-DA-MULHER-2.pdf
ATENÇÃO-INTEGRAL-A-SAÚDE-DA-MULHER-2.pdfATENÇÃO-INTEGRAL-A-SAÚDE-DA-MULHER-2.pdf
ATENÇÃO-INTEGRAL-A-SAÚDE-DA-MULHER-2.pdfKelengomez
 
Saúde da mulher, musicalização e prevenção quaternária
Saúde da mulher, musicalização e prevenção quaternária Saúde da mulher, musicalização e prevenção quaternária
Saúde da mulher, musicalização e prevenção quaternária AlessandraVanessa13
 

Semelhante a PNAISM guia saúde integral mulher (20)

SAUDE DA MULHER_220503_213747.pdf
SAUDE DA MULHER_220503_213747.pdfSAUDE DA MULHER_220503_213747.pdf
SAUDE DA MULHER_220503_213747.pdf
 
Aula 08 - Política Nacional de Saúde da Mulher.pptx
Aula 08 - Política Nacional de Saúde da Mulher.pptxAula 08 - Política Nacional de Saúde da Mulher.pptx
Aula 08 - Política Nacional de Saúde da Mulher.pptx
 
SAUDE DA MULHER NEGRA
SAUDE DA MULHER NEGRASAUDE DA MULHER NEGRA
SAUDE DA MULHER NEGRA
 
AULA - Política e indicador em saúde da mulher
AULA - Política e indicador em saúde da mulherAULA - Política e indicador em saúde da mulher
AULA - Política e indicador em saúde da mulher
 
GÊNERO E SAÚDE AULA.ppt
GÊNERO E SAÚDE AULA.pptGÊNERO E SAÚDE AULA.ppt
GÊNERO E SAÚDE AULA.ppt
 
Aula 2 - GO - Politicas publicas.pptx
Aula 2 - GO - Politicas publicas.pptxAula 2 - GO - Politicas publicas.pptx
Aula 2 - GO - Politicas publicas.pptx
 
CNS Saúde da Mulher nos 25 anos do Sistema Único de Saúde
CNS Saúde da Mulher nos 25 anos do Sistema Único de SaúdeCNS Saúde da Mulher nos 25 anos do Sistema Único de Saúde
CNS Saúde da Mulher nos 25 anos do Sistema Único de Saúde
 
Promoção à Saude do Homem, conscientização e qualidade de vida.pptx
Promoção à Saude do Homem, conscientização e qualidade de vida.pptxPromoção à Saude do Homem, conscientização e qualidade de vida.pptx
Promoção à Saude do Homem, conscientização e qualidade de vida.pptx
 
Prevenção câncer
Prevenção câncerPrevenção câncer
Prevenção câncer
 
Política mulher_2021.pptx
Política mulher_2021.pptxPolítica mulher_2021.pptx
Política mulher_2021.pptx
 
Aula 2 - Ginecologia - Infertilidade, saúde sexual e reprodutiva, planejament...
Aula 2 - Ginecologia - Infertilidade, saúde sexual e reprodutiva, planejament...Aula 2 - Ginecologia - Infertilidade, saúde sexual e reprodutiva, planejament...
Aula 2 - Ginecologia - Infertilidade, saúde sexual e reprodutiva, planejament...
 
Saude do Homem.ppt
Saude do Homem.pptSaude do Homem.ppt
Saude do Homem.ppt
 
Programas de atendimento na atenção básica
Programas de atendimento na atenção básicaProgramas de atendimento na atenção básica
Programas de atendimento na atenção básica
 
Nutrição e Promoção da Saúde das Mulheres ppt (1).pptx
Nutrição e Promoção da Saúde das Mulheres ppt (1).pptxNutrição e Promoção da Saúde das Mulheres ppt (1).pptx
Nutrição e Promoção da Saúde das Mulheres ppt (1).pptx
 
Nutrição e Promoção da Saúde das Mulheres ppt (1).pptx
Nutrição e Promoção da Saúde das Mulheres ppt (1).pptxNutrição e Promoção da Saúde das Mulheres ppt (1).pptx
Nutrição e Promoção da Saúde das Mulheres ppt (1).pptx
 
SAÚDE DAS MULHERES LÉBICAS: INCLUSÃO SOCIAL E DIREITOS HUMANOS
SAÚDE DAS MULHERES LÉBICAS: INCLUSÃO SOCIAL E DIREITOS HUMANOSSAÚDE DAS MULHERES LÉBICAS: INCLUSÃO SOCIAL E DIREITOS HUMANOS
SAÚDE DAS MULHERES LÉBICAS: INCLUSÃO SOCIAL E DIREITOS HUMANOS
 
Câncer do colo do útero
Câncer do colo do úteroCâncer do colo do útero
Câncer do colo do útero
 
OMS PREVENÇÃO e ELIMINAÇÃO de MAUS-TRATOS durante o PARTO em INSTITUIÇÕES de ...
OMS PREVENÇÃO e ELIMINAÇÃO de MAUS-TRATOS durante o PARTO em INSTITUIÇÕES de ...OMS PREVENÇÃO e ELIMINAÇÃO de MAUS-TRATOS durante o PARTO em INSTITUIÇÕES de ...
OMS PREVENÇÃO e ELIMINAÇÃO de MAUS-TRATOS durante o PARTO em INSTITUIÇÕES de ...
 
ATENÇÃO-INTEGRAL-A-SAÚDE-DA-MULHER-2.pdf
ATENÇÃO-INTEGRAL-A-SAÚDE-DA-MULHER-2.pdfATENÇÃO-INTEGRAL-A-SAÚDE-DA-MULHER-2.pdf
ATENÇÃO-INTEGRAL-A-SAÚDE-DA-MULHER-2.pdf
 
Saúde da mulher, musicalização e prevenção quaternária
Saúde da mulher, musicalização e prevenção quaternária Saúde da mulher, musicalização e prevenção quaternária
Saúde da mulher, musicalização e prevenção quaternária
 

Mais de Alanna Alexandre

Mais de Alanna Alexandre (8)

Manejo da dor e anestesia em pacientes asmáticos
Manejo da dor e anestesia em pacientes asmáticosManejo da dor e anestesia em pacientes asmáticos
Manejo da dor e anestesia em pacientes asmáticos
 
Perdas Reprodutivas
Perdas ReprodutivasPerdas Reprodutivas
Perdas Reprodutivas
 
Bolero
Bolero Bolero
Bolero
 
Os meios de comunicação e o massacre da cultura
Os meios de comunicação e o massacre da culturaOs meios de comunicação e o massacre da cultura
Os meios de comunicação e o massacre da cultura
 
Tarsila do amaral
Tarsila do amaral Tarsila do amaral
Tarsila do amaral
 
Natação
NataçãoNatação
Natação
 
Sudeste
SudesteSudeste
Sudeste
 
Ginástica laboralapresentação
Ginástica laboralapresentaçãoGinástica laboralapresentação
Ginástica laboralapresentação
 

PNAISM guia saúde integral mulher

  • 1. Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher - PNAISM
  • 2. Breve Histórico Diagnóstico epidemiológico da situação da saúde da mulher Reconhecimento da importância da criação diretrizes que orientassem políticas de Saúde específicas da Mulher Criação Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher - PNAISM
  • 3. PNAISM Movimentos sociais de mulheres Coor- denações e comissões do Ministério da Saúde Sociedades científicas Organizações não- governamentais Agências de cooperação internacional
  • 4. Breve diagnóstico da saúde da mulher no Brasil • Envelhecimento • Mortalidade Materna • Precariedade da Atenção Obstetrícia • Violência Doméstica e Sexual • Doenças Crônico-Degenerativas e Câncer Ginecológico
  • 5. Situação Sociodemográfica Brasil: Importantes transformações na estrutura e dinâmica da sua população.
  • 6. • População feminina brasileira está em torno de 89.800.471 pessoas para o ano de 2003;
  • 7. • A Política de Atenção Integral à Saúde da Mulher deve contemplar a população feminina acima de 10 anos, hoje estimada em 73.837.876 pessoas, distribuída nas seguintes faixas etárias: • – 10 a 14 anos – 8.091.022; • – 15 a 19 anos – 8.433.904; • – 20 a 29 anos – 16.524.472; • – 30 a 39 anos – 13.934.024; • – 40 a 49 anos – 11.420.987; • – 50 anos e mais – 15.505.461.
  • 8. Situação da Saúde da Mulher no Brasil • As dez primeiras causas de morte entre mulheres: 1. acidente vascular cerebral, 2. aids, 3. homicídios, 4. câncer de mama, 5. acidente de transporte, 6. neoplasia de órgãos digestivos, 7. doença hipertensiva, 8. doença isquêmica do coração, 9. diabetes e 10.câncer de colo do útero.
  • 9.
  • 10. • Saúde Materna • Atenção obstétrica • Assistência em Anticoncepção • DST’s • Violência Doméstica e Sexual • A Saúde de Mulheres Adolescentes • Saúde da Mulher no Climatério/Menopausa • Saúde Mental e Gênero • Doenças Crônico-Degenerativas e Câncer Ginecológico • Saúde das Mulheres Lésbicas • Saúde das Mulheres Negras • Saúde das Mulheres Indígenas • Saúde das Mulheres Residentes e Trabalhadoras na Área Rural • Saúde da Mulher em Situação de Prisão
  • 11. Saúde Materna + Atenção obstétrica Dado: 74,5 óbitos maternos por 100 mil nascidos vivos. As principais causas da mortalidade materna são a hipertensão arterial, as hemorragias, a infecção puerperal e o aborto, todas evitáveis. Aproximadamente 13% das mulheres que tiveram filhos nos cinco anos que antecederam a pesquisa não haviam realizado nenhuma consulta de pré- natal Assistência em Anticoncepção + DST’s As Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) estão entre os problemas de saúde pública mais comuns em todo o mundo.
  • 12. Violência Doméstica e Sexual • Em Pernambuco, 34% das mulheres relataram algum episódio de violência cometido pelo parceiro ou ex-parceiro. • Dentre as mulheres agredidas, foram relatados problemas de saúde: dores ou desconforto severo, problemas de concentração e tontura. * Apenas 16% em São Paulo e 11% em Pernambuco buscaram hospitais ou centros de saúde Saúde das Mulheres Negras • A grande maioria de mulheres negras encontra-se abaixo da linha de pobreza e a taxa de analfabetismo é o dobro. • Menor acesso aos serviços de saúde de boa qualidade • Maior risco de contrair e morrer de determinadas doenças • O câncer de colo de útero que é duas vezes mais frequente em mulheres negras
  • 13. Relação entre a saúde geral e bucal na mulher • Gengivite  Problemas cardíacos  Diabetes  Derrame  Problemas respiratórios  Resultados de gestação OBS: Os fatores podem variar com o passar do tempo
  • 15. 1. Atenção integral à saúde da mulher: ações de promoção, proteção, assistência e recuperação da saúde, executadas nos diferentes níveis de atenção à saúde. 2. A PNAISM deve atingir as mulheres em todos os ciclos de vida: atender as especificidades das diferentes faixas etárias e dos distintos grupos populacionais. 3. Devem nortear-se pela perspectiva de gênero: raça e de etinia, rompendo-se as fronteiras da saúde sexual e da saúde reprodutiva, para alcançar todos os aspectos da saúde da mulher
  • 16. 4. Estabelecer uma dinâmica inclusiva: atender às demandas emergentes ou demandas antigas, em todos os níveis assistenciais. 5. Criação e ampliação das condições necessárias ao exercício dos direitos da mulher: seja no âmbito do SUS, seja na atuação em parceria do setor Saúde com outros setores governamentais, com destaque para a segurança, a justiça, trabalho, previdência social e educação
  • 17. 6. Prática da humanização: atitudes e comportamentos do profissional de saúde que contribuam para reforçar o caráter da atenção à saúde como direito, que melhorem o grau de informação das mulheres em relação ao seu corpo e suas condições de saúde, ampliando sua capacidade de fazer escolhas adequadas ao seu contexto e momento de vida. 7. Participação da sociedade civil organizada: em particular do movimento de mulheres, pelo reconhecimento de sua contribuição técnica e política no campo dos direitos e da saúde da mulher 8. Ações pactuadas entre todos os níveis hierárquicos: atuação mais abrangente e horizontal, além de permitir o ajuste às diferentes realidades regionais.
  • 18. 9. Ações voltadas à melhoria das condições de vida e saúde das mulheres: executadas de forma articulada com setores governamentais e não-governamentais;