Aula+papanicolaou

2.895 visualizações

Publicada em

aula - papanicolau

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.895
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
224
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula+papanicolaou

  1. 1. Aula PapanicolaouAula Papanicolaou
  2. 2. Citologia Cérvico-vaginalCitologia Cérvico-vaginal A citologia cérvico-vaginal, citologia oncótica ou colpocitologia é o método mais difundido mundialmente para rastreamento de células cancerosas e précancerosas1 . Introduzida na década de 40 por Papanicolaou e Traut, representou grande avanço no controle do carcinoma da cérvice uterina.
  3. 3. Gradativamente, o método foi adquirindo adeptos, assimilado em serviços de ginecologia e, atualmente, representa importante forma de controle desse tipo de neoplasia2 , sendo também utilizada na detecção de outras alterações, como por exemplo, vulvovaginites.
  4. 4. Vulvovaginites são as alterações caracterizadas por um fluxo vaginal anormal, geralmente com volume aumentado, podendo ter ou não cheiro desagradável, irritação, coceira ou ardência na vagina ou na vulva e vontade de urinar freqüentemente. É um dos problemas ginecológicos mais comuns e uma das causas mais freqüentes de consulta ao ginecologista.
  5. 5. O Exame de PapanicolaouO Exame de Papanicolaou  O exame detecta doenças que ocorrem no colo do útero antes do desenvolvimento do câncer.  O exame não é somente uma maneira de diagnosticar a doença, mas serve principalmente para determinar o risco de uma mulher vir a desenvolver o câncer.
  6. 6. Sistema Reprodutor FemininoSistema Reprodutor Feminino
  7. 7. OvárioOvário
  8. 8. Auto-Exame das MamasAuto-Exame das Mamas
  9. 9. Faz-se o exame externo da vulva e depois se introduz um instrumento chamado espéculo pelo canal vaginal para que se possa visualizá-lo e ao colo do útero (parte final do útero, do qual serão coletadas as células para exame microscópico). Como é realizado o exameComo é realizado o exame
  10. 10. Posição ginecológicaPosição ginecológica
  11. 11. Material utilizadoMaterial utilizado
  12. 12. Material utilizadoMaterial utilizado
  13. 13. ColetaColeta
  14. 14. COLO DO ÚTERO NORMALCOLO DO ÚTERO NORMAL
  15. 15. Alterações Ginecológicas doAlterações Ginecológicas do Aparelho Reprodutor FemininoAparelho Reprodutor Feminino O exame de Papanicolaou se utiliza para determinar várias alterações que podem ocorrer, dentre elas estão:
  16. 16.   *Candidíase ou monilíase vaginal: 
  17. 17. TricomoníaseTricomoníase  
  18. 18. Gardnerella vaginalisGardnerella vaginalis  
  19. 19. CerviciteCervicite
  20. 20. HPV (Papiloma VHPV (Papiloma Víírus Humano/Human rus Humano/Human  Papiloma Virus)Papiloma Virus)
  21. 21. HPV (Papiloma VHPV (Papiloma Víírus Humano/Human rus Humano/Human  Papiloma Virus)Papiloma Virus)
  22. 22. Câncer do colo do útero Câncer do colo do útero  (neoplasia cervical)(neoplasia cervical)  
  23. 23. Câncer do colo do útero Câncer do colo do útero  (neoplasia cervical)(neoplasia cervical)
  24. 24. O exame de Papanicolaou tem suas diversas funcionalidades para detecção de varios diagnósticos, porém, sua maior relevância baseia-se na prevenção. É o único exame preventivo de Ca de colo uterino. O exame deve apresentar vários aspectos em geral que trazem qualidade para a coleta. O profissional deve abordar a cliente de maneira que a mesma se sinta à vontade e confortável, o que facilita o exame.
  25. 25. Deve também explicar todos os passos que serão efetuados e aproveitar o momento da coleta para orientar quanto a higiene e cuidados íntimos, demonstrando a importância dos mesmos como fator preventivo das infecções do trato urogenital e a importância do auto-exame das mamas.
  26. 26. Ressalta-se a necessidade de uma assistência mais centrada no aspecto educativo, para que possam ser adotados comportamentos favoráveis à promoçäo do autocuidado. Este exame pode ser feito gratuitamente em qualquer Unidade Básica de Saúde do Sistema Único de Saúde e Faculdades de Medicina do Brasil, é só procurar por um Serviço de Saúde da Mulher.
  27. 27. Aula apresentada pela aluna Lidiane Silva Moreira (2006) em seu Trabalho de Conclusão de Curso, foi modificado por suas implicações necessárias à aula de graduação.
  28. 28. 1. Lapin, G.A.; Derchain, S.F.M.; Tambascia, J. Comparação entre a colpocitologia oncológica de encaminhamento e da gravidade de lesões cervicais intraepiteliais. Revista de Saúde Pública, 34(2): 120- 125, 2000. 2. Motta, E.V.; Fonseca, A.M.; Bagnoli, V.R. et al. Colpocitologia em ambulatório de ginecologia preventiva. Revista da Associação Médica Brasileira. 47(4): 302- 310, 2001. 3. Equipe ABC da Saúde. Corrimento Vaginal. Disponível em: <http://www. abcdasaude.com.br/artigo.php?96>. Acesso em 19 jul. 2006. 4. Mendes, J. C; Silveira, L.M.S; Paredes, A.O. Lesão intra-epitelial cervical:existe correlação entre o tempo de realização do exame de Papanicolaou e o aspecto do colo uterino para o aparecimento da lesão? RBAC,vol.36(4):191,2004. Disponível em: <http://www.sbac.org .br/pdfs/rbac_Vol%2036-4_191-196-lesao.pdf>. Acesso em 19 jul. 2006
  29. 29. 5. Brasil. Ministério da Saúde. Pesquisa de incidência de câncer de colo uterino. Brasília, 2001. Disponível em: <http://www.fsp.usp.br/rcsp/registros%20e%20 historia.pdf#search= %22Minist%C3%A9rio%20da%20sa%C3%BAde%20Pesquisa%20de%20incid %C3%AAncia%20de%20c%C3%A2ncer%20de%20colo%20uterino%20Brasilia %202001%22>. Acesso em 15 jul. 2006. 6. Orquiza, S.M.C. O que é exame de Papanicolaou. Disponível em: <http://www.orientacoesmedicas.com.br/oqueepapanicolau.asp>. Acesso em 10 jul. 2006. 7. Ramos, S.P. Atenção Integral à Saúde da Mulher. Disponível em: <http://www.gineco.com.br>. Acesso em 19 jul. 2006. 8. Oggi, S. Câncer cervical. Disponível em: <http://www.espacoreal medico.com.br/ index_internas.htm? sUrl=http://www.espacorealmedico.com.br/referencias_rapidas/explique_paciente/adam/tpl _adam_cancer_cervical_01.shtm>. Acesso em 19 jul. 2006.

×